home

Justiça francesa estaria investigando doping motorizado


20 DEZ, 2017     Gustavo Figueiredo    



Uma notícia publicada pela revista satíricaLe Canard Enchaîné afirma, sem piadas, que a justiça francesa estaria investigando o doping motorizado no ciclismo. Segundo a publicação, existe uma "trama do mais alto escalão para beneficiar grandes ciclistas, permitindo que eles tomassem vantagem das últimas inovações no campo de motores elétricos".

Foto 66183

A publicação ainda afirma que possíveis ligações entre equipes, empresas privadas e as maiores autoridades do ciclismo também estariam sendo investigadas já que "desempenhos extraterrestres nas subidas de alguns atletas não deixam dúvidas que os limites do doping biológico utilizado no pelotão por mais de um século foram superados".

Sem citar nomes de atletas, a publicação afirma que os trabalhos estão sendo conduzidos pelos juízes Claire Thépaut e Serge Tournaire, designados para o caso no meio deste ano. A dupla de magistrados teria o apoio da divisão de crimes financeiros da polícia francesa.

David Lappartient, o novo presidente da UCI, afirmou durante sua campanha e depois dela que está disposto a investigar os casos de doping motorizado que supostamente aconteceram no passado, além de apertar a fiscalização contra este tipo de recurso nas competições no futuro.

Em nota, a entidade máxima do ciclismo afirmou estar a disposição da justiça francesa para colaborar com as investigações. Recentemente, o assunto voltou a tona quando o ex-ciclista Phil Gaimon afirmou que Fabian Cancellara realmente pode ter utilizado um motor em sua bike, algo que inclusive pode gerar uma nova investigação da UCI no caso.






Comentários



Relacionados