MENU

Flavia Oliveira, campeã brasileira de ciclismo, é suspensa por doping

Principal ciclista brasileira da atualidade testou positivo para substância que pode ser usada para queimar gordura

Flavia Oliveira, atual campeã brasileira de ciclismo de estrada e principal atleta da modalidade foi provisoriamente suspensa pela Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD) pelo uso de Higinamine, composto que pode ser usado para queima de gordura e é proibido pelo código da WADA - a amostra foi retirada no dia 26 e Junho, dia em que a ciclista venceu o brasileiro de estrada.

Foto 70570
    Shimano

A suspensão de Flavia aprofunda a crise da modalidade no Brasil, que vem sofrendo com inúmeros positivos de atletas de destaque nos últimos anos. Em abril, a CBC cancelou sua participação no Pan-Americano justamente por conta dos positivo ocorridos na Funvic - principal equipe de ciclismo nacional.

Em 2017, a brasileira teve resultados expressivos na temporada de clássicas europeias, com o 17º lugar na Amstel Gold Race e o 10º lugar na Fleche Wallone. A atleta já foi campeã da montanha do Giro Rosa e, em 2016, nas Olimpíadas do Rio, fechou a prova com uma sétima posição histórica para o ciclismo brasileiro.

Com 37 anos, uma suspensão com esta idade pode significar o fim prematuro de sua carreira. Até o momento, a ciclista ainda não se pronunciou em seus canais nas redes sociais.


Relacionados

Comentários

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando você concorda com a nossa política de privacidade.