| PEDAL | HOME | ARTIGOS | BIKES | TESTES | COMUNIDADE | CLASSIFICADOS | FORUM | FOTOS | VIDEOS | NOTICIAS | TRILHAS | SERVICOS | CONTATO | + |
Fórum Início Fórum Início > Assuntos Gerais > Oficina e Manutenção das Bikes
  Tópicos recentes Tópicos recentes RSS Feed - Por que o hidráulico???
   [REGRAS]    Ajuda Ajuda  Procurar no fórum   Registrar Registrar  Entrar Entrar

Por que o hidráulico???

 Responder Responder Página  123 8>
Autor
Mensagem
  Tópico Procurar Tópico Procurar  Opções do Tópico Opções do Tópico
Aloneghost Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 09 Jul 2009
niteroi
Desconectado
Mensagens:2134
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (1) Obrigado!(1)   Citação de Aloneghost Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Tópico: Por que o hidráulico???
    Enviado: 22 Jan 2012 as 13:11
Usamos a vida toda o velho e bom V Brak, que é mecânico, e na hora de botar um a disco todo mundo fala que tem que ser hidráulico...não vejo lógica.


A principal diferença entre o V brak e o a disco não é na forma da frenagem?

O a disco continua funcionando quando as rodas empenam...e não desgastam os aros com o uso contínuo e forçado.


Ok...


Mas então por que o HIDRÁULICO é melhor? Só por questão de força? ...Bem, usamos a "força" no V brak...


A não ser se estão me dizendo que o A disco tem menos força de frenagem se comparado ao V brak e por isso temos que usar o hidráulico para termos força suficiente nas mãos...o que seria então, bizarro...







Modismos e grifes no ciclismo estão cheios ( como em qualquer outro ramo ) mas qual é a verdade dessa tão imensa diferença alegada entre o hidráulico e o mecânico?
AloneGhost
msn:aloneghosts(a)hotmail.com
http://aloneghosts.blogspot.com
Voltar para o topo
kiorugui Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 25 Ago 2007
Santa Maria/RS
Desconectado
Mensagens:3462
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de kiorugui Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 22 Jan 2012 as 13:53
Blz?

Mas se eu faço menos força para ter o mesmo resultado, é porque o sistema é mais potente, não concorda?

PS: Gosto do Vbrake....só troquei porque senti necessidade de frenagem com chuva/lama, senão não teria trocado. (levar em consideração o meu tipo de pedal...80% asfalto e estradão e 20% trilhas single.

Flw.

Giant Trance X 26 /Fox RL 120mm/ Overland Vzan.
Voltar para o topo
Bianki Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 15 Jan 2012
São Paulo
Desconectado
Mensagens:155
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (1) Obrigado!(1)   Citação de Bianki Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 22 Jan 2012 as 13:55
Man...   se vc for dar bola p tudo que falam, vc acabara comprando uma bike de 20mil reais...

acredito que o quanto mais simples o freio mi=ais facil o concerto em uma trilha ou pedal longo...


tenho um a disco convencional pq veio na bike, mas quando ele quebrar vou colocar o bom e velho brake...


Sempre tentando e sempre conseguindo! Desistir NUNCA.
Voltar para o topo
poneis Ver Drop Down


Registrado: 09 Abr 2009
São Paulo - SP
Desconectado
Mensagens:4183
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de poneis Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 22 Jan 2012 as 16:58
Eu gosto do v-brake, mas já usei um disco hidráulico. Ele é mais macio e é potente, basicamente isso. Como só ando no asfalto, não achei que valhesse a pena o custo a mais do fluido, da manutenção especial e das pastilhas supercaras.

Eu uso um v-brake alívio e sapatas koolstop e a freagem já é violentaWink
Os melhores mecânicos para a sua bike: www.bike123.com.br
Voltar para o topo
Vash77 Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 01 Jan 2011
Santa Catarina
Conectado
Mensagens:2865
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Vash77 Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 22 Jan 2012 as 17:33

Hidraulico não há riscos de entrar lama e areia nos conduites e atrapalhar a frenagem, a modulação é muito melhor (Com muito menos força, tu tem uma frenagem mais eficiente).


Claro que não podemos usar um Avid Juicy 3 como exemplo, mas sim um Magura ou um Shimano XTR M988 (Calma gente, sei que há modelos abaixo dos M988 e outros em demais marcas muito bons, apenas quis falar que hidraulicos de entrada, aqueles mais em conta, não tem o mesmo resultado que um freio mais caro).


Eu uso freios mecânicos, não tenho nada a reclamar também, são Avid BB7 com manetes Speed Dial 7.

O rotor também influencia muito na potencia do freio.

Voltar para o topo
Guzansky Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 08 Set 2011
Vila Velha - ES
Desconectado
Mensagens:802
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Guzansky Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 22 Jan 2012 as 17:46
eu achava que era frescura essa coisa de hidráulico, até frear com um
Voltar para o topo
andre cq Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 12 Jan 2012
campo grande
Desconectado
Mensagens:28
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de andre cq Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 22 Jan 2012 as 17:51

  Desculpem caso eu fale alguma bobagem, sou novato na área,


  mas não seria uma boa alternativa colocar um freio a disco hidráulico na traseira, e um v- brake na frente? Vai deixar mais leve a frente, e terá a eficiência atrás, com o custo menor.

  
  
Voltar para o topo
Vash77 Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 01 Jan 2011
Santa Catarina
Conectado
Mensagens:2865
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Vash77 Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 22 Jan 2012 as 17:59
Originalmente Postado por andre cq andre cq Escreveu:


  Desculpem caso eu fale alguma bobagem, sou novato na área,


  mas não seria uma boa alternativa colocar um freio a disco hidráulico na traseira, e um v- brake na frente? Vai deixar mais leve a frente, e terá a eficiência atrás, com o custo menor.

  
  


Não compensa, além da bike ficar bem estranha (Aro de V-brake e aro de disco, disco e V-brake) a modulação nunca seria a mesma para os dois freios.
O importante é que Ambos os freios tenham a mesma modulação, ou seja, que tu precise imprimir a mesma força no dianteiro e no traseiro para freiar.


Melhor comprar o kit fechado, só trará beneficios usando os dois, atrás e na frente.

E o freio mais importante é justamente o dianteiro.

Voltar para o topo
Fabiof8 Ver Drop Down
Avatar
Restrito

Registrado: 28 Set 2011
Curitiba
Desconectado
Mensagens:906
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (1) Obrigado!(1)   Citação de Fabiof8 Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 22 Jan 2012 as 18:03
faz sentido sim colega, até seria uma alternativa viável e mais econômica. seria, se vendessem conjunto p/ uma roda só (pinça, manete, conduite, cubo, rotor..), mas no geral só encontramos nas lojas conjunto p/ as duas rodas. A roda traseira é a mais sujeita a entortar e ficar pegando o v-break, disco nela é uma beleza.
Agora o papo de mecânico e hidráulico, quem ja andou nos dois sabe a diferenca de modulação, controle e força.
Mas depende do uso. Se o camarada anda em asfalto e estradao de chao susse, V-break da conta e sobra. Agora se ta numa trilha puxada, molhada, chovendo, aquele barreiro todo junta no V-break e o aro molha e fica sujo. Nessas horas, disco faz toda a diferença.
Mas vejo cada piá andando de slick 1,0 e disco hidraulico na cidade.. puro modismo
Voltar para o topo
MarcusDias Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 08 Mar 2011
Minas Gerais
Desconectado
Mensagens:53
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de MarcusDias Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 22 Jan 2012 as 19:50

Não sei o porquê desta "paranoia".... ambos os sistemas são mecânicos!
Em um o sistema de transferência de força é feito por meio de cabos de aço e em seguida há um mecanismo de alavancas que amplia a força aplicada no manete. (V-BRAKE).

Em outro, o sistema de transferência de força é feito por meio hidráulico e há a ampliação da força aplicada no manete por meio da diferença de áreas dos pistões (Manete e Cáliper) - Princípio de Pascal. (Freio a disco hidráulico).

A principal desvantagem do freio V-BRAKE - pelo ponto de vista mecânico - é que há naturalmente uma perda de eficiência na transferência de força pelo próprio sistema de cabos deslizantes dentro do conduíte, além dos citados anteriormente (roda empenada, frenagem na lama e chuva).

Deixem de preconceito e aproveitem o que a engenharia tem de melhor a lhes oferecer. Ah, e arquem também com os custos!LOL




Voltar para o topo
carlos_hpc Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 17 Jan 2012
Casa Branca SP
Desconectado
Mensagens:22
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de carlos_hpc Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 22 Jan 2012 as 20:10
Originalmente Postado por Bianki Bianki Escreveu:

Man...   se vc for dar bola p tudo que falam, vc acabara comprando uma bike de 20mil reais...


hahahah ... to passando por isso, quanto mais pergunto, mais caro fica a bike .... estava com a mesma duvida, mais vou de v-brake, já que as lojas daqui cobram um absurdo na manutenção dos discos hidraulicos ...

e outra, me falaram que pesa na roda também , isso procede?
Voltar para o topo
andre cq Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 12 Jan 2012
campo grande
Desconectado
Mensagens:28
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (1) Obrigado!(1)   Citação de andre cq Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 22 Jan 2012 as 20:51
Estou querendo partir pro V-Brake também,

  eu não vejo problemas em se ter um freio a disco hidráulico mesmo para uso leve, freio é segurança, quanto melhor, melhor.

 Eu tenho receio com relação a roubos também, freio a disco chama a atenção. Decidi montar uma bike, e vou tirar todos os adesivos de marcas, se der pintar o quadro.

  O freio a disco na traseira fica disfarçado, mas na frente é chamativo.Meu uso inicialmente é urbano/ trilhas leves, V-brake dá conta. O problema é que pra dar um UP complica, a suspensão que tô querendo vc tem que optar ou v-break ou disco.
Voltar para o topo
carlos_hpc Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 17 Jan 2012
Casa Branca SP
Desconectado
Mensagens:22
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de carlos_hpc Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 22 Jan 2012 as 21:03
Originalmente Postado por andre cq andre cq Escreveu:



 Eu tenho receio com relação a roubos também, freio a disco chama a atenção. Decidi montar uma bike, e vou tirar todos os adesivos de marcas, se der pintar o quadro.   

penso nisso também, disco chama muita atenção. 
Voltar para o topo
Hauss Ver Drop Down
Avatar
Restrito

Registrado: 15 Out 2009
Curitiba
Desconectado
Mensagens:658
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (7) Obrigado!(7)   Citação de Hauss Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 22 Jan 2012 as 21:46
Opa tudo bom pessoal? Estou voltando a ativa depois de um tempão parado.

Vamos lá.

Mesmo ambos os sistemas sendo mecânicos, vamos utilizar o conceito de que mecânico são os freios a cabo, e hidráulico são os que usam o sistema a óleo.

Não é questão de modismo, ou de grife, é questão de eficiência.

O V-Brake é um sistema que se encontra na ponta do aro, ou seja, mais distante do centro. Maximizando assim o fenômeno alavanca que acontece na frenagem. Se por alguma razão os V-Brakes parassem na mesma região que os pistões do freio a disco aplicam a sua força, a força necessária nos V-Brakes deveria ser infinitamente maior do que a que você aplica na ponta.

É o mesmo conceito de trocar um pneu forçando a ponta da alavanca do macaco do que apertar no meio, ou no começo por exemplo.

Então vamos aos fatos: 

  • O sistema hidráulico é feito para que a força que você aplica seja muito mais eficiente quando for aplicada ao sistema de frenagem. É a pressão feita pelo óleo que está preenchendo as câmaras do pistão e forçando as pastilhas contra o freio, e não um cabo que está puxando.
  • A posição de frenagem do v-brake é mais eficiente que a do freio a disco.
  • O freio a disco possuí algumas vantagens aonde os v-brakes pecam, tais quais trabalham melhor com lama, não estão sujeito ao entortamento dos aros dentre outras coisas.

Existem outros fatores em relação a ambos os freios, porém essas três coisas são suficientes para o meu ponto.

Como a posição aonde a força de frenagem do disco é aplicada é muito mais próxima do cubo, em tese, é preciso muito mais força aplicada para que a roda pare. Logo, o sistema hidráulico é feito de maneira a diminuir a força que o piloto precisa fazer e o desperdício da mesma.

Ou seja, não é modinha, é uma questão de eficiência mecânica.

Existem inclusive, freios v-brake hidráulicos. Porém perderam a popularidade pelo fato do disco lidar melhor com as intempéries do MTB. Alguns V-Brakes hidráulicos, inclusive, entortavam a superfície de frenagem dos aros para dentro, devido a força aplicada.

Espero que o wall of text tenha sido útil.


Editado por Hauss - 22 Jan 2012 as 21:48
Voltar para o topo
Aloneghost Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 09 Jul 2009
niteroi
Desconectado
Mensagens:2134
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Aloneghost Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 22 Jan 2012 as 21:58
Originalmente Postado por Hauss Hauss Escreveu:


Opa tudo bom pessoal? Estou voltando a ativa depois de um tempão parado...





Essa sim foi uma explicação que tirou minha dúvida quanto ao se manter o velho e bom v brake....ou se for mudar...mudar só para o a disco hidráulico.

Meio termo não vale...


Não usei ainda um ou outro, mas a diferença é TÃO grande na força a ser aplicada ...ou é uma questão...digamos...de conforto?
AloneGhost
msn:aloneghosts(a)hotmail.com
http://aloneghosts.blogspot.com
Voltar para o topo
Arcanjo Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 27 Nov 2004
Rio de Janeiro - RJ
Desconectado
Mensagens:2360
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Arcanjo Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 22 Jan 2012 as 21:59
Acredito que depende do uso que você vai fazer da bike. Eu uso muito a minha mountain bike para pequenos trajetos e para longos trajetos que tenham caminhos em estradas de terra que não possam ser evitados e não tenho problemas com o v-brake. Como é mais pra ciclismo de aventura e não participo de competições, acho que vai ser uma situação complicada colocar freios a disco e no caso de algum problema ocorrer num lugar distante encontrar peças de reposição. Como um colega citou aqui no forum, imagina se uma lojinha de bicicletas lá no meio de "Timbozinho da Serra" vai ter pastilhas pra freio a disco ou algum mecânico que saiba desempenar um disco ou fazer uma regulagem das pinças?
Se eu participasse de eventos onde a precisão dos freios fizesse a diferença ou usasse a bike num lugar onde caso ocorra algum problema colocasse ela num carro e trouxesse de volta a coisa seria outra. Mas não é o caso. Dessa forma o investimento nos freios a disco não é justificado.


Editado por Arcanjo - 22 Jan 2012 as 21:59
Voltar para o topo
mpgaul Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 07 Nov 2011
PVA-MT
Desconectado
Mensagens:653
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de mpgaul Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 22 Jan 2012 as 22:05
Depois que eu comecei a usar freios hidráulicos a quase 3 anos, não volto mais para o v-brake. Questão de costume nesse caso.



Voltar para o topo
Hauss Ver Drop Down
Avatar
Restrito

Registrado: 15 Out 2009
Curitiba
Desconectado
Mensagens:658
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Hauss Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 22 Jan 2012 as 22:20
Originalmente Postado por Aloneghost Aloneghost Escreveu:

Não usei ainda um ou outro, mas a diferença é TÃO grande na força a ser aplicada ...ou é uma questão...digamos...de conforto?
Eu diria que depende, pois também entram os pistões e as pastilhas do freio no sistema.

Mas em geral a diferença é brutal sim. Sem contar que a modulação dos hidráulicos é mais eficiente.

Digo por experiência própria.

Eu usei aqueles discos mecânicos da Sram, nem lembro o nome mais, Zip, BB, enfim... Era um bom freio, talvez um dos melhores que eu já tive do sistema mecânico.

Porém a diferença entre ele e os meus freios SLX hidráulicos atuais é infinitamente brutal. Pelo menos na minha opinião. Eu confio mais no freio da bike que o da minha falecida moto. O conforto é um plus do sistema, já que a força necessária é bem reduzida.

Mas não é aquela coisa que vai matar alguém. É um ganho de performance bem grande, mas quem usa o sistema mecânico (e um freio das marcas certas) também está bem servido.

Só acho que, o investimento em um freio a disco mecânico bom falha um pouco no custo x benefício, a menos que você tenha a necessidade de se aventurar em regiões que diminuam a eficiência do bom e velho V-Brake e não esteja disposto a investir em um hidráulico. Pois o V-Brake é um sistema bem eficiente, se não estiver com barro e o clima estiver de bom humor.

Observação: Quando eu falo marcas certas, me refiro a marcas e modelos confiáveis. Não seja burro, como eu, que comprou um freio mecânico porco (Não lembro direito a marca, acho que era da GTS mesmo) só por ser disco.Eu quase morri diversas vezes em uma unica descida na Serra da Graciosa, pois o freio era uma porcaria, pior que V-Brake molhado.


Editado por Hauss - 22 Jan 2012 as 22:22
Voltar para o topo
Aloneghost Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 09 Jul 2009
niteroi
Desconectado
Mensagens:2134
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Aloneghost Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 22 Jan 2012 as 22:39
Pois é...lama para mim é difícil pegar...)não por odiar sujar a bike...mas por odiar ter que lavar depois...rsss)....mas serras....são muitas....mais asfalto, pista.

Mas notei uma coisa, pedalando com amigos que possuem a disco, todos eles sofrem, na mesma proporção, o problema do aquecimento e sua consequente não frenagem...procede essa informação?



AloneGhost
msn:aloneghosts(a)hotmail.com
http://aloneghosts.blogspot.com
Voltar para o topo
robervalpedal Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 17 Mai 2008
RJ
Desconectado
Mensagens:1230
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de robervalpedal Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 22 Jan 2012 as 22:43
Originalmente Postado por andre cq andre cq Escreveu:

  Desculpem caso eu fale alguma bobagem, sou novato na área,

  mas não seria uma boa alternativa colocar um freio a disco hidráulico na traseira, e um v- brake na frente? Vai deixar mais leve a frente, e terá a eficiência atrás, com o custo menor.
  


Se quiser fazer uma mistura tem que ser o contrário, disco na frente e V-brake atrás.
O que faz a bicicleta (e qualquer outro veículo) parar é o freio dianteiro, logo o freio mais eficiente tem que estar na frente. Quando se freia, o peso é todo deslocado para frente.

Pense num carro ou moto mais simples. Atrá é freio a tambor, na frente é freioi a disco. Numa moto ou carro mais top, vai ter disco na frente e atrás, mas o dianteiro vai ser ventilado, disco maior etc etc.A lógica é a mesma.

Voltar para o topo
robervalpedal Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 17 Mai 2008
RJ
Desconectado
Mensagens:1230
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de robervalpedal Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 22 Jan 2012 as 22:51
Originalmente Postado por Aloneghost Aloneghost Escreveu:

Pois é...lama para mim é difícil pegar...)não por odiar sujar a bike...mas por odiar ter que lavar depois...rsss)....mas serras....são muitas....mais asfalto, pista.

Mas notei uma coisa, pedalando com amigos que possuem a disco, todos eles sofrem, na mesma proporção, o problema do aquecimento e sua consequente não frenagem...procede essa informação?



Me vi forçado a migrar para disco quando comprei um quadro novo.
E vou falar, foi uma das melhores coisas que fiz pra USO  EM TRILHA. Já passei sufoco algumas vezes com chuva + lama + v-brake da sapata acabar, o aro não comer e nada da bike parar...
Uma vez com disco, estourou um raio e o aro dianteiro ficou torto. Continuei o pedal por mais uns 35km sem diminuir muit nas descidas. Com v-brake seria impossível, ia pegar no aro, ia ter que soltar a ferradura e ficar sem o freio diantiero.

MAs na mtb de asflato continuo no V-Brake e não vejo necessidade de disco, mesmo em descida forte na chuva. MAs isso com Alívio e sapatas Kool Stop vermelhas que fazem uma grande diferença.

Aquecimento acontece, mas não é pra tanto. Tem que ver qual o freio, qual a pastilha dos seus amigos.... tem uma grande gama de sistemas com eficiências variáveis.
Voltar para o topo
Hauss Ver Drop Down
Avatar
Restrito

Registrado: 15 Out 2009
Curitiba
Desconectado
Mensagens:658
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (1) Obrigado!(1)   Citação de Hauss Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 22 Jan 2012 as 22:56
Originalmente Postado por Aloneghost Aloneghost Escreveu:

Pois é...lama para mim é difícil pegar...)não por odiar sujar a bike...mas por odiar ter que lavar depois...rsss)....mas serras....são muitas....mais asfalto, pista.

Mas notei uma coisa, pedalando com amigos que possuem a disco, todos eles sofrem, na mesma proporção, o problema do aquecimento e sua consequente não frenagem...procede essa informação?
Procede.

Quanto maior/menos vazado o rotor, menos o calor fica localizado e melhor a frenagem. Só que pesa mais e tem menos espaço pros detritos se alocarem.

Quanto menor/mais vazado o rotor, mais o calor se localiza e pior a frenagem. Só que pesa menos e tem mais espaço pros detritos se alocarem.

O ideal é achar um meio termo, as pastilhas certas e observar o estilo de pedalada.

Freiar muito e não ganhar velocidade é um cancêr pra freio a disco. Esquenta um monte e não ventila. Mas não é comum esquentar a ponto de atrapalhar, só se o cara tiver em um MTB24 horas da vida que puxa o equipamento aos seus limites, ou se estiver usando aqueles rotores de enfeite para weight weenies...

Calor também afeta V-Brake, mas como usa menos energia pra parar, e o aro é grande, esquenta infinitamente menos.


Editado por Hauss - 22 Jan 2012 as 22:59
Voltar para o topo
camponeso Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 17 Dez 2011
Cosmópolis
Desconectado
Mensagens:87
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (1) Obrigado!(1)   Citação de camponeso Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 22 Jan 2012 as 23:42
E o hidraulico faz diferença pra valer numa trílha em declive, muito extensa... Quando o freio é no cabo de aço, chega a dar caimbra nos dedos..
Voltar para o topo
Waldson Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 19 Abr 2008
São Paulo - SP
Desconectado
Mensagens:3966
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (1) Obrigado!(1)   Citação de Waldson Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 23 Jan 2012 as 00:36
Salve Alone!

Não tenho conhecimentos técnicos sobre o assunto, apenas a prática, pois já usei os três tipos de freio - V-Brake, Disco Mec. e Disco Hidr.

Atualmente uso freios hidráulicos.

O que justificou as minhas mudanças de um sistema para outro?

Pois bem, como bem sabes sou praticante de cicloturismo, assim todos os sistemas foram testados nesse mesma modalidade.
 - Usava V-Brake Shimano, com pastilhas Shimano, portando de boa qualidade. Num pedal junto com amigos, num dia chuvoso, todos que usavam V-Brake ficaram sem freios. Apenas um de nós se safou
porque usava sistema misto: Disco na frente e V-Brake atrás. Esse ao final do pedal ainda tinha freios na roda da frente. Assim, mudei para o sistema Disco mecânico.

- Disco mecânico era eficiente mesmo nos dias chuvosos. Fiz vários ciclotures embaixo de chuva e nunca mais tive problemas com frenagem.

- Discos hidráulicos - Um dia comprei uma bike que veio com freios hidráulicos. Na primeira pedalada teste já pude notar a diferença entre os freios a disco mecânicos e hidráulicos. Estes últimos eram mais macios, careciam de muito menos pressão das mãos para frearem eficientemente. (Lembre-se que já havia descido muitas serras com freios a disco mecânicos).

Assim, tive que me render aos discos hidráulicos. As pastilhas são mais caras que V-brakes?; mais difíceis de serem encontradas? Concordo, mas vale a pena. E olhe que não uso um sistema super-caríssimo, haja vista que para cicloturismo nem seria necessário investir tanto num freio hidráulico top de linha. Apenas um conjunto de boa qualidade, que não o deixe na mão num pedal distante.

É isso.

Abraços

Waldson

Waldson (Antigão cicloturista)
Blog = Pedalando com o Antigão
http://pneunaestrada.blogspot.com
Voltar para o topo
Mauro Brisola Ver Drop Down


Registrado: 05 Nov 2007
Curitiba - PR
Desconectado
Mensagens:3932
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Mauro Brisola Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 23 Jan 2012 as 00:56
Tem sujeito que ainda deve usar televisão com válvulas, carros com partida à manivela, ferro de passar roupa à carvão...

Muito em breve o v-brake será história. Como o videocassete e a maria fumaça.


Gostem ou não.
Voltar para o topo
Aloneghost Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 09 Jul 2009
niteroi
Desconectado
Mensagens:2134
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Aloneghost Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 23 Jan 2012 as 01:06
Originalmente Postado por Waldson Waldson Escreveu:

Salve Alone!



Salve....pois é...já estou ficando convencido disso....outro muito bom relato, e sei que você não gasta no que não é necessário....


Valeu Grande Waldson
AloneGhost
msn:aloneghosts(a)hotmail.com
http://aloneghosts.blogspot.com
Voltar para o topo
Mr.Sergius Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 13 Ago 2008
Santos
Desconectado
Mensagens:2096
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Mr.Sergius Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 23 Jan 2012 as 01:57
Originalmente Postado por Hauss Hauss Escreveu:


Originalmente Postado por Aloneghost Aloneghost Escreveu:


Pois é...lama para mim é difícil pegar...)não por odiar sujar a bike...mas por odiar ter que lavar depois...rsss)....mas serras....são muitas....mais asfalto, pista.

Mas notei uma coisa, pedalando com amigos que possuem a disco, todos eles sofrem, na mesma proporção, o problema do aquecimento e sua consequente não frenagem...procede essa informação?

Procede.
Quanto maior/menos vazado o rotor, menos o calor fica localizado e melhor a frenagem. Só que pesa mais e tem menos espaço pros detritos se alocarem.
Quanto menor/mais vazado o rotor, mais o calor se localiza e pior a frenagem. Só que pesa menos e tem mais espaço pros detritos se alocarem.
O ideal é achar um meio termo, as pastilhas certas e observar o estilo de pedalada.
Freiar muito e não ganhar velocidade é um cancêr pra freio a disco. Esquenta um monte e não ventila. Mas não é comum esquentar a ponto de atrapalhar, só se o cara tiver em um MTB24 horas da vida que puxa o equipamento aos seus limites, ou se estiver usando aqueles rotores de enfeite para weight weenies...
Calor também afeta V-Brake, mas como usa menos energia pra parar, e o aro é grande, esquenta infinitamente menos.

Desculpe Hauss mas discordo de alguns pontos.
Primeiro é necessário esclarecer detalhes importantes e decisivos para frenagem.
A dissipação do calor depende do tipo da pastilha: pastilhas de resina ou orgânicas o calor será dissipado pelo disco; pastilhas metálicas e semimetálicas o calor é dissipado tanto pelo disco (aquece menos) como pelo caliper. Há tipos de discos que aceitam somente um ou outro tipo... assim se vc usar pastilhas orgânicas em discos com definição para metálicas certamente este irá esquentar além do desejável, perderá poder de frenagem e poderá mesmo 'azular'. O contrário pode fazer com que as pastilhas metálicas esmerilhem o disco... portanto é importante saber se o disco aceita qual tipo de pastilha... nos shimano vinha escrito, não sei se ainda vem.
Discordo que disco mais vazado aqueça mais, o que pode é aquecer mais rápido (menos massa de aço a ser aquecida) mas esfriam mais rápido também.
Quanto ao diâmetro, entendo que os de maior diâmetro aquecem menos não porque distribuem melhor o calor (em qualquer frenagem todos os pontos da superfície da pista de frenagem passará inúmeras vezes pelas pastilhas), pois tendo um momento de força maior carecem de menos pressão das pastilhas para obter a mesma força de parada que discos de diâmetro menor.
Mais ainda, discos "ondulados" ou "irregulares" esfriam melhor que discos com o perímetro liso.

Quanto ao calor gerado pelos v-brake contra os aros, além do diâmetro tem que estes são de alumínio, muito melhor condutor de calor que o aço, dissipando o calor de forma mais eficiente.
Novos sistemas de freio estão vindo com o rotor com a pista em aço e o centro em alumínio e o caliper com aletas de alumínio (e.g. Icetech da Shimano) visando melhor dissipação do calor.

Originalmente Postado por Guzanski Guzanski Escreveu:

eu achava que era frescura essa coisa de hidráulico, até frear com um


Acho que essa é A resposta à indagação do Alone...
Na vida nem tudo são flores! Ainda bem, pois detestaria ter que descer as ladeiras esmagando as pobrezinhas.
Voltar para o topo
Mr.Sergius Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 13 Ago 2008
Santos
Desconectado
Mensagens:2096
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Mr.Sergius Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 23 Jan 2012 as 02:06
Originalmente Postado por Mauro Brisola Mauro Brisola Escreveu:

Tem sujeito que ainda deve usar televisão com válvulas, carros com partida à manivela, ferro de passar roupa à carvão...
Muito em breve o v-brake será história. Como o videocassete e a maria fumaça.
Gostem ou não.

Outra realidade incontestável.
Na vida nem tudo são flores! Ainda bem, pois detestaria ter que descer as ladeiras esmagando as pobrezinhas.
Voltar para o topo
Hauss Ver Drop Down
Avatar
Restrito

Registrado: 15 Out 2009
Curitiba
Desconectado
Mensagens:658
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Hauss Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 23 Jan 2012 as 04:48
Originalmente Postado por Mr.Sergius Mr.Sergius Escreveu:

Discordo que disco mais vazado aqueça mais, o que pode é aquecer mais rápido (menos massa de aço a ser aquecida) mas esfriam mais rápido também.
Quanto ao diâmetro, entendo que os de maior diâmetro aquecem menos não porque distribuem melhor o calor (em qualquer frenagem todos os pontos da superfície da pista de frenagem passará inúmeras vezes pelas pastilhas), pois tendo um momento de força maior carecem de menos pressão das pastilhas para obter a mesma força de parada que discos de diâmetro menor.
Mais ainda, discos "ondulados" ou "irregulares" esfriam melhor que discos com o perímetro liso.
Opa, tudo bem?

Então, é dito que rotores mais vazados esquentam mais exatamente pela área de contato e pela massa, pois tem menos massa para que o calor se disperse. Já os rotores maiores tem mais massa e área de contato (Com o ar) para a dispersão desse calor. Até onde eu sei é o mesmo conceito dos dissipadores de calor de processadores por exemplo. Isso e pela força empregada também.

Pra esse efeito é visível se for comparar meus rotores standard da Shimano com o de amigos que foram experimentar versões mais leves.
Voltar para o topo
danielbns Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 25 Dez 2005
Rio de Janeiro
Desconectado
Mensagens:6900
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de danielbns Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 23 Jan 2012 as 06:07
Originalmente Postado por Aloneghost Aloneghost Escreveu:

Pois é...lama para mim é difícil pegar...)não por odiar sujar a bike...mas por odiar ter que lavar depois...rsss)....mas serras....são muitas....mais asfalto, pista.

Mas notei uma coisa, pedalando com amigos que possuem a disco, todos eles sofrem, na mesma proporção, o problema do aquecimento e sua consequente não frenagem...procede essa informação?





esse é um ponto que é engraçado, se vc estiver com um freio hidra e ele super aquecer muito vc fica praticamente sem freio, um bom freio mecanico tipo um BB7 ele até esquenta mais rapido, mas nao fica tão sem freio qndo super aquece muito.

tem um artigo antigo do pink bike que fala que pastilhas metalicas jogam o calor pro caliper e as organicas pro disco resultado:
mecanico
-vc acaba sentindo mais rapidamente a perda de frenagem e com as pastilhas organicas isso piora bastante
-com pastilhas metalicas demora mais pra começar a perder frenagem, mas qndo o freio super aquece o cabo diferente do oleo nao muda em nada e mesmo q perca frenagem nao ficará sem freio completamente.

hidraulico
-perde frenagem mais rapidamente com pastilhas organicas, mas até super aquecer é tranquilo
-com a metalica ele demora mais, mas no final super aquece o caliper e consequentemente o oleo, ele dilata e fica uma bosta

em descida de dh que o cara dá várias freadas durante a descida é tranquilo pq o freio esquenta e esfria sucessivamente, mas em uma descida de asfalto onde a frenagem é bem mais duradoura e constante o risco de ficar sem freio é grande.

então pra quem anda muito no asfalto eu usaria um bom freio mecanico, avid bb7 por exemplo com pastilhas metalicas.

tem uma descida em niteroi, o Vash77 e o alone devem conhecer a do parque da cidade, a galera do freeride que conheço que desce rapido por ali os com freio hidra todos ficam praticamente sem freio ali, galera de freio mecanico simples tipo winzip e tal também, mas eu e um amigo que temos o BB7 nao ficamos.


Editado por danielbns - 23 Jan 2012 as 06:08
Voltar para o topo
Mr.Sergius Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 13 Ago 2008
Santos
Desconectado
Mensagens:2096
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Mr.Sergius Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 23 Jan 2012 as 20:24
Originalmente Postado por Hauss Hauss Escreveu:

Originalmente Postado por Mr.Sergius Mr.Sergius Escreveu:

Discordo que disco mais vazado aqueça mais, o que pode é aquecer mais rápido (menos massa de aço a ser aquecida) mas esfriam mais rápido também.
Quanto ao diâmetro, entendo que os de maior diâmetro aquecem menos não porque distribuem melhor o calor (em qualquer frenagem todos os pontos da superfície da pista de frenagem passará inúmeras vezes pelas pastilhas), pois tendo um momento de força maior carecem de menos pressão das pastilhas para obter a mesma força de parada que discos de diâmetro menor.
Mais ainda, discos "ondulados" ou "irregulares" esfriam melhor que discos com o perímetro liso.
Opa, tudo bem?

Então, é dito que rotores mais vazados esquentam mais exatamente pela área de contato e pela massa, pois tem menos massa para que o calor se disperse. Já os rotores maiores tem mais massa e área de contato (Com o ar) para a dispersão desse calor. Até onde eu sei é o mesmo conceito dos dissipadores de calor de processadores por exemplo. Isso e pela força empregada também.

Pra esse efeito é visível se for comparar meus rotores standard da Shimano com o de amigos que foram experimentar versões mais leves.


Compreendo sua comparação e não duvido do que vc está dizendo, mas a área de contato com o ar em um disco fechado é menor que nos vazados. Na verdade nos discos fechados o ar circula apenas no perímetro, já nos vazados o ar circula entre cada um dos espaços sendo muito maior o fluxo de ar recebido. Será todos estão usando a mesma pastilha? Resina ou Orgânicas esquentam mais o disco que as metálicas...
Veja no desenho:
Este é o rotor mais vazado da atualidade (KCNC e tb Ashima): em vermelho onde o ar frio circularia tantos nos fechados como nos vazados... em verde onde o ar frio circula apenas nos vazados (claro que circula em mais lugares, mas principalmente nesses de frente para o ar frio). A bike estaria indo da direita para a esquerda no caso.



Para verificar o que aquece mais se é o que tem mais massa ou menos aqueça um alfinete ao rubro aguarde 3 minutos e aponte um termômetro infravermelho para ele.
Faça o mesmo com um prego de construlção daquele de 8 cm de comprimento... espere o mesmo tempo e repita a medição.
Com relação aos Shimano standard e outros genéricos como Alligator ou Ashima há que considerar a liga do aço usado e o tipo de pastilha como eu disse no início.
Usando a pastilha correta para o tipo correto os vazados devem aquecer e esfriar mais rápido e ter uma temperatura média menor.
Na vida nem tudo são flores! Ainda bem, pois detestaria ter que descer as ladeiras esmagando as pobrezinhas.
Voltar para o topo
Fabio Ver Drop Down


Registrado: 07 Out 2003
-
Desconectado
Mensagens:7039
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Fabio Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 23 Jan 2012 as 21:56
Eu era um cético em relação a freio a disco. Usei o meu cantilever Shimano Derore LX durante 9 anos em trilhas bem secas com a mesma sapata original. Não acabava nunca e até achava estranho falar em levar sapata reserva. Mas mudei de opinião o dia em que peguei uma trilha cheia de barro e muita chuva. As sapatas acabaram na hora e o freio já era.
Voltar para o topo
bmarcell Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 23 Jul 2009
Campina Grande
Desconectado
Mensagens:179
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (2) Obrigado!(2)   Citação de bmarcell Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 23 Jan 2012 as 22:43
Salve pessoal

é como o Guzanski disse: "Eu achava que disco hidráulico era frescura, até frear com um". Mas o melhor poder de frenagem dos discos realmente não quer dizer que seja obrigatório que todos migrem para ele.

Sempre terá quem vá dizer que só pedala em locais secos, só no asfalto, blá-blá, se o cara nunca usou o disco, NUNCA vai sentir falta e continuará pedalando na boa sem problemas, pois os v-brakes funcionam muito bem sim, a questão é que se vc nunca utilizou discos, não tem base de comparação para poder argumentar contra o seu uso. Eu andava numa bike rígida, com um grupo simples(alívio, com câmbio traseiro deore shadow) e via alguns amigos andando com bikes "mais equipadas", eu sempre andei junto com os caras e dizia, não preciso disso tudo, com o que tenho vou aos mesmos lugares e ando no mesmo ritmo, isso é frescurada. Um belo dia, passando na bike shop me apaixonei pela Astro FSS AM, uma bike full, com freios a disco hidráulicos e um grupo melhor, comprei e sai da loja direto pra fazer trilha, cara... a diferença foi brutal!!! O conforto, a confiabilidade, o poder de frenagem, a estabilidade nas curvas, tudo isso melhorado graças a coisas que eu vivia dizendo que não eram necessárias, meu pedal ficou ainda mais divertido, mas não estou dizendo com isso que antes eu não me divertia.

Resumindo a novela, se vc está satisfeito com v-brakes, continue usando e seja feliz, ele dá conta do recado na grande maioria das situações, porém o disco freia melhor, exige menos esforço (se for hidráulico então nem se fala) e quando usar a primeira vez, vai passar a olhar diferente para os vbrakes

Outra coisa, não sei antigamente, mas hoje em dia os freios hidráulicos não são como muita gente fala, eles não precisam de tanta manutenção, eu tenho um par de Hayes Stroker Ryde que são o modelo de entrada da hayes, uso há quase dois anos embaixo sol, chuva, areia, lama, lama braba de travar as duas rodas da bike, nunca precisei sangrar o freio e ainda uso as pastilhas originais, outra coisa é essa questão do superaquecimento, cara pode acontecer mas dá um trabalhinho superaquecer um freio a disco viu!!! Por mais inclinada que seja a descida dificilmente vc vai descer freando 100% do tempo, vc só vai precisar descer assim numa ladeira bem cavernosa onde a velocidade será tão baixa que o aquecimento será bem pequeno.

Ufa, desculpa aê a bíblia.
Astro FSS AM (Lagarta)
Voltar para o topo
Mr.Sergius Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 13 Ago 2008
Santos
Desconectado
Mensagens:2096
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Mr.Sergius Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 24 Jan 2012 as 01:16
Originalmente Postado por danielbns danielbns Escreveu:

Originalmente Postado por Aloneghost Aloneghost Escreveu:

Pois é...lama para mim é difícil pegar...)não por odiar sujar a bike...mas por odiar ter que lavar depois...rsss)....mas serras....são muitas....mais asfalto, pista.
Mas notei uma coisa, pedalando com amigos que possuem a disco, todos eles sofrem, na mesma proporção, o problema do aquecimento e sua consequente não frenagem...procede essa informação?


esse é um ponto que é engraçado, se vc estiver com um freio hidra e ele super aquecer muito vc fica praticamente sem freio, um bom freio mecanico tipo um BB7 ele até esquenta mais rapido, mas nao fica tão sem freio qndo super aquece muito.
tem um artigo antigo do pink bike que fala que pastilhas metalicas jogam o calor pro caliper e as organicas pro disco resultado:
mecanico
-vc acaba sentindo mais rapidamente a perda de frenagem e com as pastilhas organicas isso piora bastante
-com pastilhas metalicas demora mais pra começar a perder frenagem, mas qndo o freio super aquece o cabo diferente do oleo nao muda em nada e mesmo q perca frenagem nao ficará sem freio completamente.
hidraulico
-perde frenagem mais rapidamente com pastilhas organicas, mas até super aquecer é tranquilo
-com a metalica ele demora mais, mas no final super aquece o caliper e consequentemente o oleo, ele dilata e fica uma bosta

em descida de dh que o cara dá várias freadas durante a descida é tranquilo pq o freio esquenta e esfria sucessivamente, mas em uma descida de asfalto onde a frenagem é bem mais duradoura e constante o risco de ficar sem freio é grande.

então pra quem anda muito no asfalto eu usaria um bom freio mecanico, avid bb7 por exemplo com pastilhas metalicas.

tem uma descida em niteroi, o Vash77 e o alone devem conhecer a do parque da cidade, a galera do freeride que conheço que desce rapido por ali os com freio hidra todos ficam praticamente sem freio ali, galera de freio mecanico simples tipo winzip e tal também, mas eu e um amigo que temos o BB7 nao ficamos.

Perdão Daniel, não é a dilatação do óleo que pode prejudicar a frenagem... dilatar até melhoraria a frenagem pois dilatando aumenta o volume e consequentemente a pressão já que o sistema é adiabático (fechado sem contato com o exterior): isso está na primeira lei da termodinâmica "Em um sistema adiabático de determinada composição, é experimentalmente conhecido que um aumento na temperatura provoca o mesmo aumento em quantidade de qualquer tipo de trabalho que se realize nesse sistema".

Mas com o DOT ou o OM isso nem ocorre... o coeficiente de dilatação do fluído e o óleo mineral é mínimo.

O problema seria a ebulição mas isso também tem uma possibilidade remota...
Os líquidos geralmente são incompressíveis enquanto os gases são compressíveis. Se o fluido de freio entrar em ebulição (se transformar em gás), perderá grande parte de sua capacidade de transmissão de força. Isso pode tornar os freios parcial ou totalmente inoperantes.
 O DOT 4 entra em ebulição entre 260° e 280° em sistema aberto e em sistema fechado sob pressão pode ultrapassar os 350°; o óleo mineral tem 320° e 400° respectivamente.

Assim ferver o fluído ou óleo seria uma tarefa bastante difícil, ainda mais considerando que o reservatório fica no manete.

A perda de potência deve-se ao 'amolecimento' do aço dos discos provocado pelo superaquecimento. A superfície fica macia e menos abrasiva perdendo potência na frenagem.
Na vida nem tudo são flores! Ainda bem, pois detestaria ter que descer as ladeiras esmagando as pobrezinhas.
Voltar para o topo
Mr.Sergius Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 13 Ago 2008
Santos
Desconectado
Mensagens:2096
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Mr.Sergius Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 24 Jan 2012 as 01:25
Originalmente Postado por bmarcell bmarcell Escreveu:


Outra coisa, não sei antigamente, mas hoje em dia os freios hidráulicos não são como muita gente fala, eles não precisam de tanta manutenção, eu tenho um par de Hayes Stroker Ryde que são o modelo de entrada da hayes, uso há quase dois anos embaixo sol, chuva, areia, lama, lama braba de travar as duas rodas da bike, nunca precisei sangrar o freio e ainda uso as pastilhas originais, outra coisa é essa questão do superaquecimento, cara pode acontecer mas dá um trabalhinho superaquecer um freio a disco viu!!! Por mais inclinada que seja a descida dificilmente vc vai descer freando 100% do tempo, vc só vai precisar descer assim numa ladeira bem cavernosa onde a velocidade será tão baixa que o aquecimento será bem pequeno.


O meu também (XTR) depois que instalei (tem 3 anos) nunca mais sangrei e já troquei até de bike.
Tem mais esse detalhe... ninguém desce freando 100% do tempo numa puta velô.


Editado por Mr.Sergius - 24 Jan 2012 as 01:28
Na vida nem tudo são flores! Ainda bem, pois detestaria ter que descer as ladeiras esmagando as pobrezinhas.
Voltar para o topo
dudu666 Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 01 Abr 2010
Santa Cruz - RS
Desconectado
Mensagens:1777
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de dudu666 Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 24 Jan 2012 as 09:18
O papai Noel trouxe apra mim um Shimano M446 hidraulico, tinha na minha Elite 2.7 o v-brake original, cara questão de modulação é muito melhor no hidraulico que no v-brake com pouca força a bike já começa a parar, valeu muito a pena esse upgrade que fiz na bike!
http://pedalpcs.blogspot.com/

Caloi Elite 30(Roas VZAN Everest, Freios Shimano M446 e Pedivela Deore).

CaLOI Elite 30 (Bike da Patroa)
Speed Caloi Strada R
Voltar para o topo
danielbns Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 25 Dez 2005
Rio de Janeiro
Desconectado
Mensagens:6900
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de danielbns Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 24 Jan 2012 as 12:29
Originalmente Postado por Mr.Sergius Mr.Sergius Escreveu:


Perdão Daniel, não é a dilatação do óleo que pode prejudicar a frenagem... dilatar até melhoraria a frenagem pois dilatando aumenta o volume e consequentemente a pressão já que o sistema é adiabático (fechado sem contato com o exterior): isso está na primeira lei da termodinâmica "Em um sistema adiabático de determinada composição, é experimentalmente conhecido que um aumento na temperatura provoca o mesmo aumento em quantidade de qualquer tipo de trabalho que se realize nesse sistema".

Mas com o DOT ou o OM isso nem ocorre... o coeficiente de dilatação do fluído e o óleo mineral é mínimo.

O problema seria a ebulição mas isso também tem uma possibilidade remota...
Os líquidos geralmente são incompressíveis enquanto os gases são compressíveis. Se o fluido de freio entrar em ebulição (se transformar em gás), perderá grande parte de sua capacidade de transmissão de força. Isso pode tornar os freios parcial ou totalmente inoperantes.
 O DOT 4 entra em ebulição entre 260° e 280° em sistema aberto e em sistema fechado sob pressão pode ultrapassar os 350°; o óleo mineral tem 320° e 400° respectivamente.

Assim ferver o fluído ou óleo seria uma tarefa bastante difícil, ainda mais considerando que o reservatório fica no manete.

A perda de potência deve-se ao 'amolecimento' do aço dos discos provocado pelo superaquecimento. A superfície fica macia e menos abrasiva perdendo potência na frenagem.


inicialmente tava pensando dessa maneira, mas pq o freio perde tanta frenagem quando ferve? eu meio que tentei bolar uma explicação pra algo que vi acontecendo já algumas vezes.

será então que é caso de ter ar dentro do sistema e mesmo numa proporção minima que acaba só dando diferença em caso de super aquecimento? imagino que forme bolhas e com o calor isso fica mais nitido e o ar daria essa diferença já que pode ser comprimido.

pq realmente já vi isso acontecer várias vezes, nego ficar completamente sem freio, pior que vbreak...
Voltar para o topo
robervalpedal Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 17 Mai 2008
RJ
Desconectado
Mensagens:1230
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de robervalpedal Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 24 Jan 2012 as 12:44
já fiquei com pouco freio em carro no final de uma serra em que desci correndo, pressionava o pedale tinha que fazer mais força pra ter pouca frenagem.
O mecânico disse que era superaquecimento pois eram freios simples, discos não ventilados...
a lógica é a mesma pra bikes com freio hidráulico
Se aquece, se dilata, deveria frear mais.
Mas na prática não é o que acontece.

Voltar para o topo
marcorn Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 22 Set 2008
São José/SC
Desconectado
Mensagens:941
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de marcorn Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 24 Jan 2012 as 13:54
 Nunca cheguei a ficar sem freio com meus XT hidráulicos. 

A pior situação que enfretaram foram descidas mostruosas em Minas Gerais no Caminho da Fé em que eu estava carregadasso de alforges cheios + eu (que não sou nenhum peso pena Tongue ), e tanto em estradas de terra quanto na serra asfaltada entre Campos do Jordão e Pindamonhangaba (que desci a 1000 Hug), os rotores chegavam a mudar de côr e estalar tanto que eu chegava a pensar que tinha raios estourando, mas em nenhum momento fiquei sem freio. 

Acho que a hipótese de ar dentro do sistema levantada pelo Daniel pode ser uma explicação porque ser regra ficar sem freio depois de superaquecimento acredito não ser. Eu uso pastilhas sinterizadas.




Editado por marcorn - 24 Jan 2012 as 17:16
Gigi - Giant ATX7, Rock Shox Tora TK, Shimano XT Dual Control, Vzan Everest XC + Michelin XC AT (na terra) & Continental Town Ride (no asfalto)
Voltar para o topo
lemarco Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 28 Jun 2005
Sabará - MG
Desconectado
Mensagens:5795
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de lemarco Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 24 Jan 2012 as 16:45
Originalmente Postado por danielbns danielbns Escreveu:

Originalmente Postado por Mr.Sergius Mr.Sergius Escreveu:


Perdão Daniel, não é a dilatação do óleo que pode prejudicar a frenagem... dilatar até melhoraria a frenagem pois dilatando aumenta o volume e consequentemente a pressão já que o sistema é adiabático (fechado sem contato com o exterior): isso está na primeira lei da termodinâmica "Em um sistema adiabático de determinada composição, é experimentalmente conhecido que um aumento na temperatura provoca o mesmo aumento em quantidade de qualquer tipo de trabalho que se realize nesse sistema".

Mas com o DOT ou o OM isso nem ocorre... o coeficiente de dilatação do fluído e o óleo mineral é mínimo.

O problema seria a ebulição mas isso também tem uma possibilidade remota...
Os líquidos geralmente são incompressíveis enquanto os gases são compressíveis. Se o fluido de freio entrar em ebulição (se transformar em gás), perderá grande parte de sua capacidade de transmissão de força. Isso pode tornar os freios parcial ou totalmente inoperantes.
 O DOT 4 entra em ebulição entre 260° e 280° em sistema aberto e em sistema fechado sob pressão pode ultrapassar os 350°; o óleo mineral tem 320° e 400° respectivamente.

Assim ferver o fluído ou óleo seria uma tarefa bastante difícil, ainda mais considerando que o reservatório fica no manete.

A perda de potência deve-se ao 'amolecimento' do aço dos discos provocado pelo superaquecimento. A superfície fica macia e menos abrasiva perdendo potência na frenagem.


inicialmente tava pensando dessa maneira, mas pq o freio perde tanta frenagem quando ferve? eu meio que tentei bolar uma explicação pra algo que vi acontecendo já algumas vezes.

será então que é caso de ter ar dentro do sistema e mesmo numa proporção minima que acaba só dando diferença em caso de super aquecimento? imagino que forme bolhas e com o calor isso fica mais nitido e o ar daria essa diferença já que pode ser comprimido.

pq realmente já vi isso acontecer várias vezes, nego ficar completamente sem freio, pior que vbreak...
Parece freio sem a devida manutenção. Os óleos Dot são higroscópicos (acho que é assim que se escreve) absorvem humidade com o tempo, por isso tem que ser trocado tanto por uso quanto por tempo de uso. Se absorveu água, com o aquecimento a água ferve e cria bolhas, causando a perda de potencia relatada. Pode ficar sem freio nenhum. Isso acontece em todo freio que usa óleo dot, seja carros, motos ou bikes...
Mas pra isso acontecer o cara tem que ficar sem fazer manutenção um bom tempo e se resolve fácil com a sangria do freio.
Uma vantagem do óleo mineral da shimano é essa, ele não tem problema com humidade.
Voltar para o topo

 Responder Responder Página  123 8>
  Compartilhar   


Ir para Permissões do Fórum Ver Drop Down

Forum Software by Web Wiz Forums® version 11.06
Copyright ©2001-2016 Web Wiz Ltd.