home

Hackers russos vazam registros médicos de Froome e Wigggins

Documentos vazadas da WADA apontam uso de substâncias banidas sob exceção de uso terapêutico por Bradley Wigggins e Chris Froome


15 SET, 2016     Gustavo Figueiredo     3    



Um grupo de hackers russos chamado Fancy Bears conseguiu acessar o banco de dados da Agência Mundial Anti-Doping (WADA) e publicar detalhes médicos dos atletas que competiram durante as Olimpíadas Rio 2016. Na lista, figuravam nomes como Bradley Wigggins e Chris Froome - ambos autorizados a consumir substâncias banidas para fins terapêuticos.

imagem

De acordo com o grupo, embora seja perfeitamente legal, o uso de TUEs (Therapeutic Use Exemption) na verdade funcionam como licenças para os atletas doparem-se.

De acordo com o jornal britânico The Guardian, Wiggins teria recebido autorização para utilizar quatro substâncias banidas no período entre 2008 e 2013, sendo elas Salbutamol, Formeterol, budesonida e Triancinolona acetonida.

Froome, por sua vez, utilizou uma TUE em abril de 2014 que autorizou o uso de prednisolona, substância que serve para tratar inflamações e problemas auto-imunes. O uso aconteceu durante o Tour de Romandie e o caso já havia virado notícia na época. O documento também revelou que Froome consumiu a mesma substância no Critérium du Dauphiné do mesmo ano, prova que precedeu seu abandono no Tour de France.

Retaliação

Segundo a WADA, a ação do grupo Fancy Bears foi realizada para minar o poder da entidade e que não existem dúvidas que se trata de uma retaliação pela escândalo de doping que tirou inúmeros atletas russos dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016.

Olivier Niggli, diretor geral da WADA, explica que os ataques são criminosos e revelam informações sigilosas que podem prejudicar a imagem de diversos atletas. "Para aqueles que foram atingidos, lamentamos que criminosos tentem ferir suas reputações e asseguramos que estamos recebendo as melhores orientações legais e de inteligência", explicou.

Doping e medicina

Atualmente, algumas pessoas defendem que as fichas médicas de atletas de alto rendimento deveriam ser abertas ao público. Porém, além de esbarrar em diversos problemas legais, o sigilo médico é parte fundamental do código de ética deste tipo de profissional.

imagem

Com registros médicos públicos ou não, o fato é que atletas são seres humanos e, como qualquer um, eles também ficam doentes e precisam de medicamentos para recuperar a saúde. Acontece que, em alguns casos, estes medicamentos estão na lista de substâncias proibidas da WADA e é justamente para estes casos que existem as TUEs.

Um ciclista que consome uma substância controlada para tratar uma doença pode ser chamado de dopado? Definitivamente não. Um ciclista que de alguma forma abusa da TUE para melhorar o desempenho pode ser chamado de dopado? Sim! O que não pode acontecer é confundir um caso com o outro.




Comentários

  • avatar

    Cebo    São Paulo - SP

    Cebo    São Paulo - SP

    Raphael, é justamente isso que estamos falando com: - Um ciclista que abusa da TUE para melhorar o desempenho pode ser chamado de dopado? Sim.

    Agora, pegando o exemplo do Froome. Ele teve apenas a TUE de 2014. Concorda que não dá pra dizer que este é o segredo do desempenho dele ao longo de toda a carreira?

    Se ele é dopado eu não sei. Acho bem provável que sim, mas acusar sem provas inclusive é crime. Agora, o que dá pra dizer com certeza é que um remédio tomado em 2014 não vai fazer o cara ganhar o Tour em 2016, concorda?

    3 ano(s) atrás - Denunciar


  • avatar

    Raphael    

    Raphael    

    Quem é q não sabe q todos ciclistas pro tour não se dopa?, como Armistrong falou q ninguém tem condições de ganhar o tour sem se dopar... por isso q a wada baniu ele, por revelar informações sigilosas.
    3 ano(s) atrás - Denunciar


  • avatar

    Raphael   

    Raphael   

    Quanta inocência, Gustavo Figuereido. Induzir uma doença para autorizar a ingestão de substância proibida é doping. É isso o que eles fazem. E para conseguir esta autorização precisa de muita panelinha. E outra, se está doente, afaste-se do esporte, trate-se e depois de curado volte. Enquanto está doente também está dopado. Assim será justo com todos
    3 ano(s) atrás - Denunciar




  • Relacionados