| PEDAL | HOME | ARTIGOS | BIKES | CLASSIFICADOS | COMUNIDADE | FOTOS | VIDEOS | NOTICIAS | TRILHAS | CONTATO | + |
Fórum Início Fórum Início > Assuntos Gerais > Fórum Principal
  Tópicos recentes Tópicos recentes RSS Feed - Upgrades x riscos x custos
   [REGRAS]    Ajuda Ajuda  Procurar no fórum   Registrar Registrar  Entrar Entrar

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiencia no site. Ao continuar navegando voce concorda com a nossa politica de privacidade.


Upgrades x riscos x custos

 Responder Responder
Autor
Mensagem
  Tópico Procurar Tópico Procurar  Opções do Tópico Opções do Tópico
Fabio Ver Drop Down


Registrado: 07 Out 2003
-
Desconectado
Mensagens:8592
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Fabio Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Tópico: Upgrades x riscos x custos
    Enviado: 12 Jun 2020 as 12:02
Como quantificar uma evolução numa bike? Um novo padrão? Uma troca de peças?

Com instrumentos é fácil quantificar o peso, a rigidez, o rolamento dos pneus, etc.

Mas e na vida real? Como quantificar a leitura de terreno de uma suspensão? Ou a precisão de um câmbio? Como quantificar o quanto uma
evolução/alteração melhoraria o tempo de volta no XCO ou uma descida no DH? Telemetría?

Então resolvi ver a melhora em km/h baseada na troca de certos componentes, reduzindo massa ou Cr. Aqui não envolve aceleração, manuseio, etc.

Considerei nível do mar. FTP 150W. Peso do ciclista 70kg. Bike de 11,5 kg. Cr de 0,01. Coloquei o preço de certas alterações e qual custo por km/h ganho.

Fiz isso porque vejo muito aqui no fórum algumas situações:

1- Cara nem comprou a bika ainda, sendo que, as vezes, ainda vai se iniciar no esporte, e já posta dizendo que vai comprar a bike x e fazer tal upgrade. O cara nem usou a bike e já vai trocar algo???

2- Maluco acha que o guidão de fábrica é pesado (e é mesmo) e vai trocar por um mucho loco do AliExpress sem marca que pesa menos que um Syntace ou S-Works. Pior ainda quando o cara diz: será que tem problema, pois peso 98 kg.

3- Cara vai trocar as rodas originais de 2 kg, por outras do mercado livre de alumínio de 1,6 kg que são mais leves que rodas Shimano, mais leves que rodas Roval de alumínio ou mais leves que rodas DT Swiss/Mavic.<

Baseado em todos esses riscos assumidos e pelo gasto com essas trocas, fiquei curioso. Sei que é um hobby e que nem sempre razão faz parte, mas fiz para pensar até quanto é aceitável gastar (embora dependa do bolso de cada um) e até qual nível de risco se deve correr.



Editado por Fabio - 12 Jun 2020 as 15:37
Voltar para o topo
Fabio Ver Drop Down


Registrado: 07 Out 2003
-
Desconectado
Mensagens:8592
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Fabio Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 12 Jun 2020 as 12:04
https://www.pedal.com.br/forum/uploads/89/tabela.jpg




Editado por Fabio - 12 Jun 2020 as 12:16
Voltar para o topo
90452 Ver Drop Down


Registrado: 19 Nov 2018
-
Desconectado
Mensagens:1806
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de 90452 Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 12 Jun 2020 as 15:23
Pô, Fábio, assim vc tira a vontade da gente de entrar e/ou continuar no esporte, hehehe...
Voltar para o topo
Fabio Ver Drop Down


Registrado: 07 Out 2003
-
Desconectado
Mensagens:8592
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Fabio Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 12 Jun 2020 as 15:38
Originalmente Postado por sidserra sidserra Escreveu:

Pô, Fábio, assim vc tira a vontade da gente de entrar e/ou continuar no esporte, hehehe...


Depois de fazer essas contas não perdi a vontade de continuar, mas não posso negar que diminui bastante a vontade de gastar, pois sempre fiz para desempenho e não por status. Meu bolso agradece. E minha integridade física também.

Editado por Fabio - 12 Jun 2020 as 15:58
Voltar para o topo
ze.ruela Ver Drop Down


Registrado: 15 Ago 2015
sp
Desconectado
Mensagens:82
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de ze.ruela Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 12 Jun 2020 as 15:45
Muita gente se preocupa mais em comprar peças do que andar efetivamente.

Isso acaba acontecendo em qualquer hobby, as vezes se importam mais em ter do que usufruir.

São como os celulares top de linha de 8 mil reais, ou mesmo um notebook de 20 mil reais, muitos pessoas querem apenas ter, mesmo que não usem 1/10 do que eles oferecem.


Editado por ze.ruela - 12 Jun 2020 as 16:11
Voltar para o topo
Fabio Ver Drop Down


Registrado: 07 Out 2003
-
Desconectado
Mensagens:8592
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Fabio Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 12 Jun 2020 as 15:53
Nem quis entrar nesse mérito de ostentação ou não, pois é muito individual, vai do bolso de cada um e mais ainda porque é hobby.

Mas fiquei meio surpreso com o aumento pífio de desempenho, não só pelo gasto, que, como já mencionei, é assunto particular, mas mais ainda pelo fato de que essa majoração pífia é quase sempre intrinsecamente acompanhada de maior risco ao ciclista.  


Editado por Fabio - 21 Ago 2021 as 00:14
Voltar para o topo
dimas2dimas Ver Drop Down


Registrado: 03 Jul 2014
Cascavel (PR)
Desconectado
Mensagens:1499
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de dimas2dimas Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 12 Jun 2020 as 19:49
Bem, ao variar somente o peso e não sua distribuição, qualquer afirmação a respeito se torna questionável! Numa troca de rodas o momento da pedalada é afetado, a aceleração muda, numa troca de componentes...

Enfim, imaginar que uma bike de 11,5kg com componentes básicos rende quase o mesmo, perdendo por segundos um teste de desempenho para uma de 7kg com componentes top num mesmo terreno é bastante complexo.

Pra quem quiser testar, encha a camara traseira com água e tente pedalar com um pequeno incremento de 1kg apenas! 400g de roda é muito comparado a 400g de quadro!

Numa pedalada, até o quarto de centímetro de diferença entre os braços de pedivelas podem fazer a diferença na eficiência da pedalada.

Claro que há exagero, mas apenas calcular o peso total e imaginar que componentes de gama alta são mais frágeis partem de um conceito generalista muito perigoso!
Dimas C. Prado

https://www.pedalroom.com/members/dimas2dimas

https://www.strava.com/athletes/11470031

https://www.instagram.com/dimas2dimas/
Voltar para o topo
Fabio Ver Drop Down


Registrado: 07 Out 2003
-
Desconectado
Mensagens:8592
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Fabio Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 12 Jun 2020 as 22:20
Deixei explicitamente claro, que só fiz as contas baseado em peso e rolagem de pneus e que não envolveram aceleração. Mas, segunda, posso postar os cálculos de aceleração, inclusive com momento polar em se tratando de rodas. Acredito que quando citou distribuição de peso, quis dizer massa estática vs massa em rotação, pois não acredito que esteja se referindo a distribuição de peso na bike como um todo, tipo como um guidão mais leve afetaria o centro de gravidade, pois aí seria risível demais.

Não precisa colocar 1kg de água na roda traseira, pois o exemplo que dei eram de rodas vagabundas 400g mais leves. Então basta colocar câmaras de aumentem o conjunto em 200g em cada roda mais leve para sentir a diferença. E não 200g em casa roda original.

Como já disse, só conseguimos mensurar facilmente cálculos com as 3 resistências. Gravidade, rolagem e aerodinâmica. Embora aerodinâmica dependa de variáveis que não se tem acessíveis por aí.

O resto é complicado. Só com telemetria para ver leitura de suspensão, tração, etc.


Pedivela vou contar uma história. Nos primórdios da bicicleta de segurança, acharam que 35cm era a passada ideal do ser humano, daí os 175mm. Procure na internet e vai achar, senão eu coloco mais tarde, dezenas de estudos onde mostram que pedivelas entre 145mm e 220mm não modificam a potência. Potência é produto de 2 variáveis. Torque e rpm. Pedivela muda as 2 variáveis, mas não muda potência.


Bike de 7kg é lenda. Daqui a pouco já vai virar lenda até entre as speeds com limite de 6,8kg da UCI. Perceberam que a aerodinâmica é mais importante que o peso, o grande vilão dos usuários do fórum. Pois aqui nunca vi alguém dizer que vai trocar sua suspensão por uma de 100g mais pesada, mas com melhor leitura, com regulagens de compressão de baixa, etc. Nunca vi alguém dizer que vai colocar um disco mais pesado para melhorar a frenagem. Nunca vi alguém dizer que vai colocar um pneu mais pesado, mas com Cr mais baixo. Nunca vi alguém querer trocar um cassete mais leve por um mais pesado, mas que muda de marcha estupidamente melhor. Aqui, o único vilão é o peso.

Schurter usa FS com 110mm/120mm. Poderia usar HT. Kate usa dropper, poderia usar canote rígido. Ambos usam rodas de 30mm, poderiam usar 25mm ou menos. Usam pneus 2.4, poderiam usar 2.1 ou menos. Usam enxertos nos pneus 170tpi que não estão a venda. Poderiam não usar. Por que preferem uma bike mais pesada?
Ah tá, mas lá é XCO, aqui no fórum quem quer diminuir peso usa no estradão.
Ok, então minha tabela está correta sim, afinal, acelerações constantes se tem no XCO e não no estradão. Então o usuário do fórum que baixar 200g trocando seu canote/selim por outros vagabundos da China, vai aumentar sua velocidade no estradão em 0,02 km/h. Uau!!! Isso se não quebrar o queixo antes.

E mesmo as bikes de XCO sendo mais pesadas do que as bikes lendas de 7kg, elas ainda não são bikes da vida real. Na vida real temos que ter pneus mais resistentes, pois não temos apoio mecânico. Temos que ter freios mais fortes, pois XCO não tem descidas de mais de 200m ao contrário de descidas de 6km. Não precisam de marchas tão leves, pois não vão subir os mesmos 6km. Não precisam levar água, tem apoio para isso. Se a bike quebrar, eles pegam outra nos boxes. E, apesar dessas vantagens, a bike não pesa 7kg. Que pena.


Resumo, melhor frenagem acrescenta peso, mais suspensão acrescenta peso, mais tração acrescenta peso, mais estabilidade acrescenta peso, etc. E nem por isso correm de ciclocross no XCO.


Perigosa não é minha generalização, mas as peças em si.

Vamos lá:

Exemplo que mais gosto são pneus. Gostaria de saber qual pneu de mesma marca e modelo que tem a versão mais leve mais resistente que a versão mais pesada.

Para ajudar vou deixar uma tabela abaixo:

Specialized
S-Works
2Bliss
Control
Grid
Grid Trail
BLCK DMND
DH

Schwalbe
LiteSkin
SnakeSkin
SnakeSkin Apex
Super Gravity
DH

Maxxis
normal
Silk
Exo
Exo+
Double Down
DH

Continental
RaceMaster
ProTection
ProTection Apex
DH

Agora vamos comparar peças de mesmo fabricante em titânio, alumínio e carbono.

Chisel limite 136kg
Epic HT 125kg
Epic HT S-Works 109kg

Roval em alumínio sem limite
Roval em carbono 109kg

Selle Italia carbono tem limite de peso
Selle Italia em titânio não tem limite

Thomson Masterpiece aluminum tem limite
Thomson Elite aluminum não tem
Adivinha qual mais leve???


Até agora não achei qual peça mais leve que é mais resistente. E só comparei peças dos mesmos fabricantes, logo não foi comparação de marca boa com marca vagabunda. Que tal partimos para comparação entre marcas diferentes.


Qual guidão mais resistente e qual mais leve dos grupos abaixo:


S-Works vs Schmolke
Bontrager vs AliExpress
Syntace vs Extralite


Canotes em alumínio. Qual mais leve e qual mais resistente:

Newmen vs Tune

Aros em carbono, qual mais leve e qual mais resistente:

Syntace vs NoTubes
Newmen vs Duke

Aros em alumínio:
RaceFace vs NoTubes


Pedivelas em carbono, qual mais resistente e qual mais leve:

Sram vs THM Carbone


Não tem mágica. Cada material tem sua relação peso/resistência tração. Mais leve significa menos material.
Ah, mas as mais leves não tem só menos material, elas também são mais resistentes por suas técnicas avançadas de construção e materiais exóticos.
Sei. Qual material exótico que uma Tune tem acesso, que uma Sram e Shimano não tenha? Qual técnica que uma THM Carbone tem que uma Specialized não tenha?
Veja, não disse que as marcas gigantes não acesso a materiais exóticos e técnicas construtivas revolucionárias, o que acontece é que elas não usam para o produto não ficar caro.
Entendi, ainda bem que cassete XX1 de 4000 reais é barato. Ainda bem que roda S-Works é barata.


Em tempo: Adoro a evolução sim. Pequenos ganhos ao longo de décadas transformaram as bikes em bikes muito melhores. E ainda bem que existe a concorrência Sram x Shimano, Fox x RockShox, etc. Voca o capitalismo, senão teríamos hoje bikes de merda. Só que infelizmente não vivo no mundo do faz de conta, onde qualquer alteração me traria uma grande vantagem de desempenho e com preços baixos. Realidade é cruel, os upgrades são caros, não trazem grandes ganhos e ainda podem representar riscos.

Será que ninguém se questiona quando vê uma roda de marca alternativa no Mercado Livre de 1500g quando uma roda Roval pesa 1700g, uma XT 1800g. Será que acreditam mesmo que a tal marca é melhor que Shimano ou Roval?




https://bikerumor.com/2017/05/21/xc-pro-bike-update-deja-vu-world-cup-winning-world-champ-nino-schurters-scott-spark-rc/
9,8kg com aro 25mm, pneu 2.1 e suspensões 100mm/100mm. Hoje corre com 30mm, 2.4, enxerto e 110mm/120mm. Acho que ele está indo pelo caminho errado.



Editado por Fabio - 13 Jun 2020 as 14:38
Voltar para o topo
Fabio Ver Drop Down


Registrado: 07 Out 2003
-
Desconectado
Mensagens:8592
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Fabio Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 12 Jun 2020 as 22:37
Para ilustrar, dados de aros de DH, tanto em alumínio, quanto em carbono. Muito interessante.

DT Swiss 29" 30mm ATSM 5 aluminum = 635g
www.dtswiss.com/en/products/rims/mtb/free-ride/fr-560#models

Enve 29" 30mm ATSM 5 carbon = 672g
www.enve.com/en/products/m930


Race Face ARC HEAVY DUTY 30 aluminum 601g

www.raceface.com/products/arc-offset-rim?variant=31976316272722


We Are One Strife 29" 30mm DH = 605g
www.weareonecomposites.com/shop/product/revolution-wheelset-2020-516

EVOLUTION SL E.G.30 DH aluminum = 590g
www.newmen-components.de/en/79/mtb/rims/evolution-sl-eg30
Voltar para o topo
marcos_netto Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 02 Ago 2007
Canoas - RS
Desconectado
Mensagens:6779
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de marcos_netto Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 13 Jun 2020 as 08:18
Eu tenho uma opinião sobre upgrades: só fazer quando:

a) componente atual se desgastou, e não consigo comprar um igual ao desgastado; só superior.

b) a vantagem em termos de desempenho no uso que faço se justifique (ex: passar de ciclista recreacional a competidor em provas).

c) seja uma oportunidade imperdível em termos financeiros (ex: desconto real de 50% no preço).

Fazendo essa avaliação, evito gastos por impulso. Como não tenho grana sobrando para jogar fora, tem dado certo.

Thumbs Up
Marcos Netto

____________________________________________________________

"The less you think about the bike the more you will enjoy the ride!"

Twitter: (a)marcosnetto
Instagram: 1marcosnetto
Voltar para o topo
Fabio Ver Drop Down


Registrado: 07 Out 2003
-
Desconectado
Mensagens:8592
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Fabio Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 13 Jun 2020 as 09:51
Originalmente Postado por marcos_netto marcos_netto Escreveu:

Eu tenho uma opinião sobre upgrades: só fazer quando:

a) componente atual se desgastou, e não consigo comprar um igual ao desgastado; só superior.
       

       
b) a vantagem em termos de desempenho no uso que faço se
justifique (ex: passar de ciclista recreacional a competidor em provas).

c) seja uma oportunidade imperdível em termos financeiros (ex: desconto real de 50% no preço).


       
Fazendo essa avaliação, evito gastos por impulso. Como não tenho grana sobrando para jogar fora, tem dado certo.

Thumbs Up



Par quem compra a bike pronta a letra A deveria ser a regra.

Agora para quem monta, acho que a regra deveria ser: qual peça mais barata que não vai me por em risco e não vai fazer eu perder desempenho?


Exemplos estranhos:

Compra uma Oggi HT de alumínio de 12kg e quer trocar o guidão original de 300g por outro de 120g em carbono do AliExpress sem marca? Qual motivo? Lembrando que um guidão top de carbono renomado pesa mais que 180g.


Editado por Fabio - 04 Fev 2021 as 00:37
Voltar para o topo
90452 Ver Drop Down


Registrado: 19 Nov 2018
-
Desconectado
Mensagens:1806
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de 90452 Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 13 Jun 2020 as 11:25
Isso sem dizer que o pessoal que gosta de "moda" (trocar peças por trocar) gasta sem reclamar e nem fica bravo qdo faz compra no exterior e o bagulho demora a entregar, mas qdo é pra comprar remédio, aí ferrou, nego procura genérico, compra na Ultrafarma o pacote 3 por 1, usa o remédio vencido mesmo, as prioridades das pessoas mudam de acordo com os interesses ou prioridades, hehehe...
Voltar para o topo
Fabio Ver Drop Down


Registrado: 07 Out 2003
-
Desconectado
Mensagens:8592
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Fabio Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 13 Jun 2020 as 11:52
Mas isso ocorre porque para a pessoa, uma coisa é prazer e outra é uma obrigação. Cara reclama que veio 300 pau de luz (necessidade), mas depois sai e gasta 300 num restaurante e fica feliz e ainda conta para todo mundo.





Voltar para o topo
marcos_netto Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 02 Ago 2007
Canoas - RS
Desconectado
Mensagens:6779
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de marcos_netto Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 13 Jun 2020 as 12:27
Problemas com os "upgrades":

1) comprar só porque é moda, sem necessidade.

2) comprar sem saber, pois não conhece e não consultou ninguém.

3) comprar sem ter condições financeiras (porque é moda e sem saber), e depois ficar amargando uma conta que não tem como pagar.

Agora, quem tem grana sobrando e tem vontade, que mate a vontade comprando tudo o que quiser. Aliás, os fabricantes sabem muito bem disso e tem produtos específicos para esse nicho.  Porém, consumismo é como uma droga: no momento causa uma euforia daquelas. Mas depois quando passa o efeito...

Ah!

Tem a minha frase (original) ali na assinatura. Vai muito bem com o assunto do tópico. Big smile
Marcos Netto

____________________________________________________________

"The less you think about the bike the more you will enjoy the ride!"

Twitter: (a)marcosnetto
Instagram: 1marcosnetto
Voltar para o topo
Fabio Ver Drop Down


Registrado: 07 Out 2003
-
Desconectado
Mensagens:8592
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Fabio Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 13 Jun 2020 as 12:47
Sua assinatura me lembrou o que eu digo:

A melhor peça da sua bike é aquela que não quebra.


Embora, como já disse, bike é hobby e nem sempre é pura razão. Não criei o tópico para entrar em detalhes sobre preço, etc. Somente para mostrar a parte técnica de que os tais upgrades vão proporcionar incrementos ínfimos na performance e, muitas vezes, com menor durabilidade e maior risco.

É ótimo que se lance cada vez mais coisas novas e que os consumidores comprem, assim a bike evolui.

Eu presencio vários momentos na vida real da tal frase que falei acima. São pessoas, que quando paramos num bar no meio do mato para tomar uma Coca, perdem 5 minutos só para arrumarem a posição de estacionar a bike. Outros que quando entram no single com linha estreita com pedras e troncos preferem empurrar para não bater o câmbio. Tem aqueles que param antes de um monte pedregulho afiado no meio de uma descida com medo de rasgar o pneu. Aqueles que carregam a bike em riachos rasos para não molhar não sei o quê. Tem o que no meio do rolê cheio de lama já comenta que na segunda vai deixar a bike para lavar e fazer uma revisão. Que merda. Deve ser de cristal. Ter que fazer uma revisão porque deu um rolê na lama. Bike é feita para ser usada e não para ela te usar. Não é crítica às pessoas, somente uma constatação. Óbvio que eu também me enquadro em compras sem sentido. Acho que 3 foram marcantes para mim. Comprei a abraçadeira mais leve do mundo. Mt. Zoom. Acho que era 5,6g em alumínio 7075 e parafuso em titânio. Trocar isso é tipo a cereja do bolo. Kkk Um dia estava em casa olhando para bike, sim, aprecio a bike parada também, e ouço um barulho e vejo o canote descendo. Simplesmente estourou a abraçadeira que tinha sido fixada com torquímetro com 0,1 a menos do que o limite permitido. Imagina se quebra na trilha. Da mesma marca comprei 2 suportes de caramanhola de titânio. Um quebrou no meio da trilha por não suportar o peso da caramanhola cheia de água. Me senti um imbecil. Todo mundo andando sem problemas e eu com problemas porque quis economizar 15g. Outra foi a manopla mais leve do mundo da Extralite, que só de cola que usei para fixar no guidão já fez ela dobrar de peso. Depois ainda consegui vendê-la no Mercado Livre. Tem louco para tudo. Outros casos não foram bem ups, foram peças de fábrica ou de reposição que quebravam. Já tive pneu com lateral rasgada por tronco. Repuz o pneu pelo mesmo modelo na variação mais forte. Tinha a lateral mais forte, mas arrancou um cravo num rock garden numa descida e vazou. Por que comprei essas peças? Algumas eram de fábrica e só a experiência para mostrar se era possível ou não usá-las na vida real. Outras comprei naquele momento guerreiro de teclado. Você está em casa na internet sem ter o que fazer e decide que precisa da peça x que é y mais leve e que vão te proporcionar z de desempenho a mais. Aí quando sai do teclado e vai para vida real, vê que é uma merda e se sente um imbecil. Vontade de entrar num DeLorean e não ter comprado. Ainda bem que não me fizeram falta a grana. Mas imagina um coitado que junta a grana e gasta num up e paga em 12x no cartão? Embora sei que é assim que a economia gira.

Editado por Fabio - 13 Jun 2020 as 12:52
Voltar para o topo
euripedesroo Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 03 Set 2015
Rondonopolis MT
Desconectado
Mensagens:258
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de euripedesroo Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 13 Jun 2020 as 14:14
Originalmente Postado por Fabio Fabio Escreveu:

Sua assinatura me lembrou o que eu digo:

A melhor peça da sua bike é aquela que não quebra.


Embora, como já disse, bike é hobby e nem sempre é pura razão. Não criei o tópico para entrar em detalhes sobre preço, etc. Somente para mostrar a parte técnica de que os tais upgrades vão proporcionar incrementos ínfimos na performance e, muitas vezes, com menor durabilidade e maior risco.

É ótimo que se lance cada vez mais coisas novas e que os consumidores comprem, assim a bike evolui.

Eu presencio vários momentos na vida real da tal frase que falei acima. São pessoas, que quando paramos num bar no meio do mato para tomar uma Coca, perdem 5 minutos só para arrumarem a posição de estacionar a bike. Outros que quando entram no single com linha estreita com pedras e troncos preferem empurrar para não bater o câmbio. Tem aqueles que param antes de um monte pedregulho afiado no meio de uma descida com medo de rasgar o pneu. Aqueles que carregam a bike em riachos rasos para não molhar não sei o quê. Tem o que no meio do rolê cheio de lama já comenta que na segunda vai deixar a bike para lavar e fazer uma revisão. Que merda. Deve ser de cristal. Ter que fazer uma revisão porque deu um rolê na lama. Bike é feita para ser usada e não para ela te usar. Não é crítica às pessoas, somente uma constatação. Óbvio que eu também me enquadro em compras sem sentido. Acho que 3 foram marcantes para mim. Comprei a abraçadeira mais leve do mundo. Mt. Zoom. Acho que era 5,6g em alumínio 7075 e parafuso em titânio. Trocar isso é tipo a cereja do bolo. Kkk Um dia estava em casa olhando para bike, sim, aprecio a bike parada também, e ouço um barulho e vejo o canote descendo. Simplesmente estourou a abraçadeira que tinha sido fixada com torquímetro com 0,1 a menos do que o limite permitido. Imagina se quebra na trilha. Da mesma marca comprei 2 suportes de caramanhola de titânio. Um quebrou no meio da trilha por não suportar o peso da caramanhola cheia de água. Me senti um imbecil. Todo mundo andando sem problemas e eu com problemas porque quis economizar 15g. Outra foi a manopla mais leve do mundo da Extralite, que só de cola que usei para fixar no guidão já fez ela dobrar de peso. Depois ainda consegui vendê-la no Mercado Livre. Tem louco para tudo. Outros casos não foram bem ups, foram peças de fábrica ou de reposição que quebravam. Já tive pneu com lateral rasgada por tronco. Repuz o pneu pelo mesmo modelo na variação mais forte. Tinha a lateral mais forte, mas arrancou um cravo num rock garden numa descida e vazou. Por que comprei essas peças? Algumas eram de fábrica e só a experiência para mostrar se era possível ou não usá-las na vida real. Outras comprei naquele momento guerreiro de teclado. Você está em casa na internet sem ter o que fazer e decide que precisa da peça x que é y mais leve e que vão te proporcionar z de desempenho a mais. Aí quando sai do teclado e vai para vida real, vê que é uma merda e se sente um imbecil. Vontade de entrar num DeLorean e não ter comprado. Ainda bem que não me fizeram falta a grana. Mas imagina um coitado que junta a grana e gasta num up e paga em 12x no cartão? Embora sei que é assim que a economia gira.
 

É preciso ter um plano antes de investir numa peça de bike. E nesse plano coisas como seu jeito de pedalar contam muito. Vou dar um exemplo, um grupo novo, tipo esse novo da Sram com 10-52, vai dar retorno o investimento nesse equipamento em uma pessoa? Depende do jeito que ela pedala. Numa pessoa que pedala em altas cadências é quase certo, se a pessoa usa mais força aí já não tenho certeza.
Voltar para o topo
hurry-gurits Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 13 Out 2015
são paulo
Desconectado
Mensagens:1797
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (1) Obrigado!(1)   Citação de hurry-gurits Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 13 Jun 2020 as 17:50
Originalmente Postado por Fabio Fabio Escreveu:

Sua assinatura me lembrou o que eu digo:

A melhor peça da sua bike é aquela que não quebra.


Embora, como já disse, bike é hobby e nem sempre é pura razão. Não criei o tópico para entrar em detalhes sobre preço, etc. Somente para mostrar a parte técnica de que os tais upgrades vão proporcionar incrementos ínfimos na performance e, muitas vezes, com menor durabilidade e maior risco.

É ótimo que se lance cada vez mais coisas novas e que os consumidores comprem, assim a bike evolui.

Eu presencio vários momentos na vida real da tal frase que falei acima. São pessoas, que quando paramos num bar no meio do mato para tomar uma Coca, perdem 5 minutos só para arrumarem a posição de estacionar a bike. Outros que quando entram no single com linha estreita com pedras e troncos preferem empurrar para não bater o câmbio. Tem aqueles que param antes de um monte pedregulho afiado no meio de uma descida com medo de rasgar o pneu. Aqueles que carregam a bike em riachos rasos para não molhar não sei o quê. Tem o que no meio do rolê cheio de lama já comenta que na segunda vai deixar a bike para lavar e fazer uma revisão. Que merda. Deve ser de cristal. Ter que fazer uma revisão porque deu um rolê na lama. Bike é feita para ser usada e não para ela te usar. Não é crítica às pessoas, somente uma constatação. Óbvio que eu também me enquadro em compras sem sentido. Acho que 3 foram marcantes para mim. Comprei a abraçadeira mais leve do mundo. Mt. Zoom. Acho que era 5,6g em alumínio 7075 e parafuso em titânio. Trocar isso é tipo a cereja do bolo. Kkk Um dia estava em casa olhando para bike, sim, aprecio a bike parada também, e ouço um barulho e vejo o canote descendo. Simplesmente estourou a abraçadeira que tinha sido fixada com torquímetro com 0,1 a menos do que o limite permitido. Imagina se quebra na trilha. Da mesma marca comprei 2 suportes de caramanhola de titânio. Um quebrou no meio da trilha por não suportar o peso da caramanhola cheia de água. Me senti um imbecil. Todo mundo andando sem problemas e eu com problemas porque quis economizar 15g. Outra foi a manopla mais leve do mundo da Extralite, que só de cola que usei para fixar no guidão já fez ela dobrar de peso. Depois ainda consegui vendê-la no Mercado Livre. Tem louco para tudo. Outros casos não foram bem ups, foram peças de fábrica ou de reposição que quebravam. Já tive pneu com lateral rasgada por tronco. Repuz o pneu pelo mesmo modelo na variação mais forte. Tinha a lateral mais forte, mas arrancou um cravo num rock garden numa descida e vazou. Por que comprei essas peças? Algumas eram de fábrica e só a experiência para mostrar se era possível ou não usá-las na vida real. Outras comprei naquele momento guerreiro de teclado. Você está em casa na internet sem ter o que fazer e decide que precisa da peça x que é y mais leve e que vão te proporcionar z de desempenho a mais. Aí quando sai do teclado e vai para vida real, vê que é uma merda e se sente um imbecil. Vontade de entrar num DeLorean e não ter comprado. Ainda bem que não me fizeram falta a grana. Mas imagina um coitado que junta a grana e gasta num up e paga em 12x no cartão? Embora sei que é assim que a economia gira.


Uma coisa que aprendi desde sempre:
- Eu não serei a cobaia para comprar coisas que recem lançaram;
- Caro nao significa qualidade, historico da marca sim;
- Coisas de competição são para quem compete;

Dito isso, voce só aprende a ter boas experiências, após passar por algumas experiências ruins.
scott single track 95 26" cromo
khs 204 full 2012 26"- R.I.P.
khs sixfifty 2500 27.5" - 2014
Mongoose XR PRO 29" - 2016
GT Sanction Pro 27.5" - 2015
GT Agressor 1.0 26" - 2012 - Pumptrack Edition
Voltar para o topo
Fabio Ver Drop Down


Registrado: 07 Out 2003
-
Desconectado
Mensagens:8592
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Fabio Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 13 Jun 2020 as 21:36
https://youtu.be/O93N9lLfwLg


Cara anda lendo o fórum
Voltar para o topo
LeoSilva Ver Drop Down


Registrado: 07 Mar 2020
curitiba pr
Conectado
Mensagens:645
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de LeoSilva Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 14 Jun 2020 as 10:42
Eu acho que upgrade é válido quando a pessoa evolui fisicamente e começa a fazer pedaladas mais longas, percursos mais tecnicos, encarar subidas maiores. Aí vai necessitando de um pedivela com coroa grande maior, reduzir peso da bike, grupo melhor, etc.

Claro que tem a questão da beleza da bike, estética, também.
Voltar para o topo
Fabio Ver Drop Down


Registrado: 07 Out 2003
-
Desconectado
Mensagens:8592
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Fabio Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 14 Jun 2020 as 10:50
Se a pessoa está pior fisicamente, aí sim que seria melhor uma bike com mais performance para o cara tirar leite de pedra. Mas, independente disso, a diferença de velocidade não chegará a 0,5 km/h nem com 150W e nem com o treinado de 300W ao se reduzir 2kg numa bike. Lembrando que reduzir 2kg de uma bike já boa é bem caro e faz perder durabilidade e resistência. A não ser outras diferenças imensuráveis como maior precisão do grupo, freios mais potentes, suspensão melhor.

Editado por Fabio - 14 Jun 2020 as 10:51
Voltar para o topo
LeoSilva Ver Drop Down


Registrado: 07 Mar 2020
curitiba pr
Conectado
Mensagens:645
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de LeoSilva Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 14 Jun 2020 as 11:02
Mas se a pessoa melhora o desempenho fisicamente ela começa a fazer percursos que exigem mais. Aí uma bike mais leve com uma relação melhor para velocidade ou subidas ajuda também.
Voltar para o topo
Fabio Ver Drop Down


Registrado: 07 Out 2003
-
Desconectado
Mensagens:8592
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Fabio Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 14 Jun 2020 as 11:05
Originalmente Postado por LeoSilva LeoSilva Escreveu:

Mas se a pessoa melhora o desempenho fisicamente ela começa a fazer percursos que exigem mais. Aí uma bike mais leve com uma relação melhor para velocidade ou subidas ajuda também.


Claro. Mas essa ajuda vai ser tão pequena quanto pro cara mais fraco.
Voltar para o topo
Fabio Ver Drop Down


Registrado: 07 Out 2003
-
Desconectado
Mensagens:8592
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Fabio Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 15 Jun 2020 as 10:27
Abaixo uma bike antiga do Schurter. Na era que usava os pneus tubulares Dugast mais leves. Nem sei se essa é 29 ou 27,5. Quase 10kg. Bem longe de 7kg.


Voltar para o topo
Fabio Ver Drop Down


Registrado: 07 Out 2003
-
Desconectado
Mensagens:8592
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Fabio Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 15 Jun 2020 as 10:29
Abaixo uma Epic em alguma competição não XCO, ou seja, sem muito apoio técnico.

Pneu Fast Trak Grid atrás. E um Ground Control na frente. Ao contrário de muitos Renegade S-Works para baixar peso. 

E 2 caramanholas.




Editado por Fabio - 15 Jun 2020 as 17:04
Voltar para o topo
Fabio Ver Drop Down


Registrado: 07 Out 2003
-
Desconectado
Mensagens:8592
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Fabio Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 15 Jun 2020 as 10:31
Abaixo imagens minhas da vida real.

Pedivela de alumínio que deve bater em alguma pedra quando se entrar em alguma linha com rochas. 




Lateral desgastada do pedivela, pois raspa no pé de vez em quando.




Imagina se fosse de carbono para economizar 150g.

Na última foto dá paraver parte do logo do pneu desgastado de tanto raspar em pedras. Imagina se fosse S-Works.


Editado por Fabio - 15 Jun 2020 as 10:33
Voltar para o topo
furukawa Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 22 Jun 2012
Floripa
Desconectado
Mensagens:1801
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de furukawa Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 15 Jun 2020 as 10:53

Eu acho que num quadro de carbono, o chain stay e o seat stay são 2 pontos que podem raspar numa pedra ou algo afiado que pode danificar o carbono e condenar uma bike MTB caríssima.
Voltar para o topo
Fabio Ver Drop Down


Registrado: 07 Out 2003
-
Desconectado
Mensagens:8592
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Fabio Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 15 Jun 2020 as 11:01
Originalmente Postado por furukawa furukawa Escreveu:


Eu acho que num quadro de carbono, o chain stay e o seat stay são 2 pontos que podem raspar numa pedra ou algo afiado que pode danificar o carbono e condenar uma bike MTB caríssima.

Assim: Cry


Voltar para o topo
Fabio Ver Drop Down


Registrado: 07 Out 2003
-
Desconectado
Mensagens:8592
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Fabio Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 15 Jun 2020 as 11:08
Amigo meu só usa Cannondale top. Hoje em dia só não usa mais as Black Inc. porque não existe mais.

Lembro da última Black Inc. dele. Quebrou o chainstay e ele mandou arrumar num cara que mexe com carbono. E quebrou a Enve e ele ganhou outra nova. Ele ficava todo orgulhoso contando que bastou ligar na Enve e já enviaram a nova sem dificuldade. Mas, melhor do que enviarem uma roda nova sem dificuldades, seria que a roda não quebrasse.
Voltar para o topo
90452 Ver Drop Down


Registrado: 19 Nov 2018
-
Desconectado
Mensagens:1806
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de 90452 Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 15 Jun 2020 as 12:22
Aí vc já está querendo demais, hehehehe... Até tanques de guerra quebram se forem "abusados" nos seus limites de uso... Embarrassed

Originalmente Postado por Fabio Fabio Escreveu:

Mas, melhor do que enviarem uma roda nova sem dificuldades, seria que a roda não quebrasse.
Voltar para o topo
Fabio Ver Drop Down


Registrado: 07 Out 2003
-
Desconectado
Mensagens:8592
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Fabio Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 15 Jun 2020 as 12:49
Óbvio. Mas se quebra muito mais em carbono.
Voltar para o topo
mountainbabylon Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 15 Jun 2020
SP
Desconectado
Mensagens:127
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de mountainbabylon Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 15 Jun 2020 as 12:58
Boa tarde!
peguei uma oggi 7.0 2020 no começo do ano e olha, confesso que peguei um baita gosto pela coisa hehehe, ultimamente venho namorando certos upgrades na relação e na suspensao, considerando que estou andando bastante em estradoes e percursos relacionados e planejando participar de eventos de mtb futuramente, escolhi o grupo slx m7100 e a suspensão manitou markhor, vou ir comprando aos poucos enquanto gasto as peças originais, enfim.. vendo esse topico gostaria de saber; o quadro "aguenta" as atualizações? existe a possibilidade dos equipamentos de um nivel mais relevante "forçarem" os de menor hierarquia
 
Voltar para o topo
Fabio Ver Drop Down


Registrado: 07 Out 2003
-
Desconectado
Mensagens:8592
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Fabio Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 15 Jun 2020 as 13:02
Originalmente Postado por mountainbabylon mountainbabylon Escreveu:

Boa tarde!
peguei uma oggi 7.0 2020 no começo do ano e olha, confesso que peguei um baita gosto pela coisa hehehe, ultimamente venho namorando certos upgrades na relação e na suspensao, considerando que estou andando bastante em estradoes e percursos relacionados e planejando participar de eventos de mtb futuramente, escolhi o grupo slx m7100 e a suspensão manitou markhor, vou ir comprando aos poucos enquanto gasto as peças originais, enfim.. vendo esse topico gostaria de saber; o quadro "aguenta" as atualizações? existe a possibilidade dos equipamentos de um nivel mais relevante "forçarem" os de menor hierarquia
 

Aguenta. Nenhum up assim vai fazer o quadro aguentar menos do que o original. A não ser que colocasse garfo com mais curso.
Voltar para o topo
furukawa Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 22 Jun 2012
Floripa
Desconectado
Mensagens:1801
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de furukawa Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 15 Jun 2020 as 13:34

Na Oggi 7.4 do meu amigo que teve problema no movimento central, a Oggi mandou um quadro novo do modelo 7.5 e movimento central novo pois o velho estava "moído" após a revisão acusar má instalação e remontagem forçada devido ao problema do quadro.

Com a bike com quadro novo 7.5, fiz o teste clássico de por a corrente no cog 51 e girar a roda traseira para trás. Enorme decepção, a corrente caia para o cog 39 (o terceiro abaixo do maior). O quadro Oggi dessa linha não tem um bom chainline.

Na minha Trek Superfly 6 2016 estou usando 1x11 com cassete Sunrace 11-50 e prolongador de gancheira no câmbio traseiro XT M8000 e a corrente NÃO cai do cog 50 ao girar a roda para trás.

Então, existe diferença de categoria e competência no projeto do quadro. Não é só fazer upgrade, pode ser que o quadro não funcione bem com eles. É preciso, antes de gastar em upgrades, fazer testes para ver se vale a pena.

Voltar para o topo
Fabio Ver Drop Down


Registrado: 07 Out 2003
-
Desconectado
Mensagens:8592
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Fabio Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 15 Jun 2020 as 16:52
Mais algumas fotos minhas.

2 semanas vi que ia cair e pulei da bike (não uso clip) e ela foi para esquerda e só parou porque o manete esquerdo bateu numa pedra. Ralou a ponta da alavanca. E se fosse de carbono?





Voltar para o topo
marcos_netto Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 02 Ago 2007
Canoas - RS
Desconectado
Mensagens:6779
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de marcos_netto Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 15 Jun 2020 as 17:24
Carbono ralado. E o teu bolso mais ainda...

LOL
Marcos Netto

____________________________________________________________

"The less you think about the bike the more you will enjoy the ride!"

Twitter: (a)marcosnetto
Instagram: 1marcosnetto
Voltar para o topo
Gutonobre Ver Drop Down


Registrado: 27 Mar 2017
Campo Grande-MS
Desconectado
Mensagens:89
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Gutonobre Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 10 Mai 2021 as 10:52
Bom dia, meus caros.

Achei este tópico por um acaso. Concordo com relação a trocar peças confiáveis por peças leves de marca sem procedência... Nunca devemos colocar as nossas vidas em risco.

Agora eu não concordo com essa discussão que aliviar peso não traz um resultado tão expressivo. Acho que isto vai do uso que cada um faz com a bike. Eu por exemplo coloquei um canote retrátil na minha Full e após alguns pedais vi que foi burrice eu ter aumentado o peso da minha bike com um item que faço muito pouco uso (pra não dizer nenhum uso), pois os meus pedais são em estradão, com raros locais técnicos, tornando o canote retrátil desnecessário... Então resolvi tirá-lo e colocar um bom canote fixo, optei por um Thompson Masterpriece de alumínio ao invés de um de carbono da mesma marca até por que a diferença de peso é mais nada (2g) e tenho receito de estar sentado num apoio de carbono que se quebrar vira uma navalha. Eu já aproveitei o dinheiro da venda do retrátil e comprei guidão de carbono, abraçadeira e mesa da Thompson. Comprei também uma luva da Ergon para melhorar a pegada nos longões que curto fazer.

Essas trocas que fiz foi pensando em melhorar os componentes da minha bike e até mesmo diminuir peso. Sou daquele pensamento que certos prazeres não se deve pensar em preço.
[MTB] Soul Volcano Edição Limitada 10 anos
[Híbrida] Scale 750 "Single Speed" com garfo rígido de carbono / Roda 29, Koozer XM490 Pro, Vittoria Trail 700x38
[Acessários] Garmin Fenix 6 Safira
Voltar para o topo
hurry-gurits Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 13 Out 2015
são paulo
Desconectado
Mensagens:1797
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de hurry-gurits Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 10 Mai 2021 as 11:56
Originalmente Postado por Gutonobre Gutonobre Escreveu:

Bom dia, meus caros.

Achei este tópico por um acaso. Concordo com relação a trocar peças confiáveis por peças leves de marca sem procedência... Nunca devemos colocar as nossas vidas em risco.

Agora eu não concordo com essa discussão que aliviar peso não traz um resultado tão expressivo. Acho que isto vai do uso que cada um faz com a bike. Eu por exemplo coloquei um canote retrátil na minha Full e após alguns pedais vi que foi burrice eu ter aumentado o peso da minha bike com um item que faço muito pouco uso (pra não dizer nenhum uso), pois os meus pedais são em estradão, com raros locais técnicos, tornando o canote retrátil desnecessário... Então resolvi tirá-lo e colocar um bom canote fixo, optei por um Thompson Masterpriece de alumínio ao invés de um de carbono da mesma marca até por que a diferença de peso é mais nada (2g) e tenho receito de estar sentado num apoio de carbono que se quebrar vira uma navalha. Eu já aproveitei o dinheiro da venda do retrátil e comprei guidão de carbono, abraçadeira e mesa da Thompson. Comprei também uma luva da Ergon para melhorar a pegada nos longões que curto fazer.

Essas trocas que fiz foi pensando em melhorar os componentes da minha bike e até mesmo diminuir peso. Sou daquele pensamento que certos prazeres não se deve pensar em preço.


Realmente pra estradão não tem o mínimo sentido canote retrátil, e o peso da bike só influencia a partir de um certo nível de pedal.
A febre do upgrade acho que o que acontece com a maioria, é que compra sua 1° bike, ou até a 2° bike sem ter muito conhecimento, por impulso, ou também com limitações financeiras que impõe escolhas complicadas, como uma suspensão a ar, ou uma relação mais top, etc.

Vejo muitos vão na onda do grupo de pedal que acompanham e não tem a paciência de aprender e entender sobre as relações, geometria, e a influência disso no desempenho, ganhos e perdas do tipo de pedal que faz, só reproduzem como papagaios o que alguém que eles julgam ser conhecedor fala, 12v é melhor que 11v e 10v, câmbio dianteiro atrapalha, coisas de marca são só para vc pagar mais, e por si vai.

Em uma das minhas bikes ainda hoje uso 3 x 9v, pois moe tudo nas trilhas, aí não fico na piração de lavar a bike em cada poça de água porque a relação vai desgastar precocemente e uma corrente custa 500 reais, como os amiguinhos de 1 x 12 ficam, desviando de poças e atoleiros


scott single track 95 26" cromo
khs 204 full 2012 26"- R.I.P.
khs sixfifty 2500 27.5" - 2014
Mongoose XR PRO 29" - 2016
GT Sanction Pro 27.5" - 2015
GT Agressor 1.0 26" - 2012 - Pumptrack Edition
Voltar para o topo

 Responder Responder
  Compartilhar   

Ir para Permissões do Fórum Ver Drop Down

Forum Software by Web Wiz Forums® version 11.06
Copyright ©2001-2016 Web Wiz Ltd.

 
 
 
 
 
 

X