| PEDAL | HOME | ARTIGOS | BIKES | CLASSIFICADOS | COMUNIDADE | FOTOS | VIDEOS | NOTICIAS | TRILHAS | CONTATO | + |
Fórum Início Fórum Início > Assuntos Gerais > Oficina e Manutenção das Bikes
  Tópicos recentes Tópicos recentes RSS Feed - Rodas - quebra de raios e teoria
   [REGRAS]    Ajuda Ajuda  Procurar no fórum   Registrar Registrar  Entrar Entrar

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiencia no site. Ao continuar navegando voce concorda com a nossa politica de privacidade.


Rodas - quebra de raios e teoria

 Responder Responder
Autor
Mensagem
 Avaliação: Avaliação do Tópico: 1 Votos, Média 4,00  Tópico Procurar Tópico Procurar  Opções do Tópico Opções do Tópico
miannini Ver Drop Down

Bloqueado

Registrado: 04 Fev 2011
Brasilia
Desconectado
Mensagens:50
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de miannini Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Tópico: Rodas - quebra de raios e teoria
    Enviado: 19 Jul 2011 as 21:06
Tenho lido muitos tópicos recorrentes com o quesito rodas. Tentarei fazer uma explicação para dirimir algumas dúvidas frequentes.

Teoria (extraída do livro de Jobst Brandt)

A principal força que atua na roda é o peso do conjunto ciclista + bicicleta. Como as bicicletas variam pouco (de 6 a 10kg para speeds), a maior diferença é o peso do ciclista.

Quando a roda está apoiada no chão, com o peso do ciclista, o aro flexiona-se (deforma-se) onde está apoiado. Nesse momento, o raio que está lá embaixo perde tensão. Ao girar, aquele ponto do aro, que  não sofre mais a força do peso do ciclista, retorna à sua forma original, enquanto outro ponto do aro é "amassado"  pelo peso do ciclista. 

Esse ciclo de deformação, e consequente diminuição na tensão dos raios, é quem causa a fadiga dos raios. A cada ciclo da roda, cada raio sofre uma perda e um ganho de tensão. Repita-se um milhão de vezes e pode haver a quebra do raio.

Como então, diminuir a quebra dos raios? 

A primeira providência é assegurar-se que o aro possuirá resistência (força) suficiente para aguentar o peso do ciclista. Aqui não tem segredo.

O material usado em quase todos os aros é o alumínio. Apesar das promessas dos fabricantes, as ligas de alumínio adequadas para o uso em rodas de bicicleta já estão descobertas e determinadas há muitas décadas. É marketing (maxtal, 6061, 7005, etc - é indiferente!). Prova disso é que os aros dos anos 70 eram tão leves (ou mais!) que os atuais.

Quanto mais espesso for a parede do aro (alumínio mais grosso), menos ele irá deformar. Em resumo: quanto mais pesado o aro, mais forte. Posso fazer uma pequena regra, dependente do peso do ciclista (speed):
<60kg - aros de <410g
60-75kg - aros de 450-500g
75-90kg - aros de 500-550g
>90kg - aros de >550g

Aplique uma boa regra de três (seu sobrinho de nove anos já aprendeu na escola!). Quanto mais pesado um ciclista, mais pesado deve ser o aro.

A segunda, é escolher bem o formato do aro. Aros aerodinâmicos, ou de perfil alto, deformam menos devido à sua geometria. Pense comigo: se você pegar um metal de 1cm x 6cm, qual será o lado mais fácil de amassar? Portanto, quanto mais alto o perfil do aro, menos ele se deformará: será mais forte.

A altura dos aros caminhará de mãos dadas com o peso, pois quanto mais alto, mais material será usado e mais pesado ficará o aro. Não se pode diminuir a espessura da parede do aro muito, senão a tensão dos raios rasgaria o metal.

A terceira, é escolher corretamente o número de raios. Se um aro tem muitos raios, no momento em que o peso deforma um pedaço seu, atingirá muitos raios, dividindo o esforço. Além disso, com muitos raios, pode-se usar uma tensão menor em cada raio (afinal, há mais deles para fazer o esforço em conjunto) e, em consequência, a diferença entre a tensão máxima e a mínima, que é o que leva a quebra de raio será menor. Um ponto "plus" de se usar muitos raios (com menor tensão) é que a parede do aro pode ser mais fina sem o risco de o raio rasgar o aro.

Hummm, interessante! Pode-se usar então um aro mais leve, desde que se tenha mais raios! Se usar também um raio mais fino (também possível, já que eles sofrem menos), posso ter uma roda com mais raios, mas mais leve!

Resumo da ópera: 

Pode-se aumentar a força da roda aumentando o peso do aro ou a altura de seu perfil. Em ambos casos, o peso aumenta. Ou se pode aumentar o número de raios, que não significa necessariamente um aumento de peso.
Voltar para o topo
miannini Ver Drop Down

Bloqueado

Registrado: 04 Fev 2011
Brasilia
Desconectado
Mensagens:50
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de miannini Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 19 Jul 2011 as 21:21
Faltou um ponto:

A importância do correto tensionamento dos raios

Como a cada ciclo os raios perdem e depois ganham tensão, é fundamental que todos os raios estejam com a mesma tensão (carga). Pode-se desempenar a roda tendo um raio fazendo o trabalho de outro (ou de três, quatro, etc). Basta que ele seja apertado. E a roda pode estar perfeitamente desempenada, sem pulos, mas seus raios com enormes variações de tensão.

Considere a tensão de 100kgf como recomendada pelo fabricante do aro (acredite: quase todos fabricantes recomendam a tensão de aperto dos raios!). Imagine agora o ciclo. O raio 1 está subtensionado, com 20kgf, enquanto o raio 2 está fazendo seu trabalho, com 180kgf. Ao passar pelo chão, o raio 1 varia de 20 para zero kgf, enquanto o raio 2 varia de 180 para 60kgf. Hummmm... 120kgf de variação a cada revolução da roda. Tenta adivinhar se o raio se quebrará logo:
 
(  ) sim   (  ) sim, mas cedo do que se imagina!

Agora, se ambos raios estiverem tensionados a 100kgf, a tensão de cada um variará de 100 para, digamos, 70kgf (isso porque um ainda auxiliará no trabalho do outro). Uma diferença de apenas 30% entre cada ciclo de carga/descarga.

Pior ainda, se um raio está fazendo o trabalho de outros, ele quebrará mais rápido. E quando quebrar, tirará a roda de alinhamento de maneira violenta, tornando até impossível prosseguir no pedal, pois a roda pode tocar no quadro.

Dicas para oficinas que trabalham com medidor de tensão? Desconheço uma. Na verdade, ouvi dizer que a Pedal Power usa.

E porquê as oficinas não usam medidor de tensão? Primeiro porque o tempo para balancear a tensão dos raios é maior que o tempo de se montar quatro rodas sem balancear. E como quase ninguém conhece ou sabe da necessidade, deixa pra lá!

Mais informações sobre o tópico:
http://www.amazon.com/Barnetts-Manual-Analysis-Procedures-Mechanics/dp/1931382298/ref=sr_1_1?s=books&ie=UTF8&qid=1311107050&sr=1-1


Voltar para o topo
Lucas-aju Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 16 Fev 2011
Sergipe
Desconectado
Mensagens:94
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Lucas-aju Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 19 Jul 2011 as 21:26
e com o aumento do número de raios e diminuindo o perfil da roda perdisse em aerodinamica! esse é um caminho sem volta.
Voltar para o topo
Psylo Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 06 Dez 2008
Brasília - DF
Desconectado
Mensagens:2776
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Psylo Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 19 Jul 2011 as 22:01
Originalmente Postado por miannini miannini Escreveu:

Tenho lido muitos tópicos recorrentes com o quesito rodas. Tentarei fazer uma explicação para dirimir algumas dúvidas frequentes.

Teoria (extraída do livro de Jobst Brandt)

A principal força que atua na roda é o peso do conjunto ciclista + bicicleta. Como as bicicletas variam pouco (de 6 a 10kg para speeds), a maior diferença é o peso do ciclista.

Quando a roda está apoiada no chão, com o peso do ciclista, o aro flexiona-se (deforma-se) onde está apoiado. Nesse momento, o raio que está lá embaixo perde tensão. Ao girar, aquele ponto do aro, que  não sofre mais a força do peso do ciclista, retorna à sua forma original, enquanto outro ponto do aro é "amassado"  pelo peso do ciclista. 

Esse ciclo de deformação, e consequente diminuição na tensão dos raios, é quem causa a fadiga dos raios. A cada ciclo da roda, cada raio sofre uma perda e um ganho de tensão. Repita-se um milhão de vezes e pode haver a quebra do raio.

Como então, diminuir a quebra dos raios? 

A primeira providência é assegurar-se que o aro possuirá resistência (força) suficiente para aguentar o peso do ciclista. Aqui não tem segredo.

O material usado em quase todos os aros é o alumínio. Apesar das promessas dos fabricantes, as ligas de alumínio adequadas para o uso em rodas de bicicleta já estão descobertas e determinadas há muitas décadas. É marketing (maxtal, 6061, 7005, etc - é indiferente!). Prova disso é que os aros dos anos 70 eram tão leves (ou mais!) que os atuais.

Quanto mais espesso for a parede do aro (alumínio mais grosso), menos ele irá deformar. Em resumo: quanto mais pesado o aro, mais forte. Posso fazer uma pequena regra, dependente do peso do ciclista (speed):
<60kg - aros de <410g
60-75kg - aros de 450-500g
75-90kg - aros de 500-550g
>90kg - aros de >550g

Aplique uma boa regra de três (seu sobrinho de nove anos já aprendeu na escola!). Quanto mais pesado um ciclista, mais pesado deve ser o aro.

A segunda, é escolher bem o formato do aro. Aros aerodinâmicos, ou de perfil alto, deformam menos devido à sua geometria. Pense comigo: se você pegar um metal de 1cm x 6cm, qual será o lado mais fácil de amassar? Portanto, quanto mais alto o perfil do aro, menos ele se deformará: será mais forte.

A altura dos aros caminhará de mãos dadas com o peso, pois quanto mais alto, mais material será usado e mais pesado ficará o aro. Não se pode diminuir a espessura da parede do aro muito, senão a tensão dos raios rasgaria o metal.

A terceira, é escolher corretamente o número de raios. Se um aro tem muitos raios, no momento em que o peso deforma um pedaço seu, atingirá muitos raios, dividindo o esforço. Além disso, com muitos raios, pode-se usar uma tensão menor em cada raio (afinal, há mais deles para fazer o esforço em conjunto) e, em consequência, a diferença entre a tensão máxima e a mínima, que é o que leva a quebra de raio será menor. Um ponto "plus" de se usar muitos raios (com menor tensão) é que a parede do aro pode ser mais fina sem o risco de o raio rasgar o aro.

Hummm, interessante! Pode-se usar então um aro mais leve, desde que se tenha mais raios! Se usar também um raio mais fino (também possível, já que eles sofrem menos), posso ter uma roda com mais raios, mas mais leve!

Resumo da ópera: 

Pode-se aumentar a força da roda aumentando o peso do aro ou a altura de seu perfil. Em ambos casos, o peso aumenta. Ou se pode aumentar o número de raios, que não significa necessariamente um aumento de peso.
ClapClapClap
Ah se todo novato fosse assim.... e sem estar querendo anunciar nos classificados! hahah!
Show de bola o esclarecimento.
SRAMANÍACO
Voltar para o topo
Hamud Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 12 Fev 2009
Curitiba - PR
Desconectado
Mensagens:7365
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Hamud Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 19 Jul 2011 as 22:26
Só não concordo com a parte que diz que quanto mais pesado o ciclista mais pesado deve ser o aro. O formato do aro tem mais influência do que o peso em si. Tanto é que na MTB uso um aro de 415g que nunca entortou nem quebrou raio, na speed um aro de 470g já quebrou 2 raios. Tenho 86kg.
"Dai-me a serenidade para aceitar as coisas que não posso modificar, coragem para modificar aquelas que posso e sabedoria para distinguir umas das outras".

MTB-Caloi Elite FS
ROAD-Trek 1500 USPS
Voltar para o topo
Lucas-aju Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 16 Fev 2011
Sergipe
Desconectado
Mensagens:94
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Lucas-aju Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 19 Jul 2011 as 23:21
Hamud
esse negocio de quebra de de raio tambem tem haver com o tamanho do raio.quanto maior o raio maior o stresse sofrido por ele, por isso vc quebro 2 raio na speed e nenhum na mtb(até agora)
Voltar para o topo
Hamud Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 12 Fev 2009
Curitiba - PR
Desconectado
Mensagens:7365
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Hamud Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 20 Jul 2011 as 03:46
Originalmente Postado por Lucas-aju Lucas-aju Escreveu:

Hamud
esse negocio de quebra de de raio tambem tem haver com o tamanho do raio.quanto maior o raio maior o stresse sofrido por ele, por isso vc quebro 2 raio na speed e nenhum na mtb(até agora)


Não acredito que tenha sido essa a causa. O raio da MTB é menor mas as tensões suportadas por ele durante as trilhas é maior.

Tem mais a ver com a flexão do aro e esta flexão está diretamente ligada ao formato do aro. Podemos considerar que um aro com perfil mais alto tende a ser mais pesado, mas é difícil afirmar tal hipótese sem levar outros fatores em consideração, como material, espessura de parede, dimensões gerais, etc.


"Dai-me a serenidade para aceitar as coisas que não posso modificar, coragem para modificar aquelas que posso e sabedoria para distinguir umas das outras".

MTB-Caloi Elite FS
ROAD-Trek 1500 USPS
Voltar para o topo
marcoaleite Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 28 Out 2010
São Paulo
Desconectado
Mensagens:5059
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de marcoaleite Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 20 Jul 2011 as 04:46
Falando da parte da engenharia de materiais, discordo do ponto onde diz que os materiais são tudo balela. Há uma engenharia por trás que faz e refaz ligas, mudam componentes para tentar reduzir massa sem perder resistência ou então tornar frágil o material.

Hoje em dia é feito muitas análises, até de elementos finitos para se projetar qualquer produto, qualquer evolução significa redução de custos e é o que gera o lucro no final.

No mais, bem interessante o artigo que o colega postou, bastantes pontos interessantes que chamam a atenção. Thumbs Up
Voltar para o topo
soaresrei Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 06 Fev 2006
Santo André- SP
Desconectado
Mensagens:785
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de soaresrei Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 20 Jul 2011 as 12:07
também discordo da relação peso x resistência, por exemplo, se eu pegar um aro de chumbo ele suportará mais peso?.. 

Cada fabricante de aro especifica o peso máximo do ciclista, isto sim tem que ser levado em consideração.

Quebra de raios NMO esta mais relacionado a montagem e qualidade dos raios do que do aro.
Voltar para o topo
trost Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 25 Nov 2005
Ivoti City - RS
Desconectado
Mensagens:1080
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de trost Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 20 Jul 2011 as 12:27
Originalmente Postado por Psylo Psylo Escreveu:

[
ClapClapClap
Ah se todo novato fosse assim.... e sem estar querendo anunciar nos classificados! hahah!
Show de bola o esclarecimento.

concordo 100%
"The earth? Oh the earth will be gone in a few seconds...I'm going to blow it up. It's obstructing my view of Venus."

        - Marvin the Martian
Voltar para o topo
vlsantos Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 29 Mar 2009
RJ
Desconectado
Mensagens:721
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de vlsantos Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 20 Jul 2011 as 12:37
Originalmente Postado por Hamud Hamud Escreveu:

 

Não acredito que tenha sido essa a causa. O raio da MTB é menor mas as tensões suportadas por ele durante as trilhas é maior.


O pneu e calibragem da MTB é muito diferente, absorve muito mais e a MTB tem suspensão. Na bicicleta de estrada o aro sofre pancada seca. 

Voltar para o topo
Hamud Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 12 Fev 2009
Curitiba - PR
Desconectado
Mensagens:7365
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Hamud Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 20 Jul 2011 as 14:42
Originalmente Postado por vlsantos vlsantos Escreveu:

Originalmente Postado por Hamud Hamud Escreveu:

 

Não acredito que tenha sido essa a causa. O raio da MTB é menor mas as tensões suportadas por ele durante as trilhas é maior.


O pneu e calibragem da MTB é muito diferente, absorve muito mais e a MTB tem suspensão. Na bicicleta de estrada o aro sofre pancada seca. 


Mas na MTB eu desço a 55km/H no meio das pedras e pulo a quase 1m de altura.

Fato é que, no meu caso, o aro da speed tem um formato que facilita sua torção. Prova disso é que o raio sempre quebra próximo ao cubo.
"Dai-me a serenidade para aceitar as coisas que não posso modificar, coragem para modificar aquelas que posso e sabedoria para distinguir umas das outras".

MTB-Caloi Elite FS
ROAD-Trek 1500 USPS
Voltar para o topo
Fernando_BRA Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 04 Out 2009
Rio de Janeiro
Desconectado
Mensagens:360
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Fernando_BRA Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 21 Jul 2011 as 14:43
Originalmente Postado por miannini miannini Escreveu:

Faltou um ponto:
Dicas para oficinas que trabalham com medidor de tensão? Desconheço uma. Na verdade, ouvi dizer que a Pedal Power usa.

E porquê as oficinas não usam medidor de tensão? Primeiro porque o tempo para balancear a tensão dos raios é maior que o tempo de se montar quatro rodas sem balancear. E como quase ninguém conhece ou sabe da necessidade, deixa pra lá!



Pois é, eu acho uma falta de visão muito bizarra a maioria das oficinas de bike no Brasil não se preocuparem de fazer uma boa gestão onde tenha ferramentas apropriadas e ao menos -1- mecânico principal que seja meticuloso, cuidadoso e atencioso, que tenha prazer em fazer um trabalho 100% competente. Várias vezes mecânicos me aconselharam a nunca fazer meu próprio aperto nas minhas rodas, ou várias outras coisas, e quando fui ver eles fazendo, ou não tinham a ferramenta apropriada, ou tinha e não usavam. Sinceramente acho muito mais negócio comprar ferramentas, aprender a usar e me instruir com informações técnicas como a sua, bastante rica em detalhes.

Brigadão véio!


Editado por Fernando_BRA - 21 Jul 2011 as 14:55
>>>> A PERNA TEM QUE QUEIMAR!!! >>>>
Voltar para o topo
trost Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 25 Nov 2005
Ivoti City - RS
Desconectado
Mensagens:1080
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de trost Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 21 Jul 2011 as 14:50
Originalmente Postado por Hamud Hamud Escreveu:

o. Prova disso é que o raio sempre quebra próximo ao cubo.

não sei não Hamud, isso depende da roda.  Já vi muito raio arrebentar perto do nipple.
"The earth? Oh the earth will be gone in a few seconds...I'm going to blow it up. It's obstructing my view of Venus."

        - Marvin the Martian
Voltar para o topo
Fernando_BRA Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 04 Out 2009
Rio de Janeiro
Desconectado
Mensagens:360
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Fernando_BRA Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 21 Jul 2011 as 15:33
Adicionando informação, segue um artigo disponível no site da Park Tools, sobre o assunto:

http://www.parktool.com/blog/repair-help/wheel-tension-measurement

Muito interessante essa ferramenta. Já tinha visto no ebay e acho que vou pegar uma... aqui no BR, no mercado livre tem um vendedor (PARTSCICLO) que tá mais pra revendedor autorizado que qualquer outra coisa.... mas ta caro pacas... no ebay, vc paga no total uns 70 Obamas, convertendo pra Reais e incluindo TI, pagamos por volta de 112 Dilmas... o cara ta pedindo 229 q com frete pode cehgar a R$ 250... sem noção


>>>> A PERNA TEM QUE QUEIMAR!!! >>>>
Voltar para o topo
Psylo Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 06 Dez 2008
Brasília - DF
Desconectado
Mensagens:2776
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Psylo Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 21 Jul 2011 as 16:56
Originalmente Postado por Fernando_BRA Fernando_BRA Escreveu:

Originalmente Postado por miannini miannini Escreveu:

Faltou um ponto:
Dicas para oficinas que trabalham com medidor de tensão? Desconheço uma. Na verdade, ouvi dizer que a Pedal Power usa.

E porquê as oficinas não usam medidor de tensão? Primeiro porque o tempo para balancear a tensão dos raios é maior que o tempo de se montar quatro rodas sem balancear. E como quase ninguém conhece ou sabe da necessidade, deixa pra lá!



Pois é, eu acho uma falta de visão muito bizarra a maioria das oficinas de bike no Brasil não se preocuparem de fazer uma boa gestão onde tenha ferramentas apropriadas e ao menos -1- mecânico principal que seja meticuloso, cuidadoso e atencioso, que tenha prazer em fazer um trabalho 100% competente. Várias vezes mecânicos me aconselharam a nunca fazer meu próprio aperto nas minhas rodas, ou várias outras coisas, e quando fui ver eles fazendo, ou não tinham a ferramenta apropriada, ou tinha e não usavam. Sinceramente acho muito mais negócio comprar ferramentas, aprender a usar e me instruir com informações técnicas como a sua, bastante rica em detalhes.

Brigadão véio!
É uma questão de estatística. Se de cada 10 rodas, uma dá m*rda por não terem usado as ferramentas corretas, prá que então ficar desgastando toda a oficina para isso, não é mesmo? Simples assim...
SRAMANÍACO
Voltar para o topo
Fernando_BRA Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 04 Out 2009
Rio de Janeiro
Desconectado
Mensagens:360
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Fernando_BRA Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 21 Jul 2011 as 17:29
Mais ou menos... eu se fosse gestor de uma loja  mediana, pensaria bem nessa estatísca e analisaria dentre esses 9 e o 1, somaria os indivíduos em 2 grupos e analisaria quem gera mais benefícios para a Empresa ao longo de 1,2, 3...10 anos.

Talvez os 9 que não dão problema, sejam proprietários de bicicletas que não rodam muito, pessoas que ao longo de um ano, não precisam comprar mais q 1 par de pneus, não compram câmara de ar, não fazem algum tipo de manutenção, exceto levar a bike pra concertar furos(por que talvez tb não comprem kits de remendo por andarem pouco), não compram lubrificante, vestuário, sportdrink, se bobear, uma sapatilha que fazem brilhar os olhos, etc. Coisas que uma pessoa que pedala mais de 3000km por ano fazem, porem comprando pela internet por não terem sido conquistadas por muitas lojas que poderiam conseguir isso se tivessem como cartão de visitas uma qualidade de atendimento e manutenção TOP. Não estou generalizando, pois tem lojas boas que fazem isso, como aquin no Rio, na Barcellos Sports e no Renato Estrela, mas de tão poucas do mesmo nível, nem todos tem acesso.
>>>> A PERNA TEM QUE QUEIMAR!!! >>>>
Voltar para o topo
MTB_Bahia Ver Drop Down
Avatar
Banido

Registrado: 22 Jul 2011
BAHIA
Desconectado
Mensagens:130
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de MTB_Bahia Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 22 Jul 2011 as 20:55
Originalmente Postado por miannini miannini Escreveu:

Faltou um ponto:

A importância do correto tensionamento dos raios

Como a cada ciclo os raios perdem e depois ganham tensão, é fundamental que todos os raios estejam com a mesma tensão (carga). Pode-se desempenar a roda tendo um raio fazendo o trabalho de outro (ou de três, quatro, etc). Basta que ele seja apertado. E a roda pode estar perfeitamente desempenada, sem pulos, mas seus raios com enormes variações de tensão.

Considere a tensão de 100kgf como recomendada pelo fabricante do aro (acredite: quase todos fabricantes recomendam a tensão de aperto dos raios!). Imagine agora o ciclo. O raio 1 está subtensionado, com 20kgf, enquanto o raio 2 está fazendo seu trabalho, com 180kgf. Ao passar pelo chão, o raio 1 varia de 20 para zero kgf, enquanto o raio 2 varia de 180 para 60kgf. Hummmm... 120kgf de variação a cada revolução da roda. Tenta adivinhar se o raio se quebrará logo:
 
(  ) sim   (  ) sim, mas cedo do que se imagina!

Agora, se ambos raios estiverem tensionados a 100kgf, a tensão de cada um variará de 100 para, digamos, 70kgf (isso porque um ainda auxiliará no trabalho do outro). Uma diferença de apenas 30% entre cada ciclo de carga/descarga.

Pior ainda, se um raio está fazendo o trabalho de outros, ele quebrará mais rápido. E quando quebrar, tirará a roda de alinhamento de maneira violenta, tornando até impossível prosseguir no pedal, pois a roda pode tocar no quadro.

Dicas para oficinas que trabalham com medidor de tensão? Desconheço uma. Na verdade, ouvi dizer que a Pedal Power usa.

E porquê as oficinas não usam medidor de tensão? Primeiro porque o tempo para balancear a tensão dos raios é maior que o tempo de se montar quatro rodas sem balancear. E como quase ninguém conhece ou sabe da necessidade, deixa pra lá!

Mais informações sobre o tópico:
http://www.amazon.com/Barnetts-Manual-Analysis-Procedures-Mechanics/dp/1931382298/ref=sr_1_1?s=books&ie=UTF8&qid=1311107050&sr=1-1




Ok, concordo inteiramente contigo, bike é ciência sim, as coisas não podem ser feitas no eu acho. Cada aro tem a sua variação de tensão e é para isso que existe o tensiometro, justamente para ajustar os raios as aros.
Voltar para o topo
Hamud Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 12 Fev 2009
Curitiba - PR
Desconectado
Mensagens:7365
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Hamud Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 22 Jul 2011 as 21:24
Originalmente Postado por trost trost Escreveu:

Originalmente Postado por Hamud Hamud Escreveu:

o. Prova disso é que o raio sempre quebra próximo ao cubo.

não sei não Hamud, isso depende da roda.  Já vi muito raio arrebentar perto do nipple.

Eu sei, eu sei. Só to falando que no meu caso, acho (nem tem como ter certeza) que o fato do aro torcer faz o raio ter atrito com a aba do cubo e arrebentar bem ali.

O estranho é que eu não sinto torção nem pneu pegando nos seatstays ou aro pegando nos freios.
"Dai-me a serenidade para aceitar as coisas que não posso modificar, coragem para modificar aquelas que posso e sabedoria para distinguir umas das outras".

MTB-Caloi Elite FS
ROAD-Trek 1500 USPS
Voltar para o topo
Voodoo Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 01 Nov 2008
Curitiba - PR
Desconectado
Mensagens:15435
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Voodoo Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 22 Jul 2011 as 21:26
Originalmente Postado por trost trost Escreveu:

Originalmente Postado por Hamud Hamud Escreveu:

o. Prova disso é que o raio sempre quebra próximo ao cubo.

não sei não Hamud, isso depende da roda.  Já vi muito raio arrebentar perto do nipple.


Eu nunca vi. TODOS os raios que quebraram comigo foram na curvinha. Não estou dizendo que não ocorra, mas comigo o padrão de quebra sempre foi o mesmo.
PauloR2

Viciado em sofrimento
Voltar para o topo
lalinden Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 26 Jan 2014
SC
Desconectado
Mensagens:6
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de lalinden Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 26 Jan 2014 as 12:30

Interessante, acho que meus raios estão totalmente desbalanceados, e quem consertou não fez esse tencionamento corretamente.

Subindo uma passarela estourou um e a roda virou um 8 literalmente.

Mandei arrumar, rodei 200km e andando no plano a 44km por hora estourou denovo e a roda virou um 8 denovo...

Aff vou ter que fazer isso eu mesmo para ficar bom ? pq os servicos especializados vou te contar...

Tem algum raio mais forte ?
Ou devo trocar minha roda ?

É uma alex rims XC 49, peso 106K e ponho muita pressão em subidas e descidas.

Essa roda aguenta o tranco ou devo trocar ?
Ou o problema esta na regulagem dos raios mesmo ?

Valeu


Voltar para o topo
lalinden Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 26 Jan 2014
SC
Desconectado
Mensagens:6
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de lalinden Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 26 Jan 2014 as 12:38
Originalmente Postado por lalinden lalinden Escreveu:


Interessante, acho que meus raios estão totalmente desbalanceados, e quem consertou não fez esse tencionamento corretamente.

Subindo uma passarela estourou um e a roda virou um 8 literalmente.

Mandei arrumar, rodei 200km e andando no plano a 44km por hora estourou denovo e a roda virou um 8 denovo...

Aff vou ter que fazer isso eu mesmo para ficar bom ? pq os servicos especializados vou te contar...

Tem algum raio mais forte ?
Ou devo trocar minha roda ?

É uma alex rims XC 49, peso 106K e ponho muita pressão em subidas e descidas.

Essa roda aguenta o tranco ou devo trocar ?
Ou o problema esta na regulagem dos raios mesmo ?

Valeu



Esqueci de mencionar que nas duas quebras, o raio quebrou perto da roda, ali onde vai a rosca.
Voltar para o topo
vlsantos Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 29 Mar 2009
RJ
Desconectado
Mensagens:721
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de vlsantos Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 26 Jan 2014 as 15:33
Originalmente Postado por lalinden lalinden Escreveu:


Aff vou ter que fazer isso eu mesmo para ficar bom ? pq os servicos especializados vou te contar...


Problema de loja é que eles precisam resolver em 15 minutos para cobrar R$ 30,00 / R$ 40,00. Ou seja vão atuar nos raios apenas para resolver o empeno.

Para ficar bem feito tem que ser uma pessoa que tenha tempo e paciência, pois o ideal seria afrouxar todos os raios e começar o processo de alinhamento do zero.

Agora se o aro realmente já virou um 8 mais de uma vez, pode ser que a estrutura dele já esteja comprometida, independente da qualidade dos raios.


Voltar para o topo
FAB1000 Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 06 Jan 2004
Rio de Janeiro
Desconectado
Mensagens:13019
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de FAB1000 Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 26 Jan 2014 as 21:15
O negócio é você mesmo afrouxar os raios e entregar pra loja assim, para que eles acertem o alinhamento, e teoricamente ajustem a tensão parecida. Porque se não for assim, a troca de apenas 1 raio, o que vai acontecer é o aumento de tensão desproporcional mesmo, facilitando as quebras. Ainda mais que não é nenhum peso pluma, e falo sem desmerecer, por favor. Wink
Voltar para o topo
lalinden Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 26 Jan 2014
SC
Desconectado
Mensagens:6
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de lalinden Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 26 Jan 2014 as 21:36
Originalmente Postado por FAB1000 FAB1000 Escreveu:

O negócio é você mesmo afrouxar os raios e entregar pra loja assim, para que eles acertem o alinhamento, e teoricamente ajustem a tensão parecida. Porque se não for assim, a troca de apenas 1 raio, o que vai acontecer é o aumento de tensão desproporcional mesmo, facilitando as quebras. Ainda mais que não é nenhum peso pluma, e falo sem desmerecer, por favor. Wink

Heheh blz Fábio, peso pesado mesmo, a bike que é uma scott XL quadro 21 já fica pequena.. banco no numero 10 do canote, kk
Foi pegar um alicate (nao tenho chave de raio) e vou soltar tudo mesmo, boa ideia, nego vai ter que fazer alguma coisa, da outra vez, so foi trocado o raio que arrebentou e centrado, levou 15 min... durou 200km...

Voltar para o topo
FAB1000 Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 06 Jan 2004
Rio de Janeiro
Desconectado
Mensagens:13019
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de FAB1000 Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 26 Jan 2014 as 21:53
Não usa alicate senão pode danificar os niples, e depois eles não vão ter como soltar a peça, tendo que cortar o raio. E aí, a perda financeira vai acabar sendo maior. Wink
Voltar para o topo
Adilson Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 31 Mai 2011
SJ.d Calçado ES
Desconectado
Mensagens:999
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Adilson Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 28 Jan 2014 as 22:20
A minha RS10 teve um raio quebrado, DENTRO do niple.
Mandei para shimano service, mecanico treinado na parktool, tensionou todos os raios corretamente, 2000km rodados e estourou um numa descidinha, iniciando o treino e dentro do niple outra vez.

Como agora estou no interior não quis levar para a shimano service que fica em Vitória, coloquei o raio e alinhei eu mesmo, mas fiz o oposto, alinhei FOLGANDO os raios, até agora 720km e tá tudo certo.

Detalhe, peso 60kg.
Voltar para o topo
lalinden Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 26 Jan 2014
SC
Desconectado
Mensagens:6
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de lalinden Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 29 Jan 2014 as 09:24
Originalmente Postado por Adilson Adilson Escreveu:

A minha RS10 teve um raio quebrado, DENTRO do niple.
Mandei para shimano service, mecanico treinado na parktool, tensionou todos os raios corretamente, 2000km rodados e estourou um numa descidinha, iniciando o treino e dentro do niple outra vez.

Como agora estou no interior não quis levar para a shimano service que fica em Vitória, coloquei o raio e alinhei eu mesmo, mas fiz o oposto, alinhei FOLGANDO os raios, até agora 720km e tá tudo certo.

Detalhe, peso 60kg.

Heheh 60k ? entao voce nao pesa nada, peso 105k, 1,94m..
É uma carga considerável na roda em qualquer situação.

Peguei ontem a roda lá nos caras, gostei do trabalho, ficou retíssima, e puseram
uns raios que são o dobro dos que estavam, disseram que o dono anterior deve ter 
dado uma "emagrecida" na bike e fez isso, os dianteiros ainda continuam os finos, é muita
diferença.

Vamos ver quantos km vai durar isso, aparentemente está perfeita a roda agora.
Qualquer inicio de entortamento vai ser fácil de notar, pois está 100% reta agora.

Já vi que esse lance das rodas é umas das coisas mais críticas, se não for bem feito,
você vai ficar na mão.

Abracos



Voltar para o topo
Adilson Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 31 Mai 2011
SJ.d Calçado ES
Desconectado
Mensagens:999
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Adilson Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 29 Jan 2014 as 09:57
Lalinden

Não sou tão magro assim, tenho 1,60 hahahhaha

A questão de rodagem ficou complexa a partir do momento em que se começou a tirar a estrutura dela, os raios.

Com rodas 32 raios só tive um raio quebrado em toda a minha vida e foi num aro de caloi 10 com parede simples.
Voltar para o topo

 Responder Responder
  Compartilhar   

Ir para Permissões do Fórum Ver Drop Down

Forum Software by Web Wiz Forums® version 11.06
Copyright ©2001-2016 Web Wiz Ltd.

 
 
 
 
 
 

X