MENU

De partida para prova UCI na Argentina, Giugiu fala sobre seus objetivos na temporada 2020

De olho no Campeonato Mundial, atleta promete utilizar provas da UCI Juniors World Series XCO como preparação

     

A temporada 2020 promete ser repleta de novos objetivos e desafios ainda maiores para Giuliana Morgen. Isso porque, no ano que está começando, a ciclista da Sense Factory Racing promete dar um novo salto em sua carreira, encarando uma série de provas internacionais contra as melhores ciclistas do mundo em seu primeiro ano na Junior.

Início de temporada de XC e foco no Mundial

No dia 23 de fevereiro, a temporada internacional de Giugiu começa no Abierto NOA XCO, disputa que acontece na Argentina. No dia 9 de fevereiro, ela esteve em São Paulo correndo o The Rock, competição com um forte start list que ela liderava na elite feminina, até que a prova foi cancelada por um erro na orientação no percurso.

Foto 74436
    Ney Evangelista

"Meu principal objetivo neste ano é o Campeonato Mundial de XCO, que vai acontecer entre os dias 25 e 28 de junho em Albstadt, na Alemanha. Para chegar bem lá, meu plano é participar de ao menos quatro provas internacionais, inclusive o Campeonato Pan-Americano em abril, na Argentina, onde pretendo conquistar meu terceiro título”, explicou Giugiu.

Em junho, a ciclista fará sua preparação final para o Campeonato Mundial participando de duas importantes competições na Europa, onde ela deve encarar suas maiores adversárias em potencial. No dia 6, Giugiu participa da Portugal Cup, ou Taça de Portugal XCO, competição que, no ano passado, reuniu mais de 400 atletas, de 14 países. Além disso, ela deve participar de uma etapa da Copa do Mundo de XCO em Andorra, entre os dias 19 e 21.

“Na UCI Juniors World Series XCO, além de buscar as vitórias, meu principal objetivo é ganhar mais bagagem internacional, mas sempre mantendo meu foco no Campeonato Mundial. A pressão de obter resultados internacionais com certeza é diferente, por isso vou em busca de mais bagagem e aprendizado, e não focar só em resultados”, complementou Giugiu, que vem demonstrando um bom amadurecimento desde que começou a competir, há dois anos.

Giugiu e sua Sense Invictus de XC
Giugiu e sua Sense Invictus de XC    Pedro Cury

Depois do Mundial, o calendário internacional de Giugiu segue, com presença nas etapas da Copa do Mundo de Mont Saint-Anne, Canadá, entre os dias 21 e 23 de agosto, Val di Sole, Itália, entre 11 e 13 de setembro, e França, entre os dias 18 e 20 do mesmo mês. Obviamente, suas aparições fora do Brasil estarão recheadas de competições nacionais, onde Giugiu pretende continuar em busca de mais vitórias.

Competições no Brasil

Em competições nacionais, mais uma vez Giugiu têm dois grandes objetivos: ser campeã da Copa Internacional de Mountain Bike e Campeã Brasileira de XCO, ambas pela terceira vez consecutiva. Porém, a ciclista tem aparição assegurada em inúmeras outras competições, o que sempre acaba proporcionando bons momentos de interação com o público e outros atletas.

Giugiu interage com o público
Giugiu interage com o público    Gustavo Cebo

Depois que voltar da Argentina, por exemplo, ela estará presente na primeira etapa do XCO da CIMTB 2020, que acontece em Araxá, no dia 8 de março. Depois, a ciclista deve correr duas etapas da Taça Brasil, em Lavras e em São Paulo, antes de voltar para a Argentina para o Campeonato Pan-Americano de MTB. Em setembro, depois de um ano com muitas competições, a atleta foca suas energias no Campeonato Brasileiro de MTB XCO, que vai acontecer no dia 9, mais uma vez na cidade paulistana de Mairiporã.

Além disso, outro grande objetivo para a temporada de Giugiu é desempenhar bem e ser Campeã em sua categoria no Sense Enduro Cup, competição que vale como campeonato brasileiro da modalidade, e que reúne os melhores atletas do enduro nacional.

Processo de evolução

A pista de Albstadt, onde o Mundial de XCO será realizado, é conhecida por suas subidas duras e longas, com trechos de descida em alta velocidade e muitas mudanças de direção. O percurso ainda tem alguns trechos de grande inclinação e privilegia atletas que sobem forte e pilotam bem a bike nas descidas, características que encaixam-se bem no perfil de Giugiu.

Giugiu no Sense Enduro Cup
Giugiu no Sense Enduro Cup     Pedro Cury

Além disso, percursos como o de Mont-Saint-Anne, com suas descidas técnicas cheias de pedras ou mesmo os rock gardens artificiais de Val di Sole exigem muita técnica do piloto, algo nem sempre encontrado nas competições de XC dentro do Brasil. Por isso, a preparação de Giugiu para a temporada 2020 tem outra arma secreta: sua participação em provas de Enduro.

“Nesta modalidade, meu objetivo para 2020 é vencer todas as etapas do Sense Enduro Cup para ser campeã em minha categoria novamente”, complementou. Porém, como era de se esperar, mais uma vez Giugiu pensa em dar um passo adiante:

“Quem sabe um dia não corro uma etapa do Enduro World Series”, finalizou.



Conteúdo Relacionado

Comentários