home

Entendendo - Sistema de suspensão Twinloc da Scott

Sistema exclusivo da Scott possui três modos de trabalho, alterando diversas características da suspensão com uma alavanca


10 OUT, 2018     Gustavo Figueiredo     1    



A primeira vista, o sistema Twinloc, presente em diversas bicicletas full suspension da Scott, pode parecer um simples sistema de trava dupla de suspensão. Porém, mais do que isso, a tecnologia do fabricante suíço altera diversas características de funcionamento da bike, modificando inclusive o curso, a curva de compressão e a geometria da bicicleta. Segundo a marca, o Twinloc é capaz de criar comportamentos diferentes na bike, como se fossem três bicicletas em uma.

Confira a seguir todos os detalhes desta tecnologia que nós conhecemos ainda em 2009 na Eurobike e revisitamos em várias ocasiões como em 2015 no nosso teste com a Genius, em 2016 no primeiras impressões da Genius LT Tuned e durante nosso recente teste com a Spark 920.

Foto 68992

Como funciona o Twinloc?

O sistema funciona conectando o shock e o garfo com uma alavanca de controle posicionada no guidão como se fosse uma trava tradicional, porém com três estágios ao invés de 2. Com o controle, é possível escolher entre três modos de atuação: Descidas, Controle de Tração e Travado - cada um com uma característica diferente de funcionamento. Segundo a Scott, é como ter três bicicletas em uma.

Modificando a posição das alavancas, é possível controlar o curso da suspensão traseira, as regulagens de amortecimento, a dureza das suspensões e até a geometria da bike. Na posição Descida, temos máximo curso, máxima suavidade e geometria mais voltada para descer. O modo Controle de Tração endurece a suspensão, reduz o curso e muda a geometria mais para subidas. Já o modo travado bloqueia quase que completamente os movimentos do shock e do garfo.

Descidas

Neste modo, o shock traseiro trabalha com duas câmaras de ar, deixando o funcionamento macio e permitindo o uso de 100% do seu curso. Além disso, a passagem de óleo ao comprimir o shock traseiro é mantida no máximo, permitindo movimentos mais livres da suspensão.

Foto 69711
Círculo vermelho indica passagem de óleo

Graças ao grande volume de ar, a suspensão torna-se menos progressiva, endurecendo menos abruptamente ao decorrer do curso. Com isso, a absorção de impactos e a aderência ao terreno são melhorados ao máximo.

Já a suspensão dianteira também trabalha com a regulagem de passagem de óleo no máximo pelo mesmo motivo - garantindo estabilidade nas curvas e a melhor leitura de terreno que o garfo pode oferecer. Como o nome diz, esta configuração é ideal para descidas e trechos técnicos.

Controle de tração

Neste modo, o shock traseiro fecha uma de suas câmaras de ar, reduzindo o volume interno do sistema. Além disso, a passagem de óleo ao comprimir o shock traseiro é colocada em um nível intermediário. Estas mudanças trazem algumas alterações importantes na bike: a redução do curso, do SAG traseiro e a redução dos movimentos indesejados ao pedalar a bike - o bob.

Foto 69712
Círculo vermelho indica passagem de óleo

A redução do volume deixa a suspensão traseira mais progressiva, significando que ela endurece mais rapidamente ao longo do curso. Além disso, a limitação do volume de ar reduz o curso da suspensão - pense em apertar uma seringa tampada.

Com menos curso, o SAG (afundamento da suspensão com o peso do ciclista) também diminui. Com isso, a suspensão traseira fica um pouco mais alta. Como a dianteira fica na mesma altura, a geometria da bicicleta é alterada. O aumento dos ângulos da caixa de direção e do tubo do selim deixam a bike mais ágil e apta para encarar subidas.

Para manter o funcionamento consistente, o modo Controle de Tração também endurece a regulagem de compressão da suspensão dianteira. Embora ela continue funcionando com o mesmo volume de ar, essa alteração endurece seu funcionamento - algo muito bem-vindo nos momentos de pedalada.

Com o endurecimento, a pedalada ganha eficiência sem que você perca a preciosa tração dos pneus e a capacidade de absorção de impactos da suspensão. Com isso, este modo é ideal para trechos de pedalada em terreno acidentado e subidas técnicas.

Travado

Como o nome diz, este modo trava completamente a passagem de óleo pelo shock traseiro e pelo sistema hidráulico do garfo, bloqueando quase que totalmente os movimentos de ambas as suspensões. Essa configuração é particularmente útil em sprints, estradões lisos e trechos de asfalto onde a máxima eficiência de pedalada é exigida. Em caso de impactos muito fortes, uma válvula Blow-Off libera o fluxo para não danificar as suspensões.

Foto 69709
Círculo vermelho indica passagem de óleo

Twinloc - As vantagens de combinar duas alterações simultâneas

Existem muitos tipos de trava disponíveis no mercado. A maioria funciona modificando as regulagens de amortecimento ou o volume de ar da suspensão. Como citamos acima, o sistema Twinloc muda os dois fatores ao mesmo tempo. Antes de qualquer coisa, é preciso compreender exatamente o que cada regulagem faz e as vantagens e desvantagens de cada sistema.

Além disso, é importante entender que, ao modificar um parâmetro da suspensão, muitas vezes é preciso alterar outra configuração para obter uma configuração mais precisa.

Amortecimento

O amortecimento (damping) é feito através de um sistema que passa óleo por pequenas cavidades dentro do shock ou do garfo. Ele serve para reduzir a velocidade de funcionamento do componente, evitando afundamentos ou retornos muito rápidos que podem desestabilizar a bicicleta.

Em alguns sistemas, o fluxo pode ser parcialmente ou completamente bloqueado, dificultando os movimentos ou travando completamente a suspensão. A principal desvantagem é que isso pode deixar a suspensão "áspera", já que a limitação no fluxo de óleo reduz a responsividade em impactos - pense em apertar bem rápido uma seringa cheia de água.

Vantagens
-Melhora o suporte, evitando que a suspensão use mais curso do que o necessário
-Controla movimentos excessivos da suspensão (bob)

Desvantagens
-Sem mudanças no Sag Dinâmico
-Não muda o curso
-Funcionamento áspero - damping excessivo
-Reduz a tração - damping excessivo

Volume de ar

Modificar o volume de ar altera drasticamente o funcionamento da suspensão da bicicleta. Com mais volume, temos uma curva mais linear de compressão, já que existe mais ar para ser "esmagado". Reduzindo o volume obtemos uma curva mais progressiva, que endurece mais rápido ao se aproximar do fim de curso. Ao reduzir drasticamente o volume, o curso da suspensão fica efetivamente limitado.

Outro detalhe é que, ao reduzir o volume de ar, a suspensão trabalha em uma posição mais alta, já que o peso do piloto afunda menos a suspensão.

Vantagens
-Modifica o curso
-Funcionamento suave
-Mantém a tração

Desvantagens
-Reduz o controle - damping insuficiente
-Não reduz muito o bob
-Não tão eficiente

Controle duplo

O sistema Twinloc controla de forma simultânea os sistemas de amortecimento e o volume de ar do shock, criando um pacote com grande capacidade de adaptação em diferentes terrenos.

Foto 68996
Duas câmaras de ar nos números 1 e 2

Controle de curso da suspensão - O shock traseiro possui duas câmaras de ar. No modo descida, ambas ficam abertas. Quando mudamos para o modo Controle de Tração, uma delas é fechada. A redução no volume de ar no shock limita seu curso, melhorando o suporte para momentos de pedalada.

Modifica a geometria - Menos volume de ar na traseira significa menos SAG. Ao mesmo tempo, o garfo mantém seu volume de ar, seguindo com o SAG inalterado, o que modifica a geometria da bicicleta com o peso do ciclista. Com esse detalhe, o modo Controle de Tração posiciona a bike melhor para encarar subidas ou locais onde a agilidade é exigida. Isso acontece graças ao aumento do ângulo da caixa de direção e do seat-tube.

Foto 69030
Alteração de geometria

Retêm o bom funcionamento da suspensão - Com mudanças simultâneas no volume de ar e no mecanismo de amortecimento, o Twinloc mantém um controle eficiente dos movimentos da suspensão, sem que seu funcionamento fique áspero ou solto demais em diferentes posições de trabalho..

Minimiza ou elimina movimentos indesejados - Apesar de pedalaram bem mesmo no modo descida, a suspensão pode ter seus movimentos ainda mais limitados no modo controle de tração ou totalmente eliminados com a alavanca na posição Travado. Nassa situação, o shock e o garfo são bloqueados.

Entenda nos vídeos abaixo como o shock funciona em cada modo de atuação

Descidas



Controle de tração



Travado

Foto 68994


Conclusão

O sistema Twinloc é uma exclusividade da Scott que traz uma solução muito inteligente para diferentes linhas de bicicleta da marca. Praticamente uma marca registrada do fabricante, a tecnologia aumenta muito a flexibilidade de uso da bicicleta, permitindo que você tenha um bom desempenho sem abrir mão do conforto e diferentes trilhas.

Foto 68999
   Pedro Cury

Durante nosso teste com a Spark 920, o Twinloc foi um dos maiores destaques encontrados por nossa equipe. Ele permitiu que a mesma bike fosse usada com eficiência em trilhas técnicas e estradões com muito conforto e velocidade.

Vídeo de apreentação



Mais informações no site oficial da Scott.


Comentários

  • avatar

    azazel66    Jóia - RS

    azazel66    Jóia - RS

    Vale comentar que os controles para o garfo no modo intermediário (controle de tração) não tem ação nas suspensões da rockshox (Judy) no caso da Spark 960.
    2 mes(es) atrás - Denunciar




  • Relacionados