home

Ministério Público oferece denúncia contra condutor que matou Cláudio Clarindo


29 MAR, 2017     Gustavo Figueiredo     7    
     


Roberta Aline Saragiotto, 1ª promotora de justiça de Santos, ofereceu denúncia contra Gabriel Bensdorf Aguiar de Oliveira, o motorista que atropelou e matou o ultraciclista Cláudio Clarindo e causou lesões corporais em Jacó Amorim da Silva e em Alexandre Prado Bergamo - o acidente aconteceu em às 7h30 de 25 de janeiro de 2016 na Rodovia Rio-Santos.

imagem

A denúncia afirma que o motorista trafegava pela rodovia no sentido Bertioga-Santos e, no km 243+300 metros, teria perdido o controle do Fiat Uno, que invadiu a pista contrária, atingindo as vítimas no acostamento.

Alexandre sofreu apenas lesões leves. Já os ferimentos em Jacó foram de natureza grave, já que ele ficou incapacitado para as funções habituais por mais de 30 dias e sofreu debilidade permanente.

Segundo a promotora, o motorista praticou homicídio culposo na direção de veículo automotor e causou lesões corporais culposas em Jacó e Alexandre, respectivamente, de naturezas grave e leve.

Com informações do A Tribuna.


Comentários

  • avatar

    43679    Juranda - PR

    43679    Juranda - PR

    Vendo alguns videos do cara,eu vejo que nao seria algo como puniçao,mas o que houve deve ser lembrado para que motoristas prestem mais atençao ao que fazem,ao por 1ton em movimento.No mundo inteiro,campanhas sobre transito focao isto,entre outros,a atençao ao dirigir,seja atençao ao sono,celular,ou simplesmente mexer no radio.

    2 ano(s) atrás - Denunciar


  • avatar

    New   

    New   

    Foi veiculado na Face que o motorista estava andando feito louco, inclusive um post que afirma que o motorista pra não bater numa carreta invadiu o acostamento na contra-mão, acertando os ciclistas. Pena que nossa justiça não tem investigadores suficientes, pois está pessoas poderia mudar os rumos desse caso. No final, vai ficar barato.
    2 ano(s) atrás - Denunciar


  • avatar

    Pedro Cury    Rio de Janeiro - RJ

    Pedro Cury    Rio de Janeiro - RJ

    Ganézio, não existe isso de rodovia perigosa pra prática do ciclismo e pelo mesmo código de trânsito, os ciclistas estavam certos por estarem no acostamento.

    Imprudência não é apenas por estar embriagado ou em alta velocidade. Falar ou mexer no celular, estar com o carro sem manutenção e diversos outros fatores são imprudência.

    E apesar de existirem ciclistas imprudentes, que não foi o caso, isso não justifica imprudência ou desleixo de motoristas.

    Sobre o caso em particular, não li nada da perícia, mas o que foi dito acima esta resguardado pelo codigo nacional de trânsito.

    2 ano(s) atrás - Denunciar


  • avatar

    ganézio   

    ganézio   

    Esse caso foi um acidente visto que era uma rodovia perigosa para pratica do ciclismo e o motorista não estava embriagado nem em alta velocidade, não podemos generalizar e sempre culpar os motoristas no caso de acidente entre carro e bicicleta, temos que ter bom senso e ser cientes que acidentes acontecem e em muitos casos ciclistas são tão imprudentes quanto mooristas.
    2 ano(s) atrás - Denunciar


  • avatar

    Fidel Furtado Sanchez   

    Fidel Furtado Sanchez   

    Depois que atropela ficam dando mil tipos de desculpas. tomara que a promotora no mínimo consiga cassar a CNH.
    2 ano(s) atrás - Denunciar




  • Relacionados