MENU

Estudo afirma que pedalar com alta cadência é ineficiente para iniciantes

Material foi publicado no International Journal of Sports Medicine e afirma que cadências elevadas pioram a oxigenação dos músculos

     

Há algum tempo, a maioria dos ciclistas, iniciantes ou não, acreditam que as pedalar com cadência elevada é uma das formas de cansa menos as pernas, melhorando assim o rendimento. A tendência pelas rotações mais elevadas ganhou bastante força graças a Lance Armstrong, que utilizava a velocidade de suas pernas (e algumas coisas a mais), para derrotas seus adversários.

Um recente estudo realizado pela King's College London e publicado no International Journal of Sports Medicine contesta a teoria, afirmando que ao menos para iniciantes, manter rotações abaixo de 90 RPM pode ser mais eficiente.

O estudo conduzido pelo doutor Federico Formenti utilizou apenas 9 voluntários descritos como "indivíduos ativos e saudáveis" que passaram por uma bateria de testes utilizando uma bike estacionária. Durante o experimento, os pesquisadores mediram a força aplicada aos pedais, parâmetros cardiopulmonares e a oxigenação do sangue e dos músculos. Os testes foram realizados em intensidades moderadas e em diferentes cadências.

Os resultados mostraram que pedalar com cadência maior reduz a oxigenação do sangue, aumenta os batimentos cardíacos em 15% e reduz a eficiência da pedalada. O trabalho ainda afirma que, acima de 90 RPM, rotação máxima testada, existe uma redução da oxigenação muscular.

Segundo o pesquisador, pedalar com rotações acima de 90 RPM pode ser bom para profissionais, mas este não foi o cenário ideal para os amadores testados já que em rotações mais baixas, os sistemas cardiopulmonar e circulatório conseguiram suprir melhor os músculos com oxigênio.

"Em intensidades maiores de exercício, a cadência elevada em ciclistas recreacionais reduziu a eficiência e a oxigenação dos músculos, sugerindo que a relação entre a entrega e o consumo de oxigênio acaba sendo prejudicada", finalizou Formenti.

E você, concorda com o resultado da pesquisa?


Conteúdo Relacionado

Comentários

Não precisa de estudo pra perceber isso. Pedalando no plano, como na ciclovia do rio pinheiros, girar alto é interessante, mas depois de alguns minutos o pulmão tá explodindo, fica desconfortável. Eu prefiro pedalar na minha rotação de conforto, onde o giro fica redondo e é possível manter o mesmo nível de esforço durante uma hora ou mais. Acredito que os profissionais conseguem girar alto por que tem um nível maior de preparação, mas também é possível que um amador com treino correto consiga fazer o mesmo sem problemas.

Deve-se olhar de dois pontos de vista essa afirmação.
1º Pedalar mais lentamente em estágios iniciais de treinamento auxilia no aprendizado do movimento e do momento correto de se aplicar a força;
2º pedalar em menores cadências realmente estará exigindo mais da musculatura do que em rotações mais elevadas, isso ocorre pelo tempo que leva para uma musculatura entrar em atividade, o que é muito complexo ao se avaliar cadências muito elevadas.

No entanto, o que o estudo trás a tona é esta utilização para iniciantes e não praticantes já experientes mas esporadicos ou recreativos. Com um minimo de treinamento inicial já se identifica qual o padrão do sujeito e qual a melhor utilização na rotação. Mas em estágios iniciais, pedale mais lentamente, permita suas musculaturas trabalharem e evolua pouco a pouco.

Quando se faz pesquisa usando bike estacionária, ainda mais com apenas 9 pessoas, não dá pra servir muito de parâmetro.
Poderiam fazer num velódromo com uns 30 voluntários, acho que daria um melhor parâmetro.
Mas acredito sim, que para um iniciante, girar a mais de 90rpm (ou a menos de 70) não é o ideal. No primeiro caso a FC do sujeito vai lá pra cima. No segundo, os joelhos vão pro espaço logo.

Sou amador e minha cadência média é de 105 rpm , trabalho com folga aeróbica e a parte muscular nunca queima ... abaixo de 95-90 eu sofro na musculatura ... giro sempre acima dos 100km ...

Eu não concordo com essa pesquisa!!!
Eu vou falar de mim. Pq é mais fácil.
Quando iniciei no ciclismo.
Queria acompanhar os colegas que já muito tempo ciclismo e com muitas experiência.
Resumindo eu fazia muita força e não conseguia, Depois que fui ganhando um pouco de experiência aí que fui ver, que tem hora certa de ver quando tem fazer força.
Resumindo todos que já treina e compete
Sabe quando faz um treino forte no outro treino tem que ser mais tranquilo.

Sou amador e pedalo do jeito que eu quiser. Nunca medi a cadência e nem sei se pedalo a 90rpm ou mais, tbm nunca medi os batimentos cardíacos. To vivo e saio pra pedalar e me divertir. Abraço

Em qualquer aspecto, imitar os prós é ineficiente para iniciantes.

Foi o estagiário que fez a reportagem né.
Um iniciante só consegue pedalar 30 segundos com 90 rotações, depois ele morre de infarto.

É complicado este assunto ainda mais para as pessoas que saem treinar com uma equipe. O pessoal mais treinado realmente consegue andar em uma rotação menor e ainda sim subir bem, já o ciclista mais novo ou com menos experiência só vai conseguir acompanhar os outros com uma rotação mais já que não possui força para andar na tranca

Verdadeiro!!!????????????????

Nem abaixo de 90 e nem acima dos 90, e sim no nosso giro... A maioria dos treinadores de atletas amadores ja tem defendido que precisam achar a cadencia de conforto da pessoa, e depois ir trabalhando aos poucos, tanto a cadencia abaixo e acima dela... Se for 75, fazer alguns treinos com 80 e outros com 70... Depois de um tempo aumentar essa diferença, treinar coim 85 e 65... Isso vai ampliar a faixa de conforto da pessoa.. Mas isso requer tempo, não é treino de uma semana, é treino de meses... E fazer treinos de cadencia constante é chato pra caralho, exige dedicação e atenção do ciclista....

Lance Armstrong, que utilizava a velocidade de suas pernas (e algumas coisas a mais)

#respeita

Não!

Eu sou iniciante nao teve nada disso comigo
Alem de ter me exercitado e ajudar a minha saude e nao concordo com a sua pesquisa

Eu vou fazer esse teste, mas manter rotação ajuda na perda de peso e deve ajudar sim na evolução..Eu pedalo com o coroao de 52 e está melhorando.

Eu já percebi isso há muito tempo. Pedalar em alta cadência pra mim é mais custoso do que deixar a cadência fluir naturalmente.

Eu acredito que depende um pouco do relevo, do clima e da superfície onde se pedala. No meu caso, em asfalto, encarar uma subida com mais giro (90-95rpm) e marcha mais leve acaba sendo mais eficiente que subir travado na mesma velocidade. Já no plano eu rendo melhor na faixa das 80-85rpm. Se tiver muito vento contra ou muito calor (que por sí faz a FC subir) consigo melhor performance entre 75-80rpm.
Agora quando se fala de terra (MTB) não me acerto com alta cadência, sobretudo se o terreno for ruim. Utilizo em geral 5rpm a menos que em asfalto, nas mesmas condições de relevo e clima. Pedalar a 90rpm trepidando na terra parece que serei ejetado da bike

Estudo com 9 voluntários, a matéria não classifica o grau de experiência dos ciclistas, nem o volume ou frequência de pedalada... Serve pra discussões e pra quem gosta de debates vazios!!!

Acho que depende da pedalada e também do ciclista.
Numa pedalada longa e num ritmo forte, se o ciclista tem uma boa condição física, o ritmo pode ser sustentado por mais tempo usando mais o condicionamento do que a força.

Pesquisa incompleta

Concordo! Já algum tempo que treino abaixo de 90 rpm e meu pedal rende mais.

Um mix dos dois treinos é o ideal. Se você apenas girar não estará nunca no seu máximo e se você apenas socar, provavelmente abrirá o bico mais cedo. É necessário dosar potência com giro, sempre. O estudo não encontrou melhoras em atletas iniciantes, óbvio, girar leve não cria músculo.

Bem, o fato de se pedalar em cadência alta, não seria para melhorar oxigenação e sim para melhorar a técnica de giro do pedal. O atleta iniciante ou amador necessita se acostumar com a posição da bicicleta, com o giro do pedal elevado e concomitantemente trabalhar cadencias baixas com carga, para complementar o treino de ciclismo.

Entendo o estudo como algo para ciclosporina. Que pedalam uma hora. Mas quando falamos em resultado...no ciclismo de estrada. Aí o discurso é outro. Ou...

Como posso medir esta cadencia ?????

Mais qual velocidade ideal 20 25
Qual seria ideal para bom pedal inicial ate

Concordo totalmente. Pedalo muito melhor com cadência abaixo dos 90rpm, geralmente entre 65-80. Uso muito mais força, mas é o que o sistema cardiorrespiratório me permite.

Nem seria preciso um estudo para confirnar isso. Se a rotação é alto e lógico que se precis mais energia e cosneguente mais oxigênio para os musculos. Se o cicliata e amador sua força cardio muscular ainda não desenvolveu. Também depende muita da genética de cada uma. Têm pessoas que a fibra muscular e sua força cardiorespiratoria e excelente para o pedal ja outras nã

Deveriam ter feito os testes com mais pessoas e para servir de parâmetro, deveriam ter incluído um ciclista profissional.

Não bota um dopado com exemplo não por favor

Ridículo este estudo, qual ciclista não sabe disso.

Vamos ver o que o Eddy Merckx tem a dizer:
https://youtu.be/7MgqDIgprHw

Pô, 9 voluntários?
aí não né...