| PEDAL | HOME | ARTIGOS | BIKES | CLASSIFICADOS | FORUM | FOTOS | VIDEOS | NOTICIAS | TRILHAS | SERVICOS | CONTATO | + |
Fórum Início Fórum Início > Assuntos Gerais > Fórum Principal
  Tópicos recentes Tópicos recentes RSS Feed - Preços de bike/componentes pós pandemia: abuso?
   [REGRAS]    Ajuda Ajuda  Procurar no fórum   Registrar Registrar  Entrar Entrar

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiencia no site. Ao continuar navegando voce concorda com a nossa politica de privacidade.


Preços de bike/componentes pós pandemia: abuso?

 Responder Responder
Autor
Mensagem
  Tópico Procurar Tópico Procurar  Opções do Tópico Opções do Tópico
Robsonsh4000 Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 07 Set 2020
Chapecó SC
Desconectado
Mensagens:20
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Robsonsh4000 Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Tópico: Preços de bike/componentes pós pandemia: abuso?
    Enviado: 12 Set 2020 as 21:28
Fala galera do pedal, sou novo no mundo das Bikes, e desde que comprei minha bike (usada) tento manter a manutenção 100%, tudo que troco é por novo e original.
Pois bem, acompanhando preços de peças para bicicletas, acho incrível como de uma semana pra outra tá subindo coisa de 10 a 20%. Um pneu "meia boca" hoje não sai por menos de 150,00. Corrente 9v 170,00... E por aí vai.
O que nos faz pensar sobre os seguintes motivos: seria somente o dólar o culpado? Aumento da demanda? Oportunismo dos bike shops? Ou tudo junto
O que podemos fazer para tornar a manutenção mais barata, claro sem cair a qualidade das peças?
Eu, prevendo o que está acontecendo com esses preços malucos (me fez lembrar histórias contadas dos meus pais de quando o preço de uma coisa variava 100 200% em um dia), previ o que mais ou menos vou usar em 1 ano nas Bikes e fiz um estoque quando achava as coisas no preço antigo (comprei 2 pastilhas de freio, 2 pneus, 1 cassete e roldana de câmbio). Acabei achando em lojas físicas, já que na Internet o giro é mais rápido, e os novos estoques já estão com preços atualizados. Acho que fiz certo, se fiz, só o tempo irá dizer.
Voltar para o topo
euripedesroo Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 03 Set 2015
Rondonopolis MT
Desconectado
Mensagens:238
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de euripedesroo Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 12 Set 2020 as 21:38
menos peça no mercado pra uma demanda crescente num ambiente de dolar a mais de 5 reais, tempestade perfeita
Voltar para o topo
dwsmartins Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 16 Abr 2018
Belo Horizonte
Desconectado
Mensagens:811
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (1) Obrigado!(1)   Citação de dwsmartins Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 13 Set 2020 as 09:54
Coisas que estou fazendo pra diminuir meus custos com bike na pandemia:

1. Faça sua própria manutenção

Não tem jeito, mecânico bom tá caro na pandemia. Fazendo eu mesmo, ainda posso caprichar nos detalhes pra aumentar a longevidade dos componentes. Por exemplo: desmontei, limpei e relubrifiquei os cubos das três bikes daqui de casa gastando R$30,00 em ferramentas, outros R$20,00 em graxa e produtos de limpeza, além das peças necessárias (cones, esferas e um eixo novos, algo em torno de R$15,00).

A oficina da região queria cobrar R$60,00 por bike (daria R$180,00 no total), mas eu gastei R$55,00, algumas horas pesquisando nos vídeos da ParkTool e no site do Sheldon Brown e outras horas no procedimento.

2. Componentes usados, desde que não sejam de segurança ou que não tenham desgaste, podem ser boas opções.

É só ficar de olhos e mente aberta pra reconhecer oportunidades. Um colega meu havia achado um pedivela Deore M542 literalmente no lixo do condomínio onde ele é síndico e me perguntou se eu queria. O próprio dono anterior, que viemos a conhecer, falou que não valia a pena, mas eu quis dar uma olhada. As coroas eram removíveis, as 32d e 44d estavam detonadas, mas a 22d estava OK. O anodizado estava bem desgastado, mas estruturalmente a peça estava íntegra, somente com desgaste cosmético.

Lixei na mão pra tirar o anodizado e dei um polimento progressivo, com lixas cada vez mais finas, pra ficar só no alumínio. Transplantei as coroas 48d e 36d de um pedivela SunRace FCM918 que eu usava na época e estava me dando problema (nada que eu comprei da SunRace foi durável, mas essas coroas ainda estavam boas) e mantive a 22d, que já estava no pedivela (a 26d do SunRace ainda estava boa, mas quis experimentar e acabei gostando). Comprei um central adequado (Shimano SM-BB52) e a ferramenta pra instalação, daí instalei.

Seis meses depois, as coroas 36d e 48d estão gastas, pulando em corrente nova (SunRace e eu...), daí já comprei coroas novas, inclusive a 22d, que já era usada e tá com marcas visíveis de desgaste, mantendo a combinação 48-36-22d. Vou trocar num momento oportuno, junto com o cassete e a corrente. Ainda assim, o custo total do central, ferramenta e coroas novas é pouco mais da metade de um FC-T4060 (o que mais se aproxima do que eu tenho).

3. Não precisa ter tudo do mesmo grupo

A não ser que um pacote fechado venha com um desconto, claro.

Com os vídeos da ParkTool, os artigos do Sheldon Brown, as especificações e informações de compatibilidade de cada fabricante (as da Shimano estão em http://productinfo.shimano.com/ e http://si.shimano.com/, outros fabricantes divulgam em sites próprios), dá pra misturar componentes entre séries (e até entre fabricantes). Na verdade, à medida que os componentes forem desgastando, não dá pra manter tudo do mesmo grupo.

Meus exemplos:
* coroa 48d e 36d do pedivela SunRace FCM918
* coroas 22d do pedivela Deore M542
* pedivela atual é Deore M542
* passadores ST-EF500, que não fazem parte de grupo nenhum
* cassete atual SunRace CSM680 (tô usando até moer)
* câmbios atuais Altus da série antiga (M370)
* corrente atual KMC Z8.1

Inclusive, componentes de séries mais antigas geralmente estão mais baratos que os de séries novas, então vale bastante a pena pesquisar por eles.

4. Se ainda pode ser usado, não troque

Claro que se o componente for acelerar o desgaste de outros ou arriscar a segurança, vc deve usar o bom senso. Por exemplo, vou trocar a coroa 22d pra que ela não acelere o desgaste da corrente nova, que poderia desgastar prematuramente as coroas novas.

4. Evite upgrades e se limite a manter o que já tem

Esse é algo que surgiu agora na pandemia. A bike é minha forma de fugir do transporte público, então ela precisa ser mantida funcionando e segura. Com a redução da remuneração, os upgrades ficam pra segundo plano. Claro que oportunidades a gente não deixa passar, mas isso é outro tópico.

5. Faça compras com antecedência e planejamento, pra aproveitar oportunidades

Isso eu aprendi com o Ligeirinho. Recentemente eu comprei dois pares de cubos M430 já prevendo problemas com meu freehub (está “silencioso demais”, meio estranho) e dificuldades de conseguir a peça no futuro. Já estava pensando nisso como um upgrade pra um cubo melhor, mas quando vi o par por um preço significativamente baixo, comprei dois pares, já pensando numa futura troca das rodas da bike da minha esposa, que estão apresentando corrosão nos raios de aço comum e empenamentos com alguma frequência. Pretendo comprar os aros e raios pra ela em momento oportuno tb, sem nada de urgência.

Pra resumir, planejamento, cuidado, previsão e mão na massa!
Bora pedalar, senão estressa!
Voltar para o topo
vitucastro Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 27 Jul 2008
SP
Desconectado
Mensagens:1043
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de vitucastro Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 13 Set 2020 as 11:03
Originalmente Postado por dwsmartins dwsmartins Escreveu:

Coisas que estou fazendo pra diminuir meus custos com bike na pandemia:

1. Faça sua própria manutenção

Não tem jeito, mecânico bom tá caro na pandemia. Fazendo eu mesmo, ainda posso caprichar nos detalhes pra aumentar a longevidade dos componentes. Por exemplo: desmontei, limpei e relubrifiquei os cubos das três bikes daqui de casa gastando R$30,00 em ferramentas, outros R$20,00 em graxa e produtos de limpeza, além das peças necessárias (cones, esferas e um eixo novos, algo em torno de R$15,00).

A oficina da região queria cobrar R$60,00 por bike (daria R$180,00 no total), mas eu gastei R$55,00, algumas horas pesquisando nos vídeos da ParkTool e no site do Sheldon Brown e outras horas no procedimento.

2. Componentes usados, desde que não sejam de segurança ou que não tenham desgaste, podem ser boas opções.

É só ficar de olhos e mente aberta pra reconhecer oportunidades. Um colega meu havia achado um pedivela Deore M542 literalmente no lixo do condomínio onde ele é síndico e me perguntou se eu queria. O próprio dono anterior, que viemos a conhecer, falou que não valia a pena, mas eu quis dar uma olhada. As coroas eram removíveis, as 32d e 44d estavam detonadas, mas a 22d estava OK. O anodizado estava bem desgastado, mas estruturalmente a peça estava íntegra, somente com desgaste cosmético.

Lixei na mão pra tirar o anodizado e dei um polimento progressivo, com lixas cada vez mais finas, pra ficar só no alumínio. Transplantei as coroas 48d e 36d de um pedivela SunRace FCM918 que eu usava na época e estava me dando problema (nada que eu comprei da SunRace foi durável, mas essas coroas ainda estavam boas) e mantive a 22d, que já estava no pedivela (a 26d do SunRace ainda estava boa, mas quis experimentar e acabei gostando). Comprei um central adequado (Shimano SM-BB52) e a ferramenta pra instalação, daí instalei.

Seis meses depois, as coroas 36d e 48d estão gastas, pulando em corrente nova (SunRace e eu...), daí já comprei coroas novas, inclusive a 22d, que já era usada e tá com marcas visíveis de desgaste, mantendo a combinação 48-36-22d. Vou trocar num momento oportuno, junto com o cassete e a corrente. Ainda assim, o custo total do central, ferramenta e coroas novas é pouco mais da metade de um FC-T4060 (o que mais se aproxima do que eu tenho).

3. Não precisa ter tudo do mesmo grupo

A não ser que um pacote fechado venha com um desconto, claro.

Com os vídeos da ParkTool, os artigos do Sheldon Brown, as especificações e informações de compatibilidade de cada fabricante (as da Shimano estão em http://productinfo.shimano.com/ e http://si.shimano.com/, outros fabricantes divulgam em sites próprios), dá pra misturar componentes entre séries (e até entre fabricantes). Na verdade, à medida que os componentes forem desgastando, não dá pra manter tudo do mesmo grupo.

Meus exemplos:
* coroa 48d e 36d do pedivela SunRace FCM918
* coroas 22d do pedivela Deore M542
* pedivela atual é Deore M542
* passadores ST-EF500, que não fazem parte de grupo nenhum
* cassete atual SunRace CSM680 (tô usando até moer)
* câmbios atuais Altus da série antiga (M370)
* corrente atual KMC Z8.1

Inclusive, componentes de séries mais antigas geralmente estão mais baratos que os de séries novas, então vale bastante a pena pesquisar por eles.

4. Se ainda pode ser usado, não troque

Claro que se o componente for acelerar o desgaste de outros ou arriscar a segurança, vc deve usar o bom senso. Por exemplo, vou trocar a coroa 22d pra que ela não acelere o desgaste da corrente nova, que poderia desgastar prematuramente as coroas novas.

4. Evite upgrades e se limite a manter o que já tem

Esse é algo que surgiu agora na pandemia. A bike é minha forma de fugir do transporte público, então ela precisa ser mantida funcionando e segura. Com a redução da remuneração, os upgrades ficam pra segundo plano. Claro que oportunidades a gente não deixa passar, mas isso é outro tópico.

5. Faça compras com antecedência e planejamento, pra aproveitar oportunidades

Isso eu aprendi com o Ligeirinho. Recentemente eu comprei dois pares de cubos M430 já prevendo problemas com meu freehub (está “silencioso demais”, meio estranho) e dificuldades de conseguir a peça no futuro. Já estava pensando nisso como um upgrade pra um cubo melhor, mas quando vi o par por um preço significativamente baixo, comprei dois pares, já pensando numa futura troca das rodas da bike da minha esposa, que estão apresentando corrosão nos raios de aço comum e empenamentos com alguma frequência. Pretendo comprar os aros e raios pra ela em momento oportuno tb, sem nada de urgência.

Pra resumir, planejamento, cuidado, previsão e mão na massa!


Parabéns meu amigo, excelente colaboração!
Voltar para o topo
FRDR Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 09 Fev 2018
Brasil
Desconectado
Mensagens:334
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de FRDR Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 13 Set 2020 as 11:19
Originalmente Postado por dwsmartins dwsmartins Escreveu:

Coisas que estou fazendo pra diminuir meus custos com bike na pandemia:

1. Faça sua própria manutenção

Não tem jeito, mecânico bom tá caro na pandemia. Fazendo eu mesmo...


 


Voltar para o topo
Robsonsh4000 Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 07 Set 2020
Chapecó SC
Desconectado
Mensagens:20
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Robsonsh4000 Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 13 Set 2020 as 21:00
Originalmente Postado por dwsmartins dwsmartins Escreveu:

Coisas que estou fazendo pra diminuir meus custos com bike na pandemia:

1. Faça sua própria manutenção

Não tem jeito, mecânico bom tá caro na pandemia. Fazendo eu mesmo, ainda posso caprichar nos detalhes pra aumentar a longevidade dos componentes. Por exemplo: desmontei, limpei e relubrifiquei os cubos das três bikes daqui de casa gastando R$30,00 em ferramentas, outros R$20,00 em graxa e produtos de limpeza, além das peças necessárias (cones, esferas e um eixo novos, algo em torno de R$15,00).

A oficina da região queria cobrar R$60,00 por bike (daria R$180,00 no total), mas eu gastei R$55,00, algumas horas pesquisando nos vídeos da ParkTool e no site do Sheldon Brown e outras horas no procedimento.

2. Componentes usados, desde que não sejam de segurança ou que não tenham desgaste, podem ser boas opções.

É só ficar de olhos e mente aberta pra reconhecer oportunidades. Um colega meu havia achado um pedivela Deore M542 literalmente no lixo do condomínio onde ele é síndico e me perguntou se eu queria. O próprio dono anterior, que viemos a conhecer, falou que não valia a pena, mas eu quis dar uma olhada. As coroas eram removíveis, as 32d e 44d estavam detonadas, mas a 22d estava OK. O anodizado estava bem desgastado, mas estruturalmente a peça estava íntegra, somente com desgaste cosmético.

Lixei na mão pra tirar o anodizado e dei um polimento progressivo, com lixas cada vez mais finas, pra ficar só no alumínio. Transplantei as coroas 48d e 36d de um pedivela SunRace FCM918 que eu usava na época e estava me dando problema (nada que eu comprei da SunRace foi durável, mas essas coroas ainda estavam boas) e mantive a 22d, que já estava no pedivela (a 26d do SunRace ainda estava boa, mas quis experimentar e acabei gostando). Comprei um central adequado (Shimano SM-BB52) e a ferramenta pra instalação, daí instalei.

Seis meses depois, as coroas 36d e 48d estão gastas, pulando em corrente nova (SunRace e eu...), daí já comprei coroas novas, inclusive a 22d, que já era usada e tá com marcas visíveis de desgaste, mantendo a combinação 48-36-22d. Vou trocar num momento oportuno, junto com o cassete e a corrente. Ainda assim, o custo total do central, ferramenta e coroas novas é pouco mais da metade de um FC-T4060 (o que mais se aproxima do que eu tenho).

3. Não precisa ter tudo do mesmo grupo

A não ser que um pacote fechado venha com um desconto, claro.

Com os vídeos da ParkTool, os artigos do Sheldon Brown, as especificações e informações de compatibilidade de cada fabricante (as da Shimano estão em http://productinfo.shimano.com/ - http://productinfo.shimano.com/ e http://si.shimano.com/ - http://si.shimano.com/, outros fabricantes divulgam em sites próprios), dá pra misturar componentes entre séries (e até entre fabricantes). Na verdade, à medida que os componentes forem desgastando, não dá pra manter tudo do mesmo grupo.

Meus exemplos:
* coroa 48d e 36d do pedivela SunRace FCM918
* coroas 22d do pedivela Deore M542
* pedivela atual é Deore M542
* passadores ST-EF500, que não fazem parte de grupo nenhum
* cassete atual SunRace CSM680 (tô usando até moer)
* câmbios atuais Altus da série antiga (M370)
* corrente atual KMC Z8.1

Inclusive, componentes de séries mais antigas geralmente estão mais baratos que os de séries novas, então vale bastante a pena pesquisar por eles.

4. Se ainda pode ser usado, não troque

Claro que se o componente for acelerar o desgaste de outros ou arriscar a segurança, vc deve usar o bom senso. Por exemplo, vou trocar a coroa 22d pra que ela não acelere o desgaste da corrente nova, que poderia desgastar prematuramente as coroas novas.

4. Evite upgrades e se limite a manter o que já tem

Esse é algo que surgiu agora na pandemia. A bike é minha forma de fugir do transporte público, então ela precisa ser mantida funcionando e segura. Com a redução da remuneração, os upgrades ficam pra segundo plano. Claro que oportunidades a gente não deixa passar, mas isso é outro tópico.

5. Faça compras com antecedência e planejamento, pra aproveitar oportunidades

Isso eu aprendi com o Ligeirinho. Recentemente eu comprei dois pares de cubos M430 já prevendo problemas com meu freehub (está “silencioso demais”, meio estranho) e dificuldades de conseguir a peça no futuro. Já estava pensando nisso como um upgrade pra um cubo melhor, mas quando vi o par por um preço significativamente baixo, comprei dois pares, já pensando numa futura troca das rodas da bike da minha esposa, que estão apresentando corrosão nos raios de aço comum e empenamentos com alguma frequência. Pretendo comprar os aros e raios pra ela em momento oportuno tb, sem nada de urgência.

Pra resumir, planejamento, cuidado, previsão e mão na massa!


Muito bom meu amigo... Mas que bom que na sua região tá esse preço a lubrificação... Aqui ninguém engraxa cubos e movimento central por menos de 110 reais...
Sou bem curioso, mas tenho medo de desmontar as coisas e depois ter que levar desmontado num mecânico... Mas vou apelar pra isso tbm.
Voltar para o topo
dwsmartins Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 16 Abr 2018
Belo Horizonte
Desconectado
Mensagens:811
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de dwsmartins Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 13 Set 2020 as 23:14
Originalmente Postado por Robsonsh4000 Robsonsh4000 Escreveu:

Muito bom meu amigo... Mas que bom que na sua região tá esse preço a lubrificação... Aqui ninguém engraxa cubos e movimento central por menos de 110 reais...
Sou bem curioso, mas tenho medo de desmontar as coisas e depois ter que levar desmontado num mecânico... Mas vou apelar pra isso tbm.

R$60,00 é o preço só dos cubos, cubos e central eu não sei, mas a lubrificação geral por aqui tá nos R$180,00 e eu tenho certeza que só lambuzaram a parte de fora dos cubos da bike da minha filha com graxa branca da última vez que eu paguei pra fazer isso, em 2018: o que saiu de lá era a graxa original da Caloi, daquelas tradicionais marrons meio transparentes, e tava BEM ressecada...

Coisas assim é que me motivaram a meter a mão na massa (ou na graxa, melhor dizendo). Vou te recomendar alguns canais com instruções pra manutenção que são muito bons:

Pedaleria: o Edu Capivara já é conhecido pelas gambiarras, mas da umas dicas boas de manutenção. Sugiro os vídeos onde ele monta uma MTB e uma speed, são muito bem explicados.

Onde Pedalar: o microfone dele é horrível, ele fala muito desnecessariamente, mas tem muitos vídeos de manutenção e acaba sendo o mais completo em português que eu conheço.

RJ The Bike Guy: esse é em inglês, então a barreira do idioma complica aqui. Ele não tá fazendo mais tantos vídeos quanto fazia antes de sofrer um acidente em que fraturou uma ou duas vértebras do pescoço e quase ficou paralítico, mas ele tem muita coisa boa, principalmente pra bikes mais antigas ou simples.

SickBiker: esse cara é metido pacarai... Eu ignoro os vídeos dele se exibindo e pego só os de manutenção ou análise de peças. Como ele é ciclista multidisciplinar (MTB, speed e gravel), acaba que tem algo pra quase todo mundo aqui, mas poderia ser menos metido (às vezes ele coloca no final a assinatura Supreme Biker...).

Park Tool: se o idioma não for problema e quiser ficar só com um, pega esse aqui. É a referência em vídeo que se tem na internet. Como eles fabricam ferramentas, o canal é um meio de estimular as vendas. E tem de tudo, vai por mim.

Sheldon Brown: não é canal, é uma especie de blog com experiências práticas de manutenção organizadas de uma forma razoavelmente navegável. O autor original já faleceu há um bom tempo, mas o site é mantido pela oficina onde ele trabalhava. Tá ficando enterrado em propagandas e o conteúdo tá complicado de navegar, mas ainda tem informação valiosa aqui, principalmente sobre bikes antigas, componentes incomuns e manutenção na prática.

Com isso aqui, vc pode diminuir o medo de fazer cagada. E se fizer, duvido que algum mecânico se recuse a corrigir pra vc (cobrando, é claro). Boa sorte aí!
Bora pedalar, senão estressa!
Voltar para o topo
FRDR Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 09 Fev 2018
Brasil
Desconectado
Mensagens:334
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de FRDR Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 14 Set 2020 as 00:02
Massa!
Vou postar mais alguns que podem ser úteis também.
Esse aqui eu uso para sangria de freios porque tenho esse kit deles. Mas, serve como tutorial geral para sangria:

GCN Tech, em inglês, tem coisas úteis também, apesar de estarem muito mais voltados a propaganda ultimamente:

Idem o GMBM Tech:

Joe's Bikes é legal porque você vai vendo ele montando umas máquinas e sempre pode aprender algum detalhe sobre montagem:

Oz cycle tem muitas utilidades também, inclusive para quem quer usar parafina para corrente de bike:

Thiago Mecânico também pode ajudar em manutenções mais específicas:

Vzan Suporte tem algumas coisas relativas a alguns cubos da Vzan:

Aqui é possível comprar alguns parafusos específicos para a bike, tendo inclusive a disponibilidade em aço inox:




Editado por FRDR - 14 Set 2020 as 00:06
Voltar para o topo
Robsonsh4000 Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 07 Set 2020
Chapecó SC
Desconectado
Mensagens:20
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Robsonsh4000 Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 14 Set 2020 as 04:24
[QUOTE=dwsmartins] [QUOTE=Robsonsh4000]Muito bom meu amigo... Mas que bom que na sua região tá esse preço a lubrificação... Aqui ninguém engraxa cubos e movimento central por menos de 110 reais...
Isso aí cara... Eu penso do mesmo jeito com o meu carro (sim, não tenho medo de mexer no carro mas tenho na bicicleta... Vai entender rs). Já paguei por fazer serviços com mecânicos que tem a fama de bom, mas se eu tivesse feito tinha saído mais caprichado. Tanto é que tenho uma mala de ferramentas com o básico bem completa: chaves de boca até a 32,chave de catraca, fenda, Philips, Allen, torks, serra, martelo, lubrificante spray... Enfim só tá faltando meter a mão na graça. Hehe
Eu já assisti inúmeros vídeos do capivara, Park tool, sram tech, onde pedalar, café na trilha e chave quinze.
A questão da linguagem, não sei se vc sabe, o YouTube traduz automaticamente, ligando a legenda e escolhendo o português. Fora o inconveniente de ficar lendo ao invés de prestar atenção no procedimento, funciona bem. Mas funciona só em computador, no celular não consegui fazer traduzir ainda.
Voltar para o topo
Robsonsh4000 Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 07 Set 2020
Chapecó SC
Desconectado
Mensagens:20
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Robsonsh4000 Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 14 Set 2020 as 04:27
Ficou errado ali a citação dwsmartins... Mas era pra responder sua última resposta. Agradeço o FRDR Tbm. Não sei fazer isso direito ainda hehe
Voltar para o topo
am.araujo Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 25 Mai 2018
SP
Desconectado
Mensagens:775
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de am.araujo Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 14 Set 2020 as 10:20
No meu ponto de vista, a alta dos preços tem algumas questões envolvidas. Primeiro o Dolar, eu percebi que muitos lojistas não competem com outros lojistas, competem com a Aliexpress, principalmente na internet. Eu tava de olho num cubo traseiro shimano pra colocar um cassete na minha bike carniça, tinha um por 55 reais no ML, tava só esperando meu cartão liberar o limite, dai num mês ele foi pra 79, achei absurdo, depois pra 99, isso uma peça de estoque antigo parada a meses, o cara chuta lá pra cima. Outro fator é o auxilio emergencial, ele foi importante pra quem perdeu renda, mas não houve uma moderação, conheço pessoas que estão passando dificuldade e não conseguem o auxilio, conheço outras que ganham em dolar e ainda receberam 1200 reais do governo. Com isso muita gente se viu com uma grana extra do governo e resolveu comprar bens de consumo, como bikes, como a procura subiu mais que a oferta, aliado ao dolar alto, os preços dispararam.

Porem isso pode ser sazonal, primeiro por que o auxilio já deve abaixar no próximo mês, logo a procura deve diminuir um bocado. Em 2021 nós não teremos mais auxilio emergencial e a tendência do dólar é cair, então acredito que os valores devem recuar pra um nível mais aceitável. Então, se vc é um cara como eu que tem o salário contadinho todo mês, esse é o pior período pra gastar com bike, o melhor é trocar só o essencial e, como o colega disse, procurar estoques com preço antigo, poupar o máximo que der.

Por outro lado, esse é o melhor período pra vender peças usadas. Eu desmontei minha bike de treino e to vendendo varias peças a preços muito atraentes, já deu pra quitar uma boa parte das dividas que eu tinha. É meio complicado ficar sem bike, mas não vou voltar aos treinos até conseguir a vacina mesmo, então vou aproveitar o momento.
Voltar para o topo
gm1987 Ver Drop Down


Registrado: 12 Jun 2019
Sapucaia do Sul
Desconectado
Mensagens:1287
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de gm1987 Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 14 Set 2020 as 15:02
Cara, quem tem estoque precisa manter o capital de giro. Logo, toda vez que a peça no distribuidor é reajustada, a do estoque da loja também, pois se não for, o dinheiro da venda dela não repõe o estoque, forçando a ter de colocar mais capital no negócio...

Aquela peça acaba tendo um "lucro" maior, mas é fake... Pois a reposição do estoque é no preço atual. 
Voltar para o topo
gm1987 Ver Drop Down


Registrado: 12 Jun 2019
Sapucaia do Sul
Desconectado
Mensagens:1287
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de gm1987 Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 14 Set 2020 as 15:03
Originalmente Postado por gm1987 gm1987 Escreveu:

Cara, quem tem estoque precisa manter o capital de giro. Logo, toda vez que a peça no distribuidor é reajustada, a do estoque da loja também, pois se não for, o dinheiro da venda dela não repõe o estoque, forçando a ter de colocar mais capital no negócio...

Aquela peça acaba tendo um "lucro" maior, mas é fake... Pois a reposição do estoque é no preço atual. 

Isso acontece muito nos postos de combustíveis!!!! A gasolina sobe na refinaria, e imediatamente sobe no posto!!! Aí todo mundo chora, inclusive eu, "mas que gananciosos porcos capitalistas", porém a realidade é dura, se o cara vender no preço antigo, não repõe o estoque.
Voltar para o topo

 Responder Responder
  Compartilhar   

Ir para Permissões do Fórum Ver Drop Down

Forum Software by Web Wiz Forums® version 11.06
Copyright ©2001-2016 Web Wiz Ltd.

 
 
 
 
 
 

X