| PEDAL | HOME | ARTIGOS | BIKES | CLASSIFICADOS | COMUNIDADE | FOTOS | VIDEOS | NOTICIAS | TRILHAS | CONTATO | + |
Fórum Início Fórum Início > Fóruns Novos - Outras Categorias > Old School / Vintage / Clássicas / Retrô- Bicicletas Antigas
  Tópicos recentes Tópicos recentes RSS Feed - História do MTB Brasileiro
   [REGRAS]    Ajuda Ajuda  Procurar no fórum   Registrar Registrar  Entrar Entrar

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiencia no site. Ao continuar navegando voce concorda com a nossa politica de privacidade.


História do MTB Brasileiro

 Responder Responder Página  12>
Autor
Mensagem
 Avaliação: Avaliação do Tópico: 2 Votos, Média 5,00  Tópico Procurar Tópico Procurar  Opções do Tópico Opções do Tópico
ronaldo moura Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 27 Abr 2008
santa cruz do capibaribe -
Desconectado
Mensagens:15
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de ronaldo moura Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Tópico: História do MTB Brasileiro
    Enviado: 07 Jul 2010 as 01:38
E aí galera,

O negócio é o seguinte. Cansei de procurar informações, fotos e tudo o mais sobre a história do MTB brasileiro e não achar nada. Então decidi começar uma busca pelas pessoas que viveram essa história tão bacana.

Nada melhor que começar pelo realizador da primeira prova que se tem notícia no Brasil, o "1º Mountain Bike Cup Fazenda Hotel Jatahy". O responsável por essa pedalada inicial se chama Marcos Ripper, e acredito que seja do Rio de Janeiro. Pelo que sei até agora, o "1º Mountain Bike Cup Fazenda Hotel Jatahy" teve três etapas, mas não sei se foram todas em Paraíba do Sul ou se tinha mais cidades envolvidas.

Então galera, será que alguém aí conhece o Marcos, ou conhece alguém que conhece ele?
Acho que ele deve estar com uns 45 ou 50 anos no mínimo.

Quem souber de alguma coisa é só avisar

grande abraço a todos e boas pedaladas
Voltar para o topo
satoshi Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 19 Ago 2005
Campinas - SP
Desconectado
Mensagens:8206
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de satoshi Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 07 Jul 2010 as 14:02
Veja se isto te ajuda:

http://www.sampabikers.com.br/?ver=sampa/hist_comp_mtb.html

Trecho da matéria:

HISTÓRIA DAS COMPETIÇÕES
DE MOUNTAIN BIKE NO BRASIL


Em 2008 as competições de mountain bike
comemoram 20 anos de existência.

A tualmente são muitas as competições realizadas pelo mundo, contribuindo para elevar o nível técnico do esporte e revelar vários "pilotos", que hoje formam a elite competitiva do esporte.

Como vimos, a história do mountain bike nos permite afirmar que esse esporte já está totalmente consolidado no “mundo ciclístico”, com muitos atletas e entusiastas, um calendário de competições definido e uma indústria de equipamentos que lança novidades a cada dia. E isso é resultado do trabalho de muitas pessoas que se dedicaram ao desenvolvimento do MTB, bem como do grande apoio de entidades públicas e privadas, e da ótima participação do público, que prestigia e fortalece cada vez mais o esporte.

“Lembro-me muito bem da aparição das primeiras bicicletas de mountain bike. Foi lá pelo ano de 1988. Morava no Rio de Janeiro, era praticante de ciclismo de estrada e triatlon quando começaram a aparecer, no meio do pelotão, umas bicicletas um tanto quanto diferentes para época. Eram as tão faladas mountain bikes! “ Paulo de Tarso (Pres. Sampa Bikers).


"Afirmações extraordinárias requerem evidências extraordinárias"
Carl Sagan
Voltar para o topo
Alex SP Ver Drop Down


Registrado: 12 Mar 2004
São Paulo
Desconectado
Mensagens:8970
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (2) Obrigado!(2)   Citação de Alex SP Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 07 Jul 2010 as 14:24
Em 85 eu montei minha primeira MTB. Na verdade, era uma Caloi Cruiser com peças de Extralight BMX, uma mesa que eu desenhei e mandei fabricar com o Júnior da JNA e um guidão Sakae importado. Uns dois ou 3 anos depois disso, eu fui pra Lambari (MG), uma estância hidromineral que minha família visita desde os tempos dos meus avós, e que é mto frequentada pelo pessoal do RJ tb.

Estava pedalando na volta da lagoa, saindo da Trilha da Mata, quando cruzei um cara que veio falar comigo. Ele tava numa bike "semi-mtb" que nem a minha, me viu de capacete colorido, todo "equipado" e se apresentou: era o Marco Ripper. Ficamos falando de MTB e tals. Ele disse que tava organizando uma prova de mountain bike em Paraiba do Sul, e trocamos informações. Como PS era perto da minha cidade natal, eu enchi o saco do meu pai pra ele me levar. Acho que foi em 88, mas no mesmo ano a Falzoni e o JB fizeram uma prova de MTB em Campos para a Caloi (acho que foi o 1° Caloi Cruiser das Montanhas, se me lembro bem). Depois nunca mais ouvi falar do Marco nem cruzei com ele.

Em 89 eu comprei minha primeira MTB de verdade, a Caloi MTB. A Caloi investiu forte no MTB desde o início, em boa parte com ajuda da Falzoni. Acho que foi em 90 que ela fundou o Night Biker´s. Em 89 ou 90 o Félix tb fez umas provas na região de Campinas, eu lembro que não tinha muita infra (o MTB em geral era bem farrapeiro) mas tavam sempre cheias. Essas provas depois motivaram o pessoal do hipismo de Valinhos a fazer umas provas mto show ali na região, entre as pedras e fazendas com circuitos mto técnicos. Nessa época eu já via o Edu Ramires, o Osvaldão, a Mari, o Dupas, o Branco, os Aliperti (o Dani e o Carlão) nas trilhas e provas. No RJ e MG tb já tinha bastante gente pedalando: o Miguel Giovannini, o Catão, o Berlink... tinha mta gente forte e inclusive as garotas tb.

Na mesma época vieram as Hall´s Schick do Pepe e da Falzoni, teve o primeiro paulista aqui em SP no reflorestamento/Cantareira/Jaraguá. De forma meio embolada, depois surgiram os Enduros do Mazinho na Cantareira, os do Verde&Rosso em Alphaville organizados pelo Décio do motocross, os famosos Intercity do Luizinho da Trilha e o MTB Pirata em Salesópolis-Caraguá. Em 91 rolou o enduro do Pizza Hut (já em 91 se não me engano)na Cantareira, foi um marco. Aí veio a melhor fase do MTB paulista e brasileiro na minha opinião, quando o Marco Antônio (S. Roque) foi presidente da federação por 3 anos. Nessa época o Marzzaron ainda corria de MTB pela Caloi mas logo depois ele parou, e veio a era do Ravelli.

Preciso relembrar as datas e eventos com calma. Eu lembro de muita coisa pq tive a sorte de estar envolvido no meio desde o começo. Passeios do Night Biker´s, idas à Pedal Power quando ainda era na garagem do Dani no Morumbi, participava das provas mais legais da época. Fui assitir o MTB Indoor no Ginásio do Ibirapuera, organizado pelo Brettas da Bici Sport. Por falar na Bici, em 93/94 comecei a escrever pra eles e fiquei até o final, quando fechou em 2002 ou 2003. Com mais tempo dá pra montar uma cronologia do esporte. Tem muita coisa bacana pra relembrar.
Look Good, Feel Good, GO FAST!
Voltar para o topo
Rica Freitas Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 10 Jan 2006
Cotia - SP
Desconectado
Mensagens:3355
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Rica Freitas Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 08 Jul 2010 as 01:04
Porra Alex! Dá um livro! Muito bacana ler isso tudo.
Muitas coisas me lembro de ouvir falar nas respectivas epocas e aconteceram "debaixo do meu nariz", mas comecei tarde...
Como me arrependo de nao ter acompanhado aqueles 12 horas que rolaram no Cemucam e que de noite ficava ouvindo o som e fogos de casa, mas nao fui ver... 

Conta mais! Com mais detalhes! Por favor... Wink
Meu strava:
http://www.strava.com/athletes/ricafreitas
Visite meu blog:
http://blogdoricafreitas.blogspot.com
Voltar para o topo
Cando Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 19 Set 2004
Itu - SP
Desconectado
Mensagens:2429
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Cando Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 08 Jul 2010 as 01:39
Originalmente Postado por Alex SP Alex SP Escreveu:

Aí veio a melhor fase do MTB paulista e brasileiro na minha opinião, quando o Marco Antônio (S. Roque) foi presidente da federação por 3 anos. Nessa época o Marzzaron ainda corria de MTB pela Caloi mas logo depois ele parou, e veio a era do Ravelli.


Thumbs Up também acho.

Originalmente Postado por Alex SP Alex SP Escreveu:

Fui assitir o MTB Indoor no Ginásio do Ibirapuera, organizado pelo Brettas da Bici Sport. Por falar na Bici, em 93/94 comecei a escrever pra eles e fiquei até o final, quando fechou em 2002 ou 2003. Com mais tempo dá pra montar uma cronologia do esporte. Tem muita coisa bacana pra relembrar.


Lembro como se fosse hoje... os lasers... as luzes... a galera nos degraus da arquibancada, toda de amarelo com a camisa do evento patrocinado pelo Banco do Brasil, o circuito bem técnico e travado, subindo de um lado e descendo pelo outro, com obstáculos de terra e madeira que passava por pilhas de toras de eucalipto, um verdadeiro show...




Editado por Cando - 08 Jul 2010 as 01:39
Voltar para o topo
Alex SP Ver Drop Down


Registrado: 12 Mar 2004
São Paulo
Desconectado
Mensagens:8970
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (2) Obrigado!(2)   Citação de Alex SP Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 08 Jul 2010 as 03:00
Rica, eu não lembro mto bem a cronologia exata dos eventos mas ainda tenho bem claras na memória todas as fases desde 86, quando eu comecei a pedalar de MTB pra valer. Por coincidência no mês passado eu achei umas fotos minhas bem antigas, e tb uns diários de bike que eu mantenho todos os anos então dá pra relembrar bastante até. Depois vou escanear umas fotos e postar aqui. Tem umas histórias engraçadas e curiosas...

Essa época que eu cruzei o Ripper em Lambari não existia mountain bike. Eu era um ET pedalando com uma bike esquisita, um Cateye enorme pendurado no guidão, um capacete medonho com touca de lycra colorida na cabeça, uma bolsa de cintura cheia de trecos que ninguém sabia pra que servia. Aliás, com certeza foi por isso que ele me "identificou" e veio puxar papo hehehe...

Eu já tinha feito um pouco de BMX e ciclismo mas foi só no MTB que eu considero que virei apaixonado por bikes e ciclismo pra valer. Muita gente andava de bike em estradas de terra, mas sair pra "fazer trilha" era coisa de esquisito. Eu era o motivo de chacota da minha turma, sem exagero. E por isso que eu comecei a procurar a "minha turma", quando surgiram os Night Biker´s e tudo o que veio depois. O ciclismo já era estabelecido, aliás bem estabelecido. Eu tinha uma speed (Caloi 10, claro) mas até mesmo pros speedeiros o MTB era coisa de ET, eu falava sobre fazer trilha e o pessoal que andava e treinava comigo não queria nem saber. Só depois que eles vieram pro MTB, o Mazza, o Cléber e o Celso (aliás, toda a família Anderson), o Erivan, e claro muitos caras do BMX como o próprio Edu Ramires, o Osvaldão e o Kamon.

Muita coisa mudou de lá pra cá. O mais legal de ter vivenciado tudo é ver como isso aconteceu e onde chegamos hj. A época entre 88 e 90 ou 91 foi seminal, o espírito era totalmente "roots". Não existiam bikes nacionais nem menos ainda as importadas. E eu tinha acabado de fazer 18 anos, não tinha $$$ pra quase nada tb hehehe... Tongue Eu lembro de ficar horas babando numa Nishiki e numa Alpinestars usadas que estavam à venda na JNA. Nem sabia se elas eram do meu tamanho, mas isso tb era um fator que nem existia na época!!! Bike fit então, esqueça. Não existia absolutamente quase nada sobre altura de selim, ângulo do joelho, coisas do tipo. A gente usava tudo do ciclismo, que era pouca coisa tb.

A JNA ficava onde hoje é a Anderson, na Av. Adolfo Pinheiro em Sto. Amaro. Anos depois, quando chegou a Trek o Júnior abriu uma Bike Tech na rua ali do lado (que depois foi comprada pelos Anderson, antes de mudar para onde está hj). Minha primeira importada (acho) que foi uma Giant ATX760 com Shimano LX. Comprei de um importador independente (um lojista contrabandista, na verdade). Na época, tinha os primeiros RapidFire, pq antes era só thumbshifter. Não existia suspensão, nem SPD, e quadros de alu eram raridade. Uma Klein por aqui era mais difícil de ver do que uma Lamborguini nas ruas de SP.

Uma vez, isso já em 90 ou 91 eu fui num passeio do Green Bikers (não sei se é o mesmo Green Bikers de hj...) e vi um japa que tinha uma Cannondale com Rock Shox e suspensão traseira. A bike era um sonho, eu fiquei obcecado com ela. Fiz vários trampos, enchi o saco de meio mundo até arrumar um emprego na Trek-Bike Tech. Ai eu peguei uma Trek 990 com RS-1 e XT, igual à do Gustavo Ribeiro Jorge e da equipe da Trek. Foi meu nirvana (de babaca): era eu e mais 20 negos no Brasil todo com um Rock Shox! Tongue Mais babaca ainda foi quando eu arrumei o primeiro SPD em 89. E mais babaca ainda foi quando liberaram importações em 91 e 92 e a gente podia trazer essas novidades dos EUA LOL Coisa de moleque, mas eu pirava. Aliás, todo mundo pirava.

Por falar em passeios, esse do GB foi uma roubada sem fim. Eu saí de casa 7:00 e fui pedalando até o ponto de encontro, num dos portões do Autódromo de Interlagos. Dali fomos em direção a Paralheiros, rodamos horas sem fim ali na região de Colônia, Jurubatuba e o escambau. Resumo da ópera: voltei pra casa 5:30 da tarde debaixo de uma chuva de verão infernal, com prego de fome, cãibras e morto de cansaço. Demorei uma semana pra me recuperar e nunca mais fui o mesmo hehehe... Como esse, rolaram vários outros. A Falzoni organizava uns legais na região de Jarinu, Itupeva e tals. E o Mazinho organizava vários ali na Cantareira, que era um sonho devido às trilhas do motocross. Eu me criei no MTB nas trilhas da Cantareira e adorava pq eram super-técnicas e difíceis. Hj não sei como tá lá, mas acho que muita coisa virou estrada e rua e várias áreas foram urbanizadas (igual ao que rolou em Alphaville e região tb).

Essa era a pegada da época, em linhas gerais. O espírito era bem diferente de hoje. Não digo isso como crítica, nem que era melhor ou pior, apenas como constatação mesmo. Eu curti muito esse começo, era tudo novidade e inocente. Cada peça, cada bike, cada prova e cada passeio era batalhado pq eram poucas lojas, quase nenhuma revista, zero de internet (imagina, em 95-96 eu ainda tava fazendo entrevistas com os gringos pra Bici via telefone ou carta!). A divulgação de tudo isso era meio boca-a-boca, não tinha "calendário" na net nem amigo no MSN pra avisar. Parece pouca coisa mas não era, tudo era muito mais difícil então quando rolava era bem especial.

Hoje em dia, a organização de eventos se profissionalizou absurdo. É impensável uma prova sem sacola de brindes pros participantes, sem ambulância, sem trocentos carros de apoio, sem postos de água, coisas do tipo. Hoje os MTBikers são "clientes", cientes dos seus direitos e com acesso à informação infinitamente maior e de melhor qualidade que tìnhamos na época. As lojas tem de tudo, o que elas não têm dá pra importar em uma semana via eBay ou loja gringa, todo mundo viaja e participa de provas de tri, MTB e ciclismo, todo mundo se fala na net, tem várias revistas nacionais e gringas nas bancas, é tudo muito mais fácil. Pra quem curte bike, ciclismo e MTB que nem eu com o mesmo gosto que há 10 ou 20 anos, continua show mas de uma forma diferente. Nem melhor, nem pior, só diferente.

Eu lembro que a maioria das provas de SP e RJ eram muito organizadas, e várias tinham tantos participantes quanto as de hoje. Não é só pq estava no começo que não ia ninguém, tinha etapa da Hall´s que dava mais de 500 negos. Qualquer Intercity dava 250 participantes e mesmo o primeiro IB teve lá seus 300 ou 400 ciclistas largando, o MTB Pirata idem, o Beach Bikers tb. Depois chegou a 1000 no IB, mas muitas provas eram cheias mesmo assim.

Mas o zeitgeist era bem diferente, muitas dessas provas eram verdadeiras aventuras. O MTB Pirata por exemplo, rolava entre Salesópolis e Caraguatatuba no litoral, por estradas de terra e paralelepípedo da Petrobrás onde nem dava pra passar carro quando chovia. Era trash de verdade. A maioria das provas só tinha caminhão vassoura, e em várias delas o vassoura se perdia LOL Nego chegava 7 horas da noite no carro, era comum. Numa edição do Trip Trail de Paraibuna (prova longa, com 100km ao redor da represa e travessias de balsa) teve tanta lama e dificuldades com travessias e coisa do tipo que chegamos 9h de bike no escuro em Paraibuna. Foi show, eu lembro de detalhes disso tudo até hj. Aliás, lembro mais das roubadas do que das que deram tudo certo hehehe... Tongue

Teve IB onde o povo chegou enlameado até as orelhas, com cãibra e ficou todo mundo largado na praça de cidade por horas pra se recuperar. Teve etapa da Copa Samchuly que a gente atravessava rio com água até no peito. Um Intercity em Campos do Jordão eu devia pedalar 49km e cheguei 5:30 da tarde na cidade com um puta frio depois de pedalar 70km por uma placa que a organização errou (eu e mais trocentos). E o Luisinho da Trilha ainda me perguntou se por acaso eu tava reclamando pq iria ganhar (ele não sabia que eu tinha ganho a 1° etapa na Cantareira), já pensou um organizador falando isso pra galera hj em dia? Tongue Não vou nem contar a roubada que foi a seletiva do MTB das Selvas, tão grande que a prova mesmo nem rolou! Tongue

Tinham provas dentro de provas, como os combinados de DH-Uphill e XC , ou regularidade e velocidade como a Samchuly, o Verde & Rosso, ou um mini-DH e cirucito de habilidade que rolaram no meio de uma prova de regularidade (Enduro Pizza Hut da Cantareira). Tb experimentavam mais, como o IB de dois dias e km longa; o Open de Verão, o MTB Mulher (rolaram algumas provas só para as garotas na época), a Cactus Cup que misturou critério com XC, provas que misturavam slalom e DH, etc.

Algumas pessoas reclamavam, mas se rolasse esse tipo de coisa hj em dia ia rolar uma revolução, processos, ataques fulminantes nos sites e fóruns da net Tongue A real é que é caro e arriscado montar um evento de MTB, mas na época tinham outros patrocinadores apostando na novidade e tb pessoas dispostas a encarar as novidades. Basicamente, tudo era novidade então mesmo com os problemas a galera curtia e se divertia, era só bagunça.

Eu senti uma mudança nesse espírito com o crescimento das maratonas. Mesmo o IB nos seus 2 ou 4 primeiros anos era um desafio absurdo e duro, com vários problemas mas o mesmo espírito de aventura e novidade. Depois a coisa começou a se profissionalizar. Obviamente, como eu disse o acesso à informação, a melhoria da economia, o intercâmbio de gente (ciclistas comuns e profissionais) e a entrada de marcas e equipes exigiu uma mudança nesses padrões. A entrada de novos patrocinadores tb mudou muita coisa e coincidiu com o crescimento do MTB aqui. A DirecTV por exemplo, patrocinou por alguns anos a Copa Amadora que eu realizei com o Edu Ramires e o Paulinho do Sampa, e eles eram bem exigentes. Tivemos vários problemas nas primeiras etapas pq explodiu de participantes, e fomos obrigados a melhorar tudo, de inscrições à fiscalização e premiação. Acho que o mesmo aconteceu com outros organizadores.

Além da Copa Amadora, o MTB 12 Horas foi minha contribuição pro esporte. Eu tava nos EUA e fiquei sabendo do 24 Hours of Canaan, falei com o criador e achei o máximo. Qdo voltei pro Brasil em 95 fiz o projeto do MTB 12 Horas e mostrei pra todo mundo: Falzoni, o Cléber Anderson (que na época fazia umas provas de MTB), Sammy W (do Night Biker´s), o diabo. Todos eles acharam legal mas nenhum abraçou pra valer. Um dia eu passei na Total e o Ramires trabalhava lá, mostrei o projeto e ele foi o primeiro a falar na lata: "marca a data e vamos fazer".

Ele já tinha feito uma prova de XC no Cemucam e naturalmente fomos pra lá. Eu lembro que convenci até o pessoal da BICI a montar uma equipe, com a Lu Liebert e mais uns 3 ou 4. Fizemos a primeira prova em Agosto de 96, largou 10:00 e terminou (obviamente) 22:00. Foi um frio dos infernos, ninguém tava acostumado com uma prova tão longa, tão escura e tão exigente. Eu e o Edu revezávamos no circuito pra fiscalizar a galera no meio da neblina, foi trash LOL Mas foi demais, no outro ano o povo já estava no espírito. Mas eu só vi meu sonho de 95 100% realizado em 20005-2006, com aquele monte de equipes e barracas, a festa com atrações, nego de todo o país, uma noite linda e uma prova perfeita. Depois caiu, mas é normal e não me arrependo de nada, pelo contrário.

É engraçado, conforme eu vou escrevendo um tanto vou lembrando de outro tanto hehehe... LOL

Look Good, Feel Good, GO FAST!
Voltar para o topo
Alex SP Ver Drop Down


Registrado: 12 Mar 2004
São Paulo
Desconectado
Mensagens:8970
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (1) Obrigado!(1)   Citação de Alex SP Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 08 Jul 2010 as 03:04
Originalmente Postado por Cando Cando Escreveu:


Originalmente Postado por Alex SP Alex SP Escreveu:

Fui assitir o MTB Indoor no Ginásio do Ibirapuera, organizado pelo Brettas da Bici Sport. Por falar na Bici, em 93/94 comecei a escrever pra eles e fiquei até o final, quando fechou em 2002 ou 2003. Com mais tempo dá pra montar uma cronologia do esporte. Tem muita coisa bacana pra relembrar.


Lembro como se fosse hoje... os lasers... as luzes... a galera nos degraus da arquibancada, toda de amarelo com a camisa do evento patrocinado pelo Banco do Brasil, o circuito bem técnico e travado, subindo de um lado e descendo pelo outro, com obstáculos de terra e madeira que passava por pilhas de toras de eucalipto, um verdadeiro show...




Cara, eu lembro de tudo isso mas 3 coisas me marcaram no MTB Indoor: eu fui com o meu grande guru, o Luiz Kuhlman (designer da Alfameq); a bike do chileno que venceu (uma mtb de titânio com XTR, Rock Shox Mag 21 e rodas fechadas Sugino, um sonho só); e a Adriana Nascimento, que ficou em segundo lugar e chorou no final. Foi emocionante, dali pra frente ela só cresceu e virou um ícone do MTB brasileiro.
Look Good, Feel Good, GO FAST!
Voltar para o topo
vrsilva Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 14 Out 2008
Sorocaba
Desconectado
Mensagens:2046
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de vrsilva Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 08 Jul 2010 as 03:24
O Junior da JNA mora aqui em Sorocaba, ele tem um bikeshop J2A...
Vinícius Ribeiro.
Mosso 675Pro / Skareb Super 100mm / Mix de tudo um pouco.
Voltar para o topo
Alex SP Ver Drop Down


Registrado: 12 Mar 2004
São Paulo
Desconectado
Mensagens:8970
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Alex SP Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 08 Jul 2010 as 14:28
Originalmente Postado por vrsilva vrsilva Escreveu:

O Junior da JNA mora aqui em Sorocaba, ele tem um bikeshop J2A...


Legal saber, ele é mto gente boa. Manja pacas. E eu lembro tb que o Adrian (irmão dele) andava MUITO.
Look Good, Feel Good, GO FAST!
Voltar para o topo
marciocbf Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 21 Jul 2006
Rio de Janeiro
Desconectado
Mensagens:2638
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de marciocbf Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 08 Jul 2010 as 14:49
Tempos q nao vejo esses posts cheio de detalhes do Alex, belas recordações.
 
Mas eu lembro dessas primeiras provas de mountain bike no Rio de Janeiro, eu fui assistir com meu pai uma etapa em 1990 em Itaipava, mais precisamente em Araras, regiao serrana do Rio de Janeiro. Lembro q assim como a prova do Marcos Ripper essa de Araras tb se chamava Competição de Mountain Bike alguma coisa, pela época e pela região, pode até ser q o Ripper estivesse envolvido, pesquisei mas nao achei informações. hj vejo q essa provas meio q misturavam pirambeiras de downhill, estradões de terras no melhor estilo maratona e ainda por cima era um de circuito de 5 voltas, ou seja, nesse primordio eles praticamente misturavam tudo, era uma coisa mais all mountain mesmo.


Editado por marciocbf - 08 Jul 2010 as 14:52
Voltar para o topo
satoshi Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 19 Ago 2005
Campinas - SP
Desconectado
Mensagens:8206
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de satoshi Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 08 Jul 2010 as 14:53
É a mesma JNA que fazia quadros e suspensões?
"Afirmações extraordinárias requerem evidências extraordinárias"
Carl Sagan
Voltar para o topo
satoshi Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 19 Ago 2005
Campinas - SP
Desconectado
Mensagens:8206
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (1) Obrigado!(1)   Citação de satoshi Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 08 Jul 2010 as 15:04
Legal o pessoal contribuir com suas histórias.

Meu começo no mountain bike foi no início dos anos 90. Estava com 12 ou 13 anos e começaram a aparecer as tão faladas "bicicletas com marcha" na minha cidade. No começo eram as Caloi Cruiser ou Monark Ranger com 5 ou 6 marchas e freios ferradura. Cantilever veio só depois com a linha mountain bike da Caloi e com a linha Aluminum. A minha primeira mountain bike foi uma Caloi Aspen Sport de 18 marchas. Fiz vários rolés épicos com ele e deixando a minha mãe com o coração na mão.

O pessoal se valia também dos muambeiros que traziam peças do Paraguay e algumas bikes inteiras, como as GT's e Diamond Backs.
Comecei a acompanhar mais o assunto, não perdia uma edição de revistas e sempre que podia ia nos salões de Duas Rodas.
As provas eram quase todas de "trip trail", saindo de uma cidade e terminando em outra. Talvez fossem inspiradas nas provas de motocross, que aliás, a maioria das provas que rolavam na região eram organizadas por gente do motocross.
Participei de algumas lá no sul de Minas e depois começaram a despontar provas de XC mais organizadas. Mas era duro. Os circuitos eram exigentes, com singles de verdade, muita gente e pouco equipamento apropriado. Mas era divertido.
Era uma época mais difícil mesmo. Eu mesmo ajudava a divulgar as provas na base do cartaz colado em lojas e no boca-a-boca. Telefone era caro, não existia internet e nem celular. Mas o engraçado é que tudo rolava com a ajuda de todos.

Hoje parece a coisa mais normal do mundo. Todo mundo de bermuda de lycra, capacete, luvas e bikes com 24, 27 e 30 marchas. E com suspensões!

Agora só falta o sr. Jassa também fazer sua contribuição!!! Tongue
"Afirmações extraordinárias requerem evidências extraordinárias"
Carl Sagan
Voltar para o topo
robervalpedal Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 17 Mai 2008
RJ
Desconectado
Mensagens:1228
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de robervalpedal Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 08 Jul 2010 as 20:51
Voltar para o topo
marciocbf Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 21 Jul 2006
Rio de Janeiro
Desconectado
Mensagens:2638
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de marciocbf Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 08 Jul 2010 as 21:33
nesses arquivos da bikemagazine, essa Ana Cecilia Gugliemi hein?? espetacular!!! HeartHeartHeartHeartHeart
Voltar para o topo
marciocbf Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 21 Jul 2006
Rio de Janeiro
Desconectado
Mensagens:2638
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de marciocbf Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 08 Jul 2010 as 21:42
Lendo esses artigos agora fiquei obcecado em descobrir qual foi a prova q assisti com meu pai em 1990 ou 91, alguém sabe me informar se a Copa Itaú era realizada no Rio de Janeiro entre 1990 e 1991??
Voltar para o topo
vrsilva Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 14 Out 2008
Sorocaba
Desconectado
Mensagens:2046
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de vrsilva Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 08 Jul 2010 as 23:50
Eu sei q o Ravelli ganhou o primeiro podium com uma bike q ele mesmo fabricou o quadro q foi soldado com uma maquina de solda que ele mesmo fez... kkkk
O cara é bom mesmo... tenho q admitir...
Vinícius Ribeiro.
Mosso 675Pro / Skareb Super 100mm / Mix de tudo um pouco.
Voltar para o topo
bsasdelli Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 17 Jan 2008
Riverside - CA
Desconectado
Mensagens:504
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de bsasdelli Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 09 Jul 2010 as 00:13
Nossa muito legal o tópico! Também comecei no início dos anos 90 com uma Monark  Ranger adaptada com 15 marchas. Logo depois começaram a surgir as bikes importadas e minha primeira bike descente foi uma Giant ATX 7?? não me lembro o modelo, mas a bike tinha componentes Deore DX (os mais novos aqui do fórum nunca nem ouviram falar).
Como o Alex já disse, tudo era novidade, não tínhamos um acesso a informação que temos hoje. Não existia internete, e as coisas demoravam a chegar por aqui. Eu não sabia nada sobre nutrição, bike fit, treinamento e etc. No começo do esporte ninguém falava sobre nada disso!
Acho que foi uma época bacana e fico feliz de ter vivenciado o começo do esporte, mas também acho que e a evolução trouxe muitas melhorias. Naquela época se você não estivesse participando de uma prova mais conceituada como um campeonato estadual ou nacional, as coisas eram muito desorgonizadas e improvisadas. Me recordo de várias competições menores em que os atrasos na largada eram de 3 ou 4 horas!
Infelizmente eu não tenho fotos dos meus primeiros anos de MTB, mas de 94 para frente tenho algumas fotos, vou ver se acho algumos e escaneio.
Voltar para o topo
bsasdelli Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 17 Jan 2008
Riverside - CA
Desconectado
Mensagens:504
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de bsasdelli Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 09 Jul 2010 as 00:20
Chegada no segundo dia do Iron Biker de 1996, foi uma das melhores provas da minha vida!

A bike da foto era uma GT Karakoram com Deore LX e XT.




Editado por bsasdelli - 09 Jul 2010 as 00:21
Voltar para o topo
Rica Freitas Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 10 Jan 2006
Cotia - SP
Desconectado
Mensagens:3355
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Rica Freitas Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 09 Jul 2010 as 13:35
Originalmente Postado por Alex SP Alex SP Escreveu:

Rica, eu não lembro mto bem a cronologia exata dos eventos mas.....

....É engraçado, conforme eu vou escrevendo um tanto vou lembrando de outro tanto hehehe... LOL



Alê,

Cara! De coracao mesmo, muito obrigado por proporcionar essa leitura muito agradavel e mais conhecimento a respeito de um esporte que gosto tanto e adotei como estilo de vida. 

Só mais uma coisa: Imagino que sim, pelo que ja ouvi falar a seu respeito, mas quando teremos um livro, um e-book ou um algum formato com um pouco mais de tudo que sabe, que conhece, da história do ciclismo vivenciada, dos causos e tudo o que pode nos contar?

Valeu mesmo!


Editado por Ricardo - Cotia SP - 09 Jul 2010 as 13:36
Meu strava:
http://www.strava.com/athletes/ricafreitas
Visite meu blog:
http://blogdoricafreitas.blogspot.com
Voltar para o topo
ronaldo moura Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 27 Abr 2008
santa cruz do capibaribe -
Desconectado
Mensagens:15
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de ronaldo moura Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 09 Jul 2010 as 14:16
Bacana demais galera!!!!!

Muita informação de qualidade. Resgatar esse tipo de informação era justamente minha intenção quando criei o tópico. Tenho agora outra sugestão: catalogar as provas por período, ano, estado e cidade.
Ex: provas de 1985-1990 - realizadas em 1987 na cidade de Paraiba do Sul - RJ. Acredito que essas referências facilitarão o surgimento de novas lembranças e a vinda de mais pessoas para a discussão. A idéia de fazer por períodos de 5 anos é que facilita a organização do tópico e evita por exemplo que a discussão entre para provas contemporâneas antes da hora.
Isso é apenas uma sugestão mas que facilita, facilita.

Abraços a todos

Voltar para o topo
ronaldo moura Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 27 Abr 2008
santa cruz do capibaribe -
Desconectado
Mensagens:15
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de ronaldo moura Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 09 Jul 2010 as 14:20
Olá Alex,

suas histórias são fantásticas. vc tem msn? quer trocar uma idéia? o meu é poemasujo(a)gmail.com

grande abraço
Voltar para o topo
SpaceTrader Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 10 Ago 2008
São Paulo, SP
Desconectado
Mensagens:907
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (2) Obrigado!(2)   Citação de SpaceTrader Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 09 Jul 2010 as 15:00
Sabia que ainda tinha este panfleto do MTB Pirata em algum lugar...

Guardo o troféuzinho de acrílico até hoje, 8º lugar com muito orgulho, ainda mais que achávamos que era só pedalar no plano e encarar o downhill da Serra do mar, quanta ingenuidade...hahaha, tem subida pra caramba!


Uploaded with ImageShack.us

Pior foi a volta até o carro que estava estacionado em Salesópolis, 3 horas e meia em cima de um caminhão basculante encarando o maior frio e garoa, apesar de ser verão...

Bons tempos das corridas do Luisinho da Trilha e do night bikers da Renata....

Abs


Vamos à luta, filhos da Pátria!
Voltar para o topo
ronaldo moura Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 27 Abr 2008
santa cruz do capibaribe -
Desconectado
Mensagens:15
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de ronaldo moura Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 09 Jul 2010 as 15:12
Ta começando a ficar interessante... Esse é o espírito!!!!
fotos, cartazes, resultados de provas vamos tirar tudo do baú!!!!
Voltar para o topo
marciocbf Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 21 Jul 2006
Rio de Janeiro
Desconectado
Mensagens:2638
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (1) Obrigado!(1)   Citação de marciocbf Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 09 Jul 2010 as 15:13
Originalmente Postado por ronaldo moura ronaldo moura Escreveu:

Tenho agora outra sugestão: catalogar as provas por período, ano, estado e cidade.
 

Principais provas e acontecimentos do MTB entre 1988 e 1993

1988
- Mountain bike Cup Fazenda Hotel Jatahy Paraiba do Sul (RJ)
- Nasce o Nigth Bikers Club

1989
- I Campeonato Brasileiro
- Copa Halls-Lâminas Schick
- Eduardo Ramirez Campeão Mundial
- Intercity da Trilha
- Campeonato Regional de Campinas

1990
- Copa Halls-Lâminas Schick

1991
- Copa Itaú de Mountain Bike
- Copa Halls-Lâminas Schick
- Troféu Brasil Skol Angra dos Reis
- Copa Samchuly
- MTB das Selvas
- Mountain Bike For Fun São Carlos
- Seletiva http://www.bikemagazine.com.br
- Bikemagazine MTB das Selvas

1992
- I Mountain Bike Indoor São Paulo
- Festival nacional de Mountain Bike Valinhos
- Ravelli e Adriana Nascimento despontam

1993
- I Iron Biker
- I Trip Trail de Paraibuna
- Nasce o Sampa Bikers
Voltar para o topo
LGoes Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 09 Abr 2010
Salvador
Desconectado
Mensagens:175
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de LGoes Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 10 Jul 2010 as 19:27
Ao Alex e a todos que estão contribuindo para o topico!
"De coracao mesmo, muito obrigado por proporcionar essa leitura muito agradavel e mais conhecimento a respeito de um esporte que gosto tanto e adotei como estilo de vida. "[2]

reparem no valor da inscrição! ehaaueheauaehaeuae
25km de downhill... =O

Voltar para o topo
Aloneghost Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 09 Jul 2009
niteroi
Desconectado
Mensagens:2134
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Aloneghost Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 10 Jul 2010 as 20:12
Desculpa,

Sou péssimo em memória, detalhes técnicos, datas....


Mas, por volta de 1986 ( pode ter sido 85 ou 87 ), participei do 1º Enduro de Niterói e pelo que fiquei sabendo o primeiro, se não do Brasil, do Estado do Rio.

Como podem ver, pelo nome da competição...enduro, tudo estava no seu começo

A competição largava do alto do Parque da Cidade de Niterói com a chegada no Cafubá ( Piratininga )

Já existiam provas do que hoje chamasse BMX.

Mas acredito que, apesar da corrida ter sido disputada com bicicletas do tipo BMX (não existiam as mtb propriamente ditas)e Caloi Cross em sua grande maioria, poderíamos considerar, pelo formato da prova como uma prova te Montain Bike.

Sei que foram por volta de 200 competidores, um número que me impressionou.

Infelizmente não tenho fotos da época....


Mas fica um dado para os pesquisadores de plantão.




AloneGhost
msn:aloneghosts(a)hotmail.com
http://aloneghosts.blogspot.com
Voltar para o topo
marciocbf Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 21 Jul 2006
Rio de Janeiro
Desconectado
Mensagens:2638
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de marciocbf Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 10 Jul 2010 as 21:11
hahaha!! downhill nessa epoca era qq pirambeira! até mesmo em 1997 o downhill era praticado com suspas dianteiras de 80mm, hj se pratica com 203mm na frente. E vou te falar uma coisa, as pirambeiras das provas q eu assistia no inicio dos anos 90 nao eram molezinhas nao, até pq o pessoal era obrigado a descer com o canote na lua o q deixava mais complicado ainda.
 
 Fora q nao me recordo, mas nao lembro qdo os eixos de blocagem se popularizaram, o q fazia os caras com trava de roscas no canote se jogarem pra baixo de qq jeito com ou sem tecnica, lembro q numa dessas provas em Araras-Itaipava após um drop longo de inclinação acentuada tinha uma curva acentuada no final, era um festival de pilotos passando reto e parando nos arbustos. diferente de hj q as modalidades se segmentaram.
 
Lembro q eu e meu pai fomos nessa com o ex-cunhado dele q era médico e o cara viajava de ambulancia (kkk),  Nego se quebrava tanto nessa curva q fomos na casa dele pegamos a ambulancia e estacionamos nessa curva. detalhe q nao eramos da organização nem nada, meu pai q é economista ficava atendendo so pilotos arrebentados junto com o cunhado, era muito engracado.
 
vou tentar achar um video de 1997 do markolf berchtold dos primordios do DH no Brasil.


Editado por marciocbf - 10 Jul 2010 as 21:30
Voltar para o topo
Alex SP Ver Drop Down


Registrado: 12 Mar 2004
São Paulo
Desconectado
Mensagens:8970
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (1) Obrigado!(1)   Citação de Alex SP Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 10 Jul 2010 as 22:10
Eu nunca fui mto downhiller, sempre curti mais o XC mesmo. Mas ainda assim, na época (entre 88 e 94) era tudo uma coisa só. Quem fazia mtb fazia DH, XC, enduro de velocidade e regularidade, etc. E ainda rolavam algumas provas de uphill tb. Então, eu acabei participando de várias provas de DH em SP, RJ e MG durante esses anos, e até 96 ou 97 eu ainda acompanhava algumas provas da modalidade que rolavam aqui perto, como as da FPC na época do Marco Antonio no famoso circuito de São Roque, que algumas vezes chegou a incluir a Mata da Câmara na descida até a cidade.

O começo pra valer do DH no Brasil foi bem antes disso, por volta de 91-92. As primeiras provas que eu lembro de DH puro foram o Downhill Kamikaze da Cantareira, uma das etapas do Open de Verão em Monte Verde que rolou um ou dois anos depois de DH. Eu participei das duas, na época todo mundo corria de bike rígida, nem HT era pq só uns poucos tinham suspensão. Em 91 rolou um trecho de DH cronometrado no meio de uma prova de regularidade (no Enduro Pizza Hut). Foram apenas 800m mas eu lembro que meu irmão (que pedalava e andava mto) fez o 3° melhor tempo. Ele era técnico, eu não fui mto bem mas terminei com o 3° lugar na geral da prova, foi meu primeiro troféu de enduro de regularidade e com isso eu comecei a participar de vários, principalmente os do Mazinho na Cantareira e do Verde & Rosso na região de Alphaville.

O circuito do DH Kamikaze na Cantareira era um estradão longo, rápido e inclinado e eu lembro do Ravelli apavorando na descida. Ele era muito, muito rápido, um absurdo. Meu irmão andou mto bem nessa prova tb, só não pegou pódio pq no final furou o pneu dele. Eu cheguei em 5° na minha categoria.

Eu sempre me considerei razoavelmente atirado e técnico tanto em trilhas qto no asfalto, e minha turma do MTB aqui é beeem técnica, sempre andamos muito em trilhas super-técnicas. Mas ver o Ravelli andando a gente percebe que existe um outro nível, é incrível. Ele é sem dúvida um dos melhores bikers que eu já vi andando, o cara nasceu pra coisa. Tecnicamente ele bate a maioria dos gringos que eu vi, e não foram poucos. Já vi uns caras absurdamente atirados no FR nos EUA e no Canadá, onde os caras são malucos. Mas o Ravelli não tem igual no XC, outro dia eu vi ele andando no short track tava uma lama só e ele apavorando como se estivesse seco. Pra mim ele é um dos mais técnicos e seguros mtbikers que eu já vi na vida.

Voltando ao MTB brasileiro... Tongue

Em 92 e 93 já rolavam algumas pessoas com Rockshox, Manitou e Marzocchi, e alguns até tinham bikes FS da Trek, Iron Horse, etc. Mas todos os modelos eram de XC, tanto as bikes quanto as suspas, não havia double crown, 200mm de curso, coisas do tipo. Era todo mundo usando sua bike de XC mesmo com equipamento de proteção (capacete full face, cotoveleiras, joelheiras, etc.) e botando pra baixo. Bem antes do Markolf já tinham figuras carimbadas começando a "especializar" no DH, como o Kdera, o Urubu, o Giovannini, (que como o Ravelli era bem completo, forte no XC e atirado no DH), o Caio Salerno, etc. Quando especializou demais, o Ravelli virou 100% XC. Eu lembro que a Adriana tb era boa de braço, ela venceu algumas provas se não me engano inclusive o Open de Verão em Monte Verde e mais uma ou outra que rolou por aí.

O circuito de Monte Verde era curto e pouco técnico, a galera reclamou que era mto curto e que haviam opções mais longas e essa "pressão" dos jornalistas, competidores e formadores de opinião + o interesse acabou gerando algumas provas em Itabirito, Petrópolis (que por um tempo foi a Meca do DH e capital da modalidade no RJ). Um dos caras que mais divulgaram e lutaram pelo DH desde o princípio foi o Kdera. Os mineiros e cariocas entraram de cabeça no DH e sempre andaram mto bem. Em SP foi São Roque que atraiu muitos DHzeiros pq o relevo lá é bem acidentado.

Uma prova que marcou época no DH foi o DH Eliminator, realizado pelo Cléber Anderson no sítio da família Anderson em Caucaia do Alto (entre SP e S. Roque, depois de Cotia). Eles montaram um circuito curto porém altamente técnico e divertido dentro da chácara e fizeram um campeonato cronometrado. Nessa época eu pedalava com eles ali e lembro da turma toda dando pitaco no circuito, que originalmente era um trecho de singletrack dentro da mata pra gente fazer XC (como se ali do lado não tivesse a Trilha do Verde com  mais de 100km de singletrack, doubletrack e um dos melhores locais pra MTB de todo o país...). Tb lembro que lotou a prova, tanto de participantes quanto de público.

Uns anos depois em Campos, o pai da Patrícia Loureiro organizou a última prova de DH que eu participei, bem ali atrás do Gato Gordo. Era curto e técnico, mais ainda por causa das pedras com limo e dos trechos úmidos e fechados. A galera se amontoava em volta do circuito e eu nunca vi tantos tombos quanto nesse dia LOL

Depois dessa época eu tb parei de participar de eventos de DH pq apesar de gostar de descer, ficou especializado demais: bikes, suspensões, proteções... E eu já não era mais moleque, tava com quase 30 e cada tombo seria um prejú e tempo fora da bike, pra mim é demais Tongue Nessa época tb eu voltei a pedalar na estrada, peguei uma bike do Tom Ritchey (uma Road Logic) e fiquei só no XC e no asfalto.

Depois eu vejo se me lembro de mais algumas coisas...
Look Good, Feel Good, GO FAST!
Voltar para o topo
luizkuhlmann Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 19 Set 2012
Cotia - SP
Desconectado
Mensagens:3
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (1) Obrigado!(1)   Citação de luizkuhlmann Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 24 Set 2012 as 23:23
Originalmente Postado por Alex SP Alex SP Escreveu:

Originalmente Postado por Cando Cando Escreveu:


Originalmente Postado por Alex SP Alex SP Escreveu:

Fui assitir o MTB Indoor no Ginásio do Ibirapuera, organizado pelo Brettas da Bici Sport. Por falar na Bici, em 93/94 comecei a escrever pra eles e fiquei até o final, quando fechou em 2002 ou 2003. Com mais tempo dá pra montar uma cronologia do esporte. Tem muita coisa bacana pra relembrar.


Lembro como se fosse hoje... os lasers... as luzes... a galera nos degraus da arquibancada, toda de amarelo com a camisa do evento patrocinado pelo Banco do Brasil, o circuito bem técnico e travado, subindo de um lado e descendo pelo outro, com obstáculos de terra e madeira que passava por pilhas de toras de eucalipto, um verdadeiro show...




Cara, eu lembro de tudo isso mas 3 coisas me marcaram no MTB Indoor: eu fui com o meu grande guru, o Luiz Kuhlman (designer da Alfameq); a bike do chileno que venceu (uma mtb de titânio com XTR, Rock Shox Mag 21 e rodas fechadas Sugino, um sonho só); e a Adriana Nascimento, que ficou em segundo lugar e chorou no final. Foi emocionante, dali pra frente ela só cresceu e virou um ícone do MTB brasileiro.


Olá Alê!

Muito legal os teus posts... matei a saudade de um tempo onde tudo era novidade e a gente tinha que fazer algumas mágicas para projetar quadros e montar uma boa bike... Minha primeira MTB PRO foi uma JNA com stay elevado como as Nishiki Alien... Era prêta com um grupo Deore XT completo e tinha uma modificação na passagem do cabo de freio traseiro que era por dentro do tubo superior.
Naquela época eu trabalhava na Monark e desenvolvi lá, junto com o pessoal da Alcoa o primeiro quadro tratado depois da solda. Logo depois eu saí e desenhei os primeiros acessórios e o quadro Ghibli para a Alfameq...lá se vão uns 19/20 anos...

Gostei do "guru"...rs

abraço...

Luiz
Voltar para o topo
samuelgouvea Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 20 Dez 2011
juiz de fora
Desconectado
Mensagens:1219
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de samuelgouvea Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 25 Set 2012 as 19:26
alex SP,

sou de juiz de fora (cidade do miguel giovaninni) e não tinha como ser alguém que curtia bkes e não acompanhava a evolução do MTB.

obrigado demais da conta por postar, me senti moleque de novo...
Voltar para o topo
Camaro Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 05 Out 2010
Campinas - SP
Desconectado
Mensagens:370
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Camaro Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 25 Set 2012 as 22:10
Parabens pelo histórico Alex, apesar de estar a pouco tempo no MTB, é muito interessante saber da evolução desta modalidade.
Abrs;

Camaro
Voltar para o topo
BetinhoTacca Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 03 Out 2008
PresEpitacio-SP
Desconectado
Mensagens:481
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de BetinhoTacca Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 30 Set 2012 as 17:47
Alex, apoio o pedido do livreo!! hehe
Voltar para o topo
kiorugui Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 25 Ago 2007
Santa Maria/RS
Desconectado
Mensagens:3440
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de kiorugui Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 30 Set 2012 as 19:21
Originalmente Postado por luizkuhlmann luizkuhlmann Escreveu:

Originalmente Postado por Alex SP Alex SP Escreveu:

Originalmente Postado por Cando Cando Escreveu:


Originalmente Postado por Alex SP Alex SP Escreveu:

Fui assitir o MTB Indoor no Ginásio do Ibirapuera, organizado pelo Brettas da Bici Sport. Por falar na Bici, em 93/94 comecei a escrever pra eles e fiquei até o final, quando fechou em 2002 ou 2003. Com mais tempo dá pra montar uma cronologia do esporte. Tem muita coisa bacana pra relembrar.


Lembro como se fosse hoje... os lasers... as luzes... a galera nos degraus da arquibancada, toda de amarelo com a camisa do evento patrocinado pelo Banco do Brasil, o circuito bem técnico e travado, subindo de um lado e descendo pelo outro, com obstáculos de terra e madeira que passava por pilhas de toras de eucalipto, um verdadeiro show...




Cara, eu lembro de tudo isso mas 3 coisas me marcaram no MTB Indoor: eu fui com o meu grande guru, o Luiz Kuhlman (designer da Alfameq); a bike do chileno que venceu (uma mtb de titânio com XTR, Rock Shox Mag 21 e rodas fechadas Sugino, um sonho só); e a Adriana Nascimento, que ficou em segundo lugar e chorou no final. Foi emocionante, dali pra frente ela só cresceu e virou um ícone do MTB brasileiro.


Olá Alê!

Muito legal os teus posts... matei a saudade de um tempo onde tudo era novidade e a gente tinha que fazer algumas mágicas para projetar quadros e montar uma boa bike... Minha primeira MTB PRO foi uma JNA com stay elevado como as Nishiki Alien... Era prêta com um grupo Deore XT completo e tinha uma modificação na passagem do cabo de freio traseiro que era por dentro do tubo superior.
Naquela época eu trabalhava na Monark e desenvolvi lá, junto com o pessoal da Alcoa o primeiro quadro tratado depois da solda. Logo depois eu saí e desenhei os primeiros acessórios e o quadro Ghibli para a Alfameq...lá se vão uns 19/20 anos...

Gostei do "guru"...rs

abraço...

Luiz


Olá Luiz...pelo jeito tu tens muita coisa pra contar pra gente sobre esta época, fabricação, materias, Monark, etc..manda ver.

ABraço e valeu pela contribuição de vocês!
Giant Trance X 26 /Fox RL 120mm/ Overland Vzan.
Voltar para o topo
BRIAN LOPES Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 21 Jun 2006
Piracicaba - SP
Desconectado
Mensagens:116
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de BRIAN LOPES Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 01 Out 2012 as 07:55
  
     Pessoal. 
 
      Voces não repararam que as mensagens tem quase dois anos !!  Assim como o Alex, tem diversos outros foristas importantes que já abandonaram o forum, eu particularmente não sei porque continuo a entrar aqui, não tem conteudo nenhum, só histórias de bicicletas velhas e contos saudosistas de infancia.
      Tem uns caras aqui neste forum (a maioria novos foristas), que alem de não terem respeito, estão acabando com o conteudo verdadeiramente importante desta coluna com repetitivos posts alem daqueles que arrotam conhecimento mas nunca criaram um tópico, vivem na cola dos outros. Thumbs Down
      
Voltar para o topo
allmondega Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 22 Mai 2008
Rio de janeiro - RJ
Desconectado
Mensagens:1532
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (2) Obrigado!(2)   Citação de allmondega Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 01 Out 2012 as 13:03
O Brian você leu a post que desenterrou o tópico?
Um cara que trabalhou na Monark esteve presente no desenvolvimento das primeiras MTBs de verdade nacionais, fez parte da lendária Alfamec etc, etc etc.
Se esse cara não pode postar no tópico da história do MTB brasileiro ele pode postar onde?
Gasta cinco minutos do teu tempo lendo o que as pessoas escreveram antes de sair por aí destilando seu mal humor e sua raivinha do fórum.
Em tempo o Alex continua por aqui e a maioria dos foristas clássicos vão e vem de acordo com sua realidade.
Seja mais educado com as outras pessoas e já que o fórum anda tão mal, segundo você, não entra! Vai pedalar e deixa as pessoas debaterem a vontade.
Até os macacos caem das árvores
Voltar para o topo
BIRA Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 10 Ago 2009
PARANA
Desconectado
Mensagens:2751
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de BIRA Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 01 Out 2012 as 13:24
Ronaldo Moura, esse tópico deveria ir para os mais importantes do forum, senão o mais importante. Gosto muito de histórias, principalmente se houver bike na parada. Parabéns!
Voltar para o topo
trek_mano Ver Drop Down

Advertência

Registrado: 01 Out 2012
São Paulo
Desconectado
Mensagens:215
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de trek_mano Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 01 Out 2012 as 18:32
Excelente tópico.
Estou a horas lendo..hehehe..
Voltar para o topo
kiorugui Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 25 Ago 2007
Santa Maria/RS
Desconectado
Mensagens:3440
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de kiorugui Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 01 Out 2012 as 19:18
Originalmente Postado por BRIAN LOPES BRIAN LOPES Escreveu:

  
     Pessoal. 
 
      Voces não repararam que as mensagens tem quase dois anos !!  Assim como o Alex, tem diversos outros foristas importantes que já abandonaram o forum, eu particularmente não sei porque continuo a entrar aqui, não tem conteudo nenhum, só histórias de bicicletas velhas e contos saudosistas de infancia.
      Tem uns caras aqui neste forum (a maioria novos foristas), que alem de não terem respeito, estão acabando com o conteudo verdadeiramente importante desta coluna com repetitivos posts alem daqueles que arrotam conhecimento mas nunca criaram um tópico, vivem na cola dos outros. Thumbs Down
      


Deste tipo de humor o fórum realmente não precisa.
Giant Trance X 26 /Fox RL 120mm/ Overland Vzan.
Voltar para o topo
BRIAN LOPES Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 21 Jun 2006
Piracicaba - SP
Desconectado
Mensagens:116
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de BRIAN LOPES Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 02 Out 2012 as 07:55
 Entendi.
 
    Tem gente que gosta dos olhos, outros da remela. Paciência não é mesmo.
    É nobre a tentativa de tentar ressucitar mortos, difícil vai ser eles acordarem LOL
    Vocês vão ter que criar suas próprias histórias pois tem muita gente que se foi daqui por causa desses pensamentos pequenos. A história do MTB brasileiro vai se resumuir nestes posts antigos mesmo, a não ser que apareça outro forista veterano do MTB, alheio a decepção que esta coluna se resumi hoje e alimente este tópico.
    Kiorugui. Eu fico surpreso pela sua atitude, você já foi mais perspicaz. Disapprove
    
   
Voltar para o topo
allmondega Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 22 Mai 2008
Rio de janeiro - RJ
Desconectado
Mensagens:1532
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de allmondega Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 02 Out 2012 as 12:07
Originalmente Postado por BRIAN LOPES BRIAN LOPES Escreveu:

 Entendi.
 
    Tem gente que gosta dos olhos, outros da remela. Paciência não é mesmo.
    É nobre a tentativa de tentar ressucitar mortos, difícil vai ser eles acordarem LOL
    Vocês vão ter que criar suas próprias histórias pois tem muita gente que se foi daqui por causa desses pensamentos pequenos. A história do MTB brasileiro vai se resumuir nestes posts antigos mesmo, a não ser que apareça outro forista veterano do MTB, alheio a decepção que esta coluna se resumi hoje e alimente este tópico.
    Kiorugui. Eu fico surpreso pela sua atitude, você já foi mais perspicaz. Disapprove
    
   

Se você ainda não se foi como "os grandes do pedal" é porque você talvez tenha pensamentos tão pequenos quanto nós. Wink
Até os macacos caem das árvores
Voltar para o topo

 Responder Responder Página  12>
  Compartilhar   

Ir para Permissões do Fórum Ver Drop Down

Forum Software by Web Wiz Forums® version 11.06
Copyright ©2001-2016 Web Wiz Ltd.

 
 
 
 
 
 

X