home

Merckx sugere banimento por toda a vida para atleta pega com motor na bike


1 FEV, 2016     Gustavo Figueiredo    



Eddy Merckx, o maior ciclista de todos os tempos, ficou chocado com a notícia de que a atleta belga Femke Van den Driessche foi flagrada com um motor elétrico em sua bicicleta na última edição do campeonato mundial de cyclo-cross, realizado neste fim de semana em Zolder.

imagem
Eddy Merckx, o maior ciclista de todos os tempos. Foto: A.S.O. / B.Bade / Divulgação


"Eles (a UCI) tem que suspende-la para sempre. Para mim, que suspendam para sempre", disse Merckx em uma recente entrevista em Doha. "Pelo que vi na TV, não foi a primeira vez. Eles mostraram uma prova em Koppenberg em que ela terminou em segundo e não foi normal. Da na mesma pegar uma moto então".

Para o eterno campeão, o doping motorizado é pior do que o químico, já que os resultados seriam muito maiores. "É mais do que o doping. Ele te da 50, talvez 100 watts a mais. Deixa de ser ciclismo e passa a ser motociclismo. Eles deveriam andar com o Valentino Rossi", continuou.

Porém, quando perguntado se o doping mecânico estava presente também no pelotão profissional do ciclismo, Eddy Merckx foi mais conservador. "Eu acho que não. Não acho que os outros são tão idiotas assim. O que aconteceu foi muito ruim para o ciclismo", afirmou.

Merckx, que há alguns anos descobriu ter um sério problema cardíaco, admitiu que tem usado uma bike motorizada com certa frequência, mas somente em pedais descompromissados. "Eu também tenho uma bike elétrica, mas não para corridas. Ela é para subidas, para minha saúde. Porém, eu jamais usaria algo assim em uma corrida", finalizou.


Comentários



Relacionados