| PEDAL | HOME | ARTIGOS | BIKES | TESTES | COMUNIDADE | CLASSIFICADOS | FORUM | FOTOS | VIDEOS | NOTICIAS | TRILHAS | SERVICOS | CONTATO | + |
Fórum Início Fórum Início > Fórum Estrada / Speed / Triathlon / Duathlon > Estrada - Speed / Track / Ciclocross
  Tópicos recentes Tópicos recentes RSS Feed - UPgrade na Caloi Sportíssima/74
   [REGRAS]    Ajuda Ajuda  Procurar no fórum   Registrar Registrar  Entrar Entrar

UPgrade na Caloi Sportíssima/74

 Responder Responder
Autor
Mensagem
  Tópico Procurar Tópico Procurar  Opções do Tópico Opções do Tópico
Sportissima74 Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 27 Fev 2020
Santa Maria/RS
Desconectado
Mensagens:14
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Sportissima74 Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Tópico: UPgrade na Caloi Sportíssima/74
    Enviado: 27 Fev 2020 as 18:10
Boa tarde a todos.

Há muitos anos uso uma Caloi 10 Sportíssima.
Adquiri o exemplar em 1975 quando tinha 16 anos de idade. Hoje com 61 anos, ainda percorro 30 a 40 km para exercitar, e graças a essa bela speed encontro a felicidade de estar ao ar livre.

Faz tempo que observo as modificações realizadas nas bikes em razão da evolução generalizada impulsionada pelo auxilio da tecnologia.

No caso busco fazer um upgrade na Sportíssima, mas preciso do auxilio e informações que quem sabe mais sobre o assunto do que eu, então vejamos:

Para usar uma catraca K7 com 11 dentes na última marcha ao invés de 15 original, salvo engano, o que preciso fazer:

1- trocar o cubo da roda?? qual seria sua especificação???
2- trocar a correia, vez que a K7 é diferente da original, qual seria sua especificação?? Marca Shimano??
3- Poderia, ainda, utilizar o mesmo trocador de marchas traseiro, da marca SUNTUR HONOUR???

Outras informações agregam o projeto.

Então...... aí está o tópico e a questão para alcançar um upgrade para a Caloi 10 Sportíssima 75.

Se alguém puder mandar algumas informações e também quem já tenha feito, será bem vinda.

Saúde a todos e continuando a pedalar.
Voltar para o topo
Degan Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 05 Jun 2015
São Paulo
Desconectado
Mensagens:1051
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (1) Obrigado!(1)   Citação de Degan Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 27 Fev 2020 as 21:54
Que bacana ler isso!!! Parabens por manter essa reliquia.

Nao entendo muito de bikes antigas para contribuir.
O cassete eh de quantas velocidades?
Em teoria, se quiser colocar um com menos dentes na menor, nao precisa mudar cubo nem passadores.

Meu psiquiatra recomendou ser tolerante, até mesmo com quem acredita que a terra é plana e que OEM é igual original...
Voltar para o topo
EduardoRR Ver Drop Down


Registrado: 10 Ago 2018
Jundiaí
Desconectado
Mensagens:112
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (1) Obrigado!(1)   Citação de EduardoRR Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 28 Fev 2020 as 09:59
Eu não entendo dessas trocas de componentes, mas eu tenho uma Caloi 10 1979 , que mantenho original. Tenho outras bikes tbm.
O que eu posso dizer é que é válido tentar o upgrade e dá para fazer, só não sei indicar as peças certas, mas tenha em mente que esta é uma relíquia, ainda mais por se tratar da Sportissima, e quanto mais original for, mais valor ela tem. É por isso que tenho uma de época também, porque como apreciador de bikes, acho elas uma verdadeira obra de arte.
Mas não adianta ter e não usar correto ? como eu tenho outras bikes, então a minha uso para dar umas voltas no parque, na avenida no domingão entendeu ? como se fosse um carro clássico.
Essa é uma bike que tem que ficar na família.
Voltar para o topo
Rafael88 Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 09 Out 2017
Santo André-SP
Desconectado
Mensagens:469
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (1) Obrigado!(1)   Citação de Rafael88 Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 28 Fev 2020 as 11:00
Se vc compreender inglês, dê uma lida nesses tópicos:




Em resumo, o mais prático é fazer a conversão utilizando uma nova roda que já possua sistema cassete. Apenas busque uma oficina confiável p/ que o alinhamento do eixo traseiro permaneça correto - ao que entendi (não tenho conhecimento técnico a respeito), acima de 7 velocidades o eixo passou de 126mm para 131mm.

Pelos comentários, esse alargamento na ponta do triangulo traseiro não seria algo tão problemático em quadros de aço, pois o material aguentaria a pressão e com o tempo assentaria naturalmente - o único cuidado seria exercer a mesma pressão em ambos os lados, p/ manter o alinhamento do eixo.

Eu vejo como válida a 'modernização' de quadros antigos, DESDE QUE não sejam modificações 'destrutivas'. Por exemplo, acho que seria ok colocar uma roda nova, mas não vejo com bons olhos modificar as rodas originais, trocando cubo etc.

Repito, não posso afirmar por falta de conhecimento técnico, mas acredito que 'alargar' o triangulo traseiro não traria comprometimento ao quadro e talvez o movimento inverso (retornar a originalidade) tbm seria possível.

O problema q vc enfrentaria seria em relação à gancheira p/ comportar um câmbio novo. Existem adaptadores que transformam a gancheira horizontal em vertical, porém ela fica jogada mais p/ fora do quadro e pode gerar dor de cabeça p/ ajustar o câmbio (ele pode não ter alcance/curso p/ pegar todos os cogs).

****

Em resumo: essa alteração que vc pretende é realizável. Em inglês vc encontra MUITO material de modernização de quadros clássicos, inclusive com utilização de câmbios modernos de 11 velocidades.

Logo, talvez dê um pouco de dor de cabeça e tenha um custo mais elevado, mas é uma forma interessante de se manter um quadro clássico rodando 'pau-a-pau' com bikes modernas.

Agora, se é uma "heresia" essa alteração, aí vai de cada um.
Voltar para o topo
Sportissima74 Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 27 Fev 2020
Santa Maria/RS
Desconectado
Mensagens:14
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Sportissima74 Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 28 Fev 2020 as 11:26
Originalmente Postado por Rafael88 Rafael88 Escreveu:

Se vc compreender inglês, dê uma lida nesses tópicos:

https://forums.roadbikereview.com/components-wrenching/9-10-11-speed-cassettes-possible-80s-steel--315731. - https://forums.roadbikereview.com/components-wrenching/9-10-11-speed-cassettes-possible-80s-steel-frame-315731.html

https://www.bikeforums.net/bicycle-mechanics/1028224-11-speed-126mm. - https://www.bikeforums.net/bicycle-mechanics/1028224-11-speed-126mm.html

https://www.bikeforums.net/ic-vintage/1165291-mounting-11-speed-rear-derailleur-vintage--horizontal-dropouts. - https://www.bikeforums.net/classic-vintage/1165291-mounting-11-speed-rear-derailleur-vintage-frame-horizontal-dropouts.html

Em resumo, o mais prático é fazer a conversão utilizando uma nova roda que já possua sistema cassete. Apenas busque uma oficina confiável p/ que o alinhamento do eixo traseiro permaneça correto - ao que entendi (não tenho conhecimento técnico a respeito), acima de 7 velocidades o eixo passou de 126mm para 131mm.

Pelos comentários, esse alargamento na ponta do triangulo traseiro não
seria algo tão problemático em quadros de aço, pois o material
aguentaria a pressão e com o tempo assentaria naturalmente - o único
cuidado seria exercer a mesma pressão em ambos os lados, p/ manter o
alinhamento do eixo.

Eu vejo como válida a 'modernização' de quadros antigos, DESDE QUE não sejam modificações 'destrutivas'. Por exemplo, acho que seria ok colocar uma roda nova, mas não vejo com bons olhos modificar as rodas originais, trocando cubo etc.

Repito, não posso afirmar por falta de conhecimento técnico, mas acredito que 'alargar' o triangulo traseiro não traria comprometimento ao quadro e talvez o movimento inverso (retornar a originalidade) tbm seria possível.

O problema q vc enfrentaria seria em relação à gancheira p/ comportar um câmbio novo. Existem adaptadores que transformam a gancheira horizontal em vertical, porém ela fica jogada mais p/ fora do quadro e pode gerar dor de cabeça p/ ajustar o câmbio (ele pode não ter alcance/curso p/ pegar todos os cogs).

****

Em resumo: essa alteração que vc pretende é realizável. Em inglês vc encontra MUITO material de modernização de quadros clássicos, inclusive com utilização de câmbios modernos de 11 velocidades.

Logo, talvez dê um pouco de dor de cabeça e tenha um custo mais elevado, mas é uma forma interessante de se manter um quadro clássico rodando 'pau-a-pau' com bikes modernas.

Agora, se é uma "heresia" essa alteração, aí vai de cada um.
Voltar para o topo
Sportissima74 Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 27 Fev 2020
Santa Maria/RS
Desconectado
Mensagens:14
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Sportissima74 Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 28 Fev 2020 as 11:29
Bom dia a todos que postaram.

Realmente era essa a dúvida e as informações que necessitava.

Certamente o objetivo será utilizar uma roda nova com as características desejadas.

E sim!! Não pretendo fazer alterações radicais que venham a prejudicar essa bike que já está comigo há muitos anos.

Abraço a todos e em breve pretendo postar algumas imagens dessa Caloi 10 Sportíssima.

Continuamos pedalando.
Voltar para o topo
afonsogrf Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 21 Mar 2013
Niterói
Desconectado
Mensagens:308
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (1) Obrigado!(1)   Citação de afonsogrf Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 28 Fev 2020 as 12:52
Sobre o upgrade, sei que é possível sim alargar quadros de aço, tem um americano no youtube, "Rjthebikeguy" ele já fez isso em algumas bikes e até mostra no vídeo.

E tecnicamente o upgrade seria:
Trocar a roda, a partir de 7 velocidades não se usa Catraca e sim Cassete que tem as peças separadas, o cubo é mais largo que serve de 8 a 11 velocidades. Vc pode ir desde um Claris com 8v até um 105 com 11v (ultegra e Dura ace seriam muito caros para a bike).
Em termos de relação de marcha tanto 8 quanto 11 tem a mesma proporção, vão de 11 dentes até 34, a diferença é apenas a quantidade de marchas.
Não sei como seria a troca do pedivela, e teria que ver uma corrente que encaixe no pedivela, talvez uma de 11v seja muito fina e não encaixe no pedivela original.

Se você quiser, da pra manter as alavancas de freio originais e não usar um STI, existem alavancas de quadro indexadas para o cambio novo, sei das Sunrace Slr80 8v, vendem no mercado livre. O ideal seria confirmar a compatibilidade e se realmente é indexada.

O que eu acho mais em conta seria um grupo Claris 8v, já é um grupo robusto e atualizado, cassete 11x32 já vai suprir bem suas necessidades, é de fácil manutenção e barato e acredito que de pra usar com as alavancas de quadro, deixando mais perto da originalidade.




E de curiosidade, meu pai foi ciclista nessa época em Santa Catarina, corria pelo BESC, começou com uma bike um pouco mais antiga mas o desejo de todos era a sportíssima, tenho vídeos da época no youtube:

https://www.youtube.com/watch?v=f0FnzTrfLy4

https://www.youtube.com/watch?v=P766DSh-Uu8

https://www.youtube.com/watch?v=1nqjjSwKopc



Editado por afonsogrf - 28 Fev 2020 as 13:05
Afonso,

https://www.instagram.com/afonsogrf/
https://www.strava.com/athletes/10471406

Niterói, RJ.
Voltar para o topo
Sportissima74 Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 27 Fev 2020
Santa Maria/RS
Desconectado
Mensagens:14
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Sportissima74 Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 28 Fev 2020 as 15:07
Salve, salve.

Assim:

A K7 possui 7 velocidades.
Foi uma catraca desenvolvida para melhorar o desempenho das speeds.
Possui uma relação bem menor, onde antes, salvo engano, era 1 dentes, na última, passou para 11 dentes.

Se formos computar a quantidade de velocidades proporcionadas pelas duas coroas frontais, teremos então 14 velocidades.

A Sportíssima tem uma catraca de 5 x 2 = 10 velocidades, mas a relação é mais alta.

Logo, enquanto meu filho dá uma pedalada e avança, por exemplo 2m, no meu caso eu avanço 1,2m.

É isso, a relação marcha x benefício é considerável.

Sucesso.
Voltar para o topo
Sportissima74 Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 27 Fev 2020
Santa Maria/RS
Desconectado
Mensagens:14
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Sportissima74 Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 28 Fev 2020 as 16:01
[IMG]uploads/93873/IMG_1582915831242.jpeg
Voltar para o topo
am.araujo Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 25 Mai 2018
SP
Desconectado
Mensagens:673
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (1) Obrigado!(1)   Citação de am.araujo Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 28 Fev 2020 as 16:01
Antigamente a shimano produzia uma catraca 11-28, eu usei ela por muitos anos com um cubo de aluminio rodan, era muito top e barato. Mas os japoneses não estão pra brincadeira e deixaram de produzir essa catraca, obrigando todo mundo a migrar pro cassete. Vc ainda encontra no ML uma catraca chinesa com final 11, imitação fiel das antigas shimano, porem além dela ser mais cara que um cassete ainda usa um material de menor qualidade, a durabilidade dela não é boa.

Então o melhor seria trocar o cubo traseiro, um cubo claris ou 2300 são boas pedidas pois eles são próprios pra speed. Não compre cubos pra mtb pois eles são mais largos. Como o colega disse vc vai ter que abrir um pouco o quadro, mas o aço é um material maleável e com o tempo ele assenta na nova posição. Se vc usar um cassete até 11-28, o suntur deve aguentar sem problemas. A corrente terá que ser trocada também, pode pegar qualquer modelo de 6, 7 ou 8 velocidades, elas tem a mesma largura, nessa faixa as correntes da kmc são as melhores.
Voltar para o topo
Sportissima74 Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 27 Fev 2020
Santa Maria/RS
Desconectado
Mensagens:14
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Sportissima74 Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 28 Fev 2020 as 16:05
Pessoal???

Logo envio as fotos para observarem a bike.

Como sou novo no site e tenho que redimensionar as imagens para caber, pois são do celular, vai chegar a hora de aparecer tudo beleza. Falou??!!

Estou ligado nas informações e tenho certeza que cheguei no lugar certo para o dialogo.

Falamos...
Voltar para o topo
Sportissima74 Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 27 Fev 2020
Santa Maria/RS
Desconectado
Mensagens:14
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Sportissima74 Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 28 Fev 2020 as 16:12
\o/ Belíssimas imagens Cara.
Voltar para o topo
Sportissima74 Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 27 Fev 2020
Santa Maria/RS
Desconectado
Mensagens:14
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Sportissima74 Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 29 Fev 2020 as 08:41
Originalmente Postado por Rafael88 Rafael88 Escreveu:

Se vc compreender inglês, dê uma lida nesses tópicos:

https://forums.roadbikereview.com/components-wrenching/9-10-11-speed-cassettes-possible-80s-steel--315731. - https://forums.roadbikereview.com/components-wrenching/9-10-11-speed-cassettes-possible-80s-steel-frame-315731.html

https://www.bikeforums.net/bicycle-mechanics/1028224-11-speed-126mm. - https://www.bikeforums.net/bicycle-mechanics/1028224-11-speed-126mm.html

https://www.bikeforums.net/ic-vintage/1165291-mounting-11-speed-rear-derailleur-vintage--horizontal-dropouts. - https://www.bikeforums.net/classic-vintage/1165291-mounting-11-speed-rear-derailleur-vintage-frame-horizontal-dropouts.html

Em resumo, o mais prático é fazer a conversão utilizando uma nova roda que já possua sistema cassete. Apenas busque uma oficina confiável p/ que o alinhamento do eixo traseiro permaneça correto - ao que entendi (não tenho conhecimento técnico a respeito), acima de 7 velocidades o eixo passou de 126mm para 131mm.

Pelos comentários, esse alargamento na ponta do triangulo traseiro não
seria algo tão problemático em quadros de aço, pois o material
aguentaria a pressão e com o tempo assentaria naturalmente - o único
cuidado seria exercer a mesma pressão em ambos os lados, p/ manter o
alinhamento do eixo.

Eu vejo como válida a 'modernização' de quadros antigos, DESDE QUE não sejam modificações 'destrutivas'. Por exemplo, acho que seria ok colocar uma roda nova, mas não vejo com bons olhos modificar as rodas originais, trocando cubo etc.

Repito, não posso afirmar por falta de conhecimento técnico, mas acredito que 'alargar' o triangulo traseiro não traria comprometimento ao quadro e talvez o movimento inverso (retornar a originalidade) tbm seria possível.

O problema q vc enfrentaria seria em relação à gancheira p/ comportar um câmbio novo. Existem adaptadores que transformam a gancheira horizontal em vertical, porém ela fica jogada mais p/ fora do quadro e pode gerar dor de cabeça p/ ajustar o câmbio (ele pode não ter alcance/curso p/ pegar todos os cogs).

****

Em resumo: essa alteração que vc pretende é realizável. Em inglês vc encontra MUITO material de modernização de quadros clássicos, inclusive com utilização de câmbios modernos de 11 velocidades.

Logo, talvez dê um pouco de dor de cabeça e tenha um custo mais elevado, mas é uma forma interessante de se manter um quadro clássico rodando 'pau-a-pau' com bikes modernas.

Agora, se é uma "heresia" essa alteração, aí vai de cada um.



Beleza Rafael88!!

Fui lá nas páginas informadas e observei que há muitas informações importantes alí.

Grato!!
Voltar para o topo
Sportissima74 Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 27 Fev 2020
Santa Maria/RS
Desconectado
Mensagens:14
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Sportissima74 Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 29 Fev 2020 as 08:48
Bom dia Pessoal.

Fiquei pensando por aqui, depois de ler as postagens dos Amigos.

COM TODA EVOLUÇÃO NOS EQUIPAMENTOS, SERÁ QUE É POSSÍVEL MONTAR UMA CATRACA?? DEIXANDO 5 VELAS, COMO DA ORIGINAL, PORÉM COM ALTERAÇÃO DO NUMERO DE DENTES, FICANDO O ÚLTIMO COM 11??? e as restantes em conformidade as exigências do terreno??

Importando lembrar que uso mais para estrada com asfalto.

Ah!!! quem sabe??

Continuamos.....
Voltar para o topo
Sportissima74 Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 27 Fev 2020
Santa Maria/RS
Desconectado
Mensagens:14
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Sportissima74 Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 29 Fev 2020 as 08:51
Originalmente Postado por afonsogrf afonsogrf Escreveu:

Sobre o upgrade, sei que é possível sim alargar quadros de aço, tem um americano no youtube, "Rjthebikeguy" ele já fez isso em algumas bikes e até mostra no vídeo.

E tecnicamente o upgrade seria:
Trocar a roda, a partir de 7 velocidades não se usa Catraca e sim Cassete que tem as peças separadas, o cubo é mais largo que serve de 8 a 11 velocidades. Vc pode ir desde um Claris com 8v até um 105 com 11v (ultegra e Dura ace seriam muito caros para a bike).
Em termos de relação de marcha tanto 8 quanto 11 tem a mesma proporção, vão de 11 dentes até 34, a diferença é apenas a quantidade de marchas.
Não sei como seria a troca do pedivela, e teria que ver uma corrente que encaixe no pedivela, talvez uma de 11v seja muito fina e não encaixe no pedivela original.

Se você quiser, da pra manter as alavancas de freio originais e não usar um STI, existem alavancas de quadro indexadas para o cambio novo, sei das Sunrace Slr80 8v, vendem no mercado livre. O ideal seria confirmar a compatibilidade e se realmente é indexada.

O que eu acho mais em conta seria um grupo Claris 8v, já é um grupo robusto e atualizado, cassete 11x32 já vai suprir bem suas necessidades, é de fácil manutenção e barato e acredito que de pra usar com as alavancas de quadro, deixando mais perto da originalidade.




E de curiosidade, meu pai foi ciclista nessa época em Santa Catarina, corria pelo BESC, começou com uma bike um pouco mais antiga mas o desejo de todos era a sportíssima, tenho vídeos da época no youtube:

https://www.youtube.com/watch?v=f0FnzTrfLy4 - https://www.youtube.com/watch?v=f0FnzTrfLy4

https://www.youtube.com/watch?v=P766DSh-Uu8 - https://www.youtube.com/watch?v=P766DSh-Uu8

https://www.youtube.com/watch?v=1nqjjSwKopc - https://www.youtube.com/watch?v=1nqjjSwKopc



Boas lembranças hein Afonso??

Visualizei lá no youtube. Cara!! incrível, o pessoal passando com as speed sobre aquelas ruas de paralelepipedo. Muita resistência.

Sucesso e seguimos. Tô ligado por aqui.
Voltar para o topo
caze Ver Drop Down


Registrado: 01 Jan 2016
Santa Catarina
Desconectado
Mensagens:6
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de caze Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 29 Fev 2020 as 09:02
Originalmente Postado por afonsogrf afonsogrf Escreveu:

Sobre o upgrade, sei que é possível sim alargar quadros de aço, tem um americano no youtube, "Rjthebikeguy" ele já fez isso em algumas bikes e até mostra no vídeo.

E tecnicamente o upgrade seria:
Trocar a roda, a partir de 7 velocidades não se usa Catraca e sim Cassete que tem as peças separadas, o cubo é mais largo que serve de 8 a 11 velocidades. Vc pode ir desde um Claris com 8v até um 105 com 11v (ultegra e Dura ace seriam muito caros para a bike).
Em termos de relação de marcha tanto 8 quanto 11 tem a mesma proporção, vão de 11 dentes até 34, a diferença é apenas a quantidade de marchas.
Não sei como seria a troca do pedivela, e teria que ver uma corrente que encaixe no pedivela, talvez uma de 11v seja muito fina e não encaixe no pedivela original.

Se você quiser, da pra manter as alavancas de freio originais e não usar um STI, existem alavancas de quadro indexadas para o cambio novo, sei das Sunrace Slr80 8v, vendem no mercado livre. O ideal seria confirmar a compatibilidade e se realmente é indexada.

O que eu acho mais em conta seria um grupo Claris 8v, já é um grupo robusto e atualizado, cassete 11x32 já vai suprir bem suas necessidades, é de fácil manutenção e barato e acredito que de pra usar com as alavancas de quadro, deixando mais perto da originalidade.




E de curiosidade, meu pai foi ciclista nessa época em Santa Catarina, corria pelo BESC, começou com uma bike um pouco mais antiga mas o desejo de todos era a sportíssima, tenho vídeos da época no youtube:

https://www.youtube.com/watch?v=f0FnzTrfLy4 - https://www.youtube.com/watch?v=f0FnzTrfLy4

https://www.youtube.com/watch?v=P766DSh-Uu8 - https://www.youtube.com/watch?v=P766DSh-Uu8

https://www.youtube.com/watch?v=1nqjjSwKopc - https://www.youtube.com/watch?v=1nqjjSwKopc


Nossa que Show de Vídeos, pode fazer um tópico a respeito Afonso?
Voltar para o topo
afonsogrf Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 21 Mar 2013
Niterói
Desconectado
Mensagens:308
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de afonsogrf Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 29 Fev 2020 as 10:05
Claro amigo, se quiser pode fazer o post sim, no canal ainda tenho 1 video antigo de triatlhon, pode usar os links onde quiser.

Abraço.
Afonso,

https://www.instagram.com/afonsogrf/
https://www.strava.com/athletes/10471406

Niterói, RJ.
Voltar para o topo
dwsmartins Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 16 Abr 2018
Belo Horizonte
Desconectado
Mensagens:320
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (1) Obrigado!(1)   Citação de dwsmartins Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 29 Fev 2020 as 23:39
Sportíssima, curti bastante sua jogada! Eu sou fã de bikes antigas, apesar de não ter uma. Meu cavalo de batalha é uma BTwin RockRider 100 que só tem o quadro e garfo em aço originais, todos os outros componentes foram trocados por mim mesmo. Aprendi mecânica de bicicletas como um hobby, mas como todo aprendizado eu tive erros e acertos. Até agora tudo indica para mais erros que acertos, pra minha felicidade!

Muito do que eu aprendi foi nos canais do RJ The Bike Guy, Pedaleria, Onde Pedalar (que não tem tido muita atualização, mas tem centenas de vídeos mais antigos sobre manutenção), GCN Tech e Park Tool, essa última “A REFERÊNCIA” sobre manutenção. O site do Sheldon Brown tb é uma verdadeira enciclopédia sobre manutenção. Recomendo cada um deles!

O quadro da Sportíssima é fantástico, mas te obrigaria a achar peças difíceis de se conseguir no Brasil. Falo principalmente dos freios de pivô duplo Dia Compe, que eu não tenho conhecimento de substitutos compatíveis a preços viáveis por aqui. Eles possuem pinos em posição diferente dos usuais v-brakes ou cantilevers, e acho que não dá pra usar um freio de pinça moderna neste quadro (não tenho certeza absoluta disso, algum colega do fórum me corrija se eu estiver errado). Talvez vc tenha que continuar usando eles mesmo.

Solucionando a questão dos freios, tem o roteamento do cabo do câmbio dianteiro, que na Sportíssima é de um tipo incompatível com os câmbios atuais. Acredito que teria de abrir um furo na parte inferior do tubo do central pra colocar uma guia de cabos do tipo que puxa por baixo, mas um outro colega ou um mecânico com experiência com bikes antigas pode falar melhor.

Por último, tem que confirmar se o tubo do central no quadro é de rosca inglesa ou italiana. Rosca inglesa tem 1,375” de diâmetro com 24 fios por polegada (TPI) num tubo de 68mm ou 73mm de comprimento, em sentido horário de um lado e anti-horário do outro. Já a rosca italiana tem 36mm de diâmetro com 24TPI num tubo de 70mm de comprimento, em sentido horário em ambos os lados. Não sei se acha central de rosca italiana com facilidade no Brasil.

O resto fica até fácil, mas vc vai ter de trocar muita coisa, aproveitando basicamente o quadro, garfo, mesa, guidão e canote (contando que o selim esteja OK). Vamos lá...

Câmbios da época têm puxada diferente dos atuais, então o apropriado seria a troca dos câmbios, passadores, engrenagens e corrente. Sugiro a série Shimano Claris, que vai te oferecer cassetes 11-34D de 8v e coroas duplas 50-34D ou triplas 50-39-30D, apesar de usar central Octalink que tá ficando chato de achar. Uma solução pra isso é usar coroas Tourney de estrada, que são para ponta quadrada, mas você pode optar por enfiar a mão no bolso e colocar componentes da série Sora, que vai oferecer cassetes 9v com a mesma amplitude, mas os pedivelas usam central com rolamentos externos, tipo HollowTech. Cuidado para comprar o câmbio dianteiro do tipo com abraçadeira, ao invés de braze-on, que precisaria de um suporte específico no quadro. Também vai precisar de uma gancheira para quadros de aço, que provavelmente vc já tem, e que funciona bem com câmbios atuais.

As rodas eu recomendo fazer outras, com aros Vzan Escape C10 (específicos para Caloi 10, permitem ficar com os mesmos freios Dia Compe) ou Vzan Spin 700C (precisa de checar outras opções de freio e se cabe no quadro, não tenho certeza), ambos em alumínio. Use cubos Shimano da série escolhida, ambos com o mesmo número de furos (vai achar mais facilmente de 32, mas 36 fica uma montagem mais resistente, apesar de pesada), raios em inox e, se possível, nipples (as porcas dos raios) em latão. Talvez seja melhor adaptar os cubos para eixos rígidos com porcas, principalmente se usar relação de coroa tripla, que dá mais torque e costuma puxar a roda traseira nos dropouts (pontos de fixação do eixo) semi horizontais como os das Caloi 10.

Os pedais KKT poderão ser aproveitados se forem de rosca grossa (9/16” com 20 fios por polegada, rosca horária de um lado e anti horária do outro), mas acho que vc vai querer trocá-los tb.

Com tudo isso definido, vou te propor uma reflexão: vc tem uma ligação emocional com essa bike e pretende fazer um upgrade pra deixar sua experiência com ela ainda melhor, mas será que vai valer a pena? Ela vai ficar muito diferente do ponto de vista da usabilidade, ainda que melhor. O fato inegável é que ela terá uma pegada de bike moderna, mas com as peculiaridades de uma bike antiga. Observe que eu não usei a palavra “problemas”, mas as peculiaridades são na mesma linha:

* os freios de pivô duplo provavelmente não terão substitutos e sempre terão desempenho inferior
* a caixa de direção standard de rosca tende a apresentar folgas frequentes e não tem boas opções de substituição no Brasil, em caso de necessidade
* tb devido à caixa de direção standard, os garfos atuais para substituição compatíveis com este quadro são poucos, caros e ruins (geralmente a melhor opção é preservar o garfo original, mesmo que fazendo uma solda especializada e cara)
* a gancheira adaptadora para o câmbio introduz uma leve imprecisão na troca das marchas, nada que vá perceber até 9v, mas definitivamente um problema com 10v ou mais
* o quadro em geral é de outra época, mais flexível e elástico, o que vai causar algum contato da corrente com o câmbio dianteiro quando vc der um sprint (eu não ligaria pra isso, mas é algo a se citar)

No final das contas, talvez vc gaste tanto na sua querida Sportíssima e termine por descobrir que a “personalidade” dela se perdeu!

Talvez seja o caso de restaurá-la, assumindo essas peculiaridades como características dela, e investir em uma segunda bike, moderna e capaz de atender seu desejo por uma melhor performance. A velha companheira ficaria destinada a passeios mais tranquilos, um testemunho àquela outra época e uma verdadeira jóia aos olhos dos entendedores.

Achei um site em que um proprietário de uma Sportissima 1976 fez a restauração dela. Provavelmente vc já passou por lá, mas vale colocar o link aqui tb:

Transformando a Caloi 10 Sportíssima 1976

Acho que é “só”. Desculpe pelo post longo, mas eu queria trocar ideias em um bom nível. Eu entendo como é se ligar emocionalmente à essas maravilhas de duas rodas. Espero que tudo de certo, independentemente da sua escolha!
Bora pedalar, senão estressa!
Voltar para o topo
dwsmartins Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 16 Abr 2018
Belo Horizonte
Desconectado
Mensagens:320
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (1) Obrigado!(1)   Citação de dwsmartins Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 29 Fev 2020 as 23:53
Pesquisei mais aqui e vi que o tipo de freio dela deve ter a fixação no furo acima da roda, no meio do quadro, ao invés dos dois pivôs que eu descrevi. Sendo este o caso, freios modernos são compatíveis, mas a questão do comprimento dos braços da pinça permanece. É engraçado, mas o aro 28” dela é na verdade maior que o atual aro 700C, então a troca por aros deste último tipo (o Vzan Spin que eu sugeri) tem que levar em conta isso. Um problema a menos!
Bora pedalar, senão estressa!
Voltar para o topo
Sportissima74 Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 27 Fev 2020
Santa Maria/RS
Desconectado
Mensagens:14
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Sportissima74 Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 02 Mar 2020 as 12:13
Originalmente Postado por dwsmartins dwsmartins Escreveu:

Sportíssima, curti bastante sua jogada! Eu sou fã de bikes antigas, apesar de não ter uma. Meu cavalo de batalha é uma BTwin RockRider 100 que só tem o quadro e garfo em aço originais, todos os outros componentes foram trocados por mim mesmo. Aprendi mecânica de bicicletas como um hobby, mas como todo aprendizado eu tive erros e acertos. Até agora tudo indica para mais erros que acertos, pra minha felicidade!

Muito do que eu aprendi foi nos canais do https://www.youtube.com/user/shyflirt1 - RJ The Bike Guy, https://www.youtube.com/user/canalpedaleria - Pedaleria, https://www.youtube.com/user/OndePedalar - Onde Pedalar (que não tem tido muita atualização, mas tem centenas de vídeos mais antigos sobre manutenção), https://www.youtube.com/channel/UC710HJmp-YgNbE5BnFBRoeg - GCN Tech e https://www.youtube.com/user/parktoolcompany - Park Tool, essa última “A REFERÊNCIA” sobre manutenção. O site do https://www.sheldonbrown.com - Sheldon Brown tb é uma verdadeira enciclopédia sobre manutenção. Recomendo cada um deles!

O quadro da Sportíssima é fantástico, mas te obrigaria a achar peças difíceis de se conseguir no Brasil. Falo principalmente dos freios de pivô duplo Dia Compe, que eu não tenho conhecimento de substitutos compatíveis a preços viáveis por aqui. Eles possuem pinos em posição diferente dos usuais v-brakes ou cantilevers, e acho que não dá pra usar um freio de pinça moderna neste quadro (não tenho certeza absoluta disso, algum colega do fórum me corrija se eu estiver errado). Talvez vc tenha que continuar usando eles mesmo.

Solucionando a questão dos freios, tem o roteamento do cabo do câmbio dianteiro, que na Sportíssima é de um tipo incompatível com os câmbios atuais. Acredito que teria de abrir um furo na parte inferior do tubo do central pra colocar uma guia de cabos do tipo que puxa por baixo, mas um outro colega ou um mecânico com experiência com bikes antigas pode falar melhor.

Por último, tem que confirmar se o tubo do central no quadro é de rosca inglesa ou italiana. Rosca inglesa tem 1,375” de diâmetro com 24 fios por polegada (TPI) num tubo de 68mm ou 73mm de comprimento, em sentido horário de um lado e anti-horário do outro. Já a rosca italiana tem 36mm de diâmetro com 24TPI num tubo de 70mm de comprimento, em sentido horário em ambos os lados. Não sei se acha central de rosca italiana com facilidade no Brasil.

O resto fica até fácil, mas vc vai ter de trocar muita coisa, aproveitando basicamente o quadro, garfo, mesa, guidão e canote (contando que o selim esteja OK). Vamos lá...

Câmbios da época têm puxada diferente dos atuais, então o apropriado seria a troca dos câmbios, passadores, engrenagens e corrente. Sugiro a série Shimano Claris, que vai te oferecer cassetes 11-34D de 8v e coroas duplas 50-34D ou triplas 50-39-30D, apesar de usar central Octalink que tá ficando chato de achar. Uma solução pra isso é usar coroas Tourney de estrada, que são para ponta quadrada, mas você pode optar por enfiar a mão no bolso e colocar componentes da série Sora, que vai oferecer cassetes 9v com a mesma amplitude, mas os pedivelas usam central com rolamentos externos, tipo HollowTech. Cuidado para comprar o câmbio dianteiro do tipo com abraçadeira, ao invés de braze-on, que precisaria de um suporte específico no quadro. Também vai precisar de uma gancheira para quadros de aço, que provavelmente vc já tem, e que funciona bem com câmbios atuais.

As rodas eu recomendo fazer outras, com aros Vzan Escape C10 (específicos para Caloi 10, permitem ficar com os mesmos freios Dia Compe) ou Vzan Spin 700C (precisa de checar outras opções de freio e se cabe no quadro, não tenho certeza), ambos em alumínio. Use cubos Shimano da série escolhida, ambos com o mesmo número de furos (vai achar mais facilmente de 32, mas 36 fica uma montagem mais resistente, apesar de pesada), raios em inox e, se possível, nipples (as porcas dos raios) em latão. Talvez seja melhor adaptar os cubos para eixos rígidos com porcas, principalmente se usar relação de coroa tripla, que dá mais torque e costuma puxar a roda traseira nos dropouts (pontos de fixação do eixo) semi horizontais como os das Caloi 10.

Os pedais KKT poderão ser aproveitados se forem de rosca grossa (9/16” com 20 fios por polegada, rosca horária de um lado e anti horária do outro), mas acho que vc vai querer trocá-los tb.

Com tudo isso definido, vou te propor uma reflexão: vc tem uma ligação emocional com essa bike e pretende fazer um upgrade pra deixar sua experiência com ela ainda melhor, mas será que vai valer a pena? Ela vai ficar muito diferente do ponto de vista da usabilidade, ainda que melhor. O fato inegável é que ela terá uma pegada de bike moderna, mas com as peculiaridades de uma bike antiga. Observe que eu não usei a palavra “problemas”, mas as peculiaridades são na mesma linha:

* os freios de pivô duplo provavelmente não terão substitutos e sempre terão desempenho inferior
* a caixa de direção standard de rosca tende a apresentar folgas frequentes e não tem boas opções de substituição no Brasil, em caso de necessidade
* tb devido à caixa de direção standard, os garfos atuais para substituição compatíveis com este quadro são poucos, caros e ruins (geralmente a melhor opção é preservar o garfo original, mesmo que fazendo uma solda especializada e cara)
* a gancheira adaptadora para o câmbio introduz uma leve imprecisão na troca das marchas, nada que vá perceber até 9v, mas definitivamente um problema com 10v ou mais
* o quadro em geral é de outra época, mais flexível e elástico, o que vai causar algum contato da corrente com o câmbio dianteiro quando vc der um sprint (eu não ligaria pra isso, mas é algo a se citar)

No final das contas, talvez vc gaste tanto na sua querida Sportíssima e termine por descobrir que a “personalidade” dela se perdeu!

Talvez seja o caso de restaurá-la, assumindo essas peculiaridades como características dela, e investir em uma segunda bike, moderna e capaz de atender seu desejo por uma melhor performance. A velha companheira ficaria destinada a passeios mais tranquilos, um testemunho àquela outra época e uma verdadeira jóia aos olhos dos entendedores.

Achei um site em que um proprietário de uma Sportissima 1976 fez a restauração dela. Provavelmente vc já passou por lá, mas vale colocar o link aqui tb:

http://pedalaresaopaulo.blogspot.com/2013/04/transando-caloi-10-sissima-76. - Transformando a Caloi 10 Sportíssima 1976

Acho que é “só”. Desculpe pelo post longo, mas eu queria trocar ideias em um bom nível. Eu entendo como é se ligar emocionalmente à essas maravilhas de duas rodas. Espero que tudo de certo, independentemente da sua escolha!


Salve, salve DWSMARTINS!!?

Muito grato por tuas palavras.
Fiz a leitura de todo post e posso afirmar que isso é um fato, além do custo para realizar o projeto, além é claro, conforme disseste, ter de ver a imagem da Sportíssima modificada.

No mais as informações que transmitiu são muito válidas, tanto para mim, quanto para outras pessoas (ciclistas) que também tem o interesse em fazer essa modificação em suas bikes antigas.

As páginas alí informadas farei uma visita para tomar mais conhecimento sobre os procedimentos mecânicos para bike antiga.

E quanto a página "Transformando a Caloi 10 Sportíssima 76", sim!! já estive por lá e inclusive observei a cor amarelo queimado metálico, e como fazer, o qual fez parte da minha no início de sua vida útil, sem querer dizer que já tenha acabado. Continua íntegra e andando, restando somente a compra de novos pneus que tragam de volta sua imagem com aquela banda lateral laranja.

Finalizando em agradecimento transmito sucessos ao Amigo.Valeu!!!
Voltar para o topo

 Responder Responder
  Compartilhar   


Ir para Permissões do Fórum Ver Drop Down

Forum Software by Web Wiz Forums® version 11.06
Copyright ©2001-2016 Web Wiz Ltd.