Seção de Fotos Vazia Henrique Avancini é vice-campeão da Copa Chile de XC - Pedal
home

Henrique Avancini é vice-campeão da Copa Chile de XC

Brasileiro conquistou pontos preciosos no ranking da UCI


15 OUT, 2010     Guiné    



Henrique Avancini disputou no último domingo (10/10), a Copa Chile de XCO realizada em Codegua, que contou pontos para o ranking internacional da UCI. Avancini teve boa performance obtendo a segunda colocação na prova. O nosso brasileiro relata alguns detalhes da viagem e prova:

A viagem

A princípio iríamos em uma delegação brasileira para a Copa Chile, mas a falta de vôos disponíveis, devido ao feriado de dia 12 de outubro, acabou cancelando a viagem do grupo.

Porém eu tinha me dedicado muito na preparação para essa prova e estava muito motivado para competição. Então acabei buscando um vôo em cima da hora (na noite antes de viajar) e viajei sozinho. Na viagem começou o drama. O vôo que sairia às 13:10 do Rio em direção à Buenos Aires teve um atraso de 6 horas e meia, e isso fez com que eu perdesse minha conexão em Buenos Aires para Santiago. Com isso, tive que passar uma noite em Buenos Aires e viajar somente no outro dia para Santiago.

No final das contas, a viagem que era para ter terminado às 20:30 de quinta-feira, terminou às 12:30 de sexta-feira. Foram praticamente 24 horas de viagem, mais do que costumo viajar quando vou para Europa. Chegando em Santiago, alojei-me e então tentaria ir ao circuito no Sábado que ficava 70km distante."

imagem

O circuito

"Como era de se esperar, nessa época do ano, na região próxima a Santiago, o clima é muito seco e faz bastante calor. O circuito era bem elaborado, com trechos planos, trechos muito duros, com bastante partes de alta dificuldade técnica e partes técnicas bem velozes. Eu particularmente gostei muito. O circuito ficava situado no Hotel La Leonera que antigamente era um monastério."

A prova

"Eu estava muito confiante para a prova e a minha estratégia era tentar controlar os adversários e, se tivesse condições, atacaria depois do meio da prova, na tentativa de me poupar um pouco devido as condições climáticas.

Larguei na ponta no travado start-loop e assumi a liderança na primeira volta. Mantive um ritmo constante e acelerava nas partes mais travadas para quebrar o ritmo dos adversários. Fechamos a primeira volta em um grupo de três, comigo sempre liderando, e já tínhamos uma pequena vantagem sobre os demais.

Na segunda volta já fiquei com somente um concorrente, a estrela chilena, Cristobal Silva. Na terceira volta, de seis, ainda me sentia muito bem, sem sentir nenhum cansaço ou dificuldade de manter o ritmo e aí comecei a acelerar para ver como Cristobal responderia. No segundo ataque que dei, consegui abrir uma pequena vantagem que foi aumentando até chegar a 30 segundos, quando aconteceu um indesejado imprevisto: um furo na roda traseira. O furo foi bem grande e mesmo com o líquido selante no pneu, o buraco não vedou completamente. Então, parei e coloquei um gás com líquido reparador, porém mesmo assim continuava vazando. Tive que parar novamente quando já estava bem baixo e coloquei um cilindro de CO2 até ficar bem cheio e, daí em diante eu parei todas as voltas no ponto de apoio para encher o pneu com uma bomba, o que me fez perder muito tempo.

O grande problema foi que eu sempre estava andando com o pneu muito cheio ou muito vazio. A opção de não colocar uma câmara foi porque haviam muitos espinhos na pista e ai poderia ser ainda mais prejudicial, com o pneu sem câmara eu ainda conseguia prosseguir mesmo que em má condições.

O meu tempo para o líder Cristobal ficou sempre oscilando, eu andava mais rápido, mas o tempo que perdia quando parava fazia com que a diferença se mantivesse constante.

No final consegui garantir a segunda colocação e assegurar os tão importantes pontos no ranking internacional. Fiquei muito contente de terminar o ano fazendo uma prova em condições físicas tão boas e com um bom resultado."

Anti-Doping

"Um detalhe muito interessante foi que realizaram 10 exames anti-doping para as categorias elite masculino e feminino, sendo 7 para os 7 primeiros da elite masculina e 3 para as 3 primeiras elites femininas. Um exemplo dado por um país menor esportivamente no MTB, em relação a luta contra o doping!"

"Gostaria muito de agradecer a CBC por ter conseguido a passagem na última hora."


Comentários



Relacionados