| PEDAL | HOME | ARTIGOS | BIKES | CLASSIFICADOS | FORUM | FOTOS | VIDEOS | NOTICIAS | TRILHAS | SERVICOS | CONTATO | + |
Fórum Início Fórum Início > Assuntos Gerais > Treinamento, BIKE FIT, Nutrição / Alimentação e Saúde
  Tópicos recentes Tópicos recentes RSS Feed - "Treinando" esposa(o)/namorada(o)/companheira(o)
   [REGRAS]    Ajuda Ajuda  Procurar no fórum   Registrar Registrar  Entrar Entrar

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiencia no site. Ao continuar navegando voce concorda com a nossa politica de privacidade.


"Treinando" esposa(o)/namorada(o)/companheira(o)

 Responder Responder
Autor
Mensagem
  Tópico Procurar Tópico Procurar  Opções do Tópico Opções do Tópico
LucasEdu Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 08 Out 2015
Brasília
Desconectado
Mensagens:71
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de LucasEdu Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Tópico: "Treinando" esposa(o)/namorada(o)/companheira(o)
    Enviado: 30 Set 2020 as 11:16
EDIT: Mudei o nome do tópico para não parecer algo exclusivo de "homens que ensinam mulheres"

Saudações a todos os colegas do fórum e do mundo das duas rodas!
Diante de toda a situação pela qual passamos, voltei a pedalar. Faziam quase 2 anos que não fazia uma trilha, ou um trajeto maior que o diário casa-trabalho-casa. Consegui ainda trazer alguns colegas e amigos pra bike, e semanalmente fazemos alguma aventura.

Vendo toda essa empolgação, minha namorada também sentiu vontade de pedalar. E logo já fui atrás de uma bike para ela, e fiz um fit mínimo para deixar confortável.

Acontece que ela pedalou apenas na infância e sente muito medo em cima da bike (parte do medo pelas preocupações com algumas quedas feias que tomei), então tem andado bastante travada. Tenho tentado criar alguns exercícios em uma área mais afastada de trânsito e população para ensinar a ela as coisas básicas, como:
- Lógica dos câmbios, como alivia e qual pesa mais a pedalada;
- Posicionamento de saída e de parada com a bike;
- Transposição de obstáculos simples, como um galho;
- Controle em curvas.

Estamos progredindo, e ela ganhando confiança. Ainda tem muito a ser trabalhado, mas sinto uma satisfação enorme em estar compartilhando esses momentos com ela. A meta é melhorar a coordenação motora para enfrentar algumas trilhas leves até o final do ano.

Pesquisei no fórum algum conteúdo parecido, mas só encontrei treinos já voltados para performance (que não deixam de ser úteis, mas ainda estão distantes), ou gente pedindo indicação de bicicleta.

Se possuírem relatos semelhantes, dúvidas, dicas ou experiências, por favor sintam-se à vontade para compartilhar. Caso queiram também, posso detalhar os exercícios que estamos fazendo. Quero que sejamos capazes de encorajar mais pessoas a tentar fazer parte disso. 

Grande abraço a todos!


Editado por LucasEdu - 14 Out 2020 as 11:40
...em um relacionamento sério com a gonew 6.3
...e tendo um caso com uma caloi sprint
Voltar para o topo
jh1991 Ver Drop Down


Registrado: 24 Out 2016
bh
Desconectado
Mensagens:1286
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de jh1991 Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 30 Set 2020 as 14:15
Como a definição de trilha é bem "larga", vou colocar meu comentário em mesmo sentido que eu uso (caminho fora de estrada onde não passam carros, passando cavalo, jipe, motocross e bikes)

Não levaria uma pessoa iniciante para uma trilha, tentaria leva-la para um lugar plano e com pouco movimento para a pessoa entender a troca de marchas, equilíbrio, esses coisas. Passando do básico tentaria com alguns cones (tijolo, sapato) fazer um ziguezague pra pessoa ir aprendendo a fazer curvas e ia diminuindo o espaço cada vez mais, depois passaria a ensinar a descer e subir o passeio/calçada/ guia não que eu tenha feito isso mas vejo alguns instrutores de bike passando esses exercícios (um é o brunno pinguim que mora próximo a BH, ele é bem experiente na bike, então presumo que dê bons resultados). É bem semelhante ao que vc está fazendo.

Depois, ai sim, se a pessoa tiver confiança eu chamaria pra trilha. Tudo no tempo da pessoa.

Tem alguns projeto de bike anjo em inúmeras cidades do Brasil, talvez em Brasília tenha. Sei que eles tem um canal do youtube tbm

Edit: vc viu esses dois tópicos?




Editado por jh1991 - 30 Set 2020 as 14:18
Se inscrevam no youtube.
https://www.youtube.com/c/bikeestilo?sub_confirmation=1
Voltar para o topo
pf23 Ver Drop Down


Registrado: 15 Jul 2003
Sampa -
Desconectado
Mensagens:460
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de pf23 Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 30 Set 2020 as 14:28
andar sobre uma faixa estreita marcada no chão
fazer slalom
levar ela para andar na pista onde pessoal faz teste para habilitação de moto
pedale do lado dela e empurre ela para o lado (treino de equilíbio)

esse tipo de exercício vale para todo biker, basta aumentar o nível de dificuldade (somente uma mão, somente uma roda, de olho fechado, etc)


Editado por pf23 - 30 Set 2020 as 14:29
Voltar para o topo
LucasEdu Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 08 Out 2015
Brasília
Desconectado
Mensagens:71
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de LucasEdu Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 01 Out 2020 as 14:22
Originalmente Postado por jh1991 jh1991 Escreveu:

Como a definição de trilha é bem "larga", vou colocar meu comentário em mesmo sentido que eu uso (caminho fora de estrada onde não passam carros, passando cavalo, jipe, motocross e bikes)
A definição é justamente essa, mas de começo, estradões sem necessidade de técnica apurada.

Originalmente Postado por jh1991 jh1991 Escreveu:

Não levaria uma pessoa iniciante para uma trilha, tentaria leva-la para um lugar plano e com pouco movimento para a pessoa entender a troca de marchas, equilíbrio, esses coisas. Passando do básico tentaria com alguns cones (tijolo, sapato) fazer um ziguezague pra pessoa ir aprendendo a fazer curvas e ia diminuindo o espaço cada vez mais, depois passaria a ensinar a descer e subir o passeio/calçada/ guia não que eu tenha feito isso mas vejo alguns instrutores de bike passando esses exercícios (um é o brunno pinguim que mora próximo a BH, ele é bem experiente na bike, então presumo que dê bons resultados). É bem semelhante ao que vc está fazendo.
Eu tenho levado ela para áreas de estacionamento asfaltado e vazio, e feito esse tipo de exercício, como ziquezague. Logo vou começar a andar com ela em regiões com pessoas transitando. Também gostei da sugestão do Bruno. Parece ser bem nessa linha.

Originalmente Postado por jh1991 jh1991 Escreveu:

Tem alguns projeto de bike anjo em inúmeras cidades do Brasil, talvez em Brasília tenha. Sei que eles tem um canal do youtube tbm
Não conhecia, vou pesquisar sobre.


Originalmente Postado por jh1991 jh1991 Escreveu:

Edit: vc viu esses dois tópicos?


Vi agora. O primeiro tem técnicas mais apuradas, que parece se aplicar mais para mim no momento LOL
O segundo tá legal, e vou desbravar mais alguns tópicos.

Obrigadão pelas dicas!
...em um relacionamento sério com a gonew 6.3
...e tendo um caso com uma caloi sprint
Voltar para o topo
LucasEdu Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 08 Out 2015
Brasília
Desconectado
Mensagens:71
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de LucasEdu Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 01 Out 2020 as 14:29
Originalmente Postado por pf23 pf23 Escreveu:

pedale do lado dela e empurre ela para o lado (treino de equilíbio)
Faço isso e fico solteiro no instante seguinte.LOLLOLLOL
Talvez atravessar um estacionamento de brita seja interessante, induzindo a reação imediata dela ao entrar com a bike na brita (devagar, claro), e exigindo maior uso do corpo todo para manter o equilíbrio até atravessar.

Originalmente Postado por pf23 pf23 Escreveu:

esse tipo de exercício vale para todo biker, basta aumentar o nível de dificuldade (somente uma mão, somente uma roda, de olho fechado, etc)
Exatamente. Quero compartilhar o que estou tentando desenvolver com ela, e buscar evoluir mais ainda.


Editado por LucasEdu - 01 Out 2020 as 14:30
...em um relacionamento sério com a gonew 6.3
...e tendo um caso com uma caloi sprint
Voltar para o topo
gm1987 Ver Drop Down


Registrado: 12 Jun 2019
Sapucaia do Sul
Desconectado
Mensagens:1078
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de gm1987 Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 01 Out 2020 as 14:43
Essa de empurrar para o lado como treino de equilíbrio... Olha... nem vou comentar...

Para equilíbrio, o melhor treino é "Track Stand" e andar em cima de uma tábua estreita e comprida, similiar ao que usam em pistas de moto na auto escola.  


Voltar para o topo
jrvidotti Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 15 Set 2020
Cuiaba MT
Desconectado
Mensagens:7
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de jrvidotti Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 01 Out 2020 as 16:29
Eu comecei a pedalar faz 1 ano e minha esposa se motivou em me acompanhar na hora. Ela já andou muito de bike quando criança/adolescente e tem uma boa noção. Falta somente um bom treino de cardio e pernas pra ter fôlego pra acompanhar a galera.

O primeiro "passeio" que fizemos eu levei ela pra uma pirambeira tremenda. Ela teve que empurrar a bike por todo percurso... Fui muito sem noção... kkkk 🤣

Dica: a iniciação tem que ser aos poucos, mesmo. O que você está acostumado e acha fácil o outro pode achar difícil ou impossível...
Voltar para o topo
pf23 Ver Drop Down


Registrado: 15 Jul 2003
Sampa -
Desconectado
Mensagens:460
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de pf23 Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 02 Out 2020 as 08:25
Originalmente Postado por gm1987 gm1987 Escreveu:

Essa de empurrar para o lado como treino de equilíbrio... Olha... nem vou comentar...

Para equilíbrio, o melhor treino é "Track Stand" e andar em cima de uma tábua estreita e comprida, similiar ao que usam em pistas de moto na auto escola.  



minha fisioterapeuta fazia comigo. Me colocava sobre meio instável e ficava me empurrando

parada normal
Voltar para o topo
pf23 Ver Drop Down


Registrado: 15 Jul 2003
Sampa -
Desconectado
Mensagens:460
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de pf23 Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 02 Out 2020 as 08:26
Originalmente Postado por LucasEdu LucasEdu Escreveu:

Originalmente Postado por pf23 pf23 Escreveu:

pedale do lado dela e empurre ela para o lado (treino de equilíbio)
Faço isso e fico solteiro no instante seguinte.LOLLOLLOL
Talvez atravessar um estacionamento de brita seja interessante, induzindo a reação imediata dela ao entrar com a bike na brita (devagar, claro), e exigindo maior uso do corpo todo para manter o equilíbrio até atravessar.

Originalmente Postado por pf23 pf23 Escreveu:

esse tipo de exercício vale para todo biker, basta aumentar o nível de dificuldade (somente uma mão, somente uma roda, de olho fechado, etc)
Exatamente. Quero compartilhar o que estou tentando desenvolver com ela, e buscar evoluir mais ainda.

brita é bom também. O negócio é colocar qualquer dificuldade em situações controladas (estacionamento), e aí vai progredindo. Não tem segredo
Voltar para o topo
dedraks Ver Drop Down


Registrado: 02 Jun 2020
Belo Horizonte
Desconectado
Mensagens:38
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de dedraks Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 02 Out 2020 as 10:32
Essas dicas do Edu Capivara são legais:


Voltar para o topo
LucasEdu Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 08 Out 2015
Brasília
Desconectado
Mensagens:71
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de LucasEdu Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 07 Out 2020 as 08:19
Originalmente Postado por jrvidotti jrvidotti Escreveu:

Eu comecei a pedalar faz 1 ano e minha esposa se motivou em me acompanhar na hora. Ela já andou muito de bike quando criança/adolescente e tem uma boa noção. Falta somente um bom treino de cardio e pernas pra ter fôlego pra acompanhar a galera.

O primeiro "passeio" que fizemos eu levei ela pra uma pirambeira tremenda. Ela teve que empurrar a bike por todo percurso... Fui muito sem noção... kkkk 🤣


Dica: a iniciação tem que ser aos poucos, mesmo. O que você está acostumado e acha fácil o outro pode achar difícil ou impossível...


Exatamente. Existem comportamentos, ações e manobras que adquirimos com a prática, e que por vezes podemos exigir que alguém novato também faça sem percebermos.

Agora é encontrar a dose certa. Nem fácil demais pra ela não achar chato e desanimar, nem pesado demais pra ela não querer nunca mais ver bicicleta.
...em um relacionamento sério com a gonew 6.3
...e tendo um caso com uma caloi sprint
Voltar para o topo
Marcelo_br Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 15 Jul 2005
Sorocaba - SP
Desconectado
Mensagens:645
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Marcelo_br Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 07 Out 2020 as 19:09
Se o ingles está afiado (ou dá pra colocar legenda), veja esses dois videos do GMBN. Exatamente sobre o topico daqui e os conselhos parecem fazer sentido:


---------------------------------------------------------
Criando coragem (e condicionamento) para voltar a pedalar... 2011 que me aguarde...
---------------------------------------------------------
Voltar para o topo
Zaka Ver Drop Down


Registrado: 01 Nov 2005
Caxias do Sul - RS
Desconectado
Mensagens:1497
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Zaka Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 13 Out 2020 as 16:07
Complicado isso. 
Tenho levado minha namorada pra pedalar, evito o máximo possível morros fáceis mas que pra ela são impossíveis.
As maiores dificuldades que ela enfrenta:
1. entender a lógica dos câmbios... termina de subir um morro e não lembra de trocar de marcha, quando chega no plano fica girando como um ventilador e não criou o hábito de antecipar a dificuldade e colocar de volta na marcha leve antes do morro ficar muito pesado e o câmbio travar.
2. descida: morre de medo de qualquer morro um pouco mais forte em estrada de chão.
3. levantar do selim na descida e evitar as pancadas

Paciência é essencial.

Non est ad magna facilis ascensus.
Voltar para o topo
pf23 Ver Drop Down


Registrado: 15 Jul 2003
Sampa -
Desconectado
Mensagens:460
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de pf23 Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 14 Out 2020 as 09:57
Originalmente Postado por Zaka Zaka Escreveu:

Complicado isso. 
evito o máximo possível morros


se ela não xingar, não está forçando o bastante

HAHAHAHAHA
Voltar para o topo
LucasEdu Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 08 Out 2015
Brasília
Desconectado
Mensagens:71
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de LucasEdu Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 14 Out 2020 as 11:20
Originalmente Postado por Marcelo_br Marcelo_br Escreveu:

Se o ingles está afiado (ou dá pra colocar legenda), veja esses dois videos do GMBN. Exatamente sobre o topico daqui e os conselhos parecem fazer sentido:



Acompanho o conteúdo deles, mas não havia visto esse vídeo. Vai me servir bastante. Muito obrigado!
...em um relacionamento sério com a gonew 6.3
...e tendo um caso com uma caloi sprint
Voltar para o topo
LucasEdu Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 08 Out 2015
Brasília
Desconectado
Mensagens:71
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de LucasEdu Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 14 Out 2020 as 11:33
Originalmente Postado por Zaka Zaka Escreveu:

Complicado isso. 
Tenho levado minha namorada pra pedalar, evito o máximo possível morros fáceis mas que pra ela são impossíveis.
As maiores dificuldades que ela enfrenta:
1. entender a lógica dos câmbios... termina de subir um morro e não lembra de trocar de marcha, quando chega no plano fica girando como um ventilador e não criou o hábito de antecipar a dificuldade e colocar de volta na marcha leve antes do morro ficar muito pesado e o câmbio travar.
2. descida: morre de medo de qualquer morro um pouco mais forte em estrada de chão.
3. levantar do selim na descida e evitar as pancadas

Paciência é essencial.

Sim, muita paciência! Mas que é gostoso de ver as respectivas digníssimas evoluindo, é!
 
1. Quanto aos câmbios, pelo fato de estar em terrenos mais planos ainda, oriento a deixar na coroa do meio (em relações com 3 coroas) e apenas ir passando no shifter direito. Depois, vá para uma parte pouco íngreme, para ela saber aliviar na hora de subir e pesar na hora de descer.

2. Para treinar descida e subida, acho que vale antes alguns exercícios de posição do corpo em cima da bike. Ela precisa saber onde colocar o peso para manter tração e equilíbrio. Num plano mesmo, jogar o corpo para trás e para frente, já ajuda a sentir a mudança na pilotagem e não vira uma surpresa pra ela na hora de encarar o morro, seja qual for a direção.

3. Além de não levantar do selim, outra mania que tô tentando desconstruir é a de passar por irregularidades sem estar com os pés paralelos na horizontal. 

Edit: Dá uma olhada nos vídeos que o colega mandou ali em cima. Nem precisa do inglês, só de ver os exercícios, já se imagina o que deve ser feito.



Editado por LucasEdu - 14 Out 2020 as 11:36
...em um relacionamento sério com a gonew 6.3
...e tendo um caso com uma caloi sprint
Voltar para o topo
TheLittle Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 21 Jun 2005
Rio
Desconectado
Mensagens:4873
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de TheLittle Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 14 Out 2020 as 13:31
bom vou passar a experiência que tive c minha esposa.

onde pedalo, tem poucas estradas de terra planas. os pedais são bem puxados e exigentes, basicamente se faz deslocamentos subindo bem pra chegar até as trilhas e depois de descer vc pode fazer novamente o circuito, ou partir pra outra trilha. O pedal já começa atravessando um morro de 220m de altura (as trilhas começam de cima dele, do outro lado) e subir a parte "pedalável" dele é praticamente impossível pra quem é iniciante. No final da subida tem uma parte muito inclinada que ninguém consegue subir pedalando, então tem q empurrar.

as primeiras vezes que ela foi pedalar comigo rodamos só nas estradas de chão aos pés da montanha.. no pedal seguinte já subimos o morro por um local mais fácil e descemos pela estrada mesmo. depois de uns 2 pedais fazendo isso, começamos a andar nas trilhas. aos poucos ela foi pegando confiança e evoluindo a ponto de descer as trilhas sem desmontar da bike. ela ainda está nesse processo de pegar confiança e vem melhorando a cada pedal

uma coisa que vejo muita gente fazendo, e julgo ser errado, é tentar incentivar a companheira a pedalar com uma bike simples e barata, especialmente se quiser incentivar a andar nas trilhas (que vejo como realmente o esporte "Mountain bike" é praticado). Dá pra andar com bikes, digamos, limitadas nas trilhas, mas é muito mais difícil até mesmo pra quem já é experiente. Pra quem é iniciante, vai ser receita pra desgostar do esporte e nunca mais querer voltar.

eu tenho um certo privilégio por ter o fit da bike parecido com o da esposa, então eu deixo a minha bike melhor de andar em trilhas pra ela, uma full com 150/140 de curso,  com pneus grandes (29x2.4) de bastante aderência, canote retrátil, pedal plataforma com bons cravos. Comprei pra ela um tênis shimano próprio pra pedais flats, igual ao que uso. 

esses dias fomos ao Zoom bike park e ela gostou bastante das trilhas (obviamente não fez os saltos e tal) e fizemos as "big lines" que descem a serra da mantiquera, ela desceu quase tudo sem desmontar da bike. Recentemente até comprei um capacete fechado pra ela, pra esses tipos de pedal.

eu duvido muito que ela iria querer chegar perto de uma trilha em uma bike de supermercado com pedal de plástico vestindo tênis de corrida. mas já vi muita gente tentando incentivar a parceira nessas condições e nunca vi dar certo.



Editado por TheLittle - 14 Out 2020 as 13:37
---------------------------
Santacruz Nomad 3 CC
Santacruz Hightower C
Miyamura Enduro Hardtail
Voltar para o topo
TheLittle Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 21 Jun 2005
Rio
Desconectado
Mensagens:4873
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de TheLittle Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 14 Out 2020 as 13:42
outra coisa que ajuda muito são as relações 1 coroa. 
as relações com pedivela 2x ou 3x ficam muito mais confusas pra um iniciante.

sei por que eu estou acostumado com relações 1x e quando vou andar em uma 2 ou 3x me confundo todo kkkkkkkk
---------------------------
Santacruz Nomad 3 CC
Santacruz Hightower C
Miyamura Enduro Hardtail
Voltar para o topo
gm1987 Ver Drop Down


Registrado: 12 Jun 2019
Sapucaia do Sul
Desconectado
Mensagens:1078
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de gm1987 Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 14 Out 2020 as 17:22
Originalmente Postado por TheLittle TheLittle Escreveu:

bom vou passar a experiência que tive c minha esposa.

onde pedalo, tem poucas estradas de terra planas. os pedais são bem puxados e exigentes, basicamente se faz deslocamentos subindo bem pra chegar até as trilhas e depois de descer vc pode fazer novamente o circuito, ou partir pra outra trilha. O pedal já começa atravessando um morro de 220m de altura (as trilhas começam de cima dele, do outro lado) e subir a parte "pedalável" dele é praticamente impossível pra quem é iniciante. No final da subida tem uma parte muito inclinada que ninguém consegue subir pedalando, então tem q empurrar.

as primeiras vezes que ela foi pedalar comigo rodamos só nas estradas de chão aos pés da montanha.. no pedal seguinte já subimos o morro por um local mais fácil e descemos pela estrada mesmo. depois de uns 2 pedais fazendo isso, começamos a andar nas trilhas. aos poucos ela foi pegando confiança e evoluindo a ponto de descer as trilhas sem desmontar da bike. ela ainda está nesse processo de pegar confiança e vem melhorando a cada pedal

uma coisa que vejo muita gente fazendo, e julgo ser errado, é tentar incentivar a companheira a pedalar com uma bike simples e barata, especialmente se quiser incentivar a andar nas trilhas (que vejo como realmente o esporte "Mountain bike" é praticado). Dá pra andar com bikes, digamos, limitadas nas trilhas, mas é muito mais difícil até mesmo pra quem já é experiente. Pra quem é iniciante, vai ser receita pra desgostar do esporte e nunca mais querer voltar.

eu tenho um certo privilégio por ter o fit da bike parecido com o da esposa, então eu deixo a minha bike melhor de andar em trilhas pra ela, uma full com 150/140 de curso,  com pneus grandes (29x2.4) de bastante aderência, canote retrátil, pedal plataforma com bons cravos. Comprei pra ela um tênis shimano próprio pra pedais flats, igual ao que uso. 

esses dias fomos ao Zoom bike park e ela gostou bastante das trilhas (obviamente não fez os saltos e tal) e fizemos as "big lines" que descem a serra da mantiquera, ela desceu quase tudo sem desmontar da bike. Recentemente até comprei um capacete fechado pra ela, pra esses tipos de pedal.

eu duvido muito que ela iria querer chegar perto de uma trilha em uma bike de supermercado com pedal de plástico vestindo tênis de corrida. mas já vi muita gente tentando incentivar a parceira nessas condições e nunca vi dar certo.


Seu relato seria o mundo ideal, mas também é o mundo de Alice! Ninguém tem uma Trail bike encostada na garagem para dispor ao companheiro iniciar no MTB. Aí entra no dilema, investir pesado e a pessoa não seguir no esporte ou começar com um rabo duro e se gostar, investir mais?

Minha esposa começou a me acompanhar com uma bike do walmart, que tinha sido minha por 6 meses fazendo commute. Era horrível, a bike era uma merda e já havia trocado quase tudo nela. Com 4 meses de pedal, ela estava gostando, mesmo a bike não trocando as marchas direito. Fui lá e peguei uma SOUL 27,5", 3x9, freio hidraulico... Em resumo, uma bela bike! Mas nunca teria pego essa bike para ela sem ter a certeza que ela firmaria no ciclismo. 


Voltar para o topo
TheLittle Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 21 Jun 2005
Rio
Desconectado
Mensagens:4873
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de TheLittle Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 15 Out 2020 as 07:46
Originalmente Postado por gm1987 gm1987 Escreveu:


Seu relato seria o mundo ideal, mas também é o mundo de Alice! Ninguém tem uma Trail bike encostada na garagem para dispor ao companheiro iniciar no MTB. Aí entra no dilema, investir pesado e a pessoa não seguir no esporte ou começar com um rabo duro e se gostar, investir mais?

Minha esposa começou a me acompanhar com uma bike do walmart, que tinha sido minha por 6 meses fazendo commute. Era horrível, a bike era uma merda e já havia trocado quase tudo nela. Com 4 meses de pedal, ela estava gostando, mesmo a bike não trocando as marchas direito. Fui lá e peguei uma SOUL 27,5", 3x9, freio hidraulico... Em resumo, uma bela bike! Mas nunca teria pego essa bike para ela sem ter a certeza que ela firmaria no ciclismo. 



Deixa eu escrever de outra maneira pra ficar mais claro:

- usamos o mesmo tamanho e o mesmo fit de bike, logo ela usa a minha bike pra andar. Não comprei uma bike exclusivamente pra ela começar.
- meu relato é da minha experiência, de como estou fazendo pra ela EVOLUIR nos pedais. A fase inicial, de simplesmente andar na rua/estradinha plana já foi superada faz algum tempo, e nessa fase não importava muito a bike mesmo.
- A fase de transição para as trilhas, ou mesmo pra pedais mais puxados, talvez seja bem mais difícil que começar no pedal, pois envolve aceitar um certo sofrimento (subidas puxadas) e principalmente encarar alguns riscos (trilhas técnicas). Aí que a qualidade do equipamento é fundamental principalmente pra ganhar confiança. Então entra no ponto que toquei, pois já vi pessoas quererem forçar as namoradas/esposas a pedalar longas distâncias ou trilhas técnicas numa bike vagabunda, isso nunca deu certo.

No fim das contas o seu exemplo e parecido com o meu, ela começou a pedalar em bikes mais simples também. Eu só estava explicando como fiz a transição do simples passeio pra pedais mais técnicos, pois sempre quis ela pedalando comigo nos lugares que ando, ao invés de ter que mudar o pedal por que ela está junto.


Editado por TheLittle - 15 Out 2020 as 07:48
---------------------------
Santacruz Nomad 3 CC
Santacruz Hightower C
Miyamura Enduro Hardtail
Voltar para o topo
gm1987 Ver Drop Down


Registrado: 12 Jun 2019
Sapucaia do Sul
Desconectado
Mensagens:1078
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de gm1987 Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 15 Out 2020 as 08:12
Originalmente Postado por TheLittle TheLittle Escreveu:

Originalmente Postado por gm1987 gm1987 Escreveu:


Seu relato seria o mundo ideal, mas também é o mundo de Alice! Ninguém tem uma Trail bike encostada na garagem para dispor ao companheiro iniciar no MTB. Aí entra no dilema, investir pesado e a pessoa não seguir no esporte ou começar com um rabo duro e se gostar, investir mais?

Minha esposa começou a me acompanhar com uma bike do walmart, que tinha sido minha por 6 meses fazendo commute. Era horrível, a bike era uma merda e já havia trocado quase tudo nela. Com 4 meses de pedal, ela estava gostando, mesmo a bike não trocando as marchas direito. Fui lá e peguei uma SOUL 27,5", 3x9, freio hidraulico... Em resumo, uma bela bike! Mas nunca teria pego essa bike para ela sem ter a certeza que ela firmaria no ciclismo. 



Deixa eu escrever de outra maneira pra ficar mais claro:

- usamos o mesmo tamanho e o mesmo fit de bike, logo ela usa a minha bike pra andar. Não comprei uma bike exclusivamente pra ela começar.
- meu relato é da minha experiência, de como estou fazendo pra ela EVOLUIR nos pedais. A fase inicial, de simplesmente andar na rua/estradinha plana já foi superada faz algum tempo, e nessa fase não importava muito a bike mesmo.
- A fase de transição para as trilhas, ou mesmo pra pedais mais puxados, talvez seja bem mais difícil que começar no pedal, pois envolve aceitar um certo sofrimento (subidas puxadas) e principalmente encarar alguns riscos (trilhas técnicas). Aí que a qualidade do equipamento é fundamental principalmente pra ganhar confiança. Então entra no ponto que toquei, pois já vi pessoas quererem forçar as namoradas/esposas a pedalar longas distâncias ou trilhas técnicas numa bike vagabunda, isso nunca deu certo.

No fim das contas o seu exemplo e parecido com o meu, ela começou a pedalar em bikes mais simples também. Eu só estava explicando como fiz a transição do simples passeio pra pedais mais técnicos, pois sempre quis ela pedalando comigo nos lugares que ando, ao invés de ter que mudar o pedal por que ela está junto.

Agora entendi melhor... havia entendido no seu relato que ela já começou subindo numa santacruz... Nem todo mundo tem essa disponibilidade Big smileBig smileBig smileBig smile

Em tempo, a minha completou um ano de pedal a pouco... Ainda não levei ela para a trilha pois ainda não pegou 100% de confiança na bike. Enquanto isso, vamos de estradão e passeios
Voltar para o topo

 Responder Responder
  Compartilhar   

Ir para Permissões do Fórum Ver Drop Down

Forum Software by Web Wiz Forums® version 11.06
Copyright ©2001-2016 Web Wiz Ltd.

 
 
 
 
 
 

X