MENU

Everesting - Conheça o brasileiro que subiu 24 vezes a Mesa do Imperador (RJ)

Como você viu neste artigo, o Everesting é o duríssimo desafio de subir 8.848m em um único pedal, utilizando uma única subida para isso. Aqui no Brasil, não foram muitos atletas que conseguiram realizar o feito. Porém, no Rio de Janeiro, o ciclista Rodrigo Souza não só cumpriu essa missão como também deu uma "esticadinha" até a marca de 10 mil metros para também ser incluído na High Rouleur’s Society (HRS).

imagem

Rodrigo, que na época tinha apenas 21 anos, foi o mais novo brasileiro a completar os dois desafios, sendo o 3º o concluir o HRS e o 6º a completar o Everesting em território nacional. Para isso, ele encarou a subida da Mesa do Imperador, que é a continuação da Vista Chinesa, 24 vezes.

Com uma boa elevação para evitar muitas repetições, a Mesa do Imperador foi a que se saiu melhor

Processo longo

Embora Rodrigo tenha realizado seu desafio no dia 10 de fevereiro de 2016, a ideia de concluir o Everesting surgiu muito antes disso. "Descobri o Everesting assim que comecei a fazer provas de mtb no final de 2014, mas não consegui fazer em 2015 por conta do intervalo entre as competições", explicou.

Antes de enfrentar quase 17 horas de pedal, foi preciso definir o local e pegar algumas dicas com outros ciclistas que já haviam concluído o desafio. Destelhes como proximidade de casa, segurança e até a presença de áreas sombreadas foram levadas em consideração. "Com uma boa elevação para evitar muitas repetições, a Mesa do Imperador foi a de melhores condições", comentou.

Tirando estes detalhes, Rodrigo afirma não ter feito nenhum tipo de preparação especial para fazer o Everesting. "Assisti alguns vídeos de tombos de bike para me motivar a ficar acordado em todas as descidas. Como treinamento, apenas minha rotina para o trabalho e faculdade de bike. Cerca de 60km por dia", afirmou.

A tentativa

O Everesting de Rodrigo começo às 19:15, pouco antes de escurecer. Ao partir, o ciclista estava acompanhado de dois amigos: Carlos Tadeu e Andre Viviani, ambos "Super Randonneur".

Na quarta volta, porém, o grupo ganhou a companhia de Guto, mas este ficou por apenas uma subida. Logo depois, na quinta subida, uma outra amiga apareceu com duas pizzas e 4 litros de refrigerante que serviriam como janta.

"Paramos num cantinho da Vista Chinesa para lanchar torcendo para nenhum quati ou macaco roubar nossas pizzas", brincou Rodrigo. Ana, a mesma amiga que trouxe as pizzas também retornou na manhã do dia seguinte com o café.

imagem
Presença de amigos foi fundamental

Tirando uma perda de câmera de ar que acabou sendo reposta por amigos, a tentativa de Rodrigou seguiu sem grandes percalços até a marca de 15 subidas, momento em que ele viu-se sozinho e com pouco menos da metade do desafio cumprido.

Paramos num cantinho da Vista Chinesa para lanchar torcendo para nenhum quati ou macaco roubar nossas pizzas


"Infelizmente o André teve que ir embora por conta do horário finalizando com 10 voltas. Logo em seguida o Tadeu também teve que desistir com 13 voltas e Nuno, que apareceu na 14º e na 15ª voltas, havia quebrado um raio e também tinha que ir. Pouco depois recebi uma mensagem da Ana falando que não poderia mais voltar por conta de um compromisso", disse.

Dai para frente, mesmo com alguns amigos aparecendo para fazer companhia durante algumas subidas as horas acumuladas sobre a bike estavam cobrando um preço elevado.

"Estava com 16 ou 17 voltas quando o psicológico quase me derrubou. Com a falta de alimento e companhia, pensei que muito em parar, mas já tinha ido longe e alto demais para desistir", relatou Rodrigo.

Ao completar o Everesting com 21 escaladas, ele pensou em encerrar a pedalada, mas em um último sopro de ânimo seguiu firme por mais três subidas, completando assim o HRS Challenge com 10085m, 233,5Km de distância e com o tempo de 23h50. A, vale lembrar que o deslocamento de ida e volta somou mais 80km ao pedal. Ta fácil para você?

imagem

E se você acha que a brincadeira para por aí, fique sabendo que Rodrigo ainda não está satisfeito. "Estou pensando em fazer no começo do ano que vem para comemorar o nascimento da minha filha", finalizou ele.

Vídeo



Atividade no Strava.
Homologação no Veloviewer


Relacionados

Comentários

Esqueci de dizer que jamais conseguiria acompanhá-lo nesta missão, pois o mesmo é imbatível. Parabéns por aqui Rodrigo. Abraços

Boa tarde, não fiquei em uma subida não, estava fazendo meu pedal de sempre e encontrei com o amigo Rodrigo, logo em seguida continuei indo para as Canoas, Vale Encantado e Sumaré, retornando pelo Rio Comprido, não tão longo como a do amigo, mas a de sempre. Minha pedalada de praxe.

excelente pessoa é muito bom no pedal!!!!

Show, parabéns campeão !!!!

Esse cara é um monstro conheço essa figura. Muito fera!

Orgulho de vc Rodrigo !!!

Mas uma vez parabéns, pelo trabalho dedicação e foco.

Conheço o Rodrigo, ele realmente é muito bruto e acima de tudo tem um psicológico excelente, num desafio desse não basta apenas o condicionamento físico.
Uma vez encontrei com ele indo de bike para Paraty, se não me engano foram 230km, o detalhe é q vc olhava no strava a média de velocidade dele e era sempre elevada, sem refresco, sem fingimento. No dia seguinte passei por ele novamente voltando de paraty, demos um pouco de água para ele e oferecemos carona, que nada, ele voltou no pedal mesmo.
Parabéns Rodrigo!



Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando você concorda com a nossa política de privacidade.