| PEDAL | HOME | ARTIGOS | BIKES | CLASSIFICADOS | COMUNIDADE | FOTOS | VIDEOS | NOTICIAS | TRILHAS | CONTATO | + |
Fórum Início Fórum Início > Assuntos Gerais > Oficina e Manutenção das Bikes
  Tópicos recentes Tópicos recentes RSS Feed - Cambio Deore vcs cambio básico genérico.
   [REGRAS]    Ajuda Ajuda  Procurar no fórum   Registrar Registrar  Entrar Entrar

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiencia no site. Ao continuar navegando voce concorda com a nossa politica de privacidade.


Cambio Deore vcs cambio básico genérico.

 Responder Responder
Autor
Mensagem
  Tópico Procurar Tópico Procurar  Opções do Tópico Opções do Tópico
ThanderCat Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 12 Dez 2016
Amargosa
Desconectado
Mensagens:29
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de ThanderCat Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Tópico: Cambio Deore vcs cambio básico genérico.
    Enviado: 14 Dez 2016 as 11:21
Bom dia.
Estou com 03 bicicletas uma speed monark das antigas usando um cambio básico simples de 20 reais, que há 10 anos esta funcionado super bem, com 7 coroas, com o passador de machas alavanca original
Uma segunda bike, uma caloi supra gts com 21 machas, 3x8, usando passador shimano de 8 velocidades, cambio genérico total, nem marca tem, e funciona super bem, sendo que estou utilizando essa bike há 01 ano em trilhas de todos os níveis, (areia, mato, cascalho solto, lama, muita lama, poeira, etc.) e funcionando perfeitamente bem, e consigo trocar as machas subindo ladeiras ou pedalando em pé.

Minha 03 bike, é nova usando um conjunto todo deore de 20v, quadro venzo scud.
Essa na primeira trilha leve, quebrou corrente sendo que não forcei em momento algum, passando as machas com cuidado, outra que o vendedor mandou ter o máximo cuidado com trocas de machas.

Ai vem minha pergunta, porque os cambio baratinhos aguentam tantas porradas literalmente, e um cambio deore de 10v, é tão sencivel, sendo que a diferença de preço entre eles é tão bruta o .

um custa 20 reais, e aguenta porradas o outro 400 reais e é todo sencível?
Voltar para o topo
ThanderCat Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 12 Dez 2016
Amargosa
Desconectado
Mensagens:29
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de ThanderCat Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 14 Dez 2016 as 11:24
Bom dia. (corrigido)

Estou com 03 bicicletas uma speed monark das antigas usando um cambio básico simples de 20 reais, que há 10 anos esta funcionado super bem, com 7 coroas, com o passador de machas alavanca original

Uma segunda bike, uma caloi supra gts com 21 machas, 3x8, usando passador shimano de 8 velocidades, cambio genérico total, nem marca tem, e funciona super bem, sendo que estou utilizando essa bike há 01 ano em trilhas de todos os níveis, (areia, mato, cascalho solto, lama, muita lama, poeira, etc.) e funcionando perfeitamente bem, e consigo trocar as machas subindo ladeiras ou pedalando em pé.

 

Minha 03 bike é nova usando um conjunto todo deore de 20v, quadro venzo scud.

Essa na primeira trilha leve quebrou corrente sendo que não forcei em momento algum, passando as machas com cuidado, outra que o vendedor mandou ter o máximo cuidado com trocas de machas.

 

Ai vem minha pergunta, porque os cambio baratinhos aguentam tantas porradas literalmente, e um cambio deore de 10v, é tão sensível, sendo que a diferença de preço entre eles é tão bruta o.

 

Um custa 20 reais, e aguenta pancadas o outro 400 reais e é todo sensível?

Voltar para o topo
Delumec Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 30 Ago 2013
Joinville/SC
Desconectado
Mensagens:289
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Delumec Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 14 Dez 2016 as 11:31
opa,

Eu diria que não é questão de câmbio, mas sim a corrente.

De fato as correntes de 6, 7 e 8 velocidades são mais resistentes que as de 9, 10 e 11 velocidades.

Quanto mais mais marchas a bike tem, e normal que a corrente também se afine para caber no pequeno espaço entre os pinhões e sendo assim vai ficando mais fina e consequentemente menos resistente. 

Qual era a corrente que você estava utilizando? 


Voltar para o topo
Marcelook32 Ver Drop Down


Registrado: 12 Jan 2015
Foz do Iguaçu
Desconectado
Mensagens:765
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Marcelook32 Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 14 Dez 2016 as 12:50
Pra mim, seu vendedor fala besteira e a bicicleta está mal montada.... NUNCA que uma corrente dessa quebraria por fragilidade no primeiro pedal, e "cuidado" pra trocar marcha é lenda.... com 20v os cruzamentos, que eram os problemas são menores.

E correntes de 10 e 11v são mais frágeis teoricamente por ter menos área, mais se usa materiais mais nobres nos grupos mais caros.
Voltar para o topo
newhouse Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 01 Set 2011
Embu - SP
Desconectado
Mensagens:2574
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de newhouse Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 14 Dez 2016 as 12:53
Isso é muito estranho, não deveria acontecer assim, vale a pena dar uma conferida no modelo da corrente que vc tá usando e se o grupo foi montado corretamente.

Eu acredito que o tipo de uso que você faz influencia muito na resistência do cambio. Se vc pedala mais tranquilo, não faz troca de marchas frequentes, passa as marchas aliviando a corrente e não força muito nas subidas, dá pra se virar bem com um cambio simples. Alguns modelos mais básicos da shimano são muito robustos, duram anos se trabalharem sem stress.

Eu já tive vários câmbios básicos, mas nenhum top, o que eu percebi: 1º Regulagem: câmbios mais simples parecem desregular mais facilmente. Quanto mais solavanco o cambio leva, mais rápido parece que ele perde o sincronismo, mas isso á fácil de resolver no ajuste fino. 2º Resistência: quanto mais o ciclista força as passagens de marchas, mais o cambio fica suscetível a ter um desvio e quebrar. Tanto que vez ou outra vejo relato de câmbios quebrados no mtb, mesmo os mais tops. Dá pra perceber isso, quando vc pega um cambio básico, dá pra entortar o cage dele com a mão facilmente, eu mesmo já desentortei quando era necessário. Câmbios mais caros são muito mais rígidos, vc precisa fazer muita força pra entortar o cage com a mão, se conseguir.

Eu no inicio tinha câmbios bem simples e não tinha problemas, mas a medida que fui aumentando a distancia comecei a ter dor de cabeça, até que investi em um modelo melhor e estou com ele a 8 anos, valeu muito a pena. Meu irmão achou que era besteira pagar tão caro num cambio e continuou usando TZ31, TZ50, TX35, já quebrou tantos câmbios nesse tempo todo que daria pra comprar um igual ao meu e ainda sobraria dinheiro.

Não existe uma formula pronta, se o ciclista é mais tranquilho e o percurso é favorável, um cambio básico dá conta sim. Mas a medida que o pedal fica mais exigente, um cambio melhor faz a diferença.


Editado por newhouse - 14 Dez 2016 as 12:55
Voltar para o topo
Marcelook32 Ver Drop Down


Registrado: 12 Jan 2015
Foz do Iguaçu
Desconectado
Mensagens:765
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Marcelook32 Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 14 Dez 2016 as 13:15
Originalmente Postado por newhouse newhouse Escreveu:

Isso é muito estranho, não deveria acontecer assim, vale a pena dar uma conferida no modelo da corrente que vc tá usando e se o grupo foi montado corretamente.

Eu acredito que o tipo de uso que você faz influencia muito na resistência do cambio. Se vc pedala mais tranquilo, não faz troca de marchas frequentes, passa as marchas aliviando a corrente e não força muito nas subidas, dá pra se virar bem com um cambio simples. Alguns modelos mais básicos da shimano são muito robustos, duram anos se trabalharem sem stress.

Eu já tive vários câmbios básicos, mas nenhum top, o que eu percebi: 1º Regulagem: câmbios mais simples parecem desregular mais facilmente. Quanto mais solavanco o cambio leva, mais rápido parece que ele perde o sincronismo, mas isso á fácil de resolver no ajuste fino. 2º Resistência: quanto mais o ciclista força as passagens de marchas, mais o cambio fica suscetível a ter um desvio e quebrar. Tanto que vez ou outra vejo relato de câmbios quebrados no mtb, mesmo os mais tops. Dá pra perceber isso, quando vc pega um cambio básico, dá pra entortar o cage dele com a mão facilmente, eu mesmo já desentortei quando era necessário. Câmbios mais caros são muito mais rígidos, vc precisa fazer muita força pra entortar o cage com a mão, se conseguir.

Eu no inicio tinha câmbios bem simples e não tinha problemas, mas a medida que fui aumentando a distancia comecei a ter dor de cabeça, até que investi em um modelo melhor e estou com ele a 8 anos, valeu muito a pena. Meu irmão achou que era besteira pagar tão caro num cambio e continuou usando TZ31, TZ50, TX35, já quebrou tantos câmbios nesse tempo todo que daria pra comprar um igual ao meu e ainda sobraria dinheiro.

Não existe uma formula pronta, se o ciclista é mais tranquilho e o percurso é favorável, um cambio básico dá conta sim. Mas a medida que o pedal fica mais exigente, um cambio melhor faz a diferença.

Bem isso, mas no caso dele, primeira trilha abrir corrente, é falha de montagem certeza.

Voltar para o topo
ThanderCat Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 12 Dez 2016
Amargosa
Desconectado
Mensagens:29
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de ThanderCat Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 14 Dez 2016 as 15:37
Estou utilizando a correte do kit original deore.
Voltar para o topo
ThanderCat Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 12 Dez 2016
Amargosa
Desconectado
Mensagens:29
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de ThanderCat Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 14 Dez 2016 as 15:46
Nessa aro 29, fiz uma trilha leve de apenas 30km, basicamente plano, poucas subidas, e essas bem suaves, que com a minha caloi supra aro 26 subiria tranquilamente, e ainda passaria de macha na ladeira, respeitando o limite da corrente, pois se não entrar a macha que eu quero no tempo certo, desso da bicicleta e subo a ladeira com ela empurrando.

O Conjunto da minha aro 29 quadro venzo scud, é todo deore de 20v, 2x10, (ainda estou pagando as mensalidades). 

Sendo que o vendedor me informou que era o novo lançamento da DEORE.

Bom fiquei bem decepcionado com 01 trilha arrebentar a corrente além de fazer vários estralos quando tava subindo a corrente, mesmo no plano, passando uma macha por vez, de forma suave em qualquer acrive. 
Voltar para o topo
Marcelook32 Ver Drop Down


Registrado: 12 Jan 2015
Foz do Iguaçu
Desconectado
Mensagens:765
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Marcelook32 Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 14 Dez 2016 as 17:52
Originalmente Postado por ThanderCat ThanderCat Escreveu:

Nessa aro 29, fiz uma trilha leve de apenas 30km, basicamente plano, poucas subidas, e essas bem suaves, que com a minha caloi supra aro 26 subiria tranquilamente, e ainda passaria de macha na ladeira, respeitando o limite da corrente, pois se não entrar a macha que eu quero no tempo certo, desso da bicicleta e subo a ladeira com ela empurrando.

O Conjunto da minha aro 29 quadro venzo scud, é todo deore de 20v, 2x10, (ainda estou pagando as mensalidades). 

Sendo que o vendedor me informou que era o novo lançamento da DEORE.

Bom fiquei bem decepcionado com 01 trilha arrebentar a corrente além de fazer vários estralos quando tava subindo a corrente, mesmo no plano, passando uma macha por vez, de forma suave em qualquer acrive. 

Tem gato ai, certeza.... esse conjunto 2x 10 tem que funcionar redondinho, as trocas são mais "secas" que seus câmbios antigos, mas mais precisa e rápida, e se fica fazendo barulho com certeza tem falhas na montagem.
Voltar para o topo
thisouz Ver Drop Down


Registrado: 19 Mar 2013
São Paulo
Desconectado
Mensagens:94
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de thisouz Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 15 Dez 2016 as 10:09
Cara, acho que o problema no seu caso é a corrente shimano.

Se você der uma pesquisada rápida no fórum verá a quantidade de reclamações que tem dela.

No meu caso, coloquei um grupo shimano deore completa na minha bike também, usava uma corrente shimano hg-53 e só na cidade. Com 700km de uso ela estourou. 

Depois dela usei uma sram pc951 que durou 2400km quando troquei de bike e ainda não apresentava deformação significativa.

Hoje to revesando duas correntes kmc sl silver (quando tiro uma pra limpar uso a outra) estão com 3.800 km (aprox. 1900km cada) e funcionando perfeitamente. São mais leves e silenciosas. 

Tenta mudar a marca da corrente pra ver,  se puder tenta kmc. Não vai se arrepender.
Voltar para o topo
ThanderCat Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 12 Dez 2016
Amargosa
Desconectado
Mensagens:29
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de ThanderCat Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 15 Dez 2016 as 11:33
Ela esta na oficina, devo pegar na sexta-feira, pois domingo vou fazer uma nova trilha com ela, mas no sábado vou andar um pouco com ela para ver como ficou.

Ainda estou usando a minha aro 26.

E decepcionado ainda pelo alto investimento realizado, e desempenho abaixo do esperado.
Segunda feira devo dar um novo retorno aqui.
Voltar para o topo
newhouse Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 01 Set 2011
Embu - SP
Desconectado
Mensagens:2574
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de newhouse Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 15 Dez 2016 as 13:13
Originalmente Postado por thisouz thisouz Escreveu:

Cara, acho que o problema no seu caso é a corrente shimano.

Se você der uma pesquisada rápida no fórum verá a quantidade de reclamações que tem dela.


Eu assino em baixo, a qualidade da shimano vem caindo nas correntes de entrada. A própria Hg53 tem uma serie de reclamações, acho que a shimano parou no tempo em alguns modelos. Eu usei uma Hg40 que durou 1.000 kms e uma Ig51 que durou menos de 800 kms, coisa terrível. Mas já tive duas KMC x8, uma durou 3.000 e outra 3.500 kms. To indo pra terceira agora.
Voltar para o topo
43679 Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 13 Jun 2011
-
Desconectado
Mensagens:3050
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de 43679 Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 16 Dez 2016 as 00:48
Eu acho que é troll.
Voltar para o topo
ThanderCat Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 12 Dez 2016
Amargosa
Desconectado
Mensagens:29
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de ThanderCat Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 16 Dez 2016 as 07:04
Originalmente Postado por Devair Devair Escreveu:

Eu acho que é troll.

Seja mais especifico.

O meu dilema é porque os cambio antigos de baixo custo duram muito mais em relação a esses cambios de alto custo.

Exemplo: tenho a minha speed monark, que utiliza um sistema simples de peças, passadores, original de alavanca, catraca 7v mega rance, pedivela 2 coroas 53x40, e uma corrente bem barata com cambio barato, já tem 10 anos de uso, funcionado bem, e olha que deixa a corrente cruzada, coroa maior dianteira com cora menor traseira.

Ai vem se fizer isso em um cambio deore de 600 reais, e capaz de ele estourar, mas no meu de 15 reais aguenta.
Voltar para o topo
misera Ver Drop Down


Registrado: 07 Jul 2015
belo horizonte
Desconectado
Mensagens:3257
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de misera Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 16 Dez 2016 as 13:11
Na verdade cruzada seria maior com maior , menor com menor , mais quando vc monta vc calcula a corrente pra aguentar essa marcha.
Eu acho que vc deu foi azar , em termos de custo/benefício ,durabilidade peso e precisão pra mim o deore é o melhor , ainda mais agora com esse alívio novo o preço que veio.
Voltar para o topo
ThanderCat Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 12 Dez 2016
Amargosa
Desconectado
Mensagens:29
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de ThanderCat Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 19 Dez 2016 as 10:49
Originalmente Postado por misera misera Escreveu:

Na verdade cruzada seria maior com maior , menor com menor , mais quando vc monta vc calcula a corrente pra aguentar essa marcha.
Eu acho que vc deu foi azar , em termos de custo/benefício ,durabilidade peso e precisão pra mim o deore é o melhor , ainda mais agora com esse alívio novo o preço que veio.

Tirei da oficina no sábado a tarde, e refizemos alguns ajuste, também houve erros de montagem, por isso que não estava funcionando adequadamente, tudo corrigido.

Fiz uma trilha leve com ela no domingo de apenas 30km, com 3 boas subidas e deu para encarar tudo, faltou só um pouco mais de perna, mas ficou muito macia para andar e passou todas as machas suave desta vez.

Estou usando a relação toda DEORE m 615, sendo 38*26 por 11*36, para completar coloquei um bagageiro e alforge, bom carregando mochila de hidratação térmica com 2 litros de água, mais o alforge cheio deu 7 quilos e deu para encarar tudo.
Voltar para o topo
Marcelook32 Ver Drop Down


Registrado: 12 Jan 2015
Foz do Iguaçu
Desconectado
Mensagens:765
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Marcelook32 Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 19 Dez 2016 as 22:57
Pode citar os erros encontrados?

Que bom que resolveu.... agora, vc faz TRILHA com alforge cheio e 2 litros de água para 30km? Esta treinando para uma cicloviagem ou algo assim?
Voltar para o topo
ThanderCat Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 12 Dez 2016
Amargosa
Desconectado
Mensagens:29
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de ThanderCat Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 20 Dez 2016 as 07:27
Sim, vamos ter pequenos passeios de 200 km, mais ai vou na speed mesmo.

Faço revezamento de bikes, uso a speed para manter giro, pedalando 60 km ou mais, por longos períodos e a de trilha para relaxar mesmo distâncias de 30 km mesmo, curti a paisagem, ah lembrando o alforge e por que fazemos piquenique nas trilhas.

Agora a pergunta por que o cambio barato aguenta mais porrada que um cambio caro?
Voltar para o topo
Busa Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 12 Abr 2016
itajai
Desconectado
Mensagens:340
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Busa Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 20 Dez 2016 as 10:31
Originalmente Postado por ThanderCat ThanderCat Escreveu:

Agora a pergunta por que o cambio barato aguenta mais porrada que um cambio caro?
É uma pergunta difícil.
Câmbios modernos, topo de linha, prezam por reduzir peso mantendo alta precisão nas trocas. PAra isso sacrificam durabilidade. Um câmbio XTR, com cage em carbono, é uma maravilha para trocas, inclusive quando cheio de lama. Mas basta um graveto para quebrar.
Um Deore troca marchas muito bem. Para nós, meros mortais, a diferença (entre o Deore e o XTR) não é significativa já que o ponto fraco somos nós, não o equipamento.
Outro ponto a considerar é que os câmbios topo de linha são para profissionais que podem se dar ao luxo de quebrar um (vários) cambio por prova e ter a bike zerada para a prova seguinte. Eu não posso...

Então você tem um cambio barato que não precisa ser leve nem preciso e, portanto, usa materiais mais resistentes (e baratos). Toma porrada, entorta, desentorta (na mão, as vezes), desalinha, realinha, desregula, regula, etc. E segue funcionando. É recreacional, pensado para o usuário que não consegue perceber se a troca foi exatamente síncrona ou não (por exemplo). O usuário recreacional precisa que o câmbio funcione e mantenha-se funcionando. Desregulado, talvez, mas funcionando.
Este usuário não visa performance, não vive disso, não vai comprar um novo XTR que talvez lhe garanta os segundos que faltaram na prova passada. Este usuário vai, quando muito, comprar outro câmbio igual (ou um pouco superior) quando o seu quebrar. E ele espera que dure bastante, senão vai comprar outra marca. Ou desistir de pedalar...

É preciso entender que este tipo de produto tem a peculiaridade de ficar mais caro a medida em que fica mais preciso MAS fica mais barato a medida em que fica mais robusto. 

Agora um contraponto: Mesmo o usuário recreacional encontra algum beneficio quando migra das linhas mais básicas para as intermediarias. Um câmbio Alívio comparado com um Tourney (por exemplo). É mais caro mas é mais preciso, desregula menos, bate menos mas não é tão mais frágil assim. A depender do uso é um upgrade que vale a pena, você ganha alguma precisão, encara buracos, trilhas, etc sem desregular (tanto) e sem pagar o preço da fragilidade.

Então a coisa toda se resume a custo X benefício. MAS no quesito custo você deve computar a fragilidade também: o cambio de linha mais alta é não apenas mais caro mas é mais frágil também. Se o benefício que você vai obter compensa, vai fundo.

At last but not the least: Pelo seu relato houve problemas na montagem e regulagem inicial. Leve isto em conta. Câmbios mais simples demandam menos regulagem, inclusive a inicial. 
Voltar para o topo
ThanderCat Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 12 Dez 2016
Amargosa
Desconectado
Mensagens:29
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de ThanderCat Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 20 Dez 2016 as 11:24
Hum

Pois vejo que meu cambio da bicicleta aro 26 com 21 machas, está há 01 ano fazendo trilhas, com direito a tudo, muita lama, muito mato, muita areia, etc, e para melhorar baixa manutenção, ou seja é normal eu deixar ela durante 01 mês usando sem lavar ou lubrificar, e continuar usando-a nas trilhas assim como na cidade.

Mas com o cambio DEORE, 2x10, já tenho esse receio de fazer o mesmo, pois fui informado que é para ter o máximo cuidados com ele.

Aproveitando para que serve aquela alavanca on-off que vem nele, como usa aquilo? 
Voltar para o topo
Marcelook32 Ver Drop Down


Registrado: 12 Jan 2015
Foz do Iguaçu
Desconectado
Mensagens:765
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de Marcelook32 Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 20 Dez 2016 as 13:34
Originalmente Postado por ThanderCat ThanderCat Escreveu:

Hum

Pois vejo que meu cambio da bicicleta aro 26 com 21 machas, está há 01 ano fazendo trilhas, com direito a tudo, muita lama, muito mato, muita areia, etc, e para melhorar baixa manutenção, ou seja é normal eu deixar ela durante 01 mês usando sem lavar ou lubrificar, e continuar usando-a nas trilhas assim como na cidade.

Mas com o cambio DEORE, 2x10, já tenho esse receio de fazer o mesmo, pois fui informado que é para ter o máximo cuidados com ele.

Aproveitando para que serve aquela alavanca on-off que vem nele, como usa aquilo? 

Não se preocupe que seu cambio não é tão fragil assim.... as linhas mais baratas aguentam "em termos" né... pode até não quebrar, mas ficam molengas e com folgas quando exigido mesmo....

Sobre a chave on-off, engraçado como ESSE tipo de coisa os caras espertões das bike shops não falam né...

Então, a shimano recomenda sempre na posição on, é uma espécie de trava com uma embreagem que deixa o cambio mais firme, e coloque na posição off quando for manusear ele manualmente, para lavar/ lubrificar, retirar roda ou algo assim....
Voltar para o topo
newhouse Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 01 Set 2011
Embu - SP
Desconectado
Mensagens:2574
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de newhouse Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 20 Dez 2016 as 15:11
Acho que depende muito do tipo de uso que vc faz. Não precisa ficar com medo, pode mandar bala que esse cambio não é ruim. Se vc conservou bem seu cambio antigo, vai conservar este também. 
Voltar para o topo
ThanderCat Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 12 Dez 2016
Amargosa
Desconectado
Mensagens:29
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de ThanderCat Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 20 Dez 2016 as 21:00
Agora só próximo ano, para voltar para as trilhas, estarei indo viajar.
E testar o máximo que puder esse deore, já que um genérico aguentou trilhas.

Obrigado por me explicar sobre o on-off, que eles não explicam quando vc compra uma bike, porreta né.
Voltar para o topo
sascencio Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 19 Mai 2006
São José dos Campos - SP
Desconectado
Mensagens:842
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (1) Obrigado!(1)   Citação de sascencio Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 21 Dez 2016 as 18:54
Com certeza deve ter sido por montagem errada ou por defeito no produto, o que pode acontecer com qualquer marca/modelo.

Uso corrente Deore nas minhas bikes (9 e 10v) e só tive problema por uso mesmo, isso depois de +/- 3.000km rodados de mtb, que é quando geralmente faço a troca.

Tambem uso na minha bike de  turismo e de estrada o mesmo tipo de corrente e não tenho problema. 

Rodo com corrente Shimano Deore +/- 6.000km com a turismo e 10.000km com a de estrada. 

Sempre verifico o desgaste com a ferramenta adequada e nunca deixo passar do ponto de troca...

Já aconteceu de quebrar uma corrente Deore com pouco mais de 1.000km rodados na bike de mtb. Consertei a corrente no pedal mesmo e ainda usei por mais um bom tempo, até fazer a troca na revisão. Estava funcionando perfeitamente, só troquei porque estava no limite do tamanho.
*** Se tem 2 rodas, to dentro!!! moto e bike (mtb/speed/cicloturismo) *********
Voltar para o topo

 Responder Responder
  Compartilhar   

Ir para Permissões do Fórum Ver Drop Down

Forum Software by Web Wiz Forums® version 11.06
Copyright ©2001-2016 Web Wiz Ltd.

 
 
 
 
 
 

X