MENU

Manaus produz 33 mil bicicletas em setembro de 2023

Número é 31,4% menor do que o mesmo mês de 2022. Confira números:

Release de imprensa
Levantamento da Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares – Abraciclo, mostra que foram produzidas 33.239 bicicletas em setembro. O volume foi 31,4% menor na comparação com o mesmo mês do ano passado (48.442 unidades) e 22,3% inferior às 42.780 bicicletas fabricadas em agosto.

Aproximadamente 380 mil unidades saíram das linhas de montagem em 2023
Aproximadamente 380 mil unidades saíram das linhas de montagem em 2023


No acumulado do ano, as fabricantes instaladas no PIM (Polo Industrial de Manaus) produziram 379.902 unidades, retração de 20,3% em relação ao mesmo período de 2022 (476.610 bicicletas).

Publicidade


Produção por categoria

A Moutain Bike (MTB) foi a categoria mais fabricada em setembro, com 16.521 unidades e 49,7% do volume total produzido. Em segundo lugar, ficou a Urbana/Lazer (10.318 bicicletas e 31% da produção), seguida pela Infantojuvenil (4.143 unidades e 12,5%).

Veja como foram os volumes de produção registrados em setembro e os comparativos com o mês e ano anteriores:

Números de setembro - Fonte: Associadas Abraciclo
Números de setembro - Fonte: Associadas Abraciclo


A bicicleta elétrica registrou o maior crescimento no acumulado do ano, de 24,3%. De janeiro a setembro do ano passado, foram produzidas 8.248 unidades. Este ano, no mesmo período, 10.255 bicicletas elétricas saíram das linhas de montagem do PIM. Em números absolutos, a categoria mais fabricada foi a MTB, com 223.964 unidades e 59% do total produzido.

Distribuição por região

O maior volume de bicicletas produzidas em setembro foi para a Região Sudeste (15.330 unidades e 46,1% da produção). Na sequência do ranking, ficaram as Regiões Sul (6.238 bicicletas e 18,8% do volume fabricado), Nordeste (6.065 unidades e 18,2%), Centro-Oeste (3.336 bicicletas e 10,0%) e Norte (2.270 unidades e 6,8%).

As posições foram mantidas no ranking do acumulado do ano: Sudeste (212.195 bicicletas e 55,9%), Sul (67.787 unidades e 17,8%), Nordeste (46.537 bicicletas e 12,2%), Centro-Oeste (32.646 unidades e 8,6%) e Norte (20.737 bicicletas e 5,5%).

Exportações

Os embarques para o mercado externo totalizaram 2.568 unidades em setembro. O volume é 362,7% maior na comparação com o mesmo mês do ano passado (555 bicicletas) e 328% superior em relação a agosto (600 unidades).

De acordo com levantamento do portal Comex Stat, que apura os embarques totais de cada mês, analisados pela Abraciclo, o principal destino foi o Paraguai (1.366 bicicletas e 53,2% das exportações). Em segundo lugar, ficou o México (731 unidades e 28,5% do volume exportado), seguido pelo Uruguai (312 bicicletas e 12,1%).

Publicidade



Nos nove primeiros meses do ano, foram exportadas 12.814 bicicletas, retração de 25,7% em relação ao mesmo período de 2022 (17.252 unidades).

Segundo dados do portal Comex Stat, analisados pela Abraciclo, os países do MERCOSUL foram os principais parceiros comerciais: Paraguai (6.625 bicicletas e 51,7% das exportações), Uruguai (2.640 unidades e 20,6%) e Bolívia (1.488 unidades e 11,6%).

Abraciclo também anuncia novo vice-presidente do segmento de bicicletas

Fernando Rocha, da Abraciclo
Fernando Rocha, da Abraciclo

Fernando Rocha é o novo vice-presidente do segmento de bicicletas da Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares – Abraciclo. Com 47 anos de história e contando com 14 associadas, a Abraciclo representa os fabricantes de veículos de duas rodas no país, tendo como principal missão a coordenação, desenvolvimento e defesa da competitividade do setor por meio de ações baseadas em três pilares: Política Industrial, Segurança Viária e Técnico.

Formado em economia com MBA pela FAAP/Anderson School, o executivo conta com ampla experiência nas áreas financeira e de operações. Ao longo da carreira, exerceu papéis de liderança e de gestão de negócios em empresas de grande porte instaladas na América Latina, Europa e Estados Unidos.

Há três anos e meio trabalha na Caloi, onde exerce o cargo de diretor de operações. Fernando Rocha sucede a Cyro Gazola.


Relacionados

Comentários

Outras notícias

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando você concorda com a nossa política de privacidade.