MENU

Dicas para pedalar na chuva na cidade

Como se vestir para andar de bike na chuva, dicas de pilotagem e manutenção

Ao menos para boa parte dos Brasileiros, o fim do ano é marcado por meses de muita chuva, que costumam se estender até ao menos meados de março. Por isso, preparamos o guia abaixo para que você pedale com mais segurança e evite aumentar o desgaste da bicicleta.

Pedalar na chuva não estraga a bicicleta
Pedalar na chuva não estraga a bicicleta    Yoav Aziz / Unsplash

Pedalar em ambientes urbanos para locomoção, em estrada buscando desempenho ou em trilhas, traz diferentes desafios e recomendações. Portanto, separamos dicas gerais e também preparamos esse guia para pedalar na chuva de speed (bike de estrada).

No nosso índice, também separamos essas dicas em 3 partes, abordando como se vestir, dicas de pilotagem e de manutenção.

Índice - Dicas para pedalar na chuva

Roupas para pedalar na chuva


Dicas de segurança ao pedalar na chuva

Dicas de Manutenção da bike após chuva

Publicidade


Como escolher capa de chuva para pedalar

Em cidades e condições mais frias, as capas de chuva impermeáveis e respiráveis feitas em tecido tipo Gore-Tex são uma excelente pedida. Elas ajudam a manter o torso seco e a temperatura controlada.

Foto 77115
    Bhawin Jagad / Unsplash

Porém, para muitas pessoas, uma capa ou jaqueta corta-vento já é o suficiente para evitar o frio causado pela chuva. Isso porque, apesar do corpo ficar molhado, a corta-vento evita que o corpo esfrie demais.

Para quem quer uma solução eficiente e barata, por incrível que pareça, aquelas capas de chuva descartáveis “de estádio” são umas das melhores opções para pedalar na chuva na cidade. Além de serem leves e não serem quentes, elas podem ser facilmente armazenadas e cobrem o corpo inteiro, inclusive as pernas. Por isso, tenha sempre uma capa dessas, de preferência nova, na mochila.

Se a chuva for acompanhada de baixas temperaturas, veja também as dicas que preparamos para pedalar no frio.

Use luzes e tecidos refletivos

Principalmente na cidade e na estrada, é muito importante utilizar roupas que aumentem sua visibilidade para os outros usuários da via. Dê preferência para roupas, capacetes e sapatilhas com refletivos e, se possível, invista em um bom par de luzes de sinalização.

Via de regra, as luzes mais baratas e simples quebram um galho, mas os modelos especializados (e mais caros) possuem uma visibilidade muito maior, especialmente durante o dia - avalie o que é melhor para você.

Use um óculos com lentes claras

Junto com a chuva, as nuvens acabam deixando tudo muito mais escuro. Por isso, utilizar um óculos com lentes transparentes ou amarelas pode ser uma boa pedida.

Na chuva, é muito comum que as lentes fiquem sujas. Mesmo assim, só tire os óculos em último caso, afinal eles são as únicas proteções que você têm para os olhos. Veja a importância de pedalar com óculos nesse artigo.

Paralamas de bicicleta são baratos e eficientes

Uma boa bike urbana deve ter para-lamas na frente e atrás. Lembre-se que, na rua, a água que voa no seu rosto e na sua roupa é bem contaminada, portanto você deve evitar ao máximo ter contato com ela - pedale de boca fechada pelo mesmo motivo. Para o uso em cidades, os melhores são aquelas que cobrem boa parte dos pneus, ficando rente à eles.

Maior atenção ao pedalar a noite
Maior atenção ao pedalar a noite    Bianca Berg / Unsplash

Transporte suas roupas em sacos plásticos

Seja na mochila ou no alforje, embrulhe a roupa que você vai usar para trabalhar em sacos plásticos, com o mesmo podendo ser feito para os demais itens que você vai transportar. Isso reduz a possibilidade de alguma coisa chegar molhada ao destino.

Capa de chuva para mochila é bem vinda
Capa de chuva para mochila é bem vinda    Pedro Cury

Leve toalha e lenços umedecidos

Carregue consigo uma toalha e um pacotinho de lenços umedecidos. Eles permitem que você se limpe de forma básica, mas eficiente, depois de pegar uma chuva na rua, principalmente se você não tiver um chuveiro.

Deixe algumas roupas no trabalho

Se possível, deixe meias secas e uma toalhinha no trabalho. Se der, muitas vezes também é bom deixar um tênis ou outro calçado qualquer. A capa protege o corpo, mas quase sempre o pé vai ficar molhado.

Sacos plásticos nos pés

Em chuvas mais intensas, sacolinhas de supermercado podem ser utilizadas para fazer uma proteção para o seu calçado. A dica é dar várias voltas com as alças nas canelas para evitar que a água entre e evitar pisar no chão - quanto menos você tirar o pé do pedal, mais a sacolinha vai durar.

Considere mochilas com capa de chuva ou adapte

Uma boa aquisição certamente é uma mochila ou alforge com capa de chuva. Este acessório realmente ajuda a manter suas coisas secas, principalmente se você foi pego de surpresa e não teve como embalar tudo em sacos plásticos - além disso, o fato da própria mochila ficar mais seca também ajuda bastante.

Pedalar na chuva não faz mal
Pedalar na chuva não faz mal    Szabo Viktor / Unsplash

Algumas mochilas como as Deuter que já testamos aqui já possuem capa embutida, mas também é possível achar para venda avulsa ou mesmo adaptar.

Atenção às poças de água

Além de jogarem água suja pra cima, o que fatalmente vai cair em você e na bicicleta, uma poça pode esconder um buraco grande, uma boca de lobo e até mesmo uma tampa de bueiro aberta. Por isso, evite ao máximo passar em poças ou outros locais em que você não consiga ver o chão.

Fazer manutenção depois da chuva é importante
Fazer manutenção depois da chuva é importante    Chandler Cruttenden / Unsplash

Cuidado com pinturas e pedra portuguesa

Faixas de pedestre, linhas centrais e demais pinturas no chão costumam escorregar bastante quando molhadas. Por isso, evite frear ou fazer curvas ou frenagens sobre elas nesta condição.

O mesmo vale para as famosas “pedras portuguesas” presentes nas calçadas do Rio de Janeiro e outras cidades.

Fique atento ao óleo na pista

Seja na cidade ou na estrada (ou mesmo naquele trechinho de asfalto na sua trilha), manchas coloridas tipo arco-íris indicam a presença de óleo. Atenção especial nos primeiros momentos da chuva, já que ela costuma levantar a sujeira e as contaminações do asfalto, deixando tudo mais escorregadio.

APAGARRRRRRRR NAO USARRRRRRRRRRRRRRRRRRRR
APAGARRRRRRRR NAO USARRRRRRRRRRRRRRRRRRRR    APAGARRR

Freie com antecedência

Na chuva, o piso sempre terá menos aderência. Por isso, atenção redobrada com frenagens de emergência e curvas. Não deixe pra frear de última hora e não abuse da velocidade. No molhado, principalmente no asfalto, raramente o pneu recupera a tração depois de escorregar.

Atenção com árvores, placas e postes

Além do risco de queda de galhos, a chuva e o vento costumam derrubar folhas e frutas das árvores. Elas, misturadas com a água no chão, criam uma combinação bem perigosa. Por isso, atenção especial ao pedalar em locais com muitas árvores.

Reduza a pressão dos pneus

Algumas libras a menos podem ajudar muito a melhorar a aderência do pneu com o chão. Para saber mais detalhes sobre calibração, confira nossa matéria sobre como colocar a pressão ideal no pneu da bike.

Use um lubrificante resistente à água

Alguns lubrificante de corrente são extremamente ineficientes na água. Por isso, procure produtos indicados para climas chuvosos. Damos mais dicas de como lubrificar a corrente da bicicleta nesse artigo.

Observe o desgaste de sapatas e pastilhas de freio

A água faz com que sujeiras, areia e outros detritos grudem em aros, discos, sapatas e pastilhas de freio. Isso cria um efeito de esfoliação que acelera rapidamente o desgaste dos componentes do sistema de freio. Por isso, preste muita atenção para não colocar sua segurança em risco.

Lave a bike depois de pegar chuva

Pedalar na chuva não estraga a bike, mas os contaminantes do chão podem danificar diversos componentes se nada for feito, principalmente a relação. Por isso, lave a bike sempre que possível, principalmente se você pegou chuva muito forte.

Confira dicas de como lavar a bicicleta para entender como. Se lavar a bike não for possível, tente ao menos lavar a transmissão - aplique lubrificante para evitar o surgimento de pontos de ferrugem, mesmo que você vá fazer uma limpeza mais cuidadosa depois.

Dicas para pedalar na chuva
Dicas para pedalar na chuva    Dawid Labno / Unsplash

Bicicleta elétrica pode pegar chuva com cuidados

Algumas bicicletas elétricas podem pegar chuva sem nenhum problema. É o caso das mountain bikes elétricas e as bikes mais especializadas.

Porém, como existem muitos modelos e adaptações, o ideal é consultar diretamente com a marca, se o seu modelo precisa de algum cuidado especial.

Segundo Philippe Sztokman da Blitz Bicicletas: "Toda parte elétrica é blindada, pode-se andar tranquilamente na chuva, salvo se a bike está há muito tempo sem manutenção." e completa "Depois da chuva, a recomendação é retirar a bateria e secar com pano as partes de contato, tanto na bateria quanto na bike".

Considere não pedalar na chuva


Ok, pode parecer estranha essa dica. Mas, a verdade é que pedalar na chuva sempre é mais arriscado do que pedalar no seco, e o desgaste da bike e seus componentes será maior. Por isso, se puder escolher, evite andar na chuva!


Relacionados

Comentários



Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando você concorda com a nossa política de privacidade.