MENU

Ironman Brasil 2013 - Americanos vencem e quebram recordes

A 13ª edição do Ironman Brasil foi dominada pelos Estados Unidos. Tim O´Donnell e Amanda Stevens venceram a prova neste domingo em Jurerê Internacional, na capital catarinense. Tim, de 43 anos, completou os 3,8 km de natação, 180 km de ciclismo e 42,4 km de corrida com o tempo de 8h01min32, estabelecendo o novo recorde da prova - era 8h07min07seg, de Luke Mackenzie, em 2010 -, enquanto Amanda, de 36 anos, marcou 9h05min53seg, também novo recorde - anterior era de Amy Marsh (EUA), 9h09min39seg no ano passado. O Brasil mais uma vez bateu na trave no masculino. Igor Amorelli, que corre por Santa Catarina, ficou com o segundo lugar, com o tempo de 8h19min40seg, enquanto no feminino o resultado mais positivo foi de Ariane Monticeli, com o sexto lugar.

Única seletiva da América do Sul e principal prova do calendário nacional no gênero, o Ironman Brasil 2013 não apresentou o equilíbrio esperado. Mas isso não por causa da falta de atletas de destaques, mas sim porque os vencedores não deram chance aos adversários, dominando de ponta a ponta. Destaque em seu país, o comandante da marinha Tim O´Donnell chegou brilhando em Florianópolis. Depois de uma boa disputa na natação com Luiz Francisco, o triatleta sobrou e só fez abrir a vantagem até cruzar a linha com a vitória, 18 minutos de vantagem para o segundo e com um novo recorde. Foi à primeira conquista de Ironman.

"Estou muito feliz em vencer aqui, pois foi a primeira vitória do gênero. O público aqui é fantástico, pois me incentivou e respeitou o tempo todo. Foi como se estivesse em casa", destacou. "A prova foi complicada, mas estava num bom dia. Agora, quero voltar para defender o título e baixar o tempo de 8 horas", declarou o campeão, que neste ano tinha feito um terceiro lugar no 70.3 Ironman de San Juan, em Porto Rico.

Igor Amorelli garantiu o segundo lugar do pódio, repetindo o feito de Santiago Ascenço no ano passado (terminou em quinto neste ano). O brasileiro, que iniciou o ciclismo em quarto lugar, conseguiu se recuperar, entregando a bike em segundo. Apesar do esforço, não pode tirar a vantagem do norte-americano. Mesmo assim, ficou feliz com o desempenho em sua segunda participação.

"Este resultado foi especial, pois competir em casa tem um gosto diferenciado. A torcida motivou o tempo todo e ajudou no resultado final. Já fui terceiro no primeiro e, agora no segundo, vice. Quem sabe no ano que vem consigo melhorar e chegar conseguiu o primeiro título para o Brasil", declarou o triatleta, que mora em Balneário Camboriú, em Santa Catarina.

imagem

Feminino

Assim como Tim no masculino, Amanda também não se importou com as adversárias no feminino. Ela terminou a natação entre as mais bem colocadas e, nas demais modalidades, só fez aumentar sua vantagem de mais de dois minutos sobre a canadense Sara Gross. Médica e triatleta, ela tentou vencer uma prova do gênero nove vezes, obtendo sucesso apenas na décima, no Brasil.

"Depois de tentar dez vezes a vitória, fico feliz por ter acontecido no Brasil. A prova foi muito forte, tornando ainda mais importante este feito. Espero voltar outros anos", declarou a triatleta.

O triatlo nacional teve duas triatletas entre as top ten. Ariane Monticelli ficou com o sexto lugar, 9h26min47seg, enquanto a catarinense Mariana Borges fechou em décimo, com a marca de 9h49min25seg.

Para Carlos Galvão, diretor geral da prova, o resultado mostra a nova realidade do esporte. "Temos uma nova geração chegando e vencendo e o exemplo do Tim é perfeito, pois apenas o meio da modalidade o conhecia. O Ironman Brasil mostra sua força e que está no mesmo nível das principais provas do mundo, como destacou o Mark Allen, uma das lendas do esporte e que este ano prestigiou o evento. Vamos seguir trabalhando para que a prova mantenha este mesmo nível técnico e de organização elevados", declarou.

Classificação Profissional:

Masculino:

1º Timothy O’Donnell (EUA) - 8h01min32seg*
2º Igor Amorelli (BRA) - 8h19min40seg
3º Stefan Schmid (ALE) - 8h25min02seg
4º Mario de Elias (ARG) - 8h31min59seg
5º Santiago Ascenço (BRA) - 8h32min30seg
6º Petr Vabrouesk (CZE) - 8h32min22seg
7º Thiago Vinhal (BRA) - 8h37min54seg
8º Blake Backer (EUA) - 8h38min47seg
9º Ciro Violin (BRA) - 8h41min34seg
10º Luiz Francisco Ferreira (BRA) - 8h45min59seg

*Novo recorde do Ironman Brasil

Feminino

1ª Amanda Stevens (EUA) - 9h05min53seg*
2ª Sara Gross (CAN) - 9h08min38seg
3ª Jessie Donavan (EUA) - 9h10min29seg
4ª Mirjam Weerd (HOL) - 9h21min04seg
5ª Haley Chura (EUA) - 9h24min43seg
6ª Ariani da Silveira (BRA) - 9h26min47seg
7ª Anne Basso (MEX) - 9h27min07seg
8ª Hillary Biscay (EUA) - 9h29min35seg
9ª Silvia Felt (ALE) - 9h40min03seg
10ª Mariana Borges (BRA) - 9h49min25seg

*Novo recorde do Ironman Brasil

Fotos (4)

foto 0 - Tim O'Donnell Mais Fotos


Relacionados

Comentários

Outras notícias

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando você concorda com a nossa política de privacidade.