home

Henrique Avancini vence Copa Nacional AM PM na Costa Rica

Brasileiro é campeão de evento classe 1 do calendário da UCI


30 JAN, 2013     Pedro Cury    



A Copa Nacional AM PM é o evento mais tradicional de cross-country olímpico (XCO) realizado na Costa Rica. A competição possui chancela da UCI sendo uma competição classe 1 do calendário internacional.

imagem

Nosso atleta brasileiro Henrique Avancini participou da prova e foi o campeão da categoria elite, somando importantes pontos no ranking e começando bem a temporada 2013.

Confira o relato de Henrique Avancini

"Viajei à Costa Rica acompanhado do nosso mecânico de equipe e meu companheiro Nícolas Sessler que fazia sua estreia na categoria Elite. Chegamos na tarde de sexta-feira depois de uma longa viagem. No sábado pela manhã fomos ao circuito, que me agradou logo na primeira volta. Na verdade a pista era bem exigente quanto a parte física, com subidas muito íngremes e com grande variação altimétrica por volta, em um terreno bem solto. No domingo a prova seria disputada em 6 voltas para os 44 atletas da categoria Elite/sub-23.

Larguei muito bem e liderei o começo da prova. Segui disputando a liderança da corrida com outros dois atletas. No final da volta fiz um ataque na tentativa de abrir alguma vantagem e me manter sozinho na ponta, pois pela fase de treinamentos que estou agora, seria melhor fazer uma prova forte com menos alterações de ritmos. Então se eu conseguisse manter uma pequena liderança, mesmo que a um custo alto, seria melhor do que ter que me defender dos ataques do grupo. Assim fechei a primeira volta 5 segundos na frente do segundo colocado e cerca de 10 segundos na frente de um grupo de 3 atletas.

Na segunda volta eu era perseguido mais de perto pelo atual campeão Costa-Riquenho e da tradicional "La Ruta de los Conquistadores", Paolo Montoya. A diferença ficou em torno de 30 segundos durante toda a prova, mas na quarta volta Paolo se aproximou bastante.

Então na quinta volta tentei reagir e sacramentar a liderança, pensando em ter alguma margem de reação caso Montoya me alcançasse na última volta, mas o herói local acabou sentindo o ritmo no final e perdendo terreno.

imagem

Cruzei a linha de chegada muito feliz, pois esse prova tem um significado emocional muito forte para mim. Ano passado competi nessa corrida em um momento muito complicado da minha carreira.

Era temporada Olímpica, estava sem patrocínio e sofri um tombo muito forte onde quebrei a roda, selim, capacete, além do câmbio traseiro. Sem contar duas costelas quebradas que me incomodaram muito por um período longo em uma época muito importante para mim.

Ainda não estou preparado para competir, de acordo com os parâmetros fisiológicos, mas essa é a beleza do esporte. A motivação interna era muito pessoal e realmente forte e no fundo eu queria ganhar a corrida e lutaria muito para conseguir...

Além disso foi a estreia da temporada e de nossa equipe "Caloi Elite Team" e começar o ano dando uma primeira vitória para a equipe logo na primeira corrida é muito estimulante.

Meu parceiro de equipe Nícolas Sessler foi muito bem. Fez sua estreia em uma corrida internacional na categoria elite e terminou na 12ª colocação e em 2° entre os atletas sub-23.

Agora seguiremos buscando os objetivos da temporada, mas com certeza com um "gás" a mais".

Parabéns pela vitória Henrique!


Comentários



Relacionados