Imprimir página | Fechar Janela

Central Hollowtech e núcleo do freehub quebrando

De:: Pedal.com.br
Categoria: Assuntos Gerais
Nome do fórum: Oficina e Manutenção das Bikes
Descrição:: Fórum para discussão geral sobre mecânica, manutenção, ferramentas, pintura, reparos, regulagem, compatibilidade, limpeza e ajuste da sua bicicleta.
URL:: https://www.pedal.com.br/forum/forum_posts.asp?TID=100553
Data:: 25 Out 2021 as 11:19
Versão do Software: Web Wiz Forums 11.06 - http://www.webwizforums.com


Tópico: Central Hollowtech e núcleo do freehub quebrando
Enviado por: dwsmartins
Assunto: Central Hollowtech e núcleo do freehub quebrando
Data: 12 Abr 2021 as 20:47
Pessoal, boa noite!

Como alguns podem ter lido em relatos meus e outros não, vou primeiro descrever minha condição: sou obeso, devo estar na faixa dos 125kg, não tenho medo de subida e ainda tenho uma cadência lenta e pesada, o que estou tentando mudar pra algo mais leve e rápido, mas já vi que vou ter de perder peso pra conseguir isso.

Meus problemas atuais são o movimento central e o núcleo do freehub. Tá certo que eu tenho histórico de quebrar componentes, mas esses não estão fazendo sentido!

Instalei o primeiro central SM-BB52 no começo de agosto de 2020 e ele quebrou na rosca do lado da coroa após apenas 3 meses de uso! A garantia foi acionada e a Blue Cycle aceitou enviar outro, mas eu tive que bancar um novo pra não ficar sem bike, pois demoraram meses pra isso e ainda tive que pagar o frete (menos de R$20,00, melhor que ficar sem). O primeiro foi instalado corretamente, com torque segundo o manual e com ferramenta adequada, por mim mesmo. O segundo o mecânico onde eu fui no meio do caminho que me vendeu e instalou, tb corretamente. Estaria tudo bem e seria somente um problema de defeito de fabricação, mas esse segundo central está estalando a cada pedalada, no final do movimento, hora pra um lado, hora pro outro.

Já desmontei e chequei, não há rachaduras. Quando eu remonto e regulo o preload no parafuso do eixo do pedivela, apertando os parafusos de tensão no braço oposto ao da coroa (os dois que fixam o pedivela na estria do eixo), o barulho some. Mas isso não fica por muito tempo e basta encarar uma subida mais íngreme (a saída do meu bairro tem 15% ou mais de inclinação e 40m de ganho vertical) que o barulho volta.

Voltei no mecânico e pedi que checasse tudo. Ele desmontou, remontou e o resultado foi o mesmo: os estalos voltam após a primeira subida. Deixei por um tempo pra ver se era alguma acomodação e os estalos aumentaram!

Voltei no mecânico e combinei de fazer uma revisão completa no conjunto dianteiro da relação, combinando de pagar metade do preço (achei melhor manter uma boa relação com ele ainda). Mesmo resultado: resolve na hora e depois da primeira subida já começam os estalos.

Hoje eu fui nele novamente. Ele não sabe o que me dizer, tb está confuso. Concordou em refazer a revisão, mas ambos estamos sem entender isso.

O núcleo do freehub tem uma história paralela, mas preciso explicar que estourei uma catraca chinesinha 7v entre dezembro de 2017 e agosto de 2018. Como tive problemas com o eixo empenando, resolvi meter a mão no bolso e mudar pra cassete, colocando um cubo FH-RM30 que rodou comigo mais de 6000km até o final de 2019 e algo menos que isso até outubro de 2020, quando começou a apresentar o mesmo problema da catraca chinesinha: um ronco alternando a cada giro da roda, travando o giro pra trás ou ao parar de pedalar, o que piorava cada vez mais (típico de quando um ou mais macaquinhos se deformam). Achei que seria algo que pudesse ser corrigido com lubrificação, mas ao remover o núcleo do freehub do cubo eu vi uma rachadura por dentro do mesmo. E não achei peça de reposição pra trocar!

Como esse cubo já havia sido recondicionado, com esferas, eixo e cones novos, porém paralelos, aceitei que seria melhor trocar por outro e mandei refazer as rodas com um par de Shimano M430 que comprei no MercadoLivre. Achei que meus problemas haviam sido solucionados, pois esses cubos tem o mesmo sistema de selos de contato que os M590 e T610, considerados superiores e duráveis.

Mas pra minha surpresa, ontem, enquanto lavava a relação, percebi que o cassete estava agarrando em um ponto e havia um barulho ainda leve a cada giro da roda com o pedal parado. Não havia nenhum barulho ao se pedalar junto com a roda, ou seja, só ocorre ao se usar a roda livre, quando os macaquinhos deslizam desengatados. Sinceramente, achei que estava ouvindo coisas ou que não era algo sério, pois reduzi muito a minha rotina de pedal nesses meses: eu rodava 130km/semana antes da pandemia, com subidas significativas no trajeto (quase 200m de ganho vertical no trajeto de rotina diário), durante a pandemia eu quase zerei isso e de outubro a novembro estava rodando menos de 60km/semana, quase zerando isso daí em diante novamente.

Muda pra hoje: a corrente está agarrando em mais de um ponto na volta do cassete. Aproveitei que tinha de deixar a bike no mecânico pra checar a revisão da parte dianteira e pedi que olhasse o núcleo do freehub tb (não tenho a ferramenta que desmonta o núcleo do freehub, apesar de saber como soltar ele do cubo). Ele já me adiantou que não teria o núcleo de reposição e que não tem como conseguir, então já comprei no MercadoLivre. Problema resolvido por hora, mas até quando?

Gostaria de ouvir as experiências de cada um com movimento central Hollowtech, em particular o SM-BB52, e com freehubs que dão problema no núcleo. Qual a durabilidade que vcs têm tido? Qual a rotina de vocês? Estou me sentindo um cupim de ferro (e aço, e alumínio, etc)...

-------------
Bora pedalar, senão estressa!



Respostas:
Enviado por: hurry-gurits
Data: 12 Abr 2021 as 21:02
Definitivamente as peças estão durando menos, muito menos.

Faço trilhas e não poupo o equipamento, mas fiquei com um Mov. Central octalink por 3 anos e meio funcionando em perfeito estado, e em agosto de 2020 começou a ter folga, troquei por outro igual, e este não durou nem 6 meses... as coisas estão sendo muito mal feitas

-------------
scott single track 95 26" cromo
khs 204 full 2012 26"- R.I.P.
khs sixfifty 2500 27.5" - 2014
Mongoose XR PRO 29" - 2016
GT Sanction Pro 27.5" - 2015
GT Agressor 1.0 26" - 2012 - Pumptrack Edition


Enviado por: dwsmartins
Data: 12 Abr 2021 as 21:14
Originalmente Postado por hurry-gurits hurry-gurits Escreveu:

Definitivamente as peças estão durando menos, muito menos.

Faço trilhas e não poupo o equipamento, mas fiquei com um Mov. Central octalink por 3 anos e meio funcionando em perfeito estado, e em agosto de 2020 começou a ter folga, troquei por outro igual, e este não durou nem 6 meses... as coisas estão sendo muito mal feitas

Triste ler isso, Hurry. As peças definitivamente não ficaram mais baratas, pelo contrário, mas a qualidade tá indo na contramão. Pelo menos não sou o único que está sofrendo com isso, já tava achando que era somente eu.

-------------
Bora pedalar, senão estressa!


Enviado por: Speed_racer
Data: 13 Abr 2021 as 07:00
Pode ser também que o freehub seja falsificado, assim como outras peças que tem invadido o mercado por conta do aumento da demanda e dificuldade de importação pelos meios oficiais.


-------------
Speed_Racer


Enviado por: GabrielSL329
Data: 13 Abr 2021 as 07:24
Cada vez dura menos, pra vc estar trocando de peça a cada pouco!

E quando falei em obsolescência programada, acharam que eu estava equivocado...


-------------
Gabriel Pires
MTB: Soul SL329 T21 stock
Speed: Caloi Strada Sora16v


Enviado por: hurry-gurits
Data: 13 Abr 2021 as 07:33
Originalmente Postado por Speed_racer Speed_racer Escreveu:

Pode ser também que o freehub seja falsificado, assim como outras peças que tem invadido o mercado por conta do aumento da demanda e dificuldade de importação pelos meios oficiais.


Acho bem difícil isso acontecer, pelo menos nas lojas que eu compro, são lojas físicas com anos de existência, e eu sempre verifico a caixa, etiquetas, e os dados do importador, as do Aliexpress pode até ser.

-------------
scott single track 95 26" cromo
khs 204 full 2012 26"- R.I.P.
khs sixfifty 2500 27.5" - 2014
Mongoose XR PRO 29" - 2016
GT Sanction Pro 27.5" - 2015
GT Agressor 1.0 26" - 2012 - Pumptrack Edition


Enviado por: misera
Data: 13 Abr 2021 as 09:32
Pra mim a duração tem sido "nornal" , acho que no seu caso tá durando pouco.
Talvez tenha relação com o peso , mais peso mais torque.

Obs: imagino que vc deve ter conferido , mais o estalo não seria no pedal ?


Enviado por: dwsmartins
Data: 13 Abr 2021 as 09:33
Ambas as peças vieram com etiquetas da Blue Cycle, porém compradas no MercadoLivre. No caso do central, o vendedor (indianbikeshop, recomendo) se prontificou em acionar a garantia e foi bastante idôneo, mas a Blue Cycle demorou 3 meses pra mandar o substituto. O freehub o anúncio expirou e o vendedor (mariricycle, acho que é a mesma empresa da marishopoficial) não responde.

Edit: o freehub eu não achei em lojas físicas, somente com 32 furos pra freio a disco, mas os que preciso são 36 furos pra v-brake.

-------------
Bora pedalar, senão estressa!


Enviado por: dwsmartins
Data: 13 Abr 2021 as 09:48
Originalmente Postado por misera misera Escreveu:

Pra mim a duração tem sido "nornal" , acho que no seu caso tá durando pouco.
Talvez tenha relação com o peso , mais peso mais torque.

Obs: imagino que vc deve ter conferido , mais o estalo não seria no pedal ?

Imaginei isso é testei já, não é no pedal.

Na verdade, já fiz as seguintes coisas pra confirmar que não era mais nada:

* desmontei o eixo dos pedais e engraxei
* troquei os pedais por outros reserva
* troquei as rodas pelas da minha esposa
* desmontei, limpei e engraxei o canote e o seat tube
* troquei o aperto do canote
* troquei o selim e as castanhas
* desmontei, limpei e engraxei a caixa de direção
* desmontei, limpei, engraxei e reapertei os parafusos da caramanhola, colocando uma fita de borracha adesiva fina entre ela e o quadro
* desmontei a bike toda, lavei e inspecionei o quadro pra checar se havia alguma trinca
* desmontei, limpei e engraxei os pivôs dos v-brakes
* fixei os conduítes con abraçadeiras e pedaços de borracha adesiva

Fiz tudo isso e devia ter uma bike hiper silenciosa, mas os estalos no central continuaram. Aí troquei o central pelo ponta quadrada da minha esposa (trocando o pedivela tb, claro) e o barulho sumiu.

Além do mais, quando o pedivela é reajustado (soltando os parafusos Allen do braço esquerdo do pedivela, removendo a folga na porca plástica e reapertabdo os parafusos Allen) o barulho some, mas surge de novo depois de um morro mais íngreme, como o que tem na saída do meu bairro.

Ao final das contas, tá dando mais manutenção que movimento central monobloco!

-------------
Bora pedalar, senão estressa!


Enviado por: dwsmartins
Data: 13 Abr 2021 as 09:56
Ainda há a questão do freehub, que durou muito pouco. O mecânico ficou de desmontar ele é checar por dentro, não vi rachaduras externamente. Tomara que dê pra consertar, mas já comprei outro par de cubos M430 36 furos pra aproveitar as peças, por via das dúvidas.

Comprei o par pq estavam no mesmo preço do cubo traseiro sozinho. Devo anunciar o dianteiro pra venda assim que chegar. Se alguém tiver interesse, me avise.

Na verdade, acho que tô podendo anunciar algumas peças meia vida e até novas que eu tenho aqui guardadas. Vamos ver...

-------------
Bora pedalar, senão estressa!


Enviado por: Joao Angú
Data: 13 Abr 2021 as 21:11
Eu uso o mesmo movimento central integrado SM BB52 da shimano já tem mais de 1 ano , porem, uma vez tomei uma chuva, só que foi rápido, deve ter durado uns 10 min, só que eu continuei pedalando e a chuva caindo, terminei o pedal e cheguei em casa, no outro dia fui limpar e desmontar a relação , lavei corrente, cassete , coroas e desmontei o movimento central tambem, não havia vestígios de contaminação por água, mas tinha pouca graxa mesmo, sendo assim aproveitei para lubrificar os rolamentos dele, quando finalizei tudo e montei, o primeiro pedal que fiz, quando eu forçava um pouco para a bike acelerar ou para manter me na mesma marcha subindo um morro o central tambem dava um estalo, isso durou comigo uns 10 dias, eu tambem fiquei encucado com o barulho, mas não desmontei, continuei pedalando e ouvindo o barulho, depois de um tempo não fazia mais barulho. A cerca de uns 90 dias atrás, novamente abri o movimento central e limpei tudo e lubrifiquei novamente e montei, e dessa vez o barulho não resolveu aparecer, mas eu realmente fiquei encucado e até hoje não sei a origem do tal.


Enviado por: dwsmartins
Data: 14 Abr 2021 as 08:52
Originalmente Postado por Joao Angú Joao Angú Escreveu:

Eu uso o mesmo movimento central integrado SM BB52 da shimano já tem mais de 1 ano , porem, uma vez tomei uma chuva, só que foi rápido, deve ter durado uns 10 min, só que eu continuei pedalando e a chuva caindo, terminei o pedal e cheguei em casa, no outro dia fui limpar e desmontar a relação , lavei corrente, cassete , coroas e desmontei o movimento central tambem, não havia vestígios de contaminação por água, mas tinha pouca graxa mesmo, sendo assim aproveitei para lubrificar os rolamentos dele, quando finalizei tudo e montei, o primeiro pedal que fiz, quando eu forçava um pouco para a bike acelerar ou para manter me na mesma marcha subindo um morro o central tambem dava um estalo, isso durou comigo uns 10 dias, eu tambem fiquei encucado com o barulho, mas não desmontei, continuei pedalando e ouvindo o barulho, depois de um tempo não fazia mais barulho. A cerca de uns 90 dias atrás, novamente abri o movimento central e limpei tudo e lubrifiquei novamente e montei, e dessa vez o barulho não resolveu aparecer, mas eu realmente fiquei encucado e até hoje não sei a origem do tal.

Já tentei ir nessa do vai sumir e deixei por alguns dias, mas foram menos e os estalos foram aumentando. Eu fiquei encucado com a quebra do primeiro central, daí não deixei mais tempo pra ver.

No seu caso, João, a folga aumentava sozinha? Estou cismado com isso, apesar de ter feito o torque aumento correto dos parafusos Allen do braço do pedivela. Parece que está deslizando, mas já estou no máximo torque indicado.

-------------
Bora pedalar, senão estressa!


Enviado por: Joao Angú
Data: 14 Abr 2021 as 18:46
Originalmente Postado por dwsmartins dwsmartins Escreveu:

Originalmente Postado por Joao Angú Joao Angú Escreveu:


Já tentei ir nessa do vai sumir e deixei por alguns dias, mas foram menos e os estalos foram aumentando. Eu fiquei encucado com a quebra do primeiro central, daí não deixei mais tempo pra ver.

No seu caso, João, a folga aumentava sozinha? Estou cismado com isso, apesar de ter feito o torque aumento correto dos parafusos Allen do braço do pedivela. Parece que está deslizando, mas já estou no máximo torque indicado.

Desculpe me pela demora em respondê lo, no meu caso não houve folga só dava um estalo mas quando se forçava o pedivela (e o estalo que ocorria era só quando o braço direito do pedivela era solicitado, aplicando a mesma força no esquerdo ele não fazia barulho), girando de boa não fazia nada. Só um detalhe, aquela travinha que antes de apertar os parafusos do braço do pedivela no eixo está normal ? Estou te perguntando isso pq como citei acima, mais ou menos uns 90 dias atrás desmontei tudo para limpar e lubrificar e a trava eu tive que olhar no manual da shimano para montar . Me lembro agora de ter assistido um video no youtube, um mecanico falando sobre esses estalos, no vídeo ele falou que a causa é aquela peça de plastico que envolve o eixo integrado do pedivela , ele falou que ela pode fica mal encaixada o que ocasiona os estalos.


Enviado por: Joao Angú
Data: 14 Abr 2021 as 18:51
https://si.shimano.com/api/publish/storage/pdf/en/ev/FC-M590/EV-FC-M590-2926B.pdf" rel="nofollow - https://si.shimano.com/api/publish/storage/pdf/en/ev/FC-M590/EV-FC-M590-2926B.pdf
A travinha que me referi é listada nesse desenho como item número 4. A peça que o mecânico cita no vídeo como responsável pelos estalos é listada como número 9.


Enviado por: gm1987
Data: 15 Abr 2021 as 08:21
Se vc comparar lado a lado, os rolamentos de um central selado e de um hollowtech, verá que os hollowtech possuem diâmetro maior mas espessura menor = esferas menores = menor área de contato = maior pressão de contato = menor vida útil do rolamento.

A vantagem dos hollowtech é o eixo mais rígido, torcendo menos. Mas o rolamento enfraqueceu nessa troca.

Já falei em dezenas de outros tópicos seus, precisa rever sua forma de pedalar. Ou continuará sendo um "cupim de ferro" com sua bike. Tem que treinar para girar ao menos 90RPM em subidas. 




Enviado por: dwsmartins
Data: 15 Abr 2021 as 08:29
Originalmente Postado por Joao Angú Joao Angú Escreveu:

https://si.shimano.com/api/publish/storage/pdf/en/ev/FC-M590/EV-FC-M590-2926B.pdf" rel="nofollow - https://si.shimano.com/api/publish/storage/pdf/en/ev/FC-M590/EV-FC-M590-2926B.pdf
A travinha que me referi é listada nesse desenho como item número 4. A peça que o mecânico cita no vídeo como responsável pelos estalos é listada como número 9.

A travinha (peça 4) está corretamente encaixada. A peça 9 é o tubinho plástico que evita sujeira cair no eixo, é ela mesmo? Se for, eu nem imaginava algo assim. Tem como me passar o link do vídeo?

Uma outra coisa que reparei ontem, depois de pegar um pedivela Hollowtech novo na mão, foram os parafusos Allen que prendem o braço esquerdo. Os originais da Shimano tem a cabeça muito pequena, quase que somente o espaço pro encaixe Allen mesmo, mas esses parafusos foram trocados por outros em inox com a mesma rosca quando eu peguei o pedivela, pois estavam bastante ruins. Esses parafusos em inox são mais cabeçudos, daí tirei as arruelas que constam na vista explodida que vc enviou. Na verdade só havia uma delas, esse pedivela foi literalmente achado no lixo...

Repensando agora, se a arruela for do tipo partida, ela serve pra evitar que o parafuso se desaperte, o que parece ser a origem do meu problema. Vou corrigir isso!

Valeu a luz, João!

-------------
Bora pedalar, senão estressa!


Enviado por: dwsmartins
Data: 15 Abr 2021 as 08:34
Uma outra hipótese, mas essa peço ajuda aos universitários...

O parafuso cabeçudo distribui a força de aperto numa área maior, resultando em menor pressão (pressão é a força dividida pela área). Será que essa alteração pode ocasionar a necessidade de um torque maior, proporcionalmente ao aumento da área de contato? Me pareceu uma suposição lógica, mas preciso de alguma checagem antes de arriscar.

-------------
Bora pedalar, senão estressa!


Enviado por: dwsmartins
Data: 15 Abr 2021 as 09:03
Originalmente Postado por gm1987 gm1987 Escreveu:

Se vc comparar lado a lado, os rolamentos de um central selado e de um hollowtech, verá que os hollowtech possuem diâmetro maior mas espessura menor = esferas menores = menor área de contato = maior pressão de contato = menor vida útil do rolamento.

A vantagem dos hollowtech é o eixo mais rígido, torcendo menos. Mas o rolamento enfraqueceu nessa troca.

Já falei em dezenas de outros tópicos seus, precisa rever sua forma de pedalar. Ou continuará sendo um "cupim de ferro" com sua bike. Tem que treinar para girar ao menos 90RPM em subidas. 



Tô tentando, mas isso é mais complicado que parece. Pense que é como um motor grande e pesado, tipo um motor de caminhão: pra aumentar o giro, faz um esforço muito grande, devido à enorme massa dos componentes que giram.

No meu caso, tenho a tendência natural de ficar por volta dos 60rpm ou até menos, pedalando no plano com a última marcha, que é 48/11, quase 9m por pedalada com as rodas e pneus que uso. Girando assim eu até transpiro menos e consigo pedalar distâncias maiores, mas sei que os componentes não estão aguentando.

No meu esforço nesse sentido, já consegui reduzir uma marcha em qualquer condição, o que no meu caso é um aumento de 16% na cadência média, considerando o pulo médio entre as marchas da minha relação. Eu precisava reduzir pelo menos mais uma marcha pra chegar no recomendado.

O que me assusta é como que os componentes estão durando menos. Não acho que eu esteja ganhando força assim, me parece uma redução deliberada de durabilidade mesmo. A catraca chinesinha que eu estourei lá pra 2018 durou mais quilômetros que o freehub desse cubo M430 de agora. A hipótese de falsificação até existe, mas o adesivinho da Blue Cycle no saquinho plástico onde veio o cubo vai contra isso. Esse adesivo pode ser falso tb, claro, ou o produto ser de um lote problemático, o que é até mais provável.

Uma coisa curiosa: quando eu enviei o central pra garantia da Blue Cycle pela Indian Bike Shop, o comprovante da postagem constou o nome da empresa como Mariri Comércio e Distribuição. Só reparei nisso ontem quando estava organizando uns papéis. A gente fica comprando no MercadoLivre de várias lojas e acaba caindo sempre nas mesmas...

-------------
Bora pedalar, senão estressa!


Enviado por: Joao Angú
Data: 15 Abr 2021 as 12:42
Originalmente Postado por dwsmartins dwsmartins Escreveu:

Originalmente Postado por Joao Angú Joao Angú Escreveu:


A travinha que me referi é listada nesse desenho como item número 4. A peça que o mecânico cita no vídeo como responsável pelos estalos é listada como número 9.

A travinha (peça 4) está corretamente encaixada. A peça 9 é o tubinho plástico que evita sujeira cair no eixo, é ela mesmo? Se for, eu nem imaginava algo assim. Tem como me passar o link do vídeo?

É sim, o tubinho de plástico que evita cair sujeira no eixo, eu não encontrei o vídeo aqui no yout, mas hoje á noite vou procurar com mais tempo e se encontrar passo o link aqui para voce, mas o video é pequeno, vou contar para voce aqui o que o cara explica nele. Ele diz que esse tubinho não fica encaixado direito no outro copo e daí origina o barulho devido a força aplicada no pedivela. Eu não cheguei a compravar essa teoria dele no meu caso, pq o barulho sumiu, e na segunda vez que eu desmontei para limpeza e lubrificação ele não voltou a aparecer. Tem um teste fácil para voce fazer tambem, eu me lembro de ter feito no meu quando ele estava fazendo barulho, e foi o seguinte: eu colocava o pedivela na posição que mais fazia o barulho e com a bike parada eu punha o pé no pedal forçando no sentido da pedalada e o barulho aparecia.
Sobre as arruelas, aqui na região essas arruelas com um corte são chamadas de arruelas de pressão, e são para isso mesmo, evitar que o parafuso se afrouxe com o tempo.


Enviado por: dwsmartins
Data: 15 Abr 2021 as 16:55
Talvez as arruelas sejam a solução. Vou pegar a bike amanhã com o mecânico.

-------------
Bora pedalar, senão estressa!


Enviado por: Joao Angú
Data: 15 Abr 2021 as 19:09
Achei o video, mas no meu caso eu não mexi nos espaçadores , está tudo original, por isso acho que o que o cara fala no video não é meu caso. Segue o link
https://www.youtube.com/watch?v=jT5-4t3M7kc" rel="nofollow - https://www.youtube.com/watch?v=jT5-4t3M7kc


Enviado por: dwsmartins
Data: 17 Abr 2021 as 12:45
Peguei a bike com o mecânico ontem. O cara até tirou foto da manutenção!

Foram colocadas arruelas de pressão nos parafusos do braço esquerdo e o torque foi aumentado um pouco, em função da maior área da base do parafuso. Os rolamentos do central foram limpos e reentrávamos com graça Shimano. O núcleo do freehub foi trocado por outro original, retirado de um cubo que eu comprei (o núcleo era tão caro quanto o cubo, aproveitei e fiquei com a blocagem, esferas, cones, bacias e eixo como reserva).

Só pra constar, o núcleo anterior deformou no ponto de apoio de um dos macaquinhos, o que fez ele travar contra a parte externa. Até dava pra limar, mas iria apresentar o problema de novo, pois haveria menos metal pra aguentar o esforço, preferi trocar.

A bike voltou outra, tá super silenciosa e macia! Passou no teste das pirambeira que me cercam (peguei uma com 18% e 140m de elevação vertical pra testar, não voltou a fazer barulho). Espero que me aguente bastante!

Uma curiosidade: alguém sabe se a VZan tem freehub de aperto rápido convencional com spline da Shimano? O mecânico me mostrou uma bike de downhill dele que eu achei bem legal, o cubo tem uma resposta bastante rápida. Se o atual abrir o bico, talvez eu procure um destes, mas não sei se tem e o site dela tá zoado.

-------------
Bora pedalar, senão estressa!


Enviado por: Joao Angú
Data: 17 Abr 2021 as 21:34
Que bom saber que a bike voltou perfeita, pela foto dá para perceber que o mecânico é caprichado. Bons pedais.


Enviado por: dwsmartins
Data: 26 Mai 2021 as 08:51
Pra fechar com um feedback de um mês depois.

A bike continuou silenciosa. Aparentemente o problema era a falta das arruelas de pressão e os parafusos cabeçudos que distribuem o aperto numa área maior. Cheguei a calcular a área de contato dos parafusos pra calcular o aumento de torque necessário pra dar a mesma pressão (45% de área a mais, daí aumentei o torque de 5Nm pra quase 7,5Nm). O mecânico fez como o calculado.

Agora é torcer pro núcleo do freehub durar bem. Valeu a todos que deram sugestões pro caso!

-------------
Bora pedalar, senão estressa!


Enviado por: dwsmartins
Data: 14 Out 2021 as 22:39
Reativando o tópico. Acreditam que eu acabei de lenhar outro núcleo de freehub? Mas nesse caso eu pude identificar a causa: sobrepeso e esforço demasiado.

Estou treinando pra uma cicloviagem e coloquei uns 30kg de bagagem nos alforges. Estava literalmente dando voltas no meu bairro, que é cheio de subidas e descidas. Com todo esse peso, não tem como não usar a relação mais leve (22d/40d, ou 0,55/1). Peguei um morro mais íngreme e senti um estalo na relação junto com um giro em falso, mas como continuou funcionando, achei que fosse a regulagem do câmbio que não estava 100%.

Quando voltei em casa, reparei que o cassete não estava girando livre pra trás. Saquei na mesma hora, pelo histórico.

Resumindo: sou um cupim de relação. Acho que vou colocar uma engrenagem 26d no pedivela e trocar o cassete pra 11-34d 8v, pra limitar o torque no freehub, além de perder um pouco dessa mania de ser fominha de morro...

Mas eu realmente gostaria de um freehub mais resistente. Estou estudando os documentos técnicos da Shimano e vi que os melhores são os FH-M590 e FH-T610, com vedações em ambos os lados (me enganei ao achar que o M430 tinha os mesmos selos deles, só tem do lado oposto ao do cassete) e um desenho diferenciado nas estrias do corpo do freehub. Será que eles devem ser mais fortes? Eu teria de importá-los, mas tenho um colega na Alemanha que poderia encaminhar para mim, sendo que custam menos de 20 euros lá fora (pouco mais que o preço do par de M430 aqui no Brasil).

Ao final das contas, estou vendo que preciso realmente perder peso...


-------------
Bora pedalar, senão estressa!


Enviado por: adrianomtb
Data: 14 Out 2021 as 23:30
Originalmente Postado por dwsmartins dwsmartins Escreveu:

Acho que vou colocar uma engrenagem 26d no pedivela e trocar o cassete pra 11-34d 8v, pra limitar o torque no freehub

Você só vai piorar as coisas se fizer isso. Vai diminuir ainda mais a cadência (vai aumentar a dose do remédio que está matando o paciente).


Enviado por: Dragum
Data: 14 Out 2021 as 23:33
Cara, eu sei que você é pesado, mas com redução de 0.51 na 26 ou tem muito equilíbrio ou sua cadência é maior do que você fala...

Cara, m430 é um bom cubo, tente um de rolamento.

-------------
1 16" Azul
2 Monark BMX 20
3 Sundown 24, 21V
4 Azonic 26, alu, 21V
5 Snake 26, alu, 21V
6 2XS 26, alu, 21V
7 Aluminium, alu, 21V
8 29r/29er, alu, 21V/24V
9 GaryFisher Marlin 94 24V
10 Sense Activ 2020


Enviado por: dwsmartins
Data: 15 Out 2021 as 01:16
Originalmente Postado por Dragum Dragum Escreveu:

Cara, eu sei que você é pesado, mas com redução de 0.51 na 26 ou tem muito equilíbrio ou sua cadência é maior do que você fala...

Cara, m430 é um bom cubo, tente um de rolamento.
Certo, mas qual de rolamento? Lembrando que precisa ter 36 furos, ser pra v-brake e freehub de 8v.

E eu não sei se isso iria solucionar o caso, pois o problema não é o rolamento, é o núcleo do freehub, que tá literalmente sendo torcido. Mas a essa altura eu já nem sei o que dizer...

Sobre a redução: sim, eu tenho um bom equilíbrio, mas não acho que seja excepcional, até porque eu tive uma labirintite meio punk há alguns anos e isso deixa algumas sequelas. Com a marcha mais leve, uma cadência de 60RPM daria 4km/h, que é a velocidade de alguém andando. Claro que nesses casos a cadência sobe, mas acho que sigo a uns 5km/h, talvez 6km/h. Isso é devagar pra equilibrar?


-------------
Bora pedalar, senão estressa!


Enviado por: dwsmartins
Data: 15 Out 2021 as 01:23
Originalmente Postado por adrianomtb adrianomtb Escreveu:

Originalmente Postado por dwsmartins dwsmartins Escreveu:

Acho que vou colocar uma engrenagem 26d no pedivela e trocar o cassete pra 11-34d 8v, pra limitar o torque no freehub

Você só vai piorar as coisas se fizer isso. Vai diminuir ainda mais a cadência (vai aumentar a dose do remédio que está matando o paciente).
O que eu pensei é que a marcha muito reduzida junto com minha perna pesada tá levando a um torque fora do projetado no núcleo do freehub. Uma marcha não tão reduzida iria me impedir de botar tanta torque no freehub em si. Pra que eu conseguisse colocar o mesmo torque com a relação não tão curta, eu teria de aumentar ainda mais a força que eu faço, o que eu acho que não aconteceria.

Mas eu tô supondo já naquela de dar tiro pra todo lado, sabe? Nem sei o que vai rolar...


-------------
Bora pedalar, senão estressa!


Enviado por: dwsmartins
Data: 15 Out 2021 as 01:27
Abaixo a foto da minha Xica com e sem as bagagens de treino. Eu pesei o volume total das bolsas e alforges, deu exatos 28,2kg, não achei que seria absurdo!






-------------
Bora pedalar, senão estressa!


Enviado por: dwsmartins
Data: 15 Out 2021 as 02:08
Tô pensando um negócio aqui, me digam se faz sentido.

Eu instalei os cubos FH-RM30-8 em outubro de 2018. Nessa época, eu pedalava em média 120km/semana (cerca de 500km/mês), subindo diariamente quase 200m de elevação vertical pro trabalho. Esses cubos rodaram nesse ritmo até março de 2020, 18 meses, o que dá 9000km.

Veio a pandemia e eu basicamente só usava a bike pra fazer compras, cerca de 15km/semana, mas com algum peso. Eu ainda não tinha os alforges, então tava limitado a uns 15kg, estourando 20kg. O desnível vertical dá 60m nesse trajeto. Foram 5 meses nessa picuinha, o que dava 65km/mês, uma merreca de 325km até setembro. Não deu o equivalente de um mês no ritmo normal, mas eu carregava algum peso.

Foi assim até setembro de 2020, quando voltei a trabalhar presencialmente. Mas o primeiro freehub, um Shimano FH-RM30-8, foi moído neste mesmo setembro de 2020, depois de umas três semanas trabalhando em dias alternados e usando a bike pra compras, o que não ultrapassou 250km. Esse freehub rodou pelo menos 9000km antes da pandemia e ficou abaixo dos 600km durante os primeiros 6 meses do isolamento social, sendo que esses 600km ele carregou algum peso, geralmente em mochila e cesto dianteiro (não passava de 15kg).

Troquei por um par de M430, supostamente melhores. Enfrentei outubro e metade de novembro no ritmo normal de 500km/mês, ou seja, deu uns 800km até ser demitido em novembro. Aí reduzi pros 65km/mês apenas das compras, o que rolou até março. Isso dá uns 1000km de uso deles.

Em abril, eu comprei alforges e passei a levar mais peso, até 30kg (limite combinado da bolsa de guidão e bagageiro traseiro, ainda não tinha o dianteiro). Também comecei a usar a bike como meio de transporte pra locais diversos, resolvendo tretas e procurando emprego. Não rodava como antes, deve ter dado no máximo uns 300km. Nesse mesmo mês, o primeiro M430 abriu o bico e eu comprei outro pra canibalizar apenas o núcleo do freehub. Achei que seria apenas um lote com problemas e insisti no modelo, mas recapitulando agora, eu rodei no máximo 1300km, sendo que apenas 65km tinham um peso maior (30kg de compras).

Até chegar em outubro, meu ritmo de pedal ficou até menor, vou estimar 250km/mês, sendo que a rota de compras gira nos mesmos 65km/mês. O atual freehub rodou apenas 1500km e abriu o bico!

Ambos os freehubs M430 duraram cerca de 1500km, enquanto o RM30-8 rodou 9300km. O primeiro M430 não rodou sob carga alta (30kg) como o segundo, mas o segundo durou mais, o que me faz pensar que a carga extra não contribuiu tanto assim. Na verdade, em algumas ocasiôes eu passava no supermercado na volta do trabalho com o RM30-8, então acabava colocando algum peso extra em ocasiões, o que igualaria a condição do primeiro M430.

O primeiro M430 tinha selo da Blue Cycle, mas o segundo não tinha. O RM30-8 tinha selo da Blue Cycle, mas a essa altura eu tô questionando se esse selo acrescenta alguma garantia, pois o M430 que veio sem o selo ainda durou um pouco a mais que o que tinha. O mecânico que instalou ambos os M430 disse que eram idênticos e não tinham cara de falsificação (eu levantei essa hipótese quando o primeiro M430 deu problema).

Tô pensando em duas possibilidades aqui: componentes originais com problema de controle de qualidade ou componentes falsificados de nível visual tão bom quanto os originais recebendo um selo falsificado.

Pra fugir dessa confusão, tô pensando em voltar pros RM30-8 ou, se não encontrar, arriscar num RM70, que tem umas vedações bem parrudas do lado de fora e não é o M430. O único lugar que eu tô achando o M430 é o mesmo que me vendeu da última vez, então seria do mesmo lote com problema ou falsificado. O que acham?


-------------
Bora pedalar, senão estressa!


Enviado por: misera
Data: 15 Out 2021 as 09:17
Acho que deve ser a combinação de marcha muito reduzida com muito peso em cima mesmo.


Enviado por: Dragum
Data: 15 Out 2021 as 09:46
Sendo duro contigo:

vai ficar cada vez mais difícil encontrar peças de qualidade - que você precisa - para a Xica, ta na hora de pensar em mudar de bicicleta. Não sei se existe roda 36 furos 29, mas ia cair bem numa city tour com K7 pra ti. ;) 22/30/40 11/34 ou 11/36. Ai vai ter muita opção de cubo pelo freio ser disco, pode botar um cubo de rolamento bom e ainda colocar rolamentos SKF, que são suécos, os melhores.


-------------
1 16" Azul
2 Monark BMX 20
3 Sundown 24, 21V
4 Azonic 26, alu, 21V
5 Snake 26, alu, 21V
6 2XS 26, alu, 21V
7 Aluminium, alu, 21V
8 29r/29er, alu, 21V/24V
9 GaryFisher Marlin 94 24V
10 Sense Activ 2020


Enviado por: GabrielSL329
Data: 15 Out 2021 as 10:04
Sobrepeso é fogo!

Eu tb tenho mais problemas de desgaste excessivo! principalmente na transmissão e cubos!

mas é o ônus de ser pesado e querer andar de bike!

-------------
Gabriel Pires
MTB: Soul SL329 T21 stock
Speed: Caloi Strada Sora16v


Enviado por: hug0.dts
Data: 15 Out 2021 as 11:39

Uma coisa que lembro de você ter comentado é que você pedala mais travado, com cadência baixa. Acredito que possa ser um fator que também influencie na durabilidade do freehub. Aumentar a cadência e usar marchas mais leves para não forçar tanto o freehub devem lhe dar uma sobrevida maior.

Algo que li que pode estar relacionado ao seu problema é a falta de sincronização entre os macaquinhos, no caso de dano interno. A solução é usar Cubos de linhas superiores, já que vão ter um maior cuidado com isso, ou usar Cubos que possuam mais macaquinhos. O (a)hugobh77 até comentou outro dia que colocou um cubo com 8, o que pode ser interessante para você. Com maior número, é provável que mais macaquinhos estejam encaixados ao mesmo tempo distribuindo melhor a carga aplicada no cubo.

Discussão interessante em inglês :
https://www.mtbr.com/threads/why-pawl-hubs-fail.1096204/" rel="nofollow - https://www.mtbr.com/threads/why-pawl-hubs-fail.1096204/

Quanto aos Cubos rm70, tenho como referência um par de RM60 com a mesma vedação externa. É um cubo dos aguenta muito abuso. Com o meu pai, rodou por muito tempo com a manutenção bem negligenciada sem ter problemas. Só agora que as bacias abriram o bico e foi preciso substituir. Só que o seu problema não é no rolamento então não sei se vai melhorar algo. Acho que só valeria a pena trocar por um cubo de linhas superiores.

A propósito, não tem problema algum usar Cubos para disco com v-brake. É até melhor pois você consegue reutilizá-lo em outra bike no futuro.




Enviado por: True
Data: 15 Out 2021 as 12:54
Um outro cubo legal, além dos shimano já apresentados, seria o Novatec d042sb. Fácil de achar 36F no Ali ou ML. 
Eixo e freehub de aço. Sou bem leve, 70kg, mas abuso das descidas, saltos e sprints. 
Usei um desse durante alguns anos. Excelente. 
Além de ser rolamentado e não bacia e esferas, também tinha um som que gostava. 
Independente de 3 ou 6 "macaquinhos", sempre serão 3 em contato com o mecanismo. A diferença é o tempo de acoplamento entre um ciclo e outro, menor no de 6.
Outro cubo que nunca usei mas sempre ouvi falar bem por ser bem resistente são os sram x9 que vinham na caloi elite antiga. 


Enviado por: hug0.dts
Data: 15 Out 2021 as 13:16
Originalmente Postado por True True Escreveu:

Um outro cubo legal, além dos shimano já apresentados, seria o Novatec d042sb. Fácil de achar 36F no Ali ou ML. 
Eixo e freehub de aço. Sou bem leve, 70kg, mas abuso das descidas, saltos e sprints. 
Usei um desse durante alguns anos. Excelente. 
Além de ser rolamentado e não bacia e esferas, também tinha um som que gostava. 
Independente de 3 ou 6 "macaquinhos", sempre serão 3 em contato com o mecanismo. A diferença é o tempo de acoplamento entre um ciclo e outro, menor no de 6.
Outro cubo que nunca usei mas sempre ouvi falar bem por ser bem resistente são os sram x9 que vinham na caloi elite antiga. 


Essa questão do acoplamento é importante por conta do peso dele, quase o dobro do seu (e do meu também). Sendo pesado (e com carga), o eixo tende a torcer e tirar os macaquinhos de posição, sobrecarregando as peças. Ao invés de três, apenas um ou dois acoplados. Isso pelo que eu entendi na discussão que comentei. Por isso ter mais seria melhor.

Da até para comprar separadamente:
https://shopee.com.br/-hytczhce-Bike-Cycling-Freehub-Body-8-9-10-Speed-6-Pawls-Free-Hub-Replacement-i.360853834.9549633362" rel="nofollow - https://shopee.com.br/-hytczhce-Bike-Cycling-Freehub-Body-8-9-10-Speed-6-Pawls-Free-Hub-Replacement-i.360853834.9549633362

Mas a dica do cubo é boa, já que vem com isso por padrão.

A propósito, essa seria uma das vantagens de se usar o eixo boost, a rigidez, mas é uma tecnologia só encontrada em bikes mais caras.


Enviado por: True
Data: 15 Out 2021 as 13:56
Até esse cubo dos mais simples da novatec tem as caps intercambiáveis, podendo usar em vários padrões de eixo.
Sobre o acoplamento, tem os DT com sistema ratchet.
O da linha 350 ta saindo por 550 reais no Ali. São falsos, mas acho que vi até o Rafa do wieghtweenies comentando que são idênticos. 
É um tanquinho de guerra também, mas se der manutenção, ta fu.. 


Enviado por: dwsmartins
Data: 15 Out 2021 as 16:32
Originalmente Postado por hug0.dts hug0.dts Escreveu:

Essa questão do acoplamento é importante por conta do peso dele, quase o dobro do seu (e do meu também). Sendo pesado (e com carga), o eixo tende a torcer e tirar os macaquinhos de posição, sobrecarregando as peças. Ao invés de três, apenas um ou dois acoplados. Isso pelo que eu entendi na discussão que comentei. Por isso ter mais seria melhor.

Da até para comprar separadamente:
https://shopee.com.br/-hytczhce-Bike-Cycling-Freehub-Body-8-9-10-Speed-6-Pawls-Free-Hub-Replacement-i.360853834.9549633362" rel="nofollow - https://shopee.com.br/-hytczhce-Bike-Cycling-Freehub-Body-8-9-10-Speed-6-Pawls-Free-Hub-Replacement-i.360853834.9549633362

Mas a dica do cubo é boa, já que vem com isso por padrão.

A propósito, essa seria uma das vantagens de se usar o eixo boost, a rigidez, mas é uma tecnologia só encontrada em bikes mais caras.


Ja vi esses freehubs avulsos, mas o lance é que a Shimano coloca encaixes proprietários em cada modelo.

O encaixe do RM30, pro exemplo, tem estrias salientes no freehub e estrias recuadas no corpo do cubo.



O M430 tem estrias recuadas no freehub e usa uma arruela especial pra ser travado no corpo do cubo (o parafuso no meio é removível, na realidade também usa um assim no RM30).



Outros vão ter sistemas diferentes. Obsolescência programada é um kooooo!

-------------
Bora pedalar, senão estressa!


Enviado por: dwsmartins
Data: 15 Out 2021 as 16:51
Ainda fico invocado ao pensar que o problema é a queda de qualidade das peças. Se as peças fossem criadas e tivessem um Spec uniforme, com materiais bem definidos, com encaixes padronizados, não teríamos essa salada de frutas que tá aí hoje.

A Shimano é o principal exemplo: existem núcleos de freehub com encaixes diversos, sem nenhuma razão a não ser deixá-los diferentes. Existem modelos de cubos que possuem o próprio padrão exclusivo! Estava estudando os guias técnicos dela pra tentar identificar algo melhor, mas nada!

Os próprios núcleos de freehub não são vendidos oficialmente avulsos, pelo menos no Brasil e EUA. No BikeForums, onde eu também postei mensagens sobre o problema, me disseram que eu teria d importar da China torcendo pra ser original ou então comprar na Alemanha, onde o fornecedor tem as peças de reposição, mas eu teria de trazer por courier (endereço na Europa), pois os contratos dos fornecedores locais não permitem o envio internacional.

Enfim, cadê o telefone daquele endocrinologista mesmo? Tô achando que vai ser mais fácil emagrecer...

-------------
Bora pedalar, senão estressa!


Enviado por: hug0.dts
Data: 15 Out 2021 as 17:24
Situação complicada, meu caro. Algumas mudanças até são compreensíveis mas outras são feitas apenas para girar o mercado de peças (obsolescência percebida). Ainda tem a questão das peças serem feitas com cada vez menos qualidade para que precisem ser substituídas com maior frequência.

Infelizmente o jeito vai ser trocar o cubo por inteiro mesmo.

A propósito, eu tenho um freehub aqui mas não sei se serviria para você. É Shimano mas não sei dizer de qual cubo ele foi retirado. Provavelmente um Tourney TX-505, já que o resto das peças são Altus M2000. Ele veio num pack de peças que comprei de um cara que migrou para 12v. Ele só trocou o freehub por um compatível.

Edit:
Esquece. Não é Shimano e nem tem marca. Deve ser de alguma marca chinesa.


Enviado por: bigbarrel
Data: 15 Out 2021 as 17:35
Estou com um problema parecido, segundo freehub XD arrebentado de um novatec 792sb em menos de 1 ano... o primeiro se foi após ter quebrado o eixo.

Faço trilha pesada, salto e subo muito trecho técnico de puro torque, forçando ao extremo.

A sugestão que meu mecânico deu, eixo de inox, torneado... diz ele que resolve para quem é mais pesado e gosta de muito torque, que evita do eixo torcer e os cachorrinhos pegarem no cubo, mesmo quando está catraqueando para trás...

Acabei de pegar a bike, vou mandar fazer o eixo para testar antes de comprar outro cubo... pois depois do novatec, XD só u DT swiss, q parte de 1000 no ali :(


Enviado por: True
Data: 15 Out 2021 as 17:59
Cara, então... sobre os cubos DT do Ali, recentemente algumas rodas roval que usam cubos DT estão tendo recall, junto com alguns DTs avulsos.
Muita gente levou em oficinas e passou desapercebido que o cubo era falso, mesmo colocando lado a lado com um original. Só descobriram quando deram entrada no processo de garantia e puxaram o número de série. 
Os cubos são "idênticos" aos originais, pelo menos visualmente. Agora, qualidade, não da para dizer. 
Pagar mais de mil, 2 mil em cubos sabidamente falsos ou original por não muita coisa a mais, não sei se vale a pena essa economia. 
A ideia que dei do dt350 é por custar quase a mesma coisa que um novatec..
Eu não arriscaria minha grana num 240 ou 180 sabendo que é falso. 


Enviado por: Ligeirinho
Data: 15 Out 2021 as 18:46
Originalmente Postado por dwsmartins dwsmartins Escreveu:

Originalmente Postado por hug0.dts hug0.dts Escreveu:

Essa questão do acoplamento é importante por conta do peso dele, quase o dobro do seu (e do meu também). Sendo pesado (e com carga), o eixo tende a torcer e tirar os macaquinhos de posição, sobrecarregando as peças. Ao invés de três, apenas um ou dois acoplados. Isso pelo que eu entendi na discussão que comentei. Por isso ter mais seria melhor.

Da até para comprar separadamente:
https://shopee.com.br/-hytczhce-Bike-Cycling-Freehub-Body-8-9-10-Speed-6-Pawls-Free-Hub-Replacement-i.360853834.9549633362" rel="nofollow - https://shopee.com.br/-hytczhce-Bike-Cycling-Freehub-Body-8-9-10-Speed-6-Pawls-Free-Hub-Replacement-i.360853834.9549633362

Mas a dica do cubo é boa, já que vem com isso por padrão.

A propósito, essa seria uma das vantagens de se usar o eixo boost, a rigidez, mas é uma tecnologia só encontrada em bikes mais caras.


Ja vi esses freehubs avulsos, mas o lance é que a Shimano coloca encaixes proprietários em cada modelo.

O encaixe do RM30, pro exemplo, tem estrias salientes no freehub e estrias recuadas no corpo do cubo.



O M430 tem estrias recuadas no freehub e usa uma arruela especial pra ser travado no corpo do cubo (o parafuso no meio é removível, na realidade também usa um assim no RM30).



Outros vão ter sistemas diferentes. Obsolescência programada é um kooooo!


O modelo do freehub do modelo de baixo creio que seja um dos primeiros pois tive um cubo Deore II de 1989 se não engano, das antigas mesmo...  e era essa a padronização. Os demais tbm que já usei até de 1993 era semelhantes vinham com os cubos Shimano que chamo de palitos pois o corpo do cubo eram bem semelhantes aos cubos antigos de speed. Também os Paralaxx  gordinhos  a partir de 1994 ao menos o Altus e Alivio também eram semelhantes. Creio que dentro da Shimano da Gama média pra baixa até o Alivio/Acera/Altus era esse o padrão, sendo aumentado o freehub em altura para acomodar os cassetes 8V que vieram depois Já o RM30 seria a substituição do cubo Altus de antigamente? E o RM40/RM60 e RM 70 onde estão classificados? Suspeito que a partir de RM40 o desenho do freehub e até mesmo os antigos STX eram todos iguais. O Exage foi substituido pelo STX e creio que por sua vez foi substituido pelos atuais(?) Deore. Na verdade nem sei como está a familia Shimano mountain hoje.
O cubo Shimano traseiro RM30 lhe serviria/aguentaria DswMartins?... Foi o que mais aguentou? Vou reler acima.
Abs pedalísticos.


Enviado por: Ligeirinho
Data: 15 Out 2021 as 19:05
 
"esses cubos rodaram nesse ritmo até março de 2020, 18 meses, o que dá 9000km."

Como eu sou olheiro pra mim mesmo das bikes, principalmente anos 90 posso ver por aqui se tem um desses dando sopa nas lojinhas de bairro. Hoje inclusive vi uma Giant Sedona dos anos 90 com Altus C10, uma Caloi Aluminum e uma Trek de Aluminio (não reconheci modelo) todas empoeiradas numa garagem de bikes de um prédio. Um dia que achar uma Nishiki excêntrica de chain stay levantado ou uma Cannondale Killer (bem mais difícil) eu compro!


Enviado por: hug0.dts
Data: 15 Out 2021 as 19:16
Esses Cubos RM fazem parte da linha Altus/Acera. A medida que o número aumenta a vedação melhora, mas são basicamente os mesmos Cubos.


Enviado por: dwsmartins
Data: 15 Out 2021 as 21:49
Originalmente Postado por Ligeirinho Ligeirinho Escreveu:

 
<span style=": rgb255, 247, 224;">"esses cubos rodaram nesse ritmo até março de 2020, 18 meses, o que dá 9000km."</span>

Como eu sou olheiro pra mim mesmo das bikes, principalmente anos 90 posso ver por aqui se tem um desses dando sopa nas lojinhas de bairro. Hoje inclusive vi uma Giant Sedona dos anos 90 com Altus C10, uma Caloi Aluminum e uma Trek de Aluminio (não reconheci modelo) todas empoeiradas numa garagem de bikes de um prédio. Um dia que achar uma Nishiki excêntrica de chain stay levantado ou uma Cannondale Killer (bem mais difícil) eu compro!

O núcleo do freehub do RM30 aguentou cerca de 9000km antes da pandemia (500km/mês durante 18 meses) e mais uns 500km do início do isolamento social até setembro. Eu já recalculei olhando registros Strava, rotinas e tal.

Em setembro de 2020 o núcleo do RM30 rachou aquela parte de metal marrom que tem as estrias, aí eu troquei o cubo todo por um M430, com selo da Blue Cycle e tal. Ele durou cerca de 1300km até abril de 2021.

Achei que fosse má sorte minha (lote ruim, erro de produção, etc.) e comprei outro cubo M430, que veio sem o selo da Blue Cycle. Perguntei ao mecânico que iria fazer o serviço se ele achava que era falsificado, mas ele me mostrou que era idêntico ao anterior e que tudo indicava ser original.

Pra reduzir o custo, pois o cubo M430 anterior ainda estava com a graxa limpa, pedi ao mecânico pra apenas soltar o núcleo do freehub e montar no cubo que já estava na bike. Esse núcleo do freehub durou somente até agora, aproximadamente 1500km depois, o que é um pouquinho mais que o anterior.

Talvez as datas e distâncias não batam com o relato que eu fiz antes, mas agora eu confirmei tudo e me certifiquei. Uma coisa é certa: o RM30 durou pelo menos 6 vezes mais que qualquer M430.

Resolvi arriscar no RM70, que é contemporâneo do RM30 em projeto, tem os selos externos mais parrudos e um desenho do núcleo do freehub diferente tanto do RM30 quanto do M430: tem as estrias para dentro, como o M430, mas em maior número: 15 ao invés de 12. Apesar do que, esse encaixe nunca foi o que quebrou, sempre foram os macaquinhos.



-------------
Bora pedalar, senão estressa!


Enviado por: dwsmartins
Data: 15 Out 2021 as 21:51
Originalmente Postado por hug0.dts hug0.dts Escreveu:

Esses Cubos RM fazem parte da linha Altus/Acera. A medida que o número aumenta a vedação melhora, mas são basicamente os mesmos Cubos.

Mas os nucleos dos freehubs ainda são diferentes entre eles. É de se ficar puto com essa Shimano, viu?

-------------
Bora pedalar, senão estressa!


Enviado por: dwsmartins
Data: 15 Out 2021 as 22:01
Originalmente Postado por hug0.dts hug0.dts Escreveu:

Infelizmente o jeito vai ser trocar o cubo por inteiro mesmo.

A propósito, eu tenho um freehub aqui mas não sei se serviria para você. É Shimano mas não sei dizer de qual cubo ele foi retirado. Provavelmente um Tourney TX-505, já que o resto das peças são Altus M2000. Ele veio num pack de peças que comprei de um cara que migrou para 12v. Ele só trocou o freehub por um compatível.


Mesmo que fosse Shimano, o TX505 tem o freehub mais estranho de todos, na minha opinião: não tem estrias, somente uma rosca que prende ele no corpo do cubo.



Posso estar enganado, mas me parece que essa montagem pode trazer aqueles mesmos problemas de catraca em cubo convencional: as engrenagens ficarem "dançando" por conta de deformações da rosca, ou o núcleo do freehub ficar preso no cubo, pois o torque da pedalada aperta ele cada vez mais. Tenho dó do mecânico que tiver que trocar um núcleo desse tipo que eu tenha usado...

-------------
Bora pedalar, senão estressa!


Enviado por: dwsmartins
Data: 15 Out 2021 as 23:08
Pra resumir o que descobri até agora:

* O RM30 durou comigo seis vezes mais que qualquer dos dois M430.

* Em quatro freehubs que eu avaliei aqui existem quatro tipos de encaixe do núcleo.

* O RM30 é citado como lançamento nas linhas Alívio, Acera e Altus em 2005 nos documentos da Shimano.

* O RM70 e o M430 são citados a partir de 2012 nas mesmas linhas. Os núcleos de ambos são diferentes.

* O TX505 só aparece em 2015 na linha Tourney.

* Apesar de se supor que é superior, o mecanismo do núcleo dos freehubs T610 e M590 é o mesmo do M430 (!).

* A Shimano lançou em 2009 dois freehubs adequados pra maior torque, com pedivela triplo (deve permitir até 20d ou 22d na coroinha) e até 36 dentes no freehub em roda 29": são o FH-M529 e o FH-M629. Segundo ela, outros freehubs não aguentavam o torque exercido pela engrenagem de 36d e seria até motivo de revogar a garantia.

* Aparentemente, os modelos superiores tem melhor vedação, revestimentos e polimento dos cones e bacias, mas a durabilidade dos núcleos não acompanha isso obrigatoriamente. Em fóruns de cicloturismo na gringa me relataram casos de macaquinhos dobrando sob carga com cubos de eixo passante, pois são menores.

Tô pensando seriamente em largar mão da Shimano nessa área. Mas pra onde? A parte complicada é que o eixo não está empenando, as esferas estão íntegras, os cones e bacias estão perfeitos, o corpo do freehub está como novo, mas o núcleo é que não aguentou o torque. E isso não é fácil de julgar pq a Shimano faz mistério sobre eles, tratando-os como "caixas pretas". Não existe nem mesmo documentação pra desmontar os núcleos atualmente!

Recebi uma indicação pra colocar freehubs Phill Wood de $475,00 (só o traseiro!) num fórum gringo, mas isso é fora da realidade brasileira....

-------------
Bora pedalar, senão estressa!


Enviado por: hug0.dts
Data: 16 Out 2021 as 17:39
 informações bacanas.

Dada a situação, acho que é melhor você se manter no que teve melhor resultado, no caso o RM30.

Dando uma fuçada na Aliexpress,  encontrei todas as peças para manutenção do freehub, incluindo o freehub completo avulso ( https://a.aliexpress.com/_mtiSORs" rel="nofollow - https://a.aliexpress.com/_mtiSORs ) . Pode ser uma boa para não precisar comprar um outro cubo que você não sabe se vai funcionar bem.

Se a engrenagem estiver intacta,  talvez seja interessante importar só os macaquinhos (precisará medir com um paquímetro os originais), pegando alguns extras para ter disponível caso precise devido a recorrência do problema.


Enviado por: dwsmartins
Data: 17 Out 2021 as 17:08
Hugo, tô pensando nessa linha também. Mas os anúncios que eu achei com o título dizendo RM30-8 são na realidade M430. Confirmei quando perguntei aos vendedores.

Mas talvez seja melhor comprar outro cubo mesmo, pq as bacias do RM30-8 que eu já tenho guardado podem começar a se desgastar e não tem reposição.

Eu cheguei a trocar os cones uma vez e as esferas eram substituídas sempre que eu achava alguma fosca. A manutenção era feita a cada 6 meses e eu usava graxa de lítio, pq esse cubo não tem nada de selos de borracha ou partes em plástico, então não tem problema.

Arrisquei um par de RM70 que estavam anunciados no MercadoLivre. Bora torcer pra durar mais!

-------------
Bora pedalar, senão estressa!


Enviado por: hug0.dts
Data: 18 Out 2021 as 21:47
Originalmente Postado por dwsmartins dwsmartins Escreveu:

Hugo, tô pensando nessa linha também. Mas os anúncios que eu achei com o título dizendo RM30-8 são na realidade M430. Confirmei quando perguntei aos vendedores.

Mas talvez seja melhor comprar outro cubo mesmo, pq as bacias do RM30-8 que eu já tenho guardado podem começar a se desgastar e não tem reposição.

Eu cheguei a trocar os cones uma vez e as esferas eram substituídas sempre que eu achava alguma fosca. A manutenção era feita a cada 6 meses e eu usava graxa de lítio, pq esse cubo não tem nada de selos de borracha ou partes em plástico, então não tem problema.

Arrisquei um par de RM70 que estavam anunciados no MercadoLivre. Bora torcer pra durar mais!

Tomara que durem.  Se lembrar, depois atualize o tópico com o resultado do teste de longo prazo.

Sobre as bacias, as genéricas avulsas servem apesar de não ficarem tão apertadas quantos as originais. Nem devem ser tão duráveis também.

Só os cones é que são problemáticos, pois alguns tem a rosca um pouco mais larga que os originais, ficando com folga no eixo.


Enviado por: dwsmartins
Data: 19 Out 2021 as 13:06
Originalmente Postado por hug0.dts hug0.dts Escreveu:

Tomara que durem.  Se lembrar, depois atualize o tópico com o resultado do teste de longo prazo.

Sobre as bacias, as genéricas avulsas servem apesar de não ficarem tão apertadas quantos as originais. Nem devem ser tão duráveis também.

Só os cones é que são problemáticos, pois alguns tem a rosca um pouco mais larga que os originais, ficando com folga no eixo.
Vou atualizar sim. sinto falta desse tipo de informação prática, tanto aqui quanto na gringa.

Já tentei adaptar as bacias genéricas em cubos Shimano, dá uma folga bastante incômoda que não tem como retirar, definitivamente não fica legal. Nem sei como seria a durabilidade delas...

Os cones eu troquei foi o eixo inteiro e o conjunto ainda tá bom, por incrível que pareça. Esse freehub RM30-8 é algo interessante: os cones e bacias dele não são nem mesmo polidos, ao contrário dos que vem no M430, que são lisinhos. A rolagem dos M430 é um pouquinho melhor que a dos RM30-8, principalmente quando novos, pq os RM30-8 vão "polir" no uso mesmo. Depois eles se igualam, principalmente depois da primeira revisão dos RM30-8. O negócio é só o núcleo do freehub mesmo.


-------------
Bora pedalar, senão estressa!


Enviado por: Ligeirinho
Data: 19 Out 2021 as 14:32


[/QUOTE]
Mesmo que fosse Shimano, o TX505 tem o freehub mais estranho de todos, na minha opinião: não tem estrias, somente uma rosca que prende ele no corpo do cubo.



Curioso. Vejam como são as coisas: esse modelo acima de freehub já vinha no cubo traseiro da Specialized Rockhopper em 1998 . Era um Ritchey de aparência básica até meio feiosinho mas durou o quanto usei dele, uns 11 mil km até desmontar a bike. Será essa rosca enorme (usava uma allen de 12mm pra soltar do cubo) de muito maior diametro que os shimano RM30 tem tendência de durarem mais ou menos? Deixo a dúvida para quem saiba mais. Na minha ingenuidade de lógica penso que as cargas seriam melhores distribuídas no cubo que um eixo com rosca bem menor e "concentradora" dos impactos sofridos na rolagem nos modelos da Shimano atuais como o RM30, embora não saiba dizer como são  os modelos (fora os microspline) os freehubs das suas linhas superiores.  Tenho aqui ainda pra futuramente descobrir os modelos de freehubs da PROMAX, sim ela fez cubos, um dito FORMULA de 7v, pesado mas de aparência robusta com rolamentos e o VORTEX que suspeito seja o mais simplório de todos.


Enviado por: hug0.dts
Data: 19 Out 2021 as 14:41
Originalmente Postado por dwsmartins dwsmartins Escreveu:

Originalmente Postado por hug0.dts hug0.dts Escreveu:

Tomara que durem.  Se lembrar, depois atualize o tópico com o resultado do teste de longo prazo.

Sobre as bacias, as genéricas avulsas servem apesar de não ficarem tão apertadas quantos as originais. Nem devem ser tão duráveis também.

Só os cones é que são problemáticos, pois alguns tem a rosca um pouco mais larga que os originais, ficando com folga no eixo.
Vou atualizar sim. sinto falta desse tipo de informação prática, tanto aqui quanto na gringa.

Já tentei adaptar as bacias genéricas em cubos Shimano, dá uma folga bastante incômoda que não tem como retirar, definitivamente não fica legal. Nem sei como seria a durabilidade delas...

Os cones eu troquei foi o eixo inteiro e o conjunto ainda tá bom, por incrível que pareça. Esse freehub RM30-8 é algo interessante: os cones e bacias dele não são nem mesmo polidos, ao contrário dos que vem no M430, que são lisinhos. A rolagem dos M430 é um pouquinho melhor que a dos RM30-8, principalmente quando novos, pq os RM30-8 vão "polir" no uso mesmo. Depois eles se igualam, principalmente depois da primeira revisão dos RM30-8. O negócio é só o núcleo do freehub mesmo.


Basta usar um calço que resolve. Na bike do velho (um par de Rm60) usei duas tiras feitas a partir de garrafa pet por ser um material mais maleável. Coloquei elas no ponto de encaixe e instalei. Por enquanto, zero problemas. Mas só precisei fazer isso na dianteira. Na traseira ficou firme.



Imprimir página | Fechar Janela

Forum Software by Web Wiz Forums® version 11.06 - http://www.webwizforums.com
Copyright ©2001-2016 Web Wiz Ltd. - https://www.webwiz.co.uk