home

Festival Bike Brasil 2019 - Evento passa a ser apenas para profissionais do setor

Segundo organizador, movimento permitirá a impulsionar a economia da industria da bike


27 FEV, 2019     Gustavo Figueiredo     4    
     


Pelo segundo ano consecutivo, o Festival Bike Brasil (até 2017 chamado Brasil Cycle Fair), sofreu importantes mudanças em seu formato. Se no ano passado o objetivo da NürnbergMesse Brasil foi atrair consumidores finais e profissionais do mercado com um formato misto, em 2019 a feira passará a atender apenas à profissionais da área.

Além disso, a feira deixará de ser realizada no Expo-Imigrantes em favor do Centro de Eventos Pro Magno, localizado no bairro da Casa Verde, na cidade de São Paulo. Você pode conferir mais informações sobre a nova fase da feira no release para a imprensa reproduzido na íntegra abaixo.

Foto 71105
   Foto: Studio F

Release para a imprensa


Bike Brasil focada em gerar negócios para o mercado da bicicleta

Novidades para 2019 vão ajudar na capacitação do setor e a impulsionar a economia desta indústria

A Bike Brasil começou o ano de 2019 com muitas novidades. Após reuniões com as principais empresas do mercado, o evento decidiu focar todas as suas forças e investimentos para impulsionar a economia da indústria da bicicleta e a fortalecer as empresas que nela atuam. A partir deste ano, a Bike Brasil está focada em negócios e sua visitação será apenas para profissionais do setor.

A decisão veio após a análise do mercado, baseada na expertise da NürnbergMesse Brasil, que é especialista em proporcionar grandes exposições focadas em negócios e conteúdo. E, assim, será mais um produto do portfólio. Isso permite que a empresa traga experiências e parceiros internacionais, além de um Congresso altamente qualificado que proporcionará novos insights e visões de mercado.

O conteúdo terá importantes embaixadores e palestrantes, além de empresas privadas e poder público. O intuito é promover o debate e a disseminação da cultura da mobilidade urbana, discutindo a evolução das grandes metrópoles e como o mercado pode se beneficiar com a onda sustentável, conquistando mais vendas e clientes. Também levaremos especialistas sobre gestão de lojas, contabilidade e pontos importantes para administração de sucesso do negócio.

Em 2019, a Bike Brasil acontecerá também em agosto, mas dessa vez será no Centro de Eventos Pro Magno, localizado na Casa Verde. O pavilhão está em uma região central da cidade de São Paulo, com fácil acesso para os visitantes, que podem chegar tanto de ônibus, quanto de metrô pela estação Barra Funda.

A NürnbergMesse Brasil está do lado da indústria e busca incansavelmente movimentar a economia deste setor. A Bike Brasil se fortalece como uma ferramenta de vendas e marketing do mercado, além de auxiliar na capacitação dos profissionais. Tudo isso, de forma gratuita para os visitantes, que poderão conhecer os últimos lançamentos das marcas e focar em trazer inovações para o seu negócio.

“A NürnbergMesse Brasil está há 3 anos investindo pesado neste mercado, porque nós acreditamos na sua força. Não tem sido uma tarefa fácil e encontramos diversas barreiras, mas não desistimos. Continuamos aqui, de braços abertos, investindo e lutando para unir o mercado. A Bike Brasil é forte porque é especialista na geração de negócios, que é o que movimenta a indústria. Nós somos um evento que recebe todas as empresas, sem nenhum tipo de amarra com marca e sem bandeira política. Estamos aqui para oferecer o que o mercado demanda”, finaliza João Paulo Picolo, presidente da NürnbergMesse Brasil.


Comentários

  • avatar

    Makelison    

    Makelison    

    Ainda bem que temos o Shimano Fest que será aberto ao público com os principais fabricantes.
    2 mes(es) atrás - Denunciar


  • avatar

    Nilton   

    Nilton   

    E qual a diferença de nos, simples mortais estarmos no evento? Afinal somos nós que consumimos os produtos e serviços. Descaso e prepotência e ganância talvez. Por essa e outras q cada vez compramos de fora.
    6 mes(es) atrás - Denunciar


  • avatar

    Katia   

    Katia   

    Amei o q o Eduardo Vieira de Souza disse, pura verdade...
    6 mes(es) atrás - Denunciar


  • avatar

    EDUARDO VIEIRA DE SOUZA   

    EDUARDO VIEIRA DE SOUZA   

    Sempre foi para os profissionais da área, para o consumidor final a feira nada mais era do que uma feirinha de camelôs vendendo roupas a acessórios. É por essas e outras que o ciclismo no Brasil não se desenvolve, as pessoas até começam a pedalar, mas depois se desanimam devido ao pouco caso com o consumidor final, pois se quiser qualidade é caríssimo e se quiser preço a qualidade despenca, não existe um meio termo. É uma pena !
    6 mes(es) atrás - Denunciar




  • Relacionados