home

Giro d'Italia 2017 - Análise depois do embate no Blockhaus


15 MAI, 2017     Gustavo Figueiredo    
     


No último domingo, o Giro 2017 viu seu primeiro grande embate entre os favoritos para a vitória. Descontando aqueles que foram envolvidos no acidente com a moto da polícia, deu para ter um bom panorama de como estão as forças dos favoritos para a vitória.

Nairo Quintana - Movistar

imagem
Foto: Movistar / Divulgação

O grande destaque ficou por conta de Nairo Quintana, que atacou não só para fazer a seleção final entre ele, Nibali e Pinot, como também bateu em Nibali repetidamente até quebrar o italiano nos trechos mais duros da escalada final.

No começo do Giro, Nairo ficou bem escondido no meio do pelotão junto com a Movistar. Porém, na etapa 9 o time controlou o pelotão com unhas e dentes, preparando o terreno para as pancadas do colombiano.

Porém, vale destacar que, no fim do dia, ele colocou - contando a bonificação por tempo - apenas 28 segundos sobre Thibau Pinot e 30 sobre Tom Dumoulin, um passista nada "compatível" com a escalada do Blockhaus.

Thibaut Pinot - FDJ

imagem
Foto: Facebook / Reprodução

O francês andou muito bem na etapa 9. Isso porque, além de chegar em segundo, ele ainda atacou Nibali e Quintana quando os três estavam juntos. O ciclista ainda mostrou bom controle emocional e maturidade para não entrar em pânico durante os ataques de Nairo - deixando o trabalho pesado para Nibali.

Embora tenha sido alcançado por Tom Dumoulin, o francês conseguiu superar o holandês no sprint final e, com a bonificação por tempo, está a apenas 28 segundos da liderança.

Tom Dumoulin - Subweb

imagem
Foto: Facebook / reprodução

Com certeza um dos resultados menos esperados para esta etapa, o terceiro lugar de Dumoulin foi conquistado com sua principal característica - o excelente passo e a calma inabalável. Isso porque, quando Quintana atacou, o holandês imediatamente entrou no modo de contra-relógio, mantendo o ritmo constante até cruzar a mete pregado na roda de Pinot.

Para completar, é de se esperar que o ciclista tenha um excelente desempenho no contra-relógio da etapa 10. Com apenas 30 segundos de atraso para Quintana, existe a real possibilidade dele assumir a camisa rosa no fim a etapa.

Bauke Mollema - Trek Segafredo

imagem
Foto: Trek Segafredo / Divulgação

O holandês Mollema encontra-se em uma excelente posição no Giro. Mesmo não sendo escalador puro, o ciclista chegou a frente de grandes nomes na etapa do Blockhaus. Dotado de um bom contra-relógio, o ciclista parece estar conquistando uma excelente chance de pódio. No momento, Mollema tem 51 segundos de atraso para Quitana.

Vincenzo Nibali - Bahrain-Merida

imagem
Foto: Bahrain-Merida / Divulgação

O Tubarão de Messina parece estar estudando os vídeos de Chris Froome. Isso porque, para responder aos ataques de Quintana, o italiano não usou sua costumeira explosividade e sim lentas acelerações sentando e girando os pedais em alta cadência - infelizmente para ele, a estratégia parece não ter surtido o efeito esperado.

Todavia, mesmo com a quinta colocação e um minuto de atraso para Quintana, a ferocidade do italiano não parece ter sido abalada. Como de costume, ele prometeu lutar até o fim para reverter sua desvantagem - e sua vitória no último Giro é prova de que isso pode funcionar.


Comentários



Relacionados