home

Erro de equipe faz Simon Yates cair no doping


29 ABR, 2016     Gustavo Figueiredo    
     


Simon Yates, atleta da Orica-GreenEdge, falhou em um exame anti-doping realizado durante a Paris Nice. O atleta testou positivo para Terbutalina, um medicamento indicado para o tratamento de asma e proibido pela WADA. Porém, desta vez, parece que quem fez a besteira foi o médico da equipe e não o ciclista. Segundo um comunicado da Orica-GreenEdge, Yates estaria em tratamento com o medicamento mas o médico do time esqueceu de pedir a TUE (Therapeutic Use Exemption) - Exceção para Uso Terapêutico.

imagem
Foto: Facebook / reprodução


Depois da notificação, a equipe emitiu um comunicado assumindo total responsabilidade pelo caso. Além disso, a UCI confirmou que a Terbutalina pode ser utilizada com a TUE e não causa suspensão instantânea, por isso o atleta poderá continuar competindo até ser julgado.

Comunicado da equipe traduzido

O resultado positivo para Terbutalina

A substância foi dada para Simon Yates na forma de um inalador de asma e isso foi notificado pelo médico da equipe através do formulário de controle de doping, assinado na hora do teste.

A substância foi dada para continuar o tratamento do problema conhecido de asma de Simon Yates. Porém, neste caso, o médico da equipe cometeu um erro administrativo e de não requerer a TUE necessária para este tratamento

O uso da Terbutalina sem a TUE foi a causa do surgimento de anormalidades analíticas. Isto aconteceu somente graças ao erro humano e o médico assumiu total responsabilidade sobre o ocorrido.

Não existiu conduta errada por parte de Simon Yates. A equipe assume total responsabilidade por seu erro e sublinha o apoio ao atleta no processo.

A equipe se preocupa com o vazamento desta informação e não tem mais nenhum comentário para fazer até o fim das avaliações feitas dos documentos, declarações e evidencias que o time e Simon Yates estão agora enviando para a UCI para prestar esclarecimentos.


Comentários



Relacionados