home

MicroSHIFT Advent 2019 - Grupo para enduro chega com 9 velocidades e câmbio com trava

Modelo aposta na simplicidade para manter o baixo custo para provas de Enduro


21 FEV, 2019          2    



Dez, onze, doze, treze velocidades. A cada dia que passa, os fabricantes de componentes de bicicleta esticam os limites dos números de marchas de seus grupos, esticando de quebra também os preços. Neste cenário, a MicroSHIFT tomou um caminho diferente, criando um grupo de 9 velocidades para enduro que possui alguns diferenciais bastante interessantes, além de um preço bastante atrativo.

Foto 71023
   Divulgação

Vale destacar que, diferente do que acontece em provas de maratona ou XCO, competidores de Enduro e Downhill raramente precisam de muitas marchas e trocas consecutivas nas descidas são comuns, por isso o "buraco" entre um pinhão e outro é menos importante. Além disso, boa parte das subidas é feita empurrando a bike, então as marchas leves são menos fundamentais.

Um dos detalhes mais interessantes da novidade é que, apesar de ter apenas 9 marchas, o câmbio traseiro possui trava, fundamental para manter a corrente estável em montagens com apenas uma coroa. Diferente de outras marcas, a Microshift criou um sistema de embreagem com linguetas que só gera atrito em um sentido, permitindo que ele retorne facilmente para sua posição original. Além disso, o fabricante promete mais durabilidade e facilidade de regulagem e manutenção do mecanismo.

Além disso, a marca criou um roteamento bem direto, com o cabo e o conduíte entrando no câmbio por cima, seguindo uma linha mais reta e livre de voltas e curvas que aumentam o atrito no sistema e a dureza dos botões de acionamento.

Foto 71025
   Divulgação

O cassetes de 11-42 é feito em aço carbono e possui chanfros e rampas que facilitam as trocas de marcha. A engrenagem 42T é feita em alumínio usinado para economizar um pouco de peso. Com pinhões 11-13-15-18-21-24-28-34-42, o espaçamento entre as marchas não é muito grande (ao menos não para o Enduro, e peso divulgado é de 450g.

O design do passador utiliza uma única alavanca de polegar para mover a corrente para cima do cassete (para engrenagens maiores), com um gatilho dianteiro separado para soltar o cabo e trazer a corrente de volta ao cassete (para engrenagens menores). Pesando 114g, ele utiliza rolamentos no interior para uma ação suave e estável da alavanca.

Foto 71024
   Divulgação

Um dos pontos fortes do Advent 2019 é justamente seu custo reduzido. Ainda sem preço oficial divulgado no Brasil, o câmbio traseiro custa apenas U$59.99,00 no mercado Norte Americano, com o trocador ficando na casa dos U$24.99,00 e o cassete em U$39.99,00. Como comparação, um câmbio traseiro Deore M6000 custa cerca de 70 dólares.


Comentários

  • avatar

    jefmello    Sorocaba - SP

    jefmello    Sorocaba - SP

    Show Puxa vida, até que enfim algum fabricante cria coisa boa com preço acessível. Que chegue logo por aqui.
    28 dias atrás - Denunciar


  • avatar

    Carlos   

    Carlos   

    E quando teremos esse sistema no Brasil?
    30 dias atrás - Denunciar




  • Relacionados