home

Festival Brasil Ride 2018 - Botucatu - Festival impulsiona esporte e economia local


6 JUN, 2018     Gustavo Figueiredo    
     


O 6º Festival Brasil Ride, realizado entre o fim de maio e início de junho, reuniu 4.000 competidores entre ciclistas e corredores, nas disputas da Road Brasil Ride, Warm Up Pro e Sport e da etapa de outono da Trail Run Series. Além de levar os atletas a testarem os seus limites, nas trilhas e estradas de terra e asfalto da bela paisagem da Cuesta Paulista, o evento cumpriu seu papel de transformação sócio-econômica nos municípios de Pardinho e Botucatu. Da dupla de atletas apoiadas pelo Instituto Brasil Ride, Luísa Silveira e Larissa Brasa, até o crescimento de 30% na participação dos atletas locais, entre outras histórias, todas evidenciam a importância do Festival para a região.

Foto 68105
Mario Roma ganhou a disputa com a Levo da Specialized   Ney Evangelista / Brasil Ride

Dos 4.000 participantes da sexta edição, 1.400 foram atletas de Botucatu e cidades próximas, entre ciclistas e corredores. Um aumento de 30% em relação a 2017, quando pouco mais de 1.000 atletas eram inscritos oriundos da região. "A Brasil Ride tem proporcionado uma grande visibilidade das nossas estradas e das belas paisagens da Cuesta de Pardinho, única no estado. O evento nos ajudou muito para o reconhecimento do nosso município, como 'Cidade Top Destinos' categoria Turismo de Esporte 2018. Estendo minha saudação e o meu agradecimento a todos os setores da administração, que contribuíram direta ou indiretamente para a conquista de mais essa certificação para a nossa querida cidade", destacou o prefeito de Pardinho, Dito Rocha.

Foto 68106
Festival valoriza a beleza da Cuesta Paulista   Fabio Piva / Brasil Ride

Com a rede hoteleira de Botucatu praticamente lotada no fim de semana do feriado prolongado de Corpus Christi, os atletas tiveram de buscar soluções para se hospedar na cidade e assim poderem disputar o Festival. Esse foi o caso de Valéria Andreoli e Adrian Salvetti, participantes da dupla mista no Warm Up Pro, e de Josiane Gutierrez. Os três, juntos com seus familiares, hospedaram-se na casa de uma botucatuense, Cláudia Gabriel, que trabalha na Secretaria de Educação Municipal.

"Apesar de não ser ciclista, o que sei da Brasil Ride é que o evento movimenta a cidade, tanto culturalmente, quanto em termos financeiros e do ponto de vista da promoção da saúde e do esporte", contou Cláudia Gabriel. "A ideia de ter hóspedes em casa surgiu em uma conversa com uma amiga, que me disse que os hotéis estavam lotados e que havia um grupo sem acomodação. Sempre fui uma pessoa empreendedora e encarei isso como um trabalho extra. Fiz o contato com uma das atletas, a Valéria Andreoli, mandei fotos da minha casa, que é bem grande e espaçosa. Combinamos direito e acredito que saiu mais acessível para eles", completou Cláudia.

Foto 68107
O belo cenário da Cuesta Paulista   Wladimir Togumi / Brasil Ride

Vindo de São Roque, o grupo recebido por Cláudia contou com oito pessoas, entre atletas e seus familiares. "Fiquei bastante satisfeita com essa experiência. Eram pessoas extremamente educadas e organizadas. Tiveram total respeito com minha casa e minhas coisas. Acredito ter sim ajudado com a acolhida, assim como fui beneficiada por tê-los como hóspedes", disse Cláudia. "A Valeria e o Adrian conquistaram ainda um quinto lugar na categoria de dupla mista", concluiu Cláudia.

O prefeito de Botucatu, Mário Eduardo Pardini Affonseca, admitiu que o evento superou suas expectativas, diante do momento em que foi realizado.“Mais uma vez o Festival Brasil Ride foi um grande sucesso e superou nossas expectativas. Fizemos uma grande força-tarefa para preparar a cidade para receber os atletas de fora, especialmente neste momento de crise de abastecimento. Graças às ações adotadas, não houve problemas e todos os visitantes saíram satisfeitos mais uma vez. Temos que agradecer a oportunidade de sediar um evento grandioso como este, que trata o meio ambiente do município com muito respeito e traz receitas para os setores de hotelaria, alimentação e muitos outros”.

Foto 68108
O tricampeão Hugo Prado Neto    Wladimir Togumi / Brasil Ride

Incentivo ao ciclismo feminino


O Warm Up Sport teve em ação duas jovens atletas que fazem parte da equipe de apoio ao ciclismo feminino do Instituto Brasil Ride. Luisa Silveira, de 13 anos, e Larissa Brasa, de 21. As ciclistas de Botucatu foram campeãs nas suas categorias. "Comecei a pedalar com meus pais nas trilhas da região, porque eles tinham medo de me deixar pedalar na rua. Desde então, quando eu tinha 8 anos, passei a pedalar sempre", contou Luisa. "Foi sofrido percorrer esses 70 km, mas de uma forma boa. Gosto de fazer e estou me esforçando, o que é bom", completou.

Foto 68110
O 'lounge' da Specialized   Ney Evangelista / Brasil Ride

Mais experiente, Larissa Brasa comentou a respeito do apoio do Instituto Brasil Ride. "Desde o início do ano temos o projeto que o Mario Roma está fazendo para desenvolver o ciclismo, voltado para atletas femininas. Esse apoio nos ajuda bastante, porque é um incentivo a mais para seguir treinando diariamente o mountain bike", disse Larissa. "Tento sempre dar dicas para a Luisa, assim como o Mario que nos ajuda sempre", concluiu.


Fotos (1)

foto 0 -  Mais Fotos

Comentários



Relacionados