Imprimir página | Fechar Janela

Bike Soutton Extreme Aro 29 vale a pena?

De:: Pedal.com.br
Categoria: Assuntos Gerais
Nome do fórum: Fórum Principal
Descrição:: Debate de assuntos gerais, independentes de modalidade.
URL:: https://www.pedal.com.br/forum/forum_posts.asp?TID=94306
Data:: 12 Ago 2022 as 17:47
Versão do Software: Web Wiz Forums 11.06 - http://www.webwizforums.com


Tópico: Bike Soutton Extreme Aro 29 vale a pena?
Enviado por: itj1
Assunto: Bike Soutton Extreme Aro 29 vale a pena?
Data: 03 Jul 2018 as 10:21
Srs, boa dia

Andei pesquisando no forum e nao achei nada relacionado a bike citada.

Poderiam me ajudar, se vale a pena compra-la?

Tenho 1,72 de altura e 84KG.

Ela sera usada no dia-a-dia, de casa ao trabalho da 5KM de rua asfaltada.

ps: Gostei dela pelo design, achei muito bonita!

Se caso souberem alguma nessa faixa de preço (800,00) e que tenha disign tao bonito quanto, eu agradeço. 

Segue dados:

https://produto.mercadolivre.com.br/MLB-919772928-bicicleta-sutton-extreme-29-freio-disco-21v-shimano-yamada-_JM

Bicicleta Sutton Extreme 21v aro 29 freio a disco 21 marchas.

Componentes:

Selim (Selle Royal) 
Quadro (Sutton Extreme 29) Alumínio
Trocador (YAMADA) EF- 21v
Freio a disco (SYPO) preto com cubos c/ blocagem
Guidão (SHUNFENG) MTB Aço Bucha Expandida 25,4mm 
Aro (V-ZAN) Modelo Aero Preto Alumínio
Corrente (YABAN) Index 21v
Cabo (IMP.) para freio traseiro longo
Raio (IMP.) 290 zincado
Roda livre (SUNFENG) 7v. Index
Camara (TWA) 29
Direção (NECO) Integrada
Engrenagem (IMP) Steel 26 grande
Spacer Ahead (iMP) 10mm preto 25.4mm
Manopla (IMP.) 
Avanço (IMP.) Stroll MTB 110mm 
Canote (NECO) Tradicional 26.8 alumínio
Abraçadeira para selim (IMP.) MTB com blocagem
Centro (NECO) com rolamento 122
Pedal (IMP.) Plataforma 9/16 nylon
Garfo (Cannon) 29 Suspensão sem trava 50mm
Pneu (Vruber) semi-slick
Câmbio (SHIMANO) dianteiro TZ-31 TOP GR
Câmbio (SHIMANO) Traseiro TZ-31 Parafuso Sem Gancheira

Peso:
16kg
Marca:
Sutton
Cores:
Branco / Preto 


utras bikes que me agradaram:

Caloi Sport Comfort (esta com bom preço)
https://www.carrefour.com.br/bicicleta?destaque=9784489&crfetp_rop=sem&crfetp_ed=google_pla&crfetp_ad=ef_campaign&crfetp_cnt=ef_campaign&crfetp_trm=keyword&xml_category=ciclismo+bicicleta&xml_source=googleshopping&xml_sku=9784489
(achei muito bonita, mais achei muito pequena)

Alfamaq Stroll
https://www.pontofrio.com.br/EsporteLazer/Bicicletas/Aro26/bicicleta-alfameq-stroll-aro-29-freio-a-disco-21-marchas-preta-com-verde-quadro-19-8840522.html?utm_medium=cpc&utm_source=gp_pla&IdSku=8840522&idLojista=19557&s_kwcid=AL!427!3!274907617429!!!g!458661724275!&utm_campaign=SAZO_Black_Total_Shopping&ef_id=WwRFfQAAAKWvPhMJ:20180703131839:s
(foi a que mais me agradou nesta faixa de preço, mais segundos os comentários no fórum e uma verdadeira bomba)



Respostas:
Enviado por: itj1
Data: 04 Jul 2018 as 10:32
up


Enviado por: Carrapatense
Data: 04 Jul 2018 as 12:10
 As pecas sao bem simples e garantia com esse pessoal de bike montada do ML, acredito ser uma fria.
 Veja esse topico:  https://www.pedal.com.br/forum/guia-de-bikes-por-faixa-de-preco_topic92180.html" rel="nofollow - https://www.pedal.com.br/forum/guia-de-bikes-por-faixa-de-preco_topic92180.html
tem bikes de todos as faixas de preço.


Enviado por: itj1
Data: 04 Jul 2018 as 14:31
obrigado!!!


Enviado por: Danibelini
Data: 04 Jul 2018 as 23:43
Originalmente Postado por Carrapatense Carrapatense Escreveu:

 As pecas sao bem simples e garantia com esse pessoal de bike montada do ML, acredito ser uma fria.
 Veja esse topico:  https://www.pedal.com.br/forum/guia-de-bikes-por-faixa-de-preco_topic92180. - https://www.pedal.com.br/forum/guia-de-bikes-por-faixa-de-preco_topic92180.html
tem bikes de todos as faixas de preço.
Esse guia precisava de uma atualização.
Metade dos links está quebrada.


Enviado por: rowisen
Data: 05 Jul 2018 as 00:44
Como o pessoal do forum costuma dizer, essas bikes dessa faixa de preço/nível de peças é bike para ir comprar pão na panificadora rs

É basicamente uma bicicleta como a maioria que a gente vê nas ruas, não tem nada demais. Se tem freio a disco é dos mais vagabundos (não tem como uma bike de 800 reais vir com um freio a disco decente, não leve isso como ofensa please) que só serve pra chamar atenção extra, as peças internas que costumam ser negligenciadas pelos mais inexperientes também costumam deixar a desejar (movimento central, cubos, etc). E as peças que são de marcas mais conhecidas, como os câmbios da Shimano, são dos mais fraquinhos que vem até em bike de supermercado.

Basicamente é isso... pra bike 26" tem a Track TK-700 que vem com grupo alívio... na minha opinião é o melhor custo benefício na faixa de mil reais, mas tem o contra de o quadro ser tamanho único 18", mas acredito que nada que uma trabalhada na mesa não resolva.


Enviado por: Ismah/Cabelo
Data: 05 Jul 2018 as 03:51
Trabalhar a mesa é a parte fácil, duro é conseguir um canote de 450 mm de comprimento, e 50mm de recuo...

-------------
Sigam-me os bons
https://www.strava.com/athletes/12011746" rel="nofollow - Strava -
http://Instagram.com/ismah_cabelo" rel="nofollow - Instagram
Prost!


Enviado por: Danibelini
Data: 05 Jul 2018 as 07:48
Originalmente Postado por rowisen rowisen Escreveu:

Como o pessoal do forum costuma dizer, essas bikes dessa faixa de preço/nível de peças é bike para ir comprar pão na panificadora rs

É basicamente uma bicicleta como a maioria que a gente vê nas ruas, não tem nada demais. Se tem freio a disco é dos mais vagabundos (não tem como uma bike de 800 reais vir com um freio a disco decente, não leve isso como ofensa please) que só serve pra chamar atenção extra, as peças internas que costumam ser negligenciadas pelos mais inexperientes também costumam deixar a desejar (movimento central, cubos, etc). E as peças que são de marcas mais conhecidas, como os câmbios da Shimano, são dos mais fraquinhos que vem até em bike de supermercado.

Você acha que com 2 conto da pra pegar algo bom?
Eu uso basicamente pra ir na padaria pegar pão, mas já quero comprar uma pensando em pedaladas maiores, inclusive pegar estrada de asfalto.
Não sou chegado em trilhas.


Enviado por: rowisen
Data: 05 Jul 2018 as 08:50
Originalmente Postado por Danibelini Danibelini Escreveu:

Originalmente Postado por rowisen rowisen Escreveu:

Como o pessoal do forum costuma dizer, essas bikes dessa faixa de preço/nível de peças é bike para ir comprar pão na panificadora rs

É basicamente uma bicicleta como a maioria que a gente vê nas ruas, não tem nada demais. Se tem freio a disco é dos mais vagabundos (não tem como uma bike de 800 reais vir com um freio a disco decente, não leve isso como ofensa please) que só serve pra chamar atenção extra, as peças internas que costumam ser negligenciadas pelos mais inexperientes também costumam deixar a desejar (movimento central, cubos, etc). E as peças que são de marcas mais conhecidas, como os câmbios da Shimano, são dos mais fraquinhos que vem até em bike de supermercado.


Você acha que com 2 conto da pra pegar algo bom?
Eu uso basicamente pra ir na padaria pegar pão, mas já quero comprar uma pensando em pedaladas maiores, inclusive pegar estrada de asfalto.
Não sou chegado em trilhas.

Com 2 mil você já consegue algo bem melhor sim. A minha mesmo me custou 2.250 e tem grupo Alivio/Acera, freio a disco hidráulico da Tektro, suspensão honesta (funciona, embora seja ainda simples), etc.

Mas independente do valor que for investir, continue perguntando aqui no fórum, pois tem umas boas opções dependendo do valor mas também tem os "gato por lebre" em cada faixa de preço rs

Recomendo também que faça um bike fit virtual, se ainda não fez. Só pesquisar no google. Isso vai te ajudar com o tamanho do quadro e etc.


Enviado por: Danibelini
Data: 05 Jul 2018 as 09:10
Originalmente Postado por rowisen rowisen Escreveu:

 
Com 2 mil você já consegue algo bem melhor sim. A minha mesmo me custou 2.250 e tem grupo Alivio/Acera, freio a disco hidráulico da Tektro, suspensão honesta (funciona, embora seja ainda simples), etc.

Mas independente do valor que for investir, continue perguntando aqui no fórum, pois tem umas boas opções dependendo do valor mas também tem os "gato por lebre" em cada faixa de preço rs

Recomendo também que faça um bike fit virtual, se ainda não fez. Só pesquisar no Google. Isso vai te ajudar com o tamanho do quadro e etc.
Cara, comprar uma bike é muito mais complicado que montar um PC.
Eu achava que a minha era uma PUUUTA bike, mas na verdade era só uma bem básica com a suspensão na frente, não era freio à disco nem nada, mas mesmo assim ainda era melhor que a Gonew que minha namorada comprou, o modelo mais básico.
Essas prontas vale a pena ou compensa mais montar uma ?


Enviado por: rowisen
Data: 05 Jul 2018 as 09:20
Originalmente Postado por Danibelini Danibelini Escreveu:

Originalmente Postado por rowisen rowisen Escreveu:

 
Com 2 mil você já consegue algo bem melhor sim. A minha mesmo me custou 2.250 e tem grupo Alivio/Acera, freio a disco hidráulico da Tektro, suspensão honesta (funciona, embora seja ainda simples), etc.

Mas independente do valor que for investir, continue perguntando aqui no fórum, pois tem umas boas opções dependendo do valor mas também tem os "gato por lebre" em cada faixa de preço rs

Recomendo também que faça um bike fit virtual, se ainda não fez. Só pesquisar no Google. Isso vai te ajudar com o tamanho do quadro e etc.

Cara, comprar uma bike é muito mais complicado que montar um PC.
Eu achava que a minha era uma PUUUTA bike, mas na verdade era só uma bem básica com a suspensão na frente, não era freio à disco nem nada, mas mesmo assim ainda era melhor que a Gonew que minha namorada comprou, o modelo mais básico.
Essas prontas vale a pena ou compensa mais montar uma ?

Financeiramente falando vale mais a pena comprar pronta. Já cotei as peças da minha avulsas e chegou na casa dos 3 mil rs


Enviado por: Ismah/Cabelo
Data: 06 Jul 2018 as 03:36
Eu tenho uma South , e para deixar ela digamos "excelente", o orçamento foi para mais de 3k já, e faltam várias coisas... É fato que não compensou financeiramente, mas eu não queria parar de pedalar e economizar grana para algo melhor.
Não sei se dá para dizer que rasguei dinheiro, ela me serviu de muita coisa indiretamente, parei de fumar, beber em grande escala, coloquei alguns novos objetivos na vida, comecei a me preocupar com saúde, aprendi sobre mecânica de bikes, e dali pendi para engenharia mecânica, fiz muita correrias dentro da cidade que a pé seria impossível...

Só que não precisaria ser essa bike, e não precisaria custar 5 mil, para ter mudado tudo isso na minha vida... É evidente que um equipamento funcional, serve de grande incentivo, e aí que começam os poréns...
Basicamente qualquer bike iria servir para nós, e talvez com os mesmos efeitos para mim! A questão é: quais os objetivos? Os meus objetivos, sempre foram explorar montanhas, caminhos, e lugares novos... Aquela estradinha que passei a vida toda, e nunca descobri onde ia dar... E claro, nunca quis abandonar o desempenho, não necessariamente velocidade, mas ir mais longe, no menor tempo. É bom estar prevenido nesse caso, como é um lugar desconhecido, a próxima curva pode exigir um salto, uma freada brusca, uma mudança de direção...
Desse modo, faz todo sentido ter um equipamento confiável, e que sabidamente aguente mais que eu espero. Se fosse algo que me deixa na mão 3, em cada 5 vezes, é desanimador para qualquer um!

Bem, se a bike é pra ir na padoca, sem compromisso com desempenho - num sentido mais amplo agora: sem preocupação com tempo que levas para ir e voltar, sem subidas e descidas, apenas para dias específicos, sem problemas de barro, chuva, galhos... Honestamente, estás comprando uma bike cara demais, pois qualquer bike vai ser mais rápida que ir a pé...

Dessa bike citada, para uso urbano, há diversos detalhes que tu não precisa:
  • Suspensão. Pra começar, isso não é bem uma suspensão, e sim são dois tubos que se encaixam, com uma mola no meio. Quando a roda recebe uma pancada, ela transfere isso para a mola, que armazena energia de forma mecânica. Em seguida, dissipa essa energia em cima de ti. Não server pra nada? Bem, eu diria que ela te dá algumas frações de segundos a mais para lidar com o impacto, do que se com um garfo rígido. Os ganhos mínimos desse sistema, não justificam carregar o peso tremendo de uma suspensão dessas. Acaba sendo melhor ir um pouco mais devagar na descida, para ir bem mais rápido na subida - isso eleva a velocidade média.

  • Material. Indiscutível que é uma bike bem pesada. Isso implica em exigir mais do freio para parar, e mais do ciclista para andar - mais massa, é igual a mais inércia. Isso também exige mais dos pneus, e demais peças... E para os desavisados, sim é perfeitamente discutível o quanto a mais será exigido.
    E aqui entram todos os materiais usados, e o desenho dos tubos! Por exemplo, já se tem tecnologia para usar todas as peças em alumínio, com propriedades semelhantes as do aço, mas com menor peso.
    A industria quer lucrar, e nessas coloca qualquer coisa que venda, e que custe o mínimo possível. Tem fabrica que consegue fazer cubos por 30 reais cada, mas a qualidade - precisão de fabricação, peso, durabilidade... - são absurdas... Tem coisas que se não cuidar, tu sai da loja, e não chega em casa...

  • Freios. Como tu, milhares de pessoas usam o argumento "achei bonito", mas a grande maioria esquece que podem ser só aparências. Isso vale para os freios: tu olha, e fica naquela de "última tecnologia para bikes", mas a funcionalidade desses freios não é muito boa.
    A minha, veio com freios assim. Teimei um tempo neles, e realmente para um uso simples, eles funcionam até. Para o meu uso, não exatamente. Várias vezes, precisei de freio e ficou na dúvida se ia parar a tempo ou não. Isso diminui minha confiança.
    Outro ponto é manutenção! Quando passei para um sistema hidráulico (Shimano M315, o mais básico do tipo). Saiu 3,5 vezes mais caro que as mecânicas, mas me esqueci como é dar manutenção em tudo que são parte dos freios. Para não dizer que não fiz nada, quase um ano depois, apenas tirei as pastilhas para ver como estavam. Nas mecânicas, todo pedal tinha algum problema...
    Desse freio que vem nela, ele funciona bem demais para ir na padoca, e se pegar chuva/água, barro, poluição, eles são bem mais eficientes que os freios de aro.
    No entando, há alguns detalhes que vale falar. As pastilhas, são de um composto de diversos pós metálicos. Elas duram mais (em tese) que as orgânicas. Freiam menos e fazem mais barulho. Frear menos é bom, pois a modulação da pinça mecânica, não é muito boa, ou tu freia ou tu não freia. Também geram mais calor, e lidam melhor com alta temperatura, mas a diferença para ir na padoca não existe. Isso é relevante quando tu freia por vários quilômetros, descendo uma serra por exemplo, ou em descidas extremas, em alta velocidade.
    Até aqui é a parte boa, só que... Essas pinças usam um modelo de pastilha, semelhante a das pinças Oro, fabricadas pela italiana Formula. No Brasil, não temos opções em conta desse modelo de pastilhas, como na gringa. O que temos, são peças genéricas, fabricadas no oriente, e com uma qualidade questionável. Para te dar ideia, cheguei a pegar pastilhas que duraram menos de 500 km. Minhas orgânicas no sistema hidráulico, devem estar entre 2 e 3 mil quilômetros.
    Foi caro na hora de comprar, mas a longo prazo elas se pagaram totalmente, e várias vezes já - principalmente quando por algum motivo emergencial, eu precisei mais dos freios em capacidade máxima.

  • Transmissão. Temos um problema crônico aqui: o sistema de catraca, é uma peça única com as engrenagens, e isso tudo é enroscado no cubo. O sistema funcionou por talvez um século, só que... Desde os anos 80, já temos sistemas de freehub/roda livre, que basicamente permite jogar diversos conjuntos de engrenagens (porque gastam mais rápido, ou mesmo a troca para encarar diversas situações), e manter o mesmo sistema de catraca.
    A questão de número de velocidades é um pouco complexa aparentemente, mas é simples na base. Existe um ponto de equilíbrio entre nossa capacidade de fazer força, e nossa capacidade cardio-respiratória, onde conseguimos realizar um trabalho por mais tempo. Quanto mais rápido pedalamos, mais é exigido do cardio-respiratório, e quando mais força fizemos pedalando devagar, mais é exigido da musculatura.
    Um número maior de marchas, permite ficarmos o mais próximo desse ponto ideal. Eu rodo com só 14 velocidades (2x7). Mesmo no off-road sendo usual 20v (2x10), 22v (2x11), ou sistemas de 10v, 11v e 12v, onde há apenas uma coroa - isso evita marchas dobradas, ou seja, marchas onde a mesma relação, existe usando qualquer uma das duas coroas, combinados com diferentes pinhões. No MTB é exigido muito de extremos, ou seja, uma boa velocidade final, com uma redução que gere muita força para as subidas. Eu optei por priorizar subidas, e isso criou marchas muito espaçadas (explico abaixo melhor), que se chama de " gear gap ".
    Não sinto falta de marchas na maior parte do tempo, porque o relevo que eu pedalo, aliado ao modo como eu pedalo, é mais explosivo e bem pouco constante... Agora, para pedalar em subidas longas ou trechos planos longos, faz falta sim ter mais marchas. Tem uma subida que eu volta e meia passo, e a marcha mais leve é leve demais, quando a próxima é muito pesada. Acaba faltando um meio termo entre as duas, que seria possibilitado por ter uma ou duas marchas a mais, ou seja um gap menor - geralmente o ponto ideal, é um ganho de 15% a 20%, que pode ser entendido e número de dentes: 20 dentes + 20% = 24 dentes; 24 + 20% = 31 dentes... E assim por diante... Mas note que não tem como ter fração de dentes, então o ganho mínimo é de 1 dente.
    Tu precisa de tantas marchas? Provável que não, salvo cidades muito específicas, que tem subidas extremamente fortes, como algumas da serra gaúcha. Geralmente, para uso urbano, de ir na padoca mesmo, uma relação fixa basta. Evidentemente, uma relação fixa exige mais do ciclista. Se teu preparo físico não anda bem, ou tu prese por um conforto maior, ou ainda tu precisa otimizar o desempenho, para não chegar suado no destino, é muito melhor começar com marchas. Ainda assim, muitas marchas não são necessárias, pois no contexto de cidade, no acelera e para do trânsito, não há distância para ganhar grande velocidade, e geralmente não tem nenhuma subida tão forte, que precise de uma redução extrema.
    No geral, 2 (apenas as duas dianteiras, com um pinhão fixo) até 5 marchas bastam, mas hoje é bem difícil de achar cassetes de 6 velocidades, quem dirá de 5. Existe a opção de cubos com marchas internas, que não dão quase manutenção, mas não é um item popular no Brasil. Aí fica difícil de achar, e quando acha, os preços não são convidativos - pelo mesmo preço, se consegue algo muito melhor, usando os sistemas de descarrilhamento de corrente, tradicionais.
    A maior prova que não se precisa de marchas, é que muita gente tem marchas na bike do dia-a-dia, mas praticamente não troca de marcha. Se o fizesse, talvez reduziria o tempo de viagem de uma maneira absurda, só que quanto mais recursos, mais se exige do equipamento, e isso gera mais manutenção... Tanto que o conselho de "não ficar trocando tanto de marcha", é quase um dito popular já! Na minha opinião, se tenho uma bike com recurso de marchas, vou trocar marcha e tirar o desempenho máximo disso... Até porque, não posso trocar só uma engrenagem, preciso trocar o conjunto todo...
    Se não for usar, posso tirar quase 2 kg, que não passam de lastro que carrego comigo... Por isso que eu sou ferrenho defensor de não usar MTB's para commuting / deslocamento, treking / passeio. Vale sim pesar cada situação, pois a necessidade do ermitão que mora no topo da montanha, é diferente do rapazito que mora num apartamento do centro.

  • Partes não óbvias. Praticamente todo tipo de eixo que existe na bike, não é uma parte exposta, e é ali que essas marcas genéricas tentam tirar seu lucro. Provável que movimento central, caixa de direção e cubos, sejam o mínimo para durar até que a garantia termine... Eu encontrei uma quantidade de graxa na minha caixa de direção, que poderia tranquilamente engolir, sem ter problemas. Quando não se acha um pingo de graxa, no lugar errado... E o mesmo vale para suspensão, pinças de freio, selim, canote, câmaras de ar, pneus...
    Muitas coisas não são nada óbvias numa bike, como o caso da lubrificação, o tipo/tamanho de selim, o tipo da válvula... E realmente, são coisas que não fazem TANTA diferença, num pedal de 5 km, no plano, a uma velocidade de uma velha de 80 anos... Algumas coisas, não são nem quantificáveis sem equipamentos de medição, como a questão das calorias - que pode-se entender como "energia gasta" para esse deslocamento.

  • Tecnologia embarcada vs manutenção. Não tem jeito, quanto mais recursos, mais tecnologia está embarcada, e mais difícil vai ficando a manutenção. Por exemplo, errar em 0,6 mm uma peça de 1m é algo insignificante (0,06% de erro), mas se for uma peça de 1 cm, temos uma diferença considerável (6% de erro). Muitas peças de tecnologia de ponta, são projetadas para trabalhar bem perto do limite máximo de aperto, tensão, visando o menor peso possível - que se traduz em mais desempenho.
    Nessas, é uma tarefa fácil ajustar um câmbio, ou dar manutenção num passador de 6 velocidades, mas não tão fácil para um de 12 velocidades. Devido a peças pequenas, delicadas, e algumas coisas exigem treinamento prévio... Isso implica em custos de manutenção, tanto na parte de peças como de serviços.
    De um jeito simples, o exemplo das peças em carbono: são peças muito resistentes num sentido, e muito frágeis no outro. É inviável qualquer aperto se não for com um torquímetro, pois se errar na força, podem surgir microfissuras, que implicam em quebra futura. Um torquímetro confiável, tem um preço salgado, demanda calibração regular... Logo, isso fica embutido no preço do serviço...
Não é mais fácil montar um PC ou mesmo um workstation. Mesmo que se tratando de computadores, os objetivos são mais claros, mas principalmente tu domina mais o assunto.
Para mim, depois de 11 anos e meio, é muito óbvio ouvir uma inversão de fase no meio de uma banda toda, mas a maioria das pessoas não consegue nem isolar o som de cada instrumento da música.

Qual a melhor bike? A que tu pode pagar...!
Em analogia, se tu está na rua com fome, tu só tem 5 reais... Tu tem duas opções apenas: come um lanche que custe 5 reais ou menos, ou não come nada. Mesmo que tenham pratos deliciosos para 5,50 em diante, tu só pode pagar o de 5 reais, pois é o que tu tem...

Seria legal ter uma bike de 25 mil?
Pô, e como!

Preciso de uma bike de 25 mil?
Não. E se ganhasse uma, venderia. Pegava uma de 5 mil, faria a CNH e comprava um carro, que atenderia necessidades mais prioritárias. Além de que uma bike de 25 mil, seria um rombo BEM grande caso fosse roubada - mal que ninguém tá isento.

Posso manter uma bike de 25 mil?
Provável que não, pois cada manutenção e revisão, vai um valor muito maior do que eu posso bancar. É a mesma regra para carro/moto, ter um importado pode ser chique, luxuoso, ostentação, e blá blá blá... Mas normalmente qualquer manutenção, custa várias vezes o que a manutenção de um popular...

Se tu tem mil reais, é essa bike que tu pode bancar hoje, com os problemas conhecidos. Talvez ache alguma usada melhor... Mesmo assim, pelo descrito, qualquer bike praticamente vai te servir, e como muitas vezes, se é que não vai acabar de canto quando o pneu fura, a corrente arrebenta...
Agora, honestamente, se é algo que tu quer levar a sério, quer partir para o MTB, seja trilha ou estradão, vale pensar que se for adiado um pouco, vai trazer muitos benefícios a longo prazo... Supondo que pode adiar esse plano, tente fazer algo pra tirar uma grana extra nos próximos meses, pra investir um valor maior. Torne isso uma prioridade na sua vida...
Sabe aquela balada classe A, que não sai menos de 200 reais, mesmo que é certo que vai chover mulher, troca pelo open de 80, ou um happy hour (das terças as quintas, geralmente é quando a mulherada sai pro crime... Wink). E se quiser, ainda que soe infantil, ponha as moedas que receber de troco numa lata, depois de um tempo, tu vai abrir a lata e se surpreender...


-------------
Sigam-me os bons
https://www.strava.com/athletes/12011746" rel="nofollow - Strava -
http://Instagram.com/ismah_cabelo" rel="nofollow - Instagram
Prost!


Enviado por: Danibelini
Data: 06 Jul 2018 as 10:35
Cacetada!!
Véi do céu, você escreveu um TCC, não uma resposta.
Vou precisar ler, reler, reler de novo, até entender bem, mas desde já agradeço por uma resposta TÃO detalhada.


Enviado por: Ismah/Cabelo
Data: 06 Jul 2018 as 10:51
Acredite, meu TCC vai vencer a banca por cerco, não por eficiência. LOL

-------------
Sigam-me os bons
https://www.strava.com/athletes/12011746" rel="nofollow - Strava -
http://Instagram.com/ismah_cabelo" rel="nofollow - Instagram
Prost!


Enviado por: marcosprb123
Data: 11 Ago 2018 as 23:12
Que texto excelente, cabelo.



Imprimir página | Fechar Janela

Forum Software by Web Wiz Forums® version 11.06 - http://www.webwizforums.com
Copyright ©2001-2016 Web Wiz Ltd. - https://www.webwiz.co.uk