home

Metade dos ciclistas não consegue diferenciar selins, diz estudo

Estudo de um ano realizado pela Fizik com a Universidade do Colorado mediu forças no selim, movimento central e guidão


11 DEZ, 2015     Gustavo Figueiredo    
     


Em um teste cego, você seria capaz de notar a diferença entre modelos de selim? E quanto peso você apoia no selim, no guidão ou nos pedais? Como um bike fit pode alterar essa relação de pesos do ciclista sobre a bike? Com essas perguntas em mente, a Fizik realizou, em parceria com a Universidade do Colorado, um estudo de dois anos e meio que visou aprimorar o desenvolvimento de produtos

imagem
Foto: James Huang / Immediate


Para medir com precisão a pressão aplicada em cada ponto de apoio, a equipe de pesquisadores desenvolveu uma máquina capaz de quantificar as forças que existem entre homem e máquina. Este equipamento foi adaptado a uma bike Retül Müve especial para realização de bike fit.

imagem
Foto: James Huang / Immediate


Além disso, um medidor de potência da Powertap também foi adicionado para aperfeiçoar as medições em diferentes faixas de potência. Os ciclistas que participaram do estudo são homens adultos, entre 18 e 45 anos, que pedalam 100 milhas ou ao menos 8 horas por semana.

imagem
Foto: James Huang / Immediate


Testes realizados

1-Potência - Medida em W/kg para futuras avaliações;
2-Cadência - Determina a cadência ideal de cada ciclista para futuras avaliações;
3-Posição das mãos - Tops vs drops vs hoods
4-Posição sobre o selim - Estrada vs triathlon
5 -Altura e distância do guidão - Como elas afetam as forças na mesa, central e selim
6- Distribuição de peso - Intuição vs Body Geometry fit vs informação de ciclista profissional
7-Pressão no selim - alteração de pressão no selim quando ele é movido para frente ou para trás
8-Diferenciação - capacidade de diferenciar entre diferentes modelos de selim
9-Conforto subjetivo - este tipo de conforto pode ser quantificado de alguma forma?

Resultados

Embora alguns resultados fossem esperados, como a diminuição de pressão no selim ao aumentar a potência em uma mesma cadência, outros pegaram os pesquisadores - e o senso comum - totalmente de surpresa.

-O peso de um ciclista é dividido, em média, em 40/15/45 entre selim, mesa e movimento central;

-Aumentar a cadência aumenta um pouco a força aplicada no selim, mas ela permanece quase constante entre 60 e 110 rpm;

-Andando nos hoods temos um aumento da força aplicada no selim. Andar nos tops ou nos drops, surpreendentemente dominui o peso no selim;

-Trocar o modelo do selim não muda as forças aplicadas;

-Posição de contra-relógio coloca menos pressão no selim, mas mais na mesa e no movimento central;

-Surpreendentemente, aumentar o tamanho mesa aumenta a pressão no selim;

-Embora ainda esteja em andamento, 12 dos 23 testados não foram capazes de diferenciar um selim do outro em um teste cego;

Distribuição de peso:

imagem
Imagem: Bikeradar / reprodução


Fonte: Bikeradar


Comentários



Relacionados