home

Juiz rejeita processo de Lance Armstrong contra agência anti-doping

USADA segue podendo punir Armstrong


13 JUL, 2012     Diego Bellizzi    
     


Falhou a tentativa de processo de Lance Armstrong contra a USADA, a agência anti-doping dos EUA. Em sua ação, o atleta pretendia suspender a possibilidade da entidade acusá-lo de doping e, consequentemente, puni-lo ou aplicar sanções.

O juiz que rejeitou o pedido de abertura de processo por parte de Armstrong, Judge Sam Sparks, alegou que "a queixa de Armstrog tem a maior parte construída por acusações que são totalmente irrelevantes e que, desta forma, o tribunal parte do predisposto que eram incluídas apenas para aumentar a cobertura midiática deste caso e para levar a opinião pública contra os réus (staff da USADA)".

Sparks esclareceu que não está rejeitando o mérito do caso Armstrong, mas tão somente a natureza de sua quixa contra a USADA. O magistrado deixou, ainda, o atleta livre para rever sua queixa contra a agência anti-doping e voltar a apresentá-la, reestruturada, no prazo de 20 dias.

Segundo dados do tribunal, o processo que Lance Armstrong tentou abrir continha 261 parágrafos numerados e, dentre eles, alguns parágrafos com vários itens. Pelo visto, Lance ficou com um gostinho amargo de saber que, contra a USADA, tamanho não é documento.


Fotos (1)

foto 0 -  Mais Fotos

Comentários



Relacionados