| PEDAL | HOME | ARTIGOS | BIKES | TESTES | COMUNIDADE | CLASSIFICADOS | FORUM | FOTOS | VIDEOS | NOTICIAS | TRILHAS | SERVICOS | CONTATO | + |
Fórum Início Fórum Início > Assuntos Gerais > Mobilidade - Cicloativismo - Transporte
  Tópicos recentes Tópicos recentes RSS Feed - Massa Crítica - Quem Apoia?
   [REGRAS]    Ajuda Ajuda  Procurar no fórum   Registrar Registrar  Entrar Entrar

Massa Crítica - Quem Apoia?

 Responder Responder Página  <12345 17>
Autor
Mensagem
 Avaliação: Avaliação do Tópico: 2 Votos, Média 5,00  Tópico Procurar Tópico Procurar  Opções do Tópico Opções do Tópico
Mauro Brisola Ver Drop Down


Registrado: 05 Nov 2007
Curitiba - PR
Desconectado
Mensagens:3932
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Mauro Brisola Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 19 Dez 2011 as 20:02
Originalmente Postado por Marino Marino Escreveu:


Não é apenas fiscalização e leis mais duras, claro que isso ajuda muito, mas não da para fiscalizar cada cm² da cidade. Isso também é utópico. A educação e respeito de um pelo outro é muito mais eficiente e menos custoso para o governo. Só que na minha opinião, o brasileiro nunca vai ter essas duas coisas.
 
É por aí.
 
Impossível existir um país desenvolvido com povo subdesenvolvido.
Voltar para o topo
lafon Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 17 Set 2010
Cerquilho-SP
Desconectado
Mensagens:3615
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de lafon Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 19 Dez 2011 as 21:31
Originalmente Postado por Marino Marino Escreveu:

Originalmente Postado por Mauro Brisola Mauro Brisola Escreveu:

Originalmente Postado por Voodoo Voodoo Escreveu:

E você acha que a Massa Crítica vai educar os motoristas gritando "menos carros, mais bicicletas".

Nos países mais desenvolvidos e educados há  total respeito aos pedestres e ciclistas por parte dos motoristas. A explicação para isso tem nome:  "Inverso da impunidade"! Todos sabem que uma infração custa muito. No mínimo uma visitinha ao juíz. Além da multa, é claro.

Portanto o que mais falta por  aqui é a fiscalização do cumprimento da lei. Sem políciamento e com o povinho tremendamente mal educado, haja utopia e gritaria.



Não é apenas fiscalização e leis mais duras, claro que isso ajuda muito, mas não da para fiscalizar cada cm² da cidade. Isso também é utópico. A educação e respeito de um pelo outro é muito mais eficiente e menos custoso para o governo. Só que na minha opinião, o brasileiro nunca vai ter essas duas coisas.

Não é assim que funciona. Em lugar nenhum há fiscalização de cada cm². Porém o poder de controle do Estado é onipresente, isso, quando ele realmente funciona. A impunidade é o inverso disso, pois a prática delituosa ocorre em virtude do sentimento de que "não vai dar nada". Se existe organização social, ela é fruto da consciência individual de que haverá punição. É por isso que tanto se discute o enrijecimento das leis brasileiras. É muito mais para passar uma mensagem de que há punição. Creio que o sentimento geral é de que o Brasil está virando terra de ninguém e todos deveriam tentar fazer justiça, e esse sentimento de desamparo é o mais perigoso e sempre termina em extremismos.
Voltar para o topo
airesbecker Ver Drop Down


Registrado: 04 Jan 2010
Desconectado
Mensagens:1278
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de airesbecker Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 19 Dez 2011 as 23:46
Originalmente Postado por Marino Marino Escreveu:

Não é apenas fiscalização e leis mais duras, claro que isso ajuda muito, mas não da para fiscalizar cada cm² da cidade. Isso também é utópico. A educação e respeito de um pelo outro é muito mais eficiente e menos custoso para o governo. Só que na minha opinião, o brasileiro nunca vai ter essas duas coisas.
Eu acho que respeito tem que se exigir, não vem de graça! Por isto é importante a união dos ciclistas e o ativismo, em todas as suas formas.
Voltar para o topo
bito Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 29 Jul 2010
Niterói-RJ
Desconectado
Mensagens:422
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de bito Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 21 Dez 2011 as 16:25
Falai pessoal, espero que não seja tarde demais para participar do tópico. Confesso que achei bastante interessante a discussão até este ponto. Mas ainda não decidi se a MC é uma boa ou não. Hehehe.

Penso que cada cidadão, esteja ele com veículo ou não, tende a cumprir seus deveres qd tem seus direitos respeitados.

Meu cicloativismo se trata de ir trabalhar td dia de bike, de roupa social. Não é para me gabar, mas tenho um bom emprego e poderia trabalhar de carro, mas optei por ir de bike. As pessoas dentro dos carros vendo uma pessoa semelhante à ela indo trabalhar de bike causa uma certa estranheza, quase uma quebra de paradigma. Faz com que se questionem se ao invés de engarrafados (mas no ar-condicionado e sentados), não poderiam estar pedalando e chegando no tarbalho mais rápido, menos estressado, mais saudável, menos poluente, mais barato, etc.

Interagir com a Sec. de Transportes da cidade também tem ajudado, assim como participar da Federação de Ciclismo e ONGs como a Transporte Ativo e o Bike Anjo.

Tenho dúvida sobre a eficácia de se gritar: "menos carros, mais bicicletas!" ou "ah ah ah, eu não pago ipva!". Já vi pessoas carregando cartazes: "Bom engarramento pra você." e "Abaixe o vidro e dê um sorriso. (se a pessoa não abaixasse, virava o papel): Boa solidão." Para quem participa pode ser legal, mas será que para quem está parado, engarrafado, ouvindo isto, talvez não seja. Será que com estas ações conseguiremos o resultado que esperamos? Um trânsito mais amigável para as pessoas.

É importante salientar que todos somos pessoas nos deslocando. O trânsito é composto de pessoas, estejam elas com qualquer veículo ou mesmo a pé.

Eu opto por conversar com os motoristas e guardas de trânsito, distribuir sorrisos, balas e pirulitos às pessoas que constituem nosso tão estressante trânsito.

Infelizmente noto uma animosidade entre ciclistas e motoristas (de mão dupla). E sabe quem ganha com isto? Ninguém.

Nós somos o lado mais fraco, por questões lógicas de tamanho. Talvez na MC isto seja invertido. Mas não devemos aproveitar momentos como este para nos "vingar".

Não quero dizer que estou certo e outros estão errados. São pontos de vista diferentes e vejo este tópico como uma oportunidade para discutirmos e amadurecer, conhecer diferentes alternativas e quem sabe, mudar nossa opinião.

Esta mobilização de centenas de ciclistas (MC) em prol de um trânsito melhor é louvável.

Os nossos objetivos são os mesmos, mas os meios para alcançá-los diferentes.

Escrevi pra caramba, mas este é um assunto que mt me interessa e espero que possamos evoluir, pois quem ganhará no final é a sociedade como um todo.

Grande abraço.
Vinicius
Voltar para o topo
Alessandro_sp Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 20 Out 2005
Itu - SP
Desconectado
Mensagens:9325
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Alessandro_sp Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 21 Dez 2011 as 16:53
Originalmente Postado por bito bito Escreveu:


Meu cicloativismo se trata de ir trabalhar td dia de bike, de roupa social. Não é para me gabar, mas tenho um bom emprego e poderia trabalhar de carro, mas optei por ir de bike. As pessoas dentro dos carros vendo uma pessoa semelhante à ela indo trabalhar de bike causa uma certa estranheza, quase uma quebra de paradigma. Faz com que se questionem se ao invés de engarrafados (mas no ar-condicionado e sentados), não poderiam estar pedalando e chegando no tarbalho mais rápido, menos estressado, mais saudável, menos poluente, mais barato, etc.[quote]

Com certeza, esse é um dos exemplos que podem mudar a atitude das pessoas. Quem não vai de carro porque não pode pagar um, já opta por meios alternativos (sejam coletivos, seja caminhada, seja uma bike, ou uma combinação dos mesmos). Quem pode pagar por um carro, está preso num congestionamento e vê alguém indo trabalhar vestido a rigor, com TODA a certeza do mundo vai parar pra pensar sobre isso. Se ver isso um dia após o outro, então, provavelmente vai se interessar.

[quote]Tenho dúvida sobre a eficácia de se gritar: "menos carros, mais bicicletas!" ou "ah ah ah, eu não pago ipva!". Já vi pessoas carregando cartazes: "Bom engarramento pra você." e "Abaixe o vidro e dê um sorriso. (se a pessoa não abaixasse, virava o papel): Boa solidão." Para quem participa pode ser legal, mas será que para quem está parado, engarrafado, ouvindo isto, talvez não seja. Será que com estas ações conseguiremos o resultado que esperamos? Um trânsito mais amigável para as pessoas.


Sintetizou muito bem. Se eu estou dentro de um carro preso num congestionamento e alguém faz piadinha com a minha situação, eu vou querer mais é que o cara vá se danar. Principalmente se eu não for um adepto do ciclismo, aí é que não vou gostar mesmo. Tremendo tiro pela culatra, ainda mais aliado ao volume de bikers, que assusta, e ao fato de não obedecerem aos semáforos.

O que poderia ser feito em lugar disso? Por exemplo, ao fechar um semáforo, os bikers vão se acumulando, e nesse meio tempo poderiam, em vez de desobedecer a sinalização, aproveitar e distribuir folhetinhos com algo escrito mais ou menos nessa linha:

"Optamos por um meio de deslocamento alternativo, saudável, barato e viável. Pedimos apenas seu respeito para uma convivência pacífica. Pense sobre o que você poderia fazer com o tempo perdido em congestionamentos e dê uma chance a alternativas mais humanas."

Entrega o folheto e deseja um bom dia para cada um... Algo assim, quem sabe com algumas perfumarias como um layout legalzinho e estatísticas pra corroborar. O cara recebe e imediatamente constata que enquanto ele perde tempo no congestionamento os bikers conseguem se deslocar sem maiores problemas, ao mesmo tempo que fazem um exercício saudável e economizam em um monte de taxas e gastos. Em algum desses pontos o cidadão vai se sentir atingido (no bom sentido). Seja no bolso, no relógio ou na condição física.

Garanto que isso funciona muito melhor que ir do ponto A ao ponto B com um grupo de 1000 ciclistas que não fragmentam o pelotão para obedecer os semáforos.
Voltar para o topo
Alessandro_sp Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 20 Out 2005
Itu - SP
Desconectado
Mensagens:9325
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Alessandro_sp Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 21 Dez 2011 as 16:57
Foi mal, na resposta acima caguei na hora de colocar os tags e ficou bagunçado. Não sei porque, não consegui editar (não encontrei a opção na lista). Reproduzo abaixo a resposta da maneira correta.

Originalmente Postado por bito bito Escreveu:


Meu cicloativismo se trata de ir trabalhar td dia de bike, de roupa social. Não é para me gabar, mas tenho um bom emprego e poderia trabalhar de carro, mas optei por ir de bike. As pessoas dentro dos carros vendo uma pessoa semelhante à ela indo trabalhar de bike causa uma certa estranheza, quase uma quebra de paradigma. Faz com que se questionem se ao invés de engarrafados (mas no ar-condicionado e sentados), não poderiam estar pedalando e chegando no tarbalho mais rápido, menos estressado, mais saudável, menos poluente, mais barato, etc.


Com certeza, esse é um dos exemplos que podem mudar a atitude das pessoas. Quem não vai de carro porque não pode pagar um, já opta por meios alternativos (sejam coletivos, seja caminhada, seja uma bike, ou uma combinação dos mesmos). Quem pode pagar por um carro, está preso num congestionamento e vê alguém indo trabalhar vestido a rigor, com TODA a certeza do mundo vai parar pra pensar sobre isso. Se ver isso um dia após o outro, então, provavelmente vai se interessar.

Citação de Tenho dúvida sobre a eficácia de se gritar: "menos carros, mais bicicletas!" ou "ah ah ah, eu não pago ipva!". Já vi pessoas carregando cartazes: "Bom engarramento pra você." e "Abaixe o vidro e dê um sorriso. (se a pessoa não abaixasse, virava o papel): Boa solidão." Para quem participa pode ser legal, mas será que para quem está parado, engarrafado, ouvindo isto, talvez não seja. Será que com estas ações conseguiremos o resultado que esperamos? Um trânsito mais amigável para as pessoas.


Sintetizou muito bem. Se eu estou dentro de um carro preso num congestionamento e alguém faz piadinha com a minha situação, eu vou querer mais é que o cara vá se danar. Principalmente se eu não for um adepto do ciclismo, aí é que não vou gostar mesmo. Tremendo tiro pela culatra, ainda mais aliado ao volume de bikers, que assusta, e ao fato de não obedecerem aos semáforos.

O que poderia ser feito em lugar disso? Por exemplo, ao fechar um semáforo, os bikers vão se acumulando, e nesse meio tempo poderiam, em vez de desobedecer a sinalização, aproveitar e distribuir folhetinhos com algo escrito mais ou menos nessa linha:

"Optamos por um meio de deslocamento alternativo, saudável, barato e viável. Pedimos apenas seu respeito para uma convivência pacífica. Pense sobre o que você poderia fazer com o tempo perdido em congestionamentos e dê uma chance a alternativas mais humanas."

Entrega o folheto e deseja um bom dia para cada um... Algo assim, quem sabe com algumas perfumarias como um layout legalzinho e estatísticas pra corroborar. O cara recebe e imediatamente constata que enquanto ele perde tempo no congestionamento os bikers conseguem se deslocar sem maiores problemas, ao mesmo tempo que fazem um exercício saudável e economizam em um monte de taxas e gastos. Em algum desses pontos o cidadão vai se sentir atingido (no bom sentido). Seja no bolso, no relógio ou na condição física.

Garanto que isso funciona muito melhor que ir do ponto A ao ponto B com um grupo de 1000 ciclistas que não fragmentam o pelotão para obedecer os semáforos.
Voltar para o topo
ElVerdugo Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 28 Abr 2011
Maringá, PR
Desconectado
Mensagens:960
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de ElVerdugo Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 23 Dez 2011 as 00:10
Apoio todas as formas de cicloatvismo, acho que é muito importante revindicar o espaço do ciclista dentro do trânsito!! Porém:

1) Não se resumir apenas à realização das Massas Críticas - devem ser realizadas ações de diversos tipos, desde stencils, campanhas dentro das redes sociais, até ações (estas creio que de maior impacto) que promovam a representação dos ciclistas dentro das instituições do Poder Executivo, Legislativo e Judiciário, como a criação de Associações de Ciclistas que poderão ser consultadas para a elaboração de projetos e legislação das Cidades/Estados/País

2) Todas as manifestações devem ser feitas se respeitando a legislação e, principalmente, o direito dos outros usuários do trânsito... Além disso, deve se ter seriedade nas manifestações, não digo que elas não podem ser bem humoradas, mas as MC´s não devem ser tratadas como diversão e passeio, inclusive com a utilização de bebidas alcoólicas durante o movimento (como já ouvi falar que já ocorreu em SP)

Abraços!!
"Neil Peart" - Alfameq Stroll 21´
"Geddy Lee" - Peugeot Mixte

I will choose a path that's clear, I will choose free will...
Ciclista sempre, apesar de todas as adversidades...
#SoyCeleste

Voltar para o topo
airesbecker Ver Drop Down


Registrado: 04 Jan 2010
Desconectado
Mensagens:1278
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de airesbecker Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 23 Dez 2011 as 03:49
Originalmente Postado por ElVerdugo ElVerdugo Escreveu:

Apoio todas as formas de cicloatvismo, acho que é muito importante revindicar o espaço do ciclista dentro do trânsito!!
Não concordo! Sou a favor da exclusão. Os carros sempre vão representar perigo para os ciclistas. É preciso uma malha cicloviária exclusiva, que seja absolutamente segura.
O ciclismo não é só para jovens com preparo físico que consigam pedalar junto com os carros.
Alguém dos que está aqui pedalando tem filhos?
Eu tenho três filhos, a mais velha tem 16, a do meio tem 15 e o menor tem 13.
Outro dia fui buscar a do meio no clube aqui perto de casa e levei uma hora no tráfego.
Gasto por mês mais R$1.500,00 em transporte para eles.
Sendo que muitas atividades eles deixam de fazer por não ter como ir.

O ciclismo representa independência para os adolescentes.
Para as mulheres também seria muito bom como maneira de manter a saúde e evitar a obesidade.
Para os idosos o ciclismo seria ótimo para manter a saúde.

Hoje o ciclismo é predominante só para homens jovens que conseguem guiar com condições físicas e de atenção no meio dos carros.
As outras faixas etárias não conseguem.

Enquanto não houverem vias adequadas o ciclismo vai permanecer um meio marginal para uma minoria.

Pode colocar terno, abanar para os motoristas, dar cartãozinho ou chocolate para eles, que não vai adiantar.

A verdade é que precisa sim protestar para que o poder público aja.
Nesta linha de individualismo e politicamente correto, não se vai mudar nada.
Voltar para o topo
Aloneghost Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 09 Jul 2009
niteroi
Desconectado
Mensagens:2134
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Aloneghost Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 23 Dez 2011 as 10:33
Acho mais producente a atitude dos Bikes Anjos.



Massa Critica é apela para o "terrorismo".
AloneGhost
msn:aloneghosts(a)hotmail.com
http://aloneghosts.blogspot.com
Voltar para o topo
poneis Ver Drop Down


Registrado: 09 Abr 2009
São Paulo - SP
Desconectado
Mensagens:4183
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de poneis Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 23 Dez 2011 as 12:28
Originalmente Postado por airesbecker airesbecker Escreveu:

[QUOTE=ElVerdugo]Hoje o ciclismo é predominante só para homens jovens que conseguem guiar com condições físicas e de atenção no meio dos carros.
As outras faixas etárias não conseguem.

Enquanto não houverem vias adequadas o ciclismo vai permanecer um meio marginal para uma minoria.

Pode colocar terno, abanar para os motoristas, dar cartãozinho ou chocolate para eles, que não vai adiantar.

A verdade é que precisa sim protestar para que o poder público aja.
Nesta linha de individualismo e politicamente correto, não se vai mudar nada.

Semana passada estive em Paris. Lá, apesar de existir o velib, ser uma cidade plana e sem grandes distâncias, de estarem pedalando desde o século retrasado, ter sido a potência mundial de bikes nos anos 70, não existe ciclovia em todos os cantos. Na verdade, vias separadas só existem aqui e ali, se você usa a bike como transporte, vai precisar andar junto com os carros. E os carros lá, apesar da maioria serem civilizados, não são aquela maravilha, muitos andam bem agressivamente, não dão preferência ao pedestre, tiram fina, aceleram forte.


É verdade que para as bikes serem usadas em massa, é preciso haver vias separadas, mas por outro lado, para alguém do governo começar um projeto grande, custoso e bem planejado, é necessário que muitas pessoas já estejam pedalando. Ninguém vai fazer ciclovias em uma cidade que ninguém pedala e se interessa por isso. Em nenhuma cidade do mundo existem 100% de vias segregadas e as que possuem, não era assim desde sempre.




Os melhores mecânicos para a sua bike: www.bike123.com.br
Voltar para o topo
lafon Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 17 Set 2010
Cerquilho-SP
Desconectado
Mensagens:3615
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de lafon Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 23 Dez 2011 as 12:58
A dica da semana é: Saia de São Paulo! Ou de qualquer outra grande capital.

Me parece muito infantil sonhar com qualidade de vida em um grande centro urbano, já que o adensamento populacional é o inverso disso. Aaaah mas eu construí minha vida aqui! Então senta e chora.

Eu nunca sonhei com nada para Ribeirão Preto, apenas para mim. Tento certeza de que essa cidade é um lixo, por isso vou embora. Nessa semana o DENATRAN apontou Rib's como a 6ª maior frota do Estado e 16ª do país. São 424mil veículos para 680mil pessoas. Sim!!! Virou mais um motivo de orgulho! Aqui ainda existe o sonho de ser a capital do interior...

Com as eleições municipais chegando já ouvi falar em novas avenidas, viadutos, enfim...
Voltar para o topo
poneis Ver Drop Down


Registrado: 09 Abr 2009
São Paulo - SP
Desconectado
Mensagens:4183
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de poneis Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 23 Dez 2011 as 13:55
Originalmente Postado por lafon lafon Escreveu:

A dica da semana é: Saia de São Paulo! Ou de qualquer outra grande capital.

Me parece muito infantil sonhar com qualidade de vida em um grande centro urbano, já que o adensamento populacional é o inverso disso. Aaaah mas eu construí minha vida aqui! Então senta e chora.

Eu nunca sonhei com nada para Ribeirão Preto, apenas para mim. Tento certeza de que essa cidade é um lixo, por isso vou embora. Nessa semana o DENATRAN apontou Rib's como a 6ª maior frota do Estado e 16ª do país. São 424mil veículos para 680mil pessoas. Sim!!! Virou mais um motivo de orgulho! Aqui ainda existe o sonho de ser a capital do interior...

Com as eleições municipais chegando já ouvi falar em novas avenidas, viadutos, enfim...

É uma pena mesmo, eu também reparo que nas cidades do interior de sp existe essa idéia de querer ser cidade grande, construindo viadutos, avenidas, querendo se livrar da imagem de cidade de interior pacata. Com isso, eles herdam todos os problemas que uma cidade grande tem: congestionamentos, perda de qualidade de vida, menos pessoas nas ruas, mais shoppings, menos comércio local, poluição, mais acidentes de trânsito.

Mal sabem eles que o sonho de muitas pessoas da capital é uma cidade tranquila e pacata, em que dá para encontrar os amigos na praça, dá para andar de bike pela cidade, sem congestionamentos e sem viadutos cinzentos.
Os melhores mecânicos para a sua bike: www.bike123.com.br
Voltar para o topo
airesbecker Ver Drop Down


Registrado: 04 Jan 2010
Desconectado
Mensagens:1278
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de airesbecker Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 23 Dez 2011 as 14:26
Originalmente Postado por Aloneghost Aloneghost Escreveu:

Acho mais producente a atitude dos Bikes Anjos.
Massa Critica é apela para o "terrorismo".

Terroristas são os carros e ônibus que tiram finos para assustar os ciclista e tirar eles das ruas.
É quem derruba ciclista para se divertir com os amigos.

Passar em passeio ciclista e fazer os carros esperar 2, 3 ou 5 minutos só pode ser considerado terrorismo por quem está de má-fé.
Voltar para o topo
Wilson XI Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 02 Nov 2009
São Paulo
Desconectado
Mensagens:1076
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Wilson XI Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 23 Dez 2011 as 16:23
A questão nem é reinvindicar espaço no trânsito, já que ela é prevista em lei. O problema é fazê-la valer. Essa responsabilidade é do poder público (que deve, mesmo, ser constantemente lembrado a cumprir o seu papel) e da sociedade. Voltando ao problema, como em qualquer conflito de interesses, é lógico que é melhor ir em grupo que sozinho, ninguém pensa o contrário. Mas se se a ação do grupo não for bem dirigida, a eficácia pode ser reduzida, principalmente se o efeito líquido é de encher o saco de quem não pode ou não vai se mover para alterar a situação.

Acho a abordagem do colega bito mais interessante (diria, até, mais importante) que a da MC, porém, também não acredito que, por si só, seja capaz de provocar as mudanças necessárias. Apesar de achar que, idealmente, o respeito pelo outro deveria ser a base para uma solução, como há uma disputa por algo (no caso, espaço), é muito fácil deixar as regras de etiqueta (ou mesmo da lei) de lado, ainda mais que a chance de pagar penalidade é ínfima. Educação e conscientização via campanhas ou com gestos de boa iniciativa têm seu lugar, mas têm eficácia limitada. Onde elas deixarem de ter efeito, o negócio é fazer o peso da lei ser sentido, com multas, prisões, indenizações, intimação para comparecer (e perder tempo) em cursos de comportamento no trânsito, ações na Justiça etc., inclusive por iniciativa do cidadão; bem ou mal, fazer aprender na marra, provocando prejuízo econômico e fazendo passar por constrangimento, deve ser visto como parte da educação. Infelizmente é assim, fora disso não vejo grandes mudanças.

Voltar para o topo
Aloneghost Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 09 Jul 2009
niteroi
Desconectado
Mensagens:2134
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Aloneghost Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 23 Dez 2011 as 19:32
Originalmente Postado por airesbecker airesbecker Escreveu:


Originalmente Postado por Aloneghost Aloneghost Escreveu:

Acho mais producente a atitude dos Bikes Anjos.
Massa Critica é apela para o "terrorismo".


Terroristas são os carros e ônibus que tiram finos para assustar os ciclista e tirar eles das ruas.
É quem derruba ciclista para se divertir com os amigos.

Passar em passeio ciclista e fazer os carros esperar 2, 3 ou 5 minutos só pode ser considerado terrorismo por quem está de má-fé.




Amigo, não to de má-fé....sou ciclista e ando no trânsito
AloneGhost
msn:aloneghosts(a)hotmail.com
http://aloneghosts.blogspot.com
Voltar para o topo
airesbecker Ver Drop Down


Registrado: 04 Jan 2010
Desconectado
Mensagens:1278
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de airesbecker Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 23 Dez 2011 as 19:55
Originalmente Postado por Aloneghost Aloneghost Escreveu:

Originalmente Postado por airesbecker airesbecker Escreveu:


Originalmente Postado por Aloneghost Aloneghost Escreveu:

Acho mais producente a atitude dos Bikes Anjos.
Massa Critica é apela para o "terrorismo".
Terroristas são os carros e ônibus que tiram finos para assustar os ciclista e tirar eles das ruas. É quem derruba ciclista para se divertir com os amigos. Passar em passeio ciclista e fazer os carros esperar 2, 3 ou 5 minutos só pode ser considerado terrorismo por quem está de má-fé. 
Amigo, não to de má-fé....sou ciclista e ando no trânsito
Se tu é ciclista e anda no trânsito tu sabe o que é terrorismo, e não é o que massa crítica faz, bem tranquilo, já levei meu filho, pessoas que recém ganharam a bicicleta e nunca pedalaram antes na rua, e é bem tranquilo.
Esta onda de violência é mentira ou exagero.
O pessoal aborda os motoristas com toda a educação.
Os motoristas é que as vezes são uns estressados.
Mas na verdade não é estresse não é gente que é mesmo contra a bicicleta e os movimentos sociais e aproveita para protestar também chingando os ciclistas ou buzinando.
Mas tem bastante gente que apoia.

Na verdade o Massa Crítica é só o que coloca o problema na mesa.
O resto não cria nenhuma discussão.

Pode fazer passeio noturno, em trilha remota, ser educado com ciclista, que nada disto vai melhorar a situação e a conscientização da importância do ciclismo.

Abraço.



Voltar para o topo
Marino Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 24 Abr 2005
São Paulo - SP
Desconectado
Mensagens:5191
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Marino Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 23 Dez 2011 as 20:02
Depois desse tópico confirmei a minha suspeita.

O único objetivo da Massa Crítica é encher o saco dos outros, fazer baderna, zoar mesmo, escondidos sob a bandeira do ativismo. Não querem reinvindicar nada, se quisessem fariam isso de outras maneiras também. Muitos ali não devem nem saber o que estão fazendo, vão por causa da zona.

O negócio é tão sem sentido, sem função e desrespeitoso que até mesmo os ciclistas não apoiam.Thumbs Down
Voltar para o topo
airesbecker Ver Drop Down


Registrado: 04 Jan 2010
Desconectado
Mensagens:1278
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de airesbecker Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 23 Dez 2011 as 20:04
http://video.globo.com/Videos/Player/Noticias/0,,GIM1740273-7823-DESRESPEITO+E+CARENCIA+DE+CICLOVIAS+INIBEM+O+USO+DE+BICICLETAS+EM+PORTO+ALEGRE,00.html

Porto Alegre é uma Merda.

Os ciclistas daqui são uns passivos.

Pelo que a gente passa já deveriamos estar é sim depredando a prefeitura.

O povo tá morrendo atropelado!

Passando risco de vida!
Voltar para o topo
airesbecker Ver Drop Down


Registrado: 04 Jan 2010
Desconectado
Mensagens:1278
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de airesbecker Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 23 Dez 2011 as 20:06
Voltar para o topo
Aloneghost Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 09 Jul 2009
niteroi
Desconectado
Mensagens:2134
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Aloneghost Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 23 Dez 2011 as 20:55
Sou contra qualquer movimento que simplesmente fecha o trânsito.

Aqui no Rio comecei a pedalar através de passeios organizados pela Kraft, alguns dos quais contavam com mais de 100 pessoas, e nunca, nunca fechamos o trânsito.

A rua é lugar para os veículos automotores e para bicicletas.

Claro, se for um evento organizado, do tipo que ocorre no Dia Sem Carro, onde o trânsito já e previamente desviado, tudo bem.


Fora isso, estamos sendo contra producentes...apenas nos tornando estereotipados e sendo comparados por parte dos não ciclistas a radicais "hippies" que querem impor o uso da bicicleta por todos.

Ps: Não tenho do que reclamar das regiões onde ando no trânsito, basicamente, Niterói e Rio de Janeiro ( Centro e Zona Sul )
AloneGhost
msn:aloneghosts(a)hotmail.com
http://aloneghosts.blogspot.com
Voltar para o topo
Aloneghost Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 09 Jul 2009
niteroi
Desconectado
Mensagens:2134
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Aloneghost Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 23 Dez 2011 as 20:56
Sou contra qualquer movimento que simplesmente fecha o trânsito.

Aqui no Rio comecei a pedalar através de passeios organizados pela Kraft, alguns dos quais contavam com mais de 100 pessoas, e nunca, nunca fechamos o trânsito.

A rua é lugar para os veículos automotores e para bicicletas.

Claro, se for um evento organizado, do tipo que ocorre no Dia Sem Carro, onde o trânsito já e previamente desviado, tudo bem.


Fora isso, estamos sendo contra producentes...apenas nos tornando estereotipados e sendo comparados por parte dos não ciclistas a radicais "hippies" que querem impor o uso da bicicleta por todos.

Ps: Não tenho do que reclamar das regiões onde ando no trânsito, basicamente, Niterói e Rio de Janeiro ( Centro e Zona Sul ), claro que existem os B_B_C_S...mas também existem os B_B_C_S entre os ciclistas.
AloneGhost
msn:aloneghosts(a)hotmail.com
http://aloneghosts.blogspot.com
Voltar para o topo
ElVerdugo Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 28 Abr 2011
Maringá, PR
Desconectado
Mensagens:960
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de ElVerdugo Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 23 Dez 2011 as 22:34
Originalmente Postado por Aloneghost Aloneghost Escreveu:



A rua é lugar para os veículos automotores e para bicicletas.


É o que penso, em minha modesta opinião, que mudou ao longo do tempo e da experiência de pedalada urbana. Vejo que o verdadeiro papel das ciclovias é segregar os ciclistas num determinado setor, faixa, fazendo com que estes não "atrapalhem" a circulação dos veículos motorizados...
Não posso falar em outras cidades, onde nunca andei, mas posso falar por Maringá, que é onde moro e utilizo a bicicleta como meio de transporte diário. As duas ciclovias que temos aqui (Av. Mandacaru e Av. Pedro Taques) não possuem ao meu ver boas condições de utilização, em várias partes ela possui imperfeições no seu piso, sem contar o que considero o maior problema, que é a utilização indevida por parte dos pedestres para as caminhadas de fim de tarde, é muito complicado ter que ficar reduzindo o passo a cada 20 metros pra pedir passagem a uma pessoa que está obstruindo seu caminho. 
Outra coisa que tenho pensado é no papel segregatório que as ciclovias impõem ao ciclista no conjunto da Mobilidade Urbana. Claro que eu sei que o uso delas não é obrigatório, mas ao meu ver a situação ideal seria que os ciclistas e os outros componentes da Mobilidade Urbana convivessem em harmonia, utilizando de forma ordeira os mesmos trechos de via. Há algum tempo, passei a deixar de usar as ciclovias pra andar junto ao tráfego, vejo que faço o mesmo trecho em menos tempo, e ao meu ver, andando corretamente se minimiza os riscos de acidentes. Obviamente que os riscos existem, tanto andando na ciclovia (como já ocorreu na Av. Mandacaru, que um automóvel invadiu a ciclovia e matou um ciclista prensado numa árvore), quanto se andando junto ao tráfego comum, mas para isso se faz importante o uso de todos os equipamentos de segurança necessários (iluminação, capacete e luvas)...
"Neil Peart" - Alfameq Stroll 21´
"Geddy Lee" - Peugeot Mixte

I will choose a path that's clear, I will choose free will...
Ciclista sempre, apesar de todas as adversidades...
#SoyCeleste

Voltar para o topo
Aloneghost Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 09 Jul 2009
niteroi
Desconectado
Mensagens:2134
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Aloneghost Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 23 Dez 2011 as 23:02
Originalmente Postado por ElVerdugo ElVerdugo Escreveu:


Originalmente Postado por Aloneghost Aloneghost Escreveu:



A rua é lugar para os veículos automotores e para bicicletas.



<span ="Apple-tab-span" style="white-space:pre">     </span>É o que penso, em minha modesta opinião, que mudou ao longo do tempo e da experiência de pedalada urbana. Vejo que o verdadeiro papel das ciclovias é segregar os ciclistas num determinado setor, faixa, fazendo com que estes não "atrapalhem" a circulação dos veículos motorizados...
<span ="Apple-tab-span" style="white-space:pre">     </span>Não posso falar em outras cidades, onde nunca andei, mas posso falar por Maringá, que é onde moro e utilizo a bicicleta como meio de transporte diário. As duas ciclovias que temos aqui (Av. Mandacaru e Av. Pedro Taques) não possuem ao meu ver boas condições de utilização, em várias partes ela possui imperfeições no seu piso, sem contar o que considero o maior problema, que é a utilização indevida por parte dos pedestres para as caminhadas de fim de tarde, é muito complicado ter que ficar reduzindo o passo a cada 20 metros pra pedir passagem a uma pessoa que está obstruindo seu caminho. 
<span ="Apple-tab-span" style="white-space:pre">     </span>Outra coisa que tenho pensado é no papel segregatório que as ciclovias impõem ao ciclista no conjunto da Mobilidade Urbana. Claro que eu sei que o uso delas não é obrigatório, mas ao meu ver a situação ideal seria que os ciclistas e os outros componentes da Mobilidade Urbana convivessem em harmonia, utilizando de forma ordeira os mesmos trechos de via. Há algum tempo, passei a deixar de usar as ciclovias pra andar junto ao tráfego, vejo que faço o mesmo trecho em menos tempo, e ao meu ver, andando corretamente se minimiza os riscos de acidentes. Obviamente que os riscos existem, tanto andando na ciclovia (como já ocorreu na Av. Mandacaru, que um automóvel invadiu a ciclovia e matou um ciclista prensado numa árvore), quanto se andando junto ao tráfego comum, mas para isso se faz importante o uso de todos os equipamentos de segurança necessários (iluminação, capacete e luvas)...



Dentro da sua observação, Niterói tem utilizado faixas compartilhadas entre veículos automotores e bicicletas...são as chamadas vias cicláveis, ainda com um começo muito tímido, mas um começo

Postei no tópico ciclovia permanente em Curitiba :

http://www.pedal.com.br/forum/ciclofaixa-permanente-de-curitiba_topic43830.html

Também venho observado o maior uso do capacete por parte dos ciclistas no dia-a-dia, inclusive os de baixa renda.


Claro que ainda há muito o que se fazer, principalmente instruir os ciclistas e motoristas de que a convivência é possível.

Sou contra a radicalização, acho que não leva a nada.

Inclusive, faço um mea culpa, só comecei observar melhor os ciclistas quando passei a andar de bicicleta, a conhecer o que é usar efetivamente uma bicicleta, hoje quando dirijo sou mais cuidadoso com os ciclistas...afinal sei oque é ser um deles...acho que todos os motoristas ainda passam por isso.

Mas como disse, Niteroi e Zona Sul e Central do Rio teem melhorado....discretamente, mas teem.



AloneGhost
msn:aloneghosts(a)hotmail.com
http://aloneghosts.blogspot.com
Voltar para o topo
poneis Ver Drop Down


Registrado: 09 Abr 2009
São Paulo - SP
Desconectado
Mensagens:4183
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de poneis Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 24 Dez 2011 as 00:11
Originalmente Postado por Marino Marino Escreveu:

Depois desse tópico confirmei a minha suspeita.

O único objetivo da Massa Crítica é encher o saco dos outros, fazer baderna, zoar mesmo, escondidos sob a bandeira do ativismo. Não querem reinvindicar nada, se quisessem fariam isso de outras maneiras também. Muitos ali não devem nem saber o que estão fazendo, vão por causa da zona.

O negócio é tão sem sentido, sem função e desrespeitoso que até mesmo os ciclistas não apoiam.Thumbs Down

Você já foi a alguma bicicletada? Você conhece as pessoas que participam? Você sabia que foi na bicicletada que surgiram as duas organizações que lutam para defender os direitos dos ciclistas? Eu sugiro que você vá em uma, converse com as pessoas, veja como se dá a organização e como as coisas acontecem por lá.


O problema de fechar ou liberar a rua que muitos tanto debatem é muito simples. Bicicletadas variam de tamanho de acordo com a cidade. Algumas tem de 20 a 40 pessoas, do tamanho de qualquer passeio noturno. Outras, como de curitiba ou são paulo, são bem maiores. Em datas como o dia mundial sem carro, cerca de 500, 600 pessoas rodam, todas juntas. Muitas são inesperientes e a massa se torna longa, chegando a ter vários quarteirões de comprimento. A massa (que não tem líderes, mas incrivelmente tem uma organização própria) fecha cruzamentos simplesmente porque:

1-é grande demais 
2-grupos pequenos e fragmentados se tornam vítimas dos carros, se perdem e podem ser engolidos pelo trânsito
3-para evitar fechadas de carros que viram à direita, caso só ocupassem uma faixa.
4-uma fila de 2 bikes de lado se extenderia por vários quilômetros
5-a massa unida viaja mais rápido e é mais segura para os participantes

Muitas vezes, as pessoas liberam por iniciativa própria uma faixa para os ônibus ou carros passarem, mas nào conheço uma solução que não envolva fechar cruzamentos quando a massa é tão grande. Até passeios noturnos fazem isso quando o número de participantes é muito grande e o tempo de farol é muito curto para todos passarem.
Os melhores mecânicos para a sua bike: www.bike123.com.br
Voltar para o topo
airesbecker Ver Drop Down


Registrado: 04 Jan 2010
Desconectado
Mensagens:1278
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de airesbecker Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 24 Dez 2011 as 05:10
Estou surpreso com o baixo nível de informação e com os preconceitos dos ciclistas contra o movimento que defende o próprio ciclismo.

Falam assim: "A Lei é para todos."
Como se o MC fosse ilegal.
Não é, a Constituição garante o direito à manifestação.

Mas mesmo que fosse ilegal, suponde que vivessemos em uma ditadura onde fosse ilegal a livre manifestação.
Temos que as mudanças só ocorrem com questionamentos.
Nesta linha:
Jesus Cristo era fora da Lei.
Mahatma Gandi era fora da Lei.
Martir Luter King era fora da Lei.
Nelson Mandela era fora da Lei.
Tiradentes era fora da Lei.
Lula era fora da Lei.
Dilma era fora da Lei.
Fernando Henrique Cardoso era fora da Lei.
E por aí vai....

Agora, fora da Lei de verdade é a Prefeitura de Porto Alegre que ignora a Lei do Plano Cicloviário.
Deixando de cumprir com a Lei que foi aprovada na Camara dos Vereadores.




Voltar para o topo
Aloneghost Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 09 Jul 2009
niteroi
Desconectado
Mensagens:2134
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Aloneghost Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 24 Dez 2011 as 14:45
Tem alunos da USP por aqui?
AloneGhost
msn:aloneghosts(a)hotmail.com
http://aloneghosts.blogspot.com
Voltar para o topo
airesbecker Ver Drop Down


Registrado: 04 Jan 2010
Desconectado
Mensagens:1278
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de airesbecker Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 24 Dez 2011 as 14:49
Originalmente Postado por Aloneghost Aloneghost Escreveu:

Tem alunos da USP por aqui?
Não só tem bunda mole!Thumbs Down
Voltar para o topo
Marino Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 24 Abr 2005
São Paulo - SP
Desconectado
Mensagens:5191
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Marino Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 24 Dez 2011 as 15:12
Originalmente Postado por poneis poneis Escreveu:

Originalmente Postado por Marino Marino Escreveu:

Depois desse tópico confirmei a minha suspeita.

O único objetivo da Massa Crítica é encher o saco dos outros, fazer baderna, zoar mesmo, escondidos sob a bandeira do ativismo. Não querem reinvindicar nada, se quisessem fariam isso de outras maneiras também. Muitos ali não devem nem saber o que estão fazendo, vão por causa da zona.

O negócio é tão sem sentido, sem função e desrespeitoso que até mesmo os ciclistas não apoiam.Thumbs Down

Você já foi a alguma bicicletada? Você conhece as pessoas que participam? Você sabia que foi na bicicletada que surgiram as duas organizações que lutam para defender os direitos dos ciclistas? Eu sugiro que você vá em uma, converse com as pessoas, veja como se dá a organização e como as coisas acontecem por lá.


O problema de fechar ou liberar a rua que muitos tanto debatem é muito simples. Bicicletadas variam de tamanho de acordo com a cidade. Algumas tem de 20 a 40 pessoas, do tamanho de qualquer passeio noturno. Outras, como de curitiba ou são paulo, são bem maiores. Em datas como o dia mundial sem carro, cerca de 500, 600 pessoas rodam, todas juntas. Muitas são inesperientes e a massa se torna longa, chegando a ter vários quarteirões de comprimento. A massa (que não tem líderes, mas incrivelmente tem uma organização própria) fecha cruzamentos simplesmente porque:

1-é grande demais 
2-grupos pequenos e fragmentados se tornam vítimas dos carros, se perdem e podem ser engolidos pelo trânsito
3-para evitar fechadas de carros que viram à direita, caso só ocupassem uma faixa.
4-uma fila de 2 bikes de lado se extenderia por vários quilômetros
5-a massa unida viaja mais rápido e é mais segura para os participantes

Muitas vezes, as pessoas liberam por iniciativa própria uma faixa para os ônibus ou carros passarem, mas nào conheço uma solução que não envolva fechar cruzamentos quando a massa é tão grande. Até passeios noturnos fazem isso quando o número de participantes é muito grande e o tempo de farol é muito curto para todos passarem.


Nunca fui e nem pretendo ir. Sair pelado por aí fazendo zona não combina muito comigo. Não preciso ir a nenhum lugar para saber da atitude dessas pessoas. Se gastar um pouco de tempo lendo os diversos site e vendo uns videos sobre o assunto já da para ter uma boa idéia de como esse movimento acontece. Lutar pelos direitos? Isso todo mundo tem na ponta da língua, só esquecem dos seus deveres.

Repito, a única coisa que vocês vão conseguir é aumentar mais ainda a raiva que alguns motoristas tem pelos ciclistas.

Agora me explique uma coisa. Já que se trata de um movimento sério como está dizendo porque não tentam outras alternativas como eu disse anteriormente:

Se realmente querem lutar pelos seus direitos, estudem um pouco de planejamento urbano,  peguem alguém que realmente entenda do assunto, apresentem um projeto a prefeitura, aos vereadores, façam manifestações em frente a prefeitura ou a câmara para cobrar os resultados. Isso é muito mais eficiente, mas pode ser que de mais trabalho e não seja tão legal quanto a fuder com a vida dos outros.
Voltar para o topo
diogomorikawa Ver Drop Down


Registrado: 07 Nov 2008
SP
Desconectado
Mensagens:199
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de diogomorikawa Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 24 Dez 2011 as 15:12
Originalmente Postado por airesbecker airesbecker Escreveu:


Originalmente Postado por Aloneghost Aloneghost Escreveu:

Tem alunos da USP por aqui?
Não só tem bunda mole!Thumbs Down

hahaha tenho que concordar!

Eu apoio a massa critica e já me deparei com ela de carro. Não me irritei com os 7 min que perdi por causa do farol fechado, em uma sexta à noite na qual eu iria me divertir.

É verdade que uma parcela da massa esteja alheia do significado politico daquela manifestação, mas existem pessoas ali que sabem e podem concientizar elas sobre seu significado. Eu acho interessante ela incomodar, pois mostra como quem mora na cidade é egoísta frente as necessidades de outras pessoas ou grupos. Quanta notícias vemos por ai sobre pessoas atropeladas que pararam o transito e a única preocupação de quem ouviu a noticia era "hoje vou chegar mais tarde em casa...".

Enfim, penso também que o carro é uma solução individual para um problema que poderia ser solucionado coletivamente, mas o consumismo, falta de educação(não aquela que te prepara para o mercado, mas para a vida) não permitem que soluções de transporte público e alternativo sejam alcançadas.

Essa história que o sinal aberto sendo bloqueado desrespeita a lei, sendo dita por motoristas é uma hipocrisia. Qual motorista nunca furou um sinal vermelho à noite alegando que estava procurando evitar um assalto? Pra você vale furar, mas para um grupo de mais de 100 pessoas não. Um pouco injusto não?
Voltar para o topo
allmondega Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 22 Mai 2008
Rio de janeiro - RJ
Desconectado
Mensagens:1495
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de allmondega Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 24 Dez 2011 as 15:40
Estava me controlando para não sair xingando um monte de gente por aqui e ainda pretendo faze-lo!

As vezes nem parece que esse é um fórum de sobre ciclismo de tanto reacionarismo que vejo por aqui.

Definitivamente esse não é um lugar adequado para debater o clicloativismo. Sempre aparece um monte de reassa defendendo a lei e a ordem acima de qualquer coisa. 

Não fazem ideia de quanto sangue foi derramado para conquistar diversas das leis de que tanto se orgulham.

Apoio o MC vou a todos que posso aqui no Rio e tenho certeza que isso não vai fazer ninguém me atropelar deliberadamente quando eu estiver pedalando sozinho. 

Esse argumento de que a ação do MC estressa os motoristas e piora as coisas só pode ser defendido por quem nunca foi a um MC e provavelmente só tira a bike do carro na hora de pedalar. 

Quem tem a intenção de atropelar alguém o fará com ou sem MC. Isso é desvio de caráter, personalidade anti-social  e não raiva acumulada por esperar alguns minutos a mais num sinal fechado.
Até os macacos caem das árvores
Voltar para o topo
Marino Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 24 Abr 2005
São Paulo - SP
Desconectado
Mensagens:5191
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Marino Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 24 Dez 2011 as 16:25
Originalmente Postado por allmondega allmondega Escreveu:

Estava me controlando para não sair xingando um monte de gente por aqui e ainda pretendo faze-lo!

As vezes nem parece que esse é um fórum de sobre ciclismo de tanto reacionarismo que vejo por aqui.

Definitivamente esse não é um lugar adequado para debater o clicloativismo. Sempre aparece um monte de reassa defendendo a lei e a ordem acima de qualquer coisa. 

Não fazem ideia de quanto sangue foi derramado para conquistar diversas das leis de que tanto se orgulham.

Apoio o MC vou a todos que posso aqui no Rio e tenho certeza que isso não vai fazer ninguém me atropelar deliberadamente quando eu estiver pedalando sozinho. 

Esse argumento de que a ação do MC estressa os motoristas e piora as coisas só pode ser defendido por quem nunca foi a um MC e provavelmente só tira a bike do carro na hora de pedalar. 

Quem tem a intenção de atropelar alguém o fará com ou sem MC. Isso é desvio de caráter, personalidade anti-social  e não raiva acumulada por esperar alguns minutos a mais num sinal fechado.


Só a título de informação, na grande maioria das vezes eu saio de casa pedalando mesmo, pego a Marginal Tietê para chegar na estrada que costumo pedalar, sozinho ou com mais alguém.


Voltar para o topo
Alessandro_sp Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 20 Out 2005
Itu - SP
Desconectado
Mensagens:9325
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Alessandro_sp Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 24 Dez 2011 as 21:25
Originalmente Postado por poneis poneis Escreveu:

O problema de fechar ou liberar a rua que muitos tanto debatem é muito simples. Bicicletadas variam de tamanho de acordo com a cidade. Algumas tem de 20 a 40 pessoas, do tamanho de qualquer passeio noturno. Outras, como de curitiba ou são paulo, são bem maiores. Em datas como o dia mundial sem carro, cerca de 500, 600 pessoas rodam, todas juntas. Muitas são inesperientes e a massa se torna longa, chegando a ter vários quarteirões de comprimento. A massa (que não tem líderes, mas incrivelmente tem uma organização própria) fecha cruzamentos simplesmente porque:

1-é grande demais 
2-grupos pequenos e fragmentados se tornam vítimas dos carros, se perdem e podem ser engolidos pelo trânsito
3-para evitar fechadas de carros que viram à direita, caso só ocupassem uma faixa.
4-uma fila de 2 bikes de lado se extenderia por vários quilômetros
5-a massa unida viaja mais rápido e é mais segura para os participantes

Muitas vezes, as pessoas liberam por iniciativa própria uma faixa para os ônibus ou carros passarem, mas nào conheço uma solução que não envolva fechar cruzamentos quando a massa é tão grande. Até passeios noturnos fazem isso quando o número de participantes é muito grande e o tempo de farol é muito curto para todos passarem.


2-Então quer dizer que se eu quiser andar de bike sozinho em SP vou ser mais vulnerável? Putz, ferrou, vamos avisar a todo mundo que trabalha, ou pedala por lazer, sozinho, que não pode.

3-Concordo, mas pra isso não é preciso desobedecer a lei. Nada se ganha em respeito furando semáforos pra manter o "grupo" coeso. Se assim fosse todo motorista teria o mesmo direito dos ciclistas, diria que está na "massa crítica engarrafada" e tem direito de furar o semáforo. Pedestres também, afinal eles são os que mais se beneficiariam em furar semáforos, por serem os mais lentos.

4-Verdade, mas um congestionamento de carros também se estende e ninguém fura semáforos por isso. Até cortejo fúnebre respeita semáforos.

Eu até já falei, não sou contra o movimento em si. Mas acho esse ponto injustificável. E também os eventuais baderneiros que queimam o filme, mas acho que esses o próprio grupo se encarrega de reprimir, não?
Voltar para o topo
Alessandro_sp Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 20 Out 2005
Itu - SP
Desconectado
Mensagens:9325
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Alessandro_sp Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 24 Dez 2011 as 21:33
Originalmente Postado por diogomorikawa diogomorikawa Escreveu:


Essa história que o sinal aberto sendo bloqueado desrespeita a lei, sendo dita por motoristas é uma hipocrisia. Qual motorista nunca furou um sinal vermelho à noite alegando que estava procurando evitar um assalto? Pra você vale furar, mas para um grupo de mais de 100 pessoas não. Um pouco injusto não?


Ah, mas que é isso... Agora isso é argumento? Um erro não justifica o outro. Ambos são erros e não se anulam.

Desrespeita sim, e ponto final, isso não é discutível. Agora, sobre a viabilidade de punição, nenhum guarda vai reter e multar 20, 50, 100, 500 ciclistas, e por saberem disso eles se aproveitam da impunidade.

Até moto boy, que nós sabemos serem os pilotos mais inconsequentes na face da terra, não costumam fazer isso. Nunca vi uma fila de motoboys furar semáforo. Um ou outro isoladamente, é comum, e não os isenta da culpa.

Não é mais simples dizer "galera, a massa vai partir de tal lugar e se reunir novamente em tal lugar" e deixar cada um por si?
Voltar para o topo
airesbecker Ver Drop Down


Registrado: 04 Jan 2010
Desconectado
Mensagens:1278
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de airesbecker Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 24 Dez 2011 as 22:49
Originalmente Postado por Alessandro_sp Alessandro_sp Escreveu:

Não é mais simples dizer "galera, a massa vai partir de tal lugar e se reunir novamente em tal lugar" e deixar cada um por si?
Mas aí pulveriza e acaba o sentido da coisa que é um protesto.
Você não consegue entender isto?

Não é um passeio comum compreende!
É uma manifestação!

Acho que é este sentido que você não concorda.
Talvez você não concorde com manifestações, você pode ser muito conservador, sei lá.

Mas neste caso se assuma.
Apenas diga que é contra.

Mas não fique dando sugestões de como você acha que massa deveria ser.
Você na verdade não está querendo ajudar.
Na verdade você é contra, então seus conselhos não valem.
Voltar para o topo
airesbecker Ver Drop Down


Registrado: 04 Jan 2010
Desconectado
Mensagens:1278
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de airesbecker Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 24 Dez 2011 as 22:51
Originalmente Postado por Marino Marino Escreveu:

Só a título de informação, na grande maioria das vezes eu saio de casa pedalando mesmo, pego a Marginal Tietê para chegar na estrada que costumo pedalar, sozinho ou com mais alguém.
E isto quer dizer o que?
Voltar para o topo
diogomorikawa Ver Drop Down


Registrado: 07 Nov 2008
SP
Desconectado
Mensagens:199
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de diogomorikawa Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 24 Dez 2011 as 23:55
Originalmente Postado por airesbecker airesbecker Escreveu:


Originalmente Postado por Alessandro_sp Alessandro_sp Escreveu:

Não é mais simples dizer "galera, a massa vai partir de tal lugar e se reunir novamente em tal lugar" e deixar cada um por si?
Mas aí pulveriza e acaba o sentido da coisa que é um protesto.
Você não consegue entender isto?

Não é um passeio comum compreende!
É uma manifestação!

Acho que é este sentido que você não concorda.
Talvez você não concorde com manifestações, você pode ser muito conservador, sei lá.

Mas neste caso se assuma.
Apenas diga que é contra.

Mas não fique dando sugestões de como você acha que massa deveria ser.
Você na verdade não está querendo ajudar.
Na verdade você é contra, então seus conselhos não valem.

É isso ai. Se as pessoas ficassem para trás a coisa ia acabar perdendo o significado e pior iria tomar um comportamento egoísta.


Voltar para o topo
diogomorikawa Ver Drop Down


Registrado: 07 Nov 2008
SP
Desconectado
Mensagens:199
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de diogomorikawa Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 24 Dez 2011 as 23:57
Originalmente Postado por Alessandro_sp Alessandro_sp Escreveu:

Originalmente Postado por diogomorikawa diogomorikawa Escreveu:


Essa história que o sinal aberto sendo bloqueado desrespeita a lei, sendo dita por motoristas é uma hipocrisia. Qual motorista nunca furou um sinal vermelho à noite alegando que estava procurando evitar um assalto? Pra você vale furar, mas para um grupo de mais de 100 pessoas não. Um pouco injusto não?


Ah, mas que é isso... Agora isso é argumento? Um erro não justifica o outro. Ambos são erros e não se anulam.

Desrespeita sim, e ponto final, isso não é discutível. Agora, sobre a viabilidade de punição, nenhum guarda vai reter e multar 20, 50, 100, 500 ciclistas, e por saberem disso eles se aproveitam da impunidade.

Até moto boy, que nós sabemos serem os pilotos mais inconsequentes na face da terra, não costumam fazer isso. Nunca vi uma fila de motoboys furar semáforo. Um ou outro isoladamente, é comum, e não os isenta da culpa.

Não é mais simples dizer "galera, a massa vai partir de tal lugar e se reunir novamente em tal lugar" e deixar cada um por si?


Eu não disse que o motorista está errado HEHE.

Queria ter menos preguiça de discutir sobre como as leis não são absolutas e mudam e bla bla bla...
Voltar para o topo
Alessandro_sp Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 20 Out 2005
Itu - SP
Desconectado
Mensagens:9325
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Alessandro_sp Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 25 Dez 2011 as 00:09
Originalmente Postado por airesbecker airesbecker Escreveu:


Originalmente Postado por Alessandro_sp Alessandro_sp Escreveu:

Não é mais simples dizer "galera, a massa vai partir de tal lugar e se reunir novamente em tal lugar" e deixar cada um por si?
Mas aí pulveriza e acaba o sentido da coisa que é um protesto.
Você não consegue entender isto?

Não é um passeio comum compreende!
É uma manifestação!

Acho que é este sentido que você não concorda.
Talvez você não concorde com manifestações, você pode ser muito conservador, sei lá.

Mas neste caso se assuma.
Apenas diga que é contra.

Mas não fique dando sugestões de como você acha que massa deveria ser.
Você na verdade não está querendo ajudar.
Na verdade você é contra, então seus conselhos não valem.


Opa, primeiro... Feliz Natal!

Não sou contra não, acho que se quiserem juntar 2000 pessoas, podem fazê-lo. Isso vc mesmo disse, é direito de todos. Só o que eu acho complicado mesmo é o lance dos semáforos. Sendo ou não sendo uma manifestação. De qq forma agradeço por esclarecer esse ponto, mesmo que não mude minha maneira de ver.

Sobre eu ser muito conservador, é possível. Eu faço a minha parte e não gosto quando os outros não fazem a deles. Mas mesmo que eu "me assuma", isso não muda minha posição - provavelmente só a reafirme...

Eu sinceramente gostaria que as reivindicações dos ciclistas fossem atendidas, não só por tirar vantagem disso mas PRINCIPALMENTE por respeito ao ser humano, e no meu modo de ver as chances de aceitação seriam maiores se ganhassem o respeito das pessoas sem desobedecer qualquer lei. Como foi citado logo acima, um questionamento inverso: "Mas quem nunca furou um sinal vermelho?" - Como as pessoas vão aceitar e respeitar um movimento que desobedece a lei nas barbas de todos?

Não seria o caso de levar centenas ou milhares de integrantes do MC até o CET ou à Prefeitura? Aporrinhar o Kassab? Cobrar providências dele? Chamar a imprensa para documentar e noticiar tudo? Olha lá, eu acho que faria mais efeito do que simplesmente reunir a galera na praça das bicicletas e sair sem lenço nem documento, nem rumo certo.

E digo mais, se eu estivesse morando em SP com certeza iria participar pra sentir qual é o "clima" da MC, porque minha opinião infelizmente é apenas a de alguém externo ao acontecimento. Não sei como é participar nem como é ser "vítima", por assim dizer, da MC.
Voltar para o topo
mig Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 20 Set 2008
São Paulo
Desconectado
Mensagens:467
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de mig Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 26 Dez 2011 as 01:32
Volto ao tópico, depois de algum tempo...

Cada um que participa da Massa Crítica chega de uma maneira, age de uma maneira. Vou contar minha participação nela, acho que serve para conhecer melhor meu ponto-de-vista.
 
Conheci a Bicicletada de São Paulo em 2008, por ocasião da inauguração da Ponte Estaiada aqui em São Paulo. Eu estava INDIGNADO com o fato da prefeitura não ter cumprido lei que OBRIGA haver ciclovias em qualquer nova ponte, avenida ou viaduto, e colei lá sozinho no dia da inauguração, pensando em fazer algum protesto.

Nesse dia, nós desrespeitamos (sim, era um protesto!) o protocolo oficial, que previa sua inauguração com carros antigos. Quem inaugurou a ponte foram as bicicletas. Furamos o bloqueio, paramos no meio da ponte, protestamos contra o desrespeito à lei. Fizemos um piquenique durante 3 horas bem no meio da ponte. 



Reparou que falei de nós? Eu só conhecia o André Pasqualini (que gravou esse vídeo) até então. Mas era óbvio que todos os ciclistas estavam lá pela mesma razão. e a identificação entre nós foi total.  Lá conheci muitas pessoas que hoje são grandes amigas, pelas quais nutro profunda admiração, dentre outras coisas, pelo sentimento de coletividade que possuem.

A partir daí comecei a frequentar as Bicicletadas, e a perceber, como vários outros, exatamente o que alguns comentaram neste tópico: que eram necessárias outras formas de atuação, e não somente o protesto da Bicicletada.

Desse núcleo de pessoas da Massa Crítica, nasceram duas associações: Instituto CicloBr e 
Ciclocidade. Desta última sou sócio fundador e participante da comissão de tecnologia. Se vocês pesquisarem em ambos os sites, verão que grande parte das sugestões citadas neste tópico sobre formas de atuação desejáveis estão presentes entre as ações e objetivos.

Mas não foi só isso: por esse mesmo núcleo, pessoas que frequentam ou frequentaram a Massa Crítica, são escritos blogs maravilhosos, como o VaDeBike, Apocalipse Motorizado,  Transporte Ativo, projetos como BikeAnjo (do qual também sou voluntário), Recicleta, Pedal Verde, Pedalinas, Ciclo-rotas e tantos outros.

Hoje não sou frequentador assíduo das Bicicletadas. Muitas vezes vou até a Praça do Ciclista bater papo na concentração, mas não acompanho o passeio. Mas não deixo de defendê-la, por entender que seu questionamento, como disse no início do tópico, é urgentemente necessário. E pelo papel polarizador que exerce sobre o tema de mobilidade urbana.

Também com sua contribuição, o tema da bicicleta como meio de transporte entrou com tudo na mídia, no universo da moda, nas conversas e fóruns. Está aqui o tópico para comprovar.


Voltar para o topo
mig Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 20 Set 2008
São Paulo
Desconectado
Mensagens:467
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de mig Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 26 Dez 2011 as 01:55
Respondo agora para o Alessandro_sp, que tive o prazer de conhecer pessoalmente e em quem sinto coerência nos questionamentos que faz e curiosidade sincera sobre a Massa Crítica. 

Creio que sua única crítica maior se relaciona à questão do sinal vermelho, e sua relação com direitos e deveres, respeitar para ser respeitado. 

Do ponto-de-vista da experiência de quem já participou de muitas bicicletadas, deixar os carros furarem a massa é muito perigoso para os cilcistas, como já foi dito aqui. Sim, pedalar em grupo é mais seguro do que pedalar sozinho. Você percebe a diferença quando pedala em treino em um pelotão na estrada ou quando está sozinho em uma fuga (ou sobrou, depende, hehehe). Diminuir esse risco é uma preocupação permanente.

O argumento para defender a não-interrupção da massa ao fechar o sinal vermelho DEPOIS QUE ELA COMEÇOU A PASSAR também está sabiamente amparado no código brasileiro de trânsito.

Art. 213. Deixar de parar o veículo sempre que a respectiva marcha for interceptada:
I - por agrupamento de pessoas, como préstitos, passeatas, desfiles e outros:
Infração - gravíssima;
Penalidade - multa.
II - por agrupamento de veículos, como cortejos, formações militares e outros:
Infração - grave;
Penalidade - multa.

A Massa Crítica é uma passeata, cortejo, possui um sentido de unidade. Diferente de um simples agrupamento de carros em um congestionamento.

Portanto, tentar interrompê-lo é infração grave, prevista em lei e passível de punição. Muitos motoristas desconhecem esse artigo. mas o seu desconhecimento não o desobriga de obedecê-lo.

Pode-se argumentar que essa interrupção é antipática para alguns motoristas. Mas no contexto, e dentre todos os benefícios que vejo na Massa Crítica, creio ser um efeito colateral menor.



Voltar para o topo

 Responder Responder Página  <12345 17>
  Compartilhar   


Ir para Permissões do Fórum Ver Drop Down

Forum Software by Web Wiz Forums® version 11.06
Copyright ©2001-2016 Web Wiz Ltd.