| PEDAL | HOME | ARTIGOS | BIKES | TESTES | COMUNIDADE | CLASSIFICADOS | FORUM | FOTOS | VIDEOS | NOTICIAS | TRILHAS | SERVICOS | CONTATO | + |
Fórum Início Fórum Início > Assuntos Gerais > Oficina e Manutenção das Bikes
  Tópicos recentes Tópicos recentes RSS Feed - Up de claris para tiagra aproveitando peças
   [REGRAS]    Ajuda Ajuda  Procurar no fórum   Registrar Registrar  Entrar Entrar

Up de claris para tiagra aproveitando peças

 Responder Responder
Autor
Mensagem
  Tópico Procurar Tópico Procurar  Opções do Tópico Opções do Tópico
Leophss Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 24 Nov 2015
Barra do Piraí
Desconectado
Mensagens:6
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Leophss Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Tópico: Up de claris para tiagra aproveitando peças
    Enviado: 24 Nov 2015 as 07:21
Caros, com uma série de dúvidas sobre um Up para minha Speed Strada 2015.

Estou com ela há 3 meses e gostei mto da bike, macia, leve, eficiente nas trocas de marchas; ressaltando que iniciei minha vida nas estradeiras este ano numa VENZO SPRINT R3 14v com grupo Tourney, já a Strada veio com o grupo Claris....e por falar nisto, eis que surge minhas dúvidas.....um amigo fez um Up na speed dele e me passou no mole um pedivela semi novo Tiagra, com isto pergunto-lhes:

*Faz mta diferença para o claris, ja q os dois são 52 / 34???

*Se eu quiser trocar meu cassete de 8v para 10 adquirindo um Tiagra 12/28, mas uma corrente e câmbio traseiro tb Tiagra 4600 preciso trocar o Freehub????

*Meu Sti Claris 8v consegue trabalhar com 10v?????

Futiquei bastante por aki e nao consegui tirar estas dúvidas.....

Conto com o apoio de vcs!!!!

Léo.
Voltar para o topo
Pepebike Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 18 Ago 2014
Goiânia
Desconectado
Mensagens:2065
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (1) Obrigado!(1)   Citação de Pepebike Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 24 Nov 2015 as 22:35
Originalmente Postado por Leophss Leophss Escreveu:


*Faz mta diferença para o claris, ja q os dois são 52 / 34???
Léo.
Não vai haver nenhuma vantagem técnica na pedalada.  Muito pelo contrário, haverá uma desvantagem, já que a corrente de 8v e o câmbio dianteiro de seu grupo Claris não são compatíveis com um pedivela de 10v como o Tiagra.

Originalmente Postado por Leophss Leophss Escreveu:


*Se eu quiser trocar meu cassete de 8v para 10 adquirindo um Tiagra 12/28, mas uma corrente e câmbio traseiro tb Tiagra 4600 preciso trocar o Freehub????
Léo.
Acho que esse freehub serve de 8v até 10v.  Em geral ou são de dois tipos/tamanhos:  8v até 10v ou de 10V e 11v. 

Originalmente Postado por Leophss Leophss Escreveu:


*Meu Sti Claris 8v consegue trabalhar com 10v?????
Léo.
Sem chance! Para um upgrade de 8v para 10v é preciso trocar tudo:  STI's, Corrente, Câmbios dianteiro e traseiro, movimento central e pedivela.   

Originalmente Postado por Leophss Leophss Escreveu:


Estou com ela há 3 meses e gostei mto da bike, macia, leve, eficiente nas trocas de marchas (...)
Léo.

É por isso que eu convido à reflexão todos os que optam por comprar uma bike 8V para começar: pense que em pouco tempo vc vai querer fazer um upgrade para 10v e isso requer praticamente trocar mais da metade da bicicleta (em valor). 
Acho que é mais negócio vc pensar em vender a sua Caloi e buscar uma outra bike com 10v, visto que um grupo Tiagra novo custa mais caro que uma Caloi Strada 2015. 
“Life is like riding a bicycle. To keep your balance, you must keep moving.”
Voltar para o topo
newhouse Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 01 Set 2011
Embu - SP
Desconectado
Mensagens:2060
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de newhouse Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 25 Nov 2015 as 10:21
Neste caso, upar o grupo pra um 10v seria não sairia barato, como o pepe disse. Mas como você ganhou o pedivela Tiagra, ele tem uma vantagem sobre o Claris por ser integrado e usar central holowtech II, o conjunto central+pedivela Tiagra vai tirar alguns gramas de peso da sua bike, alem de ser um sistema mais robusto. Se o pedivela Tiagra estiver mesmo semi novo, vale a pena levar numa bicicletária e avaliar a troca de um pelo outro, trocando também o movimento central. No caso de pedivela, acho que o fato de ser um 10v numa corrente 8v não deve trazer problema, complicado são os pedivelas 11v.
Voltar para o topo
Leophss Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 24 Nov 2015
Barra do Piraí
Desconectado
Mensagens:6
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (1) Obrigado!(1)   Citação de Leophss Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 25 Nov 2015 as 21:23
Pepebike.........valeu pelas recomendações.........foi um erro meu começar pelas 8v msm........mas fiquei com receio de comprar uma speed mto cara e não se adaptar.........meu anseio seria fazer um up neste momento, pq está sendo ossoooo as subidas, mas com treino tenho acompanhado bem outros parceiros com speed 10v.

Vlwwww pelas dicas meu camarada!!!!!

Por eqto vamos q vamos de 8v msm
Voltar para o topo
Leophss Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 24 Nov 2015
Barra do Piraí
Desconectado
Mensagens:6
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Leophss Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 25 Nov 2015 as 21:27
Newhouse.........vou levar a bike numa bicicletaria e pedir para trocar sim.......está novíssimo o Tiagra.........imaginei que esta perda de peso possa me ajudar um pouco sim........o resto então.....vou trocando aos poucos, pq a bike é mto boa e acho que merece uns up's

Vlw pela dica......abcs
Voltar para o topo
newhouse Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 01 Set 2011
Embu - SP
Desconectado
Mensagens:2060
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (1) Obrigado!(1)   Citação de newhouse Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 26 Nov 2015 as 10:18
Leo, tirar peso do pedivela ajuda um bocado, pois peças de movimento como rodas e pedivela pesam bastante no pedal. 

Acredito que seu problema com subidas seja por conta da falta de marchas leves, se não me engano a relação da Strada 2015 é 12-23, talvez você esteja subindo muito travado. Neste caso, você tem boas opções que casam bem com o grupo Claris e saem bem mais barato que trocar tudo.

Se você não enfrenta subidas muito ingrimes, esse k7 deve te ajudar:

http://www.bikeeadventure.com.br/cassete-shimano-hg-50-12-25-8v

Mas se você enfrenta umas subidas mais encardidas, esse também é bom:

http://www.moemabike.com.br/detalhes.php?id=563

Esse 12-28 eu uso e adoro, ele tem relações mais curtas nas marchas mais pesadas, bom pro plano, e o espaço nas marchas mais leves não prejudica tanto, é um verdadeiro multi-uso.

É bom ver que o pedivela claris da Strada 2015 é compacto 50/34, se o pedivela tiagra for 52/38 a relação pode ficar ainda mais pesada nas subidas. Se o tiagra for 50/34 também, não tem problema.
Voltar para o topo
Leophss Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 24 Nov 2015
Barra do Piraí
Desconectado
Mensagens:6
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Leophss Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 29 Nov 2015 as 21:07
Newhouse......isto aí msm a relação do cassete.......na vdd não pego subidas tão encardidas, até tinha lido algo sobre o 12/28......mas será q estes 5 dentinhos a mais podem fazer diferença?????pelo preço acho q vale a pena experinentar.......vou ver o q faço e lhe dou retorno.....abcs
Voltar para o topo
newhouse Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 01 Set 2011
Embu - SP
Desconectado
Mensagens:2060
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de newhouse Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 30 Nov 2015 as 10:58
O problema de relações de marchas é que isso é algo bem pessoal, eu sou meio bruto pra falar por que gosto de subir, pra mim 38x28 já é muito leve, eu só uso em algumas subidas que a inclinação é absurda, fora do padrão. O ideal, acredito eu, seria pegar a subida que você sente mais dificuldade, ir com um colega que tenha a relação que você pretende usar, como 38x28 por exemplo, trocar de bike e tentar subir nessa relação. Se a bike do seu colega for mais leve que a sua, é natural subir com mais facilidades, mas se você sentir que está leve demais, é um bom sinal que um cassete 12-25 dá conta do recado.
Voltar para o topo
Leophss Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 24 Nov 2015
Barra do Piraí
Desconectado
Mensagens:6
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Leophss Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 02 Dez 2015 as 11:12
Show de bola Newhouse........o pior q gosto de sofrer nas subidas, acho q é teste ruim, mas q qdo consigo vencer fico mto satisfeito......tenho quase morrido em algumas subidas por onde pedalo, mas consigo vencê-las numa boa vel.......e tb não tenho treinado bastante, então acabo sentindo bastante, mas vou fazer este teste q vc falou.......abcs e obg pelas dicas!!!!
Voltar para o topo
lucianolll Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 07 Mar 2014
Parana
Desconectado
Mensagens:62
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de lucianolll Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 17 Fev 2016 as 17:24
Com relação  as marchas  se  8  ou  10 .

Considero um  fator mecanico :: A troca de marchas ( mudança de dentes ) de uma para outra se  a diferença entre os dentes  é muito pouco significativa na mudança mecanica vai ficar trocando de marchas sem efeito mecanico pratico ( sem mudar de fato a força de tração ) ; Uma de minhas bikes que usa 9 velocidades me obrigo a ficar pulando de 2 em 2 marchas justamente :: a mudança de uma marcha para outra não é significativa.

 Tem que se o salto entre as marchas forem de varios dentes então se pode sentir de fato uma significativa alteração nas mudanças de marcha.
Não é o maior numero de marchas que torna o equipamento necessariamente eficiente e sim se de fato no salto entre as marchas ocorre de fato uma mudança significativa na força do movimento; se não o que ocorre é que vai ficar trocando de dentes sem efeito algum.

Analisando numa escada  em porcentagem mecanica  ficar saltando de 3% em 3% na pratica significa que tem é 2 engrenagens iguais; ja.. ficar saltando de 10% ja é mais significativo; ficar saltando entre 15% e 20% ainda mais. Importa aqui a vantagem mecanica entre as mudanças de marcha ; O que quero dizer é que  se  esta mudando de marchas sem alteração perceptivel na pratica pode na verdade estar andando com as marchas quase iguais. O que deve ficar entendido aqui é que não é o maior numero de marchas necessariamente que traz eficiencia e sim se de fato existe vantagem mecanica entre elas.


 Com um conjunto de 8 marchas, sendo de saltos significativos, em uma bike leve, ja se tem a vantagem mecanica necessario a um percurso fluido e eficiente.
Dizendo de uma outra forma,  (a titulo de comparação ) se fosse usar 20 marchas onde os satos mecanicos nao forem eficientes vai ficar trocando de marchas desnecessariamente.

Um exemplo pratico matematico mecanico comparativo.
  Pense em subir numa escada uma altura de 2m ;
  --- Quantos degraus sao eficientes ?
  Na vantagem mecanica humana para o caso se faz uma escada com altura de 25cm ou 20cm para se ter eficiencia mecanica.
  Se fizer uma escada em  degraus com altura  de 10cm mecanicamente não é pratico nem funcional; para o mesmo caso em sentido contrario...  se fizer uma escada com lances de degraus com altura de 50cm tambem não é pratico nem funcional.
   Isso prova que para ter uma escada mais eficiente não precisa ter mais degraus e sim ter degraus mecanicamente funcionais.

   Para o caso da bike :: ficar pulando de marchas pode não ser funcional se nas mudanças de marchas não ocorre vantagem mecanica; que não seria pratico nem funcional ; por esse angulo mecanico de praticidade   8 marchas pode ser na verdade muito mais eficiente do que 9 ou 10 marchas.

Comparativo real
  7 marchas
  11  13  15  18  21  24  28
  8 marchas
  12  13  14      15  17  19  21  23
  9 marchas
  11  12  13      15  17  19  21  23      25


Na tabela real ( e sem considerar a troca da marcha dianteira)  observe que embora  com a de 7 marchas ::  a maior tem  28  dentes enquanto   a de 8 e 9 marchas  tem  apenas  23  e  25.
Na vantagem mecanica a de  7 marchas  é  tão rapida quanto a de 9 marchas (  11 dentes ); e na subida  a de 7 marchas ( 28 dentes )  ganha bastante das outras duas 23 e 25 dentes.
Aqui existe outra vantagem mecanica relativa :: é mais facil e agil na de 7 marchas ir de 28 para 11  do que  ir de  23 para 12 na de 8 marchas , ou ir de 25 para 11 na de 9 marchas.
 Na verdade aqui  a de 7 marchas  é superior em desempenho que as outras duas.
 Essa analise pratica mensiono é relativa, ( depende de referencial adotado ) pois existem referenciais onde para profissionais ou uso em longas distancias essa tabela tem outras interpretações.
  Aqui esta para considerar   um  grande  erro  ^^ achar que porque a industria pode fazer mais é melhor; Se a industria quiser ela pode fazer 50 marchas para quem gosta de se divertir trocando marchas.

Aqui fica a nota que o que importa não é o numero de marchas em si e sim  se com as marchas vai conseguir a vantagem mecanica desejada.

apanas para servir de nota.
  por que a industria mecanica dois tamanhos basicos para rodas de bikes? :: devido as vantagens mecanicas proprias das duas.
  por que os carros usam rodas com um diametro especifico ? por que veiculos militares tem rodas com tamanhos tambem especificos e maiores que a dos carros? ::  devido as vantagens mecanicas que elas proporcionam com relação ao meio aplicado.
  carros de formula 1 tem rodas com tamanhos especificos, tratores tem pneus gigantes; Todos feitos  devido  as vantagens mecanicas que trazem.


  Esse texto busca duas principais considerações; Que o maior necessariamente não é o melhor.
 Que o que se deve de fato encontrar  e a melhor  vantagem mecanica possivel.




Voltar para o topo
Pepebike Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 18 Ago 2014
Goiânia
Desconectado
Mensagens:2065
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (1) Obrigado!(1)   Citação de Pepebike Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 17 Fev 2016 as 23:42
Me desculpe, mas tanto na teoria (usando calculadoras de relação de transmissão) como na prática (pedalando) eu discordo totalmente da sua exposição.

Uma (boa) relação de marchas de uma bicicleta de estrada não deve ter mais que 10 ou 13% de intervalos entre as marchas, do contrário perde-se "a passada" e, consequentemente, não acompanha-se o pelotão (o que é vital no ciclismo de estrada) ou pior, acompanha-se o pelotão mas com um esforço muito maior (variando o tempo todo a cadência, os batimentos cardíacos, a respiração e a concentração) o que vai fazer você perder a competição pois não terá energia para o sprint final.

Com uma relação de marchas com variações muito grandes, como 18 ou 20%, subir um aclive torna-se uma "tortura".  A cada marcha que se reduz a velocidade de deslocamento "despenca" a bicicleta perde o "embalo" e, quando menos se espera, já atingimos o último cassete e nos deslocamos a uma "ridícula" velocidade de 12km/h, enquanto nossos amigos "nos atropelam" subindo a 14 ou 16 km/h.

Mesmo no plano é complicado empregar-se um cassete com poucas marchas e com diferenças importantes entre os pinhões.  Basta um pequeno vento (nem precisa ser frontal) cruzado gerar a necessidade de se reduzir uma marcha e lá se vai a sua velocidade instantânea para o "beleléu", enquanto o pelotão "se afasta incólume". 

Neste fórum há até uma discussão (um tópico) interessante sobre a falta que faz o pinhão de 16 dentes nas bicicletas.  Na minha, de 10v, não há o 16.  Há apenas o 15 ou o 17.  Como esses pinhões, "do meio do cassete para baixo" são os mais usados e o 16 é "crucial" na manutenção da velocidade média, eu tenho que girar muito no 17 ou fazer mais força no 15 para acompanhar um pelotão.

Infelizmente, não é marketing.  O ideal é um conjunto com variação de um em um dente (ao menos até o 17), como: 11-12-13-14-15-16-17 (e depois de dois em dois até o 25) 19-21-23-25.
Em Triathlon é muito usado o 11-23 => 11-12-13-14-15-16-17-18-19-21-23.

Enfim, não é o "consumismo do mais é melhor" e sim a lógica do "quanto menor os saltos da relação entre o 11 e o 17 melhor". 

Em tempo: em ciclismo de estrada há uma máxima que diz: "Se vc está cambiando pinhões de 2 em 2, vc precisa repensar sua forma de pedalar e trocar marchas".   Na minha experiência pessoal, sempre tentando aprender com os melhores e mais rápidos do pelotão, eu consegui ser mais rápido e mais eficiente (gastando menos energia) trocando as marchas "no tempo e no momento certo", como diz o "mestre" Luizinho. 

 


“Life is like riding a bicycle. To keep your balance, you must keep moving.”
Voltar para o topo
lucianolll Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 07 Mar 2014
Parana
Desconectado
Mensagens:62
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de lucianolll Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 21 Fev 2016 as 00:19





Russia uses nes device in fight against isis


Originalmente Postado por Pepebike Pepebike Escreveu:

Me desculpe, mas tanto na teoria (usando calculadoras de relação de transmissão) como na prática (pedalando) eu discordo totalmente da sua exposição.

Uma (boa) relação de marchas de uma bicicleta de estrada não deve ter mais que 10 ou 13% de intervalos entre as marchas, do contrário perde-se "a passada" e, consequentemente, não acompanha-se o pelotão (o que é vital no ciclismo de estrada) ou pior, acompanha-se o pelotão mas com um esforço muito maior (variando o tempo todo a cadência, os batimentos cardíacos, a respiração e a concentração) o que vai fazer você perder a competição pois não terá energia para o sprint final.

Com uma relação de marchas com variações muito grandes, como 18 ou 20%, subir um aclive torna-se uma "tortura".  A cada marcha que se reduz a velocidade de deslocamento "despenca" a bicicleta perde o "embalo" e, quando menos se espera, já atingimos o último cassete e nos deslocamos a uma "ridícula" velocidade de 12km/h, enquanto nossos amigos "nos atropelam" subindo a 14 ou 16 km/h.

Mesmo no plano é complicado empregar-se um cassete com poucas marchas e com diferenças importantes entre os pinhões.  Basta um pequeno vento (nem precisa ser frontal) cruzado gerar a necessidade de se reduzir uma marcha e lá se vai a sua velocidade instantânea para o "beleléu", enquanto o pelotão "se afasta incólume". 

Neste fórum há até uma discussão (um tópico) interessante sobre a falta que faz o pinhão de 16 dentes nas bicicletas.  Na minha, de 10v, não há o 16.  Há apenas o 15 ou o 17.  Como esses pinhões, "do meio do cassete para baixo" são os mais usados e o 16 é "crucial" na manutenção da velocidade média, eu tenho que girar muito no 17 ou fazer mais força no 15 para acompanhar um pelotão.

Infelizmente, não é marketing.  O ideal é um conjunto com variação de um em um dente (ao menos até o 17), como: 11-12-13-14-15-16-17 (e depois de dois em dois até o 25) 19-21-23-25.
Em Triathlon é muito usado o 11-23 => 11-12-13-14-15-16-17-18-19-21-23.

Enfim, não é o "consumismo do mais é melhor" e sim a lógica do "quanto menor os saltos da relação entre o 11 e o 17 melhor". 

Em tempo: em ciclismo de estrada há uma máxima que diz: "Se vc está cambiando pinhões de 2 em 2, vc precisa repensar sua forma de pedalar e trocar marchas".   Na minha experiência pessoal, sempre tentando aprender com os melhores e mais rápidos do pelotão, eu consegui ser mais rápido e mais eficiente (gastando menos energia) trocando as marchas "no tempo e no momento certo", como diz o "mestre" Luizinho. 

 



Concordo, com sua abordagem, ela acrescenta conteudo ao assunto tecnoco.

Mas... e  reitero  ;   São capitulos  varios e  opções variadas ;  Para o caso que mensiona  fica claro que se trata   de  uma   competição  em grupo;   Excelente  detalhação sua ...   Ponto que reitero  é que  para o meu caso   estou  usando   ciclismo na cidade  ou  individual   onde   a  união com o  grupo  não é o  meu desejado ...  Para  meu caso .. meu desejado    esta   localizadamente   em conseguir  mais  vantagens mecanicas com as  engrenagens e com o equipamento...

 Mas  ainda  anoto  .... que com uma engrenagem com
9 marchas
  11  12  13      15  17  19  21  23      25

 ...tenho sempre   sentido   de   ficar  clicando  duas  em duas marchas   porque justamente..
 a  engrenagem intermediaria   se assemelha a  nenhuma diferença. ... chega a ser tao pequena  que eu mesmo me fico  dizendo...  --- aih . que fico pulando de duas em duas para consiguir mudar a força do movimento e ja me causa  tendinite   o esforço  repetitivo  de pular duas e voltar duas ... pular  4  e voltar 4.. sempre   com uma que não me adianta em nada  a não ser que se quebrar uma ainda me sobra a outra...

  Pelo que tenho notado assim... uma fadiga repetitiva...

   Mas para o caso que mensiona ... de fato ... harmonia de grupo é essencial.

 Então temos. ... aspectos mui interressantes como acrescenta... 


 --- do contrário perde-se "a passada"     onde "passada"  se refere a harmonia com o grupo?
 ..mas para  eu ficar  "passando" o tempo todo sempre pulando uma que no meu caso não é efetiva .. me desagrada. e da estresse.
 ... não estou preocupado  em  perder  o fluxo constante de velocidade com o percurso.
 ... estou focando o ponto em que quero  trocar marchas  no modo mais efetivo onde sem preocupação com um fluxo constante ( não estou preocupado em competir com outros do grupo nem manter linha de movimento de grupo e nem competindo comigo mesmo em um treinamento;  ), incluso necessito liberdade de parar e tirar uma foto e continuar.

 então considero o seu mensionado como um  acrescimo  tecnico interessante. que incluso deve ser acrescido a textos sobre o assunto.


Voltar para o topo
lucianolll Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 07 Mar 2014
Parana
Desconectado
Mensagens:62
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de lucianolll Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 21 Fev 2016 as 00:56
Para o caso  de não se estar em participando de uma competição em grupo ou treinando competição, pode ser um fato  que  utilizar  menas marchas  e mais efetivas quanto a mudança na força de movimento poder ser mais eficientes; com mais marchas em um grupo que marcha em conjunto ter variação com mais marchas pode ser  mais eficiente  para manter a uniformidade do grupo,... desde que é claro todo o grupo tenha um conjunto tambem com numero de marchas semelhante, devido a necessidade de  manter fluxo constante com o grupo e economizando energia devido a harminia com o movimento com o grupo.

Mas ...Como evitar quando em movimento  pular de 11 para 15 e sentindo  que as  12,13,14 estão para apenas ficar cansando a tendinite.
 
  Uma questão é testar  e verificar!
  Mas fica como nota que o que deve ser evitado a todo custo a ideia simplista que mais é mais, isso não é congruente. 
  Fica tambem a nota que existem em primeira analise  dois tipos de  usos  ...
  Em  grupo  ou dentro desse treinamento  e;   Em solitario ou sem preocupação de manter a uniformidade de fluxo com o grupo.

  Em uma nota pratica ... se utilizar  10 marchas com pouca variação e sentir que faz clique,clique toda hora mudando de duas em duas e dizendo que uma é somente pra pular... deve notar isso.

Comparativo real
  7 marchas
  11  13  15  18  21  24  28
  8 marchas
  12  13  14      15  17  19  21  23
  9 marchas
  11  12  13      15  17  19  21  23      25


Tenha em mente a eficiencia e  se esta em grupo, competição ou..se esta fora de grupo e competição.
Para o caso ::
 (  7 marchas  )
  11  13         15  18  21                           24  28    ;       ....   
  8 marchas
     12  13  14      15  17  19  21  23
  9 marchas
  11  12  13      15  17  19  21  23      25


  para esse caso especifico   a  de  7 marchas  mantem  a  minima    11   ,  mas chega a  28  ...que ajuda mui em caso de uma subida.

  Mas veja aqui .....
  Que o objetivo  não  é   mostrar   o pior ou o melhor,   nem  discordar,... e sim  acrescentar.

  Pessoalmente   eu  optaria   por ...
  8 marchas
     12  13  14      15  17  19  21  23                .......... como a melhor    mas... por que?

   com a opção   de   um  pedivela speed ( "dianteira"  ) com  50 ou mais dentes.


 Entao fica a nota que   deve existir vantagem mecanica de acordo com o objetivo buscado.
   Para evitar justamente  aquela de  ... ficar  trocando  somente por ficar bonito.
   Ha casos onde  maior numero de  engrenagens pode ser mesmo uma necessidade, como numa competição  onde  deve manter alinhamento com o grupo, evitando perdas de força.


 Fica a nota esclarcedora do
Pepebike Escreveu:

Me desculpe, mas tanto na teoria (usando calculadoras de relação de transmissão) como na prática (pedalando) eu discordo totalmente da sua exposição.

Uma (boa) relação de marchas de uma bicicleta de estrada não deve ter mais que 10 ou 13% de intervalos entre as marchas, do contrário perde-se "a passada" e, consequentemente, não acompanha-se o pelotão (o que é vital no ciclismo de estrada) ou pior, acompanha-se o pelotão mas com um esforço muito maior (variando o tempo todo a cadência, os batimentos cardíacos, a respiração e a concentração) o que vai fazer você perder a competição pois não terá energia para o sprint final.

Com uma relação de marchas com variações muito grandes, como 18 ou 20%, subir um aclive torna-se uma "tortura".  A cada marcha que se reduz a velocidade de deslocamento "despenca" a bicicleta perde o "embalo" e, quando menos se espera, já atingimos o último cassete e nos deslocamos a uma "ridícula" velocidade de 12km/h, enquanto nossos amigos "nos atropelam" subindo a 14 ou 16 km/h.

Mesmo no plano é complicado empregar-se um cassete com poucas marchas e com diferenças importantes entre os pinhões.  Basta um pequeno vento (nem precisa ser frontal) cruzado gerar a necessidade de se reduzir uma marcha e lá se vai a sua velocidade instantânea para o "beleléu", enquanto o pelotão "se afasta incólume". 

Neste fórum há até uma discussão (um tópico) interessante sobre a falta que faz o pinhão de 16 dentes nas bicicletas.  Na minha, de 10v, não há o 16.  Há apenas o 15 ou o 17.  Como esses pinhões, "do meio do cassete para baixo" são os mais usados e o 16 é "crucial" na manutenção da velocidade média, eu tenho que girar muito no 17 ou fazer mais força no 15 para acompanhar um pelotão.

Infelizmente, não é marketing.  O ideal é um conjunto com variação de um em um dente (ao menos até o 17), como: 11-12-13-14-15-16-17 (e depois de dois em dois até o 25) 19-21-23-25.
Em Triathlon é muito usado o 11-23 => 11-12-13-14-15-16-17-18-19-21-23.

Enfim, não é o "consumismo do mais é melhor" e sim a lógica do "quanto menor os saltos da relação entre o 11 e o 17 melhor". 

Em tempo: em ciclismo de estrada há uma máxima que diz: "Se vc está cambiando pinhões de 2 em 2, vc precisa repensar sua forma de pedalar e trocar marchas".   Na minha experiência pessoal, sempre tentando aprender com os melhores e mais rápidos do pelotão, eu consegui ser mais rápido e mais eficiente (gastando menos energia) trocando as marchas "no tempo e no momento certo", como diz o "mestre" Luizinho. 


Voltar para o topo
lereno Ver Drop Down


Registrado: 05 Jun 2014
SP
Desconectado
Mensagens:95
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de lereno Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 17 Jul 2016 as 22:06
Galera,

Alguém ja fez esse up?

Estou em vias de fazer o up completo do kit claris para tiagra. (menos cubos)

Quais são os ganhos? Peso? Precisão?

Obrigado,

Abs
Fabio Lereno
https://www.linkedin.com/in/fabiolereno
Voltar para o topo
soundworks Ver Drop Down


Registrado: 04 Mar 2014
SP
Desconectado
Mensagens:80
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de soundworks Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 26 Ago 2016 as 13:42
Originalmente Postado por lereno lereno Escreveu:

Galera,

Alguém ja fez esse up?

Estou em vias de fazer o up completo do kit claris para tiagra. (menos cubos)

Quais são os ganhos? Peso? Precisão?

Obrigado,

Abs

A diferença existe mas é muito pequena, com certeza a precisão vai aumentar, é um kit de nivél dois degraus acima, e até pelo fato do passo ser diferente vc tem 10 velocidades no espaço onde tinham 8, a corrente é mais fina, uma grande diferença quando fiz um up similar foi a troca do tipo de pedivela e movimento central do octalink para um integrado, além do ganho de peso o ganho de rigidez é perceptivel! eu recomendo sim, apenas se atente para a relaçao que vai usar, tamanho de coroas e cassete.
Voltar para o topo
lereno Ver Drop Down


Registrado: 05 Jun 2014
SP
Desconectado
Mensagens:95
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de lereno Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 26 Ago 2016 as 14:24
Olá soundworks
Obrigado pelo retorno.
Eu fiz o um e a bike ficou show, a redução de peso apesar de mínima foi bem-vinda, a precisão das trocas ficaram fantásticas, a relação na subia agregou muito valor, no geral fiquei bem feliz e consegui vender o meu kit anterior por 50% do valor total investido no Tiagra.
Aproveitando o post alguém tem dicas um para rodas?
Abraços
Fabio Lereno
https://www.linkedin.com/in/fabiolereno
Voltar para o topo
Valgodi Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 28 Nov 2016
Salvador/BA
Desconectado
Mensagens:35
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Valgodi Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 29 Abr 2017 as 14:48
Originalmente Postado por newhouse newhouse Escreveu:

Neste caso, upar o grupo pra um 10v seria não sairia barato, como o pepe disse. Mas como você ganhou o pedivela Tiagra, ele tem uma vantagem sobre o Claris por ser integrado e usar central holowtech II, o conjunto central+pedivela Tiagra vai tirar alguns gramas de peso da sua bike, alem de ser um sistema mais robusto. Se o pedivela Tiagra estiver mesmo semi novo, vale a pena levar numa bicicletária e avaliar a troca de um pelo outro, trocando também o movimento central. No caso de pedivela, acho que o fato de ser um 10v numa corrente 8v não deve trazer problema, complicado são os pedivelas 11v.

Grande, Newhuose. Blz?

Primeiro quero te agradecer pelas orientações que você me deu em outro posto sobre um up que eu pretendia fazer do Tourney p/ Claris. Só deixei o pedivela Tourney e ficou show de bola.

Agora estou montando uma segunda bike pra deixar na casa de minha no interior do estado e quero aproveitar o grupo Tourney que tenho nessa outra bike e comprar um Pedivela novo para a nova bike que herdará o grupo Claris completo.

Nesse meio tempo me surgiu a seguinte dúvida: não seria mais vantagem comprar logo um Pedivela Tiagra antigo (4600) em vez de um Claris? Até porque as coroas do Tiagra podem ser respostas individualmente e a diferença de preço é pequena.

Só que estou com receio do Tiagra (10v) não funcionar bem com os Câmbios (dianteiro e traseiro) e com o STI Claris (8v).

O que você acha? Posso comprar o Tiagra sem medo de ser feliz???? rssss

Voltar para o topo
Valgodi Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 28 Nov 2016
Salvador/BA
Desconectado
Mensagens:35
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Valgodi Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 29 Abr 2017 as 23:40
Originalmente Postado por Leophss Leophss Escreveu:

Newhouse.........vou levar a bike numa bicicletaria e pedir para trocar sim.......está novíssimo o Tiagra.........imaginei que esta perda de peso possa me ajudar um pouco sim........o resto então.....vou trocando aos poucos, pq a bike é mto boa e acho que merece uns up's

Vlw pela dica......abcs

E ai, Leophss, o Pedivela Tiagra funcionou bem com os demais componentes Claris?
Voltar para o topo
newhouse Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 01 Set 2011
Embu - SP
Desconectado
Mensagens:2060
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (1) Obrigado!(1)   Citação de newhouse Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 02 Mai 2017 as 16:53
Originalmente Postado por Valgodi Valgodi Escreveu:

Originalmente Postado por newhouse newhouse Escreveu:

Neste caso, upar o grupo pra um 10v seria não sairia barato, como o pepe disse. Mas como você ganhou o pedivela Tiagra, ele tem uma vantagem sobre o Claris por ser integrado e usar central holowtech II, o conjunto central+pedivela Tiagra vai tirar alguns gramas de peso da sua bike, alem de ser um sistema mais robusto. Se o pedivela Tiagra estiver mesmo semi novo, vale a pena levar numa bicicletária e avaliar a troca de um pelo outro, trocando também o movimento central. No caso de pedivela, acho que o fato de ser um 10v numa corrente 8v não deve trazer problema, complicado são os pedivelas 11v.

Grande, Newhuose. Blz?

Primeiro quero te agradecer pelas orientações que você me deu em outro posto sobre um up que eu pretendia fazer do Tourney p/ Claris. Só deixei o pedivela Tourney e ficou show de bola.

Agora estou montando uma segunda bike pra deixar na casa de minha no interior do estado e quero aproveitar o grupo Tourney que tenho nessa outra bike e comprar um Pedivela novo para a nova bike que herdará o grupo Claris completo.

Nesse meio tempo me surgiu a seguinte dúvida: não seria mais vantagem comprar logo um Pedivela Tiagra antigo (4600) em vez de um Claris? Até porque as coroas do Tiagra podem ser respostas individualmente e a diferença de preço é pequena.

Só que estou com receio do Tiagra (10v) não funcionar bem com os Câmbios (dianteiro e traseiro) e com o STI Claris (8v).

O que você acha? Posso comprar o Tiagra sem medo de ser feliz???? rssss


Os pedivelas claris também tem coroas que podem ser trocadas, só usa um padrão antigo menos bonito mas igualmente funcional. Nesse caso a maior vantagem é o tiagra usar central integrado, vc consegue usar pedivela 10v em relação 8v de boa, talvez vc tenha problema de compatibilidade com a corrente, mas usando correntes shimano/sram eu sei que funciona. Mas se a questão for unicamente a troca das coroas, o pedivela claris dá conta do recado e sai mais barato, o meu rodou 20 mil kms antes de precisar trocar, isso não vai ser um problema tão cedo.
Voltar para o topo
Valgodi Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 28 Nov 2016
Salvador/BA
Desconectado
Mensagens:35
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Valgodi Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 02 Mai 2017 as 17:36
Originalmente Postado por newhouse newhouse Escreveu:

Originalmente Postado por Valgodi Valgodi Escreveu:

Originalmente Postado por newhouse newhouse Escreveu:

Neste caso, upar o grupo pra um 10v seria não sairia barato, como o pepe disse. Mas como você ganhou o pedivela Tiagra, ele tem uma vantagem sobre o Claris por ser integrado e usar central holowtech II, o conjunto central+pedivela Tiagra vai tirar alguns gramas de peso da sua bike, alem de ser um sistema mais robusto. Se o pedivela Tiagra estiver mesmo semi novo, vale a pena levar numa bicicletária e avaliar a troca de um pelo outro, trocando também o movimento central. No caso de pedivela, acho que o fato de ser um 10v numa corrente 8v não deve trazer problema, complicado são os pedivelas 11v.

Grande, Newhuose. Blz?

Primeiro quero te agradecer pelas orientações que você me deu em outro posto sobre um up que eu pretendia fazer do Tourney p/ Claris. Só deixei o pedivela Tourney e ficou show de bola.

Agora estou montando uma segunda bike pra deixar na casa de minha no interior do estado e quero aproveitar o grupo Tourney que tenho nessa outra bike e comprar um Pedivela novo para a nova bike que herdará o grupo Claris completo.

Nesse meio tempo me surgiu a seguinte dúvida: não seria mais vantagem comprar logo um Pedivela Tiagra antigo (4600) em vez de um Claris? Até porque as coroas do Tiagra podem ser respostas individualmente e a diferença de preço é pequena.

Só que estou com receio do Tiagra (10v) não funcionar bem com os Câmbios (dianteiro e traseiro) e com o STI Claris (8v).

O que você acha? Posso comprar o Tiagra sem medo de ser feliz???? rssss


Os pedivelas claris também tem coroas que podem ser trocadas, só usa um padrão antigo menos bonito mas igualmente funcional. Nesse caso a maior vantagem é o tiagra usar central integrado, vc consegue usar pedivela 10v em relação 8v de boa, talvez vc tenha problema de compatibilidade com a corrente, mas usando correntes shimano/sram eu sei que funciona. Mas se a questão for unicamente a troca das coroas, o pedivela claris dá conta do recado e sai mais barato, o meu rodou 20 mil kms antes de precisar trocar, isso não vai ser um problema tão cedo.

A diferença de preço está muito pequena, então vou aproveitar pra colocar logo uma com movimento central integrado. Acho que vou de Sora 3500.
Você acha que a corrente HG40 ou IG40, STI e Cambios Claris 2400 vão compatibilizar 100%?
Mais uma vez obrigado pela ajudaHandshake
Voltar para o topo
newhouse Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 01 Set 2011
Embu - SP
Desconectado
Mensagens:2060
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de newhouse Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 03 Mai 2017 as 10:41
Obrigado colega, a gente tenta ajudar sempre que possível. Eu já usei a HG40 num pedivela 9v de marca generica, funcionou de boa, então acredito que o 3500 deve funcionar também. Essa linha sora é muito compatível com 8v, pode ser que ele funcione bem com outras correntes também.

Editado por newhouse - 03 Mai 2017 as 10:42
Voltar para o topo
Valgodi Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 28 Nov 2016
Salvador/BA
Desconectado
Mensagens:35
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Valgodi Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 03 Mai 2017 as 12:16
Originalmente Postado por newhouse newhouse Escreveu:

Obrigado colega, a gente tenta ajudar sempre que possível. Eu já usei a HG40 num pedivela 9v de marca generica, funcionou de boa, então acredito que o 3500 deve funcionar também. Essa linha sora é muito compatível com 8v, pode ser que ele funcione bem com outras correntes também.

Agora, é esperar chegar, montar e testar!

Obrigado e abraço
Voltar para o topo
Valgodi Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 28 Nov 2016
Salvador/BA
Desconectado
Mensagens:35
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Valgodi Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 17 Jul 2017 as 16:05
Originalmente Postado por Valgodi Valgodi Escreveu:

Originalmente Postado por newhouse newhouse Escreveu:

Obrigado colega, a gente tenta ajudar sempre que possível. Eu já usei a HG40 num pedivela 9v de marca generica, funcionou de boa, então acredito que o 3500 deve funcionar também. Essa linha sora é muito compatível com 8v, pode ser que ele funcione bem com outras correntes também.

Agora, é esperar chegar, montar e testar!

Obrigado e abraço

Newhouse, o pedivela Sora 3500 tá bombando com o Sti e câmbios Claris e o cassete 11-32 8v. Mas agora quero colocar um câmbio Sora 3500 SS no lugar do Claris. Será que ele vai funcionar bem com o STI Claris?
Voltar para o topo

 Responder Responder
  Compartilhar   


Ir para Permissões do Fórum Ver Drop Down

Forum Software by Web Wiz Forums® version 11.06
Copyright ©2001-2016 Web Wiz Ltd.