home

Diretor do Tour de France cobra resolução rápida em caso Froome


22 DEZ, 2017     Gustavo Figueiredo    
     


Christian Prudhomme, diretor do Tour de France, finalmente pronunciou-se depois do caso de Chris Froome, britânico flagrado com o dobro da concentração permitida de Salbutamol, um medicamento permitido mas com dosagem controlada, durante a última Vuelta a España. Segundo ele, é imperativo que a UCI defina o quanto antes o que deve acontecer com o líder da Sky.

Foto 66202
   Alex Broadway / ASO

"Esperamos que a situação defina-se logo e que as investigações não durem meses", afirmou o chefe da grande volta francesa em entrevista ao site France Info. Ele ainda afirmou que, preferencialmente, o caso deveria ser resolvido antes do início da próxima temporada.

"Temos que nos livrar da escuridão e da ambiguidade. Espero ter uma resposta da UCI logo no início da temporada. O Salbutamol não é proibido, é a dose que importa. É é por isso que teremos uma batalha de experts, mesmo que ele tenha sido encontrado com uma dose duas vezes maior do que a permitida", disse.

"É nossa luta e a UCI tem lutado por muito tempo. Temos que ter uma resposta o quanto antes e isso significa antes do Giro. Os organizadores do Giro devem estar mais ansiosos do que nós", finalizou o dirigente.


Comentários



Relacionados