| PEDAL | HOME | ARTIGOS | BIKES | TESTES | COMUNIDADE | CLASSIFICADOS | FORUM | FOTOS | VIDEOS | NOTICIAS | TRILHAS | SERVICOS | CONTATO | + |
Fórum Início Fórum Início > Fóruns Novos - Outras Categorias > Bicicletas Híbridas & Fitness Bikes
  Tópicos recentes Tópicos recentes RSS Feed - O tópico das híbridas. [De volta!]
   [REGRAS]    Ajuda Ajuda  Procurar no fórum   Registrar Registrar  Entrar Entrar

Tópico trancadoO tópico das híbridas. [De volta!]

 Responder Responder Página  <12345 54>
Autor
Mensagem
 Avaliação: Avaliação do Tópico: 2 Votos, Média 5,00  Tópico Procurar Tópico Procurar  Opções do Tópico Opções do Tópico
Lonx Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 13 Abr 2008
Brasília - DF
Desconectado
Mensagens:248
Link direto para este Post Enviado: 23 Nov 2008 as 07:19
Olha o Lonx de volta!
Talvez alguém se lembre que eu tinha uma Caloi Snake, como o Phil Menta, que comprei e fui modificando aos poucos para ficar mais do meu agrado.
Olha ela aí:

Esta semana, troquei as rodas e o quadro. Saiu um conjunto de cubos Deore, aros Action e raios de inox genéricos e entraram as rodas Vzan Overhill. O quadro novo é um Tora Bora XC tamanho 17 azul, lindão.

Botei um bar end numa posição mais fechada, para dar uma pegada mais aero, mas não gostei. Vou tirar. Na foto abaixo, os pneus Maxxis Detonator 1.25 e a roda Overhill

A relação. É híbrida ou não é? Pedivela 52/39, câmbio Deore na frente e Tiagra atrás, cassete 12-23.

Detonator pega até 100PSI.

Ela ficou com 10,44KG. O par de bar ends pesa 160g, e vai embora, então logo ela vai ficar com 10,28kg.

Voltar para o topo
REIROM Ver Drop Down


Registrado: 10 Jul 2003
Sorocaba-SP
Desconectado
Mensagens:3780
Link direto para este Post Enviado: 25 Nov 2008 as 05:03
Eu tinha um projeto de híbrida,. Iria pegar um Volare Boxxer e enfiar rodas 700, cubos MTB com freios a disco + Pedivela de 48 ou 52. Não cheguei a fazer o ensaio da montagem, medindo, daria para colocar um aro 700 +  pneus 28 (máximo) nesse quadro + garfo RST.  Desistí pois na época estava sofrendo muito com minha Aluminum + pneus 1.5, achei que ficaria "pau" demais. Depois fui ver que apenas um selim mais macio já melhoria 100% o conforto, tanto que ela hoje com o selim Lookin Gel com elastômero é bem mais macia que minha outra com pneus 2.10, supa de 100mm e selim de gel mais fino.
Voltar para o topo
luciano ramos Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 27 Jan 2004
sao paulo - sp
Desconectado
Mensagens:2638
Link direto para este Post Enviado: 25 Nov 2008 as 15:11
Lonx,
Gostei muito da sua hibrida. Esse quadro azul é mutio bonito.
O meu tora bora preferi o prata, acabou combinando com a suspa.
Taí a minha commuter/city bike/hibrida...
 
 
 
Voltar para o topo
Franciscok Ver Drop Down


Registrado: 21 Jan 2008
Curitiba - Para
Desconectado
Mensagens:3005
Link direto para este Post Enviado: 25 Nov 2008 as 15:25
Luciano, não consegui abrir a foto.
Na tua que ia ficar bonito esse detonator com lateral branca, ou será que ficaria cafona?
 
Muito legal a hibrida lonx. O conjunto tá ficando muito bom.
Sobrou alguma coisa, que seja uma tampinha de guidão, dá caloi snake?
Voltar para o topo
RICARDAO DA MAZZEI Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 22 Mar 2008
SAO PAULO - SP
Desconectado
Mensagens:1761
Link direto para este Post Enviado: 25 Nov 2008 as 17:37
olha a minha companheira de passeio no asfalto
 
 
 
Voltar para o topo
ra44690 Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 06 Set 2008
parana
Desconectado
Mensagens:106
Link direto para este Post Enviado: 25 Nov 2008 as 18:20
ficou muito da hora esse torabora azul,  esse aro nao eh 700 23 ne, e esse pneu tem quantos centimetros de espessura, nao conheco muito bem rodas de mtb, pq uso mais speed
quanto que tu pagou nesse quadro
CONFIA AO SENHOR AS TUAS OBRAS, E TEUS DESIGNIOS SERÃO ESTABELECIDOS. (Prov. 16:3)
Voltar para o topo
Lonx Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 13 Abr 2008
Brasília - DF
Desconectado
Mensagens:248
Link direto para este Post Enviado: 26 Nov 2008 as 02:10
Pois, é...foi vendo a bicicleta do Joãos (RJ) que tive a idéia de botar os bar ends numa posição mais fechada. Mas, é a tal coisa, só experimentando para ver se fica bom ou não. Andei um pouco e não gostei.

Essa bicicleta do RA44690 ficou muito legal, me deu uma baita vontade de dar uma voltinha.

Reirom, essa idéia de usar aros 700+quadro MTB e freios a disco também considerei. Até porque poderia ter dois conjuntos de rodas, um aro 26 com pneus MTB e um com aro 700. Mas somando numa planilha o custo do que teria que comprar, vi que era mais vantajoso comprar uma speed usada. Os aros, os cubos, o freio a disco(hidráulico, claro), sairiam mais de R$1000 e eu teria uma bicicleta que não seria tão rápida como uma speed pura (muito peso nas rodas), além da dificuldade de achar pneus 700 acima de 25. O negócio da híbrida é a versatilidade, poder rodar a cidade toda, e os pneus 700x25 restringem um pouco isso.
Já tive uma bike de triathlon, então a coceira para comprar uma speed só vai passar quando tiver de novo uma magrela dessas em casa. Outro dia fui na bikeshop e fiquei doido com uma Merida 903, ela não me sai da cabeça há dias, hehe.
Franciscok, as tampinhas do guidon que estou usando vieram junto com o guidon Trans-x. Da Snake estou usando o cabo do freio dianteiro, pois o traseiro já estava enferrujado de tomar chuva e o de câmbio tive que trocar também, pois ficou curto na Tora Bora. Ah! e o passador RevoShift no lado esquerdo, para alternar entre as coroas 52 e 39. Do lado direito, uso um Rapid Fire Deore 9V para comandar o Tiagra traseiro. Funciona que é uma beleza, rápido, suave, nem faz barulho. e olha que o cassete é SRAM. Quando fui comprar não achei cassete Tiagra, acho que ficaria melhor ainda.
Digo uma coisa, tirando o quadro, as peças originais da Caloi são uma porcaria, sem meias palavras. Os cubos e o movimento central são piores que os que vieram numa bicicleta praieira sem marchas que comprei no supermercado por R$200.
O V-brake original não freia bem e sai de centro com muita freqüência, é só pedalar em pé a subida, então Phil Menta, dou a maior força para você trocar. Bota um Alivio que já fica bom.
Finalmente, RA44690 (me lembrei do filme THX1138, bota seu nome na assinatura, hehe), esse pneu é na medida 26x1.25 (32mm de largura e 195cm de circunferência).
Ficou uma bike muito ágil, mas nunca será tão veloz como uma Speed Aro 700, pois um pneu 700x23 tem uma circunferência de 211cm.
Pedalando a 68rpm nessa Tora Bora, na relação 52x12, a velocidade é 35,23km/h. Numa Speed a mesma cadência e a mesa relação produzem 37,94km/h.
Pedalando a 102rpm, sprintando, a Tora Bora vai a 52,8km/h enquanto a speed vai a 56,9km/h, com vários corpos de vantagem (ai, aquela Merida 903Wacko...)


Editado por Lonx - 26 Nov 2008 as 02:36
Voltar para o topo
betopolo Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 12 Out 2004
Campinas - SP
Desconectado
Mensagens:1504
Link direto para este Post Enviado: 26 Nov 2008 as 02:30

Esta é minha “híbrida”. Está entre aspas porque de Road só tem pneus de asfalto e garfo rígido.... hehehehe.. Treino uma hora por dia com ela na cidade, o que dá entre 25 e 30 km, dependendo do percurso. Virou 20.000 km rodados agora em outubro. Selim e canote já não são mais os mesmos da foto.

Acho este tipo de bike perfeito para o uso que faço. Versátil, direto pego rua de paralelepípedo, rua mal remendada com ela e vai que é uma beleza. O Adriano Diniz, que participa aqui do fórum, vive tentando me convencer a trocá-la por uma Road, mas não penso em fazer isso. Posso até comprar um Road para andar na pista, mas minha híbrida continua prá treinar na cidade.

Ela sempre foi recebendo o que sobrava dos ups que fazia na minha MTB. Penso em mudar pouca coisa nela. Quando esta relação acabar (já está com 6.000 km, usando a mesma corrente e funcionando perfeitamente), penso em colocar um pedivela e câmbio dianteiro de Road. Talvez pneus 1.25 ou 1.0.

Canadian X-Terra 21” 2004
Aros Vzan Action
Pneus Kenda 1.5
Cubos, câmbio traseiro, cassete, trocadores e manetes Deore
Pedivela, v-brakes e câmbio dianteiro Alivio
Pedais Shimano PD-505
Mesa e guidão GTS
Manoplas SRAM
Selim Calypso
Canote Zoom

Sou doido por este tipo de bike. Sonho com esta Giant com quadro carbono/alumínio e relação 105 ou a KTM inteira de carbono, com relação XT. Reparem na coroa de 48 dela. Custa “só” 2.000 euros na Áustria.. hehehehe

Giant CRS Alliance

KTM Chronos LC Master



Editado por betopolo - 26 Nov 2008 as 02:32


Voltar para o topo
André Santos Ver Drop Down


Registrado: 01 Mai 2008
Desconectado
Mensagens:3741
Link direto para este Post Enviado: 26 Nov 2008 as 13:16

Aí! Pro pessoal que está pensando em desmontar dois cassetes (Sora e Alívio) para montar uma Urban City eu tenho um cassete Deore XT praticamente zerado pra negociar que deve ficar muito mais leve que esses dois juntos.
Além do que é um XT que numa revenda dá até pra você pedir mais pela bike.
O modelo do Cassete é Deore XT CS-M737 1998 com a relação (28, 24, 21, 18, 16, 14, 12, 11).

Interessados:
http://www.pedal.com.br/forum/forum_posts.asp?TID=2894

 
Grato pela atenção!


Editado por André Santos - 26 Nov 2008 as 13:18
Compro quadro Cannondale
Dicas de gente com know-how são bem vindas.
Voltar para o topo
REIROM Ver Drop Down


Registrado: 10 Jul 2003
Sorocaba-SP
Desconectado
Mensagens:3780
Link direto para este Post Enviado: 26 Nov 2008 as 16:29
Minha commuter era essa:



Vou por a venda pois não tenho onde colocar duas bikes.
Voltar para o topo
André Santos Ver Drop Down


Registrado: 01 Mai 2008
Desconectado
Mensagens:3741
Link direto para este Post Enviado: 26 Nov 2008 as 23:57
Aí, pessoal! Estou pensando em depois de resolver uns probleminhas no meu aro colocar uns pneus slick.
Especificadamente um pneu 1.0 atrás para maior rendimento e um pneu 1.5 (1.25 existe?) na frente para dar maior controle.
O que vocês acham dessa configuração?
O que vocês também podem me dizer para eu procurar um pneu que evite aquaplanagem?
Estou interessado em pneus de composto mais duro, vocês sugerem alguma combinação, marca, específica?
Compro quadro Cannondale
Dicas de gente com know-how são bem vindas.
Voltar para o topo
Voodoo Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 01 Nov 2008
Curitiba - PR
Desconectado
Mensagens:15435
Link direto para este Post Enviado: 27 Nov 2008 as 03:40
Foi isso que me fez largar mão das híbridas, perceber que por mais que se fizesse alterações em busca de melhor desempenho, elas sempre são mais lentas que uma speed pura.

Hoje rodo com pneus 700x25 Maxxis Fuse na minha speed, isso já a deixa mais apta a rodar na cidade. Estou a procura de pneus 700x28, mas não é fácil. A Caloi 10 nova usa, mas é difícil encontrar no mercado de reposição.

No começo você acha a speed desconfortável, mas é questão de costume. Hoje rodo tranquilamente todos os dias nas minhas duas bikes com aro 700.

Originalmente Postado por Lonx Lonx Escreveu:


Pedalando a 68rpm nessa Tora Bora, na relação 52x12, a velocidade é 35,23km/h. Numa Speed a mesma cadência e a mesa relação produzem 37,94km/h.
Pedalando a 102rpm, sprintando, a Tora Bora vai a 52,8km/h enquanto a speed vai a 56,9km/h, com vários corpos de vantagem (ai, aquela Merida 903Wacko...)
PauloR2

Viciado em sofrimento
Voltar para o topo
Voodoo Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 01 Nov 2008
Curitiba - PR
Desconectado
Mensagens:15435
Link direto para este Post Enviado: 27 Nov 2008 as 03:50
Luciano

Percebi que você usou braçadeiras para prender o bagageiro no quadro. Você fez ou comprou prontas? Quero instalar um bagageiro desses na minha single, mas ela também não tem furos para o bagageiro.
PauloR2

Viciado em sofrimento
Voltar para o topo
Lonx Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 13 Abr 2008
Brasília - DF
Desconectado
Mensagens:248
Link direto para este Post Enviado: 27 Nov 2008 as 13:29
Originalmente Postado por André Santos André Santos Escreveu:

Aí, pessoal! Estou pensando em depois de resolver uns probleminhas no meu aro colocar uns pneus slick.
Especificadamente um pneu 1.0 atrás para maior rendimento e um pneu 1.5 (1.25 existe?) na frente para dar maior controle.
O que vocês acham dessa configuração?


Pneu 1.25 existe sim, é o que acabei de colocar na minha bike, você vê o pneu no topo desta página. Tem 32mm de largura, e ainda existe o 1.15.
Um slick barato, com borracha dura e fácil de achar é o Kenda Kwest, oferecido nas medidas 1.0, 1.25 e 1.5(40mm de largura).
Sobre o rendimento, aconselharia botar 1.5 atrás, pois a circunferência externa do 1.5 é 201cm, enquanto o 1.0 ou o 1.25 tem 195cm de circunferência. Cada pedalada que você dá no 1.5, você anda mais 6cm, imagina isso numa cadência alta, 80-90rpm.
Rodei 1500km com um par de Kenda Kwest e nunca tive um furo sequer. Com 60PSI rola bem e nunca tive um episódio de o pneu desgarrar, nem na chuva. Não rodo mais com eles porque vendi junto com as rodas e as outras peças originais da Snake. Recomendo.
Já ouvi falar muito bem do Michelin City Slick.


Editado por Lonx - 27 Nov 2008 as 13:32
Voltar para o topo
André Santos Ver Drop Down


Registrado: 01 Mai 2008
Desconectado
Mensagens:3741
Link direto para este Post Enviado: 27 Nov 2008 as 23:44
Originalmente Postado por Lonx Lonx Escreveu:

Pneu 1.25 existe sim, é o que acabei de colocar na minha bike, você vê o pneu no topo desta página. Tem 32mm de largura, e ainda existe o 1.15.
Um slick barato, com borracha dura e fácil de achar é o Kenda Kwest, oferecido nas medidas 1.0, 1.25 e 1.5(40mm de largura).
Sobre o rendimento, aconselharia botar 1.5 atrás, pois a circunferência externa do 1.5 é 201cm, enquanto o 1.0 ou o 1.25 tem 195cm de circunferência. Cada pedalada que você dá no 1.5, você anda mais 6cm, imagina isso numa cadência alta, 80-90rpm.
Rodei 1500km com um par de Kenda Kwest e nunca tive um furo sequer. Com 60PSI rola bem e nunca tive um episódio de o pneu desgarrar, nem na chuva. Não rodo mais com eles porque vendi junto com as rodas e as outras peças originais da Snake. Recomendo.
Já ouvi falar muito bem do Michelin City Slick.
 
Valeu Lonx!
Mas, aqui, esse pneu Kwest 1.5 aguenta mais do que 60 psi (estou interessado em algo que agüente 100, 120 psi)?
Pergunto isso porquê mesmo sendo eu bastante leve costumo rodar com meus IRC Mythos XC 2.1 sempre a 60 psi em qualquer terreno. Inclusive já fiz essa burrada quando coloquei o Hutchison Mosquito 1.8 (creio) na terra (leia-se: mais areia do que outra coisa). Mas voltando ao mérito da questão, apesar de rodar com eles sempre a 60 psi estou querendo aumentar o rendimento um pouco mais, tenho subido muita serra aqui pelo asfalto e procuro algo que dê um pouco mais de vantagem. Considero o IRC Mythos um pneu de composto um pouco mais duro (comparado com o Mosquito até maria mole deve ser mais firme) e pelo que já vi em algumas outras bicicletas rodando por aí em ciclovias com pneus slick, o pneu 1.5 me parece ser bem larguinho (não sei precisar quanto, mas não parece ficar muito distante do Mythos pelo menos de olho) logo fico na dúvida se não estaria comprando algo como um IRC Mythos careca.Confused Também entendo a questão da circunferência que você mencionou, estive até pensando por causa disso colocar aros 700, mas o sujeito no início desse tópico disse que fez uma adaptação pro boss do freio alcançar o aro 700 porém não deu mais detalhes. No fórum antigo havia um tópico parecido aonde até se chegou a discutir se a furação de um aro 700 com 32 furos montado num cubo de MTB de também 32 ficaria resistênte, se os ângulos dos cruzamentos dos raios aguentariam e tal. Mas isso é uma outra novela, não quero trocar aros, cubos e colocar discos. Quero só aumentar meu rendimento.
Então estou no dilema:
Menos atrito e menor circunferência VS mais atrito e maior circunferência.
O que vocês podem me dizer sobre isso? Devo abrir mão do menor atrito em prol da maior circunferência e ainda assim conseguirei sentir uma melhora considerável em relação aos Mythos e a forma com os uso? Será que a ausência dos cravos do IRC Mythos num pneu slick 1.5 daria um melhora tão significativa? De olho parecem tão iguais!
Agora ainda nesse assunto (LOL a dúvida agora é outra), o aro que predento montar esses pneus slick diz que comporta pneu 1.5 à 1.95 (e eu uso um 2.1). No caso de eu obtar por pneus 1.0, 1.15, ou 1.25 eu teria problemas certo? Então qual a largura recomendada do aro para se montar esses pneus?
Por último; Se eu pegar um par de pneu slick com aquelas canaletas de escoamento d'água elas podem diminuir o rendimento? Vale a pena, ou devo pegar um totalmente liso (qual)?
 
Bem acho que as dúvidas por enquanto são só essas. Vou dar uma olhada nesses Kenda Kwest, e enquanto papai noel não vêm continuo aceitando dicas e opiniões de todos.
 
Valeu!


Editado por André Santos - 28 Nov 2008 as 23:46
Compro quadro Cannondale
Dicas de gente com know-how são bem vindas.
Voltar para o topo
Franciscok Ver Drop Down


Registrado: 21 Jan 2008
Curitiba - Para
Desconectado
Mensagens:3005
Link direto para este Post Enviado: 28 Nov 2008 as 01:17
As canaletas diminuem o rendimento, mas eu nunca vi um pneu tão lento como o mithos. Iclusive to com um pneu que nem passa nos v-brakes cheio de tão largo, e rola bem mais solto que o mithos.
 
Só experimentando pra saber. O asfalto fica mais macio, e a pedalada rende muito mais. Se é pra se limitar a asfalto eu iria de 1.0, pra usar na terra as vezes pelo menos 1.5
Voltar para o topo
André Santos Ver Drop Down


Registrado: 01 Mai 2008
Desconectado
Mensagens:3741
Link direto para este Post Enviado: 29 Nov 2008 as 11:07

O que vocês podem dizer também a respeito do pneu Tioga City Slicker 26 x 1.25 com peso de 410g?
É uma boa opção? Dá pra achar esse Tioga na medida 26 X 1.0? Como é o composto dele?
E esse Maxxis Detonator? Tem na versão 1.0 também? Composto duro, ou mais macio?
E o Michelin City Slick? Alguém já usou e pode dizer algo? Estive também dando uma olhada no site da Jeason e encontrei um Hutchinson Top Slick 2 Tire com 127 TPI, lá não falava das medidas disponíveis, alguém conhece esse pneu também? O que tem a dizer?
Há também algum de marca nacional tipo Pirelli, ou Levorin que atendam ao que eu procuro (pneu de composto duro, 1.0 com a maior circunferência possível, que aguente pelo menos uns 100 psi sem começar a abrir as tramas da borracha, de preferência todo preto, e com apenas o suficiente de canaletas para escoamento de água)?

Ainda nesse assunto:
Como que vocês acertam o chainline ao colocar coroas maiores? Vocês trocam o central (no caso dos antigos), colocam mais espaçadores (no caso dos integrados), sei lá! Quero saber se coroa costuma raspar no chainstay com a torção do quadro?



Editado por André Santos - 30 Nov 2008 as 09:25
Compro quadro Cannondale
Dicas de gente com know-how são bem vindas.
Voltar para o topo
Edilcimar Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 23 Mai 2008
Vitória
Desconectado
Mensagens:1730
Link direto para este Post Enviado: 29 Nov 2008 as 11:12
A melhor bicicleta mostrada foi a amarelinha do ricardao da mazei, acho que deveria mostrar uma foto sua em cima da dita cuja!
Voltar para o topo
RICARDAO DA MAZZEI Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 22 Mar 2008
SAO PAULO - SP
Desconectado
Mensagens:1761
Link direto para este Post Enviado: 29 Nov 2008 as 15:02
A pedidos do Edilcimar segue a foto da amarelinha com o meu filhao em cima andando comigo na praia.
 
 
abs.
 
 
Voltar para o topo
Lonx Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 13 Abr 2008
Brasília - DF
Desconectado
Mensagens:248
Link direto para este Post Enviado: 30 Nov 2008 as 13:07
Finalmente consegui que a chuva desse uma trégua para eu poder dar uma boa pedalada com a Tora Bora XC.
Daí vim aqui trazer um review da bike/rodas/pneus, pois minha bike ficou uma coisa bem particular, mas visto o interesse crescente por híbridas, pode interessar alguém.

O quadro TBXC é muito rígido, mais que o da Snake que já era bom nesse quesito,e a pedalada vira movimento, sem torção perceptível nem sprintando em pé no coroão. A bike acelera muito rápido, parece que ligou o NOS, hehehe. Mérito do quadro rígido, do pedivela e dos pneus, levíssimos (286g na medida 26x1.25) e das rodas, que também não torcem apesar do número menor de raios (24F/28T). Peso 73kg.
Para subir, também ficou mais fácil, notei 2km/h de média maior nas mesmas subidas, como da Ponte do Bragueto para a 115N (de 1018m acima do nível do mar para 1049m de altitude em 790m percorridos, conforme levantei pelo Google Earth).
Apesar de ter ficado melhor para acelerar, não senti melhora para manter o passo no plano. Fiquei pensando porque isso e minhas suspeitas são:
 - Antes já usava slicks, o Kenda Kwest de 1.5, com boa rolagem. O pneu 1.5 tem 201cm de circunferência, e o 1.25 tem 195cm.
 - usava a mesa mais baixa, e o quadro mais longo me deixava mais deitado, rente ao top tube. O cara que montou a TBXC achou que a mesa ficou muito baixa e colocou mais dois espaçadores. só vi depois de montada.
- como nas férias viajei e só corri, ficar sem pedalar me deixou enferrujado, haja vista a especificidade do treino no aspecto biomecânico.
Para reforçar o efeito maior da posição mais ereta na velocidade média no plano, reparei também que quando me apoiei no bar end, adotando uma posição mais fechada, com os cotovelos próximos dos joelhos e a cabeça próxima da mesa, ganhei por mágica mais de 2km/h de velocidade sem aumento do esforço percebido na pedalada. Levantei e repeti e deu aumento na velocidade de novo! Estava de capacete e com a caramanhola no downtube.
Bom essas considerações aerodinâmicas talvez façam mais sentido no subfórum de speed...
O resumo da ópera é que:
1- o quadro Tora Bora XC é tão bom de pedalar quanto é bem acabado quanto á pintura e as soldas.
2- Com os pneus com menor volume de ar, sinto mais as irregularidades do solo, e com o quadro mais curto sinto a bike mais nervosa, é preciso mais velocidade para que ela fique estável. Em compensação, sobe e acelera com gosto. Não senti diferença no rolamento entre 1.5 com 60PSI e 1.25 com 80PSI. Como o conforto com os pneus maiores é maior, vale a pena usar os pneus mais finos se o anda e pára for constante ou se tiver subidas no caminho.
3 - os cubos com rolamento Vzan das rodas Futura rodam bem. Deixando a bike ir sozinha ladeira abaixo ela desenvolve bem. Pensei que fosse sentir falta dos meus cubos Deore amaciados por centenas de quilometros rodados, mas penso que estes cubos Vzan depois de 200km ficarão iguais ao Deore de esferas. Roda presa eram os cubos que vieram na Caloi Snake, aaaaaargh.
curiosidade: os rolamentos Vzan usam oléo SAE 70. Diz o manual da Vzan que não se deve usar graxa branca em hipótese alguma, e que pode ser usado óleo automotivo 20W40.
Legal. Vou botar Shell Helix Ultra sintético, kkkkkkkkkk


Editado por Lonx - 30 Nov 2008 as 13:14
Voltar para o topo
luciano ramos Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 27 Jan 2004
sao paulo - sp
Desconectado
Mensagens:2638
Link direto para este Post Enviado: 30 Nov 2008 as 16:45
Originalmente Postado por Voodoo Voodoo Escreveu:

Luciano

Percebi que você usou braçadeiras para prender o bagageiro no quadro. Você fez ou comprou prontas? Quero instalar um bagageiro desses na minha single, mas ela também não tem furos para o bagageiro.
 
Voodoo,
O sistema de braçadeiras eu copiei do nosso colega do forum Alcaide, que fez o mesmo no quadro Proshock. Usei as braçadeiras prontas daqueles guidões antigos com uma barrinha que liga os dois lados dele:
 
 
Vc pode optar por comprar somente a barra ou somente o guidão. O meu eu comprei numa bicicletaria aqui perto, paguei R$15,00. Aí eu usei uma borracha, bem enrolada e presa no quadro, para não danificar a pintura e tbm para dar aperto, já que as braçadeiras são mais largas do que os tubos do quadro. É aí fica bem preso, é só regular na altura desejada e mandar peso. Já fiz uma pedalada com 19kg só para testar e foi muito tranquilo.
 
Aí vai uma fotinho da gambiarra:
 
Abraços
Voltar para o topo
luciano ramos Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 27 Jan 2004
sao paulo - sp
Desconectado
Mensagens:2638
Link direto para este Post Enviado: 30 Nov 2008 as 17:20
Originalmente Postado por André Santos André Santos Escreveu:

O que vocês podem dizer também a respeito do pneu Tioga City Slicker 26 x 1.25 com peso de 410g?
É uma boa opção? Dá pra achar esse Tioga na medida 26 X 1.0? Como é o composto dele?
E esse Maxxis Detonator? Tem na versão 1.0 também? Composto duro, ou mais macio?
E o Michelin City Slick? Alguém já usou e pode dizer algo? Estive também dando uma olhada no site da Jeason e encontrei um Hutchinson Top Slick 2 Tire com 127 TPI, lá não falava das medidas disponíveis, alguém conhece esse pneu também? O que tem a dizer?
Há também algum de marca nacional tipo Pirelli, ou Levorin que atendam ao que eu procuro (pneu de composto duro, 1.0 com a maior circunferência possível, que aguente pelo menos uns 100 psi sem começar a abrir as tramas da borracha, de preferência todo preto, e com apenas o suficiente de canaletas para escoamento de água)?

Ainda nesse assunto:
Como que vocês acertam o chainline ao colocar coroas maiores? Vocês trocam o central (no caso dos antigos), colocam mais espaçadores (no caso dos integrados), sei lá! Quero saber se coroa costuma raspar no chainstay com a torção do quadro?

 
André, acho que posso lhe dar umas dicas sobre os pneus:
 
Os Maxxis Detonator tem em 3 medidas: 1.0/1.25/1.50. E nessas 3 medidas vc tem a opção de Kevlar ou Aramida. Os 1.0 pegam até 110psi. os 1.50 pegam 80psi e os 1.25 acho que no máximo 100psi. Todos os Detonator são Dual "compound", sendo 57a no exterior (durometro) 62a no interior. Sendo assim são mais duros na faixa de rolagem e macios nas laterais. O peso do 1.50 (que uso hoje) é 485grs. Se eu não me engano os 1.0 de Kevlar pesam 250grs
 
Os pneus de Kevlar são realmente muito mais leves do que os de Aramida, mas na minha opinião, são muito mais finos na banda de rodagem, que ao meu ver facilita os furos.
 
Outro pneu que eu utilizei são os IRC Metro 1.0. São bons e resistentes aos furos, mas são bem mais pesados do que os da mesma medida da Maxxis. Mas em matéria de furos, os IRC são melhores.
 
Eu procurei muito esses pneus Tioga City Slicker, mas não consegui achar aqui no Brasil.
 
A única bike que ví com esses pneus foi a do nosso colega CoelhoMD, que cá entre nós ficou linda:
 
 
E as minhas, primeiro a Comet com os Detonator 1.0 Kevlar:
 
A bike de treino com os IRC 1.0
 
E o Tora Bora com os Detonator 1.5


Editado por luciano ramos - 30 Nov 2008 as 17:22
Voltar para o topo
luciano ramos Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 27 Jan 2004
sao paulo - sp
Desconectado
Mensagens:2638
Link direto para este Post Enviado: 30 Nov 2008 as 17:33
Originalmente Postado por Lonx Lonx Escreveu:

Finalmente consegui que a chuva desse uma trégua para eu poder dar uma boa pedalada com a Tora Bora XC.
Daí vim aqui trazer um review da bike/rodas/pneus, pois minha bike ficou uma coisa bem particular, mas visto o interesse crescente por híbridas, pode interessar alguém.

O quadro TBXC é muito rígido, mais que o da Snake que já era bom nesse quesito,e a pedalada vira movimento, sem torção perceptível nem sprintando em pé no coroão. A bike acelera muito rápido, parece que ligou o NOS, hehehe. Mérito do quadro rígido, do pedivela e dos pneus, levíssimos (286g na medida 26x1.25) e das rodas, que também não torcem apesar do número menor de raios (24F/28T). Peso 73kg.
Para subir, também ficou mais fácil, notei 2km/h de média maior nas mesmas subidas, como da Ponte do Bragueto para a 115N (de 1018m acima do nível do mar para 1049m de altitude em 790m percorridos, conforme levantei pelo Google Earth).
Apesar de ter ficado melhor para acelerar, não senti melhora para manter o passo no plano. Fiquei pensando porque isso e minhas suspeitas são:
 - Antes já usava slicks, o Kenda Kwest de 1.5, com boa rolagem. O pneu 1.5 tem 201cm de circunferência, e o 1.25 tem 195cm.
 - usava a mesa mais baixa, e o quadro mais longo me deixava mais deitado, rente ao top tube. O cara que montou a TBXC achou que a mesa ficou muito baixa e colocou mais dois espaçadores. só vi depois de montada.
- como nas férias viajei e só corri, ficar sem pedalar me deixou enferrujado, haja vista a especificidade do treino no aspecto biomecânico.
Para reforçar o efeito maior da posição mais ereta na velocidade média no plano, reparei também que quando me apoiei no bar end, adotando uma posição mais fechada, com os cotovelos próximos dos joelhos e a cabeça próxima da mesa, ganhei por mágica mais de 2km/h de velocidade sem aumento do esforço percebido na pedalada. Levantei e repeti e deu aumento na velocidade de novo! Estava de capacete e com a caramanhola no downtube.
Bom essas considerações aerodinâmicas talvez façam mais sentido no subfórum de speed...
O resumo da ópera é que:
1- o quadro Tora Bora XC é tão bom de pedalar quanto é bem acabado quanto á pintura e as soldas.
2- Com os pneus com menor volume de ar, sinto mais as irregularidades do solo, e com o quadro mais curto sinto a bike mais nervosa, é preciso mais velocidade para que ela fique estável. Em compensação, sobe e acelera com gosto. Não senti diferença no rolamento entre 1.5 com 60PSI e 1.25 com 80PSI. Como o conforto com os pneus maiores é maior, vale a pena usar os pneus mais finos se o anda e pára for constante ou se tiver subidas no caminho.
3 - os cubos com rolamento Vzan das rodas Futura rodam bem. Deixando a bike ir sozinha ladeira abaixo ela desenvolve bem. Pensei que fosse sentir falta dos meus cubos Deore amaciados por centenas de quilometros rodados, mas penso que estes cubos Vzan depois de 200km ficarão iguais ao Deore de esferas. Roda presa eram os cubos que vieram na Caloi Snake, aaaaaargh.
curiosidade: os rolamentos Vzan usam oléo SAE 70. Diz o manual da Vzan que não se deve usar graxa branca em hipótese alguma, e que pode ser usado óleo automotivo 20W40.
Legal. Vou botar Shell Helix Ultra sintético, kkkkkkkkkk
 
Lonx,
Talvez pela nossa diferença de peso corporal, configuração geral da bike e tamanho do quadro,  tivemos impressões diferentes sobre a rigidez do Tora Bora XC.
 
Estava acostumado com o Astro Comet, que apesar de mais pesado, tinha as suas tubulações mais "gordinhas". Nesses primeiros 500km de teste com o TBXC eu senti um quadro extremamente confortável, porém sinto uma torção muito grande na região da caixa de direção e na região do movimento central, principalmente quando se pedala de pé. Acho que devido a tubulação do top tube ser mais fina do que o do down tube causa uma torçaõ na parte superior do quadro, roubando um pouco de energia na pedalada.
 
Porém sinto que é um quadro que absorve melhor os impactos, muito mais do que o Comet, que transmitia diretamente qualquer trepidação ao ciclista. E o TBXC vem se tornando um quadro excelente em grandes distâncias, pois é muito leve e robusto.
 
Mas uma coisa que concordo contigo é sobre o acabamento, soldas e pintura. Todas essas etapas foram muito bem resolvidas no quadro.  Além dos cabos passarem por debaixo do top tube, protegendo a pintura contra atritos do cabo no quadro e tbm do suor, todo os passadores de cabos tem espaço para conuíte inteiriço, coisa que o Comet não tem. Ponto para a Dabomb.
Voltar para o topo
Franciscok Ver Drop Down


Registrado: 21 Jan 2008
Curitiba - Para
Desconectado
Mensagens:3005
Link direto para este Post Enviado: 30 Nov 2008 as 18:33
[quote]A única bike que ví com esses pneus foi a do nosso colega CoelhoMD, que cá entre nós ficou linda[quote]
 
Po Luciano, esqueceu da minha? Tudo bem que não se compara com a do coelho, mas os pneus são os mesmos.
 
O que posso falar desses pneus é que são muito bons. Tem uma resistencia um pouco maior que o kenda kwest 1.25, mesmo com pressão mais alta. Acho que devido aos sulcos.
 
Apesar disso e do peso extra, ele me recompensaram com nenhum furo em mais 2000km, sendo que eu tive 5 em uma semana com o kwest.
O que aconteceu depois que eu tirei ele da bike pra fazer trilha de rigida é que foi o mais estranho. Ele não furou nunca comigo pedalando, mas tirando o peneu da bike e pondo de novo surgiram do além 2 espinhos em cada um, que furaram a camara no ato de colocar no aro de volta. Será que foi um fantasma que colocou eles lá, ou é uma peculiaridade desse sistema de proteção contra furos?
Voltar para o topo
Lonx Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 13 Abr 2008
Brasília - DF
Desconectado
Mensagens:248
Link direto para este Post Enviado: 01 Dez 2008 as 02:05
Originalmente Postado por luciano ramos luciano ramos Escreveu:

 
Lonx,
Talvez pela nossa diferença de peso corporal, configuração geral da bike e tamanho do quadro,  tivemos impressões diferentes sobre a rigidez do Tora Bora XC.
 
Estava acostumado com o Astro Comet, que apesar de mais pesado, tinha as suas tubulações mais "gordinhas". Nesses primeiros 500km de teste com o TBXC eu senti um quadro extremamente confortável, porém sinto uma torção muito grande na região da caixa de direção e na região do movimento central, principalmente quando se pedala de pé. Acho que devido a tubulação do top tube ser mais fina do que o do down tube causa uma torçaõ na parte superior do quadro, roubando um pouco de energia na pedalada.
 
Porém sinto que é um quadro que absorve melhor os impactos, muito mais do que o Comet, que transmitia diretamente qualquer trepidação ao ciclista. E o TBXC vem se tornando um quadro excelente em grandes distâncias, pois é muito leve e robusto.
 
Mas uma coisa que concordo contigo é sobre o acabamento, soldas e pintura. Todas essas etapas foram muito bem resolvidas no quadro.  Além dos cabos passarem por debaixo do top tube, protegendo a pintura contra atritos do cabo no quadro e tbm do suor, todo os passadores de cabos tem espaço para conuíte inteiriço, coisa que o Comet não tem. Ponto para a Dabomb.

Com certeza o tamanho do quadro influencia demais nesses casos, além é claro, do peso de quem pedala e da configuração. A frente da sua Tora Bora é bem mais pesada que a minha, pela suspensão, pelos discos, cubos e maior número de raios. A minha roda da frente montada, com os pneus calibrados, pronta para rodar, ficou com 1230g. O peso não-suspenso menor significa menos trabalho para o quadro. Outro ponto:a flexão do quadro 21 em relação a do 17 com certeza é muito maior.
No meu caso estou comparando o TBXC 17 com um Caloi Snake 19, que tem o downtube bem mais magrinho. Você está comparando com o Astro Comet, que é bem mais parrudo(quanto pesa?).
Gostei do garfo da bike singlespeed de treino, fala mais dele (material, peso, onde achar).  
Voltar para o topo
André Santos Ver Drop Down


Registrado: 01 Mai 2008
Desconectado
Mensagens:3741
Link direto para este Post Enviado: 01 Dez 2008 as 23:01
Bem, com as informações que eu li de vocês acho que estou entro Kenda Kwest e o Maxxis Detonnator em Aramida. Ambos entre 1.0, ou 1.25
Pensei no Maxxis em kevlar por saber que quando menos peso na extremidade da roda melhor é o giro, mas como já disseram que o de Kevlar aparentemente é mais frágil à furos vou tirar ele da lista, assim como os IRC Metro (tenho trauma de IRC). Também pensei nesse Hutchinson Top Slick 2 Tire com 127 TPI, no Tioga, e no Michelin City Slick, mas não estou afim de ficar quebrando cabeça atrás de pneu difícil de achar no mercdo nacional e que poucas pessoas podem dar uma opinião.
 
Agora o que está pesando na escolha mesmo é saber se o Kenda aguenta tanta pressão quanto o Maxxis (lógico que comparando na mesma medida), quem tem o melhor composto, qual deles é mais leve, quem rola melhor e tem menos tendência à aquaplanagem, furos e escapadas em curvas em alta. E se o preço do investimento depois de escolhido o pneu realmente vai ser bem justificado pelos prós que ele tem e o outro não.
 
E então: O que me sugerem por na cartinha pro Papai Noel?
Kenda ou Maxxis? Qual configuração para um melhor rendimento?
1.0 atrás e 1.25 na frente? Tudo 1.0? Tudo 1.25? Ou vocês ainda validam como opção o 1.5?
Acho que é só! Valeu!
Obs: Desconsiderei o 1.15, pois estou achando que deve ser um parto acha-lo.
Compro quadro Cannondale
Dicas de gente com know-how são bem vindas.
Voltar para o topo
Franciscok Ver Drop Down


Registrado: 21 Jan 2008
Curitiba - Para
Desconectado
Mensagens:3005
Link direto para este Post Enviado: 02 Dez 2008 as 01:54
André, se trocar camaras não for problema pra voce, vai de kwest. Melhor custo beneficio.
Pra ficar meses sem um furo é o michelin, e eu só tive de ir em 3 lojas e ja achei ele.
O detonator é um bom pneu de uma boa marca, mas eu não conheço.
Voltar para o topo
luciano ramos Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 27 Jan 2004
sao paulo - sp
Desconectado
Mensagens:2638
Link direto para este Post Enviado: 03 Dez 2008 as 07:37
Originalmente Postado por André Santos André Santos Escreveu:

Bem, com as informações que eu li de vocês acho que estou entro Kenda Kwest e o Maxxis Detonnator em Aramida. Ambos entre 1.0, ou 1.25
Pensei no Maxxis em kevlar por saber que quando menos peso na extremidade da roda melhor é o giro, mas como já disseram que o de Kevlar aparentemente é mais frágil à furos vou tirar ele da lista, assim como os IRC Metro (tenho trauma de IRC). Também pensei nesse Hutchinson Top Slick 2 Tire com 127 TPI, no Tioga, e no Michelin City Slick, mas não estou afim de ficar quebrando cabeça atrás de pneu difícil de achar no mercdo nacional e que poucas pessoas podem dar uma opinião.
 
Agora o que está pesando na escolha mesmo é saber se o Kenda aguenta tanta pressão quanto o Maxxis (lógico que comparando na mesma medida), quem tem o melhor composto, qual deles é mais leve, quem rola melhor e tem menos tendência à aquaplanagem, furos e escapadas em curvas em alta. E se o preço do investimento depois de escolhido o pneu realmente vai ser bem justificado pelos prós que ele tem e o outro não.
 
E então: O que me sugerem por na cartinha pro Papai Noel?
Kenda ou Maxxis? Qual configuração para um melhor rendimento?
1.0 atrás e 1.25 na frente? Tudo 1.0? Tudo 1.25? Ou vocês ainda validam como opção o 1.5?
Acho que é só! Valeu!
Obs: Desconsiderei o 1.15, pois estou achando que deve ser um parto acha-lo.
 
Dependendo de qual será o predomínio dos trechos onde vc vai pedalar, ainda valido o 1.5 como opção. Já participei de discussões acaloradas sobre o uso dos 1.0, mas como o tempo acabei me convencendo sobre o uso dos 1.5. os 1.0 são sinonimos de performance, tanto é que na minha bike de treino ainda uso 1.0. Mas o meu treino é em acostamento de pisca, liso, sem buracos, quase sem sujeira.
 
Não gosto muito dessas combinações 1.0/1.25, ou 1.25/1.0. Se for aprender a usar pneu fino, vai somente de 1.0, então porque se quer performance, esses pneus são o ideal. A pressão nos 1.0 pode chegar à 115psi (Maxxis Detonator 1.0 Kevlar) e bike praticamente voa.
 
A grande vantagem do 1.5 é usar camaras 1.5~1.95
Voltar para o topo
André Santos Ver Drop Down


Registrado: 01 Mai 2008
Desconectado
Mensagens:3741
Link direto para este Post Enviado: 14 Dez 2008 as 05:19
Bem acabei de tirar os IRC Mythos 2.1 e montar um par de Kwest 1.25 iguais aos da foto da primeira bike desta página (a página 3 em questão, caso esse post vá parar numa eventual 4ª página) com câmaras de ar 1.0 da Kenda também. Queria o 1.0 todo preto (por ser um dos fundadores da marca "que bike é esse moço?", "é uma 3M anti-chamas colega!" já basta o par de Hutchinson Mosquito Gold), mas só tinha 1.25, ou 1.5, e acabei optando pelo 1.25 azul. O que na montagem me fez refletir que foi até uma boa o cara não ter o 1.0 como poderão ler mais a frente.
 
Por 3 reais o par de pneus (foi o que minha irmã teve que completar ao trocar uma bermuda* e uma luva) e 16 pelo par de câmaras acho que não perdi muito. Não é aquele Hutchinson com 127 TPI, mas acredito que os 30 TPI dos pneus devem fazê-los durar um bom tempo já que não haverá pedras e galhos no caminho.
 
O pneu diz que aguenta até 65 psi, como minha bomba o manometro só é em dezenas coloquei 70 e acredito que deva aguentar 75, 80psi tranquilo (O Mythos diz que aguenta 60 e um deles aqui em casa, no caso era um de kevlar que já tinha quase 10 anos de uso, as laterais já estavam quase que brancas de tanto que o laranja tinha desbotado e com dois manchões aguentou 80psi antes de explodir), só não sei aí como ficaria a vida útil do pneu já que com apenas os 30 TPI e mesmo sem o pneu estar montado na roda eu já fiquei meio que com uma neura de estar vendo a trama do pneu ser espelida para fora da borracha já que nos 5 IRC Mythos que ainda lutam bravamente pelas trilhas com seus inumeros manchões também tenho visto isso. Mas qualquer coisa se eu notar que está ficando muito diferente de antes de montados eu vou fazer que nem estou fazendo com os IRC:
SUPERBOND neles para não dar chance pro azar (manchão)Angry.
 
O camelão ficou lindo (exceção do pedivela horrosso e o selim), só tive um pouco de dificuldades para colocar os pneus nos aros, pois costumo fazer tudo à seco (sei que tem gente que passa sabão e sinceramente não sou fã dessa melequeira) e o aro (um Rigida) diz ser para pneus 1.5 pra mais, mas acho que ficou um bom pedaço de borracha (acredito que uns 2mm pelo menos) para garantir que a borda dele não baterá no chão em curvas mais acentuadas. Bem depois posto fotos.
 
Ainda não os testei, mas também não poderia dizer muita coisa quanto ao aumento de performance porquê não tenho em mãos o manual do meu Cateye Enduro 2 para saber a medida da roda. Nos 26X2.1 era 207, e no 26X1.25 alguém pode ver isso pra mim? Mas pelo meu baixo (ou melhor dizer abaixo?LOL a magrela emagrece mesmo!Clap) peso atual na casa dos 60 estou achando que vai voar! Queria poder encher com hidrogênio Smile também.
 
É isso por enquanto! Fico no aguardo se alguém puder arrumar a medida para eu aferir meu ciclocomputador. Depois eu posto aqui quantos quilos voltei a ganhar abandonando o uso do trator no asfalto.
 
 
 
*Bermuda? Putz! Aquilo devia ser shortinho de algum grupo de axé. CARAMBA! Existe mercado para bermuda com uma perna daquele tamanho?


Editado por André Santos - 14 Dez 2008 as 05:49
Compro quadro Cannondale
Dicas de gente com know-how são bem vindas.
Voltar para o topo
Lonx Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 13 Abr 2008
Brasília - DF
Desconectado
Mensagens:248
Link direto para este Post Enviado: 14 Dez 2008 as 05:39
Originalmente Postado por André Santos André Santos Escreveu:

Bem acabei de tirar os IRC Mythos 2.1 e montar um par de Kwest 1.25 iguais aos da foto da primeira bike desta página (a página 3 em questão, caso esse post vá parar numa eventual 4ª página) com câmaras de ar 1.0 da Kenda também.
 
Bem depois posto fotos.

Posta mesmo, estamos esperando!Wink
Citação de
 
Ainda não os testei, mas também não poderia dizer muita coisa quanto ao aumento de performance porquê não tenho em mãos o manual do meu Cateye Enduro 2 para saber a medida da roda. Nos 26X2.1 era 207, e no 26X1.25 alguém pode ver isso pra mim?
 
 

Os pneus 1.25 tem 195cm de circunferência externa, segundo o manual do Velo 5 em pdf que baixei do site http://www.cateye.com/en/manuals/66.
Parece que a medida é acurada, pois os Levorin praieiro 26x2.0 que o manual diz que tem 206cm efetivamente tem esta medida (coloquei um ciclocomputador EchoWell na minha bike praieira ontem e a circunferência do pneu foi medida para confirmar).


Editado por Lonx - 14 Dez 2008 as 05:43
Voltar para o topo
jgur Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 07 Jun 2006
-
Desconectado
Mensagens:947
Link direto para este Post Enviado: 14 Dez 2008 as 06:08

 

 

confirmo, também uso kwest 1.25, com camaras 1.5. e no meu ciclo informo 1.955

meu peso é +-60kg, deixo com 60, 65 libras, e o pneu se dá muito bem no asfalto, voce vai gostar!Smile

 

 

Voltar para o topo
André Santos Ver Drop Down


Registrado: 01 Mai 2008
Desconectado
Mensagens:3741
Link direto para este Post Enviado: 14 Dez 2008 as 06:51
Valeu pelas medidas aí, ciclo já aferido!
 
Originalmente Postado por jgur jgur Escreveu:

confirmo, também uso kwest 1.25, com camaras 1.5. e no meu ciclo informo 1.955

meu peso é +-60kg, deixo com 60, 65 libras, e o pneu se dá muito bem no asfalto, voce vai gostar!Smile

 
Confused
Você consegue colocar câmaras 1.5 nese pneu 1.25?
Compro quadro Cannondale
Dicas de gente com know-how são bem vindas.
Voltar para o topo
jgur Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 07 Jun 2006
-
Desconectado
Mensagens:947
Link direto para este Post Enviado: 14 Dez 2008 as 07:34
Originalmente Postado por André Santos André Santos Escreveu:

Valeu pelas medidas aí, ciclo já aferido!
 
Originalmente Postado por jgur jgur Escreveu:

confirmo, também uso kwest 1.25, com camaras 1.5. e no meu ciclo informo 1.955

meu peso é +-60kg, deixo com 60, 65 libras, e o pneu se dá muito bem no asfalto, voce vai gostar!Smile

 
Confused
Você consegue colocar câmaras 1.5 nese pneu 1.25?
Pois é André!
para pneu 1.25 o ideal seria camaras 1.25, mas como isso é algo que não se vê por ai,
quando escolhi as 1.50 foi a seguinte lógica:
 
camara 26 x 1.0 além de não ser tão fácil de encontrar, ainda poderia ter de inflar até preencher  a medida 1.25, (mesmo que seja pouco e flexível, a câmara trabalharia mais inflada que o tamanho original, uma diferença nominal de 25%)
enquanto a 1.50 é bem mais fácil de encontrar, e não teria de inflar a mais, além de a diferença ser pequena... (20 % a menos)
E foi o que encontrei na época...
Na verdade acredito que a maioria das 1.0 sirvam tranquilamente nas 1.25, é mais pela facilidade de encontrar mesmo...
Voltar para o topo
André Santos Ver Drop Down


Registrado: 01 Mai 2008
Desconectado
Mensagens:3741
Link direto para este Post Enviado: 20 Dez 2008 as 09:46
Bem:
Como prometido a foto do camelão 3M modelo Anti-Chamas com os novos pneus Kenda Kwest, e os horrorosos pedivela STX-RC de 42T e selim Specialized top de linha em 1992 com trilhos de titânio, mas que é uma arte regula-lo de forma a conseguir sentar na bike.
Desculpa pela qualidade da foto, mas a máquina aqui não ajuda em nada. Tive que fechar as janelas e cortinas que ela não consegue tirar foto em ambiente claro.


Considerações sobre o pneu.
Domingo montei eles e enchi com 70psi. Hoje quando fui pegar notei que se havia 40psi era muito. Alguém pode me dizer se essas câmaras de ar menores (no caso uma Kenda comum mesmo 26X1.0) são realmente mais propensas a perder pressão?
Sai de casa já temendo a rua de paralelepípedos, mas como já estava acostumado a andar com os Mythos no limite e meu baixo peso não vi nada demais não.
Chegando no asfalto plano percebi que a marcha de cruzeiro agora seria no coroão, e não mais a coroa do meio, para poder conseguir acompanhar o giro das rodas.
Fui fazer um trajeto já conhecido para ter uma referência e percebi que se no paralelepípedo não tinha sentido muita mudança, no asfalto até aquelas pedrinhas minúsculas não passam despercebido, porém andando em cima das faixas do acostamento e em asfalto de qualidade é como um tapete. E o som dos pneus no asfalto é completamente diferente dos sons produzidos por pneus com cravos (particularmente perfiro o som dos pneus com cravos).
Neste trajeto já citado percebi uma melhora considerável nas subidas, porém nas descidas sentia que ia perder o pedal com muito menos velocidade do que quando estava com os Mythos 2.1. Alguém me explica isso que também fiquei sem entender.

Resumindo:
Melhorar de rendimento no plano (até uns 40%) e nas subidas (até uns 25%) e piora considerável nas descidas.
Todas as considerações baseadas nas pernas e pulmão (que por sinal hoje não estava num dos seus melhores dias), nem olhei o ciclo.
Compro quadro Cannondale
Dicas de gente com know-how são bem vindas.
Voltar para o topo
joaos Ver Drop Down


Registrado: 04 Ago 2008
Rio de Janeiro - RJ
Desconectado
Mensagens:279
Link direto para este Post Enviado: 20 Dez 2008 as 10:19

Originalmente Postado por André Santos André Santos Escreveu:

Considerações sobre o pneu.

Domingo montei eles e enchi com 70psi. Hoje quando fui pegar notei que se havia 40psi era muito. Alguém pode me dizer se essas câmaras de ar menores (no caso uma Kenda comum mesmo 26X1.0) são realmente mais propensas a perder pressão?
Sai de casa já temendo a rua de paralelepípedos, mas como já estava acostumado a andar com os Mythos no limite e meu baixo peso não vi nada demais não.
Chegando no asfalto plano percebi que a marcha de cruzeiro agora seria no coroão, e não mais a coroa do meio, para poder conseguir acompanhar o giro das rodas.
Fui fazer um trajeto já conhecido para ter uma referência e percebi que se no paralelepípedo não tinha sentido muita mudança, no asfalto até aquelas pedrinhas minúsculas não passam despercebido, porém andando em cima das faixas do acostamento e em asfalto de qualidade é como um tapete. E o som dos pneus no asfalto é completamente diferente dos sons produzidos por pneus com cravos (particularmente perfiro o som dos pneus com cravos).
Neste trajeto já citado percebi uma melhora considerável nas subidas, porém nas descidas sentia que ia perder o pedal com muito menos velocidade do que quando estava com os Mythos 2.1. Alguém me explica isso que também fiquei sem entender.

Resumindo:
Melhorar de rendimento no plano (até uns 40%) e nas subidas (até uns 25%) e piora considerável nas descidas.

Todas as considerações baseadas nas pernas e pulmão (que por sinal hoje não estava num dos seus melhores dias), nem olhei o ciclo.

Sobre a relação ter parecido mais leve com o pneu 1.0 do que com o pneu 2.1, isso é normal, porque o pneu 26x1.0 tem 192cm de circunferência e o 26x2.1 tem 207cm (segundo o manual do velo8), e como se sabe, isso altera a relação de transmissão: com uma circunferência menor, numa mesma relação que antes se usava, cada volta dos pedais faz a bike percorrer uma distância menor do que com o pneu anterior com circunferência maior. Com o 1.0, a bike fica 7,5% mais leve, o que quer dizer que para andar numa mesma velocidade que você andava antes e na mesma relação, você terá que pedalar uma cadência 7,5% maior.

Voltar para o topo
André Santos Ver Drop Down


Registrado: 01 Mai 2008
Desconectado
Mensagens:3741
Link direto para este Post Enviado: 20 Dez 2008 as 13:07
Originalmente Postado por joaos joaos Escreveu:

Sobre a relação ter parecido mais leve com o pneu 1.0 do que com o pneu 2.1, isso é normal, porque o pneu 26x1.0 tem 192cm de circunferência e o 26x2.1 tem 207cm (segundo o manual do velo8), e como se sabe, isso altera a relação de transmissão: com uma circunferência menor, numa mesma relação que antes se usava, cada volta dos pedais faz a bike percorrer uma distância menor do que com o pneu anterior com circunferência maior. Com o 1.0, a bike fica 7,5% mais leve, o que quer dizer que para andar numa mesma velocidade que você andava antes e na mesma relação, você terá que pedalar uma cadência 7,5% maior.



Dessa eu não sabia! Minto!
Sabia sim porquê disseram isso aí pra cima, mas não achei que seria tanto.
Se alguém puder me ajudar, dá pra cálcular aí pra mim quanto a cadência teria que ser maior com um pneu 1.25 (foi esse que peguei) e relacionar esse aumento com um número de dentes para eu comprar um novo pedivela com um set adequado de dentes em cada coroa de forma que eu sinta melhora de rendimento nas descidas também. A propósito, não quero só velocidade nas descidas quero um aumento de rendimento bem nivelado* entre plano, subida e descida.
*Não acho que um aumento de 40% de rendimento no plano com um aumento só de 25% de rendimento nas subidas seja o ideal que eu esteja procurando.

Desde já muito obrigado pela atenção de todos.


Editado por André Santos - 20 Dez 2008 as 13:16
Compro quadro Cannondale
Dicas de gente com know-how são bem vindas.
Voltar para o topo
joaos Ver Drop Down


Registrado: 04 Ago 2008
Rio de Janeiro - RJ
Desconectado
Mensagens:279
Link direto para este Post Enviado: 20 Dez 2008 as 13:20
Originalmente Postado por André Santos André Santos Escreveu:


Dessa eu não sabia! Se alguém puder me ajudar, dá pra cálcular aí pra mim quanto a cadência teria que ser maior com um pneu 1.25 (foi esse que peguei) e relacionar esse aumento com um número de dentes para eu comprar um novo pedivela com um set adequado de dentes em cada coroa de forma que eu sinta melhora de rendimento nas descidas também. A propósito, não quero só velocidade nas descidas quero um aumento de rendimento bem nivelado* entre plano, subida e descida.
*Não acho que um aumento de 40% de rendimento no plano com um aumento só de 25% de rendimento nas subidas seja o ideal que eu esteja procurando.

Se eu tivesse no teu lugar, eu não mudaria nada e aprenderia a pedalar cadências maiores. Mas eu sou suspeito pra falar porque ando com uma bike monomarcha de pinhão fixo e peguei gosto de correr entre 104 e 120 RPM no dia a dia (o que é um exercício cardio-respiratório muito bom).

Mas se você quiser calcular pra tentar achar algum pedivela, tem um programinha muito bom que é Gear Calculator:

http://www.machinehead-software.co.uk/bike/gears/gear_calculator.html

Só pra te ajudar, pelo manual do Velo8, 26x1.25 tem circunferência de 195cm.

Voltar para o topo
André Santos Ver Drop Down


Registrado: 01 Mai 2008
Desconectado
Mensagens:3741
Link direto para este Post Enviado: 21 Dez 2008 as 10:59
Bem; vou fazer mais umas considerações sobre o pneu Kenda Kwest 1.25.
Aquele problema que eu disse que parecia que as câmaras estavam perdendo pressão com muita facilidade aconteceu de ontem pra hoje também. Ontem tinha 70psi, hoje o pneu traseiro estava com 40psi, o dianteiro não apresentou problemas. Bem, enchi de novo e fui curtir o pneu novo um pouco mais. Só que fiquei meio irritado e acabei colocando quase 85psi no pneu, como ele aguentou coloquei logo 90psi e sai pra pedalar. Curti o passeio numa boa até que percebi o pneu traseiro esvaziando, voltei pra casa empurrando por 5Km à pé crente que o problema era uma válvula cortada na hora da montagem. Não era! O pneu tinha um micro, quase nano furo, e por mais que eu caçasse o responsável pelo furo não o achei nem no pneu, nem no aro, nem na fita do aro. Acho que esse vai ser um caso pro Padre Quevedo resolver. Provavelmente a câmara estava com defeito já antes da montagem, ou eu furei ela em alguma rebarba durante a montagem. Como eu disse Padre Quevedo resolve.
Bem: Seguindo sugestão do amigo jgur peguei uma câmara Levorin aqui com uma borracha grossa pra cacete que nem sequer sei se é 26X1.5 mesmo (parece ser mais) e instalei ela na roda. Deu trabalho enfiar a câmara toda de maneira que não ficasse pressa na borda do pneu com o aro, mas valeu a pena só de considerar que a borracha é grossa e ela está com uma daquelas válvulas Schradder toda de metal que dá pra tirar de uma câmara toda rasgada e parafusar em outra que enventualmente tenha tido o bico cortado. Coloquei dois chumaços de algodão no ouvido e fui encher. Coloquei 90psi de novo e o pneu não apresenta quaisquer sinais de que vá romper. Estou com a roda no quarto ao lado do pc e não estou ouvindo nenhuma fibra se "acomodando" à presão. Estou até achando que a Kenda gravou errado essa informação no pneu. Como um pneu 2.1 muito mais flexível pode aguentar 60psi e um pneu 1.25 muito mais rígido só aguenta 65psi (parece que ambos os pneus em questão tem a mesma quantidade de tpi, 30)?
Agora outra questão interessante: O passeio de hoje foi no mesmo trajeto de ontem (com um trecho de uns 2,3Km que estou usando de base para avaliar o rendimento do pneu frente ao Mythos) e apesar da velocidade na maioria desses 2,3Km ser bem inferior ao que eu consegui na minha melhor performance com o Mythos e do esforço não ser nem a metade, hoje ainda com vento contra consegui exatamente fazer o mesmo tempo que com o Mythos que não me deixava perder os pedais e me levava à quase 62Km/h enquanto com o Kenda a velocidade máxima fica em 57Km/h. Não estou entendendo nada. O ciclo está aferido em 195 e nesse trecho de 2,3Km há no máximo uns 500 metros de trecho variando entre plano e leve (leve mesmo) subida e eu não estou forçando nesse pedaço de forma a tentar compensar a perda de pedal nas descidas. Não sei se é a opção Auto do ciclo ativada, ou se o rendimento nesses 500 metros está sendo tão superior assim para os tempos se equipararem no final. Bem eu ia verificar fazendo o trajeto uma segunda vez, mas aí o pneu furou e vou ficar nas hipoteses. Estou achando que é a opção Auto.

Valeu aí também pelo Gear Calculator, já baixei ele de imediato e só não usei ainda, pois como é um shareware vou esperar minha irmã (engenheira) chegar pro natal pra gente fazer as contas direitinho antes do programa espirar.

Resumindo: Desde que você não tenha lanhado toda a lateral do pneu o Kenda Kwest 1.25 aguenta 90psi tranquilo e realmente só por isso já me deixou muito satisfeito. Realmente o custo benefício dele é excelente.
Compro quadro Cannondale
Dicas de gente com know-how são bem vindas.
Voltar para o topo
Voodoo Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 01 Nov 2008
Curitiba - PR
Desconectado
Mensagens:15435
Link direto para este Post Enviado: 21 Dez 2008 as 16:30
Estou montando uma híbrida frankstein, quadro, garfo e rodas de speed, pneus mistos 700x32, guidão reto com manetes de freio bmx, freios v-brake adaptados ao quadro speed e ela será single-speed com relação 44x18. Em breve fotos e primeiras impressões.
PauloR2

Viciado em sofrimento
Voltar para o topo
claudio_gui Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 03 Abr 2006
niteroi - rj
Desconectado
Mensagens:789
Link direto para este Post Enviado: 23 Dez 2008 as 15:21
Fala, montei essa pra treinos de longas, visando um pouco mais de conforto pois não me adapto ao guidão curvo de speed para longas distâncias, então montei essa versão hibrida com quadro, garfo e direção integrada, pedivela, freios, câmbio dianteiro e rodas de speed. Passadores, guidão, corrente, cassete e câmbio trazeiro de MTB. Ficou do jeito que estava matutando a muito tempo, só que eu estava querendo adaptar uma MTB para características de speed, então ficou mais fácil uma speed com caracterpisticas de MTB.








Antes estava usando minha MTB com pneus finos, mas perdia as rodas 700.






ABS




Editado por claudio_gui - 01 Jan 2009 as 13:34
superar é avançar por um meio ainda não utilizado
Voltar para o topo

 Responder Responder Página  <12345 54>
  Compartilhar   


Ir para Permissões do Fórum Ver Drop Down

Forum Software by Web Wiz Forums® version 11.06
Copyright ©2001-2016 Web Wiz Ltd.