home

Ex-médico de Lance Armstrong será preso por 18 meses por fornecer EPO para atleta


5 ABR, 2017     Gustavo Figueiredo    
     


Segundo uma decisão da justiça italiana, o controverso doutor Michele Ferrari, ex-médico de Lance Armstrong será preso por 18 meses por fornecer EPO para Daniel Taschler, ex-campeão mundial de biathlon na Junior.

O médico foi banido pelo resto da vida de qualquer atividade envolvendo esportes em 2012 e, segundo a investigação, teria sido colocado em contato com Taschler por Gottlieb Taschler, ex-presidente da União Internacional de biathlon, medalha de bronze nas olimpíadas de inverno de Calgary em 2988 e pai do atleta de 29 anos.

As autoridades italianas interceptaram conversas entre a dupla e o médico datadas de 2010 e 2011 como parte de investigações envolvendo o médico. Além da prisão de Ferrari, Gottlieb Taschler foi sentenciado a um ano de prisão, enquanto seu filho pegou uma pena de 9 meses.


Comentários



Relacionados