home

Fabio Taborre cai no doping com substância experimental

Este é o segundo positivo da Androni Giacattoli e equipe pode ser suspensa.


28 JUL, 2015     Gustavo Figueiredo    
     


Hoje, a UCI anunciou mais um caso de doping no ciclismo. Fabio Teborre (Androni Giacattoli), testou positivo para o FG-4592, uma molécula que estimula a produção de eritropoetina, substancia que o corpo produz em grandes altitudes para estimular o desenvolvimento de glóbulos vermelhos. No dia 14 de junho, Davide Apollonio, também da Androni, testou positivo para EPO. Segundo as novas regras, dois positivos causam a suspensão automática do time por um período que varia de 15 a 45 dias.

Diferente do EPO, esta substância ainda não tem aprovação para uso e ainda está disponível no mercado. Com isso, seus efeitos colaterais ainda não são completamente conhecidos. A molécula é tomada oralmente e, segundo os laboratórios responsáveis por seu desenvolvimento, simula uma situação de grande altitude.

O atleta só foi pego graças a colaboração dos laboratórios, que passaram a incluir marcadores em moléculas e medicamentos que podem aumentar o desempenho de atletas antes mesmo que eles cheguem ao mercado.

"Se a contra-prova for positiva, outro criminoso estúpido cometeu um crime que prejudica a imagem de nossa equipe", disse Gianni Savio, gerente geral da Androni que prometeu processar Taborre e Appollonio caso a equipe seja suspensa pela UCI.


Fotos (1)

foto 0 -  Mais Fotos

Comentários



Relacionados