MENU

Ex-ciclista profissional recebe sentença de dois anos de prisão por doping

Stefan Denifl teve prisão decretada, com pena estipulada dois anos de detenção, mais uma multa de 349 mil euros

Stefan Denifl, ex-ciclista profissional que já chegou a correr pela IAM Pro Cycling e pela Aqua Blue Sport, foi sentenciado a 2 anos de prisão no desenrolar da operação Aderlass, que investiga o doping no esporte - na Alemanha, a mesma operação descobriu inclusive novas substâncias dopantes.

Foto 77424

Com 33 anos de idade, ele ainda recebeu uma multa de 349 mil Euros, o equivalente a 2 milhões e duzentos mil reais. A sentença foi proferida pelo tribunal Regional de Innsbruck e Denifl ainda pode recorrer.

No fim de 2018, com o fim da equipe Aqua Blue Sport, Denifl foi anunciado como reforço na equipe CCC. Porém, em dezembro do mesmo ano, a equipe afirmou que o atleta não faria mais parte de seus escalões por "motivos pessoais".

Em março de 2019, pouco depois que a Operação Aderlass escancarou mais um escândalo de doping esportivo, o atleta admitiu ter feito transfusões de sangue para melhorar seu desempenho. Com isso, além de tomar uma suspensão de 4 anos, ele ainda perdeu todos os resultados obtidos até então - uma vitória no Tour da Áustria e uma na Vualta, ambas em 2017

Vale destacar que na Áustria, e em muitos outros países, o doping esportivo pode ser punido criminalmente como fraude.


Relacionados

Comentários



Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando você concorda com a nossa política de privacidade.