MENU

Indústria de bikes em Manaus cresce 14% em julho

Apesar do crescimento, acumulado do ano têm retração de 18,6% na comparação com 2022

Release de imprensa
Levantamento realizado pela Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares – Abraciclo, mostra que 43.118 bicicletas saíram das linhas de montagem do Polo Industrial de Manaus - PIM em julho. O volume foi 14,1% superior às 37.780 unidades registradas no mesmo mês do ano passado.

Foto 83142


Nos primeiros sete meses do ano, 303.883 unidades saíram das linhas de montagem, retração de 18,6% na comparação com o mesmo período de 2022 (373.524 bicicletas). A Abraciclo espera fechar 2023 com 510.000 unidades produzidas, o que corresponde a uma queda de 14,9% na comparação com o ano passado (599.044 bicicletas).

Produção por categoria

A categoria mais produzida em julho foi a Moutain Bike (MTB), com 25.379 unidades e 58,9% do volume total fabricado. A Infantojuvenil ficou em segundo lugar do ranking (10.062 bicicletas e 23,3% da produção), seguida pela Urbana/Lazer (5.967 unidades e 13,8%).

Veja como foram os volumes de produção alcançados em julho e os comparativos com o mês e ano anteriores:

Fonte: Abraciclo
Fonte: Abraciclo


A MTB manteve a liderança no acumulado do ano com 186.878 unidades e 61,5% do volume produzido. Na sequência, vieram a Urbana/Lazer (68.782 bicicletas e 22,6% da produção) e a Infantojuvenil (34.063 unidades e 11,2%).

Distribuição por região

Em julho, a região Sudeste recebeu 21.785 bicicletas, o que corresponde a 50,5% da produção total no Polo de Manaus. O segundo lugar do ranking ficou com o Centro-Oeste para onde foram enviadas 7.778 unidades (18,0% do volume fabricado). Na sequência, vieram o Sul (6.236 bicicletas e 14,5% da produção), Nordeste (5.509 unidades e 12,8%) e Norte (1.810 bicicletas e 4,2%).

No acumulado do ano, a liderança também é da região Sudeste, com 171.013 unidades e 56,3% da produção. Em seguida, ficaram o Sul (55.269 bicicletas e 18,2%do total fabricado), Nordeste (33.746 unidades e 11,1%), Centro-Oeste (27.536 bicicletas e 9,1%) e Norte (16.319 unidades e 5,4%).

Publicidade



Exportações

Os embarques de bicicletas totalizaram 3.142 unidades em julho, o que corresponde a alta de 0,5% na comparação com o mesmo mês do ano passado (3.125 unidades).

De acordo com levantamento do portal Comex Stat, que apura os embarques totais de cada mês, analisados pela Abraciclo, os principais destinos foram os países do Mercosul: Paraguai (1.872 bicicletas e 59,6% das exportações), Uruguai (940 unidades e 29,9%) e Chile (300 bicicletas e 9,5%).

De janeiro a julho, as exportações recuaram 29,9%, passando de 13.758 para 9.646 unidades. Ainda segundo dados do portal Comex Stat, analisados pela Abraciclo, o Paraguai mantém a liderança do ranking e recebeu 5.259 bicicletas, o que representa 54,5% do volume exportado). Em segundo lugar, ficou o Uruguai (1.734 unidades e 18,0% das exportações), seguido pela Bolívia (1.488 bicicletas e 15,4%).


Relacionados

Comentários

Outras notícias

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando você concorda com a nossa política de privacidade.