MENU

Gerente de organizadora da Copa do Mundo de MTB elogia CIMTB em Araxá

Depois de Petrópolis em 2022, Brasil pode voltar a sediar etapa no ano que vem, comentou o staff

Release de imprensa
Araxá (MG) recebeu na semana passada, entre os dias 14 e 16 de abril, a disputa da Copa Internacional de Mountain Bike pelo 20ª ano consecutivo. A edição histórica do evento aconteceu diante de um público de mais de 20 mil pessoas, na soma dos três dias de evento. No município mineiro, estiveram competindo 1.400 atletas de sete países (Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Guatemala e México), que totalizaram cerca de 1.800 inscrições para mais de 50 provas realizadas de sexta (14) a domingo (16).

Trio de protagonistas da CIMTB Araxá: Vidaurre, Zé Gabriel e Avancini
Trio de protagonistas da CIMTB Araxá: Vidaurre, Zé Gabriel e Avancini    Érika Mourão


Com a realização de três provas distintas para os ciclistas das super elites, a competição ofertou o número recorde de 170 pontos aos campeões, o que tornou a etapa araxaense da CIMTB a prova nacional que mais oferece pontos nos rankings mundial e olímpico: O Short Track Classe 3 (10 pontos); o Cross Country Olímpico (60 pontos); e o Cross Country Olímpico Hors Class (100 pontos).

Na corrida por vagas para Paris-2024, o Brasil somou importantes pontos como nação no masculino e no feminino. Entre os homens, o País agora ocupa o sexto lugar, somando pontos de Henrique Avancini, José Gabriel Marques e Gustavo Xavier. Juntos, em Araxá, os três somaram 280 pontos, com destaque para José Gabriel, que garantiu 126 pontos deste total de sexta a domingo. Entre as mulheres, as três representantes do Brasil atualmente no ranking olímpico - Raiza Goulão, Hercília Najara e Karen Olimpio - somaram 286 pontos, garantindo ao País a nona posição. Sozinha, Karen somou 140 pontos nos três dias, a maior pontuadora UCI do fim de semana.

Publicidade


Representantes da Copa do Mundo no Brasil

Após realizar o sonho da comunidade do ciclismo sul-americano em 2022, ao trazer de volta para o Brasil uma etapa da Copa do Mundo UCI de MTB, a organização da CIMTB já trabalha pensando em 2024. Para isso, grandes planos são feitos por parte da equipe de trabalho, tendo inclusive a possibilidade de ser sediada em Araxá uma das etapas da Copa do Mundo no próximo ano. Gerente de vendas de publicidade internacional da Warner Bros. Discovery (WBD), empresa que detém os direitos de organização e transmissão do evento, Remí Trapero esteve em Araxá para conhecer de perto a competição, ao lado do inglês Simon Burney, organizador técnico da Copa do Mundo.

"Primeiro, gostaria de agradecer Araxá e também a organização da CIMTB, pelo nível da hospedagem que nos deram aqui. Fomos recebidos como reis. Algo muito impressionante. Temos a certeza que, se trouxermos a Copa do Mundo para a cidade, todas as pessoas serão recebidas como nós fomos. Ou seja, a experiência será boa, porque a comida é boa, a cultura é impressionante. Mas, o primeiro de tudo são as pessoas. Elas nos receberam de uma forma incrível. A paixão que vocês têm pelo mountain bike é algo louco. Isso é uma coisa que não podemos comparar com Europa ou América do Norte. Tem algo a mais aqui", comentou o francês Rémi Trapero, responsável pelas vendas de publicidade internacional da WBD no Sul da Europa e América Latina.

Rémi Traperto (esq.) e Simon Burney - fotos: Linkedin/Matthew Delorme - PinkBike
Rémi Traperto (esq.) e Simon Burney - fotos: Linkedin/Matthew Delorme - PinkBike


"A organização, pelo lado esportivo, é absolutamente fantástica. Pista muito boa, o local, a temperatura. A forma como os estandes do evento estão posicionados. A forma como as pessoas podem ir na área de alimentação, já na área de shows. É impressionante. Além disso, o número de participantes, com muitos amadores competindo. Até os políticos participam ativamente aqui. Dá para sentir o nível de amor que as pessoas de Araxá tem pelo mountain bike. Por isso, Araxá com certeza é uma das favoritas para ter a Copa do Mundo em 2024. Em paralelo, estamos trabalhando com o poder público e com o setor privado aqui de Minas Gerais, para nos darem apoio nesse projeto. Não só sobre o evento, mas também sobre a promoção de diversas coisas que estamos definindo. Essa junção de público, privado e organização da CIMTB, faz com que a cidade seja uma das favoritas para estar no calendário do ano que vem", finaliza Rémi.

Poder público e privado unidos

A prova de que a vinda da Copa do Mundo é tratada com muita seriedade por todos os atores envolvidos - setor público, privado e organização -, está na mensagem via vídeo que o governador de Minas Gerais, Romeu Zema, enviou aos dois visitantes do fim de semana Remi e Simon, dando a ambos as boas vindas e dizendo que ficaria muito feliz se sua cidade natal pudesse sediar a Copa do Mundo em 2024. No evento, Zema esteve representado pela secretária-adjunta de Cultura e Turismo do Estado, Milena Pedrosa.

"Achei a Copa Internacional um evento lindo e extremamente organizado. É muito animado e deixa um clima especial na cidade. Incrível. Estou apaixonada pelo legado que deixa, com esses 20 anos. Araxá virou a terra do mountain bike por causa da CIMTB, né?", disse a secretária-adjunta Milena Pedrosa. "Tecnicamente, todos já perceberam que sabemos fazer. Agora é hora de unir o coletivo do governo, com assembléia, prefeitura e produtores, junto com as empresas, para articular e atrair a Copa do Mundo para cá. Estou confiante que vamos conseguir", completou Milena.

Publicidade



Quem também esteve presente em mais uma edição da Copa Internacional de MTB em Araxá foi o Deputado João Bosco, um dos grandes incentivadores do evento no município. "Todos nós de Araxá somos muito gratos, ao Rogério Bernardes e sua equipe da Copa Internacional, que de forma incansável têm presenteado Araxá, a região, Minas Gerais e o Brasil, com a realização deste evento, que é um evento que tem o reconhecimento mundial, extrapolando nossas fronteiras. A CIMTB alcançou um sucesso tão grande, que pessoas do outro lado do mundo vislumbram a realização da Copa do Mundo em Araxá. Isso não é para qualquer cidade, qualquer estado. Se Araxá está no foco a nível mundial do ciclismo, é por causa da CIMTB e das pessoas que fazem parte da organização dela", enalteceu o deputado.

Empresa patrocinadora da CIMTB desde 2022, a CBMM também celebrou a parceria com a competição por mais um ano. "A partir de Araxá nos tornamos líderes globais em nosso setor de tecnologia de materiais. Alavancar o desenvolvimento e projeção da região através de uma plataforma crescente que integra esporte, cultura e educação é algo muito especial alinhado com nossas diretrizes sociais. No caso do mountain bike, ainda unimos uma vocação natural da região com a tradição e paixão da cidade por esse esporte", disse Giuliano Fernandes, responsável pela comunicação e marketing corporativo da CBMM

Atrações dentro e fora das pistas

Karen Olimpio foi a maior pontuadora nos rankings internacionais
Karen Olimpio foi a maior pontuadora nos rankings internacionais    Érika Mourão

Se dentro das pistas os melhores atletas do mundo deram show para o público, fora delas não faltaram inúmeras atrações para os mais variados gostos. Os aficionados pelo ciclismo tiveram oportunidade de tirar fotos com a lenda do ciclismo mundial, o francês Julien Absalon. Shows e apresentações se destacaram na programação, como a vinda do chileno Karcocha, artista de rua mundialmente conhecido, e grupos de rock e de jazz de diversas regiões do País. Balonismo, pista para teste de bike e também uma pista para categoria mirim, área pet, praça de alimentação completa e feira com as principais novidades do setor, também estiveram no cardápio.

"Estou bem impressionado. Eu sei que o Brasil tem muitos fãs do mountain bike. É tão legal ver essas pessoas aqui, os ciclistas que vêm competir, mas também todo o público. Fiquei impressionado com a pista. É uma pista de Copa do Mundo. Vários trechos de alto nível, como saltos e rock gardens. É um evento realmente muito bacana, a Copa Internacional de Mountain Bike", comentou o francês Julien Absalon, dono de um vasto currículo no esporte, com dois ouros olímpicos, cinco títulos mundiais e 33 vitórias em etapas da Copa do Mundo, recorde igualado por Nino Schurter em 2022.

Balanço final da organização

Após a realização do evento, a sensação da organização da CIMTB foi de que o dever mais uma vez foi bem cumprido, independentemente de todas as dificuldades e percalços que um evento dessa magnitude tem que enfrentar.

"Já são 20 anos de muito trabalho em Araxá, além de uma vida toda organizando competições de bicicleta por vários lugares do Brasil. Para nós seria uma bela recompensa, de todo nosso esforço, poder realizar uma etapa da Copa do Mundo no município ano que vem. Não há nada certo para que isso aconteça, mas, se caso venha ocorrer, será a realização de um sonho", comentou Rogério Bernardes, organizador da CIMTB.

"Temos o interesse confirmado dos mais diversos campos, como poder executivo e legislativo de Araxá, executivo e legislativo do Estado de Minas Gerais, Governo Federal através da Lei de Incentivo ao Esporte, CBMM. Enfim, este conjunto de pessoas, junto com o trabalho da nossa equipe da CIMTB, empresários da cidade e associações parceiras, como Mountain Bike BH e ACEAA (Associação de Ciclismo e Esporte de Aventura de Araxá), é o que pode fazer tudo se tornar possível", finalizou Rogério.

Os campeões de Araxá

Confira a lista completa de todos os campeões da 20ª edição da CIMTB em Araxá no Short Track realizado na sexta-feira (14) e nas baterias 1 e 2 do sábado (15): Warley Sabino (Máster), Florencia Monsalvez (Geral Feminina), Juarez Machado (XCC E-Bike e XCO Máster), Matheus Rezende (Cadete), Vinicius Howe (Teen), Raiza Goulão (Super Elite Feminina XCC Classe 3), Martin Vidaurre (Super Elite Masculina XCC Classe 3), Patrícia Loureiro (E-MTB Pró Fem), Rubinho Valeriano (E-MTB Pró Masculino), Karen Olimpio (Super Elite Feminina XCO Classe 1) e Henrique Avancini (Super Elite Masculina XCO Classe 1).

Nas disputas da Maratona, os campeões foram: João Victor Alves (Ultra), Pedro Henrique Gomes (Hand Bike), Cicero Lima (PcD), Stefanye Lindolfo (E-MTB Feminina), Gustavo Couto (E-MTB Masculina), Pillar Corvalan (Open Feminina), Paulo Galvão (Gravel), Ricardo Kenio (Peso Pesado), Janderson Lago (Segurança Pública), José Gonçalves e Flavio Moura (Dupla Masculina), José Umberto e Mariana Nunes (Dupla Mista/Feminina), Flavio Alexandre e Augusto Garcia (Dupla Pró), José Carlos Mendes (Veterano), Marden Braz (Máster), Marlon de Melo (Cadete) e Antonio Boaventura (Expert).

Por fim, a lista de campeões do XCO realizado no domingo (16): Dilermando de Fátima (Over-65), Larry Pereira (Sub-65), Celso de Mello (Sub-60), Gustavo Jorge (Sub-55), Ana Claudia de Mello (Over-50), Emiliana Mara e Edivando de Souza Cruz (Sub-50), João Paulo Firmino (Sub-45), Larissa de Souza e Gelson Fernandes (Sub-40), Marcelo Leon (Sub-35), Gustavo Vilella (Sub-30), Cynthia Guadalupe e Vinicius Howe (Júnior), Florencia Monsalvez e Leonardo Bernardes (Sub-17), Hani Rodrigues e Gabriel Freitas (Sub-15), Letícia de Oliveira e Pedro Henrique Ferri (Sub-12), Giuliana Morgen e Gustavo Xavier (Sub-23) e Raiza Goulão e Martin Vidaurre (Super Elite).


Relacionados

Comentários

Outras notícias

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando você concorda com a nossa política de privacidade.