home

I Bicicletada Pelada do Rio reuniu mais de 100 ciclistas

Atentado ao pudor é um corpo estirado no chão


25 JAN, 2014     Péricles    



O Rio de Janeiro recebeu pela primeira vez, nessa última sexta-feira, a Bicicletada Pelada, evento inspirado no movimento mundial World Naked Bike Ride.

imagem
Ciclistas pedalaram pelados pelas ruas do centro do Rio

A ideia do movimento é usar a nudez para buscar mais visibilidade da sociedade para os problemas que a bicicleta enfreta no trânsito, especialmente de segurança. Além disso, estar pelado também mostra como os ciclistas se sentem frágeis e vuneráveis ao dividir o espaço com veículos motorizados.

imagem

No mundo todo, muitos ciclistas são atropelados, grande parte das vezes por falta de respeito ou negligência de motoristas e autoridades. Um dos principais gritos de protesto foi "Não foi acidente", contrariando o cliché que a grande mídia e a polícia costuma alegar nos acidentes de bicicleta, algumas vezes sem mesmo averiguar suficientemente os fatos. Segundo os organizadores: "Atentado ao pudor é um corpo estirado no chão".

imagem

O evento carioca contou com pouco mais de 100 ciclistas, que se reuniram na Cinelândia por volta das 19:00. Na concentração, os participantes receberam mais instruções e puderam discutir opções de roteiros (propositalmente não divulgado com antecedência). A nudez nesses eventos não é obrigatória, então, muitos participaram apenas de roupas de baixo, fantasias e, quem optou por menos roupa, também teve a possibilidade de pintar o corpo. Para evitar a concentração de curiosos interessados apenas na nudez, o grupo não de despiu no local da concentração, mas sim em uma rua menos movimentada do centro, passando novamente pelo local onde a grande mídia estava concentrada.

imagem
Manifestando nú entrega folheto educativo aos ciclistas

Os ciclistas então seguiram por ruas do centro da cidade, passando por laranjeiras e terminando na praia do Leme. Ao longo do caminho, alguns entregaram folhetos sobre o a Bicicletada e também um resumo dos direitos e deveres do ciclistas assegurados pelo Código de Trânsito Brasileiro. Os principais gritos de guerra foram: "Você aí parado, vem pedalar pelado", "Rá-rárá, não pago IPVA", "Bicicleta todo dia, não pago academia".

O evento foi inédito no Rio, porém não é a primeira vez que acontece no Brasil. São Paulo, Florianópolis e Porto Alegre também já organizaram uma etapa em anos anteriores. Para saber mais sobre o movimento Bicicletada no Brasil, acesse www.bicicletada.org.


Fotos (29)

foto 0 -  foto 1 -  foto 2 -  Mais Fotos

Comentários



Relacionados