| PEDAL | HOME | ARTIGOS | BIKES | CLASSIFICADOS | COMUNIDADE | FOTOS | VIDEOS | NOTICIAS | TRILHAS | CONTATO | + |
Fórum Início Fórum Início > Assuntos Gerais > Mobilidade - Cicloativismo - Transporte
  Tópicos recentes Tópicos recentes RSS Feed - O preço da improvisação
   [REGRAS]    Ajuda Ajuda  Procurar no fórum   Registrar Registrar  Entrar Entrar

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiencia no site. Ao continuar navegando voce concorda com a nossa politica de privacidade.


O preço da improvisação

 Responder Responder Página  <12345>
Autor
Mensagem
  Tópico Procurar Tópico Procurar  Opções do Tópico Opções do Tópico
Pepebike Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 18 Ago 2014
Goiânia
Desconectado
Mensagens:2066
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (1) Obrigado!(1)   Citação de Pepebike Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 14 Set 2014 as 11:47
Originalmente Postado por flaviosplatter flaviosplatter Escreveu:

Lutamos tanto para que o ciclista tenha pelo menos um atenção e vem o cara criticar algo que nenhum prefeito em 500 anos fez, a danada de uma ciclovia. Para mim, que faço pedal de estrada e principalmente urbano, já estou calejado e consigo sobreviver no inferno, mas quem não tem esse espirito de enfrentar o transito, com a ciclovia, será um incentivo a pedalada. Vislumbro crianças, mulheres, velhos e afins pedalando com um minimo de segurança. Pedalar hoje em Sampa é facil, vem fazer trajeto de casa ao trabalho (30km) todo dia aqui em Guarulhos, se tá ferrado aqui, pois espaço eu brigo por ela todo dia, já enfrentei motorista de onibus, caminhão e carro, sempre pedindo para que tenha atenção ao ciclista, tem cara que pede desculpa mas uma boa parcela acha que vc tá errado. Apoio e sempre irei divulgar qualquer coisa que ajude e incentive a mobilida urbana alternativa. No minimo estaríamos tirando um monte do sedentarismo e prolongando um pouco a vida das pessoas...

Concordo plenamente !
Minha "biografia" não é muito diferente da sua.  Nascido e criado na cidade de São Paulo, pedalei muito por lá nas décadas de 70,80 e 90, quando não havia um centímetro de ciclofaixas e nem legislação de trânsito clara sobre como os ciclistas devem se comportar em relação à outros veículos e vice-versa.
Acostumei-me à "vida selvagem" do trânsito e nunca deixei de pedalar em rodovias, avenidas ou nas Marginais Pinheiros e Tietê, usando a bicicleta esportivamente ou para ir à escola/universidade.
Já disse em outro tópico que não gosto de pedalar em ciclovias (as do Brasil, ao menos) e as evito à todo custo, seja pelas precárias condições delas, seja pela sensação de insegurança que me transmitem, seja pelo desrespeito proveniente de pedestres, motocicletas e automóveis, entre outros. Contudo, isso não significa que eu seja contra a instalação delas ou sua proliferação, muito pelo contrário. 
Entendo que ciclovias são necessárias para muitas pessoas que querem trafegar nelas, bem como é uma importante "publicidade" (aquela faixa vermelha no solo com o símbolo de uma bicicleta), lembrando aos motoristas que há outras formas de transporte e que este deve ser visto como algo natural, além de incentivar toda uma geração de crianças à gostar de ciclismo e, quem sabe, seguir os passos de um Chris Froome, ou de um Nairo Quintana, sem falar de melhorar as condições de saúde de milhares de pessoas que sofrem com doenças decorrentes ou agravadas pelo sedentarismo.
Que venham as ciclovias !  E se puderem ser boas, de qualidade e seguras, tanto melhor ! Wink

  
“Life is like riding a bicycle. To keep your balance, you must keep moving.”
Voltar para o topo
RobsonSMO Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 28 Jul 2012
S Miguel - SC
Desconectado
Mensagens:2676
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de RobsonSMO Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 14 Set 2014 as 15:07
o devair, pelo menos leia o que a gente escreve...


me falar que eu sou Psdb ou marina? aí é brincadeira já... volta la e leia o que eu escrevi sobre partidos políticos antes de escrever bobagens!



sobre a ciclovia: sou a favor, mas sou contra os que acham "normal" o preço pago por uma obrinha descartável dessas... 3 meses e ela estará em péssimas condições!
Voltar para o topo
Liternit Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 15 Jun 2011
-
Desconectado
Mensagens:2420
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (1) Obrigado!(1)   Citação de Liternit Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 14 Set 2014 as 17:01
Robson você e cansativo, fato é que nao existe base ou prova se o custo esta alto. Comparar o custo usando obra X não funciona muda o disco. Sao Paulo um apartamento de 100m2 nao sai por menos de 1M.

Devair pior Marina? Realmente as propagandas do PT sem propostas, invocando o medo funcionam. Antes eles querem tirar a petrobras do povo agora os banqueiros vao roubar sua comida hahaha

Bom é manter no poder um partido que democratizou a robalheira, sem pudor de fazer caixa dois, se exime do crime com o discurso que todos fazem. Se nao funcionar é so falar do bolsa familia.

Quero ver o que vai ocorrer com a Dilma se a delacao sair, se nao for mais presidente que se cuide. Bom mudar para Cuba e gastar os milhoes deviados com os mais medicos.

Editado por Liternit - 14 Set 2014 as 17:04
Voltar para o topo
RobsonSMO Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 28 Jul 2012
S Miguel - SC
Desconectado
Mensagens:2676
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de RobsonSMO Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 14 Set 2014 as 17:23
então tá liternit, ja que eu sou cansativo, tome esse novo disco pra vc ouvir!
<a href="http://ndonline.com.br/florianopolis/noticias/162735-mapa-das-ciclovias-em-florianopolis-nao-avanca-desde-2012.html" rel="nofollow">http://ndonline.com.br/florianopolis/noticias/162735-mapa-das-ciclovias-em-florianopolis-nao-avanca-desde-2012.html</a>


aguardando novas desculpas e choradeiras...



não tem como saber se a obra em são paulo é um absurdo de caro? a é? fala sério... <img src="smileys/smiley5.gif" align="middle" />


vai ver eu vivo em outro planeta, onde passar uma tinta e fixar uns tachões refletivos é mais baratinho que na capital da America do sul...


opa... mais um disquinho aqui pra vc:

http://noticias.ufsc.br/2013/07/ufsc-busca-recursos-para-implantar-ciclovias-no-campus-de-florianopolis-e-entorno/




Editado por RobsonSMO - 14 Set 2014 as 17:27
Voltar para o topo
flaviosplatter Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 16 Out 2009
Guarulhos
Desconectado
Mensagens:1052
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de flaviosplatter Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 14 Set 2014 as 18:42
Esses caras são chatos, vamos apoiar essa P...Nunca ninguém fez nada pelos ciclistas e quando vem ao menos um cara, os caras ficam procurando pelo em ovo. Se fosse um tucano, teriam um monte de reacinha babando, mas como é do PT, ai não vale. Me enoja esse partidarismo...
Voltar para o topo
Liternit Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 15 Jun 2011
-
Desconectado
Mensagens:2420
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Liternit Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 14 Set 2014 as 19:17
Robson do artigo que você postou

A ciclovia terá 1,9 quilômetros custará R$3M. LOL

Nem ler o que você posta você lê.

Em São Paulo os 15M não serão apenas na Av. Paulista mas todos os acessos até os bairros, Paulista sera um novo canteiro não apenas tinta e tachão, com aterramento de cabos e instalação de fibra optica. O total no final serão de 400KM com custo de 80M, com media de 200K o kilometro de ciclovia.

http://vadebike.org/2014/09/projeto-ciclovia-av-paulista-detalhes-canteiro-central/



Originalmente Postado por flaviosplatter flaviosplatter Escreveu:

Esses caras são chatos, vamos apoiar essa P...Nunca ninguém fez nada pelos ciclistas e quando vem ao menos um cara, os caras ficam procurando pelo em ovo. Se fosse um tucano, teriam um monte de reacinha babando, mas como é do PT, ai não vale. Me enoja esse partidarismo...

Melhor ignorar, cara fica falando a mesma abobrinha sem parar e ainda acha que tem razão.
Voltar para o topo
RobsonSMO Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 28 Jul 2012
S Miguel - SC
Desconectado
Mensagens:2676
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (1) Obrigado!(1)   Citação de RobsonSMO Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 14 Set 2014 as 19:43
mesmo assim, 3 milhões em 1,9 é beeeem mais barato do que 15 em 3,9, não??? e o resto, vc leu? acho que não...


e pro petista aí, pare de meter partido no meio, to me lixando se é um tucano ou um foicinha vermelha. se é roubado, tem que pagar do mesmo jeito!


não sei por que quando o argumento e a razão acabam, a primeira coisa que os papagaios petistas repetem são "reacinha isto" ou "reaça aquilo" bla bla bla...



eu fico falando a mesma abobrinha? vc pediu pra mim mudar o disco, mudei, dei dois exemplos claríssimos. acho que vc só não quer dar o braço a torcer, assim como o que saiu de fininho... (ou vc tbm é um petista ferrenho?)

Editado por RobsonSMO - 14 Set 2014 as 20:04
Voltar para o topo
flaviosplatter Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 16 Out 2009
Guarulhos
Desconectado
Mensagens:1052
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de flaviosplatter Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 14 Set 2014 as 20:12
Originalmente Postado por RobsonSMO RobsonSMO Escreveu:

bom, mas 3 mi em 1,9 é beeeem mais barato do que 15 em 3,9, não???


e pro petista aí, pare de meter partido no meio, to me lixando se é um tucano ou um foicinha vermelha. se é roubado, tem que pagar do mesmo jeito!


não sei por que quando o argumento e a razão acabam, a primeira coisa que os papagaios petistas repetem são "reacinha isto" ou "reaça aquilo" bla bla bla...



Amigão, é vc com esse papo furado de dono de carro revoltadinho que está politizando essa discussão. E todo reaça gosta de dizer que os outros são petistas...
Voltar para o topo
RobsonSMO Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 28 Jul 2012
S Miguel - SC
Desconectado
Mensagens:2676
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de RobsonSMO Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 14 Set 2014 as 20:15
vc nem sabe se eu tenho carro, pra começar...


segundo, volte e leia todo o tópico pra ver quem é que está "politizando" a coisa...



e como vc apenas se repetiu e confirmou o meu comentário anterior...


acho que vc está fora...
Voltar para o topo
flaviosplatter Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 16 Out 2009
Guarulhos
Desconectado
Mensagens:1052
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de flaviosplatter Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 14 Set 2014 as 20:41
Originalmente Postado por RobsonSMO RobsonSMO Escreveu:

vc nem sabe se eu tenho carro, pra começar...


segundo, volte e leia todo o tópico pra ver quem é que está "politizando" a coisa...



e como vc apenas se repetiu e confirmou o meu comentário anterior...


acho que vc está fora...

Seus argumentos são lamentáveis...
Voltar para o topo
Teshrrar Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 08 Jul 2014
São Paulo
Desconectado
Mensagens:107
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Teshrrar Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 14 Set 2014 as 23:35
O mais divertido foi eu ter proposto uma solução e nenhum de vocês ao menos comentar. Preferem argumentar sobre o desconhecimento um do outro sobre a verdade, ao invés de tentar ambos procurarem-na e depois decidir quem estava certo. Que discussão sem fundamento.

Independente de ser roubado ou não (mas não menos relevante o assunto, é óbvio), as ciclovias são um investimento e tanto para São Paulo. Num pedal que fiz com o grupo LokoBikers (acho que é esse o nome), esse foi o assunto, já que foi decidido passar por ela indo aqui da ZS para a ZN. Diversos "mas deveria ter" e "se fosse" surgiram, sem considerarem que esse "mas" e "se" que impedem muitos projetos de saírem do papel. A ciclovia saiu.

Agora que saiu, deveríamos fiscalizar, nós, população de São Paulo. Mas tirando por base que meu comentário passou no vazio em meio a uma discussão vazia, vemos que ninguém está interessado na verdade, mas em especulações e reclamações.

Ignorando o fato de todos os reclamões e reclamonas da cidade não darem a mínima para a fiscalização do nosso dinheiro, ao menos alguém fez essa p***! Não é? Vejam bem: agora, por mais amador que possa parecer, nossa cidade tem algo saindo do papel que é inédito no Brasil: uma ciclovia nos "moldes", por assim dizer, das existentes em países mais desenvolvidos, que ligará a cidade inteira. É o tal do negócio que às vezes um empurrão é necessário.

Em X meses estará uma m****? Só se nós deixarmos; o que, é claro, provavelmente acontecerá, certo estou de que a população tá se lixando para reivindicar melhorias e uso correto dos IMPOSTOS.

Eu ficarei em cima, apoiando agora, tentando ir atrás da verdade sobre os valores, depois cobrando a manutenção de algo que é importante pra mim e, pelo que vejo na ciclovia de domingo, para muito mais habitantes.
Voltar para o topo
43679 Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 13 Jun 2011
-
Desconectado
Mensagens:3050
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de 43679 Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 15 Set 2014 as 01:09

Como ja foi dito,ere--dito,expedito,HAVERA roubos sim,mas no meio de tantos,se sair a maledeta ciclovia,seja um omelete,pois quebra a casca se quebra todo dia(desvio na minha cidade tem,na de vcs tbm,nao importa o partido)

Eu proponho assim,deixa fazer,qdo estiver prnta,cai emcima,procurando os roubos,mesmo q nao se devolva a grana,pelo menos torna inelegivel(ou cadeia,o q é dificil)
Agora,se bota isto no meio da briga entre direita e esqeurda(direita e ex-esquerda)nao sai POrr a nenhuma

AI ,uns dizem,nao saiu po culpa do fulano,outro,nao saiu por culpa do clicano
E fulano e ciclano andao de carro preto,com segurança,tramando proximo desvio(e nao é desvio na rua...)
(isto vale pros 2 lados)
Voltar para o topo
43679 Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 13 Jun 2011
-
Desconectado
Mensagens:3050
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de 43679 Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 15 Set 2014 as 01:19
Nao estou apoiando o rouba-mas-faz
Mas em se tratando de brasileiro,se nao molhar a mao de alguem,nadaanda nesta merda de país.Todo politico fa algo pensando no dele.Pior sao os q nao fazem mais q passa 4 anos robando.


Pra ser mais especifico,apoio Parlamentarismo,desaprovo funcionario publico nao sr demitido,e politico q se acha inatingivel por 4 anos.
Se eles tivessem seus empregos iguais nos,onde ,ou somos eficientes,ou rua,isto ia ser diferente.
Voltar para o topo
zhozer Ver Drop Down


Registrado: 21 Mar 2014
São Paulo
Desconectado
Mensagens:26
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de zhozer Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 15 Set 2014 as 01:23
Concordo com o Teshrrar. Tenho visto muita crítica negativa no sentido de "se está caro, se falta planejamento então é melhor nem tentar construir", ao invés de proporem consertar estes defeitos, mas continuar com as metas ambiciosas. Me parece mais aquela visão tecnocrática...

Eu não entendo espicificidades de construção para saber se a obra está cara, mas não acho que está tão exagerada quanto estão comentando.

O que será feito:
- toda a readequação para construir a ciclovia. Isso envolve alargamento e readequação nas travessias de pedestres;

- como as faixas de carros serão diminuídas todas terão de ser pintadas novamente;

- enterramento de cabos de fibra óptica.

- readequação urbana da Bernadino de Campos, como enterramento dos fios etc. A Eletropaulo estima em R$5,8 milhões o quilômetro de fiação transferida para o solo (http://opiniao.estadao.com.br/noticias/geral,o-custo-de-enterrar-a-fiacao-imp-,1099957 )

- corredor de ônibus até o outro lado da Consolação.

Novamente, não sei o que está ou não no custo do projeto, mas conforme for pode não ser tão cara.

Além disso, vocês esquecem que a Paulista é tombada e por isso você não pode simplesmente ir quebrando tudo e depois reconstruir. O que encarece muito a obra. Por exemplo, os semáforos da Paulista não podem ser alterados.

Por conta do tombamento e de todo o projeto urbanístico na Paulista, pode ser que usem materiais mais caros do que os usados em outras obras.

Dessa maneira, não vejo como a ciclovia na Paulista pode ser comparada com outras obras. Para mim só pegando o projeto na íntegra para saber se está caro.



Voltar para o topo
ecvitoria Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 22 Mai 2014
São Salvador
Desconectado
Mensagens:134
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de ecvitoria Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 15 Set 2014 as 01:44
^^ Quando se constroem avenidas, elevados, puxadinhos, nunca há reclamação sobre "planejamento", uma vez que beneficiados são os carros. 
Pra fazer ciclovia, tem de seguir muitas regras e demorar anos (e já demoraram muitos anos) para implantar, para, assim, chamar de "planejada".

 Me surpreende o fato de ainda haver calçadas, rs. 
Voltar para o topo
MarcusLisboa Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 21 Jul 2010
São Vicente
Desconectado
Mensagens:447
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de MarcusLisboa Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 15 Set 2014 as 11:37
Há muita discussão sobre as ciclofaixas na cidade de São Paulo. Como tudo na vida política do país nos últimos anos, a questão virou um Fla-Flu. Quem é a favor não aceita a opinião de quem é contra, da mesma maneira que quem é contra não dá ouvidos aos argumentos do outro lado.

Minha opinião é clara: sou totalmente contra as ciclofaixas. E sou totalmente a favor de ciclovias. Sim, as duas coisas são bem diferentes. Coloco, de maneira democrática, a minha opinião. Não sei se é correta ou não, mas é minha opinião. Gostaria de ouvir as opiniões contrárias, sem problema algum.


Ciclovias são vias exclusivas criadas a partir de um planejamento urbano como opção de transporte urbano para serem usadas pelos ciclistas. São vias específicas, separadas das ruas onde trafegam carros e oferecem segurança - principalmente para os próprios ciclistas. Custam mais do que as ciclofaixas, obviamente, porque exigem mais planejamento e investimento na adaptação desses espaços urbanos para as bicicletas. Ciclovias existem cada vez mais em todas as metrópoles do mundo, pois são uma opção a mais de transporte.

Ciclofaixas são opções simplistas e preguiçosas para vender a ideia de um governo que está beneficiando os ciclistas. É isso que o prefeito Fernando Haddad está fazendo em São Paulo: confundindo os cidadãos. Afinal, há uma grande diferença entre criar ciclovias e pintar as ruas de vermelho.


Tenho algumas perguntas para o prefeito ou para algum representante da área de Transportes da Prefeitura.
Gostaria de saber se, ao anunciar a criação de 400 km de ciclofaixas, o prefeito Haddad pensou nas milhares de vagas de estacionamento que extinguiria numa cidade que já sofre com esse problema? Sim, porque não é muito inteligente acabar com vagas na rua e investir milhões em estacionamentos subterrâneos, como se discute há anos. E será que é honesto acabar com essas vagas e perder o dinheiro que a cidade ganharia com Zona Azul, por exemplo?


Gostaria de saber se o prefeito Haddad pensou nos 400 km de vias com comércio de rua que ele prejudicou, ao impedir que os carros circulassem por ali? Sim, porque milhares de paulistanos que têm lojinhas de rua perderão parte importante de seus clientes, já que os carros não poderiam circular em frente às suas lojas, perdendo a exposição espontânea que as lojas têm e os estacionamentos permitem.


Gostaria de saber se o prefeito Haddad pensou na desvalorização de 400 km de moradias, que ficam em frente a essas faixas vermelhas onde carros não podem mais circular nem parar? Sim, porque muita gente estaciona o próprio carro na frente de casa porque não tem garagem. Ou estacionava, no caso.


Gostaria de saber se o prefeito Haddad pensou no prejuízo na economia da cidade, que vai perder milhões com o crescimento dos congestionamentos? Sim, porque São Paulo perdeu R$ 40 bilhões em 2012, 1% do PIB brasileiro, de acordo com estudo da FGV. Se perdia isso em 2012, imagina depois dos 400 km de ciclofaixas.


Gostaria de saber se o prefeito Haddad pensou realmente na cidade ou apenas no marketing ao pintar a cidade de vermelho e atrapalhar a vida de milhares de pessoas para beneficiar algumas centenas de ciclistas? Quantos ciclistas há em São Paulo? O mais correto não seria criar ciclofaixas para atender uma demanda dos ciclistas do que criar ciclofaixas para ver se surgem ciclistas para usarem as ciclofaixas? Falta transparência. Quero saber o que o prefeito considera transporte de elite. Sabemos que a cidade tem 7 milhões de carros... quantas pessoas usam regularmente as bicicletas? Como foram escolhidas as vias onde foram criadas ciclofaixas? E não estamos falando de lazer, claro.

De acordo com o site da Prefeitura, o número de viagens no trânsito em 2012 foi o seguinte:
ÔNIBUS transportou 9.383.283 pessoas
TRANSPORTE FRETADO transportou 389.427 pessoas
TRANSPORTE ESCOLAR transportou 2.011.132 pessoas
DIRIGINDO AUTOMÓVEL - 8.644.290 motoristas
PASSAGEIRO DE AUTOMÓVEL - 3.706.649 passageiros (caronas)
TÁXI transportou 135.156 pessoas
METRÔ transportou 3.218.989 pessoas
TREM transportou 1.141.140 pessoas
MOTO transportou 1.038.960 pessoas
BICICLETA transportou 267.788 pessoas
A PÉ 13.708.189 pessoas
OUTROS 70.463
TOTAL 43.715.466

Vamos pensar um pouquinho, já que a equipe do prefeito não fez isso. Haddad gosta muito de falar das faixas exclusivas de ônibus, que são mais democráticas que os carros, etc. Basta ver o número acima para ver que isso não é verdade. Pouco mais de 9 milhões de pessoas andaram de ônibus em 2012. Se juntar carros (motoristas + passageiros), transporte escolar (que não podem andar nas faixas para ônibus), transporte fretado (que não podem andar nas faixas de ônibus), dá quase 15 milhões de pessoas transportadas. Sabe quantas andaram de bicicleta em 2012? Veja o número acima: 267.788. NO ANO INTEIRO. Se o prefeito Hadddad quisesse realmente ser democrático, ele pegaria todo o investimento previsto para as ciclofaixas até 2015 (R$ 80 milhões) e reformaria as calçadas da cidade - já que 13.708.189 andaram a pé em 2012. De qualquer maneira, a faixa de ônibus (isso, sim, um benefício para o transporte público - embora feito sem o planejamento adequado) é tema para outra conversa.

Gostaria de saber se o prefeito Haddad realmente já pensou que a bicicleta talvez não seja o meio de transporte adequado para São Paulo, uma cidade de proporções gigantescas, desnivelada e com alto índice de profissionais que não podem chegar suados ao serviço?

Gostaria de saber se o prefeito Haddad já pensou que que a maioria das ciclofaixas ligam nada a lugar nenhum? Sim, porque as ciclofaixas começam no nada e terminam no lugar nenhum. Ou seja, os ciclistas chegam por vias sem ciclofaixas até as ciclofaixas e, daí, continuam seus caminhos por vias sem ciclofaixas, o que prova que não há planejamento algum. Como é que os ciclistas vão chegar nas ciclofaixas? Voando? Sim, porque eles terão que pedalar por vias sem ciclofaixas, expostos a todos os perigos do trânsito normal até chegar nas faixas vermelhas, onde estarão, teoricamente, em segurança. E na hora de sair delas?

Gostaria de saber se o prefeito Haddad pensou como vai crescer o número de acidentes e atropelamentos? E será que ele se esqueceu de lançar junto com as ciclofaixas uma legislação que dê direitos, mas que também dê deveres aos ciclistas? Por que os carros serão multados se entrarem nas ciclofaixas, mas os ciclistas não serão multados se pedalarem fora das ciclofaixas? Quem vai fiscalizar o uso de capacetes e outros itens de segurança? As bicicletas terão placas, como os outros veículos que estão no trânsito? Haverá bici-escolas, para ensinar as pessoas a pedalar com segurança? Há tantas, mas tantas questões que não foram previstas, que só reforça a ideia de que tudo isso foi feito, com o perdão do trocadilho, nas coxas.

Gostaria de saber, para terminar, se o prefeito Haddad pensou em discutir esses 400 km de ciclofaixas com a sociedade antes de criar de maneira autoritária essa medida que vai influenciar a vida de tantos moradores da cidade?
Para terminar, gostaria de saber quando o prefeito Haddad e o secretário de Transportes, Jilmar Tatto, vão começar a ir trabalhar de bicicleta.
http://entretenimento.r7.com/blogs/...ria-de-perguntar-ao-prefeito-haddad-20140911/
Voltar para o topo
Liternit Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 15 Jun 2011
-
Desconectado
Mensagens:2420
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (3) Obrigado!(3)   Citação de Liternit Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 15 Set 2014 as 12:26
Originalmente Postado por MarcusLisboa MarcusLisboa Escreveu:


Ciclovias são vias exclusivas criadas a partir de um planejamento urbano como opção de transporte urbano para serem usadas pelos ciclistas. São vias específicas, separadas das ruas onde trafegam carros e oferecem segurança - principalmente para os próprios ciclistas. Custam mais do que as ciclofaixas, obviamente, porque exigem mais planejamento e investimento na adaptação desses espaços urbanos para as bicicletas. Ciclovias existem cada vez mais em todas as metrópoles do mundo, pois são uma opção a mais de transporte.

Maioria das vias é ciclovia, estão separadas dos carros. E ciclofaixa é algo comum em todos os paises com infra para bicicletas, não tem nada de simplista em ciclofaixa é uma opção que funciona.

Originalmente Postado por MarcusLisboa MarcusLisboa Escreveu:

Gostaria de saber se, ao anunciar a criação de 400 km de ciclofaixas, o prefeito Haddad pensou nas milhares de vagas de estacionamento que extinguiria numa cidade que já sofre com esse problema? Sim, porque não é muito inteligente acabar com vagas na rua e investir milhões em estacionamentos subterrâneos, como se discute há anos. E será que é honesto acabar com essas vagas e perder o dinheiro que a cidade ganharia com Zona Azul, por exemplo?


Gostaria de saber se o prefeito Haddad pensou nos 400 km de vias com comércio de rua que ele prejudicou, ao impedir que os carros circulassem por ali? Sim, porque milhares de paulistanos que têm lojinhas de rua perderão parte importante de seus clientes, já que os carros não poderiam circular em frente às suas lojas, perdendo a exposição espontânea que as lojas têm e os estacionamentos permitem.


Gostaria de saber se o prefeito Haddad pensou na desvalorização de 400 km de moradias, que ficam em frente a essas faixas vermelhas onde carros não podem mais circular nem parar? Sim, porque muita gente estaciona o próprio carro na frente de casa porque não tem garagem. Ou estacionava, no caso.

No Brasil as pessoas confundem publico com privado, vaga em rua não é de propriedade privada. Custo de parar o carro é uma forma de induzir o uso de outros meios. Comercio deveria por obrigação ter seu estacionamento próprio ou convenio, uma mera vaga na frente de uma lojinha não vai fazer diferença para o comercio, até porque em local concorrido essa vaga já é tomada logo cedo, ocupando o espaço o dia todo. Muito melhor o espaço ser usado por diversos ciclistas do que por um unico carro por 8h, se esses 400Km colocarem mais gente de bicicleta o beneficio para a cidade vai ser muito maior que o ganho que um comercio daria com uma vaga na frente da loja.

E quem para o carro na frente de casa sem garagem não tem o que reclamar, rua é publica, que venda o carro ou pare em outra rua ou pague um estacionamento. Se para você desvaloriza eu acho que valoriza ter uma ciclovia na frente de casa.



Originalmente Postado por MarcusLisboa MarcusLisboa Escreveu:

Gostaria de saber se o prefeito Haddad pensou realmente na cidade ou apenas no marketing ao pintar a cidade de vermelho e atrapalhar a vida de milhares de pessoas para beneficiar algumas centenas de ciclistas? Quantos ciclistas há em São Paulo? O mais correto não seria criar ciclofaixas para atender uma demanda dos ciclistas do que criar ciclofaixas para ver se surgem ciclistas para usarem as ciclofaixas? Falta transparência. Quero saber o que o prefeito considera transporte de elite. Sabemos que a cidade tem 7 milhões de carros... quantas pessoas usam regularmente as bicicletas? Como foram escolhidas as vias onde foram criadas ciclofaixas? E não estamos falando de lazer, claro.

Até pouco tempo quase ninguem usava metro, com seu pensamento o dinheiro do metro deveria ser usado para fechar o pinheiros e tiete com vias para carros. Se hoje existem centenas de ciclistas pode ter certeza que com os 400KM esse numero vai explodir, vejo na Berrini pessoas normais (sem físicode ciclista) enfrentando 4 pistas espremidas, esbarrando nos ônibus na hora do rush, se tem gente já encarando isso imagina com a ciclovia na berrini?



Originalmente Postado por MarcusLisboa MarcusLisboa Escreveu:

Vamos pensar um pouquinho, já que a equipe do prefeito não fez isso. Haddad gosta muito de falar das faixas exclusivas de ônibus, que são mais democráticas que os carros, etc. Basta ver o número acima para ver que isso não é verdade. Pouco mais de 9 milhões de pessoas andaram de ônibus em 2012. Se juntar carros (motoristas + passageiros), transporte escolar (que não podem andar nas faixas para ônibus), transporte fretado (que não podem andar nas faixas de ônibus), dá quase 15 milhões de pessoas transportadas. Sabe quantas andaram de bicicleta em 2012? Veja o número acima: 267.788. NO ANO INTEIROSe o prefeito Hadddad quisesse realmente ser democrático, ele pegaria todo o investimento previsto para as ciclofaixas até 2015 (R$ 80 milhões) e reformaria as calçadas da cidade - já que 13.708.189 andaram a pé em 2012. De qualquer maneira, a faixa de ônibus (isso, sim, um benefício para o transporte público - embora feito sem o planejamento adequado) é tema para outra conversa.

Gostaria de saber se o prefeito Haddad realmente já pensou que a bicicleta talvez não seja o meio de transporte adequado para São Paulo, uma cidade de proporções gigantescas, desnivelada e com alto índice de profissionais que não podem chegar suados ao serviço?

Gostaria de saber se o prefeito Haddad já pensou que que a maioria das ciclofaixas ligam nada a lugar nenhum? Sim, porque as ciclofaixas começam no nada e terminam no lugar nenhum. Ou seja, os ciclistas chegam por vias sem ciclofaixas até as ciclofaixas e, daí, continuam seus caminhos por vias sem ciclofaixas, o que prova que não há planejamento algum. Como é que os ciclistas vão chegar nas ciclofaixas? Voando? Sim, porque eles terão que pedalar por vias sem ciclofaixas, expostos a todos os perigos do trânsito normal até chegar nas faixas vermelhas, onde estarão, teoricamente, em segurança. E na hora de sair delas?

Gostaria de saber se o prefeito Haddad pensou como vai crescer o número de acidentes e atropelamentos? E será que ele se esqueceu de lançar junto com as ciclofaixas uma legislação que dê direitos, mas que também dê deveres aos ciclistas? Por que os carros serão multados se entrarem nas ciclofaixas, mas os ciclistas não serão multados se pedalarem fora das ciclofaixas? Quem vai fiscalizar o uso de capacetes e outros itens de segurança? As bicicletas terão placas, como os outros veículos que estão no trânsito? Haverá bici-escolas, para ensinar as pessoas a pedalar com segurança? Há tantas, mas tantas questões que não foram previstas, que só reforça a ideia de que tudo isso foi feito, com o perdão do trocadilho, nas coxas.

Gostaria de saber, para terminar, se o prefeito Haddad pensou em discutir esses 400 km de ciclofaixas com a sociedade antes de criar de maneira autoritária essa medida que vai influenciar a vida de tantos moradores da cidade?
Para terminar, gostaria de saber quando o prefeito Haddad e o secretário de Transportes, Jilmar Tatto, vão começar a ir trabalhar de bicicleta.
http://entretenimento.r7.com/blogs/...ria-de-perguntar-ao-prefeito-haddad-20140911/ 

Que reformem as calçadas, até esse detalhe existe no plano diretor, mais espaço para os pedestres e calçadas mais amplas, vai dar uma lida sobre isso. 

São Paulo tem muita parte plana, Itaim, Brooklin, Pinheiros e maior parte dos Jardins não tem subidas. E ninguem precisa pedalar de terno basta usar a roupa adequada e trocar no trabalho.

Os 400km serão feitos exatamente para ligarem as ciclovias, mas não precisa ter ciclovia na porta de casa o importante é ter para cruzar os locais mais perigosos e de maior movimento como marginais e avenidas.

Impossível saber se vão ocorrer mais acidentes proporcionalmente, as regras de transito atuais são boas, o problema é a falta de informação e consciência, o mesmo que pedala é o que dirige em São Paulo, cidade esta cheia de idiotas mas nada que uma campanha não resolva. Basta ver o resultado positivo da campanha sobre a faixa de pedestre em São Paulo, hoje é comum ver os carros dando preferencia.
Voltar para o topo
newhouse Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 01 Set 2011
Embu - SP
Desconectado
Mensagens:2574
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de newhouse Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 15 Set 2014 as 13:41
Nossa, não falta argumentos pra detonar as ciclofaixas de SP. Por outro lado, temos alguns bons exemplos vindos de fora que são melhores que muitas estatísticas. O problema das metrópoles não é mais o meio de transporte, mas sim o espaço que ele ocupa, atualmente quanto mais minimalista é o meio de transporte, menor o seu impacto na ocupação da cidade, por isso o uso de bikes vem aumentando no mundo inteiro.

Procurem por cases de mobilidade urbana em Nova York ou Copenhague pra verem como as bikes estão mudando a cara das cidades. O próprio prefeito de Copenhague vez ou outra vem a SP pra dar palestras de mobilidade urbana e demostrar como a cidade que melhor trabalha o termo mobilidade consegue garantir fluidez mesmo se tratando de uma metrópole.
Voltar para o topo
ecvitoria Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 22 Mai 2014
São Salvador
Desconectado
Mensagens:134
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (2) Obrigado!(2)   Citação de ecvitoria Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 15 Set 2014 as 15:05
Voltar para o topo
EDU ALMEIDA Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 15 Mar 2010
São Paulo
Desconectado
Mensagens:664
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de EDU ALMEIDA Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 15 Set 2014 as 15:14
Boas pessoal!!!

Este video das ciclovias holandesas é um ótimo exemplo, porem a holanda é plana.
São Paulo precisa de um povo consciente antes de tudo...longe da realidade atual.


Somente para complementar a conversa, segue um link sobre o assunto(ciclovias):

http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=1324635&page=36

Tenho visto a galera utilizar as faixas no centro de SP, pena que o pedestre (incluso algunas policiais) ainda não se tocou que a faixa é exclusiva para bike, não uma faixa para caminhada...kkkk


O mais dificil já foi feito, o pontapé inicial...agora falta ampliar, administrar e, claro, educar tanto o usuário quanto população geral.

Thumbs Up


Editado por EDU ALMEIDA - 15 Set 2014 as 15:26
"Here I am...on the road again..."
Voltar para o topo
flaviosplatter Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 16 Out 2009
Guarulhos
Desconectado
Mensagens:1052
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (1) Obrigado!(1)   Citação de flaviosplatter Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 15 Set 2014 as 18:50
Ontem pedalei pelas ciclovias do Haddad no centro e posso afirmar que pra inicio tá show de bola. Como foi dito, o ponta pé inicial foi dado, agora, vamos lutar pra crescer e melhorar e isso cabe a nós aqui do fórum, trocando informações e divulgando. 
Essas ciclofaixas de lazer são importantes pra iniciar a pessoa na rua e quem sabe com essas ciclovias o povo vai aderindo aos poucos, todo começo é difícil.
Voltar para o topo
kakoniteroi Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 22 Abr 2014
Niterói
Desconectado
Mensagens:177
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de kakoniteroi Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 15 Set 2014 as 20:42
Entendo.
Rouba, mas faz. Então tá bom.

Mas, espere um pouco: Este não é o Maluf ?
Ah.... hoje o Maluf é aliado do PT.

Então faz sentido!
Vamos nessa de rouba mais faz!

Feliz 1981 !
Voltar para o topo
kakoniteroi Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 22 Abr 2014
Niterói
Desconectado
Mensagens:177
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de kakoniteroi Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 15 Set 2014 as 20:44
Perdão....
Vamos nessa de: Rouba, mas faz!

Desculpem-me o erro. ;)
Voltar para o topo
RobsonSMO Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 28 Jul 2012
S Miguel - SC
Desconectado
Mensagens:2676
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de RobsonSMO Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 15 Set 2014 as 21:14
o interessante é que quando a roubalheira vem com algo que interessa a um determinado grupo, este automaticamente fecha os olhos para a corrupção ou simplesmente fala: "ah, mas pelo menos fez alguma coisa"

quando o absurdo era a maldita copa, aí era "inadmissível"
Voltar para o topo
flaviosplatter Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 16 Out 2009
Guarulhos
Desconectado
Mensagens:1052
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (2) Obrigado!(2)   Citação de flaviosplatter Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 15 Set 2014 as 23:16
Trechos do audio da entrevista da CBN:

[Na Times Square de Nova York, fechada para os automóveis e aberta para as pessoas,] os primeiros a chiar foram os comerciantes. “Poxa, mas sem movimento aqui eu vou perder faturamento, vai reduzir meu lucro.” Sabe o que aconteceu?Aumentou exponencialmente o lucro dos comerciantes situados na Times Square quando se bloqueou o acesso de motoristas. Porque você vai ter a circulação que faz dinheiro, que é a circulação das pessoas a pé ou de bicicleta. De carro você não consegue descer pra comprar o que você quer com tranquilidade, nos termos da lei.

(…)

Nós estamos vivendo um império, e eu vou aqui parafrasear um pensador que eternizou essa expressão de forma muito interessante, o Ricardo Abramovay, da USP: o império do carrocentrismo. As cidades estão sendo planejadas não para as pessoas, mas pros carros. Isso é ruim pra quem? Pra todo mundo.

Em primeiro lugar, pra maioria que não tem carro – e paga o preço, paga o imposto, pra financiar o conforto dos motoristas. Mais de uma pesquisa, que teve por escopo mapear os recursos públicos auferidos a partir da cobrança de impostos e direcionados para o setor de transportes, detectaram que infelizmente no Brasil a maior parte do dinheiro destinado ao setor de transportes privilegia o transporte individual [motorizado] e não o transporte público. Então é uma injustiça fiscal, não se beneficia a maioria, mas uma minoria.

Segundo: quando você começa a abrir caminho pro carro em detrimento de outros modais de transporte ou da bicicleta, você começa a ter o que a gente já viu se replicar como metástase em todas as capitais do brasileiras – eu disse todas, inclusive as cidades planejadas como Brasília ou Curitiba – é um megaengarrafamento, que cresce em progressão geométrica! E quanto mais devagar segue o veículo automotor mais poluentes ele emite.

Em São Paulo o pneumologista da USP, Paulo Saldiva, já mapeou exaustivamente os impactos sobre a saúde de uma cidade que tem a maior concentração de automóvel por habitante do Brasil e que tem uma relação direta entre óbitos ou complicações, morbidades, causadas ou agravadas pela péssima qualidade do ar. A tendência é isso se agravar, se você não abrir espaço, por exemplo, para a bicicleta. Então São Paulo tem que investir em Metrô e está investindo, tem que investir em trem e espero que esteja investindo. São Paulo não pode abrir mão da bicicleta!

Por mais absurdo que o paulistano hoje em dia diga: “Imagina se uma cidade desse tamanho, do jeito que tá, um dia vai oferecer conforto, segurança pro ciclista? Duvido!” Bom, é a parte do copo vazia. Todo mundo tem o direito se quiser de ser pessimista, de ser cético. Agora, Bogotá, eu não to falando de Europa, tô falando de Bogotá, aqui pertinho, tô falando de Cidade do México, do lado de cá, nossos irmãos latinos, mexicanos, e a cidade do México é uma cidade que lembra muito São Paulo, em certos aspectos, tomaram a decisão, assumiram e custearam políticas públicas para abrir espaço para a bicicleta e não se arrependeram. Não se arrependeram.

(…)

Quando a gente começa a promover a educação, a ética, nas leis do trânsito, e assegura ao ciclista o direito dele andar de bicicletamesmo numa cidade como São Paulo, esse é o caminho para uma cidade mais justa, mais sustentável, mais humana, mais saudável, porque sedentarismo é um problema também do Brasil urbano. As pessoas não fazem exercício. E quem anda de bicicleta – eu tenho vários amigos, já fiz programa em São Paulo com gente que trocou o carro pela bicicleta e não se arrependeu – essas pessoas têm saúde, têm vitalidade e amam São Paulo porque aprenderam a reconhecer belezas, lugares interessantes, lugares curiosos de São Paulo, que não era possível na eletrostática dessa carroceria blindada de um carro. A bicicleta coloca a gente em contato com o mundo e com a gente mesmo.

(…)

E ainda reduzem o IPI [dos carros]. Tem que reduzir o IPI de bicicleta! O Brasil pensa errado cobrança de imposto e depois não entende porque tem tanto stress, tanta violência, tanto atropelamento, tanta morte, tanta doença a partir do caos no trânsito. Não há mais espaço para o automóvel, senhoras e senhores! Ou a gente repensa o planejamento urbano pensando no coletivo, ou que cada um se sinta confortável no seu carro blindado, com ar condicionado, som e TV, com direito a frigobar, se quiser, achando que o mundo tem jeito dessa forma. Eu não penso assim.

Voltar para o topo
Teshrrar Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 08 Jul 2014
São Paulo
Desconectado
Mensagens:107
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Teshrrar Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 15 Set 2014 as 23:34
Originalmente Postado por kakoniteroi kakoniteroi Escreveu:

Entendo.
Rouba, mas faz. Então tá bom.

Mas, espere um pouco: Este não é o Maluf ?
Ah.... hoje o Maluf é aliado do PT.

Então faz sentido!
Vamos nessa de rouba mais faz!

Feliz 1981 !

Este não é, nem nunca foi o assunto aqui, o "rouba mas faz", mas se quiser entrar nos méritos da coisa, temos corrupções em âmbito federal (veja bem, nem mesmo municipal) que têm um único propósito: roubar. E você faz algo? Eu duvido que nada além de reclamar com alguém que, assim como você, também só reclama. Acertei, não é?

E nem é sua culpa: somos todos ocupados demais com o reflexo de nossos umbigos para enxergar o que tem atrás do espelho, que é o que deforma a imagem que vemos, logo, diante de uma imagem imperfeita, reclamamos, mas nunca vamos atrás do espelho olhar e buscar uma solução.

Mas tudo isso não passa de uma especulação sem fundamento. São Paulo é cara. Material de construção está caro (razão pela qual imóveis paulistanos novos hoje são caros), imposto aqui está caro, enfim, custo de vida de São Paulo é alto. Sendo assim, uma obra custar caro pode não ser nada além de uma consequência.

Dizer "é isso aí, rouba mas faz" sem saber se estão roubando é insanidade, mas diante da quantidade de corrupção "unilateral" que vimos nos últimos anos, suponhamos que haja mesmo corrupção no projeto das ciclovias, ao menos temos algo que beneficiará a cidade e sua população. Considerando que nosso povo nunca faz porra nenhuma em prol da verdade, do uso justo de nosso dinheiro, da aplicação correta de nossas Leis, da corroboração da Constituição de 88, alguém roubar mas fazer é uma conquista imensa nesse país. Porque eu sozinho, assim como alguns poucos, não temos força suficiente, e você não nos ajudará, estou certo? Nem você, nem praticamente todos os brasileiros que, com om advento da internet, pioraram sua participação política.

Você sentia necessidade de usar tablet ou smartphone antes de serem lançados? Não. Foi uma demanda inventada, assim como serão, de uma forma minimalista, as ciclovias. Minimalista porque, na verdade, nós temos essa necessidade: não cabem mais carros em São Paulo, nem o planeta aguenta mais. Temos uma foto da última sexta-feira da grossa camada de poluição sobre a tarde paulistana: nojenta!

Sobre as vagas de estacionamento perdidas: sim, é quase certeza que foi intencional, pois é disso que a ciclovia se trata, a diminuição dos carros na cidade. Sobre os comerciantes e suas reclamações sem fundamento num país em desenvolvimento, enquanto o mesmo esquema dá certo em países desenvolvidos, bem, é de dar pena esse ideal cômodo que o carro cria.

Nós Brasileiros somos permissivos, patéticos quando se trata de lutar por nossos Direitos. Não cumprimos nem mesmo nossos Deveres... E quando surge uma oportunidade, uma porta de entrada para uma comunicação maior, algo bastante acessível quanto as ciclovias, que são, veja bem, para a população (não para máquinas ou estabelecimentos, mas para você, pessoa), queremos barrar através de críticas de negativismo. Clássico.

Ir atrás da verdade, em massa, com um número significativo e organizado de pessoas ninguém quer. É foda mesmo, porque ir atrás do espelho dá trabalho... e deixar de ver o próprio umbigo no reflexo? Nem pensar.
Voltar para o topo
43679 Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 13 Jun 2011
-
Desconectado
Mensagens:3050
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de 43679 Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 16 Set 2014 as 00:20
Originalmente Postado por RobsonSMO RobsonSMO Escreveu:

o interessante é que quando a roubalheira vem com algo que interessa a um determinado grupo, este automaticamente fecha os olhos para a corrupção ou simplesmente fala: "ah, mas pelo menos fez alguma coisa"

quando o absurdo era a maldita copa, aí era "inadmissível" <img src="smileys/smiley5.gif" align="middle" />


Nao,nao estamos fechando os olhos...
Vc pode estar,mas nos nao.
Oq eu disse,espera fazer,depois mete o pau,exige prestaçao de contas
"Ah,mas nao vai funcionar assim"
Entao...nao vai funcionar com nada,aqui é Brasil,cultura do jeitinho,so podemudar na proxima geraçao,e pelo jeito,com funk e tudo o mais,pode esquecer...
E a demais,relaxa e aproveita
No caso da Copa,foi divertido,ver os BR toma 7 a 0
Vai dze q nao foi??
Foi um tapa no "jeitinho malandro de ser"
E funk tem umas novinha delicia
Entao q se foda,q saia uma ciclovia,com muitas novinhas rodando de bike
E q roubem ate anus faze bico,cmo dizem os nortistas


E pode ter certeza q PT,PSDB(ou vc acha q o PT é onipresente na prefeitura,e q nao tem mensalao pra paga pra todo partido pra vota algo) e todos os outros vao dividir estes 15mi em outra "obras" bem mais fraudulentas

EU ja propus uma saida: FIM do
Presidencialismo(e demais politicos com mandato de 4 anos de boa)
Funcionalismo publico concursado

Fim do "quero ve quem me tira daqui"
Sera q seria igual estamos vendo hoje??
Mas ...ai o cara fala:Tenho parentes no serviço publico,ou sei la,ou seja,qdo a pimenta ta no cu dele...

Por tem alguns comentarios anti-ciclovia/ciclofaixa,provavelmente sao donos de picapes ou SUVs(j disse isto),com rack prapr bike,leva pra trilha domingo,e boa,de segunda a sexta,usa o carro...
Ou seja,a bike pra ele e mera diversao,PRA QUE CICLOMERDA pra comer meu espaço??
Voltar para o topo
FAB1000 Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 06 Jan 2004
Rio de Janeiro
Desconectado
Mensagens:13019
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (2) Obrigado!(2)   Citação de FAB1000 Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 16 Set 2014 as 00:38
Eu já parei de argumentar com essa turma, e acho que vocês deveriam fazer o mesmo, pois até ofender as pessoas ele já fez para se achar "vencedor" de um debate. Debate esse que faz sozinho, pois até o momento não conseguiu quotar onde eu, nesse tópico, escrevi que o valor de 15 milhões é o correto para a "pintura no chão". Diferente do que eu sempre disse, que ele, nem ninguém, conseguiria executar essa obra proposta com R$50 / m "pintado".

Bom, ignorando o que vem pela frente, mas eu li essa matéria na CartaCapital a alguns dias atrás, antes do tópico "pegar fogo" e achei interessante compartilhar, destacando o trecho onde menciona como foi o processo em Copenhague.
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O caso de Copenhague é um caso emblemático para ilustrar este processo. A partir da década de 1950, com a popularização do automóvel, a cidade passou a ter grandes congestionamentos. A intensa vida do centro da cidade, presente desde que Copenhague surgiu, no século 11, começava a dar lugar ao trânsito e lúgubres estacionamentos. Foi então que o jovem arquiteto Jan Gehl, recém-contratado pela prefeitura, resolveu arriscar uma solução: fechar as ruas para os carros. Os comerciantes e moradores de Copenhague não aceitaram a novidade. As manchetes dos jornais expressavam a revolta: “Nós não somos italianos”, dizia uma manchete, enquanto outra explicava, “Usar espaços públicos é contrário à mentalidade escandinava”.

Mas depois de alguns anos Gehl ganhou a disputa e o calçadão de pedestre, chamado de Strøget, logo tornou-se a maior atração turística da cidade. O comércio da região acabou lucrando mais, porque mais gente passou a caminhar em frente suas vitrines. E o arquiteto ganhou mais espaço na prefeitura e provou que, quanto mais rua era construída, mais trânsito aparecia. E que quanto mais ciclovia, mais gente pedalava. No todo, foram necessários 20 anos para que as pessoas trocassem o carro pela bicicleta. Hoje, Copenhague é a cidade europeia com menor congestionamento. Registra, em paralelo, o maior índice de descolamento feito com bicicleta (36%), embora o clima seja rigoroso.

http://www.cartacapital.com.br/blogs/outras-palavras/da-ciclovia-de-copenhague-a-de-sao-paulo-o-porque-das-bicicletas-4969.html


Editado por FAB1000 - 16 Set 2014 as 01:02
Taca-le pau nesse obrigado, se eu tiver ajudado. Taca-le pau! Taca-le pau! kkkkk
Voltar para o topo
Aliodoro Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 10 Mar 2013
são Paulo
Desconectado
Mensagens:2
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (1) Obrigado!(1)   Citação de Aliodoro Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 16 Set 2014 as 00:49
Pessoal, 

Falar em "rouba mais faz" é empobrecer demais o debate. Se tem algum indício de corrupção isso tem que ser investigado e punido. Não podemos invalidar um conceito de mobilidade que está sendo utilizado no mundo inteiro por achar que pode haver corrupção. 

Outa coisa: Pesquisem um pouco mais sobre um assunto antes de vir argumentar aqui. uma informação errada é como uma mentira contada muitas vezes. Acaba virando verdade.
O custo de 15 milhões inclui diversas obras no entorno da ciclovia da paulista. Só pra enterrar a fiação elétrica e de telefonia da av. bernardino de campos já vai uma boa parte desse dinheiro. Além disso serão feitas melhorias no semáforos, iluminação, sinalização e será colocada fibra ótica ao longo da avenida paulista.

Outra informação errada. A Av. 23 de Maio tem mais de 18 linhas de ônibus e não 6 como alguém colocou. E mesmo que fossem apenas 6 linhas uma faixa exclusiva está mais que justificada pelo tempo que um ônibus demorava pra cruzar seus pouco mais de 5 km(contando apenas a 23 de maio mesmo).

Vamos elevar o nível da discussão para entender as soluções que queremos para resolver os problemas de mobilidade na cidade.

Será que queremos mais espaço pra mais carros (ainda)?
Será que vale a pena usar o carro pra ir em algum lugar onde vc vai gastar no minimo 5 reais por hora para estacionar(z. azul no preço oficial, nao na mao do flanelinha), + gasolina + tempo perdido no transito + desgaste do carro + depreciação + impostos etc.
Será que podemos ter um transporte como o metro em todos os lugares da cidade, que como dizem alguns possui topologia irregular(tb é dificil lidar com isso na construcão de metro).
E quando ocorre greve de onibus/metro. Aquela multidão que volta a pé pra casa, como eles conseguem? 
Será que ser tivesse uma ciclovia eles noa voltariam também, alguns até diariamente?
Queremos ter uma cidade para as pessoas ou para os carros? 
Quando acabarem os espaços para o carros(se ja nao acabou) o que faremos? retiraremos as calçadas pois os pedestres nao pagam IPVA portanto nao tem direito a circular?

Alias sobre o IPVA, apenas 40% do valor arrecadado (o imposto é estadual) é repassado para as prefeituras para a manutenção/criação de toda a estrutura viária de são paulo  ou seja com uma arrecadação de aprox. 10 bi são 4 bi para a prefeitura manter CET, DETRAN, e mais de 17 mil km de vias. Façam as contas e verão que o IPVA não paga nem metade do custo de manter esssa cara estrutura, portante quem paga essa conta são também pedestres, ciclistas e todos que pagam por exemplo IPTU.

Sejamos mais inteligentes e vamos discutir o que queremos para nosso futuro e não se tem um ciclista que passa no farol vermelho, ou se u motoqueiro nao respeitou a faixa, ou se tem pouca gente passando de bike um dia depois que inaugurou. Vamos avançar e cobrar das autoridades e administradores da cidade que eles implantem as soluções diariamente, sem megaprojetos. Apenas um melhoria de cada vez, todo dia.


Voltar para o topo
FAB1000 Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 06 Jan 2004
Rio de Janeiro
Desconectado
Mensagens:13019
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de FAB1000 Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 16 Set 2014 as 01:01
Originalmente Postado por Liternit Liternit Escreveu:

Originalmente Postado por MarcusLisboa MarcusLisboa Escreveu:


Ciclovias são vias exclusivas criadas a partir de um planejamento urbano como opção de transporte urbano para serem usadas pelos ciclistas. São vias específicas, separadas das ruas onde trafegam carros e oferecem segurança - principalmente para os próprios ciclistas. Custam mais do que as ciclofaixas, obviamente, porque exigem mais planejamento e investimento na adaptação desses espaços urbanos para as bicicletas. Ciclovias existem cada vez mais em todas as metrópoles do mundo, pois são uma opção a mais de transporte.

Maioria das vias é ciclovia, estão separadas dos carros. E ciclofaixa é algo comum em todos os paises com infra para bicicletas, não tem nada de simplista em ciclofaixa é uma opção que funciona.

[
Completando a ótima resposta dada, nem sempre usa-se a ciclovia. Usa-se essa opção quando se tem espaço nas vias principais, quando se precisa isolar a mesma por ser um tronco central e alimentador das demais vias, e quando as mesmas são de alta velocidade. Fora isso, usa-se as ciclofaixas, as vezes com 1 sentido, outras com 2, umas isoladas do trânsito com as tradicionais tartarugas ou batentes de concreto, outras apenas com a pintura no chão.

Abaixo seguem diversas cidades famosas por suas ciclovias, com trechos em ciclofaixas.

Copenhague

Portland

Nova Iorque

Buenos Aires

Berlim


Paris


Amsterdã
(É vermelha a ciclovia e não tem PT lá!!!! Shocked)

Belo Horizonte (Reduto do PSDB, como foram deixar a ciclovia ser vermelha?!?!)

Curitiba (Deve ter algum motivo pra elas serem vermelhas... não pode ser o PT. Ermm)


Sim... tem motivo para as ciclovias serem vermelhas, e não é por conta do municipio de São Paulo atualmente ser governado por um partido cuja cor é vermelha.
O código de trânsito daqui, e de diversos outros países indica essa cor por ser a de melhor visibilidade para os motoristas. Wink



Editado por FAB1000 - 16 Set 2014 as 01:05
Taca-le pau nesse obrigado, se eu tiver ajudado. Taca-le pau! Taca-le pau! kkkkk
Voltar para o topo
FAB1000 Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 06 Jan 2004
Rio de Janeiro
Desconectado
Mensagens:13019
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de FAB1000 Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 16 Set 2014 as 01:35
O Devair escreveu a uns posts atrás que "speedeiro" ou "mtbiker" não deveria dar muito pitaco porque não costumam enfrentar os deslocamentos diários no trânsito. Eu concordo em partes e vou explicar porque.

Bom... se eu fosse só "speedeiro" que acordasse as 3:30h pra pedalar por quase 2h antes do dia começar, e nos finais de semana botasse a bicicleta num carro e fosse para a estrada, tudo bem, acredito que fosse o caso. Mas além de estradeiro, e ter minha mtb para eventualmente brincar na terra com os amigos, ou passear com a namorada pelas ciclovias no final de semana, cruzando diversos trechos sem ciclovia pois não são bem interligadas na minha cidade, eu enfrentei o trânsito pesado do Rio de Janeiro de 2004 até 2012 quase todos os dias indo e voltando no horário de rush pela Avenida Brasil-Leopoldina-Rodrigues Alves, vias de acesso ao Rio de Janeiro por diversos estados como os vindos de SP, BH, ES pela ponte Rio-Niterói, vias essas que ligam o centro da cidade a Zona Oeste, Baixada Fluminense, Niterói, etc, percorrendo +/-30km diários. É só procurar aqui no fórum tópicos sobre a Av. Brasil pra ficar desesperado só nas leituras. Fora os deslocamentos noturnos para passeios em dias especiais saindo da Zona Norte para a Zona Sul (praias), ou treinos nos finais de semana em locais diversos pela cidade com vários amigos diferentes, tudo indo sem carro.

Então, posso dizer com propriedade que eu sei o que é enfrentar um trânsito pesado de grande cidade, e concordo plenamente com o Liternit quando ele escreveu, e também li num artigo, que se as ciclovias/ciclofaixas forem criadas, a população que tem pavor de disputar espaço num trânsito cruel e perigoso como temos, principalmente pela educação do nosso povo, vai crescer exponencialmente, como aconteceu nos diversos grandes centros ao redor do mundo que investiram nessa prática. As pessoas tem vontade, tem muita vontade, as vezes tem as condições como eu tinha de chuveiro, armário, etc, mas tem medo.
E essas vias interligadas, eu vi o projeto inteiro que foi postado pelo Teshrrar, estão dando as pessoas que tem vontade de optar por esse tipo de transporte um pouco mais de segurança para tornarem suas vontades realidade. Tenho diversos colegas que me chamavam de louco. Uns que não pedalavam, alguns estradeiros, mountainbikers, e outros somente recreacionais, mas dos que pedalavam, todos diziam que se tivesse uma ciclovia para percorrerem, usariam a bicicleta.
Taca-le pau nesse obrigado, se eu tiver ajudado. Taca-le pau! Taca-le pau! kkkkk
Voltar para o topo
lwatase Ver Drop Down


Registrado: 16 Set 2014
Brazil
Desconectado
Mensagens:1
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (1) Obrigado!(1)   Citação de lwatase Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 16 Set 2014 as 02:35
Originalmente Postado por Bullseye Bullseye Escreveu:

Só acho o custo de 15.000.000 meio fora da realidade... Se for 300km o que NÃO E de ciclovia sao 50 reais por um metro de pintura... Sei não mas acho que sai muito mais barato....

Ou vc acha que um metro sai mesmo 50 reais?

Detalhe o tópico se chama custo do improviso. A resposta e 15.000.000 simples número...

Ola Pessoal, 
Sou novo por aqui, e novo no ciclismo tambem... Mas nao posso deixar de dar pitaco nesse post, principalmente porque moro e trabalho no centro, meus filhos tambem moram por perto e estudam por perto.
15 milhoes para 400km de ciclofaixas, da 37,50 por metro, somando-se a tinta, tachoes, balizas e mao de obra. nao esta caro... provavelmente este e o orcamento total, inlcuindo obras maiores onde e necessario.
Sobre a implementacao desta malha cicloviaria, estamos uns 30 anos atrasados, enquanto o resto do mundo se livra do petroleo, os paulistanos acham que as ruas devam crescer para que mais carros possam circular.
Tenho circulado bastante pelas ciclofaixas da regiao da sao joao, republica e campos eliseos, e apesar delas nao estarem interligadas totalmente, estao funcionando muito bem. Nos protegendo nas partes mais perigosas das rotas.
Essa polemica e necessaria, e na minha opiniao, o que esta sendo feito, visa dificultar o uso de carros.
E quanto menos carros nas ruas melhor para todos.

Luciano
Voltar para o topo
Fabio Ver Drop Down


Registrado: 07 Out 2003
-
Desconectado
Mensagens:8173
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Fabio Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 16 Set 2014 as 09:18
Li o tópico inteiro e gostaria de acrescentar pensamentos que tive:

-Na rua Pedro Vicente indo para o Metrô Armênia em São Paulo, colocaram a tal ciclofaixa na calçada. Provavelmente a calçada tem 2,70m e deixaram 90cm para ps pedestres. Sem falar que não rebaixaram as guias nas entradas/saídas da tal ciclofaixa quando cruzam alguma rua;

-O governo federal tem que se entender com o municipal, pois não para de criar benefícios para as fabricantes de carros, como reduções de IPI, crédito de financiamentos, etc. Baixar lucro no setor ninguém quer e jogam a bomba toda pro governo que cai feito pato, afinal ser empresa grande é fácil, basta gritar ao vento que pode ser que vá existir demissões e pronto, o governo abre as pernas;

-Realmente a rua é espaço público e ninguém é obrigado a ter o direito de colocar o carro em frente a sua casa, mas lembrando que muitas casas antigas não tem garagem e muitos compradores só compraram porque na tal rua não era proíbido estacionar, realmente é tomar uma facada nas costas e ir contra décadas de costumes. É mudar a regra do jogo no meio dele. Sendo que o costume de estacionar carro nas ruas não é em momento nenhum concorrente do uso da bicicleta, pois poderiam fazer as tais ciclofaixas em ruas onde já era proíbido estacionar, em canteiros centrais, etc, Aliás, moto não é contra carro que não contra bike e por aí vai, mas estamos vivendo um momento de instaurar ódio.;

-Na Av. Liberdade tiraram a faixa de motos que era sentido único e a alargaram para caber uma ciclofaixa de sentido duplo. Com isso espremeram mais as faixas de carros para manter o mesmo número delas e o motociclista não tem nem onde passar agora, embora eu ache absurdo os motociclistas usarem o tal corredor, mas também sei que ser proíbirem de vez como já tentaram acaba quase toda vantagem da moto em São Paulo;

-Se um ciclista sair da tal ciclofaixa por acidente, já que ela não é bem feita como uma ciclovia, e for atropelado por um veículo automotor, sendo a culpa total do "cicloativista", com certeza o DPVAT vai ter que arcar com os custos. Será que isso vai gerar um aumento do DPVAT mesmo que por influência do maior número de bicicletas na rua? Afinal não tem almoço grátis, alguém vai pagar a conta.

Em tempo:

Quando eu era criança e ia para Santos, lá sempre foi muito forte o transporte por bicicletas, mesmo antes desses nomes da moda como "cicloativista, etc. Lá o pessoal era simplesmente trabalhador que usava bicicleta. Usavam umas bikes sem freio com um guidão bem estreito e com as manoplas na longitudinal tipo carrinho de mão e quando os ônibus iam parar no ponto eles pulavam do selim batendo o saco no tudo superior e esfregavam as havaianas (naquela época ainda era coisa de pobre, pois o Chico Anysio que fazia comercial) no asfalto. Só décadas depois que fizeram as ciclovias (que são ótimas como as da Praia Grande, a da Radial Leste) e olha que lá tinha espaço. E foram muito bem feitas. Mas quando eu tinha uns 7, 8 anos, levei a minha Caloi Cross para lá e vi como o ciclista era odiado. A própria polícia me proibiu de andar no calçadão e depois me proíbiram de andar na areia da praia. Isso numa época que os ciclistas não tinham direitos. Meu medo é que agora que os ciclistas estão virando "cicloativistas", ficando "na moda" e ficando cheio de direitos, mas ao mesmo tempo sem nenhum dever, isso vai ser outro gerador de ódio na sociedade. Sem falar que também tenho receio que comecem a criar muitos deveres para quem anda de bicleta como obrigar a ter placa, a pagar taxas, a usar certos acessórios orbigatórios como tentaram no Código de Trânsito de 96, mas caiu por terra, etc. Com isso acabaria  a parte do prazer em andar de bicicleta. Eu não gostria nem um pouco de ter maus uma taxa para pagar, de ser orbigado a usar um colete X, de ser obrigado a colocar um sino na minha bike, a começar a tomar "geral" do DSV para ver se a bike está dentro da lei.

E lembrando que o vereador Turco Louco na década de 90 obrigou os motociclistas a usaram o X refletivo, pois, por total coincidência, ele fabricava o tal X no Brás. E o vereador Adilson Amadeu tenta a mais de 10 anos e por mais de 4 vezes (e sempre negado) impor um projeto de lei que obriga a emplacar bicicletas e, por coincidência também, ele tem uma rede de empresas de despachantes. Com tanto oba-oba em cima do tema "cicloativismo", com certeza ele já deve estar preparando outra investida na sua ideia.


E olha que estamos vivendo um momento de nervos a flor da pele, ninguém pode falar nada que já é preconceito, racismo, etc. E isso foi aumentando pela mídia e pelo governo federal com ministério e leis especificas para instaurar o ódio na população segregando o povo em classes, raças, etc, com o único intuíto de agradar a "classe" que seja mais populosa em eleitores e assim fazer o projeto de poder ir para frente. Logo a conta do governo municipal deve ter chegado num número onde mostra muito "cicloativista", pois tirou pontos de táxi (que eram comprados), proibiu moradores de etacionar "em casa", tirou algumas vagas (mesmo que poucas) em frente alguns comércios (onde moro tirou 30 vagas de um bar famoso), tirou faixas exclusivas de motos, tirou no centro locais de estacionamento de motos. Ou seja, na conta tem que ter mais cicloativistas do que a soma de motociclistas, moradores, motoristas, taxistas e comerciantes). Realmente tenho que reconhecer que é um prefeito de coragem.

Lembrando que moro na cidade de São Paulo e desde que implementaram a prática da reeleição, todos os candidatos que poderiam ser reeleitos nas eleições que votei, foram, seja para prefeito, governador ou presidente. Ou seja, foi reeleito o Alckmin, o Serra, o Lula, o FHC, até o Kassab. Só um candidato que teve essa chance não foi. A Marta.


Será que num futuro próximo, uma faculdade/empresa terá uma cota para cicloativistas?


Editado por Fabio - 16 Set 2014 as 09:51
Voltar para o topo
flaviosplatter Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 16 Out 2009
Guarulhos
Desconectado
Mensagens:1052
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de flaviosplatter Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 16 Set 2014 as 10:01
Tenho Speed e me desloco 30 km diariamente e pra mim com ciclovia ou sem, estarei sempre me deslocando. Agora, vejo que isso beneficia a maioria da população, que tem medo de competir com o carro, e a ciclovia cai como luva para incentivar as pessoas. Perguntem paras pessoas se elas iriam para o trabalho se tivesse um caminho seguro, com certeza a maioria falariam que sim, que iriam de bike para o trabalho.
Voltar para o topo
Fabio Ver Drop Down


Registrado: 07 Out 2003
-
Desconectado
Mensagens:8173
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Fabio Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 16 Set 2014 as 10:10
Originalmente Postado por flaviosplatter flaviosplatter Escreveu:

Tenho Speed e me desloco 30 km diariamente e pra mim com ciclovia ou sem, estarei sempre me deslocando. Agora, vejo que isso beneficia a maioria da população, que tem medo de competir com o carro, e a ciclovia cai como luva para incentivar as pessoas. Perguntem paras pessoas se elas iriam para o trabalho se tivesse um caminho seguro, com certeza a maioria falariam que sim, que iriam de bike para o trabalho.


Isso não tenho dúvida. Vai incentivar demais. Clap

Só ainda não fechei na minha mente qual vai ser a malha, pois as faixas somem do nada e jogam o cilcista de repente no meio de uma avenida altamente movimentada. E depois ela surge do nada numa rua pacífica e como ainda não compreendi a malha, ainda para que está nada a lugar nenhum. Cry

Onde moro, onde trabalho e onde mora minha namoradae onde ela trabalha, eu não teria opção. Até agora a mais viável para mim seria ir da minha casa até a padaria na esquina que fica a 100m. Shocked

Juro de coração que espero estar errado e que num futuro próximo eu venha a reconhcer que eu estava errado e que realmente as tais faixas foram de enorme beneficio para cidade.


Editado por Fabio - 16 Set 2014 as 10:11
Voltar para o topo
ecvitoria Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 22 Mai 2014
São Salvador
Desconectado
Mensagens:134
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de ecvitoria Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 16 Set 2014 as 10:42
Originalmente Postado por FAB1000 FAB1000 Escreveu:


O caso de Copenhague é um caso emblemático para ilustrar este processo. A partir da década de 1950, com a popularização do automóvel, a cidade passou a ter grandes congestionamentos. A intensa vida do centro da cidade, presente desde que Copenhague surgiu, no século 11, começava a dar lugar ao trânsito e lúgubres estacionamentos. Foi então que o jovem arquiteto Jan Gehl, recém-contratado pela prefeitura, resolveu arriscar uma solução: fechar as ruas para os carros. Os comerciantes e moradores de Copenhague não aceitaram a novidade. As manchetes dos jornais expressavam a revolta: “Nós não somos italianos”, dizia uma manchete, enquanto outra explicava, “Usar espaços públicos é contrário à mentalidade escandinava”.

Mas depois de alguns anos Gehl ganhou a disputa e o calçadão de pedestre, chamado de Strøget, logo tornou-se a maior atração turística da cidade. O comércio da região acabou lucrando mais, porque mais gente passou a caminhar em frente suas vitrines. E o arquiteto ganhou mais espaço na prefeitura e provou que, quanto mais rua era construída, mais trânsito aparecia. E que quanto mais ciclovia, mais gente pedalava. No todo, foram necessários 20 anos para que as pessoas trocassem o carro pela bicicleta. Hoje, Copenhague é a cidade europeia com menor congestionamento. Registra, em paralelo, o maior índice de descolamento feito com bicicleta (36%), embora o clima seja rigoroso.

http://www.cartacapital.com.br/blogs/outras-palavras/da-ciclovia-de-chague-a-de-sao-paulo-o-porque-das-bicicletas-4969. - http://www.cartacapital.com.br/blogs/outras-palavras/da-ciclovia-de-copenhague-a-de-sao-paulo-o-porque-das-bicicletas-4969.html

Fab1000, muito bom ter colocado isso.

Vimos isso em Salvador recentemente na Barra. Houve muito mimimi dos comerciantes que reclamavam das obras, falando que afastariam os clientes, que aumentariam suas dívidas, que pedestre não combina com a cultura de Salvador, que é de carro, que não daria certo (e esses chororôs característicos de quem não tem argumento/estudo/conhecimento)... Proibiu-se a passagem de carro (só permitida para moradores). 

Hoje todos estão felizes porque o movimento aumentou estupidamente. Grandes redes de restaurante e lojas querem investir: starbucks, mcdonalds etc. Um restaurante chique francês mudou da Bahia Marina (local fantástico de restaurantes, na beira da Baía de Todos os Santos) para a Barra por causa dessa mudança de cultura. 

E hoje olhe como está:


A Barra sem evento nenhum (sem show, sem feira, sem fanfest, sem nada; a atração foi ser a Barra):
(fonte: www.skyscrapercity.com)

===

Atraiu feiras após a proibição de carros:

Feira gastronômica tem cardápio de restaurante grã-fino no meio da rua, na Barra

Na Barra, a iniciativa ocorreu entre 11h e 17h de sábado e domingo. O “B.I.G. Chefs R.U.A” foi  organizado pela gestora cultural Carla Maciel e pela Agência Agosto, como parte da celebração inaugural da Barra. “Como baiana, me senti na obrigação de realizar a feira. A Barra é nossa, a Barra é rua, e a gente precisa ocupar a Barra”, disse a responsável pelo evento.

 

De feijoada a paella: não faltou opção aos visitantes da feira gastronômica, montada entre a Avenida Oceânica e a Rua Alfredo Magalhães durante a festa de inauguração da nova orla (Foto: Arisson Marinho)



No entorno do Farol da Barra não foram apenas os chefs “emprestados” ao ponto turístico que festejaram o comércio. De acordo com donos de bares e restaurantes, o movimento foi intenso também em seus estabelecimentos. “Foi um fim de semana bom para todos. Nem a Fan Fest foi tão movimentada”, observou a dona da sorveteria Oxe que  Doce, Vanda Santos. No seu caso, foi preciso repor todo o estoque de sorvete ontem, já que famílias inteiras lotaram seu ponto. 

Voltar para o topo
RobsonSMO Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 28 Jul 2012
S Miguel - SC
Desconectado
Mensagens:2676
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de RobsonSMO Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 16 Set 2014 as 13:29
Fabrício meu querido... Onde foi que eu te ofendi? se for o caso, vc tem a opção de me denunciar pra moderação!


mas vou resumir a coisa toda aqui...


um cara(bullseye) levanta uma questão. 15 milhões por míseros 3,6 km de ciclovia, suspeita de roubalheira do governo.


você o acusa de apenas ser um ferrenho opositor ao PT.


ele te devolve na mesma moeda. te diz que vc é que pode ser um ferrenho petista...


vc já começa a se perder e não aceita a inversão de argumentação, inclusive desdenhando dele...

ele te questiona se é justo isso. porque vc pode acusar e ele não?


aí vc, já completamente sem argumentos, coloca a foto do pombo enxadrista...

aí entrei na história...

não acreditei que um dos meus "heróis" aqui do pedal, era na verdade, petista (pelo menos foi o que suas argumentações ao bullsaye mostravam...)

vc me responde com um gif irônico...

eu te respondo que ri de sua tentativa de inversão, onde claramente foi o "pombo enxadrista da vez"


vc me faz uma série de perguntas onde a resposta para quase todas é: SIM


te retorno com uma comparação, mas colocada de forma superficial...


vc retorna com o quote do link da matéria...

eu respondo que piora a situação e que com essa grana para apenas um trecho de 3,8 km daria pra por grade, calçada e tinta até no inferno...

aí uma pequena pausa pra uma choradinha sua...

retornando:

recorto e colo o trecho da matéria que fala claramente a distância e o custo da obra...

vc volta a reafirmar que não acha caro... e em seguida levanta a questão para mim mostrar parâmetros ou valores concretos e reais, para mim sair do achismo... (mais uma choradinha de leve...)

eu volto com a comparação, mas comparação com a construção de uma rodovia federal. coloco as medidas, os desafios para se construir ela e os valores...

vc rapidamente sai pela tangente e me acusa de "mudar o foco para ganhar a razão do debate"

aí volta a desqualificar a minha comparação, pois a estradinha é no fim do mundo (realmente é no fim do mundo, mas isso não vem ao caso...) e aqui é tudo mais barato e pode ser feito do jeito e horas que bem desejar os empreiteiros...

aí mais uma choradinha básica sua...

(sério mesmo... onde te ataquei???)


a partir desse ponto, eu já não te levava mais a sério, mas a discussão já tinha terminado mesmo...


ainda assim, coloquei mais dados na conta...


acabou por aí contigo. depois apareceu um cego petista e o liternit...



Voltar para o topo
Liternit Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 15 Jun 2011
-
Desconectado
Mensagens:2420
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (1) Obrigado!(1)   Citação de Liternit Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 16 Set 2014 as 13:38
Originalmente Postado por RobsonSMO RobsonSMO Escreveu:

Fabrício meu querido...  


Que reconto fabuloso...


Editado por Liternit - 16 Set 2014 as 13:39
Voltar para o topo
RobsonSMO Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 28 Jul 2012
S Miguel - SC
Desconectado
Mensagens:2676
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de RobsonSMO Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 16 Set 2014 as 13:42
Originalmente Postado por Liternit Liternit Escreveu:


Que reconto fabuloso...




mas a sua parte tbm não foi "tão" bonita assim...
Voltar para o topo
FAB1000 Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 06 Jan 2004
Rio de Janeiro
Desconectado
Mensagens:13019
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de FAB1000 Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 16 Set 2014 as 14:19
Vou quotar na minha resposta, que de cara já quebra a sua participação nesse tópico como forma gratuita de ataque.

Originalmente Postado por FAB1000 FAB1000 Escreveu:

Pela maneira como o Bullseye contou a notícia, me parece que ele não gosta muito do atual governo, ou das ciclovias implantadas na marra. LOL

Onde tem PT nesse post?
Se não teve aulas de interpretação de texto na escola quando pequeno, nunca é tarde para começar. Mas o ponto central do meu post se dá pela maneira como ele postou, sem informar o que era a obra e dando a impressão que era apenas uma tinta no chão.

Originalmente Postado por Bullseye Bullseye Escreveu:

Saiu hoje o custo da implementação...

15.000.000 de reais!

Quinze milhões para uma faixa pintada!


Depois disso, ele tentou argumentar que dava pra fazer essa "pintura no chão" com R$50/m. Argumento esse que você embarcou, quando eu discordei que a obra, veja que eu não falei pintura no chão como você ainda insiste, só seria construida por esse valor contratando o seu Moisés, porteiro durante o dia, que faz uns bicos nas suas folgas, porque afirmou explicitamente que tem problemas comigo.

Quando o assunto já estava encerrado, você, que depois afirmou explicitamente não gostar de mim, resolveu me provocar chamando de PTista.
Originalmente Postado por RobsonSMO RobsonSMO Escreveu:

não acredito que o Fab é petista roxo?!


Só tive que rir da provocação. Mas a resposta, que não foi agressiva da minha parte ou querendo o embate como você desejava, não foi suficiente e teve que passar a me atacar novamente.

Originalmente Postado por RobsonSMO RobsonSMO Escreveu:

Originalmente Postado por FAB1000 FAB1000 Escreveu:

<img src="http://3.bp.blogspot.com/-7UhhAlamEmE/UE6kEfEyoXI/AAAAAAAACC8/duwkWVxy3MA/s1600/sem-gra%C3%A7a-3.jpg" />


eu ri da sua tentativa de aplicar o "conto do pombo" pra cima do bullsaye, mesmo sendo vc o pombo da vez!


Aí resolveu comprar a ideia errada do outro usuário como forma de dizer que eu aprovo roubalheira.

Originalmente Postado por RobsonSMO RobsonSMO Escreveu:


bom, se levarmos em conta que com mais ou menos 90 reais por metro, sai asfalto(pronto, sinalizado), que usa inúmeras máquinas pesadas, caminhões, britadores, pessoas...(muito, mas muito mais que pra fazer pintura)

50 reais por metro de pintura e algumas taxinhas refletivas são extremamente caras!!!

seus "argumentos", no caso, foram só pra dar uma floriada e dar um ar de caro, no trabalho do "seu Moisés" com uniforme da CET

Originalmente Postado por RobsonSMO RobsonSMO Escreveu:

agora é que piorou a conta!!!

os 15 milhões serão só pra um trecho de 3,8 km...

e depois vc desconversa quando a palavra superfaturamento vem a tona...

com 15 milhões da pra por grade, pintar faixas e reformar calçada até do inferno, não só em 3,8 míseros KM...


Quando percebi que os ataques estavam sendo diretos e direcionados tentei esclarecer e você confirmou o que eu suspeitava.
Originalmente Postado por FAB1000 FAB1000 Escreveu:

Parece que você realmente não leu a matéria até o final, ou está distorcendo a informação para continuar os ataques, que não sei se são pra mim, ou para o PT, que governa a cidade e o país.
Ps.: Não tenho preferência por partido político.

Originalmente Postado por RobsonSMO RobsonSMO Escreveu:

não tenho nada contra vc, fora o fato de querer ser proprietário da verdade absoluta e da razão... (não só nesse tópico)

E ainda debocha ao nesse último post dizer que eu sou um dos teus heróis. É piada isso?

Originalmente Postado por RobsonSMO RobsonSMO Escreveu:

Fabrício meu querido... O
não acreditei que um dos meus "heróis" aqui do pedal, era na verdade, petista (pelo menos foi o que suas argumentações ao bullsaye mostravam...)


Você começou a debater, e me atacar, por coisas que eu nunca escrevi em nenhum post. E em todas as vezes que eu pedia, e ainda peço, para você quotar onde eu escrevi que aprovo roubalheira, porque superfaturamento é isso, ou aprove os custos de R$15MI pela obra, você não faz e muda o foco.

Isso tudo porque a tua intenção desde o inicio foi me atacar gratuitamente. E sem conseguir provar que eu não disse o que está afirmando que eu disse, teve que apelar e passar a me chamar de ridículo.

Obs.: A tua ofensa já foi reportada.



Editado por FAB1000 - 16 Set 2014 as 14:25
Taca-le pau nesse obrigado, se eu tiver ajudado. Taca-le pau! Taca-le pau! kkkkk
Voltar para o topo

 Responder Responder Página  <12345>
  Compartilhar   

Ir para Permissões do Fórum Ver Drop Down

Forum Software by Web Wiz Forums® version 11.06
Copyright ©2001-2016 Web Wiz Ltd.

 
 
 
 
 
 

X