Imprimir página | Fechar Janela

Pinarello aderindo ao freio a disco...

De:: Pedal.com.br
Categoria: Fórum Estrada / Speed / Triathlon / Duathlon
Nome do fórum: Estrada - Speed / Track / Ciclocross
Descrição:: Fórum para discussão de Speed / Ciclismo de Estrada / Track / Ciclocross e amantes da velocidade!
URL:: https://www.pedal.com.br/forum/forum_posts.asp?TID=67344
Data:: 24 Jun 2021 as 19:33
Versão do Software: Web Wiz Forums 11.06 - http://www.webwizforums.com


Tópico: Pinarello aderindo ao freio a disco...
Enviado por: sassota
Assunto: Pinarello aderindo ao freio a disco...
Data: 23 Mai 2013 as 17:05
Dogma com freio a disco e SRAM RED22 pra 2014...

http://www.bikerumor.com/2013/05/22/pinarello-dogma-disc-brake-road-bike-coming-for-2014/" rel="nofollow - http://www.bikerumor.com/2013/05/22/pinarello-dogma-disc-brake-road-bike-coming-for-2014/



-------------
a verdade absoluta é uma só e cada um tem a sua...



Respostas:
Enviado por: italotimoteo
Data: 23 Mai 2013 as 17:09
Crise de identidade total...

-------------
HTFU!


Enviado por: West
Data: 23 Mai 2013 as 17:11
É questão de tempo para generalizar a aplicação do disco nas roads. É mais seguro, mais eficiente, e libera as rodas full-carbon para serem mais leves na região que antes era brake-track. Sem contar que é bem melhor ter a massa concentrada na região do eixo do que distante dele.
 
Hoje, ainda causa estranheza. Mas logo logo acostuma.


Enviado por: Voodoo
Data: 23 Mai 2013 as 17:12
Espero que o responsável por essa aberração infarte durante o sono.

-------------
PauloR2

Viciado em sofrimento


Enviado por: GuilhermeOR
Data: 23 Mai 2013 as 17:17
sério voodoo?
eu achei linda a bike!!


-------------
Strava - http://www.strava.com/athletes/1353937
Praticante de triathlon
Cervélo Dual 2006


Enviado por: radMG
Data: 23 Mai 2013 as 17:18
Esses Shifters são os mais feios que eu já vi!!!!

Queima tudo


Enviado por: MGWeinmann
Data: 23 Mai 2013 as 17:19
Originalmente Postado por Voodoo Voodoo Escreveu:

Espero que o responsável por essa aberração infarte durante o sono.


durante o sono nada. o cara tem que sofrer bastante


Enviado por: Gugax
Data: 23 Mai 2013 as 17:20
Linda!
Só falta uns pneus cravudos e uma suspa.


-------------
"Hen oida hoti ouden oida" –Sócrates/ Dei vestri sit purus phantasia!-et ego
"O mundo sempre será como ele é; não importa como queremos que ele seja."- Michael Shermer


Enviado por: radMG
Data: 23 Mai 2013 as 17:20
Quanto de peso um conjunto de freio a disco hidráulico acrescenta na bike? 


Enviado por: Tgondii
Data: 23 Mai 2013 as 17:22
Triste....


Enviado por: klunker
Data: 23 Mai 2013 as 17:24
Freio a disco em SPEED??? É falta do que inventar o nome disso!

-------------
Mountain biker e Opaleiro, graças a Deus!

MTB since 1998!


Enviado por: abcdanilo
Data: 23 Mai 2013 as 17:27
Os mtbs
vão poder fazer um fundão de 25 ao invés de 20 com uma bike destas!

Tá, sério,
tenho sentimentos divididos nestas coisas, é legal evoluir, mas ao mesmo tempo achei feio.
Mas a frenagem ficará melhor, mas fica meio mtb de mais.
ah sei lá.
mais dinheiro para gastar para os brows.


-------------
~
em busca do mais íngreme
-
ando de:
Pinarello Stelvio fixa - 44/15
Raleigh sp1000 Ti campy chorus 9sp
bianchi Ev2 c/ultegra 6600


Enviado por: sassota
Data: 23 Mai 2013 as 17:28
é impressão minha ou o garfo não é Onda? se nåo for, pode santificar o designer q fez pq aquilo sim eu achava esquisito bagarai, o shifter da SRAM é questão de costume, se alguem ganhar na quermesse e não quiser, pode jogar no lixo lá de casa q eu to aceitando...



-------------
a verdade absoluta é uma só e cada um tem a sua...


Enviado por: HAIRTONNETO
Data: 23 Mai 2013 as 17:29
Bota uns pneus cravudos e gogogogo pedalar!

Kkkkkkkk brincadeiras a parte, achei linda, só os shifters que achei feio.


-------------
Meus amores:

MTB: Vicini Fly Scandium - Full XT / XTR - Manitou Skareb - Everest XC - Shimano Pro Carbon - 9.8kg

ROAD: Kuota Kharma Full Carbon - Full Ultegra - Rodas Ultegra - Control Tech - 7.4kg


Enviado por: BlackSunshine
Data: 23 Mai 2013 as 17:30
Uma mountain-ispidi?

É o mesmo que falar que o cabra é meio-viado?


-------------
Se você fizer algo a prova de idiotas, o mundo se encarregará de criar um idiota melhor.


Enviado por: T-Rodman
Data: 23 Mai 2013 as 17:35
2014 SRAM Red 22 Shifters/Hydraulic Brakeset - Disc
Já tem em pré-venda alguns componentes do Sram Red 22:
http://www.competitivecyclist.com/za/CCY?sort=priority+asc%2Cscore+desc&PAGE=SEARCH_SOLR_RESULTS&OPTION=SOLR_SEARCH_PRODUCT&q=red+22&x=0&y=0


Enviado por: GuilhermeOR
Data: 23 Mai 2013 as 17:43
nossa, não tinha reparado nos shifters, um tanto quanto esquisitos mesmo eheh

-------------
Strava - http://www.strava.com/athletes/1353937
Praticante de triathlon
Cervélo Dual 2006


Enviado por: joaojuliomello
Data: 23 Mai 2013 as 18:15
cara esse manete da sram é horrendo, mais q o freio a disco... mas serinho, precisa disso? ja nao ta freiando bem nao?

-------------
Visite meu site: http://www.behance.net/joaojuliomello" rel="nofollow - http://www.behance.net/joaojuliomello fotografia


Enviado por: ricardo principe
Data: 23 Mai 2013 as 18:50
Non Credo! Ma che cosa brutta! Povera bici Trevisana!
Não gostei!
Mais "Tecnologia" para os ciclistas ga$tarem mai$!
Ferraduras são: baratas, leves e eficientes.
Agora essa "Tecnologia embarcada" do freio a disco, ai,ai,ai! $$$$!!!!

-------------
"bicicleta uma opção de transporte eficiente"


Enviado por: binhopires
Data: 23 Mai 2013 as 18:55
Podem me xingar, mas eu não gosto das Pina. Acho esse desing irregular muito esquisito.

-------------
http://www.strava.com/athletes/binhopires" rel="nofollow - Yo Strava


Enviado por: Giordano Dal Bianco
Data: 23 Mai 2013 as 19:08

Troço feio e sem necessidade...tomara q a UCI proiba essa aberraçao....

 


-------------
e mi alzo sui pedali...


Enviado por: Lincolnfd
Data: 23 Mai 2013 as 19:13
O Red 2014 é hidráulico. Existe a opção de disco e de FERRADURAS HIDRÁULICAS. Estranho...

-------------
Lincoln


Enviado por: EduGomes
Data: 23 Mai 2013 as 19:20
Duvida, Duvida, Duvida.

este freio a disco na frente não seria para diminuir o aquecimento das rodas de carbono?

Ta, a gente sabe, o negocio não esquenta tao facil, mas será que pensaram tbm nisso?




Enviado por: marciotelles
Data: 23 Mai 2013 as 19:28
Os puristas, saudosistas, romanticos que me perdoem mas se a "tecnologia" disser que essas inovações farão as bikes mais rápidas, mais leves, freiando melhor, ou qq que seja a aberração inventada....vai virar PADRÃO. ...Sendo feia, herege ou os diabo a quatro.

Padrão no pelotão protour, onde o dinheiro está cada vez falando mais alto, com os enormes investimentos dos patrocinadores das equipes que buscam retorno...., qualquer bike um milésimo de segundo mais rápida pode fazer a diferença entre a derrota e a vitória, ao sucesso, à midia.

E padrão também de consumo. Vide aí o eletronico execrado ha 5 anos atrás hj ganhando cada vez mais adeptos.

A cada geração o equipamento muda radicalmente... nao tem jeito.

Ou vocês acham que a geração de vocês é a que teve os equipamentos mais bonitos?
Pergunta pros que vieram antes o que acham disso?





-------------
Humildade para reconhecer erros é uma grande virtude...


Enviado por: URUBUBIKE
Data: 23 Mai 2013 as 19:32
O maldito infeliz "desenhou" estes manetes na FOICE, é o trocador mais horroroso de TODOS os tempos!!!  


Enviado por: jwalker
Data: 23 Mai 2013 as 19:39

Eu tenho freios a disco hidráulico na minha MTB, frente aos corriqueiros V-brake é uma diferença astronômica e não precisa nem estar no meio do lamaçal para tanto. 

Mas essa Pina tá feia e esquisita. E um freio de speed, bem reguladinho e com pastilhas em dia, dá conta do recado beleza, não precisa disso aí não.




-------------
Vá sempre de bike!


Enviado por: julianoramoz
Data: 23 Mai 2013 as 19:52

Os shifters são tão feios, que nem tinha reparado no freio a disco! haeuhaeuaehuaehuae


Enviado por: CID21
Data: 23 Mai 2013 as 20:03
No novo Sram é so o freio hidráulico ? Ou a troca de marchas tambem é?
Um legista aqui da cidade disse que as trocas tambem sao hidráulicas ..
Achei estranho!

-------------
04/02= 106kg,04/06= 93,5kg , rumo aos 80kg..




Enviado por: sumiridon
Data: 23 Mai 2013 as 20:34
Acho a dogma linda! Mas realmente, prefiro as boas e velhas ferraduras, esse "cabeção" do shifter, é MUITO feio


Enviado por: JBatistaJr
Data: 23 Mai 2013 as 20:47
Apesar de ser contra essa "imposição", ela tem lá sua razão de ser...
No alto-nível-the-best-pro, em que usam rodas top-top e o cu$to do equipamento não é problema, faz algum sentido retirar o material "girante" da brake-track das rodas de carbono pra por nos discos, que são menores e por isso tem um momento angular menor.
Mas claro, é o tipo de coisa que só seria percebido por um atleta de altíssimo nível, que se encontra num patamar onde o equipamento realmente faz diferença e que os milésimos de segundo tem algum significado.
Mas pra nós, amadores e entusiastas, será que vale a pena essa migração?


-------------
Caloi Sprint 10
http://app.strava.com/athletes/1017667" rel="nofollow - Meu Strava


Enviado por: T-Rodman
Data: 23 Mai 2013 as 21:15
Originalmente Postado por JBatistaJr JBatistaJr Escreveu:

Mas pra nós, amadores e entusiastas, será que vale a pena essa migração?

LOLLOLLOLLOL

Entre Dogma Think 2 65.1 com Campy Super Record ou Sram 22 disc? huh... duro heim. Num tenho dinheiro pra nenhum dos 2, kkkkkk.
Mas se fosse pra ganhar de presente, acho que ficaria com a atual - igual a que a Movistar usa (Pina+Campy) Big smile


Enviado por: paulohenriqueback
Data: 23 Mai 2013 as 21:24
bikes de estrada nai precisam de freio a disco! mal se usa freio nelas...


Enviado por: joaojuliomello
Data: 23 Mai 2013 as 21:57
eu uso e muito o freio da minha...

-------------
Visite meu site: http://www.behance.net/joaojuliomello" rel="nofollow - http://www.behance.net/joaojuliomello fotografia


Enviado por: Voodoo
Data: 23 Mai 2013 as 22:14
Até entendo que existem situações onde o freio a disco é interessante. Mas na minha vida de ciclista nunca encontrei uma situação onde precisaria deles.

Pra mim é investimento e feiura demais.


-------------
PauloR2

Viciado em sofrimento


Enviado por: ftmonjardim
Data: 23 Mai 2013 as 22:21
Muita gente revirando nos títulos com isso, Deus me livre...

-------------
<a href="http://app.strava.com/athletes/541589" rel="nofollow">Meu Strava</a>


Enviado por: abcdanilo
Data: 23 Mai 2013 as 22:24
odiadores odiarão mas:

lembra quando as bikes de crono ainda não possuiam aqueles manetes embutidos no guidão?

e

este manete aí hidráulico parece utilizar o mesmo conceito de "pega" que existia nestes guidões.
e vou te falar, ficar arqueado, pedalando a milhão, e segurando neste tipo de guidão é muito dahora! parece que dá mais força.


Plus.
estas bikes já foram bonitas, esta porcaria aí pode ser bonita um dia.

(para mim não, por que eu acho a dogma feia mesmo com campagnolo 80 anos)


-------------
~
em busca do mais íngreme
-
ando de:
Pinarello Stelvio fixa - 44/15
Raleigh sp1000 Ti campy chorus 9sp
bianchi Ev2 c/ultegra 6600


Enviado por: rbsancio
Data: 23 Mai 2013 as 22:53
Como dizem meus alunos: "tá queimado essa coisa ruim!"...

Obs. 1: A Sram deveria ter vergonha de lançar um shifter feio assim!
Obs. 2: o frameset tá lindo demais. A Pinarello mandou bem nessa nova road e na nova TT, inovando cada vez mais no bom sentido, não no sentido dessa papagaiada aí...


Enviado por: brunoleite
Data: 23 Mai 2013 as 23:05
Existem mais alguém no mundo, além de mim, que acha as Dogma feias (com ou sem disco)?


Enviado por: PAF
Data: 23 Mai 2013 as 23:18
Eu acho puro marketing e não há funcionalidade naquelas ondulações. Mas uma italiana com Sram e freio à disco é o fim dos tempos. Viva a Specialized então.

-------------
--
Agora eu sou um recalcado com orgulho...


Enviado por: marcoaleite
Data: 23 Mai 2013 as 23:23
Não sei para que freio a disco... Até 100 km/h dá para frear muito bem com ferraduras. Freio a disco é para quem... Ah, deixa para lá... Ermm


-------------
"But you can’t fake it on a hill. Either you can climb or you’re dropped. That’s it. Bottom line."


Enviado por: joaofso
Data: 23 Mai 2013 as 23:39
Italiana sou mais as Willier!


Enviado por: andersongarciabr
Data: 23 Mai 2013 as 23:40
Não gostei do shifter, mas do disco gostei sim. Sou pesadão e mão teria problema em usar discos. Acho que é apenas mais uma opção. Até hj gente usa cantilever e vbrake, então o disco é so uma opção extra!


Enviado por: pugpugpug
Data: 24 Mai 2013 as 00:20
eu já tive uma speed com freio a disco, e isso a mais de 5 anos atrás...
.
não é bom. É mais pesado, a regulagem não é tão perfeita, as pastilhas duram pouco, com frequência gera ruido e apitos idiotas, é pesado (relativamente), não se poderá usar 90% das rodas disponíveis no mercado...
.
.
mas se está sendo lançado agora, como é que o PUGPUGPUG já teve uma speed com freio a disco??? bem, eu fiz a minha... adaptei um kit (eu mesmo) e funcionou por milhares de km.
.





Enviado por: Clythio
Data: 24 Mai 2013 as 00:25
Gostei de um dos comentários feitos no link original.
O cara diz que as manetes são "fugly", ou seja, f**king ugly.
Feias de fuder!...

Mas deve ter engenharia nelas - quando a coisa não funcionar direito, ou uma freada em emergencia provocar um capote, você tem onde se segurar!! Unhappy


Enviado por: HAIRTONNETO
Data: 24 Mai 2013 as 08:48
Os shifters realmente são feios, mas analisando melhor agora depois de ver a foto que nosso amigo postou, eu acho que pode dar uma pegada melhor pra você andar bem abaixado.

E os freios, para passeios longos com curvas bem abertas que não necessitem de tanta desaceleração, nem vai influenciar tanto, mas para trajetos com curvas bem fechadas, ele vai ser bem interessante. Você vai poder ir no galeto e dar uma freiada bem rápida bem em cima da curva, como fazem os motociclistas. Sempre é possível ganhar tempo com freios mais eficientes.

Único problema é se a bike ganhou peso, talvez ainda não seja interessante usar a tecnologia, mas a partir do momento que eles fizerem rodas mais leves do que as rodas para ferraduras, e compensem o peso dos discos e freios hidráulicos, eu acho que vai ser bem interessante. Acho que de momento as ferraduras hidráulicas devem ser mais interessantes que os discos... por enquanto.


-------------
Meus amores:

MTB: Vicini Fly Scandium - Full XT / XTR - Manitou Skareb - Everest XC - Shimano Pro Carbon - 9.8kg

ROAD: Kuota Kharma Full Carbon - Full Ultegra - Rodas Ultegra - Control Tech - 7.4kg


Enviado por: binhopires
Data: 24 Mai 2013 as 09:03
Originalmente Postado por brunoleite brunoleite Escreveu:

Existem mais alguém no mundo, além de mim, que acha as Dogma feias (com ou sem disco)?

Tamo junto.
As ondulações são horrorosas.


-------------
http://www.strava.com/athletes/binhopires" rel="nofollow - Yo Strava


Enviado por: PAF
Data: 24 Mai 2013 as 09:08
Depois do grupo eletrônico, o freio à disco hidráulico em road bikes é a próxima coisa que o dpto de marketing vai fazer você acreditar que é indispensável para a sua pedalada.

-------------
--
Agora eu sou um recalcado com orgulho...


Enviado por: joaofso
Data: 24 Mai 2013 as 09:10
Originalmente Postado por PAF PAF Escreveu:

Depois do grupo eletrônico, o freio à disco hidráulico em road bikes é a próxima coisa que o dpto de marketing vai fazer você acreditar que é indispensável para a sua pedalada.


Meu grupo ainda é 8v =D


Enviado por: Voodoo
Data: 24 Mai 2013 as 09:22
Originalmente Postado por joaofso joaofso Escreveu:

Meu grupo ainda é 8v =D

O que? Que absurdo! E você se considera ciclista ainda? Obviamente não anda nada!

Ps.: Também uso 8v. LOL


-------------
PauloR2

Viciado em sofrimento


Enviado por: HAIRTONNETO
Data: 24 Mai 2013 as 09:25
Originalmente Postado por PAF PAF Escreveu:

Depois do grupo eletrônico, o freio à disco hidráulico em road bikes é a próxima coisa que o dpto de marketing vai fazer você acreditar que é indispensável para a sua pedalada.

Indispensável claro que não é, mas eles precisam inventar alguma coisa né rsrsrsrs... não podem ficar parados, a tecnologia tem que andar LOL


-------------
Meus amores:

MTB: Vicini Fly Scandium - Full XT / XTR - Manitou Skareb - Everest XC - Shimano Pro Carbon - 9.8kg

ROAD: Kuota Kharma Full Carbon - Full Ultegra - Rodas Ultegra - Control Tech - 7.4kg


Enviado por: LeonardoGaona
Data: 24 Mai 2013 as 09:28
Vou aproveitar essa onda do freio à disco pra comprar um par "obsoleto" de Dura Ace C35, talvez um grupo Dura Ace 9000 "obsoleto" também, e uma Domane "super obsoleta"

Será que os preços vão cair uns 80%? hahaha


-------------


Enviado por: Sergio Guerini
Data: 24 Mai 2013 as 09:40
Para a esculhambação geral, acho que dá até para prender um espelho retrovisor no lado esquerdo e uma buzina no direito, um em cada shifter... Ia ficar linda...


Enviado por: 30455
Data: 24 Mai 2013 as 10:01

Cuidado com o costume... tem coisas que é melhor não se acostumar.

Se começam a te bater todos os dias, logo logo você acostuma;
Se os políticos te roubam todo dia, logo logo você acostuma;
Se mechem com sua mulher todo dia, logo logo você acostuma;
Se a indústria te oferece o mesmo carro velho e se melhorias, logo logo você acostuma;

Enfim, se a indústria ciclística só favorece a si mesma, aufere lucros astronômicos, emprega mão de obra escrava, e ainda por cima te enfia goela abaixo só os produtos que interessam para ela, logo logo você acostuma...

tudo é questão d costume...

abraço


Originalmente Postado por West West Escreveu:

É questão de tempo para generalizar a aplicação do disco nas roads. É mais seguro, mais eficiente, e libera as rodas full-carbon para serem mais leves na região que antes era brake-track. Sem contar que é bem melhor ter a massa concentrada na região do eixo do que distante dele.
 
Hoje, ainda causa estranheza. Mas logo logo acostuma.


-------------
Pedalo bicicletas, não piloto espaçonaves.

blog:

quantasmarchas.blogspot.com


Enviado por: 30455
Data: 24 Mai 2013 as 10:04

Mas que avanço de tecnologia???!! tudo que é afirmado avanço tecnológico é apenas aplicação de princípios e desenhos que já estão aí por anos... esse freios hidráulicos já equipam as MTbikes há milênios... Não vejo "avanço" nenhum aí.

abraço

Originalmente Postado por HAIRTONNETO HAIRTONNETO Escreveu:

Originalmente Postado por PAF PAF Escreveu:

Depois do grupo eletrônico, o freio à disco hidráulico em road bikes é a próxima coisa que o dpto de marketing vai fazer você acreditar que é indispensável para a sua pedalada.

Indispensável claro que não é, mas eles precisam inventar alguma coisa né rsrsrsrs... não podem ficar parados, a tecnologia tem que andar LOL


-------------
Pedalo bicicletas, não piloto espaçonaves.

blog:

quantasmarchas.blogspot.com


Enviado por: enkidubr8
Data: 24 Mai 2013 as 11:54
CHE BRUTTO!!!

-------------
Pé em Deus e fé na tábua! - Millôr
Campagnolo addicted
Conhecimento é saber que tomate é uma fruta.
Sabedoria é não colocar tomates na sua salada de frutas.


Enviado por: bruno_h2
Data: 24 Mai 2013 as 12:03
Originalmente Postado por joaofso joaofso Escreveu:

Italiana sou mais as Willier!

E eu sou muito mais as Colnago... E nem precisa ser a c59 não, uma m10 ou uma cx-1 já está ótimo... Eu não curto muito as curvas dos quadros da wilier, o único modelo deles que gosto é o novo cento 1 sr mas como ocorre com as colnagos é apenas um sonho distante...

Originalmente Postado por binhopires binhopires Escreveu:

Originalmente Postado por brunoleite brunoleite Escreveu:

Existem mais alguém no mundo, além de mim, que acha as Dogma feias (com ou sem disco)?

Tamo junto.
As ondulações são horrorosas.

x3... o formato curvo desse quadro eu acho feio bagarai...



-------------
"I'm no pro material..."


Enviado por: jwalker
Data: 24 Mai 2013 as 17:02
Originalmente Postado por joaofso joaofso Escreveu:

Originalmente Postado por PAF PAF Escreveu:

Depois do grupo eletrônico, o freio à disco hidráulico em road bikes é a próxima coisa que o dpto de marketing vai fazer você acreditar que é indispensável para a sua pedalada.


Meu grupo ainda é 8v =D


Essa é a chamada "obsolecência programada", inventada pelo criador da General Motors, Will Durant, ali pela década de 1920. Deu tão certo que conseguiu despachar a Ford da liderança do mercado.

Uma das minhas bikes, uma Bianchi 1998, veio com 9v. Quis alterar a relação e colocar um cassete mais "aberto". E quem diz que tu encontra esse infeliz? Tinha UMA opção na CRC. Ou seja, 8V e 9V é "ultrapassado", etc. Querem nos fazer usar 10V de qualquer jeito, nem que seja não fabricando cassetes de reposição.


-------------
Vá sempre de bike!


Enviado por: SamucaM
Data: 24 Mai 2013 as 17:32
Essa Dogma aí, eu passo... não a queria não... freio a disco, na minha opinião, não tem nada a ver com Road. Quanto ao 'design' dos shifters, nem precisa dizer nada, a proeza da obra fala por sí...


Enviado por: joaojuliomello
Data: 24 Mai 2013 as 17:38
bem minha opinião maior é que quanto mais tecnologia de ponta, mais eletrônica embarcada, mais top top, maior é o risco de dar problema e não ter como resolver.

Freio a disco é muito mais gasto q uma ferradura, muito mais coisa pra se preocupar.

Grupo eletrônico, aham, senta lá claudia... imagina vc subindo uma serra a kms de casa e a bateria acaba ou da pau? como fica?

Vai sentar e esperar a slumaerica vir te rebocar? Vai passar um radio pro carro de apoio? a é não tem carro de apoio...

-------------
Visite meu site: http://www.behance.net/joaojuliomello" rel="nofollow - http://www.behance.net/joaojuliomello fotografia


Enviado por: BORA
Data: 24 Mai 2013 as 17:50
As marcas que aderiram até agora são as que não se preocupam muito com a questão do peso - Colnago e Pinarello.

O sistema pode ser mais pesado, mas, naturalmente e obviamente vão 'criando' novas tecnologias para reduzir o peso  (como acontece com grupos e quadros) e assim vão alimentando o mercado por mais um bocado de tempo, até saturar e resolverem lançar outra coisa bombástica pra substituir essa. E assim seguimos...

Essa idéia vai gerar muito dinheiro, pois vão relançar tudo e ficar reinventando com menor peso para ter um conjunto mais leve. Não vai se resumir apenas no sistema de freio (discos, pastilhas, parafusos), vão sempre ta lançando um frameset com garfo mais rígido e leve, depois lança umas do ano com garfo e traseira mais rígida e leve, roda mais rígida e leve, grupo com manetes mais leves....




Enviado por: omegared1
Data: 24 Mai 2013 as 17:54
To vendo todo mundo metendo o cassete na nova tecnologia, mas ja pararam pra pensar onde estariamos se tivessemos ainda pensando, "quem vai comprar um computador que tenha mais de 640 Kb de memoria ram??". É claro que o double-tap ta horrivel, mas se ninguem se mexe, todo mundo fica acomodado, com as coisas que tem. E a maioria das pessoas que estão falando tão mal, não tem dinheiro pra comprar um equipamento desse (me incluo nisso). Tem mais é que apoiar coisas novas, mas claro que com preço baixos, porque se for meramente preço, ai serei obrigado a concordar com a maioria. É feio pra c****


Enviado por: Cebo
Data: 24 Mai 2013 as 18:01
Uma das grandes tradições do ciclismo de estrada é rejeitar tudo o que é novo, seja bom ou não. Até os câmbios já foram duramente criticados. Eram considerados "coisa de frouxo". 

-------------
Seu guidão shalow pode salvar minhas costas!
http://www.pedal.com.br/forum/troco-guidao-fsa-carbon-monocoque-por-algum-shalow_topic59584.html


Enviado por: HAIRTONNETO
Data: 24 Mai 2013 as 18:05
Originalmente Postado por Cebo Cebo Escreveu:

Uma das grandes tradições do ciclismo de estrada é rejeitar tudo o que é novo, seja bom ou não. Até os câmbios já foram duramente criticados. Eram considerados "coisa de frouxo". 

Fato!


-------------
Meus amores:

MTB: Vicini Fly Scandium - Full XT / XTR - Manitou Skareb - Everest XC - Shimano Pro Carbon - 9.8kg

ROAD: Kuota Kharma Full Carbon - Full Ultegra - Rodas Ultegra - Control Tech - 7.4kg


Enviado por: marcoaleite
Data: 24 Mai 2013 as 18:15
Penso que nem é questão de ser bom ou ruim e sim se é necessário ou não.
Se justificar segurança, então penso ser bem mais perigoso descer uma serra em pelotão. Façam então somente provas de TT.

-------------
"But you can’t fake it on a hill. Either you can climb or you’re dropped. That’s it. Bottom line."


Enviado por: lgalicki
Data: 24 Mai 2013 as 18:21
Originalmente Postado por joaojuliomello joaojuliomello Escreveu:


Grupo eletrônico, aham, senta lá claudia... imagina vc subindo uma serra a kms de casa e a bateria acaba ou da pau? como fica?

Vai sentar e esperar a slumaerica vir te rebocar? Vai passar um radio pro carro de apoio? a é não tem carro de apoio...

Uai... E o cabo de um câmbio mecânico não pode arrebentar? Confused


-------------
O homem é o único ser que mede a passagem do tempo, o que faz com que ele, solitariamente, sofra de um medo que nem um outro sofre: o medo de tempo esgotar-se.


Enviado por: lgalicki
Data: 24 Mai 2013 as 18:22
Originalmente Postado por Cebo Cebo Escreveu:

Uma das grandes tradições do ciclismo de estrada é rejeitar tudo o que é novo, seja bom ou não. Até os câmbios já foram duramente criticados. Eram considerados "coisa de frouxo". 

This is so f**kin' true, man! So f**kin' true!


-------------
O homem é o único ser que mede a passagem do tempo, o que faz com que ele, solitariamente, sofra de um medo que nem um outro sofre: o medo de tempo esgotar-se.


Enviado por: andersongarciabr
Data: 24 Mai 2013 as 19:34
Já me posicionei a favor dos discos, mas vou levantar uma provocação: adianta melhorar a potência de frenagem sem aumentar a área de contato do pneu??? Tenho cento e todos os kg e ainda gero travamentos com minha ferradura 5700 black...


Enviado por: Zenbr
Data: 24 Mai 2013 as 20:19
Originalmente Postado por PAF PAF Escreveu:

Depois do grupo eletrônico, o freio à disco hidráulico em road bikes é a próxima coisa que o dpto de marketing vai fazer você acreditar que é indispensável para a sua pedalada.


Finalmente achei outro que acha absolutamente useless grupo eletrônico.

Não sou purista, apenas não vi real vantagem no grupo eletrônico, pois os atuais não oferecem absolutamente nada que justifique o uso. A unica diferença é q vc vai apertar botão.



Enviado por: marcelogoes
Data: 24 Mai 2013 as 20:39
Somos 3 então, Zenbr.

-------------
Pinarello Dogma2 2012


Enviado por: marcoaleite
Data: 24 Mai 2013 as 20:54
Originalmente Postado por marcelogoes marcelogoes Escreveu:

Somos 3 então, Zenbr.

Então some mais um, somos 4.

André, sobre você travar a roda, é questão de saber modular os freios dianteiro e traseiro. Para parar legal usa-se em torno de 60% dianteiro e 40% o traseiro.


-------------
"But you can’t fake it on a hill. Either you can climb or you’re dropped. That’s it. Bottom line."


Enviado por: T-Rodman
Data: 24 Mai 2013 as 21:04
Zen has fallen in love with Campagnolo, lol.
(acabou de montar um Chorus)



Enviado por: brunoleite
Data: 24 Mai 2013 as 21:12
O primeiro grupo eletrônico não foi o EPS da Campagnolo?
 
Também acho bobeira a ideia do eletrônico, mas por outro lado, nunca usei um pra saber a diferença.


Enviado por: JBatistaJr
Data: 24 Mai 2013 as 21:14
Pra mim, um grupo eletrônico que só emule o funcionamento dos trocadores mecânicos, acaba sendo relativamente inútil porque não introduz mudanças na dinâmica de funcionamento do sistema.

Agora, se essa eletrônica embarcada armazenasse todas as relações possíveis e fosse trocando a catraca e a coroa automaticamente pra manter uma cadência ou uma velocidade predeterminadas (tipo um cruise control dos carros), já seria uma feature interessante. Daí na hora do ataque, o sistema perceberia a mudança brusca na "força" exercida no pedal e voltaria à troca manual.

É uma viagem, sei, mas não seria útil e fácil de implementar?



-------------
Caloi Sprint 10
http://app.strava.com/athletes/1017667" rel="nofollow - Meu Strava


Enviado por: IDatti
Data: 24 Mai 2013 as 21:26
Originalmente Postado por JBatistaJr JBatistaJr Escreveu:

Pra mim, um grupo eletrônico que só emule o funcionamento dos trocadores mecânicos, acaba sendo relativamente inútil porque não introduz mudanças na dinâmica de funcionamento do sistema.

Agora, se essa eletrônica embarcada armazenasse todas as relações possíveis e fosse trocando a catraca e a coroa automaticamente pra manter uma cadência ou uma velocidade predeterminadas (tipo um cruise control dos carros), já seria uma feature interessante. Daí na hora do ataque, o sistema perceberia a mudança brusca na "força" exercida no pedal e voltaria à troca manual.

É uma viagem, sei, mas não seria útil e fácil de implementar?

várias vezes eu já pensei que isso talvez fosse interessante, você regula a cadência desejada e o computador mantém ela pra você. E não acho que seja algo muito difícil de se adicionar aos câmbios eletrônicos.


Enviado por: sassota
Data: 24 Mai 2013 as 21:30
testei um ultegra DI2 na bike expo do ano passado, uma diferença q notei é a possibilidade de trocar a marcha enquanto está fazendo força, alem de todas as coisa q a propaganda fala, tipo troca macia, clique de um botão, possibilidade de dois lugares pra trocar marcha (bike TT especificamente) entre outras melhorias, achei bem bacana, não q isso seja extremamente fundamental na troca de marchas, mas existe avanço sim, não é só perfumaria... não me vejo usando a curto prazo, mas se começarem a empurrar e não tiver jeito, uso de bom grado.

-------------
a verdade absoluta é uma só e cada um tem a sua...


Enviado por: Falcozin
Data: 24 Mai 2013 as 21:34
Originalmente Postado por JBatistaJr JBatistaJr Escreveu:

Pra mim, um grupo eletrônico que só emule o funcionamento dos trocadores mecânicos, acaba sendo relativamente inútil porque não introduz mudanças na dinâmica de funcionamento do sistema.

Agora, se essa eletrônica embarcada armazenasse todas as relações possíveis e fosse trocando a catraca e a coroa automaticamente pra manter uma cadência ou uma velocidade predeterminadas (tipo um cruise control dos carros), já seria uma feature interessante. Daí na hora do ataque, o sistema perceberia a mudança brusca na "força" exercida no pedal e voltaria à troca manual.

É uma viagem, sei, mas não seria útil e fácil de implementar?

 
Não verdade isso já esta sendo desenvolvido.
O projeto se chama Connected Bike



Enviado por: Marcel_P
Data: 24 Mai 2013 as 23:07
Para bikes de TT/Triathlon faz mais sentido o uso dos câmbios eletrônicos. Poder trocar as marchas na extremidade do clip/aerobar ou nos manetes é um bom avanço, facilita durante as provas.

Mas para bikes road, ainda acho um pouco de "capricho" excessivo. Não que critique seu uso mas, para mim, ainda é (e imagino que será por um bom tempo) algo que não vejo como um grande avanço ou melhora na bike, principalmente para amadores.


Enviado por: PAF
Data: 24 Mai 2013 as 23:16
O Igalicki foi banido???????

-------------
--
Agora eu sou um recalcado com orgulho...


Enviado por: joaojuliomello
Data: 24 Mai 2013 as 23:18
nao apareceu nos comunicados oficiais.

-------------
Visite meu site: http://www.behance.net/joaojuliomello" rel="nofollow - http://www.behance.net/joaojuliomello fotografia


Enviado por: samuelgouvea
Data: 24 Mai 2013 as 23:25
o ruim é as empresas simplesmente empurrarem isso, sem dar opção ao ciclista de aprovar ou não o sistema...
mesmo nas MTBs os v-brakes têm potência de sobra, mas pecam no barro - coisa que as speeds não precisam se preocupar...


Originalmente Postado por Voodoo Voodoo Escreveu:

Originalmente Postado por joaofso joaofso Escreveu:

Meu grupo ainda é 8v =D

O que? Que absurdo! E você se considera ciclista ainda? Obviamente não anda nada!

Ps.: Também uso 8v. LOL


e quem usa 7v e frame shifters? Cry


Enviado por: samuelgouvea
Data: 24 Mai 2013 as 23:38
Originalmente Postado por PAF PAF Escreveu:

O Igalicki foi banido???????


parece que ele escreveu "banido" na localização...LOL


Enviado por: Clythio
Data: 25 Mai 2013 as 00:06
Programação eletronica de troca de marcha de acordo com rotação tem utilidade ZERO em situações reais de competição, porque o cambio não tem como antecipar se adiante tem uma descida, uma subida, uma curva, se estamos cansados e por isso procurando cadencias mais baixas, ou acelerando num sprint e querendo girar acima das 110rpm.
A não ser que fosse um sistema "inteligente", capaz de receber sinal de potencia e hr de um powermeter e interpretar que o ciclista está fazendo um ataque ou sprint, ou aplicando baixa potencia porque está de roda, e com isso pode usar marcha mais pesada e cadencia mais baixa.

Agora, para objetivos de treinamento, poder setar uma faixa de cadencia e provocar cambio automático.. daí eu já começo a gostar.
Se uma coisa dessas tivesse um liga-desliga, tipo liga durante a fase de "cruzeiro" e capaz de ser desligado próximo da chegada ou subida, já interessava.
Ou se tivesse "modos" - modo plano solo ou puxando, modo plano em pelotão, modo subida, etc.
Daí podia até mesmo melhorar o desempenho de muitos que usam o cambio de forma errada.


Enviado por: JBatistaJr
Data: 25 Mai 2013 as 00:39
Originalmente Postado por Clythio Clythio Escreveu:

Programação eletronica de troca de marcha de acordo com rotação tem utilidade ZERO em situações reais de competição, porque o cambio não tem como antecipar se adiante tem uma descida, uma subida, uma curva, se estamos cansados e por isso procurando cadencias mais baixas, ou acelerando num sprint e querendo girar acima das 110rpm.
A não ser que fosse um sistema "inteligente", capaz de receber sinal de potencia e hr de um powermeter e interpretar que o ciclista está fazendo um ataque ou sprint, ou aplicando baixa potencia porque está de roda, e com isso pode usar marcha mais pesada e cadencia mais baixa.

Agora, para objetivos de treinamento, poder setar uma faixa de cadencia e provocar cambio automático.. daí eu já começo a gostar.
Se uma coisa dessas tivesse um liga-desliga, tipo liga durante a fase de "cruzeiro" e capaz de ser desligado próximo da chegada ou subida, já interessava.
Ou se tivesse "modos" - modo plano solo ou puxando, modo plano em pelotão, modo subida, etc.
Daí podia até mesmo melhorar o desempenho de muitos que usam o cambio de forma errada.

ISSO que eu tava pensando! 
Nada melhor do que encontrar alguém que explica o que imaginei com palavras melhores... LOLLOL


-------------
Caloi Sprint 10
http://app.strava.com/athletes/1017667" rel="nofollow - Meu Strava


Enviado por: PAF
Data: 25 Mai 2013 as 20:53
Se http://www.cyclingnews.com/news/mechanical-problems-cost-evans-dear-at-the-giro-ditalia" rel="nofollow - Cadel Evans estivesse usando um Dura-Ace 9000 mecânico, não teria tido problemas e poderia ter ficado em segundo hoje! esse mercado é f...

-------------
--
Agora eu sou um recalcado com orgulho...


Enviado por: Tux
Data: 25 Mai 2013 as 21:42
Mas um grupo eletrônico que tivesse apenas 1 comando de troca para os 2 câmbios, dianteiro e traseiro, e sempre fizesse a troca correta sem buracos entre elas, seria algo interessante? não ter que fazer contas para trocar de marchas, apenas pensar "um pouco mais leve", ou "um pouco mais pesado". E poderiam ter modos, segurar apertado troca mais rápido e com mais diferença, apenas 1 toque, entra a marcha mais leve ou mais pesada, mais próxima da que você está usando.

Não sei como funciona, as vezes até já é assim, mas foi o que eu pensei agora que poderia ser bom, e também não sei se consegui me expressar corretamente =x


Enviado por: brunoleite
Data: 25 Mai 2013 as 22:47
Originalmente Postado por Tux Tux Escreveu:

Mas um grupo eletrônico que tivesse apenas 1 comando de troca para os 2 câmbios, dianteiro e traseiro, e sempre fizesse a troca correta sem buracos entre elas, seria algo interessante? não ter que fazer contas para trocar de marchas, apenas pensar "um pouco mais leve", ou "um pouco mais pesado". E poderiam ter modos, segurar apertado troca mais rápido e com mais diferença, apenas 1 toque, entra a marcha mais leve ou mais pesada, mais próxima da que você está usando.

Não sei como funciona, as vezes até já é assim, mas foi o que eu pensei agora que poderia ser bom, e também não sei se consegui me expressar corretamente =x
 
Só se fosse um cubo NuVinci aliviado no peso, aí morre a história do incremento de marcha ser sempre de 1 dente na engrenagem...
 


Enviado por: Xis-biker
Data: 25 Mai 2013 as 23:38
Mensagem subliminar! Implantaram as torres gêmeas nos sti Sram!
Na boa, feio demais. Daqui a pouco, a Sram vai transformar seus sti em guidão seca-suvaco. LOL

http://blogduasrodas.motonline.com.br/wp-content/uploads/2009/09/seca-suvaco-extreme.jpg" rel="nofollow - ISENÇÃO DE IMPOSTOS PARA BICICLETAS. VOTE AQUI!


Enviado por: ogum777
Data: 26 Mai 2013 as 17:10
eu vejo grandes problemas na adaptação de freios a disco em speeds. usarei um dia, mas primeiro quero ver a indústria resolver outro problema, que não de freiso e manetes, mas quadros e garfos, que mostro em fotos:











vejam, nem todos esses problemas são em bikes de fibra de carbono.

o que acontece é que desenvolvemos as geometrias dos quadros durante 100 anos de forma a receber as forças de frenagem nos pontos mais próximos das extremidades das rodas, e não próximos dos eixos delas.

eu, hoje, só confio em quadros de aço com freios a disco. e mesmo assim nem todos. e isso pq o aço tem maiores propriedades de resistência à fadiga, e não pq os fabricantes já tenham acertado nos projetos.

até esse tipo de "acidente" desaparecer de vista, vou continuar apostando mais nos freios de aro.

p.s. vejam que não estou me manifestando sobre os freios em si. mas sobre quadros e garfos.


-------------
asbicicletas.wordpress.com



ecourbana.wordpress.com


Enviado por: HAIRTONNETO
Data: 26 Mai 2013 as 17:55
Para quem tiver interesse, na revista Bike de Maio tem uma matéria sobre os grupos sram red e force 22 (com discos hidráulicos ou ferraduras hidráulicas). Tem bem detalhado todas as tecnologias novas do grupo, pesos, etc. Nome 22 por ser 22v, segundo eles são 22 marchas todas 100% utilizáveis.

-------------
Meus amores:

MTB: Vicini Fly Scandium - Full XT / XTR - Manitou Skareb - Everest XC - Shimano Pro Carbon - 9.8kg

ROAD: Kuota Kharma Full Carbon - Full Ultegra - Rodas Ultegra - Control Tech - 7.4kg


Enviado por: omegared1
Data: 26 Mai 2013 as 18:52

Vou colocar uma citação de um site a respeito desse assunto, e garanto que a maioria que critica o uso, vai mudar de idéia. Quanto a feiura......

"

Recado para os anti-inovação

Pessoal, seguinte… Toda vez que eu publico algo sobre os freios a disco para estrada, vem um monte de gente falando que “não”…. isso é um absurdo, que esses freios são inúteis, que bikes de estrada não precisam de freios hidráulicos e etc.

Se analisarmos a necessidade dos freios a disco para bikes de estrada com a ótica de ciclistas amadores, eu concordo que não são tão necessários assim…

Mas quando ciclistas profissionais estão descendo montanhas de 30km no Giro d’Itália, a 100km/h com curvas extremamente fechadas, na chuva, com sujeira na estrada, não existe a menor dúvida de que os freios a disco são necessários. Eles funcionam 35% melhor do que os freios no aro.

Lembre-se de quem a SRAM, a Shimano e a Campagnolo não estão pensando na necessidade dos ciclistas de final de semana para desenvolver seus produtos e sim nos profissionais!

Além de parar 35% mais rápido, eles não super aquecem os pneus, o que pode levar a descolamento de tubular e até estouro de pneus. Se a roda empenar não vai ficar pegando nos freios, não falha na chuva… enfim… São muito melhores…

Então, se em praticamente todos os esportes de velocidade os freios a disco são utilizados (Corridas de carro, de moto, Mountain Bikes e até aviões…) Porque não podem ser utilizados nas bikes de speed????

Fica a dica para vocês pensarem sobre antes de começarem a criticar a evolução das coisa.

"


Enviado por: ogum777
Data: 26 Mai 2013 as 19:49
Originalmente Postado por omegared1 omegared1 Escreveu:

Vou colocar uma citação de um site a respeito desse assunto, e garanto que a maioria que critica o uso, vai mudar de idéia. Quanto a feiura......

"

Recado para os anti-inovação

Pessoal, seguinte… Toda vez que eu publico algo sobre os freios a disco para estrada, vem um monte de gente falando que “não”…. isso é um absurdo, que esses freios são inúteis, que bikes de estrada não precisam de freios hidráulicos e etc.

Se analisarmos a necessidade dos freios a disco para bikes de estrada com a ótica de ciclistas amadores, eu concordo que não são tão necessários assim…

Mas quando ciclistas profissionais estão descendo montanhas de 30km no Giro d’Itália, a 100km/h com curvas extremamente fechadas, na chuva, com sujeira na estrada, não existe a menor dúvida de que os freios a disco são necessários. Eles funcionam 35% melhor do que os freios no aro.

Lembre-se de quem a SRAM, a Shimano e a Campagnolo não estão pensando na necessidade dos ciclistas de final de semana para desenvolver seus produtos e sim nos profissionais!

Além de parar 35% mais rápido, eles não super aquecem os pneus, o que pode levar a descolamento de tubular e até estouro de pneus. Se a roda empenar não vai ficar pegando nos freios, não falha na chuva… enfim… São muito melhores…

Então, se em praticamente todos os esportes de velocidade os freios a disco são utilizados (Corridas de carro, de moto, Mountain Bikes e até aviões…) Porque não podem ser utilizados nas bikes de speed????

Fica a dica para vocês pensarem sobre antes de começarem a criticar a evolução das coisa.

"

quanto aos freios, concordo. mas não há garfos ainda preparados pra isso. nem quadros. só adaptações de projetos já existentes.


-------------
asbicicletas.wordpress.com



ecourbana.wordpress.com


Enviado por: T.C.
Data: 26 Mai 2013 as 19:58
Quanto aos freios em piso molhado, acredito que os freios hoje já funcionam muito bem, o problema das quedas é justamente por eles funcionarem bem demais e travar o pneu. No caso aquele sistema de freio ABS (se funcionar de verdade) acredito ser muito mais promissor no quesito de segurança que o o freio a disco.

-------------
O texto acima contém uma verdade absoluta.


Enviado por: Alemao Cl
Data: 26 Mai 2013 as 20:03
Eu acho que a maior vantagem do hidráulico, seja disco ou ferradura, é a modulação. Os cabos de aço sempre esticam quando você tensiona, e depois de um tempo voltam a posição original. Experimente puxar o freio forte com a bike parada, solte e puxe em seguida. É possível perceber que você precisa puxar mais o manete para freiar, pois o cabo de aço estirou e ainda não voltou. Assim a modulação sempre sai prejudicada. Acho que um hidráulico nas ferraduras seria legal, talvez não tão pesado e nem tão caro. O disco ainda não me convenceu.


-------------
Eu vim pra confundir e não pra explicar...


Enviado por: Alemao Cl
Data: 26 Mai 2013 as 20:03
Originalmente Postado por T.C. T.C. Escreveu:

Quanto aos freios em piso molhado, acredito que os freios hoje já funcionam muito bem, o problema das quedas é justamente por eles funcionarem bem demais e travar o pneu. No caso aquele sistema de freio ABS (se funcionar de verdade) acredito ser muito mais promissor no quesito de segurança que o o freio a disco.


Acho que um ABS seria o sonho de qualquer ciclista LOL


-------------
Eu vim pra confundir e não pra explicar...


Enviado por: brunoleite
Data: 26 Mai 2013 as 20:10
Minhas dúvidas sobre freio a disco, para que os defensores da "inovação" me respondam:
 
E o superaquecimento do sistema de disco? Pastilhas "glazed", fluido superaquecido, como o que rolou com o cara do cyclingnews? Pelo que li, o único freio que aguenta é com disco de carbono, que até agora só é feito por uma pequena empresa e nenhuma dessas bicicletas novas usa.
 
Qual o milagre pra trocar uma roda numa prova e não ficar pegando o disco nas pastilhas? Já li a respeito de algumas novas pinças que tem um mecanismo de centragem mais facilitado, mas pelo que entendi, não é só colocar a roda e sair andando.
 
Peso adicional do sistema de freio completo + os reforços no quadro, justificam?
 
Enfim, até acho válido que lancem pro povo usar e dar os vereditos, conforme se usa vão se fazendo os ajustes. Só acho que não tem nada de revolucionário nem vai ter ganho expressivo.
 
E sobre a desculpa de que é "voltado para profissionais": No cyclocross já tá liberado e não é unanimidade. Só assistir qualquer prova do começo do ano e escutar os canti-levers cantando nas descidas (com barro, areia e neve).


Enviado por: Voodoo
Data: 26 Mai 2013 as 20:58
Originalmente Postado por omegared1 omegared1 Escreveu:

Lembre-se de quem a SRAM, a Shimano e a Campagnolo não estão pensando na necessidade dos ciclistas de final de semana para desenvolver seus produtos e sim nos profissionais!

O lucro das empresas vem das equipes profissionais ou dos "ciclistas de final de semana"? Se fosse mesmo voltado exclusivamente aos Pro-Tour, teríamos grupos "de corrida" e grupos "de farrapeiro" sendo vendidos. E não é o que acontece.

Quem tomou bomba no Giro por causa dos fails dos grupos eletrônicos com certeza nunca mais usaria numa prova, mas usarão pois o patrocínio é o que manda.

Pra mim a Campagnolo só lançou o grupo eletrônico pois a Shimano já tinha, comandando todo um segmento com exclusividade. Mas duvido muito que lançariam sem concorrência, ainda é uma tecnologia com muita probabilidade de problema.

O mesmo vale para os freios a disco, especialmente nos apontamentos do Odir e do Bruno sobre problemas estruturais e outros relacionados à operação dos freios e as necessidade de prova, como troca de rodas.



-------------
PauloR2

Viciado em sofrimento


Enviado por: NeoConker
Data: 26 Mai 2013 as 21:08
Originalmente Postado por brunoleite brunoleite Escreveu:

Minhas dúvidas sobre freio a disco, para que os defensores da "inovação" me respondam:
 
E o superaquecimento do sistema de disco? Pastilhas "glazed", fluido superaquecido, como o que rolou com o cara do cyclingnews? Pelo que li, o único freio que aguenta é com disco de carbono, que até agora só é feito por uma pequena empresa e nenhuma dessas bicicletas novas usa.
 
Qual o milagre pra trocar uma roda numa prova e não ficar pegando o disco nas pastilhas? Já li a respeito de algumas novas pinças que tem um mecanismo de centragem mais facilitado, mas pelo que entendi, não é só colocar a roda e sair andando.
 
Peso adicional do sistema de freio completo + os reforços no quadro, justificam?
 
Enfim, até acho válido que lancem pro povo usar e dar os vereditos, conforme se usa vão se fazendo os ajustes. Só acho que não tem nada de revolucionário nem vai ter ganho expressivo.
 
E sobre a desculpa de que é "voltado para profissionais": No cyclocross já tá liberado e não é unanimidade. Só assistir qualquer prova do começo do ano e escutar os canti-levers cantando nas descidas (com barro, areia e neve).


Calma Brunão!

Problemas com pastilhas só usando a errada ou a "compatível" sem falar nos que inventam de usar outro tipo, pq tem a cerâmicametálica, não-metálica, semi-metálica, os Shimano IceTech com rotores com 3 camadas (aço+alumínio+aço) dissipa melhor o calor, praticamente não sofrem fade.

Aumenta o peso no sistema de freio mas diminui nas rodas sem a borda.

Ando tanto de Road como Mtb 3 vezes por semana, alterno as bikes para ir trabalhar e prefiro o disco sempre, usando o eixo 15mm consigo trocar a roda mais rápido que o QR, aquilo trava a roda na mesma posição, então qdo eu uso o pneu pra asfalto ou trilha é plug and play e o freio continua igual.



Enviado por: 30455
Data: 27 Mai 2013 as 13:26

Veja só colega, entre os fatores que compõem um grande esportista, especialmente em esportes sobre rodas, é o conhecer e saber tirar o máximo / melhor proveito do seu equipamento. Não fosse assim, poderia-se ter provas de automobilismo com carros guiados pelo sistema da Google para automatizar os mesmos e os pilotos seriam aqueles dummy´s que se usa em crashtest

Diz-se que um grande piloto é o que sabe levar a máquina até seu limite, dentro das condições em que se encontra, para chegar até a linha de chegada a ferramenta inteira...

O mesmo vale p/ os ciclistas, não é?? Se você torna a máquina indestrutível, p/q o cara vai ter que se preocupar em medir o desempenho da bici?? Até mesmo nas provas profissionais, onde os caras tem todo apoio,  a maior merda é o cara furar um pneu... é culpa do ciclista?? Pode até ser, pois é ele quem está sobre  a peça que se move, afinal de contas, as pedras e cacos de vidro não vão sair do seu caminho, você é quem ter que se desviar deles. 

Se é só por um par de pernas em cima de uma bici, então manda o Roberto Carlos (alguém aí se lembra, hahahaha???) virar ciclista, pois não precisa ter estratégia nenhuma, é só "chutar na direção certa" não é?? que sobra dos "grandes ciclistas" então?

Por estas e outras considero que o ciclismo de antigamente era mais legal, pois o ciclista TINHA que se preocupar mais com o desempenho da máquina. Isto fazia toda diferença... hoje quem vê fotos do Mercx mexendo ele próprio na bici fica a pensar, "que que o cara tá fazendo??? cadê o mecânico????" poisé, o Mercx sempre mexia ele próprio na bici. Quem é hoje que você vê mexendo na bici, entre os ciclistas profissionais??? 

Esse que é o lance legal de pedalar, pois EU mexo  na minha bici, e por isso me sinto mais próximo dela e dos caras que também mexem nas suas, por estarem preocupados com os limites e rendimentos dela, o que de certo modo, AINDA faz diferença na competição de fim de semana, onde o Zé Qualquer chega com o gruppo último tipo e que falha na metade da prova, e você vence pois a sua máquina deu o que tinha e chegou inteira. Era isso.

Abraço 

Originalmente Postado por omegared1 omegared1 Escreveu:


Se analisarmos a necessidade dos freios a disco para bikes de estrada com a ótica de ciclistas amadores, eu concordo que não são tão necessários assim…

Mas quando ciclistas profissionais estão descendo montanhas de 30km no Giro d’Itália, a 100km/h com curvas extremamente fechadas, na chuva, com sujeira na estrada, não existe a menor dúvida de que os freios a disco são necessários. Eles funcionam 35% melhor do que os freios no aro.

Lembre-se de quem a SRAM, a Shimano e a Campagnolo não estão pensando na necessidade dos ciclistas de final de semana para desenvolver seus produtos e sim nos profissionais!




-------------
Pedalo bicicletas, não piloto espaçonaves.

blog:

quantasmarchas.blogspot.com


Enviado por: marcelogoes
Data: 27 Mai 2013 as 13:54
Originalmente Postado por Voodoo Voodoo Escreveu:

Originalmente Postado por omegared1 omegared1 Escreveu:

Lembre-se de quem a SRAM, a Shimano e a Campagnolo não estão pensando na necessidade dos ciclistas de final de semana para desenvolver seus produtos e sim nos profissionais!

O lucro das empresas vem das equipes profissionais ou dos "ciclistas de final de semana"? Se fosse mesmo voltado exclusivamente aos Pro-Tour, teríamos grupos "de corrida" e grupos "de farrapeiro" sendo vendidos. E não é o que acontece.

Quem tomou bomba no Giro por causa dos fails dos grupos eletrônicos com certeza nunca mais usaria numa prova, mas usarão pois o patrocínio é o que manda.

Pra mim a Campagnolo só lançou o grupo eletrônico pois a Shimano já tinha, comandando todo um segmento com exclusividade. Mas duvido muito que lançariam sem concorrência, ainda é uma tecnologia com muita probabilidade de problema.

O mesmo vale para os freios a disco, especialmente nos apontamentos do Odir e do Bruno sobre problemas estruturais e outros relacionados à operação dos freios e as necessidade de prova, como troca de rodas.



Exatamente, Voodoo. A galera se esquece que os prós não compram equipamentos. Eles estão lá pra servirem como mkt e feedback no desenvolvimento. O foco desses produtos sempre foi e será o mercado amador, tanto que estão vendendo antes mesmo da UCI liberar nas provas de estrada. Só pra constar: o grupo hidráulico a disco da SRAM pesa 463g a mais que o mecânico. Isso sem contar o reforço no quadro e garfo. Quem acha que isso vai ser tirado nas rodas tá muito enganado. O que se acrescenta na parede do aro na área de frenagem não chega a isso. Nem a pau. O freio a disco não é revolucionário. É uma decisão de idústria e ponto final. Chegou-se ao limite do peso nos grupos, rodas e afins. A indústria precisava de "novos" produtos "revolucionários" para virar padrão e assim ganhar dinheiro no desenvolvimento desse mercado por anos a fio. Grupos eletrônicos que emulam o sistema mecânico? Que porcaria de vantagem é essa? Grupos tops funcionam perfeitamente, sem precisar de regulagem por muito tempo. Não se trata de ser purista. Acho até hoje o STI (e dervidados) a maior evolução das bikes. Trocar as marchas sem tirar a mão do guidão sim, era uma vantagem e tanto. No mais, muito hype de indústria. Pretendo não migrar pro freio a disco muito menos pra grupo eletrônico enquanto tiver opção para isto, até porque, a bike fica horrível com os discos. Big smile



-------------
Pinarello Dogma2 2012


Enviado por: Nanzim
Data: 27 Mai 2013 as 14:08
Minha dúvida é se o pneu fino e tanta pressão dão conta de segurar tanta potência na frenagem no asfalto liso em curva, saídas de frente e de traseira acho que tendem a aumentar consideravelmente. 

Me passou agora na cabeça, imagina a galera descendo e os discos esquentando, de repente um cai e gera aquele bolo de ciclistas um em cima do outro (coisa comum no ciclismo de estrada) queimando as pernas nos discos sem poder se mexer direito até o outro sair de cima. Fora os óleos dos freios vazando deixando os mesmos inutilizados.  



Imprimir página | Fechar Janela

Forum Software by Web Wiz Forums® version 11.06 - http://www.webwizforums.com
Copyright ©2001-2016 Web Wiz Ltd. - https://www.webwiz.co.uk