| PEDAL | HOME | ARTIGOS | BIKES | CLASSIFICADOS | COMUNIDADE | FOTOS | VIDEOS | NOTICIAS | TRILHAS | CONTATO | + |
Fórum Início Fórum Início > Assuntos Gerais > Fórum Principal
  Tópicos recentes Tópicos recentes RSS Feed - Mais dificuldades para importar nossas peças
   [REGRAS]    Ajuda Ajuda  Procurar no fórum   Registrar Registrar  Entrar Entrar

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiencia no site. Ao continuar navegando voce concorda com a nossa politica de privacidade.


Mais dificuldades para importar nossas peças

 Responder Responder Página  12>
Autor
Mensagem
  Tópico Procurar Tópico Procurar  Opções do Tópico Opções do Tópico
omegared1 Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 11 Jan 2010
SP
Desconectado
Mensagens:1220
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de omegared1 Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Tópico: Mais dificuldades para importar nossas peças
    Enviado: 29 Jul 2014 as 21:03
Correios vão abrir armazéns em Honk Kong e Miami para tributar suas compras internacionais


O governo está fazendo uma série de mudanças no processo de importação de produtos comprados em sites estrangeiros. A mais recente deve afetar principalmente quem gasta dinheiro nas lojas chinesas: de acordo com o Estadão, os Correios vão instalar armazéns em Hong Kong e Miami para melhorar a logística. Com isso, a expectativa é que menos pacotes escapem da tributação.

Em regra, todos os pacotes deveriam ser tributados, com exceção dos abaixo de 50 dólares enviados por pessoa física (há toda uma polêmica sobre isso). Só que muitos produtos chegam até a sua casa sem serem taxados porque a Receita Federal não tem estrutura para dar conta de tantos pacotes. Isso deve ser resolvido a partir de setembro, quando será testado um sistema para automatizar a cobrança de tributos.

A instalação de armazéns dos Correios em Hong Kong e Miami significa que, antes dos pacotes chegarem ao Brasil, eles já poderão ser fiscalizados. Isso, como você deve imaginar, vai facilitar a cobrança de tributos — o próprio chefe do Departamento Internacional dos Correios, Alberto de Mello Mattos, admite que hoje vale a pena correr o risco de comprar no exterior por causa da possibilidade de não pagar taxas, mas que isso deverá mudar.

Mesmo sem os armazéns, os Correios já estão correndo atrás disso. O Alibaba, dono do conhecidíssimo AliExpress, assinou há duas semanas um memorando de entendimento com os Correios com o objetivo de facilitar o comércio internacional entre Brasil e China. A ideia é que informações de compras feitas por brasileiros sejam transmitidas diretamente para o governo e que os impostos sejam cobrados no ato da compra.

Mas, além da questão dos tributos, os Correios citam algumas vantagens. Futuramente, por exemplo, os armazéns podem ser usados para estocar produtos vendidos na China, o que diminuiria o prazo de entrega. E, como as encomendas poderão ser verificadas lá em Hong Kong ou Miami, elas não correm o risco de fazer o longo caminho até o Brasil para só então alguém descobrir que faltou algum documento ou a mercadoria não pode entrar no país.

No caso de Miami, os Correios parecem estar propondo um serviço que muito me lembra esses redirecionadores de encomendas: “[...] alguns sites americanos não vendem para o Brasil por problemas de logística reversa. [...] O armazém, disse Mattos, funcionará como um endereço americano para ser usado por brasileiros”, diz o Estadão. Ou seja, você poderá comprar em sites que só vendem para os Estados Unidos usando o endereço que os Correios fornecerem.

Se esse serviço vai funcionar e se ele será vantajoso, é algo que teremos que esperar para ver. De qualquer forma, é bom não contar com a ideia de fazer compras internacionais e não ser tributado — a possibilidade de isso acontecer está cada vez menor.



Ou seja, mais uma trolha no ... do povo

Voltar para o topo
RobsonSMO Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 28 Jul 2012
S Miguel - SC
Desconectado
Mensagens:2676
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de RobsonSMO Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 30 Jul 2014 as 00:09
impressionante como a parte de arrecadar funciona nesse país... aliás, só isso mesmo!


eu nunca vi, por parte de algum político, o papo de tornar o comércio brasileiro competitivo. aí ninguém fala, isso nem passa pela cabeça deles... mas quando a conversa é extorquir seus próprios cidadãos sem dar nada em troca, aí salta nego de todos os setores arrecadatórios!

só exportamos commodities e olhe lá, isso porque não são fixados os valores aqui, se não, nem essas escapavam...

eu tenho vergonha de dizer que sou brasileiro!

Editado por RobsonSMO - 30 Jul 2014 as 00:10
Voltar para o topo
Tux Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 26 Jul 2011
Colider - MT
Desconectado
Mensagens:521
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Tux Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 30 Jul 2014 as 02:32
O brasil (governo) não perde 2 tipos de oportunidades, sendo elas a de arrecadar dinheiro, e a de gastar dinheiro... uma aumenta o montante a ser roubado, a outra aumenta as maneiras de roubar este montante.
É tanto projeto inútil, reformas de coisas que estão funcionando, e na hora de gastar com o que deve, não tem dinheiro.

Aqui na minha cidade mesmo, a avenida principal (cidade pequena), tinham postes pequenos, iluminavam normalmente, reformaram e colocaram uns postes gigantes, e tempo depois já tem projeto para voltar os postes pequenos, além de que já reformaram os canteiros umas 532x sem mudar nada na funcionalidade deles, e por ai vai, obras que gastam um dinheiro lascado e não muda nada na vida do povo, e, enquanto isso os asfaltos estão cheios de buracos...
Voltar para o topo
williancardosodasilv Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 15 Abr 2013
santa helena pr
Desconectado
Mensagens:397
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de williancardosodasilv Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 30 Jul 2014 as 08:27
Eu penso assim, se o povo está importando muito e prefere esperar pra pagar menos do que comprar aqui é pq algo está errado. Não é a facilidade de comprar e receber e sim o pagar menos. Tornar o mercado interno atrativo seria uma opção ao contrario de taxar tudo que entra...

Outro dia fui ver o valor de um par de STI em uma Autorizada Specialized era 3 vezes mais caro que fora daqui
O gênio controla o caos! Jens Voigt.
http://www.strava.com/athletes/2126930
Litespeed C1R+Force/Red 22+Tubular China 38mm
Voltar para o topo
Rodrigo_ss2 Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 22 Nov 2012
Diadema - SP
Desconectado
Mensagens:290
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Rodrigo_ss2 Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 30 Jul 2014 as 08:35
Só por que comecei a montar minha bike!!

que faseeeee
Voltar para o topo
dinelli Ver Drop Down


Registrado: 21 Abr 2014
Ituiutaba
Desconectado
Mensagens:133
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de dinelli Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 30 Jul 2014 as 16:22
Acho que a maior questão, não é o governo tributar sobre produtos importados, pois pela lei todos os produtos importados devem ser tributados, exceto alguns casos. O que esta errado não é a fiscalização, mas sim em quais produtos devem ser taxados.

Porque pagamos tantos em impostos em um meio de transporte tão importante quanto a bike?
Quando se fala em mobilidade nas grandes cidades, pouco se fala nas bicicletas. Porque os automóveis podem ter IPI zero e as bikes não?

Tem muita coisa errada neste pais. Como já dizia Renato, Que Pais é esse?
Abraços
Voltar para o topo
corinthians Ver Drop Down


Registrado: 18 Jun 2012
xxx
Desconectado
Mensagens:1517
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de corinthians Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 30 Jul 2014 as 18:07
"A Ganancia do Governo, e a necessidade de manter a maquina, faz com q a voracidade para arrecadar, seja sempre maior, ah se tudo nesse Brasil (Saúde, segurança, educação...), Funcionasse como a Tributação...seria um dos melhores países do mundo".CryCry.
 
Esse seria o "Brasil ideal", como estamos falando do Brasil real, entendi que em certos aspectos, é "para melhorar" como a questão de uma maior agilidade na entrega, e muitos q nãoo vendem para o Brasil por causa da logística reversa, passar a vender, pelos "supostos armazéns" que teriam na origem.
 
Só eu, vi esse lado bom, ou mas alguém entendeu assim tb?Disapprove


Editado por corinthians - 30 Jul 2014 as 18:08
corinthians
Voltar para o topo
dinelli Ver Drop Down


Registrado: 21 Abr 2014
Ituiutaba
Desconectado
Mensagens:133
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de dinelli Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 30 Jul 2014 as 18:27
Mas neste Brasil nada, ou quase nada, é feito para melhorar a situação das pessoas.
Se os correios estão fazendo este papel, junto com a receita federal, isso vai ter um custo para quem importar. Pela matéria fala que nós teríamos uma espécie de endereço no China, portando da china para cá, nós é que arcaremos com as despesas de postagem.
Hoje compramos da china com frete gratis, será que vai ser assim? duvido...
abraços


Originalmente Postado por corinthians corinthians Escreveu:

"A Ganancia do Governo, e a necessidade de manter a maquina, faz com q a voracidade para arrecadar, seja sempre maior, ah se tudo nesse Brasil (Saúde, segurança, educação...), Funcionasse como a Tributação...seria um dos melhores países do mundo".CryCry.
 
Esse seria o "Brasil ideal", como estamos falando do Brasil real, entendi que em certos aspectos, é "para melhorar" como a questão de uma maior agilidade na entrega, e muitos q nãoo vendem para o Brasil por causa da logística reversa, passar a vender, pelos "supostos armazéns" que teriam na origem.
 
Só eu, vi esse lado bom, ou mas alguém entendeu assim tb?Disapprove
Voltar para o topo
bcgfg Ver Drop Down


Registrado: 23 Nov 2012
Orleans-SC
Desconectado
Mensagens:2425
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de bcgfg Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 30 Jul 2014 as 18:52
Falar em melhorar o trabalho dos Correios ninguém falou? Em treinar as pessoas que trabalham na parte interna dos Correios ninguém falou?


Voltar para o topo
sascencio Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 19 Mai 2006
Caçapava-SP
Conectado
Mensagens:861
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de sascencio Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 30 Jul 2014 as 19:23

É a famosa frase: "se pode complicar, porque facilitar"... rsrsrs...

Esse é o nosso governo, continuem votando neles...
Voltar para o topo
gladiator25 Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 13 Jan 2009
Almenara - MG
Desconectado
Mensagens:2162
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de gladiator25 Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 30 Jul 2014 as 20:06
"Não há que esteja ruim que não possa piorar"
Scale 965
Astro Xtrolite 27,5
Cannondale Scalpel
Giant ATX Pro (Saudades)
Caloi Aluminum
Monark M. Bike
Monark Monareta
Voltar para o topo
newhouse Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 01 Set 2011
Embu - SP
Desconectado
Mensagens:2574
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de newhouse Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 31 Jul 2014 as 15:12
Originalmente Postado por dinelli dinelli Escreveu:

Tem muita coisa errada neste pais. Como já dizia Renato, Que Pais é esse?

É a p*$$(a) do Brasil!
Voltar para o topo
rdalmeida Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 12 Jul 2009
Campinas
Desconectado
Mensagens:45
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (1) Obrigado!(1)   Citação de rdalmeida Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 01 Ago 2014 as 11:51
Pessoal, resolvi usar este post para compartilhar uma experiência recente e tentar esclarecer dúvidas e boatos que rolam na internet sobre trazer bikes ou acessórios do exterior.
Semana passada retornei de Michigan, EUA, de uma viagem à trabalho. Aproveitei a viagem para comprar uma Specialized Tarmac SL4 Sport 2014, nova. Primeiro ponto: estando nos EUA, não encontrei nenhuma loja que despachasse bikes via correios (Fedex, UPS, etc) à nenhum endereço nos EUA (a única exceção foi a Jenson Bikes, na Califórnia, mas não tinha as marcas que me interessavam). Segundo os vendedores que consultei, esta prática é vetada pelos fabricantes.
Decidi ir pessoalmente à uma loja e comprei a bike c/ acessórios. Vamos aos valores: Bike USD 1.950,00 + pedal Look Keo USD 80,00 + 2 suportes caramanhola carbono Specialized USD 40,00 + canivete com ferramentas USD 8,00. Total:  USD 2.078,00 (incluídos aí 6% de imposto pago no estado de Michigan). Caso você leve dinheiro, pagará somente 0,38% de IOF na casa de câmbio; caso opte em pagar no cartão de crédito, terá 6,38% de IOF a mais na fatura.
Com o canivete de ferramentas, desmontei guidão, pedais, câmbio traseiro, selim, canote,  saquei as rodas e tirei as blocagens, para colocá-los no mala-bike. Tanto a Delta Airlines como a American Airlines cobram USD 75,00 no despache, por exceder os limites de dimensão de bagagem. Por outro lado, um funcionário da companhia leva o mala bike pessoalmente à área de cargas, ou seja, ele não segue pelas esteiras, em meio às outras malas. Achei isso uma segurança a mais.
Ao desembarcar no aeroporto de Guarulhos, o passageiro deve retirar bagagens que excedem dimensões padrões com um funcionário da companhia aérea, que fica próximo às esteiras. Como o mala bike é grande, resolvi declará-lo e evitar pagar o dobro em multas na alfândega. Dado interessante: taxaram somente a bike, mesmo os acessórios estando na mesma nota fiscal. Ao declarar, paga-se 50% sobre o valor que excede USD 500,00. Logo: USD 1950 - USD 500 = USD 1450 * 50% = USD 725,00 de imposto. Este valor é pago através de um DARF gerado na hora, e pode ser pago em cartão de débito ou dinheiro, diretamente num caixa do Banco Safra, ao lado da alfândega, ou nos caixas eletrônicos do aeroporto.
Valor total gasto: bike + acessórios + frete + imposto = USD 2878,00 (no câmbio de 2,25 = R$ 6.475,50).
Numa rápida pesquisa, se fosse adquirir o mesmo equipamento numa loja no Brasil, eu teria desembolsado R$ 9.990,00 pela bike + R$ 558,00 pelos suportes de caramanhola + R$ 360,00 pelos pedais + R$ 45,00 pelo kit ferramentas = R$ 10,953,00. Ou seja, trazendo a bike do exterior, pagando o imposto devido, economizei R$ 4.478,00.
Entendo que o ambiente de negócios no Brasil não é nada fácil e tiro o chapéu à muitos lojistas sérios no país. Mas acredito que cabe à eles organizarem-se e continuarem pressionando os governantes à melhorarem este cenário, de forma que possam oferecer ao consumidor, produtos num preço mais competitivo. O cidadão não pode pagar por isso.
 
Voltar para o topo
o_pensador Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 02 Mai 2014
Assaí
Desconectado
Mensagens:56
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de o_pensador Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 01 Ago 2014 as 11:55
O governo brasileiro não melhora nada pra ninguém, só pra ele próprio. Angry

Voltar para o topo
zex Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 05 Jan 2014
Maringá pr
Desconectado
Mensagens:1162
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de zex Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 01 Ago 2014 as 12:36
Originalmente Postado por rdalmeida rdalmeida Escreveu:

Pessoal, resolvi usar este post para compartilhar uma experiência recente e tentar esclarecer dúvidas e boatos que rolam na internet sobre trazer bikes ou acessórios do exterior.
Semana passada retornei de Michigan, EUA, de uma viagem à trabalho. Aproveitei a viagem para comprar uma Specialized Tarmac SL4 Sport 2014, nova. Primeiro ponto: estando nos EUA, não encontrei nenhuma loja que despachasse bikes via correios (Fedex, UPS, etc) à nenhum endereço nos EUA (a única exceção foi a Jenson Bikes, na Califórnia, mas não tinha as marcas que me interessavam). Segundo os vendedores que consultei, esta prática é vetada pelos fabricantes.
Decidi ir pessoalmente à uma loja e comprei a bike c/ acessórios. Vamos aos valores: Bike USD 1.950,00 + pedal Look Keo USD 80,00 + 2 suportes caramanhola carbono Specialized USD 40,00 + canivete com ferramentas USD 8,00. Total:  USD 2.078,00 (incluídos aí 6% de imposto pago no estado de Michigan). Caso você leve dinheiro, pagará somente 0,38% de IOF na casa de câmbio; caso opte em pagar no cartão de crédito, terá 6,38% de IOF a mais na fatura.
Com o canivete de ferramentas, desmontei guidão, pedais, câmbio traseiro, selim, canote,  saquei as rodas e tirei as blocagens, para colocá-los no mala-bike. Tanto a Delta Airlines como a American Airlines cobram USD 75,00 no despache, por exceder os limites de dimensão de bagagem. Por outro lado, um funcionário da companhia leva o mala bike pessoalmente à área de cargas, ou seja, ele não segue pelas esteiras, em meio às outras malas. Achei isso uma segurança a mais.
Ao desembarcar no aeroporto de Guarulhos, o passageiro deve retirar bagagens que excedem dimensões padrões com um funcionário da companhia aérea, que fica próximo às esteiras. Como o mala bike é grande, resolvi declará-lo e evitar pagar o dobro em multas na alfândega. Dado interessante: taxaram somente a bike, mesmo os acessórios estando na mesma nota fiscal. Ao declarar, paga-se 50% sobre o valor que excede USD 500,00. Logo: USD 1950 - USD 500 = USD 1450 * 50% = USD 725,00 de imposto. Este valor é pago através de um DARF gerado na hora, e pode ser pago em cartão de débito ou dinheiro, diretamente num caixa do Banco Safra, ao lado da alfândega, ou nos caixas eletrônicos do aeroporto.
Valor total gasto: bike + acessórios + frete + imposto = USD 2878,00 (no câmbio de 2,25 = R$ 6.475,50).
Numa rápida pesquisa, se fosse adquirir o mesmo equipamento numa loja no Brasil, eu teria desembolsado R$ 9.990,00 pela bike + R$ 558,00 pelos suportes de caramanhola + R$ 360,00 pelos pedais + R$ 45,00 pelo kit ferramentas = R$ 10,953,00. Ou seja, trazendo a bike do exterior, pagando o imposto devido, economizei R$ 4.478,00.
Entendo que o ambiente de negócios no Brasil não é nada fácil e tiro o chapéu à muitos lojistas sérios no país. Mas acredito que cabe à eles organizarem-se e continuarem pressionando os governantes à melhorarem este cenário, de forma que possam oferecer ao consumidor, produtos num preço mais competitivo. O cidadão não pode pagar por isso.
 


Ta ai uma história  que mostra  que a culpa dos preços altos não é só do governo ou dos impostos , mas sim dos lojistas que jogam altas margens de lucros em cima dos brasileiros que pagam justamente o que eles querem e sem questionar...  O certo é boicotar esses empresas  esfaqueadoras , só assim a coisa vai mudar de figura....
Voltar para o topo
the.doctor Ver Drop Down
Avatar
Bloqueado

Registrado: 02 Dez 2013
Londrina
Desconectado
Mensagens:92
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de the.doctor Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 01 Ago 2014 as 13:12
Pior que nem precisa ir tão longe pra ficar revoltado com os preços. Sempre que vou ao Paraguai volto com raiva. Cry
Voltar para o topo
williancardosodasilv Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 15 Abr 2013
santa helena pr
Desconectado
Mensagens:397
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de williancardosodasilv Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 01 Ago 2014 as 13:23
Originalmente Postado por the.doctor the.doctor Escreveu:

Pior que nem precisa ir tão longe pra ficar revoltado com os preços. Sempre que vou ao Paraguai volto com raiva.

Acho q comprar por aqui no py vale muito a pena sim, por exemplo comprar uma bike aqui: vc vai pagar mais caro que importa-lá porem vai retira-lá na hora e ainda vai pagar menos que no brasil...
Deve-se sempre pesquisar antes os valores, disponibilidade de produtos e tudo mais.
O gênio controla o caos! Jens Voigt.
http://www.strava.com/athletes/2126930
Litespeed C1R+Force/Red 22+Tubular China 38mm
Voltar para o topo
márcio rahal Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 03 Nov 2006
CBA e CGDE
Desconectado
Mensagens:814
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de márcio rahal Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 01 Ago 2014 as 13:55
e viva a República das Bananas!!!
SPZ Crosstrail
Voltar para o topo
laertejr Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 04 Set 2008
Curitiba
Desconectado
Mensagens:946
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de laertejr Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 01 Ago 2014 as 13:57
Com relação ao preço alto das bikes por aqui, um dos maiores culpados na questao tributação é uma empresinha sem vergonha chamada caloi, que para proteger o seu mercado, consegui fazer aumentar o preço do imposto de importação das bikes, que segundo um lojista que vende specialized atualmente está em torno de 35%, e antes se eu nao me engano era de 14% ou 15%.

Outra questão que pode ter lógica com relação aos preços abusivos cobrados pelas bikes aqui no Brasil, é a elevada margem de lucro, afinal querendo ou não, quantas marcas de bikes importadas atuam fortemente aqui no pais? Umas 2 ou 3? as outras marcas, mesmo sendo top la fora acabam sendo nanicas por aqui, e ai as marcar acabam formando aquele bom e velho cartel nos preços.

O mercado de bikes speed é muito pequeno ainda. Acredito que a medida que o mercado for aumentando, novas marcas estarão atuando no Brasil e mesmo com o elevado imposto de importação elas conseguem vender com um preço mais justo por aqui, ou seja, viva a concorrência.


Laerte Jr
Voltar para o topo
otavio_biker Ver Drop Down


Registrado: 14 Jan 2013
São Paulo
Desconectado
Mensagens:99
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de otavio_biker Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 01 Ago 2014 as 14:50
Resolver o problema que faz buscarmos peças fora ninguém resolve, que é indústria e tecnologia obsoletas e carga tributária absurda.

Recomendo a procurar seus direitos, se informe pelo site do richie ninne (acho que é isso) que é possível entrar com processo contra tributações em encomendas abaixo de 100 dólares indiferente do remetente físico ou jurídico. A instrução normativa da RF é ilegal, pois há uma lei anterior que permite a importação de itens de até 100 dólares, e a instrução não pode sobrepor a lei. Nas ultimas peças que tive tributada entrei com o processo e consegui a primeira liminar, retirei a mercado mediante o depósito em juízo e aguardo o julgamento. 

Porém é a forma mais trabalhosa, acho que não compensa, mas vc pode pagar, retirar e guardar os comprovantes e quando tiver um valor considerável, basta entrar com ação de repetição de débito e citar a fazenda e os correios que implantaram a taxa ilegal de 12,00 reais, e isso é bem rápido, já existem modelos de petição prontas e basta alterar alguns dados e seguir ao tribunal especial federal da sua região, no site dele tem todas as informações. Chega de ser extorquido nessa merda de "país"....
Voltar para o topo
otavio_biker Ver Drop Down


Registrado: 14 Jan 2013
São Paulo
Desconectado
Mensagens:99
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de otavio_biker Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 01 Ago 2014 as 14:51
Originalmente Postado por otavio_biker otavio_biker Escreveu:

Resolver o problema que faz buscarmos peças fora ninguém resolve, que é indústria e tecnologia obsoletas e carga tributária absurda.

Recomendo a procurar seus direitos, se informe pelo site do richie ninne (acho que é isso) que é possível entrar com processo contra tributações em encomendas abaixo de 100 dólares indiferente do remetente físico ou jurídico. A instrução normativa da RF é ilegal, pois há uma lei anterior que permite a importação de itens de até 100 dólares, e a instrução não pode sobrepor a lei. Nas ultimas peças que tive tributada entrei com o processo e consegui a primeira liminar, retirei a mercado mediante o depósito em juízo e aguardo o julgamento. 

Porém é a forma mais trabalhosa, acho que não compensa, mas vc pode pagar, retirar e guardar os comprovantes e quando tiver um valor considerável, basta entrar com ação de repetição de débito e citar a fazenda e os correios que implantaram a taxa ilegal de 12,00 reais, e isso é bem rápido, já existem modelos de petição prontas e basta alterar alguns dados e seguir ao tribunal especial federal da sua região, no site dele tem todas as informações. Chega de ser extorquido nessa merda de "país"....

corrigindo, é repetição de indébito
Voltar para o topo
Chico Singulani Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 07 Abr 2009
Cabreúva -SP
Desconectado
Mensagens:95
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Chico Singulani Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 01 Ago 2014 as 18:47
Comprei um uniforme kit inverno no aliexpress, já faz 15 dias que está como conferido na unidade de tratamento de Curitiba...talvez pro verão ela chega, só falta ainda com tributação, kkkk!LOLLOL

Voltar para o topo
etnies Ver Drop Down


Registrado: 24 Nov 2011
São Paulo
Desconectado
Mensagens:73
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de etnies Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 01 Ago 2014 as 20:08
Não sou contra a tributação, entendo que temos que nacionalizar o produto.

Porém eu fico fudi&!*#$ da vida com ter que esperar 2 meses pelo telegrama de tributação, ter de ir até o correio (normalmente na agencia da Praça do Correio, no Anhangabaú), pagar à vista e buscar o produto.

Agora existe uma taxa de despacho, 12 reais, já viram?

Se os correios enviassem junto com o telegrama de imposto um boleto paga que eu pagasse e enviassem a encomenda até a minha casa em até 3 dias seria ótimo.

Resumo: Pago um frete absurdo das encomendas da CRC e ainda tenho que buscá-la no Anhangabaú (pra quem não conhece é no centro de SP, fora de mão para mim).

Enfim, fica o desabafo.
Voltar para o topo
rlima Ver Drop Down

Advertência

Registrado: 29 Jul 2012
SP
Desconectado
Mensagens:133
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de rlima Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 01 Ago 2014 as 20:59
Originalmente Postado por rdalmeida rdalmeida Escreveu:

Pessoal, resolvi usar este post para compartilhar uma experiência recente e tentar esclarecer dúvidas e boatos que rolam na internet sobre trazer bikes ou acessórios do exterior.
Semana passada retornei de Michigan, EUA, de uma viagem à trabalho. Aproveitei a viagem para comprar uma Specialized Tarmac SL4 Sport 2014, nova. Primeiro ponto: estando nos EUA, não encontrei nenhuma loja que despachasse bikes via correios (Fedex, UPS, etc) à nenhum endereço nos EUA (a única exceção foi a Jenson Bikes, na Califórnia, mas não tinha as marcas que me interessavam). Segundo os vendedores que consultei, esta prática é vetada pelos fabricantes.
Decidi ir pessoalmente à uma loja e comprei a bike c/ acessórios. Vamos aos valores: Bike USD 1.950,00 + pedal Look Keo USD 80,00 + 2 suportes caramanhola carbono Specialized USD 40,00 + canivete com ferramentas USD 8,00. Total:  USD 2.078,00 (incluídos aí 6% de imposto pago no estado de Michigan). Caso você leve dinheiro, pagará somente 0,38% de IOF na casa de câmbio; caso opte em pagar no cartão de crédito, terá 6,38% de IOF a mais na fatura.
Com o canivete de ferramentas, desmontei guidão, pedais, câmbio traseiro, selim, canote,  saquei as rodas e tirei as blocagens, para colocá-los no mala-bike. Tanto a Delta Airlines como a American Airlines cobram USD 75,00 no despache, por exceder os limites de dimensão de bagagem. Por outro lado, um funcionário da companhia leva o mala bike pessoalmente à área de cargas, ou seja, ele não segue pelas esteiras, em meio às outras malas. Achei isso uma segurança a mais.
Ao desembarcar no aeroporto de Guarulhos, o passageiro deve retirar bagagens que excedem dimensões padrões com um funcionário da companhia aérea, que fica próximo às esteiras. Como o mala bike é grande, resolvi declará-lo e evitar pagar o dobro em multas na alfândega. Dado interessante: taxaram somente a bike, mesmo os acessórios estando na mesma nota fiscal. Ao declarar, paga-se 50% sobre o valor que excede USD 500,00. Logo: USD 1950 - USD 500 = USD 1450 * 50% = USD 725,00 de imposto. Este valor é pago através de um DARF gerado na hora, e pode ser pago em cartão de débito ou dinheiro, diretamente num caixa do Banco Safra, ao lado da alfândega, ou nos caixas eletrônicos do aeroporto.
Valor total gasto: bike + acessórios + frete + imposto = USD 2878,00 (no câmbio de 2,25 = R$ 6.475,50).
Numa rápida pesquisa, se fosse adquirir o mesmo equipamento numa loja no Brasil, eu teria desembolsado R$ 9.990,00 pela bike + R$ 558,00 pelos suportes de caramanhola + R$ 360,00 pelos pedais + R$ 45,00 pelo kit ferramentas = R$ 10,953,00. Ou seja, trazendo a bike do exterior, pagando o imposto devido, economizei R$ 4.478,00.
Entendo que o ambiente de negócios no Brasil não é nada fácil e tiro o chapéu à muitos lojistas sérios no país. Mas acredito que cabe à eles organizarem-se e continuarem pressionando os governantes à melhorarem este cenário, de forma que possam oferecer ao consumidor, produtos num preço mais competitivo. O cidadão não pode pagar por isso.
 

Quero fazer exatamente isso.

Perguntas:

1. O valor de $2.078 não inclui o imposto estadual de 6%, pelo que você descreveu. O preço dessa bike é tabelado em $1.950 antes do imposto. Entendo que você pagou mais 6% na hora de comprar a bike, correto? Na hora de passar na alfândega não incide imposto de importação no valor do imposto que você pagou lá fora. Ou seja, na bike você paga $1.950 + 6%, mas o imposto de importação brasileiro incide somente sobre $1.950 (no que exceder $500).

2. Penso que tenha gasto mais uns $400 no mala bike, correto? Seria necessário "declarar" a compra do mala bike também, ou seja, pagar imposto de importação sobre mais $400 do mala bike?

3. Gostaria de voltar com um medidor de potência da stages ($700), que é quase imperceptível por ser apenas o braço da pedivela. Acha que se eu não declarar algum fiscal pode encrencar com isso? Ou em outras palavras, o fiscal olhou com cuidado a bike?

4. Bela compra. A bike entrega tudo isso que promete mesmo? :)


Voltar para o topo
pride Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 15 Abr 2014
Rio de Janeiro
Desconectado
Mensagens:258
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de pride Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 01 Ago 2014 as 21:27
quem compra caloi tem sua parcela de culpa também

em vez de boicotarem o ilmo. sr. musa rejeitando todo e qualquer produto proveniente dessa marca a galera se deixa levar pela promoção da vitus...

o que a caloi deve pensar ? "nós fomentamos o lobby, puxamos o tapete das outras marcas e os consumidores continuam nos enchendo de dinheiro, otários"


Voltar para o topo
omegared1 Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 11 Jan 2010
SP
Desconectado
Mensagens:1220
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de omegared1 Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 01 Ago 2014 as 21:34
Muitas vezes a diferença entre o preço cobrado no Brasil e o exterior, propiciam a oportunidade de viajar, conhecer outras culturas, comprar o item desejado, e mesmo assim ser mais barato.
Qual a conta que esses malditos FDPutados fazem, pra fu#$(a) o povo, e falar que temos tudo que precisamos aqui, com preço competitivos????
Voltar para o topo
Ironman Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 25 Dez 2005
Göttingen
Desconectado
Mensagens:4890
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (1) Obrigado!(1)   Citação de Ironman Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 01 Ago 2014 as 21:55
Pois eu sou contra a tributação, pois trabalhamos 5 meses por ano só para pagar tributos sem recebermos nada em troca. Você vai pegar a estrada e paga pedágios com preços extorsivos. No começo do ano vem uma maré de impostos extorsivos para pagar... Não concordo com a tributação em hipótese alguma. Enquanto pude evitar pagar impostos sobre produtos importados eu evitei. O (des)governo só serve para duas coisas, arrecadar dinheiro e roubar dinheiro. Se bem que os dois são sinônimos para o (des)governo.

Originalmente Postado por etnies etnies Escreveu:

Não sou contra a tributação, entendo que temos que nacionalizar o produto.

Porém eu fico fudi&!*#$ da vida com ter que esperar 2 meses pelo telegrama de tributação, ter de ir até o correio (normalmente na agencia da Praça do Correio, no Anhangabaú), pagar à vista e buscar o produto.

Agora existe uma taxa de despacho, 12 reais, já viram?

Se os correios enviassem junto com o telegrama de imposto um boleto paga que eu pagasse e enviassem a encomenda até a minha casa em até 3 dias seria ótimo.

Resumo: Pago um frete absurdo das encomendas da CRC e ainda tenho que buscá-la no Anhangabaú (pra quem não conhece é no centro de SP, fora de mão para mim).

Enfim, fica o desabafo.
<a href="http://img43.imageshack.us/i/ironman4k.jpg/" rel="nofollow"><img src="http://img43.imageshack.us/img43/8024/ironman4k.jpg" /></a>

Meu canal no YouTube: Fabio Aiello - Germania
Voltar para o topo
rsreis Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 12 Jul 2012
S. J. Campos/SP
Desconectado
Mensagens:1257
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (1) Obrigado!(1)   Citação de rsreis Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 01 Ago 2014 as 21:57
Originalmente Postado por rdalmeida rdalmeida Escreveu:

Pessoal, resolvi usar este post para compartilhar uma experiência recente e tentar esclarecer dúvidas e boatos que rolam na internet sobre trazer bikes ou acessórios do exterior.
Semana passada retornei de Michigan, EUA, de uma viagem à trabalho. Aproveitei a viagem para comprar uma Specialized Tarmac SL4 Sport 2014, nova. Primeiro ponto: estando nos EUA, não encontrei nenhuma loja que despachasse bikes via correios (Fedex, UPS, etc) à nenhum endereço nos EUA (a única exceção foi a Jenson Bikes, na Califórnia, mas não tinha as marcas que me interessavam). Segundo os vendedores que consultei, esta prática é vetada pelos fabricantes.
Decidi ir pessoalmente à uma loja e comprei a bike c/ acessórios. Vamos aos valores: Bike USD 1.950,00 + pedal Look Keo USD 80,00 + 2 suportes caramanhola carbono Specialized USD 40,00 + canivete com ferramentas USD 8,00. Total:  USD 2.078,00 (incluídos aí 6% de imposto pago no estado de Michigan). Caso você leve dinheiro, pagará somente 0,38% de IOF na casa de câmbio; caso opte em pagar no cartão de crédito, terá 6,38% de IOF a mais na fatura.
Com o canivete de ferramentas, desmontei guidão, pedais, câmbio traseiro, selim, canote,  saquei as rodas e tirei as blocagens, para colocá-los no mala-bike. Tanto a Delta Airlines como a American Airlines cobram USD 75,00 no despache, por exceder os limites de dimensão de bagagem. Por outro lado, um funcionário da companhia leva o mala bike pessoalmente à área de cargas, ou seja, ele não segue pelas esteiras, em meio às outras malas. Achei isso uma segurança a mais.
Ao desembarcar no aeroporto de Guarulhos, o passageiro deve retirar bagagens que excedem dimensões padrões com um funcionário da companhia aérea, que fica próximo às esteiras. Como o mala bike é grande, resolvi declará-lo e evitar pagar o dobro em multas na alfândega. Dado interessante: taxaram somente a bike, mesmo os acessórios estando na mesma nota fiscal. Ao declarar, paga-se 50% sobre o valor que excede USD 500,00. Logo: USD 1950 - USD 500 = USD 1450 * 50% = USD 725,00 de imposto. Este valor é pago através de um DARF gerado na hora, e pode ser pago em cartão de débito ou dinheiro, diretamente num caixa do Banco Safra, ao lado da alfândega, ou nos caixas eletrônicos do aeroporto.
Valor total gasto: bike + acessórios + frete + imposto = USD 2878,00 (no câmbio de 2,25 = R$ 6.475,50).
Numa rápida pesquisa, se fosse adquirir o mesmo equipamento numa loja no Brasil, eu teria desembolsado R$ 9.990,00 pela bike + R$ 558,00 pelos suportes de caramanhola + R$ 360,00 pelos pedais + R$ 45,00 pelo kit ferramentas = R$ 10,953,00. Ou seja, trazendo a bike do exterior, pagando o imposto devido, economizei R$ 4.478,00.
Entendo que o ambiente de negócios no Brasil não é nada fácil e tiro o chapéu à muitos lojistas sérios no país. Mas acredito que cabe à eles organizarem-se e continuarem pressionando os governantes à melhorarem este cenário, de forma que possam oferecer ao consumidor, produtos num preço mais competitivo. O cidadão não pode pagar por isso.
 


Endosso 100% a história do amigo... relatei a minha história (praticamente a mesma, sem tirar uma palavra) em outro tópico aí. E quando a minha ficar obsoleta, vou lá fora buscar outra, SEM PENSAR MEIA VEZ! Se os vendedores nacionais ficam mordidos, que ajudem os ciclistas na luta contra o lobby da MALDITA caloi (com letra minúscula mesmo, não tenho respeito nenhum por essa marca).

Saiu hoje no Gizmodo, olha a estratégia da DX!

DealExtreme abre armazém no Brasil para você não pagar taxa de R$ 12 aos Correios

Editado por rsreis - 01 Ago 2014 as 22:00
Voltar para o topo
luciano_oz Ver Drop Down
Avatar
Advertência

Registrado: 22 Jun 2012
Campo Grande/MS
Desconectado
Mensagens:624
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (1) Obrigado!(1)   Citação de luciano_oz Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 01 Ago 2014 as 22:04
Originalmente Postado por zex zex Escreveu:



Ta ai uma história  que mostra  que a culpa dos preços altos não é só do governo ou dos impostos , mas sim dos lojistas que jogam altas margens de lucros em cima dos brasileiros que pagam justamente o que eles querem e sem questionar...  O certo é boicotar esses empresas  esfaqueadoras , só assim a coisa vai mudar de figura....

Concordo com o que você falou, entretanto, vamos olhar o lado do lojista: se o cara não tiver um lucro alto para pagar a caralhada de impostos, taxas e afins, ele não sobrevive.
Mas lógico, lucro tem limite né?
O foda que a galera não se importa e alimenta esse tipo de prática.
Eu por exemplo evito (para não dizer nunca, né?) de comprar bicicleta no Brasil, tanto que as minhas duas ultimas vieram do exterior e eu paguei o imposto devido e elas estão regularizadas no país.

Edit: arrumar os quotes


Editado por luciano_oz - 01 Ago 2014 as 22:05
Voltar para o topo
luciano_oz Ver Drop Down
Avatar
Advertência

Registrado: 22 Jun 2012
Campo Grande/MS
Desconectado
Mensagens:624
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de luciano_oz Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 01 Ago 2014 as 22:07
Originalmente Postado por rsreis rsreis Escreveu:

Originalmente Postado por rdalmeida rdalmeida Escreveu:

Pessoal, resolvi usar este post para compartilhar uma experiência recente e tentar esclarecer dúvidas e boatos que rolam na internet sobre trazer bikes ou acessórios do exterior.
Semana passada retornei de Michigan, EUA, de uma viagem à trabalho. Aproveitei a viagem para comprar uma Specialized Tarmac SL4 Sport 2014, nova. Primeiro ponto: estando nos EUA, não encontrei nenhuma loja que despachasse bikes via correios (Fedex, UPS, etc) à nenhum endereço nos EUA (a única exceção foi a Jenson Bikes, na Califórnia, mas não tinha as marcas que me interessavam). Segundo os vendedores que consultei, esta prática é vetada pelos fabricantes.
Decidi ir pessoalmente à uma loja e comprei a bike c/ acessórios. Vamos aos valores: Bike USD 1.950,00 + pedal Look Keo USD 80,00 + 2 suportes caramanhola carbono Specialized USD 40,00 + canivete com ferramentas USD 8,00. Total:  USD 2.078,00 (incluídos aí 6% de imposto pago no estado de Michigan). Caso você leve dinheiro, pagará somente 0,38% de IOF na casa de câmbio; caso opte em pagar no cartão de crédito, terá 6,38% de IOF a mais na fatura.
Com o canivete de ferramentas, desmontei guidão, pedais, câmbio traseiro, selim, canote,  saquei as rodas e tirei as blocagens, para colocá-los no mala-bike. Tanto a Delta Airlines como a American Airlines cobram USD 75,00 no despache, por exceder os limites de dimensão de bagagem. Por outro lado, um funcionário da companhia leva o mala bike pessoalmente à área de cargas, ou seja, ele não segue pelas esteiras, em meio às outras malas. Achei isso uma segurança a mais.
Ao desembarcar no aeroporto de Guarulhos, o passageiro deve retirar bagagens que excedem dimensões padrões com um funcionário da companhia aérea, que fica próximo às esteiras. Como o mala bike é grande, resolvi declará-lo e evitar pagar o dobro em multas na alfândega. Dado interessante: taxaram somente a bike, mesmo os acessórios estando na mesma nota fiscal. Ao declarar, paga-se 50% sobre o valor que excede USD 500,00. Logo: USD 1950 - USD 500 = USD 1450 * 50% = USD 725,00 de imposto. Este valor é pago através de um DARF gerado na hora, e pode ser pago em cartão de débito ou dinheiro, diretamente num caixa do Banco Safra, ao lado da alfândega, ou nos caixas eletrônicos do aeroporto.
Valor total gasto: bike + acessórios + frete + imposto = USD 2878,00 (no câmbio de 2,25 = R$ 6.475,50).
Numa rápida pesquisa, se fosse adquirir o mesmo equipamento numa loja no Brasil, eu teria desembolsado R$ 9.990,00 pela bike + R$ 558,00 pelos suportes de caramanhola + R$ 360,00 pelos pedais + R$ 45,00 pelo kit ferramentas = R$ 10,953,00. Ou seja, trazendo a bike do exterior, pagando o imposto devido, economizei R$ 4.478,00.
Entendo que o ambiente de negócios no Brasil não é nada fácil e tiro o chapéu à muitos lojistas sérios no país. Mas acredito que cabe à eles organizarem-se e continuarem pressionando os governantes à melhorarem este cenário, de forma que possam oferecer ao consumidor, produtos num preço mais competitivo. O cidadão não pode pagar por isso.
 


Endosso 100% a história do amigo... relatei a minha história (praticamente a mesma, sem tirar uma palavra) em outro tópico aí. E quando a minha ficar obsoleta, vou lá fora buscar outra, SEM PENSAR MEIA VEZ! Se os vendedores nacionais ficam mordidos, que ajudem os ciclistas na luta contra o lobby da MALDITA caloi (com letra minúscula mesmo, não tenho respeito nenhum por essa marca).

Saiu hoje no Gizmodo, olha a estratégia da DX!

DealExtreme abre armazém no Brasil para você não pagar taxa de R$ 12 aos Correios

Faço as minhas palavras as de vocês amigos, e ainda digo mais: de quebra ganha-se uma viagem, por conseguinte, mais cultura, conhecimento e experiência de vida.
Voltar para o topo
rsreis Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 12 Jul 2012
S. J. Campos/SP
Desconectado
Mensagens:1257
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de rsreis Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 01 Ago 2014 as 22:16
Originalmente Postado por luciano_oz luciano_oz Escreveu:


Faço as minhas palavras as de vocês amigos, e ainda digo mais: de quebra ganha-se uma viagem, por conseguinte, mais cultura, conhecimento e experiência de vida.


... e vontade de não voltar nunca mais pra rebública das bananas!!!
Voltar para o topo
Ironman Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 25 Dez 2005
Göttingen
Desconectado
Mensagens:4890
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Ironman Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 02 Ago 2014 as 00:17
Originalmente Postado por rsreis rsreis Escreveu:

Originalmente Postado por luciano_oz luciano_oz Escreveu:


Faço as minhas palavras as de vocês amigos, e ainda digo mais: de quebra ganha-se uma viagem, por conseguinte, mais cultura, conhecimento e experiência de vida.


... e vontade de não voltar nunca mais pra rebública das bananas!!!

LOLLOLLOL

<a href="http://img43.imageshack.us/i/ironman4k.jpg/" rel="nofollow"><img src="http://img43.imageshack.us/img43/8024/ironman4k.jpg" /></a>

Meu canal no YouTube: Fabio Aiello - Germania
Voltar para o topo
dinelli Ver Drop Down


Registrado: 21 Abr 2014
Ituiutaba
Desconectado
Mensagens:133
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (1) Obrigado!(1)   Citação de dinelli Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 02 Ago 2014 as 14:02
Ironman,

eu entendo o seu desabafo. Realmente a carga tributária é muito grande e quem paga imposto mesmo são os trabalhadores.
Não concondar com a tributação, eu também entendo, mas trazer produtos e não pagar imposto é contrabando, e isto é crime. Desculpa a sinceridade.
Abraços
Luis


[QUOTE=Ironman]
Pois eu sou contra a tributação, pois trabalhamos 5 meses por ano só para pagar tributos sem recebermos nada em troca. Você vai pegar a estrada e paga pedágios com preços extorsivos. No começo do ano vem uma maré de impostos extorsivos para pagar... Não concordo com a tributação em hipótese alguma. Enquanto pude evitar pagar impostos sobre produtos importados eu evitei. O (des)governo só serve para duas coisas, arrecadar dinheiro e roubar dinheiro. Se bem que os dois são sinônimos para o (des)governo.


Voltar para o topo
rdalmeida Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 12 Jul 2009
Campinas
Desconectado
Mensagens:45
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de rdalmeida Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 02 Ago 2014 as 17:14
RLima, quanto às suas dúvidas:
1.) Em muitos países você consegue reembolso do imposto quando vai deixar o país. Para isso, você deve informar o vendedor no momento da compra. Ele preencherá uma declaração que você deve apresentar em um posto fiscal no aeroporto, antes do embarque, declarando a saída do bem. 
Mesmo assim, no DARF pago no Brasil, o imposto é calculado sobre o valor do bem e não da nota. No meu caso, o fiscal considerou só a bike e não taxou os acessórios. Portanto: USD 1.950,00 (bike) - USD 500,00 (cota) = USD 1.450,00 (50% disso dá os USD 725,00 de imposto que paguei). 
2.) Tenho um mala-bike da EVOC, não rígido, que é possível levar do Brasil dentro da mala de roupas. Caso opte em comprar um lá, vai desembolsar cerca de USD 100,00 num similar ao meu ou USD 300,00 nos totalmente rígidos. Não me perguntaram nada sobre o case da bike.
3.) Bota junto da bike e não tem erro. O fiscal confere o número de série do quadro para colocar no DARF. 
4.) A Tarmac SL4 é espetacular. Acabamento nota 10, rigidez incrível e ótima aceleração, e é uma bike com ótima geometria para pedais longos também. Mais do que recomendada!
Abs.
 
Voltar para o topo
Alessandro_sp Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 20 Out 2005
Itu - SP
Desconectado
Mensagens:9325
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Alessandro_sp Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 02 Ago 2014 as 18:37
Acho que uma das poucas coisas que se pode trazer de fora sem ser incomodado são mochilas e malas. Enfia roupas dentro, já era.

Só não sei se a figura aparecer no aeroporto com um jogo de malas "Luis Vitão" uma dentro da outra, feito matrioskas. Aí acho que dá merda.
On the outskirts of nowhere / On the ringroad to somewhere / On the verge of indecision / I'll always take the roundabout way
(Marillion - Bitter suite part V - Windswept Thumb)
Voltar para o topo
lclucas Ver Drop Down


Registrado: 24 Fev 2014
Curitiba
Desconectado
Mensagens:125
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de lclucas Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 02 Ago 2014 as 20:40
Originalmente Postado por dinelli dinelli Escreveu:

Ironman,

eu entendo o seu desabafo. Realmente a carga tributária é muito grande e quem paga imposto mesmo são os trabalhadores.
Não concondar com a tributação, eu também entendo, mas trazer produtos e não pagar imposto é contrabando, e isto é crime. Desculpa a sinceridade.
Abraços
Luis


Originalmente Postado por Ironman Ironman Escreveu:

Pois eu sou contra a tributação, pois trabalhamos 5 meses por ano só para pagar tributos sem recebermos nada em troca. Você vai pegar a estrada e paga pedágios com preços extorsivos. No começo do ano vem uma maré de impostos extorsivos para pagar... Não concordo com a tributação em hipótese alguma. Enquanto pude evitar pagar impostos sobre produtos importados eu evitei. O (des)governo só serve para duas coisas, arrecadar dinheiro e roubar dinheiro. Se bem que os dois são sinônimos para o (des)governo.




O mais importante de tudo, é lembrar que o imposto de importação, o aumento do IOF são medidas criadas para que o Brasil mantenha doláres dentro do país.


Voltar para o topo
rlima Ver Drop Down

Advertência

Registrado: 29 Jul 2012
SP
Desconectado
Mensagens:133
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de rlima Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 02 Ago 2014 as 22:57
Originalmente Postado por rdalmeida rdalmeida Escreveu:

RLima, quanto às suas dúvidas:
1.) Em muitos países você consegue reembolso do imposto quando vai deixar o país. Para isso, você deve informar o vendedor no momento da compra. Ele preencherá uma declaração que você deve apresentar em um posto fiscal no aeroporto, antes do embarque, declarando a saída do bem. 
Mesmo assim, no DARF pago no Brasil, o imposto é calculado sobre o valor do bem e não da nota. No meu caso, o fiscal considerou só a bike e não taxou os acessórios. Portanto: USD 1.950,00 (bike) - USD 500,00 (cota) = USD 1.450,00 (50% disso dá os USD 725,00 de imposto que paguei). 
2.) Tenho um mala-bike da EVOC, não rígido, que é possível levar do Brasil dentro da mala de roupas. Caso opte em comprar um lá, vai desembolsar cerca de USD 100,00 num similar ao meu ou USD 300,00 nos totalmente rígidos. Não me perguntaram nada sobre o case da bike.
3.) Bota junto da bike e não tem erro. O fiscal confere o número de série do quadro para colocar no DARF. 
4.) A Tarmac SL4 é espetacular. Acabamento nota 10, rigidez incrível e ótima aceleração, e é uma bike com ótima geometria para pedais longos também. Mais do que recomendada!
Abs.
 

Quanto à resposta 1: sei que na união europeia pegar um tax refund é bem fácil, mas li em diversos lugares que isso é difícil nos eua, que os vendedores usualmente não têm a menor ideia do que fazer e que em muitos estados isso nem é permitido. Como foi o procedimento? Você pediu o preenchimento de um formulário ao vendedor e apresentou em um setor específico do aeroporto na volta? A devolução do tributo eles pagam na hora em dinheiro?

Obrigado pelas demais respostas!
Voltar para o topo
Ironman Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 25 Dez 2005
Göttingen
Desconectado
Mensagens:4890
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Ironman Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 03 Ago 2014 as 08:20
Se tivéssemos algum retorno referente aos impostos que pagamos aqui, eu seria a favor da tributação. Não sou a favor, como eu disse outrora, pelo fato de a carga tributária ser abusiva e por não havermos nenhum retorno digno. Sendo contrabando ou não, pouco me importa. Pelo menos paguei um preço justo pelo que adquiri. Existem coisas muito mais graves a serem consideradas como crime (a própria falta de retorno dos impostos que pagamos devido à corrupção generalizada, por exemplo) do que simplesmente importar um produto e se recusar a alimentar a conta da Receita Federal. Não acho que seja crime, desculpe a sinceridade. O quanto eu puder evitar pagar imposto abusivo sem nenhum retorno eu vou evitar. 

Originalmente Postado por dinelli dinelli Escreveu:

Ironman,

eu entendo o seu desabafo. Realmente a carga tributária é muito grande e quem paga imposto mesmo são os trabalhadores.
Não concondar com a tributação, eu também entendo, mas trazer produtos e não pagar imposto é contrabando, e isto é crime. Desculpa a sinceridade.
Abraços
Luis


[QUOTE=Ironman]
Pois eu sou contra a tributação, pois trabalhamos 5 meses por ano só para pagar tributos sem recebermos nada em troca. Você vai pegar a estrada e paga pedágios com preços extorsivos. No começo do ano vem uma maré de impostos extorsivos para pagar... Não concordo com a tributação em hipótese alguma. Enquanto pude evitar pagar impostos sobre produtos importados eu evitei. O (des)governo só serve para duas coisas, arrecadar dinheiro e roubar dinheiro. Se bem que os dois são sinônimos para o (des)governo.


<a href="http://img43.imageshack.us/i/ironman4k.jpg/" rel="nofollow"><img src="http://img43.imageshack.us/img43/8024/ironman4k.jpg" /></a>

Meu canal no YouTube: Fabio Aiello - Germania
Voltar para o topo
dinelli Ver Drop Down


Registrado: 21 Abr 2014
Ituiutaba
Desconectado
Mensagens:133
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de dinelli Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 03 Ago 2014 as 11:29
Eu não quis causar polêmica. Respeito a sua opinião sobre os problemas da falta de retorno dos impostos que pagamos, que por sinal são muitos. Só quis colocar o que esta na Lei, gostemos ou não.
Abraços
Luis



[QUOTE=Ironman]
Se tivéssemos algum retorno referente aos impostos que pagamos aqui, eu seria a favor da tributação. Não sou a favor, como eu disse outrora, pelo fato de a carga tributária ser abusiva e por não havermos nenhum retorno digno. Sendo contrabando ou não, pouco me importa. Pelo menos paguei um preço justo pelo que adquiri. Existem coisas muito mais graves a serem consideradas como crime (a própria falta de retorno dos impostos que pagamos devido à corrupção generalizada, por exemplo) do que simplesmente importar um produto e se recusar a alimentar a conta da Receita Federal. Não acho que seja crime, desculpe a sinceridade. O quanto eu puder evitar pagar imposto abusivo sem nenhum retorno eu vou evitar. 


Voltar para o topo
Ironman Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 25 Dez 2005
Göttingen
Desconectado
Mensagens:4890
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Ironman Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 03 Ago 2014 as 23:24
Originalmente Postado por dinelli dinelli Escreveu:

Eu não quis causar polêmica. Respeito a sua opinião sobre os problemas da falta de retorno dos impostos que pagamos, que por sinal são muitos. Só quis colocar o que esta na Lei, gostemos ou não.
Abraços
Luis



[QUOTE=Ironman]
Se tivéssemos algum retorno referente aos impostos que pagamos aqui, eu seria a favor da tributação. Não sou a favor, como eu disse outrora, pelo fato de a carga tributária ser abusiva e por não havermos nenhum retorno digno. Sendo contrabando ou não, pouco me importa. Pelo menos paguei um preço justo pelo que adquiri. Existem coisas muito mais graves a serem consideradas como crime (a própria falta de retorno dos impostos que pagamos devido à corrupção generalizada, por exemplo) do que simplesmente importar um produto e se recusar a alimentar a conta da Receita Federal. Não acho que seja crime, desculpe a sinceridade. O quanto eu puder evitar pagar imposto abusivo sem nenhum retorno eu vou evitar. 



Cara, relaxa. Respeito tua opinião também. Fica tranquilo.
<a href="http://img43.imageshack.us/i/ironman4k.jpg/" rel="nofollow"><img src="http://img43.imageshack.us/img43/8024/ironman4k.jpg" /></a>

Meu canal no YouTube: Fabio Aiello - Germania
Voltar para o topo

 Responder Responder Página  12>
  Compartilhar   

Ir para Permissões do Fórum Ver Drop Down

Forum Software by Web Wiz Forums® version 11.06
Copyright ©2001-2016 Web Wiz Ltd.

 
 
 
 
 
 

X