| PEDAL | HOME | ARTIGOS | BIKES | CLASSIFICADOS | COMUNIDADE | FOTOS | VIDEOS | NOTICIAS | TRILHAS | CONTATO | + |
Fórum Início Fórum Início > Fóruns Novos - Outras Categorias > Bicicletas Elétricas
  Tópicos recentes Tópicos recentes RSS Feed - Bicicletas com pedalada assistida
   [REGRAS]    Ajuda Ajuda  Procurar no fórum   Registrar Registrar  Entrar Entrar

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiencia no site. Ao continuar navegando voce concorda com a nossa politica de privacidade.


Bicicletas com pedalada assistida

 Responder Responder
Autor
Mensagem
  Tópico Procurar Tópico Procurar  Opções do Tópico Opções do Tópico
rogeriogvelasco Ver Drop Down


Registrado: 07 Jan 2013
São paulo
Desconectado
Mensagens:30
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de rogeriogvelasco Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Tópico: Bicicletas com pedalada assistida
    Enviado: 07 Jan 2013 as 20:27
Prezados,

Já entendi legislação de bicicletas, já sei dos prós e contras de ter uma bicicleta (??) com acelerador, mas vou colocar uma questão que deveria separar bicicletas com pedalada assistida de uma bicicleta elétrica com acelerador.

Tenho uma bike e a utilizo só para passeios e lazer. E tinha dois automóveis. Me desfiz de um deles, estou só com um carro (da minha esposa) e tomei a decisão de ir para o trabalho de bicicleta a partir de agora, mesmo porque moro a menos de 5 km do trampo (na prática, poderia ir andando, mas e a preguiça?).

Meu bairro tem muita ladeira, algumas grandes, outras não, mas no geral consigo burlar as mais radicais andando por vias secundárias e mais tranquilas, mas minha bike cansa (ou eu estou fora de forma mesmo...), e pensei em comprar uma bicicleta com pedalada assistida. Não quero um com acelerador, realmente perde a razão de se utilizar bicicleta, mas enfim.

Por dois motivos quero este modelo assistido: primeiro porque preciso pedalar, segundo porque são mais em conta que as outras e não pretendo ficar com ela mais que um ano e pouco, até que tenha realmente um bom pique para pedalar sem me esguelar como acontece hoje. Quem sabe até começar usar uma fixed-gear e brincar num minidrome, hehe..

Não quero kit nem tenho vocação para mecânico de bicicletas, então depois de enrolar com este preâmbulo, gostaria que se pudessem, me dar suas opiniões sobre alguns assuntos:

1. Tem 3 marcas que me atraíram: Sense, modelo Wind, Kazinski elektrica 3000 e a Dafra Ebike. Testou tendendo para a Sense, pois ela é só pedal assistido e me parece mais bicicleta realmente. Estou pensando correto? alguém conhece a marca? os componentes são bons?

2. Na parte de peças da Sense, vi que usa um cambio Shimano Nexus de 3 marcas, é suficiente? Numa subida vou penar ou ele dá conta, junto com o motor? Esse câmbio é melhor ou pior que os modelos tradicionais com várias coroas?

3. Ela tem freio a disco só posterior, na frente é v-brake. Tem muita diferença? vale gastar uns caraminguás a mais e colocar disco na frente?

4. Minha bike pesa 12kg, essa pesa quase 25kg, e a bateria fica sobre a roda traseira, não perto do quadro, vou sentir muita diferença?

Aguardo opiniores relevantes, por favor....

Obrigado

Rogério




Voltar para o topo
euesmago Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 02 Mar 2009
curitiba
Desconectado
Mensagens:1540
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de euesmago Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 08 Jan 2013 as 10:00
5km? investe numa bike boa, sem essas engenhocas ai, garanto pra voce que em um mes tu ta fasseiro andando de bike, subindo as ladeiras dando risada.
Sem cabos, sem peso extra, sem se preocupar com bateria carregada.
Outra coisa, caso voce compre essa pedalada assistida e se arrependa, voce passa a ter um abacaxi nas maos, pra vender uma nova os vendedores ja se esforçam, imagina uma usada.

Viva mais, ame mais, pedale mais...
Voltar para o topo
JRMaciel Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 27 Set 2012
São Paulo
Desconectado
Mensagens:25
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de JRMaciel Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 16 Jan 2013 as 10:42
Olá amigo.
Recentemente tive contato com as assistidas da Scott...saiu até na capa da revista BikeMagazine. Acho que vale a pena colocar em sua pesquisa....
http://www.bikemagazine.com.br/2012/06/andamos-com-a-eletrica-scott-e-sub-10/

Voltar para o topo
kadito Ver Drop Down
Avatar
Restrito

Registrado: 04 Jan 2013
Cubatão
Desconectado
Mensagens:1
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de kadito Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 19 Jan 2013 as 20:06
Tenho a mesma opnião do rapaz ali em cima, investir em uma bike boa, que não terá dor de cabeça e se dará muito bem, com o tempo vai estar subindo tranquilo
Voltar para o topo
rogeriogvelasco Ver Drop Down


Registrado: 07 Jan 2013
São paulo
Desconectado
Mensagens:30
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de rogeriogvelasco Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 21 Jan 2013 as 11:22
realmente... mudei de ideia quanto à elétrica, estou pedalando diariamente há umas 3 semanas, a mudança é grande... vou sim comprar uma bike urbana bem configurada e mandar bala!
Voltar para o topo
PauloBC Ver Drop Down
Avatar

Registrado: 03 Mai 2012
Brusque
Desconectado
Mensagens:3637
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (1) Obrigado!(1)   Citação de PauloBC Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 04 Mar 2013 as 08:17
Originalmente Postado por rogeriogvelasco rogeriogvelasco Escreveu:

Prezados,

Já entendi legislação de bicicletas, já sei dos prós e contras de ter uma bicicleta (??) com acelerador, mas vou colocar uma questão que deveria separar bicicletas com pedalada assistida de uma bicicleta elétrica com acelerador.

Tenho uma bike e a utilizo só para passeios e lazer. E tinha dois automóveis. Me desfiz de um deles, estou só com um carro (da minha esposa) e tomei a decisão de ir para o trabalho de bicicleta a partir de agora, mesmo porque moro a menos de 5 km do trampo (na prática, poderia ir andando, mas e a preguiça?).

Meu bairro tem muita ladeira, algumas grandes, outras não, mas no geral consigo burlar as mais radicais andando por vias secundárias e mais tranquilas, mas minha bike cansa (ou eu estou fora de forma mesmo...), e pensei em comprar uma bicicleta com pedalada assistida. Não quero um com acelerador, realmente perde a razão de se utilizar bicicleta, mas enfim.

Por dois motivos quero este modelo assistido: primeiro porque preciso pedalar, segundo porque são mais em conta que as outras e não pretendo ficar com ela mais que um ano e pouco, até que tenha realmente um bom pique para pedalar sem me esguelar como acontece hoje. Quem sabe até começar usar uma fixed-gear e brincar num minidrome, hehe..

Não quero kit nem tenho vocação para mecânico de bicicletas, então depois de enrolar com este preâmbulo, gostaria que se pudessem, me dar suas opiniões sobre alguns assuntos:

1. Tem 3 marcas que me atraíram: Sense, modelo Wind, Kazinski elektrica 3000 e a Dafra Ebike. Testou tendendo para a Sense, pois ela é só pedal assistido e me parece mais bicicleta realmente. Estou pensando correto? alguém conhece a marca? os componentes são bons?

2. Na parte de peças da Sense, vi que usa um cambio Shimano Nexus de 3 marcas, é suficiente? Numa subida vou penar ou ele dá conta, junto com o motor? Esse câmbio é melhor ou pior que os modelos tradicionais com várias coroas?

3. Ela tem freio a disco só posterior, na frente é v-brake. Tem muita diferença? vale gastar uns caraminguás a mais e colocar disco na frente?

4. Minha bike pesa 12kg, essa pesa quase 25kg, e a bateria fica sobre a roda traseira, não perto do quadro, vou sentir muita diferença?

Aguardo opiniores relevantes, por favor....

Obrigado

Rogério






Blz amigo.

Vou dar minha opinião.

Eu sempre tive um certo preconceito com essas bikes elétricas , pra mim ou era bike , ou se não quer pedalar , moto.
Porém , a umas 2 semanas , fui na bike shop onde frequento , e o dono estava com umas bikes Sense elétricas , com o sistema Nexus de 3 marchas.
Eu nem queria testar , mas devido a insistência resolvi andar pra ver qual é.
E confesso que achei irada para o que se propõe.

O sistema é muito diferente , pedal assistido. Vc começa a pedalar e o motor na mesma hora começa a fazer força , deixando a bike extremamente leve para pedalar , da uma sensação estranha e boa ao mesmo tempo.
Ela nao tem acelerador , a única forma do motor funcionar é pedalando mesmo , e quanto mais força se faz no pedal , mais o motor tb faz força p ajudar.

A velocidade máxima que chega o motor é 25km/h , menos que uma mtb boa , ou speed média.
Pelo meu uso , trilhas , etc , e tb porque pedalo para ter mais saúde , essa bike não é interessante , mas para quer vai fazer um uso urbano para ir trabalhar , acho que e válido sim. A autonomia da bateria é de 30 km por carga , o peso de 25kg nao se refleta na bike , acredito que pelo sistema mesmo.
 Enfim , eu que tinha preconceito com bikes elétricas , mudei minha visão após um test drive.
Fim de semana passado , o outro nao esse , tava subindo uma ladeira de asfalto bem inclinada , tava ja chegando no final , e daí do nada , uma tiazinha de uns 50 anos me passa a toda com uma bike dessas elétricas sem nem estar suando , rsrsrs , então para ir trabalhar e não chegar td suado , é uma boa opção mesmo. Só o preço em media de 3 mil que acho que nao empolga muito.
“Não se deixa de pedalar quando se envelhece ,
envelhece-se quando se deixa de pedalar.”
Paulo Paulada
Voltar para o topo
rogeriogvelasco Ver Drop Down


Registrado: 07 Jan 2013
São paulo
Desconectado
Mensagens:30
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de rogeriogvelasco Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 08 Abr 2013 as 22:20
São quase exatos 4 meses que publiquei esse post, e depois de alguns km rodados, vou dar minha opinião:
Pedalo cerca de 12 km por dia, 6 de manha e 6 de noite, voltando pra casa. Comecei a fazer o percurso casa-trabalho-casa com a bike que tinha (uma soul dobrável de 7 velocidades) pensando que iria desistir em pouco tempo, iria partir pra uma elétrica...

Depois de 3 semanas, comecei ver uma evolução boa, resolvi comprar uma single speed. Meio com raiva de ter que cambiar toda hora, com corrente soltando, ajuste de cambio frágil e que precisava de apertos a cada 3 ou 4 dias de suao), barulhento, etc, resolvi ter uma legítima magrela.

Comprei uma no começo de março, quadro em cromoly, levinha (3kg a menos que a soul, num formato muito mais confortável de se pedalar), sem cambio, muuuuito silenciosa e roda traseira flip-flop pra converter numa fixa. Mesmo sem conseguir chegar lá só pedalando, não tive vergonha de ficar humilde nas subidas que não conseguia ir e subir empurrando...

Hoje, não me arrependo nem um pouco de não comprar uma elétrica. Nem questão de custo, mas de conceito.

Hoje mudei a roda pra fixa, me deu uma satisfação imensa fazer o mesmo percurso, mesmo quase quebrando a perna pra frear na inercia da bike, e chegar inteiro. Esta semana compro um pedal clipless e acho que vou capotar um pouco, mas graças a deus não comprei uma elétrica.

Voltar para o topo
rogeriogvelasco Ver Drop Down


Registrado: 07 Jan 2013
São paulo
Desconectado
Mensagens:30
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de rogeriogvelasco Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 08 Abr 2013 as 22:20
São quase exatos 4 meses que publiquei esse post, e depois de alguns km rodados, vou dar minha opinião:
Pedalo cerca de 12 km por dia, 6 de manha e 6 de noite, voltando pra casa. Comecei a fazer o percurso casa-trabalho-casa com a bike que tinha (uma soul dobrável de 7 velocidades) pensando que iria desistir em pouco tempo, iria partir pra uma elétrica...

Depois de 3 semanas, comecei ver uma evolução boa, resolvi comprar uma single speed. Meio com raiva de ter que cambiar toda hora, com corrente soltando, ajuste de cambio frágil e que precisava de apertos a cada 3 ou 4 dias de suao), barulhento, etc, resolvi ter uma legítima magrela.

Comprei uma no começo de março, quadro em cromoly, levinha (3kg a menos que a soul, num formato muito mais confortável de se pedalar), sem cambio, muuuuito silenciosa e roda traseira flip-flop pra converter numa fixa. Mesmo sem conseguir chegar lá só pedalando, não tive vergonha de ficar humilde nas subidas que não conseguia ir e subir empurrando...

Hoje, não me arrependo nem um pouco de não comprar uma elétrica. Nem questão de custo, mas de conceito.

Hoje mudei a roda pra fixa, me deu uma satisfação imensa fazer o mesmo percurso, mesmo quase quebrando a perna pra frear na inercia da bike, e chegar inteiro. Esta semana compro um pedal clipless e acho que vou capotar um pouco, mas graças a deus não comprei uma elétrica.

Voltar para o topo
mcmagostini Ver Drop Down


Registrado: 25 Mai 2013
MG
Desconectado
Mensagens:2
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de mcmagostini Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 25 Mai 2013 as 12:11
Olá Rogério,

Fiquei curioso em saber qual bicicleta você comprou com flip-flop.

Estou vivendo situação muito parecida com a sua. Também passei a ir para o trabalho de bicicleta, em uma Caloi T-Type antiga. Levei numa bicicletaria e pedi para darem uma levantada nela. Nada muito caro. Mas, como você, também não tenho interesse ou paciência pra ficar ajustando bicicleta todo fim de semana. E o modo de condução e funcionamento da bicicleta está me tirando o prazer de pedalar: barulhos, regulagens, etc.

Já pensei em tudo que você pensou. Ter bicicleta elétrica, ter bicicleta single/fixa, de cromoly. Mas a falta de conhecimento e de alguém para trocar experiência, me impedem de tomar alguma decisão nesse sentido.
Gostaria que me contasse sobre o modelo que está usando.

Um abraço e parabéns pela iniciativa.
Voltar para o topo
rogeriogvelasco Ver Drop Down


Registrado: 07 Jan 2013
São paulo
Desconectado
Mensagens:30
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (1) Obrigado!(1)   Citação de rogeriogvelasco Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 25 Mai 2013 as 21:40
Oi Agostini,

Realmente é muito bom andar numa fixa, apesar de cansar um pouco no começo, vc tem um controle absurdo da bicicleta, sobretudo clipado. Não sou de manobras, e ainda não faço um skid decente, mas vai se tentando.

Comprei a minha na Alemanha, numa viagem que fiz. O site é www.indiebikes.com Não sou muito ligado em nomes de equipamentos, niveis de qualidade, geometria do quadro e etc, mas fiz um bike fit online, e peguei o maior tamanho que eles tinham, ainda acho pouco pequena, mas é muito confortável de andar, leve, muito pouca vibração e bem silenciosa, melhor coisa que fiz.

Hoje estou negociando uma comuter de 3 marchas com cambio nexus e freios a disco. Hoje as únicas coisas que me incomodam na fixa, hoje, é a ineficiencia de freagem do dianteiro com ferradura (sobretudo na chva), e os pneus 700, que acho muito bonitos e confortáveis, mas as ruas de onde ando furam meus pneus a cada 2 ou 3 semanas tamanho o desleixo com a manutenção das vias... Por isso estou pegando mais uma comuter com pneu 26 1.5 pra asfalto (com tem 3 vezes mais borracha de proteção que o 700), e 3 marchas de baixa manutneção pra não sofrer em subidas, e ainda mantendo os clips (cai um pouco no começo, quase quebrei o pulso, mas é muuuuuito melhor pedalar clipado, não troco por nada, estou com um clip de MTB da crankbrother (candy sl) por ser fácil clipar e desclipar, e estou bem satisfeito). Ia pegar uma com correia no lugar de corrente (menos manutenção ainda, nada de graxa, etc), mas pensando na manutenção e reposições de peças no brasil, fui pra corrente mesmo.

Veja que não estou falando mal da fixa, ainda acho a bike mais bonita e com personalidade que tem, e realmente gosto dela, mas no dia-a-dia, no meu bairro, tenho estes aborrecimentos. A fixa ficará pros fins de semana mesmo, e passeios me melhores locais...

abraço

rogério
Voltar para o topo
mcmagostini Ver Drop Down


Registrado: 25 Mai 2013
MG
Desconectado
Mensagens:2
Opções de Post Opções de Post   Obrigado! (0) Obrigado!(0)   Citação de mcmagostini Citação de  ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 25 Mai 2013 as 23:28
Olá, Rogério.

Estive olhando uma flip-flop da Airwalk, com quadro de cromoly. Me pareceu bem construída, mas esse lance do freio que você mencionou também me deixa preocupado. Dia desses voltei com chuva pra casa e realmente o freio de sapatas fica bobo na chuva, fora que o dianteiro arrumou uma "cantoria" que me fazia vergonha na rua.

É uma pena que achar um quadro de cromoly no BR seja complicado. Vi que tem uns quadros muito elogiados da Surly (tem que importar) que permitem montar a bicicleta com muitas configurações diferentes. Achei bem interessantes.

Cubo com marchas internas também é algo que me agrada bastante. Ainda mais aqui pra MG, onde o relevo joga contra, hehe (a pavimentação também deixa a desejar). Assim mantém-se a simplicidade sem tanto sofrimento nas pedaladas.

Obrigado pelas ideias. Vou continuar pesquisando até decidir o que fazer.

Abraço,
Matheus

Voltar para o topo

 Responder Responder
  Compartilhar   

Ir para Permissões do Fórum Ver Drop Down

Forum Software by Web Wiz Forums® version 11.06
Copyright ©2001-2016 Web Wiz Ltd.

 
 
 
 
 
 

X