home

Cidade da Bahia recebe fábrica de bicicleta elétrica

Previsão é de que empresa se instale na cidade no início de 2014


26 NOV, 2013     Guiné    



Um dos municípios mais populosos da Bahia e conhecido por ser um polo de fruticultura irrigada, Juazeiro se prepara para dar um novo salto. A partir do ano que vem, a cidade passará a montar motos e bicicletas elétricas, com foco nos mercados brasileiro e sul-americano. A ideia dos empresários é começar a vender alguns produtos em abril de 2014.

Com investimentos previstos da ordem de R$ 60 milhões, a montadora Miza Motos, empresa com capital 100% brasileiro e especializada na produção de motocicletas de 125 e 150 cilindradas, se reunirá com a Sundown Motos, que possui sedes em São Paulo e Manaus, para erguer pelo menos duas plantas no Distrito Industrial de Juazeiro – uma de motos e uma de bicicletas. A expectativa da geração de empregos não foi divulgada.

Segundo informações preliminares dos empresários, uma produzirá três marcas de moto, incluindo a Miza e a Sundown, e a outra fará as bicicletas elétricas. Inicialmente, as peças serão importadas da China para serem montadas em Juazeiro, mas a ideia é produzir em solo juazeirense pelo menos algumas partes dos veículos, como os chassis.

O empresário César Matos, da Miza Motos, relatou que a iniciativa de fabricar bicicletas elétricas foi baseada na “moda” do ciclismo, já consolidada nos países desenvolvidos, mas que começou a pegar recentemente no Brasil e em toda a América do Sul. “A bicicleta está na moda. O mundo todo está mexendo com bicicleta”, disse.

Ele enumera as vantagens do veículo. “É um produto bem visto porque é ecologicamente correto e, além disso, faz bem para a saúde”, acrescentou. A intenção é, na primeira fase, começar a vender para o Nordeste e para todo o Brasil. “Posteriormente, queremos buscar o mercado de toda a América do Sul”, revelou Matos.

Empresários se reuniram no Centro Administrativo da Bahia (CAB) para levar adiante as negociações. O início da instalação da empresa só depende das negociações com a Secretaria da Indústria, Comércio e Mineração (SICM). As conversas sobre a abertura da fábrica estão sendo realizadas no âmbito da Superintendência de Desenvolvimento Industrial e Comercial.

Apesar disso, o empreendimento já é tido como certo tanto pelos empresários como pelos gestores. “Eles vão se implantar lá, já está tudo acertado”, afirmou uma fonte ligada à SICM que preferiu não ser identificada. “É um projeto visto como muito importante para diversificar a economia da região de Juazeiro e do Vale do São Francisco”, completou.


Comentários



Relacionados