MENU

Desafio dos Gigantes 2020 - Giugiu Morgen é destaque

Atleta da júnior andou de igual para igual com as principais atletas da Elite nacional para fechar a competição por etapas como vice-campeã

Depois de uma paralisação total que já dura mais de quatro meses por conta da pandemia da Covid-19, os amantes brasileiros do mountain biking tiveram um ótimo motivo para comemorar. Isso porque, no último fim de semana, as maiores estrelas do esporte voltaram a se encontrar em uma competição de alto nível - o Desafio dos Gigantes, que aconteceu no Chácara Bike Park, na cidade mineira de Santana dos Montes.

Foto 75932
    Thiago Lemos

A competição contou com quatro provas distintas, que acontecerem nos dias 15 e 16 de agosto. No fim, a pontuação dos atletas seria somada, definindo os campeões do fim de semana. Neste cenário, destaque total para Giugiu Morgen, que com apenas 17 anos de idade e em seu primeiro ano na Júnior andou de igual para igual com algumas das melhores atletas da elite nacional - ela fechou a classificação geral em segundo lugar.

Além dela, a Sense Factory Racing ainda levou Diego Knob, atleta de Enduro, para acelerar nas pistas do Chácara Bike Park. Apesar de estar trabalhando há várias semanas com construção de trilhas, inclusive para o Projeto Sense Trilhas, Diego andou muito bem tanto no sábado quanto no domingo.

Fim de semana com vitória e superação para Giugiu Morgen

A sequência positiva de Giugiu começou já no sábado em uma disputa chamada UP&DH Eliminator, onde os atletas encararam uma subida super dura, seguida de uma descida bastante técnica, com obstáculos artificiais, saltos de diversos tamanhos e curvas com parede.

Foto 75933
    Thiago Lemos

Na competição de apenas 2 km, ela mostrou toda sua agressividade para ser a primeira a cruzar a linha de chegada. O segundo posto ficou com Raiza Goulão, atleta que competiu nas olimpíadas Rio 2016. De cara, o domínio de Giugiu sobre a bike mostrou-se evidente - além de estar muito forte na subida, ela mostrou velocidade superior nas descidas.

No mesmo dia, aconteceu a prova de MTB Criterium. Nela, as atletas bateram guidão em uma pista de 1.4km durante 20 minutos, mais uma volta. Durante a prova, Giugiu ficou o tempo inteiro entre as três primeiras, com ótimas chances de vitória.

Foto 75936
    Gustavo Lovalho

Porém, a bike da atleta sofreu um problema mecânico no canote do selim, e o banco de Giugiu acabou ficando baixo. Mostrando toda sua garra, ela pedalou em pé o tempo todo no duríssimo circuito para cruzar a meta em terceiro lugar, mais uma vez mostrando muita habilidade sobre a bicicleta para recuperar o terreno perdido ladeira abaixo.

Segundo Round

O domingo de competições começou com uma prova muito dura: uma subida de montanha com cerca de 7km de extensão. Sentindo o cansaço do dia anterior, Giugiu, mais uma vez, superou-se para cruzar a linha em terceiro lugar. Restava agora a última competição do fim de semana: o short track, onde ela partiria para o tudo ou nada para defender seu segundo lugar na classificação geral.

Foto 75937
    Gustavo Lovalho

Na derradeira competição do dia, a revelação da Sense Factory mais uma vez andou lado a lado com uma das principais atletas do Brasil. O excelente desempenho rendeu a Giugiu mais um resultado impressionante - um segundo lugar super apertado no sprint contra uma atleta de nível olímpico e a garantia do segundo posto da classificação geral.

“Venho me dedicando muito e essa prova surgiu de um mês para cá. Continuei treinando bastante durante esse tempo todo de isolamento, então a sequência foi fazer um polimento para essa prova”, comentou Giugiu.

“Foi muito bom ver que o treinamento deu resultado. Andar na frente com as mulheres da Elite é muito bom. Andar com elas e ainda dar combate foi melhor ainda. Por isso, saio daqui com a sensação de dever cumprido. É um estilo de prova diferente e tivemos bastante disputa. Espero que, a partir de agora, possamos voltar a competir”, complementou Giugiu.

Foto 75935
    Gustavo Lovalho

“A cada dia que passa temos mais certeza de que a Giugiu é um fenômeno. O nível que ela andou aqui, com 17 anos de idade, demonstra mais uma vez que o futuro do mountain biking brasileiro passa pela Giugiu. Acreditamos muito nisso”, afirmou Marlen Ferreira, team manager da Sense Factory Racing e um dos responsáveis pela descoberta da atleta - ela corre pela equipe da Sense desde o início de sua carreira.

Integração em equipe

Desde seu surgimento, um dos principais objetivos da Sense Factory Racing foi criar condições de trabalho excelentes para seus atletas. Além disso, a integração entre os membros da equipe sempre foi prioridade. Até por isso o time ainda conta com representantes no triathlon e no triathlon off-road.

Foto 75938
    Gustavo Lovalho

“Para nós, foi muito bom colocar os atletas para competir novamente. Todos já estavam sentindo falta dessa adrenalina da competição, então saímos daqui muito felizes. Viemos com o Knob e foi muito legal ver um atleta de Enduro e Downhill correndo muito bem no XC. Também foi muito bom pelo intercâmbio entre modalidades, já que o Knob tem sido um mentor para a Giugiu”, comentou Marlen Ferreira.

“Achei muito legal esse formato de prova, com uma competição curta e outra mais longa em dois dias seguidos. Mas, fico muito feliz mesmo com o trabalho em equipe que estamos fazendo em prol da Giugiu”, explicou Diego Knob.

“Minha participação foi mais para mostrar um pouco da cultura do Enduro e do Downhill para o pessoal do XC, mas principalmente para apoiar uma atleta que é uma verdadeira revelação e é nossa cria”, afirmou ele.

Durante o fim de semana, os resultados deste trabalho ficaram evidentes em diversas situações, com Giugiu confirmando isso prontamente ao ser questionada sobre a validade de seus treinamentos de enduro.

“Com certeza os treinos fizeram a diferença. O Knob comentou comigo que quase chorou ao ver que o trabalho, que estamos nos divertindo tanto para fazer, está dando resultados. Eu andei de hardtail com canote retrátil e nas descidas estava mais forte do que as outras meninas de full-suspension e canote” explicou Giugiu.

“No short-track isso ficou ainda mais nítido, já que conseguia me recuperar e tirar tempo durante as descidas. Então, com certeza, eles foram muito válidos e, aos poucos, estamos colhendo os frutos”, finalizou a jovem, porém cada vez mais completa, atleta.


Conteúdo Relacionado

Comentários



Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando você concorda com a nossa política de privacidade.