MENU

Giro 2020 #13 - Ulissi vence sprint inesperado entre favoritos da camisa rosa

Velocistas e outros atletas mais indicados para chegas planas ficaram para trás nas duas únicas subidas do percurso

Com um percurso quase que totalmente plano e com a disputa pela camisa por pontos super quente entre Arnaud Démare (Groupama-FDJ) e Peter Sagan (Bora-Hansgrohe), era de se esperar que a etapa 13 do Giro d'Italia 2020 terminasse com um sprinte em grupo. Porém, para que isso acontecesse, só faltou combinar com os russos - o russo, no caso, nasceu na Itália e chama-se Diego Ulissi.

Crédito: Giro d''Italia / Divulgação
Crédito: Giro d''Italia / Divulgação

Para vencer sua segunda etapa nesta grande volta, o ciclista da (UAE Team Emirates) acelerou na última das duas únicas escaladas do dia, fazendo com que os velocistas puros como como Démare e até mesmo Peter Sagan perdessem contato com o grupo dos favoritos - isso a apenas 20km da chegada.

Percebendo a oportunidade de ampliar a vantagem de João Almeida com a bonificação de tempo para os três primeiros colocados, a (Deceuninck-QuickStep) botou seus homens na frente do pelotão para evitar, com sucesso, o retorno dos atletas mais fortes. Porém, na linha de chegada, o mais rápido acabou sendo Ulissi.

"Fizemos um ótimo trabalho na última subida e o time me ajeitou perfeitamente. Distanciamos os velocistas e reduzimos o pelotão para um grupo pequeno. Estava cansado da velocidade na subida, mas o McNulty foi fantástico na embalada final. Não esperava vencer outra etapa, é uma sensação ótima", afirmou o vencedor.

Sprint final



Classificação geral e próxima etapa

Para o português Almeida, o segundo lugar e uma pequena ampliação em sua liderança certamente serviram como um ótimo "premio de consolação". Agora, o atleta tem 40 segundos de vantagem sobre Wilco Kelderman (Sunweb) e 49 sobre Pello Bilbao (Bahrain McLaren).

Além disso, no sprint intermediário, Démare ampliou sua vantagem sobre Sagan na disputa pelos pontos - agora ele tem 221 conta 184 do eslovaco.

Crédito: Giro d''Italia / Divulgação
Crédito: Giro d''Italia / Divulgação

Amanha, o pelotão encara um contrarrelógio individual com 34.1km de extensão, realizado em um terreno com subidas, mas não montanhoso. Em teoria, atletas bons contra o cronômetro e fortes na subida tendem a se dar melhor - seria um dia para Geraint Thomas, por exemplo.

Vale lembrara que, na primeira etapa da competição, Almeida terminou em segundo lugar, colocando bastante tempo sobre outros favoritos para a vitória final. Portanto, ao menos em teoria, ele terá a oportunidade de ampliar ainda mais sua liderança.

Resultados da etapa

1 Diego Ulissi (Ita) UAE Team Emirates 4:22:18
2 Joao Almeida (Por) Deceuninck-Quickstep
3 Patrick Konrad (Aut) Bora-Hansgrohe
4 Tao Geoghegan Hart (GBr) Ineos Grenadiers
5 Mikkel Frølich Honoré (Den) Deceuninck-Quickstep
6 Sergio Samitier Samitier (Spa) Movistar Team
7 Jakob Fuglsang (Den) Astana Pro Team
8 Pello Bilbao (Spa) Bahrain McLaren
9 Vincenzo Nibali (Ita) Trek-Segafredo
10 Jai Hindley (Aus) Team Sunweb

Classificação geral

1 João Almeida (Por) Deceuninck-Quickstep 53:43:58
2 Wilco Kelderman (Ned) Team Sunweb 0:00:40
3 Pello Bilbao (Spa) Bahrain McLaren 0:00:49
4 Domenico Pozzovivo (Ita) NTT Pro Cycling 0:01:03
5 Vincenzo Nibali (Ita) Trek-Segafredo 0:01:07
6 Patrick Konrad (Aut) Bora-Hansgrohe 0:01:17
7 Jai Hindley (Aus) Team Sunweb 0:01:25
8 Rafal Majka (Pol) Bora-Hansgrohe 0:01:27
9 Fausto Masnada (Ita) Deceuninck-Quickstep 0:01:42
10 Jakob Fuglsang (Den) Astana Pro Team 0:02:26


Comentários



Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando você concorda com a nossa política de privacidade.