MENU

Fabio Jakobsen passa por cirurgia de cinco horas e segue em coma depois de queda no Tour da Polônia

Atleta acidentou-se depois de tomar uma fechada de Dylan Groenewegen no final da etapa 1 do Tour da Polônia

Ontem, no fim da primeira etapa do Tour da Polônia, uma cena assustadora marcou a chegada. Em um sprint em descida a cerca de 80km/h, o ciclista Dylan Groenewegen (Jumbo-Visma) pressionou Fabio Jakobsen contra as barreiras de proteção, causando um tombo em altíssima velocidade.

Divulgação
Divulgação

Com o impacto da queda, até o capacete de Jakobsen foi arrancado de sua cabeça, com o atleta tendo sofrido diversas lesões na cabeça - ele foi levado em estado grave para o hospital imediatamente.

Agora, depois de passar por uma cirurgia de emergência durante a madrugada, os médicos informam que a situação do atleta é estável, mas fabio segue em coma induzido.

Em nota, o hospital em Sosnowiec afirma que ele passou por um procedimento extensivo de reconstrução facial e que ainda hoje começarão as tentativas de desperta-lo.

Depois do acidente, o ciclista Dylan Groenewegen foi expulso da prova e, sob risco de uma ação legal da Jumbo Vista e disciplinar da UCI, pediu desculpas pelo ocorrido. Com a exclusão de Groenewegen Jakobsen foi consagrado o vencedor da etapa.


"Odeio o que aconteceu ontem. Não posso achar as palavras para descrever como sinto muito por Fabio e todos os outros que se acidentaram ou caíram. No momento, a saúde de Fabio é a coisa mas importante. Penso nele constantemente", afirmou Groenewegen.

Segundo o médico da prova, as lesões de Jakobsen foram extremamente sérias, e colocavam sua vida em sério risco. Ele informou que o atleta sofreu muitos traumas na cabeça, tendo seu palato e seu trato respiratório superior esmagados pela violência da queda.


Relacionados

Comentários



Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando você concorda com a nossa política de privacidade.