| PEDAL | HOME | ARTIGOS | BIKES | CLASSIFICADOS | COMUNIDADE | FOTOS | VIDEOS | NOTICIAS | TRILHAS | CONTATO | + |
Fórum Início Fórum Início > Assuntos Gerais > Fórum Principal
  Tópicos recentes Tópicos recentes RSS Feed - Qual acidente mais cabeludo vc sofreu de bike?
   [REGRAS]    Ajuda Ajuda  Procurar no fórum   Registrar Registrar  Entrar Entrar

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiencia no site. Ao continuar navegando voce concorda com a nossa politica de privacidade.


Qual acidente mais cabeludo vc sofreu de bike?

 Responder Responder
Autor
Mensagem
  Tópico Procurar Tópico Procurar  Opções do Tópico Opções do Tópico
90452 Ver Drop Down


Registrado: 19 Nov 2018
-
Desconectado
Mensagens:1806
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de 90452 Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Tópico: Qual acidente mais cabeludo vc sofreu de bike?
    Enviado: 31 Dez 2019 as 06:53
Moçada, poste aqui relatos de acidentes que vcs tenha sofrido andando de bike. Não é preciso formar a culpa de ninguém, é só mesmo para vermos como estamos em termos de atenção e de segurança. Comigo (recentemente) foram dois, um que no qual não vi um buracão na rua coberto de água, qdo notei e tentei pular era tarde, a roda da frente passou mas qdo aterrissou (eu devia estar a uns 30Km/h) ela escorregou e o guidão virou de lado, me fazendo capotar de frente. Entortei a suspensão, ralei o joelho mas no dia seguinte lá estava eu de novo pedalando, hehehe...

O outro acidente relatei em outro post sem nada a ver com o assunto então reposto aqui. No domingo à noite (29/12) eu estava indo pro Engenhão pra uma pedalada e no caminho tenho que atravessar a linha férrea usando uma passarela:



São 4 lances de rampas planas (não é escada) e, na ida, tinha uns merdas roubando luminárias no primeiro lance de rampas. Fiz meu pedal e, na volta, eu estava ligando a lanterna dianteira (luz branca, de aviso para motoristas me verem pelo retrovisor) descendo a última rampa onde os caras estavam roubando as luminárias (já tinham ido embora) e não notei a porra dos fios pendurados que os caras deixaram. Como estava com uma mão no guidão e a outra ligando a lanterna, os fios bateram no meu pescoço, levei um puta choque e, no susto, meti a mão no freio. O guidão virou e eu capotei de frente, as duas mãos, joelho, ombro (pela rolagem que fiz) e cabeça no chão. Só machuquei um pouco a perna (um raladinho) e estou com uma dorzinha de leve no punho esquerdo mas, se não fosse o capacete, estaria bem mais machucado... Ouch
Voltar para o topo
RuanRAC Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 06 Mai 2014
Natal/RN
Desconectado
Mensagens:2727
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de RuanRAC Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 31 Dez 2019 as 08:41
entrei no carro que me atropelou:

estava de boa e um carro me fechou pela esquerda para entrar na direita, eu não vi e só senti a pancada pois estava em um sprint de cabeça baixa, bati com o topo do capacete no vidro do passageiro traseiro quebrando o vidro e meio que entrando no carro (bati o ombro na coluna C, por isso eu acho).

resultado:
quadro arranhado e suspensão foi para o espaço, roda não teve nada. Sim... o capacete era um giro, rachou mas não abriu todo.
cortei na barriga pequeno sem necessidade de pontos, arranhado na orelha e dor no ombro/pescoço. Levantei tão puto que dei um murro no para-brisa traseiro que cortei a mão, essa foi a única cicatriz que ficou.

O que deu?
o cara levou umas multas, o seguro me pagou uma bike nova e uns trocados... o B.o. não deu nem em cesta básica.



Editado por RuanRAC - 31 Dez 2019 as 08:43
meu Strava: https://www.strava.com/athletes/4907071
Voltar para o topo
Kamikaze_Zero Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 23 Jun 2015
SP
Desconectado
Mensagens:341
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Kamikaze_Zero Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 31 Dez 2019 as 22:22
Estava na faixa da direita num acesso que sai de uma avenida para outra.
Um carro veio a milhão, saiu da faixa da esquerda, passou pela central e me acertou na direita.
Os 2 aros (e raios) foram pro saco;
Os manetes e reservatórios de fluído de freio ralaram no chão até praticamente derreter o alumínio;
O garfo rígido chegou a entortar a espiga;
O guidão entortou;
A gancheira afrouxou;
Eu enfiei a cabeça no chão e como não usava capacete (incrivelmente isso aconteceu justo no dia que eu ia receber o salário pra comprar. Já tinha até escolhido o modelo e achado a loja) me rendeu uns 3 meses de molho até regularizar a situação porque a pancada afetou minha audição e equilíbrio (gerou um coágulo).

Obviamente o motorista disse que eu que entrei na frente dele e que era culpa minha e como eu não conseguia nem falar não pude dizer o contrário nem alegar nada mas escutei o policial dando um aperto nele mesmo assim por não acreditar na versão dele e dizer que não era plausível nem fazia sentido.

Resultado: arquei com todo o prejuízo e a vida seguiu em frente.

Editado por Kamikaze_Zero - 31 Dez 2019 as 22:22
Voltar para o topo
cdamaso Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 31 Dez 2018
SJC - SP
Desconectado
Mensagens:243
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de cdamaso Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 01 Jan 2020 as 00:13
Vale um acidente de bike em que eu não estava pedalando? LOL

No mais recente eu fui atingido por um ciclista de speed na calçada, ele foi fechado por outro ciclista e acabou subindo na calçada e me atingindo, eu tive um corte na perna esquerda e 2 dedos da mão esquerda quebrados, além de perder algumas coisas da minha sacola de compras.

A alguns anos atrás, quando andava de aro 26, fui atingido por um motoqueiro em um cruzamento, o quadro foi partido, a corrente estourou e a roda traseira ficou toda torta, eu apaguei nesse acidente e acordei horas depois no hospital, o motoqueiro faleceu pois bateu em um poste depois de me atingir, por sorte eu estava pedalando com 2 amigos que foram testemunha e um restaurante que ficava no cruzamento tinha uma câmera voltada pra rua que era possível ver que o motoqueiro furou o sinal vermelho, mas ainda assim fiquei no prejuízo.

Voltar para o topo
Pedro Cury Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 19 Jul 2008
Rio de Janeiro
Desconectado
Mensagens:4820
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Pedro Cury Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 01 Jan 2020 as 13:27
Cadastro de Bicicletas Roubadas: <a href="http://www.bicicletasroubadas.com.br" rel="nofollow">www.bicicletasroubadas.com.br</a> - Divulgue no seu blog e pros seus amigos!

Voltar para o topo
90452 Ver Drop Down


Registrado: 19 Nov 2018
-
Desconectado
Mensagens:1806
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de 90452 Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 01 Jan 2020 as 17:00
Voltar para o topo
Degan Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 05 Jun 2015
São Paulo
Desconectado
Mensagens:2009
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Degan Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 01 Jan 2020 as 22:49
Originalmente Postado por Pedro Cury Pedro Cury Escreveu:

Eu dei uma morrida...

https://www.pedal.com.br/relato-de-acidente-temos-que-tirar-seu-rim_texto12941.html


Caramba!!!
Eu nao tinha lido esse relato!!!
Voltar para o topo
Degan Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 05 Jun 2015
São Paulo
Desconectado
Mensagens:2009
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Degan Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 01 Jan 2020 as 22:59
2019 foi um ano dificil.
Perdi 2 parceiros de pedal.
Um deles em Janeiro, quando o motorista de um onibus dormiu e acertou parte do pelotao de 28 ciclistas do JP. Aconteceu na Rodovia dos Bandeirantes.

Recentemente perdi outro em um homicidio na Dutra, pouco depois se Sao Jose dos Campos, quando um motorista bebado, sem carta e com ficha criminal gigantesca, acertou meu amigo no acostamento e por pouco nao acertou outro.
O bandido fugiu, foi perseguido pela policia e preso.

Quanto a mim, levei um tombo no começo do ano quando a roda da frente entrou numa fenda sobre um ponte.
Outro no meio do ano, qdo depois que a USP proibiu o ciclismo no campus, fui tentar pedalar numa rodovia a noite. Ao passar pir trecho sem iluminaçao (alem da minha) acho q um pedaço de mafeira grudou na roda da frente e travou no garfo. Cai a cerca de 42km/h e por sorte foram só ralados e capacete quebrado, alem de uma fuga do hospital.
Voltar para o topo
raulino Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 16 Out 2013
SC
Desconectado
Mensagens:1735
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de raulino Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 01 Jan 2020 as 23:34
Meus amigos, que relatos tensos... até tenho vergonha de falar dos meus... que bom que estão bem!

Sofri 2 acidentes tensos nestes 5 anos de pedal regular... um em 24/12/2015... havia acabado de comprar uma Cannondale Trail SL2 usada de um amigo e sai pedalar sozinho na véspera de natal...

Ao retornar fui atropelado por um carro na ciclofaixa e felizmente só tive arranhões leves... já a bike teve o aro dianteiro destruído e precisou de uma revisão da suspa dianteira... fiquei 30 dias sem a bike e depois disso decidi pedalar cada vez menos nas ruas e estradoes onde circulam carros e motos



O outro acidente potencialmente grave foi há 3 meses, numa trilha próxima daqui da cidade, ao passar numa elevação de drenagem meu pé perdeu contato com o pedal plataforma e ao aterrizar perdi o controle a uns 40km/h... foi um tombasso

Só fui parar no barranco ao lado da trilha, fiquei com uma perna prensada entre o guidão e o quadro (entortou a guidão a ponto de initiliza-lo) e a outra bati no câmbio traseiro e cortou minha meia e calcanhar... o capacete (Fox Flux 2015) bateu forte e girou, queimando a têmpora esquerda...

Depois de me recuperar do tombo consegui retornar a trilha e voltar pedalando... mas a queimadura na testa e o hematoma na perna levaram 40 dias até sarar



Desde então decidi abandonar o pedal plataforma e investir em sapatilha e pedal clipless... também troquei o capacete por um novo com MIPS para absorver melhor este tipo de impacto (oblíquo)... parcelei em 10x estes ups

Fiquei feliz em não quebrar o fêmur e nem ficar desacordado... os amigos que presenciaram o pacote ficaram bem preocupados até eu levantar e mostrar que estava bem... felizmente foram só danos materiais.

Edit: abaixo foto da queimadura feita pelo capacete ao absorver a pancada, deve ter tirado como mencionei acima



desde 2016 uso joelheira e cotoveleira para pedalar, modelo Paragon da Alpinestars, não atrapalha quase nada no pedal e ajuda muito a evitar escoriações e absorver pancadas leves numa queda... uso sempre.


Editado por raulino - 02 Jan 2020 as 18:50
"Reality is what you make it"
GT Sanction | GT Force 3.0 | Caloi Aspen Way 1
ex Cannondale Trail SL2 | ex Giant ATX Limited | ex Caloi Aluminun Sport
Voltar para o topo
CarlosSekirou Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 30 Dez 2019
São Paulo
Desconectado
Mensagens:8
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de CarlosSekirou Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 02 Jan 2020 as 00:16
Teve um... Eu tava numa avenida (de mão única descendo) e fui virar numa rua (também de mão única). Do nada me chega um carro a uns 60km/h por hora (com uma placa de PARE na cara dele) correndo e buzinando na hora que virei, eu desesperado joguei a bicicleta com tudo na calçada e me ralei todo, até hoje tenho as cicatrizes. Resultado: Avarias no aro e garfo entortado, com um jogo no guidão. Teve um quase acidente quando uns 4 anos atrás quando eu tava correndo e medindo a velocidade da bike na ocasião, me distrai e não vi uma puta lombada q me fez saltar e ir pra frente da bicicleta perdendo o controle. por sorte eu não cai e consegui freiar na hora, devia estar a uns 35km/h.
Voltar para o topo
GabrielSL329 Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 09 Mar 2019
Farroupilha
Conectado
Mensagens:1133
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de GabrielSL329 Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 02 Jan 2020 as 10:07
Eu tive um no último pedal de 2019.
Já havia feito 77 km em grupo com meus amigos de Caxias do Sul - RS. Decidi que ia fechar um mínimo de 100 km e sai para a última volta. Quando fui descer um morro (que já desci ele umas 3688266 vezes) fui na empolgação e sentei a bota morro abaixo.
Em uma sequência de curvas em S, eu fiz o primeiro e no segundo vi a cagada que ia fazer, freiei o que consegui para amenizar, mas cai na valeta, a bike trancou na lateral da estrada e eu voei uns 2-3 metros, caindo quase que de cabeça no barro.
Depois do ocorrido, ainda fiz mais quase 15 km para chegar em casa.
Saldo do tombo: câmbio traseiro quebrado, banco torto, algumas escoriações e o aprendizado!
Gabriel Pires
MTB: Show Rocker 12v Orange
Speed: Caloi Strada Sora 16v (aposentada)
Voltar para o topo
EduardoRR Ver Drop Down


Registrado: 10 Ago 2018
Jundiaí
Desconectado
Mensagens:141
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de EduardoRR Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 02 Jan 2020 as 11:05
Já levei muitos tombos, e tenho muitos recentes, mas lembro de um em especial. Eu descia sempre uma avenida aqui em Jundiaí no pedal noturno urbano que fazia durante a semana. Quando eu descia esta avenida, eu entrava direto na calçada e nas vagas de estacionamento que ficavam em frente a um pequeno prédio de escritórios (2 andares) e depois já emendava na rua ao lado e ia embora.

POis bem, em um certo dia colocaram correntes para fechar estas vagas de estacionamento (sabe correntes de aço mesmo que puxavam a noite para ninguém ir lá), eu não vi e a bike enroscou e eu saí voando. nem sei o que aconteceu porque eu fui para um lado, a bike foi para outro, foi tão rápido... nessa época nem capacete usava. Só ralei mesmo.
Voltar para o topo
dwsmartins Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 16 Abr 2018
Belo Horizonte
Desconectado
Mensagens:1514
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de dwsmartins Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 02 Jan 2020 as 11:32
Originalmente Postado por Pedro Cury Pedro Cury Escreveu:

Eu dei uma morrida...

https://www.pedal.com.br/relato-de-acidente-temos-que-tirar-seu-rim_texto12941.html



Ô loco! Nem sei o que comentar!
Bora pedalar, senão estressa!
Voltar para o topo
dwsmartins Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 16 Abr 2018
Belo Horizonte
Desconectado
Mensagens:1514
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de dwsmartins Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 02 Jan 2020 as 11:47
Meu pior tombo foi em janeiro de 2012. Tava com a minha finada Dama, indo num passeio urbano, coisa leve, que eu havia combinado com minha prima, que devia ter uns 12 anos a época

Eu fui de bicicleta mesmo, na época não tinha noção de boas práticas de ciclismo urbano. Tudo estava OK e eu seguia por uma avenida que desembocava em outra num ângulo bem aberto, mais de 90°. O sinal estava aberto pra mim e não vinha mais ninguém junto comigo na via, mas havia um grupo de carros parados no sinal na outra avenida, esperando pra seguir por onde eu iria, vindo por trás de mim.

Provavelmente por conta de haver “só uma bicicleta”, um gol bolinha vermelho CLi 1.6 com calota pintada de vermelho no spray (mas que eu não vi a placa, acreditem) avançou o sinal vermelho e veio na minha direção. Desviei do mesmo e fui pra sarjeta da via, pra evitar a colisão. O FDP me apertou contra o meio fio, mas dei meu jeito de não esbarrar nele ou cair com isso. Ainda estava bem rápido. Mas logo à frente tinha um bueiro com a grade quebrada...

A roda dianteira travou na grade e eu voei por cima do guidão. A bike veio capotando atrás e bateu com toda força no meu ombro esquerdo. Eu usava um selim do tipo “sofá de gel”, que absorveu bastante a porrada. Não senti na hora, mas tinha quebrado o ombro.

O desgraçado do golzinho nem mudou a velocidade e seguiu. Dois motoqueiros pararam e me ajudaram a levantar, um deles tentou ir atrás do carro, mas ele havia sumido. Achei que o ombro havia se deslocado apenas e ainda tentei aplicar tração pra encaixar de volta. O resultado não foi tão grave como o do Pedro (ainda bem!) mas fiquei com algumas sequelas leves no ombro, mesmo fazendo fisioterapia e tal.

A cirurgia foi considerada, mas chegaram à conclusão que o efeito dela seria pior que o ocorrido. Não tenho limitação de movimento, mas meu ombro estala bastante e, dependendo da posição que eu durmo, fica meio dolorido. Mas nada que me impeça nas atividades normais. O que mais me afetou é que eu me afastei até 2017 do pedal, voltando só pra pedalar com minha filha, então com 5-6 anos. Mas de lá pra ca, tento compensar o tempo perdido.
Bora pedalar, senão estressa!
Voltar para o topo
90452 Ver Drop Down


Registrado: 19 Nov 2018
-
Desconectado
Mensagens:1806
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de 90452 Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 02 Jan 2020 as 12:06
Pô, é impressão a minha ou a moçada que faz MTB mais "invocado" não usa cotoveleira ou joelheira? O cara que anda no asfalto ou no plano como eu nem falo nada, mas muitas fotos que eu vejo aqui da moçada do MTB mesmo, no máximo é o básico (capacete e luvas) e vá lá um manguito...
Voltar para o topo
euripedesroo Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 03 Set 2015
Rondonopolis MT
Desconectado
Mensagens:258
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de euripedesroo Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 02 Jan 2020 as 18:52
Voltar para o topo
Pantoja Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 27 Fev 2013
São Paulo
Desconectado
Mensagens:473
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Pantoja Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 03 Jan 2020 as 16:22
Uma moto me atropelou na ciclovia!

Em maio deste ano estava voltando pra casa pela ciclovia da Rua Vergueiro, Entre a Paraíso e Ana Rosa. Num dos cruzamentos, uma moto resolveu fazer uma conversão proibida, entrando pela contra mão e me fechou!

Não deu tempo de freiar, gritar, pensar, nada. Acertei a moto em cheio, voei por cima dela e caí de costas no chão. Bati a nuca com tudo (sorte estar com capacete) e fiquei beeeem desnorteado. Estava a uns 20 km/h. Incrivelmente só fiz um machucadinho no dedo, mas o corpo ficou todo dolorido e minha cabeça doía bastante. 

Depois disso, só tenho flashes de memória do que aconteceu: um ciclista colocando minha bike no canteiro central, eu dando alguma bronca pesada no motoqueiro, eu falando o nome do meu filho (estava indo buscar ele na escolinha)... vi dois policiais estacionando suas motos e daí o motoqueiro ficou com medo e resolvou bancar o neymar... mas os fardados estavam mais preocupados em liberar a via.

No meio desses flashes, lembro de um policial bem do vagabundo me pondo na parede e falando: "não quebrou nada, né? Tá tudo bem, né?" Respondi que estava bem, provavelmente em tom desnorteado e ele me mandou ir embora! Sim!!! Eu, a vítima, sendo coagido a ir embora do local do acidente!

Não lembro de como cheguei em casa, como passei pelos pontos críticos do resto do caminho, nem como consegui pedalar com o guidão desalinhado. Não estava pensando direito e só fui cair a ficha horas depois. 

Foi o pior acidente de trânsito que já sofri. Eu hein...
Gabriel Hansen - http://bikedemia.blogspot.com
Voltar para o topo
Gustavo Novaes Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 30 Mar 2017
São Paulo
Desconectado
Mensagens:41
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Gustavo Novaes Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 04 Jan 2020 as 14:01
Só acidente cabuloso... Eu me lembro do mais grave que sofri, tinha uns 18 anos e tinha uma Caloi aluminum na época. Estava indo numa descida na contra mão, bem rápido quando pulei para a calçada e depois para a rua novamente quando a roda frente travou em alguma coisa e o guidão virou, me fazendo voar por cima de bicicleta. Cai rolando uns 20 metros bem no ponto cego da curva, e para ajudar ainda por cima tinha caco de vidro no chão de algum acidente que havia acontecido ali. Incrivelmente não fui atropelado, nem me cortei no caco de vidro, nem nada! A bike teve apenas o guidao e o banco desalinhados, nada que umas pancadas nao resolvessem hehehehe
Voltar para o topo
Jagwire Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 24 Nov 2014
Paraná
Desconectado
Mensagens:1163
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Jagwire Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 04 Jan 2020 as 18:26
Nesses +- 20 anos de pedal, tive umas 5 quedas. A mais considerável foi a última, em abril de 2016:
Estava numa corrida de XCM aqui próximo de Curitiba. Lá pelo km 5 da prova eu vinha liderando um pelotão e entrei num trecho onde o estradão estreitava bem e o cascalho era solto. Era uma descida em curva, do lado esquerdo um barranco e árvores, na direita umas plantações. Eu estava nuns 40km/h, descendo concentrado. No meio da curva saiu um maluco com uma barra forte saiu do meio das árvores (lado esquerdo da via) e entrou na frente, ficando paralisado. Mal deu tempo de frear e dei no meio da barra forte (avistei ele só com uns 5m de espaço, e a bike dele atravessada tapava todo o carreiro, não teve pra onde desviar..
Com o impacto, voei sobre o cara, dei um giro no ar e caí de costas no cascalho, ralando bastante por vários metros. Parei uns 10m pra frente de onde foi o impacto. Minha bike voou por cima do barranco e de onde eu estava, não via ela. Fiquei deitado onde parei, olhei pra trás e ví o maluco com um baseado de uns 15cm na boca, chapadão. Ele se levantou meio tonto e deu no pé, sumiu empurrando a bike pelo mato. Nisso começou passar o pelotão de ciclistas, me espremi no canto do carreiro pra não ser atropelado. Passaram pelo menos uns 300 corredores, até que um tiozinho que vinha devagar, sem placa de inscrição na bike (estava só de pipoca passeando) parou pra me ajudar.
Evitei levantar pra não ferrar mais a coluna, estava com uma dor nas costas enorme. Mexia os pés e braços, o que me deixou aliviado. Tirei o capacete (nem arranhou, ainda bem). As luvas foram destruídas a ponto de ralar os dedos, a sapatilha chegou a furar. O celular estava no bolso da camisa e quebrou (não conseguia ligar pra chamar resgate). Estava com as costas peladas, a camisa se destruiu. O tiozinho consegui ligar pra organização da prova pra mandarem a ambulância. Informaram que ela estava atendendo outra ocorrência e iria demorar. O tiozinho entrou no mato e buscou a bike, que estava uns 10m pra frente de mim. Destruiu aro e pneu dianteiro, ralou mesa, guidão, manetes e manopla.
Passado uns 30min chegou um responsável da organização, falou que a ambulância não conseguiria chegar ali por ser estreito. Pedi pro tiozinho ligar pra casa e avisar meus pais que tinha me acidentado mas pra não se preocuparem. Esperei mais uns 10 minutos e chegaram 2 socorristas só com a maca. Me imobilizaram e levaram até a ambulância (que estava uns 500m dali). Seguiram pro hospital, onde passei o resto do dia e a noite.
Não tive nenhuma fratura. Fizeram muitos exames, radiografias, tinham suspeita de ter lesionado o rim esquerdo (bati a região numa pedra). Levei bastante ponto, tomei umas injeções, e só me liberaram quando o exame de urina não apresentou indício de sangramento.
Foi uma cacetada que felizmente não teve muitas consequências. Me deixou o resto de 2016 longe das corridas, e sempre que passo neste local do acidente me passa um filme na cabeça. Perdi um pouco da confiança nas descidas (já descia com cautela, hoje mais ainda).
strava.com/athletes/6410495
Voltar para o topo
Pantoja Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 27 Fev 2013
São Paulo
Desconectado
Mensagens:473
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Pantoja Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 06 Jan 2020 as 12:07
Quando a gente é moleque, joga bola descalço no asfalto, chuta o chão e arranca a capa do dedo e continua jogando. Capota 3x por dia e quase não se rala.... cai de bike e é o chào que se machuca....

Depois de adulto se a porta do elevador bate no seu mindinho, a perna inteira incha e fica roxa kkkk
Gabriel Hansen - http://bikedemia.blogspot.com
Voltar para o topo
thyagovieira Ver Drop Down


Registrado: 26 Ago 2019
Brasília-DF
Desconectado
Mensagens:14
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de thyagovieira Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 06 Jan 2020 as 13:24
Estou me recuperando do último, meu brother de pedal freio repentinamente e quando freei a roda traseira levantou e fui pro chão. Tive uma pequena fratura na cabeça do rádio mas já estou quase 100%.
Voltar para o topo

 Responder Responder
  Compartilhar   

Ir para Permissões do Fórum Ver Drop Down

Forum Software by Web Wiz Forums® version 11.06
Copyright ©2001-2016 Web Wiz Ltd.

 
 
 
 
 
 

X